Rodrigo Santoro de volta?

Antes de qualquer coisa, adianto que acho muito improvável que o ator brasileiro volte a aparecer em Lost, mas como nada é impossível, reproduzo abaixo uma nota dada pela jornalista Fabíola Reipert que escreve a coluna Zapping, publicada no jornal paulista “Agora”.

Rodrigo Santoro deixou aberta a possibilidade de retornar à série “Lost”, apesar de o seu personagem, Paulo, ter morrido na terceira temporada. “Não sei se volto”, disse ontem, durante a coletiva de “Desafinados“.

E aí, faria alguma diferença para você se Paulo aparecesse de alguma forma na série? Eu honestamente acho que não haveria sentido e você?

Por Davi Garcia

21 COMENTÁRIOS

  1. De fato, se não vier não faz tanta falta assim, porem, pouco se falou sobre o passado dele. Mas se for pensar assim tem o Artz tambem né.É, dentro ou fora da na mesma.


    Fofoca é complicado, precisariamos entender melhor esse “Não sei se volto”.
    O cara realmente não sabe se ele volta, ou seja, não sabe se o Paulo ainda vai aparecer na serie OU se ja fizeram o convite pra ele participar da serie e ele(Rodrigo Santoro) não sabe se aceita ou recusa o convite.
    E se não estou enganado o Rodrigo ja falou que nao gostava muito da serie no passado, não foi ?


    Prefiro a Libby de volta…
    🙂

  2. Pra mim seria indiferente, ele voltar ou não, mas acho díficil…
    E até que seria iteressante ele voltar em algum tipo de flahback, ou coisa assim, pois não se esqueçam que existem os “tais brasileiros” do barco da Penny. E também acho que quando os produtores colocaram um brasileiro não foi a toa, relmente eles deveriam ter algum plano, que foi abortado, pela má recepção dos personagens junto ao público. Mas volto a dizer, um flashback em que ele estivesse presente não seria má idéia!

  3. A história de Paulo e NIkki foi a coisa mais desnecessária e falha da produção até agora na minha opinião, e se refere ao ritmo das primeiras temporadas de “jogar” coisas para que os produtores enxergassem depois como ajeitá-las. Como agora a coisa parece ter se encaminhado para a resolução das questões, acho que ele só voltaria se tivesse ligação direta com algum dos temas fundamentais da série, mas como foi visto, a história deles foi somente de mais dois passageiros a bordo, não tendo nenhuma coincidência especial ou algum coisa “especial” entre eles.
    Mas, mesmo sem muito sentido nos personagens, a morte deles foi a mais cruel da série.

  4. Não custava aparecer em um flashback, apenas para não ficar tão patética e desnecessária a presença do personagem Paulo na série.

    Acho incrível que todos nós tratemos os roteiristas e diretores de Lost como supremos e não apontemos falhas clássicas como só colocar personagens novos para morrerem.

    Com a única exceção, entre passageiros, do pouco expressivo Bernard, que quase nunca aparece.

  5. Nem todos que morreram eram personagens novos. Bonne e Shannon, apesar de não serem personagens de destaque eram do grupo original. De mais marcante mesmo foi a perda de charlie, que teve um pouco mais de importância

    O Mr. Eko, apesar de ter entrado depois, também fez um certo sucesso e sua morte também pode ser considerada de peso.

    Na última, teve a francesa, que ninguém esperava que fosse morrer antes do fim da série.

  6. Concordo plenamente com o Fabricio.

    Eles deviam recolocar os dois (ele e aquela mulher), nem que fosse por um flashback rápido, apenas para justificar o que eles faziam lá, já que até agora não há nenhuma ligação dos dois com a trama geral.

    Se não fizerem isso fica bandeiroso demais que foi só um “chute” sem sentido a aparição deles. Um atestado de que foi uma furada, uma pisada na bola.

  7. Vejam bem, eu não disse que todos os que morreram eram personagens novos.

    Eu disse que passageiros novos todos morreram (com a exceção insípida de Bernard).

    É diferente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Envie seu comentário!
Escreva seu nome aqui