20/05/2010

Ep. 6x16 ‘What They Died For’ – Easter eggs, curiosidades e repercussão

‘What They Died For’ foi um episódio preparatório e não há nada de errado nisso, afinal, nenhuma história termina antes do último capítulo. E se isso é um fato, seria muito injusto dizer que o episódio (julgando pelas reações aqui no blog pelo menos) não tenha agradado à maioria, já que ao trazer revelações/explicações objetivas através de Jacob, e ações de grande impacto para o desfecho da trama (vide Jack como novo protetor da ilha e a crescente reunião dos losties na realidade paralela), soube construir o gancho ideal para alavancar nossa expectativa e ansiedade pela chegada de ‘The End’, o episódio de 100 minutos que colocará um ponto final definitivo nessa deliciosa e envolvente saga iniciada há 6 anos.



Aproveitando a oportunidade de fazer o que pode ter sido uma última auto homenagem, o episódio começou com o já tantas vezes utilizado abrir de olhos de um personagem. Além disso, o início de ‘What They Died For’ reforçou o uso dos espelhos como uma espécie de referência ou dica de que tudo o que acontece na ilha, acaba de um jeito ou de outro se refletindo na realidade paralela. Daí talvez essa pequena insistência de mostrar Jack com um ferimento no pescoço, algo que já ganhara destaque na abertura da temporada como vocês devem lembrar.

Leia mais...

    Fora essas breves observações, tivemos ainda a indicação de que no final da série enfim conheceremos a mãe de David Shephard, que tendo feito questão de assegurar que o pai estaria no concerto em que ele iria se apresentar, acabou fazendo o indiretamente o elo que colocará Jack e sua irmã, Claire (prestes a dar a luz a Aaron), no mesmo local em que Desmond (então se passando por funcionário da Oceanic) aparecerá com Kate, como ficou claro no fim do episódio.

    Revisitando uma cena do Piloto da série, mas com uma inversão de papéis, Jack aparece costurando Kate, que abalada pelas mortes de Sayid e principalmente* de Sun e Jin, fala com o médico que eles tinham que matar (F)Locke, uma decisão com a qual Jack imediatamente concorda. Também mereceu destaque naquela sequência da praia, o foco dado ao sentimento de culpa que Sawyer alimentava, algo que ainda foi explorado mais tarde em cena deste com Jack.

    *Quando destaco a tristeza de Kate por conta da morte do casal de coreanos, o faço porque dá para entender que a reação dela está sobretudo ligada ao fato de saber exatamente o que significa deixar um filho (ainda que não seu) para trás.

    Comprovando que de fato é um bom samaritano nessa realidade paralela, Ben interrompe o que seria uma 2ª tentativa de Desmond em atropelar Locke. “Não vim aqui para matá-lo, mas sim para ajudá-lo a esquecer e seguir em frente’, disse Desmond em sua defesa* enquanto aproveitava a oportunidade para espancar Ben, que em meio a flashes de uma outra surra que levou do mesmo Desmond (cena do ep. 5x06), deve ter concluído que devia tanto numa outra vida que as porradas tinham que se multiplicar também nessa. Er... Ok, esse sou eu dando uma forçada na interpretação, mas vocês entenderam, né?

    * Hum, ok, eu entendo o propósito do Desmond com relação ao Locke, mas pera aí, será que ele precisava de toda aquela violência no atropelamento que vimos no 6x11 “Happily Ever After” para alcançar seu objetivo? Porque sim, conforme já discutimos naquela ocasião, a porrada poderia ter simplesmente matado Locke e aí bye bye missão let go.

    E se na ilha o trio Ben, Miles e Alpert andava um pouco sumido (na verdade foram só por 2 episódios, já que no 15 nenhum personagem regular apareceu de forma efetiva no presente da história), nada melhor que reintroduzí-los de volta à vila Dharma, onde Ben tem a lembrança de Alex despertada num momento (com direito à trilha de Giacchino para o personagem) que acabou reacendendo nele o desejo de vingar-se de Charles Widmore.

    E por falar no pai de Penny, foi ele mesmo que sanou a dúvida sobre quem havia plantado os explosivos no avião. Não teve nada de plano com (F)Locke como eu mesmo cheguei a especular. Agora, como Widmore achou a ilha? Jacob o visitou logo após a explosão do cargueiro, conforme já visitara os losties em diferentes épocas, o que explica como ele conseguiu localizar a ilha de novo.

    Numa sequência que começou até com campanha antitabagista (vide o cartaz com o dizer, ‘Fumar Fede’), Ben se olha no espelho após a curiosa revelação que teve durante a surra que levou e que divide com John Locke, que ouve do colega professor a mensagem que seu atropelador (que àquela altura se entregava na delagacia) queria lhe passar, let go, esqueça o passado e siga em frente.

    Curioso como as outrora cenas conflituosas envolvendo Sawyer e Jack agora tenham adquirido outra conotação, não? Se essa situação (da explosão do submarino) tivesse ocorrido em outro momento da série, fatalmente teríamos visto os dois se espancando para ver quem tinha razão, mas agora não. Jack exime Sawyer de culpa, reconhece que ele já esteve errado antes, e aponta o verdadeiro culpado: (F)Locke.

    Com relação à cena em que Hurley é interpelado pelo fantasma do jovem Jacob* que lhe pede as cinzas que Hurley havia recolhido das coisas de Ilana, não faço a menor do porque o Jacob adulto já não aparecera logo de cara, uma vez que Hurley era o único que de fato o enxergava depois de morto. Eu não tenho nenhuma teoria para (tentar) explicar isso, até porque tanto Desmond quanto Sawyer já haviam visto aquele mesmo garoto quando estavam na companhia de (F)Locke. E aí, palpites?

    *Sim, eu sei que foi o pequeno alívio cômico do episódio, mas que grande sacanagem terem colocado o Hurley para tentar correr atrás do moleque Jacob, não? Quando que o dude ia alcançá-lo?

