12/05/2010

Nova entrevista com Michael Emerson sobre o fim de Lost

Com pequenos spoilers!

Michael Emerson está mesmo bem requisitado nessa reta final da série. Conversando com Jarett Wieselman do Pop Warp, blog do New York Post, o intérprete de Ben deu novas e curiosas dicas sobre o desfecho de Lost e sobre uma nova e perigosa aliança que envolverá seu personagem.

Leia mais...

    Não sou uma dessas pessoas que acredita que atores são seus personagens. Nunca xinguei Dominic Monaghan por causa daquele ataque a Sun e não diria que Harold Perrineu é responsável pelas mortes provocadas por Michael. Mas em alguns instantes durante minha conversa com Michael Emerson, a sensação de que eu estava falando com Ben Linus era tão clara que me deu até arrepios.

    Parte do que faz a criação de Lost ser tão assustadora é a cadência com a qual Michael tão deliciosamente entrega algumas de suas falas diabólicas. E essa inconfundível voz existe 24 horas por dias 7 dias por semana, portanto quando ele falou que o final da série será algo sobre o qual o público terá que digerir, eu me balancei.

    Além disso, Michael também provocou outros arrepios enquanto falava dos últimos episódios. Não só porque ele admite que ainda está tentando entender o final épico, mas porque sua versão dos flash sideways me fez repensar tudo o que eu acreditava ser verdade.

    Deve ser um momento esquisito para vocês. Já gravaram tudo, mas ninguém viu ainda.

    Pois é, estamos num limbo, o que é irônico dado que estamos falando de Lost. (Risos)

    Ben está fora de cena com Alpert e Miles. O que exatamente eles estão fazendo e quando veremos Ben de novo?

    Eles partiram em busca de explosivos e Alpert está determinado a explodir o avião porque ele acredita que o homem de preto jamais deve sair da ilha. Reapareceremos no próximo episódio e Ben terá muito o que fazer.

    Isso significa que voltaremos a ver Ben com Alex?

    Não vou nem tentar despistar nada, mas sim, vocês os versão juntos de novo ainda que não da forma que poderiam experar.

    O que mais você pode dizer sobre esses últimos episódio?

    Bem, estamos quase encerrados com a jornada dos flash sideways do Ben. A maior parte das coisas que temos com Ben agora estará na narrativa da ilha. E daqui para frente, Ben acaba fazendo uma nova e perigosa aliança que tem um resultado surpreendente.

    Os flash sideways acrescentaram outra encarnação do Ben no seu repertório. Você tem preferência por algum dos dois?

    Conscientemente, eu não fiz versões diferentes do Ben até o surgimento dos flash sideways nessa temporada. Sei que ele parece, fala e parece muito com o Ben da ilha, mas a receita está totalmente alterada. Ele tem muitas das mesmas qualidades, mas elas se manifestam de formas diferentes no espectro humano. Foi uma experiência empolgante criar outro personagem – como, o que Ben teria se tornado se fosse mais parecido conosco. Essas coisas foram divertidas de se fazer e de expor.

    Muitos fãs tem se perguntado sobre o real propósito dos flash sideways. Isso será explicado?

    Sim, mas eles não vão dar tudo mastigadinho. Para mim, o fim da série exige algumas boas reflexões. As resoluções não são dadas para você num prato meticulosamente arrumadinho. O que o episódio tem são muitos momentos profundamente emocionais e um fim pautado no aspecto humano da história.

    Você mencionou que a jornada de Ben nos flash sideways está quase encerrada, como é isso?

    Você não vai perceber isso antes da série acabar, porém, mais do que os flash sideways de qualquer outro personagem – o dele (visto no ep. ‘Dr. Linus’) se focou muito na personalidade de Ben. Você pode até não ter essa percepção ainda , mas aquilo nos levou bem perto do fim daquele arco dele. O que quero dizer é que se ele não aparecer mais naquela situação poderíamos dizer, “ah, ok estou confortável com a maneira que encerraram aquela história dele.”

    Parece que os fãs terão muito o que reassistir quando a série acabar.

    Sim. Bem, eu acredito que essa vá ser uma reação possível para algumas pessoas. Eu recebi o final por etapas. Li o roteiro sem as cenas secretas, então li as cenas secretas, então gravei e a cada momento eu pensava, “o que isso significa?”

