A ciência discute a gravidez na Ilha de Lost

Mais uma novidade aqui no ‘Dude’, galera. A algumas semanas o site PopularMechanics.com tem dedicado semanalmente e de uma maneira muito interessante, matérias que discutem certos aspectos da ciência vista em Lost, portanto a partir de hoje, sempre que surgir algo novo por lá relacionado a alguma questão científica explorada na série iremos postar aqui também para que todos tenha a oportunidade de ler e discutir o tema. O texto dessa semana escrito pela jornalista Erin Scottberg fala sobre a gravidez na Ilha. Há pequenos spoilers no texto se você ainda não viu o episódio 4×06, The Other Woman.

A ciência da gravidez na Ilha é Falha (exceto pelo fator magnetismo), diz um renomado médico obstetra.

Por Erin Scottberg
Traduzido por Davi Garcia

O último episódio de Lost, ‘The Other Woman’ não falou sobre viagem no tempo e telefones por satélite, mas retomou um dos mistérios originais da série: Por que o sistema reprodutivo das mulheres sofre severas alterações na Ilha colocando suas vidas sob constante risco?

Na 3ª temporada descobrimos que Claire foi a primeira mulher a dar a luz na Ilha, já que antes do nascimento de Aaron, todas as grávidas morreram durante o terceiro mês de gestação (no total, a gravidez matou 9 mulheres). E foi por isso que a super doutora Juliet foi convocada à Ilha: tornar possível o nascimento. E ela levou sua missão para um lado muito pessoal como vimos no episódio 4×06 quando a morte de uma paciente grávida a levou ao chão e às lágrimas. Conversando com Ben mais tarde, ela disse que durante o segundo trimestre [da gravidez] “as células brancas caem e o sistema imunológico se volta contra o feto.” Contudo o que ocorre com as grávidades na realidade é exatamente o contrário.

Durante a gravidez, a contagem de células brancas é levemente elevada porque o corpo ‘enxerga’ aquele DNA do feto (metade da mãe e metade do pai) como algo estranho e ergue suas defesas. “Normalmente, o sistema imunológico da mãe trabalha com isso e é assim que o feto acaba sendo aceito pelo organismo,” diz o Dr. Michael Cackovic, um instrutor do departmaneto de medicina materno-fetal da Universidade de Yale. “E geralmente, mulheres grávidas são saudáveis,” indicando que seus sistemas imunológicos funcionam bem.

Mas Cackovic, ele mesmo um fã de Lost, tem um ponto que o incomoda relacionado à questão biológica desse importante arco da série: “Se o sistema imunológico se vira contra o feto, isso deveria significar um aborto e não a morte da mãe.” Por que engravidar na Ilha é uma sentença de morte ele não sabe dizer. Mas isso poderia ter algo a ver com o sistema imunológico enfraquecido. Quando alguém tem uma contagem baixa de células brancas, na teoria essa pessoa fica mais exposta aos riscos de uma infecção. Portanto se o sistema imunológico de uma mãe cai rapidamente, ela deveria ficar mais suscetível a invasões externas. E o que causaria uma contagem reduzida de células brancas? Sim, isso mesmo que você pensou: radiação eletromagnética.

“A radiação mata qualquer célula que esteja se multiplicando,” diz o Dr. Cackovic. “Portanto, sim, a contagem baixa de células brancas pode definitivamente ter a ver com a radiação eletromagnética da Ilha.” E é lógico dizer que ela também pode ser a responsável pelo retrocesso do câncer de Rose porque na Ilha ninguém nunca teve câncer (conforme Ben disse à Juliet na 3ª temporada). Mas, como Ben disse ao Locke no episódio 4×06 The Other Woman, a Ilha provocou outros milagres (“Você saiu da cadeira de rodas para fazer polichinelos”), e não temos certeza se o eletromagnetismo tem algo a ver com todos eles. Em função disso, por enquanto teremos que esperar para ver como Sun e seu bebê se saem e o episódio dessa semana deve ser um início.

Artigo anteriorSite fala sobre o episódio 4×07 ‘Ji Yeon’
Próximo artigoCenários das Gravações do Episódio 4×09

7 COMENTÁRIOS

  1. Olha, primeiro parabéns pela novidade do site, achei legal isso…

    Interessante tbm essa coisa dos glóbulos brancos. Sou Fisiologista e reparei nessa coisa dos glóbulos brancos reduzirem em quantidade, segundo Juliet, o que realmente é anormal.

    Respondendo ao Ph… talvez o que ocorra é que só sofrem esse tipo de efeito as células que apresentam uma alteração, como os glóbulos brancos na gestação. A Ilha mantém seus sistema imunológico ativo e atuando perfeitamente, mas quando algo altera o funcionamento do organismo, acaba sendo “inibido” pela radiação. Assim, as grávidas perdem glóbulos brancos, o sistema imune ataca o feto e a mãe morre por qualquer outra infecção, bactéria ou vírus…

    Acho que pode ir para esse lado a explicação.

    Dessa forma, não é que as pessoas se recuperam rápido na Ilha pq o sistema imunológico está “elevado”, mas sim pq ele funciona em seu melhor nível.

    Abraços, Davi e Ju!!

    Leco…

DEIXE UMA RESPOSTA

Envie seu comentário!
Escreva seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.