    Voltando ao que interessa, o desfecho daquela cena foi um prato para quem reclama da obscuridade das respostas que a série dá, afinal, nada melhor que a frase dita por Jacob (ali já em sua versão adulta) a Hurley: “Traga seus amigos, estamos bem perto do fim.” E estamos mesmo. Quer certeza maior que é essa?

    O Ben inescrupuloso e vilanesco voltou? Eu não apostaria nem 1 centavo nisso. Afinal, se por um lado não dá para desconsiderar o fato de que ele matou Widmore a sangue frio, por outro vale levar em conta que ele o fez por ‘pura’ vingança* pela morte de Alex.

    * Tá, ok. O Ben matou Widmore, mas e as tais regras citadas na 4ª temporada quando teve a chance de liquidá-lo fora da ilha? Hum.. Que tal pensar que possa ter sido por temor das restrições e consequências que teria que encarar caso voltasse à ilha? Vale lembrar que àquela altura, Ben ainda acreditava que tinha um papel a cumprir ali e que era líder dos Outros porque Jacob (em quem ele confiava mesmo sem nunca tê-lo visto) queria. Fora isso, não custa registrar que a regra em si deve ser entendida muito mais como um acordo ou um conjunto de leis que existe, mas que nunca escapa de ser quebrada, algo que Widmore já havia feito quando matou Alex indiretamente através dos mercenários que enviou à ilha.

    Agora, por que eu acredito que o Ben não tenha de fato se aliado ao (F)Locke? Porque o personagem que conhecemos há 5 anos (e aprendemos a admirar por conta da soberba interpretação de Michael Emerson) sempre tem um plano. Que plano seria esse? Tentar ganhar a confiança de (F)Locke aparentemente aliando-se a ele (tal qual Sawyer já tentara fazer antes) para lá na frente usá-la a favor de Jack e cia.

    Argumentos que podem sustentar essa ideia?

    - Conforme vimos, Ben deu um walkie talkie a Miles. Possível razão? Porque queria que ele tivesse a chance de ouvir tudo que (F)Locke estivesse fazendo/planejando e assim pudesse avisar os demais.

    - A promessa feita por (F)Locke a ele (a de que lhe daria o controle da ilha) foi a mesma que vimos no episódio 6x07 ‘Dr. Linus’. E como vimos naquele episódio, Ben já concluiu que tudo o que acreditava estava errado e que foi justamente sua obsessão doentia pelo controle da ilha que o levou a perder a única coisa que ele efetivamente tinha amado ao longo de todos esses anos, Alex. Sendo assim, qual seria o sentido de termos visto aquele belo e desesperado momento de confissão de Ben para Ilana, se agora o personagem voltasse efetivamente a assumir uma postura de vilão na trama? Para mim nenhum e eu ficaria decepcionado se a história de Ben se encerrasse assim na ilha.

    E o Alpert, hein? Morreu daquele jeito esquisito? Tá aí outra coisa que eu não apostaria. E não digo isso porque ele seja imortal** porque não é, mas porque o personagem tem seu peso nessa história e certamente deve ter outro tipo de desfecho, ainda que isso possa significar sua morte de fato.

    ** Algumas pessoas bateram o martelo dizendo que Alpert não morreu porque ele é imortal, o que não é verdade. O dom que Jacob transmitiu a Alpert é o de não envelhecer, o que é bem diferente conforme debatemos na repercussão do episódio 6x09 ‘Ab Aeterno’.

    Outra curiosidade em relação ao ‘tratamento’ dispensado a Alpert pelo monstro? Ele não cumpriu a promessa feita séculos antes quando, sob a forma do homem de preto, disse o seguinte a Alpert depois que este optara por ouvir Jacob: “Se um dia vcoê mudar de ideia, minha oferta continuará de pé.” Mais uma prova (não que ela fosse necessária à essa altura) de que não se pode confiar nas promessas de um monstro de fumaça.

    Se o Ben da realidade da ilha ainda tem um desfecho um tanto quanto obscuro, o mesmo não se pode dizer daquele da realidade paralela, que ao encontrar/conhecer a mãe de Alex, Danielle Rousseau* (em reaparição absolutamente diferente daquela que nos acostumamos a ver), e receber dela a abertura necessária, percebe que bem ali na frente dos seus olhos estava a oportunidade para que ele pudesse enfim ter seu final feliz assumindo o papel de pai** de Alex e quem sabe até mesmo, quem diria, um romance com a francesa.

    * Curiosa a frase que Danielle usa para convencer Ben a entrar no carro e aceitar o convite para jantar com elas, “Nem que tenhamos que te sequestrar”, uma alusão direta ao que o Ben da ilha fez ao tirar Alex, ainda bebê, dos braços da então jovem francesa.

    ** Seria exagero imaginar que o simples fato de Rousseau ter mencionado a Ben que Alex o via como um pai, foi o suficiente para que ele se emocionasse daquele jeito, ou será que aquelas palavras também poderiam tê-lo feito se lembrar do papel que tinha com a jovem na outra realidade?

    Ainda que já pudessemos entender porque aquelas pessoas foram levadas à ilha, Jacob finalmente resolveu explicar tudo de forma direta para os personagens. E se por motivos óbvios ainda não podemos dizer que já sabemos de tudo, pelo menos já dá para considerar como fato a ideia de que aquelas pessoas foram levadas à ilha porque Jacob selecionou algumas (dentre as bilhões no mundo todo) que não tivessem muitas ligações afetivas fora da ilha e que trouxessem consigo grandes traumas de seus passados. É uma resposta simples? Claro que é e acima de tudo muito coerente com as experiências que todos tiveram na ilha. Sendo assim, pergunto: que tipo de revelação bombástica os críticos tanto queriam desse cenário? Que os candidatos de Jacob tivessem sido selecionados porque eram modelos perfeitos de beleza para o concurso de sobrevivente mais sexy de um desastre aéreo? Não dá, né?