    Quando li pela primeira vez, o final não estava claro para mim, mas desde então as coisas ficaram mais claras e devo admitir que quanto mais penso, mais satisfeito eu fico. Espero uma mistura de satisfação e consternação entre os fãs quando assistirem. Mas, quando puderem rever, repensar e possivelmente reassistir a saga toda de novo, gradualmente eles vão perceber que leram um belo romance. Até lá, você terá que digerir as coisas por um tempo.

    Sei que você disse que as pessoas parecem ter medo quando cruzam com você nas ruas depois que Ben apareceu em Lost, mas com as mudanças e a evolução do personagem você notou uma alteração na percepção do público em relação a você?

    Ah, sim, (isso ocorria) especialmente nas temporadas 3 e 4 quando Ben era um personagem mais desconhecido e sinistro e assustava as pessoas. Ele havia capturado a imaginação das pessoas. Agora, contudo, as pessoas o enxergam de outra forma e tem carinho pelo Ben porque ele se tornou mais próximo. “Ah lá vai o bom e velho Ben fazer mais de suas armações.” As pessoas estão mais receptivas agora e menos assustadas. Mas isso é natural. Ele tem sido reposicionado na escala de bom e mau na série. Fora isso, agora há personagens muito piores por lá.

    Quais são seus planos para depois da série?

    Penso que seria bom para mim voltar aos placos por um tempo. Recarregar as baterias e me reorientar para o trabalho básico de analisar, escrever e construir um personagem.

    Quer dizer então que não vamos ver você encarando uma tentativa de apagar essa imagem do Ben numa comédia?

    Não (risos), mas eu me vejo fazendo uma comédia, portanto adoraria fazer algo que fosse engraçado. Só não sei se dar para sair de Lost e fazer algo cheio de tolices logo de cara. Acho que terei que encarar um pouco desse intervalo.

6 comentários:

Raphael disse...

"muitos momentos profundamente emocionais e um fim pautado no aspecto humano da história."

Isso sim é LOST !!!!!

Essa delcaração é o que me deixa realmente empolgado com o final.

Mitologia por mim já se encerrou neste 6x15, tá de bom tamanho, até demais.

Gaiato disse...

Grande Emerson! Por essas e outras ele é (pelo menos para muitos de nós) o melhor ator que já passou por essa série.
Seu entendimento da trama, sua empatia para com os aspectos emocionais abordados... É notável.

Edinho disse...

Bom, pra mim está muito claro que o final, com relação aos significado das coisas e mistérios, só vai deixar a gente mais perdido. O tom dessa temporada tem sido muito esse, né - o de responder de uma forma que, na verdade, deixe a coisa mais complicada ainda (vide o último episódio).

luciano disse...

o que ele tem de feio, tem de bom ator. Realmente, 3 emmys merecidos

Fagner disse...

Michael Emmerson têm três Emmys? Não sabia não... Que legal...

Merecidíssimo... Ele e o Terry O'Quin são, de looooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooonge, os dois caras mais talentosos de Lost...

Essa temporada poderia ter sido melhor, se não tivessem apagado tanto Mr. Benjamin Linus

-----------------------------

PS: Primeira vez na série que me vieram lágrimas aos olhos, que eu me lembre, foi no excelente episódio focado nele, nesta temporada...

crikamartins disse...

Gosto tanto de Michael Emerson, que se visse ele na rua ia me ajoelhar por ele ter feito o personagem mais facinante da tv, sei que outros como Dexter,Jack 24 horas e House.
Mas quando vejo e revejo a 3. temporada, em que Ben mostra quem manda na ilha, ficou pensando como eu não vi esse ator em outra produção????
Adoro ele, e corrigindo Michael teve 3 indicações ao Emmy para ator coadjuvante em serie dramatica, ganhou um Emmy no ano passado na mesma categoria, e teve nesse ano uma indicação ao Globo de Ouro para ator coadjuvante em série drama, mas perdeu para o vilão de Dexter.
Se Lost, é todo esse sucesso, vem da boas atuações de alguns atores como o grande Terry O'Quinn, que brilhou desde o 1. episodio desta temporada.
Tudo de bom para Michael Emerson, eu tenho um carinho muito grande por aqueles olhos azuis!!!!!1