ABC está perdendo a fé em Lost?

De Oscar Dahl, para o BuddyTV
Tradução por Luiz Augusto Faria
Há um ano, a ABC fez uma festa incrível para o lançamento do DVD da primeira temporada de Lost. Jornalistas voaram para o Havaí com tudo pago, foram para a floresta de bondinho e cortejados por uma banda tocando na fuselagem enquanto eram servidos com drinques tropicais na praia. O evento foi épico, impressionando a todos que foram convidados.

Este ano, no entanto, o lançamento da segunda temporada em DVD não vai ter a mesma extravagância. A ABC reduziu severamente o borderô da festa, diminuindo a lista de convidados pela metade e abandonando o cenário praiano do ano passado, optando por um restaurante de 125 lugares. Esse patrocínio fraco pode ser um anúncio do que pode vir num futuro próximo.

Eu, sinceramente, espero que a ABC não veja a segunda temporada de Lost como uma decepção só porque os níveis de audiência diminuiram. Toda e qualquer série que tenha uma explosão na sua estréia cai um pouco no ano seguinte. Isso acontece quando a adrenalina inicial inevitavelmente morre. É normal. Mesmo assim, Lost foi, sem dúvidas, uma incrível fábrica de dinheiro para a Disney.

Talvez o maior problema esteja na discrepância entre as duas temporadas. Uma vez que a primeira temporada de Lost foi alardeada mundialmente, a segunda falhou em ganhar tanto destaque, perfeitamente evidenciado pelas pouquíssimas indicações ao Emmy deste ano. Também, a segunda temporada é sempre a mais difícil e deve haver alguém na ABC que saiba disso. No entanto, o baixo suporte da crítica é o tipo da coisa que deve convencer os executivos da rede e diminuirem a verba do programa. É perfeitamente factível que a opinião da ABC tenha mudado de “a maior série da televisão” para “um programa sólido com boa base de fãs”.

Uma das melhores formas de diminuir os gastos com a série e matar uma personagem. Como vimos no passado (mais específicamente na primeira temporada), os cérebros de Lost não têm o menor medo de exterminar uma personagem principal. Os atores do elenco renegociaram seus contratos para a segunda temporada, aumentando exponencialmente o pagamento por episódio. Dado o grande tamanho do elenco de Lost, perder uma personagem não é problema; nem é preciso repor a personagem morta com uma nova.

Dito isto, é bem interessante notar como Matthew Fox (Jack) e Naveen Andrews (Sayid) acertaram suas vidas fora de Lost. Naveen Andrews está na metade da primeira parte, de duas, de “Grind House”, o filme dois-em-um de Robert Rodriguez e Quentin Tarantino. Naveen está começando no segmento do Tarantino. O que isso significa pra ele? Ele está em busca do futuro possívelmente sabendo de algo sobre o futuro do Sayid?

Matthew Fox recentemente assinou para atuar em “Rambo IV”. Sim, sério. Um grande filme de ação como “Rambo IV”, irá, provavelmente, levar meses para ser gravado. Dado o longo calendário de produção de Lost, não vejo como as duas produções não coincidirem datas. De novo, será que Fox sabe algo sobre Jack que não sabemos?

Talvez a festa mais simples do DVD não signifique nada. Talvez o último ano tenha se tornado uma grande promessa, e os poderosos decidiram que não valia brigar. Não foi assim que ficou subentendido, e eu não estou tão feliz com isso.
Artigo anteriorPaparazzi…
Próximo artigoAbrem-se (ainda discretamente) as cortinas e (quase) começa o espetáculo…

6 COMENTÁRIOS

  1. se eles matarem o jack …eu paro de assistir!!

    soh uma colocação [arada ou naum] eles fizeram esses projetos [files] durante as ferias, não?
    isso não é indicio de eles querem arrumar a vida deles caso caiam fora de LOST!!
    assim espero….

  2. Caraca, concordo com você em partes… Muitos atores de seriados fazem ou fizeram filmes durante os seriados… mas com LOST é diferente, até pq é gravado no Havai e tal…
    abraço

DEIXE UMA RESPOSTA

Envie seu comentário!
Escreva seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.