    Besteirol à parte, fez todo sentido (para mim pelo menos) a justificativa dada por Jacob a Kate sobre seu nome ter sido riscado da parede da caverna. Tendo saído da ilha e já ligada a Aaron, ela teria de fato se achado (não era esse o propósito, afinal?). Agora, com relação a Sun que também era mãe, mas não teve o sobrenome riscado na parede da caverna, a interpretação mais plausível é de que o Kwon em questão sempre tenha sido Jin, o que por tabela explicaria porque ela teria sido a única dos Oceanic a não viajar para o passado da ilha.

    Ah, mas e o Sayid que foi trazido de volta à ilha quando enfim começava a se reequilibrar? Pois é, a palavra certa é essa: começava. Fato é que mesmo tendo reencontrado Nadia no período em que saiu da ilha, ele ainda não havia se libertado dos fantasmas de seu passado e que certamente voltariam a atormentá-lo principalmente depois que viu a amada morrer ao ser atropelada num crime encomendado.

    Convencido de que todos os acontecimentos pós desembarque do Oceanic 815 em Los Angeles eram estranhos demais para serem simples coincidências, Locke finalmente resolver deixar a razão de lado (pois é, quem diria que ainda ligaríamos essa palavrinha ao Locke) e baixa a guarda resolvendo enfim dar uma chance a Jack para que este o operasse na tentativa de lhe devolver o movimento das pernas, evento que enfim consolidaria todo aquele papo de esquecer o passado e seguir em frente, já dito pelo próprio médico.

    Ah, e dessa cena entre os dois personagens, não dá para deixar de destacar também a auto referência que a série faz à situações antes exploradas. Aqui especificamente falo do Jack dizendo ao Locke exatamente a mesma frase que o carequinha dissera a ele na ilha lá atrás, “Acho que você está confundindo coincidência com destino.”

    Nota: Sempre fascinante ver o talento de Terry O’Quinn, que nessa cena com Matthew Fox, de novo deixou transparecer uma emoção muito genuína provocada pela decisão de recorrer à ajuda do médico.

    Jack, o novo Jacob*. Depois de intensos e conturbados anos experimentando toda sorte de dores emocionais por manter-se preso à razão que até então o guiava, nada mais interessante do que ver Jack consumando sua progressiva jornada de aceitação da fé no desconhecido (que ele passa a enxergar e a interpretar como propósito) para enfim dizer sim à oferta de Jacob para se tornar o novo protetor da ilha.

    * É claro que há uma transmissão de dons durante o ritual que elege um novo protetor, mas repito o que já havia dito sobre o tema no comentário do episódio ‘Across the Sea’. Há muito mais simbolismo ali do que mágica. É necessário que o candidato em questão realmente aceite o posto e o faça usando seu livre arbítrio como bem quiser.

    E se à primeira vista poderíamos dizer que o cargo deveria ser ocupado por John Locke, ele sim o único dos losties que sempre depositou fé na ilha desde sempre, faço uma leitura diferente dessa situação apontando que se cada uma daquelas pessoas tinha um papel a desempenhar na ilha, o de Locke foi o de ser um dos principais, senão o principal, catalisadores que motivariam toda a grande mudança de perspectiva e comportamento em Jack. Sim, eu sei que é uma visão até certo ponto simplista da dinâmica dos personagens, mas será que dá para descartá-la das discussões?

    Ainda sobre esse grande momento do episódio, defendo a ideia de que ficou fácil gostar do Jack de novo nessa reta final da série. E tudo bem que Sawyer tenha brincado com o fato de Jack aceitar o posto ao dizer que o médico sempre teve um certo complexo de Deus, mas fato é que agora ele não age assim movido pela arrogância ou mesmo por sua obsessão de ser o salvador. Ele aceita o posto de protetor da luz e da ilha, porque já passou tempo suficiente naquele lugar para perceber que John Locke sempre esteve certo e ele é que estava errado.

    Como grande gancho das ações da realidade paralela, nada melhor que ver o plano de Desmond sendo executado na cena em que revemos Ana Lucia* (ainda policial e nada ética como sempre) e descobrirmos que cada Sayid e Kate tem papéis absolutamente importantes a desempenhar por orientação do ‘brotha’, que apoiado por Hurley (claramente já ciente de tudo), faz uma breve separação de times ficando com Kate, que então o acompanharia ao tal concerto que certamente acabará reunindo vários dos losties.

    * A dúvida: por que será que Ana Lucia ainda não estava pronta para receber o choque das realidades? Talvez porque nunca tenha se ligado emocionalmente a alguém na realidade da ilha?

    Sempre achei uma besteira, mas compreendo que alguns tenham se incomodado ao longo da temporada com o fato do monstro quase sempre preferir usar a forma física de Locke em grande parte do tempo quando poderia simplificar tudo voando pela ilha. Assim, nada melhor que uma frase simples e objetiva vinda do próprio monstro para explicar esse comportamente aparentemente sem sentido: “Gosto de sentir meus pés no chão, me lembra que já fui humano.”

    Da cena que encerrou o episódio, destaque óbvio para a menção de Desmond, que revelado como a ‘chave de segurança’ de Jacob, poderia, segundo o monstro, ser na verdade usado como a arma que destruiria a ilha. E com esse bom gancho, o episódio se encerrou levantando a seguinte dúvida: será que o fato da ilha aparecer afundada no ano de 2004 da realidade paralela será explicado através de uma ação envolvendo Desmond, o monstro e cia? É o que parece, não?

    Falta muito para domingo à noite?

    Repercutindo o episódio

    “... um dos elementos chave de Lost, que faz a série ser o que é, é justamente não criar situações comuns em obras de ficção, em que o telespectador é onisciente. Não existe a cena inicial na mansão do vilão em que ele explica, logo de cara, tudo o que vai fazer pelo resto da projeção. Não existe a vontade de gritar para um protagonista "seu burro, ele está atrás da porta!" O que faz Lost ser Lost é a idéia de que os telespectadores e os protagonistas estão no mesmo barco. Vislumbres além do que os personagens principais enxergam são raros, dosados, e muitas vezes são antecipações curtas de revelações que os personagens terão, quase sempre no mesmo episódio. Até o vislumbre final, tão aguardado, da origem das entidades que controlam a Ilha, foi repassado aos candidatos pelo própio Jacob em "What They Died For," de forma sucinta. Não somos semideuses que observam o tabuleiro. Somos peças, como Jack, Locke & cia.”

    Rafael Savastano - Análises de Lost

    ***

    “What They Died For é a soma de muitas coisas. É um episódio fantástico de Lost, daqueles que passam como um foguete. Ele é grande e traz informações suficientes para que tenhamos certeza de como tudo e todos se encaixam no grande quadro da série. É também um lembrete de que ainda que a série traga episódios bem mitológicos vez ou outra, ela sempre retornará aos personagens que amamos do elenco regular. Esse foi também um episódio que fez questão de assegurar que todos estão em seus devidos lugares para o final da série. Foi um que mostrou que os flash sideways são completamente necessários para a narrativa da série, e sob algumas formas, foi um episódio que fez ‘Across the Sea’ parecer retroativamente muito mais importante. Mas, acima de tudo, foi um episódio temático, um que fala do assustador e desafiador processo de seguir em frente.”

    Todd VanDerWerff - Show Tracker (Los Angeles Times)

    ***

    “Na ilha, após o que aconteceu em The Candidate, Jack e Cia têm um único propósito: matar o MIB, o que é de longe a ideia mais sensata que alguém já teve em basicamente todo o seriado. Mas com isso, surgem as óbvias complicações. Como matar um pilar de fumaça? Com o que matar? Ele sequer pode morrer? Logo, a segunda saída mais lógica é ir atrás da pessoa de interesse do momento, Desmond, que como todo mundo suspeitava, não havia sido morto pelo Sayid. Eu acho que um dos aspectos mais sensacionais dessa reta final é o fato da trama girar em torno do brotha, provavelmente o único personagem de toda a história que não me irritou durante um momento sequer.”

    Mateus Borges – Série Maníacos

    ***

    “E mesmo que particularmente não tenha gostado da idéia da "ilha", o propósito de proteger os mistérios daquele lugar é algo que a série já havia introduzido há tempos e que, portanto, não gera estranheza - e, neste sentido, a cena em que Jacob finalmente explica com suas próprias palavras por que trouxe aquelas pessoas para a ilha, por que riscou o nome de Kate na caverna e o que espera delas é, claro, um dos momentos mais emblemáticos da série. Algo, na verdade, que de certa forma vinhamos sonhando em ver desde a primeira vez em que a "lista de Jacob" foi citada.”

    Pablo Villaça – Cinema em Cena

    ***

    “"What They Died For" foi mais um grande episódio dessa controversa Temporada Final, que divide fãs ansiosos pelas respostas. Quem gosta de marcar, pode anotar algumas nesse episódio. Mas o que mais me animou é que ele nos trouxe exatamente o que o título nos propôs, explicando os motivos de Jacob para levar os losties para a Ilha. E essa era a minha grande pergunta desde o início do arco sobre os "Candidatos". Precisava ter uma razão para as escolhas de Jacob...”

    Leco Leite – Teorias Lost

    ***

    “Vimos aqui também momentos que muitos certamente considerarão satisfatórios, como o aceite definitivo de Jack no encargo de substituir o Homem de Branco, a razão por qual Kate teve seu nome cortado e, é claro, a importância de Desmond nisso tudo. Eu particularmente queria ver mais dos belos arquétipos que a série passou a desenvolver (e capazes de gerar reflexões mais profundas), mas era inevitável que este capítulo necessitava empalidecer perante o evento do próximo domingo, pois acabamos de testemunhar o verdadeiro início do fim.”

    Bruno Carvalho – Ligado em Série

    ***

    “What They Died For” foi uma mistura perfeita de elementos de filmes clássicos. Lá estava a confrontação do monstro no melhor estilo Western, um drama familiar com as cenas de Rousseau, Alex e Ben e o grande golpe envolvendo o plano de Desmond na paralela. E o que foi mais impressionante, é que o episódio conseguiu integrar muitos momentos diferentes sem fazê-los parecer jogados e fora do tom.”

    Maureen Ryan – The Watcher Chicago Tribune

    ***

    “Já disse várias e várias vezes, nós simplesmente não ‘compramos’ a ideia de Jacob e o homem de preto enquanto personagens. Seu destino e sua rivalidade não importam por si só, mas sim em como se refeletem nas ações e escolhas dos personagens (que conhecemos há tanto tempo). O que significa dizer que o fato de Jack ter se tornado o novo Jacob tinha que ser apenas isso, uma escolha, e uma que não surgiu de uma briga de milênios por conta de uma fonte de luz, mas porque ele é o Jack, e Jack conserta coisas.”

    James Poniewozik – Tuned In (Revista Times)

    ***

    “Podemos todos discutir sobre qual seja a proporção, mas Lost é uma série que é sobre trama e sobre pessoas, e ‘What They Died For’ não desconsiderou nenhuma parte dessa equação. Ela deu aos nossos heróis a oportunidade de confrontar o ser que os levou até ali – essencialmente, para perguntar a Deus por que ele permite que exista sofrimento no mundo – para armar as confrontações finais nas duas realidades, e para nos dar uma cena de um monstro de fumaça lançando um homem imortal numa árvore. Em outras palavras, foi um episódio de Lost – um dos bons, e um que me deixou empolgado para a noite de domingo.”

    Allan Sepinwall – Hit Fix

    ***

    “John Locke estava certo. É difícil seguir em frente. Episódios como esse nos lembram o quanto iremos sentir falta dessa série incrivelmente louca quando ela acabar no domingo.”

    Kristin dos Santos – Watch with Kristin

    ***

    “What They Died For – episódio preparatório, ainda que extremamente divertido – pavimentou o caminho para o que será uma corrida apocalíptica contra o tempo no melhor estilo 24 Horas encontra Heroes (mas só a 1ª temporada menos o péssimo final). Se a ABC quiser aumentar a expectativa do público, sugiro que usem o slogan, “Salve o escocês alegre, salve o mundo!” Afinal de contas, tanto o monstro e o agora falecido Charles Widmore parecem sugerir que Desmond é a chave para a salvação da ilha – o messias guiado pelo amor, o radical livre Neo.”

    Jeff Jensen – EW

    ***

    “Jack sempre foi um dos personagens que menos gostei, mas há algum tempo, vem mudando completamente minha opinião. Jack, o homem de fé, o novo Locke, a pessoa que acredita em destino. É maravilhoso ver essa evolução, e não haveria razão alguma para alguém, além dele, assumir o posto de protetor da ilha, de novo Jacob.”

    Caio Mello – Apaixonados por Séries

    ***

    “É isso, galera. O grande mistério de “Lost” foi revelado. E aí, curtiu? Para ser muitíssimo sincera, eu não curti. Sim, na verdade a gente meio que já tinha descoberto essas respostas faz um tempinho, mas para mim não combina em nada com o que a gente via e adorava no começo da série. Eu esperava que fosse ficar assombrada, maravilhada, chocada. Não que fosse pensar “que bosta”, no final das contas.”

    Claudia Croitor – Legendado

    ***

    “Excelente a maneira como a realidade paralela está se desenvolvendo, com todos os personagens importantes aos poucos tomando consciência de sua história passada (presente?) na ilha. Desmond está sensacional e cada aparição do brotha é uma grata surpresa. O cara foi preso para tocar Sayid e Kate, armou sua fuga com a cumplicidade de Hurley e ainda por cima encontraram… Ana Lucia! Foi engraçado também o ressurgimento de Danielle Rousseau com o cabelo devidamente penteado (a Claire poderia pegar umas dicas com ela).”

    Camila Saccomori – Fora de Série

    ***

    “'What They Died For', assim como seu antecessor, 'Across The Sea', respondeu a diversas questões relevantes, e preparou com maestria o terreno para 'The End'. E até o mais pressuposto dos clichês foi quebrado: Jack assumiu o posto de 'guardião da ilha' ainda no penúltimo episódio! Ou seja, nada da cena emocionante da 'passagem do trono' como fim da série.”

    André Gomes e Natália Camilo – Previously on Lost



Dudecast #54 na manhã dessa sexta-feira, dia 21 ;)

186 comentários:

Marcos disse...

Estamos a poucas horas do fim.
E as coisas serão resolvidas satisfatoriamente. Não esqueçam que os produtores querem responder as perguntas referentes aos sobreviventes do 815, só isso e nada mais, o que passar disso é só progresso.

lucas disse...

Um dos melhores episódios da Série, o series finale promete ser imbatível. Incrível como conseguiram encaminhar tudo para o final. Para mim as regras que o ben falou são as regras de jacob, onde não se podiam ferir os candidatos, com a morte do jacob, as regras acabaram. To loco para ver o concerto

paulo. disse...

o q mais me deixou intrigado foi qdo JACK e SAWYER conversam qdo vão em direção de DESMOND, e JACK complacente diz q SAWYER q ele ñ tem culpa pela explosão. já teria ali, JACOB se manifestado em JACK? faltam 100 minutos e muitas dúvidas são ficar, mas p/ um penúltimo episódio, faltou um gosto de mais!

ademirrafaelmg disse...

axo q a expressão correta seria "let it go", mas tá valendo!
ótimo post!!
detalhe interessante é a conclusão de que a caverna era realmente de Jacob!!!(ao contrário do q mtos debatiam, afirmando q a caverna era do mib)

Humberto Deveza disse...

Foi ótimo, extremamente relevante!
Foi os bois do carro chefe ("The End")!!!
E essa Claudia chamando o episódio de "que bosta" sem se quer ter explicado o que não gostou. Ela é muito vaga, as críticas são infundadas e desnecessárias. Aliás, dude, não faço questão nenhuma de poluir meus olhos com os comentários dela. Ainda mais quando ela está em meio a tantas outras boas análises, especialmente a sua! =)
Parabéns!

Éric disse...

Ótimo episódio e ótima análise e comentários.
E essa Cláudia? Sempre com comentários infantis e sem fundamentos, está na cara que ela não entende nada da filosofia da série e infelizmente consegue apenas enxergar a série superficialmente. Nota 0 pra ela

Shark Land disse...

Muito Bom..agora a ficha ta caindo ..Lost vai acabar! Acho que o que estamos vendo é sim um grande final para a grande jornada que foi Lost!

sandro disse...

"Sempre fascinante ver o talento de Terry O’Quinn, que nessa cena com Matthew Fox, de novo deixou transparecer uma emoção muito genuína provocada pela decisão de recorrer à ajuda do médico."
Impossível não se emocionar com esta cena, brilhante interpretação de Terry, considero a cena mais marcante de Locke, no mais que venha o gran finale, abraços, Sandrolino74BR.

Fagner disse...

Olha que legal, vocês vão fazer um Dudecast antes do episódio final?

Parabéns gente

=D

tIAGO PC disse...

Acompanho e admiro este blog há anos e é meio triste saber que toda essa jornada (específica de Lost pelo menos) está chegando ao fim.
Raramente deixo algum comentário, geralmente o que está escrito aqui nada mais é que uma extensão do que eu penso sobre a série, portanto acho desnecessário apenas concordar.
Porém ultimamente me parece que o blog tem adotado um tom diferente. Ao contrário do que ocorreu durante todas as temporadas, nessa reta final, em especial em "Across The Sea" e algo que se repete nesse penúltimo "What They Did For", é uma preocupação maior em explicar porque a série faz sentido em detrimento à explanação da série em si.
Que muitos não têm gostado do rumo que a série tem levado não é novidade, isso acontece há várias temporadas. O que tem me incomodado mais é a tentativa aqui em convencer essas pessoas dos motivos pelos quais tem acontecido o que acontece. Se alguém não gosta do misticismo em volto na "luz do coração da ilha", da falta de explicação de algum detalhe (muitas vezes irrelevante em relação ao todo) ou alguma morte repentina, etc, já estou acostumado. O problema - para mim, pelo menos - é que esse tom de justificativa tem tornado os posts um tanto quanto cansativos para os que abraçam a série e a compreendem em sua profundidade, que creio seja o que leva alguém a ler extensos comentários e baixar podcasts sobre os episódios.
Tenho certeza de que "The end" não agradará a todos, mas espero poder voltar aqui pra celebrar o fim de um dos maiores e melhores fenômenos da televisão - como tenho feito todos esses anos -, e não encontrar mais expicações que parecem ter sido escritas principalmente para os insatisfeitos.
Espero não ser levado a mal, realmente admiro muito o blog, só tem me incomodado o recente excesso de justificações.

=)

rafael disse...

Galera, desculpe minha ignorancia.. mas eles irão revelar o segredo por tras dos numeros do hurley, a coinscidencia e o mito deles sempre estarem envolvidos em varios fatos, o pq deles serem a chave para que a escotilha nao explodisse?
Ou mais, nao mencionaram nada sobre hanso, como ele descobriu a ilha e pq ele foi pra la com a iniciativa dharma!!!
Ainda mais.. lembram nas 1º temporada que um avião mandava mantimentos.. pq ele nunca mais passou por lá!?
valeuuuu

Marcos disse...

Gostei do episódio, tudo em seu lugar. Jack vai ficar no lugar de Jakob e a fumacinha vai assumir a forma de Sawyer... ai vai começar tudo de novo. hehehe!

Marcos disse...

Gostei do episódio, tudo em seu lugar. Jack vai ficar no lugar de Jakob e a fumacinha vai assumir a forma de Sawyer... ai vai começar tudo de novo. hehehe

Fagner disse...

"Agora, com relação a Sun que também era mãe, mas não teve o sobrenome riscado na parede da caverna, a interpretação mais plausível é de que o Kwon em questão sempre tenha sido Jin, o que por tabela explicaria porque ela teria sido a única dos Oceanic a não viajar para o passado da ilha."
---------------------------

PQP... V6 são f*da... nunca iria pensar nisso...rs... parabéns, faz todo sentido!!!

Geraldo disse...

"Jacob selecionou algumas (dentre as bilhões no mundo todo) que não tivessem muitas ligações afetivas fora da ilha e que trouxessem consigo grandes traumas de seus passados."

É provado pela realidade paralela que as pessoas só tinham tanto trauma pq o Jacob interferiu na vida deles, desde que eram apenas crianças.

rupert disse...

na boa, não consegui segurar o riso ao ver o ben apanhando feito um cachorro do brotha neste episódio...
parem pra pensar: o cara está apanhando de todo mundo desde que ele apareceu na série e nem na realidade paralela ele escapou de uns murrões na cara...
hsaushaushaushaua!!!
ben linus: o nosso personal saco de pancadas!

Rafael disse...

eu acho que o locke vai acordar pra outra realidade quando o jack for fazer a operação nele na side-reality assim como jack...
só que não da para saber se jack vai querer matar ele ou curar ele da cadeira de rodas pois foi o monstro na realidade da ilha que "deu" pernas para jhon quando ele chegou na ilha assim sendo jack como "novo jacob"... tentaram pegar a essencia da minha idéia hahahaha é muita loucura..
outra coisa que vi, como que não da para entender a mitologia??? jacob procurou canditados IGUAIS a ele, sem a presença materna (ou paterna), sempre tentando demonstrar a sua figura de mãe (estou falando de jacob) que ele era tão importante quanto o monstro... ta chegando o fim, não acredito!

Raphael disse...

Algo que pouca gente comentou:

O começo do episódio, os Losties olhando pro oceano juntos, com aquele musiquinha característica da primeira temporada, Kate no ombro do SAWYER.

Esse episódio foi épico, por lembrar muito a primeira temporada e por ter muito cara de fim.

Já caiu a ficha de que está acabando.

W Morrison disse...

A EXPLICAÇAO DE JACOB PARA ESCOLHA DOS CANDIDATOS É TOTALMENTE LÓGICA E PLAUSÍVEL, PERFEITAMENTE COERENTE COM TUDO QUE ACONTECEU ATÉ AGORA NA SÉRIE. SIMMM E NESTA RETA FINAL LOST ESTÁ DANDO AS RESPOSTAS SIM,, NÃO A QUE ALGUNS EGOISTAS DESEJAM, MAS AS RESPOSTAS. MUITAS SIMPLES... É PQ MUITOS FANTASIAM MUITO E POR ISSO FICARAM DECECPCIONADOS COM AS RESPOSTAS MAIS LÓGICAS E PERFEITAS, NO MEU PONTO DE VISTA, CRITIQUEI MUITO LOST NO MEIO DO CAMINHO MAS NESTA TEMPORADA E NA ANTERIOR ESTOU SEGUINDO TUDO, SPOILERS, COMENTÁRIOS.. PARA MIM ESTA VALENDO A PENA... EXCELENTE.. VAI SER UM FINAL DIGNO DE LOST, E COM ABERTURA A MUITOS MESES DE DISCUSSÕES... ISSO JÁ, POR SI, JÁ TORNA A SÉRIE EXCELENTE. Não consigo crer que a Claudia croitor ainda achou ruim,, o que ela queria que fosse dito? Exponha o que vc desejaria.. como queria que fosse....um abraço...

Fagner disse...

“Nem que tenhamos que te sequestrar”

--------------------------

Quando eu ouvi pela primeira vez, devo dizer que eu ri muito...rs... Referência que chega a ser quase irônica se levarmos em consideração quem era a Russeau da ilha.

Além disso, como bem comentou o pessoal do Dude, gostei muito da explicação do Jacob, retrucando imediatamente o Sawyer... "Vocês não estavam indo bem não".

Tava todo mundo "Lost" até Jacob trazê-los a ilha... Logo em seguida, todo mundo saiu da Ilha e continuou "Lost" (com excessão da Kate e do Sayid, que havia se encontrado até o Jacob fdp provocar a morte da mulher dele.

------------------------------

Parabéns pelo Dude pela rapidez...rs... Afinal, pelo que eu entendi, vocês pretendem fazer um Dudecast ainda antes do series finale

Um Abraços a todos, e parabéns pela sempre excelente cobertura

W Morrison disse...

excelente este post, perfeito nas análises, agradével de ler e reler muitas vezes.. este BLOG AINDA VAI SOBREVIVER VÁRIOS ANOS COM O FINAL DA SÉRIE AINDA SOBRARÁ MUITO A DISCUTIR, REPERCUTIR E TEORIZAR, ISSO JÁ TORNA LOST A SÉRIE DO SÉCULO.

Charles disse...

Me digam uma coisa:

A ilha aparece no fundo do mar na realidade paralela porque ela teria afundado após a explosão da bomba por Juliet.

Não seria essa a explicação?

O "furo" dessa explicação é que, se isso acontecesse, Ben Linus e Charles Wildmore deveriam estar mortos na realidade paralela, já que estavam na ilha em 1977.

Ou não?

Perninha disse...

Sensacional,melhor pré-series-finale que já vi ! ;)
Muitos criticaram por falta de mitologia,mais ela estava lá : Olhos de Jack,Espelhos,Jack costurando Kate,Russeau e Ben,Locke e Jack (Ninca tinha visto os dois sorrindo em uma conversa !)e a belíssima Ana Lucia. :>
Episódio auto-referente,digno da melhor série de todos os tempos.

rupert disse...

ah, e sobre a dona cláudia do legendado: alguem viu os comentários do talles brito debulhando a moça? hilário!

Fernando disse...

Concordo com o Eric e Humberto, disseram tudo o que eu iria dizer sobre essa Claudia, o pessoazinha chata, caraca...
Lost the best serie ever...compara com heroes, ff , todas lixos...tirem o espaço das críticas dela...afff

Assecom disse...

Um penúltimo episódio de preparação para a triste despedida do próximo domingo. Lost, nos últimos seis anos, foi uma peça importante para as nossas vidas, trazendo discussões, hipóteses e fazendo, sobretudo, nossa massa cinzenta ferver. Todos os caminhos e questionamentos da ilha serviram para nos intrigar, mas o que mais ficará em nossa memória após o "The End" é aquele sentimento de finitude, de que realmente acabou. De que não teremos mais essas acaloradas discussões fazendo parte do nosso cotidiano. Acredito que detentores da marca Lost não abandonarão de vez os fãs. Subprodutos serão criados, contudo essa experiência que vivenciamos nos últimos tempos dificilmente será repetida. É importante citar o esforço e a criatividade de blogs como o Dude,We Are Lost que trouxeram informações, comentários e opiniões sobre Lost durante esse período. Foi mais um vínculo criado em uma história sobre pessoas perdidas que, por um acaso do destino, terminaram se encontrando. Domingo, infelizmente, é o Fim dessa história. Uma conclusão que com certeza viverá por muito tempo em nossas mentes e corações!

Raildon Lucena
Jornalista
www.twitter.com/rvlucena

sandro disse...

L ongos 06 anos se passaram
O nde de tudo um pouco foi explorado
S entimentos foram misturados
T enho o prazer de ter vivenciado....

Saudades,

Sandrolino74BR

Valeu David e Juliana!!!
O Dude é o melhor!!!

Fagner disse...

Há muito mais simbolismo ali do que mágica. É necessário que o candidato em questão realmente aceite o posto e o faça usando seu livre arbítrio como bem quiser.

------------------------

Eu discordo. Fica claro no 6x15 que não é bem assim... Quando o Jacob decide ser o guardião, o faz de forma duvidosa e não aceita claramente, de forma alguma. Foi mais algo como "Já que é o que você quer, tudo bem, mas pra mim, isso não importa muito".

Beber a água não é simbolismo não... no meu ponto de vista, porque apesar de Jack ter tido o livre arbítrio, o Jacob, ao contrário, visivelmente não o teve.

Eugenia disse...

Muito boa a análise. Continuo achando que o Sayid foi sacaneado, mas a explicação dos produtores deve ser essa mesmo.

Qdo Jacob fez o avião cair, ele estava bem, indo ver a Nadja e longe das práticas violentas - evitou um atentado na Austrália. Realmente, ele estava "começando" a se estabilizar, mas isso não é o suficiente? Ele deveria estar casado, com 2 filhos e carteira assinada para ser considerado "estável emocionalmente" e se livrar da ilha?

Da mesma forma, todos os losties escolheram voltar pra ilha, mas o Sayid ñ teve escolha, foi sequestrado pela Ilana, o q contraria a frase q Jacob sempre diz, q "vc sempre tem uma escolha".

Fiquei feliz com o Jack líder. Já era esperado mas mesmo assim foi bonito. Locke seria um guardião maravilhoso, mas o Jack é um personagem ótimo tb, e podemos dizer q hj sua fé na ilha é igual ou maior q a do Locke. Antes o Jack do q uma pessoa megalomaníaca como o Ben, que usou de seu poder para fins escusos (ex, manter a Juliet prisioneira na ilha, matar o amante dela, separar a Alex do Karl...) Imagina a Ana Lucia líder? :)

De resto, só a sensação de vazio com o fim da melhor série de todos os tempos...:(

Pelicano disse...

Eu concordo com a Claudia. A serie deu uma curva enorme, esqueceram o Ben e tudo o que ele sabia e controlava na ilha, o homem agora coitado, é uma sombra da personagem que já foi um dia...confundiram tantos conceitos pelo meio.Lembro me de ver Ben Jovem atrás da visão da sua mãe e esta afinal quem era?Se Jacob é o bom da fita porque matou Ben toda a gente da dharma?O que raio era o cavalo que a Kate viu num Episódio?Gostaram da morte de Richard e da Eliana que rebentou assim do nada, como quem diz ups!deu pau!Não compreendo como conseguem lidar com isto..O facto dos criadores da série terem um orçamento enorme e passarem todo este tempo a remendar e a refazer a história em vez responder a questões fundamentais foi no mínimo ridículo numa serie com um orçamento tão grande.O ultimo episódio vai ser só mais um final de temporada frenético com coisas a explodir e um final feliz para fazer chorar quem gosta de novela.Lembram-se de uma certa cena intrigante no no quarto de hotel de Widmore em que ele e Ben discutem "as regras"?Bem parece que isso foi tudo para o caixote do lixo e agora as regras são outras e só se aplicam a Jacob e ao Monstro.Qualquer fã de Lost e das intrigas das temporadas iniciais tem de estar revoltado.Sabem porquê?Porque andaram a fazer mistérios, que até podiam nem ser desvendados e deixar tudo no ar, o que não se admite são estas grandes remendas feitas...Esta série pelas temporadas iniciais que teve merece o beneficio da duvida e é por isso que a vou rever com a minha namorada(que nunca viu) e fazer uma analise detalhada e depois publicar para quem estiver interessado ler.

Luís Fernando disse...

Hmm, uma coisa que pensei agora... lembram de uma visão que Charlie teve, há muito tempo, em que ele via a mãe dele e a Claire na praia ? Com uma luz forte em volta... seria aquela luz "o coração da Ilha" ? Charlie foi o primeiro dos Losties a ver a luz ?

Bruno disse...

@tIAGO PC

Cara, eu to adorando o final da série, o rumo que a história tá levando, mas algumas coisas simplesmente não tavam me deixando satisfeito mesmo. Mas não era ao ponto de odiar, como a maioria...

Mas tem algumas coisas que, ao ver o episódio, apesar de não gostar muito, eu aceito como parte da trama... Aí depois quando venho aqui no Dude e leio os posts, começo a enxergar de outra maneira, e isso torna a série ainda melhor (!!) pra mim :D

Então poxa, eu pelo menos espero mesmo que no post do The End algumas 'simplificações' de respostas sejam dadas, pra que assim tudo fique mais fácil de compreender, aceitar, e gostar =D

Bruno disse...

"Agora, com relação a Sun que também era mãe, mas não teve o sobrenome riscado na parede da caverna, a interpretação mais plausível é de que o Kwon em questão sempre tenha sido Jin, o que por tabela explicaria porque ela teria sido a única dos Oceanic a não viajar para o passado da ilha."

----

Davi, eu concordo com tudo até "Jin", mas eu não acho que esse tenha sido o motivo de ela ter sido a única a não viajar para o passado.

Porque veja bem, a Kate tinha seu nome riscado, já tinha 'se encontrado' e voltou mesmo assim :/

Infelizmente, a Sun não voltar parece ter sido simplesmente um atraso no reencontro do casal, e apenas isso xD

Ícaro disse...

Mais um ótimo comentário!

Mas esqueceram de falar da possível revelação do porque Jack ter sido o único a cair no bambuzal no episódio piloto... Jacob diz que a Luz fica próxima aos bambus, creio que isso já indicava que Jack era mesmo o favorito para assumir o posto de guardião da ilha.

MaH disse...

Concordo com tudo o que foi dito nesse post.. Nao achei o epi fraco nem nada, achei que ele foi válido como gancho para o fim da série e para dar respostas =)
Mas nao concordo com o negócio de a Sun nao estar na caverna pq era mãe e tal. Primeiro pq o Jacob fez a listinha dele antes de ela ser mãe, tipo quando ela chegou na ilha. Depois pq, quando ela ganhou a benção de ser mãe, ela perdeu o marido, bem quando as coisas tinham voltado a funcionar para eles... ou seja, ela nunca se sentiu completa (diferente da Kate que se sentia tao bem com o Aaron que até deu um pé na bunda do Jack). Por isso ainda acho que o sobrenome na caverna pertencia aos dois, quem sabe pq ambos podiam até proteger a ilha juntos

Malucom disse...

"Agora, com relação a Sun que também era mãe, mas não teve o sobrenome riscado na parede da caverna, a interpretação mais plausível é de que o Kwon em questão sempre tenha sido Jin, o que por tabela explicaria porque ela teria sido a única dos Oceanic a não viajar para o passado da ilha."

Ok Davi, mas pra que jacob queria que seus candidatos "finalistas" fossem enviados ao passado na época da dharma???????

Malucom disse...

"Aqui especificamente falo do Jack dizendo ao Locke exatamente a mesma frase que o carequinha dissera a ele na ilha lá atrás, “Acho que você está confundindo coincidência com destino.”

Na verdade foi Eko quem disse isso para o Locke pela primeira vez lá na segunda temporada. Depois, Locke repetiu essa frase pra Desmond já na terceira.

Thiago "Thiagones" Barbosa disse...

Tenho que concordar com a Claudia do Legendado em uma coisa...

A conversa do Jacob com os ainda vivos candidatos poderia demorar mais... dava para ter um episódio só com ela.

Aquela coisa da fogueira.. só faltou um violão e uma música de escoteiros.

De resto, um ótimo episódio.

innocent bystander disse...

Davi, insisto: o episódio novo e alargado vai começar à hora do costume no domingo?

Gustavo disse...

Tem gente que até agora não entendeu o que aconteceu na quinta temporada, eles voltaram no passado pois eles tinham que voltar pois foi assim que aconteceu, vamos lembrar que se Jack decidisse operar o Ben ele não teria se tornado um dos outros e todos os acontecimentos envolvendo ele não aconteceriam, e a Juliet explodiu a bomba e todos que estavam lá no passado influenciaram isso de alguma maneira, se a bomba não tivesse explodido , se não houvesse esse "incidente" como o Pierre Chang fala na orientation da estação Swan o fenomeno eletromagnetico que iria acontecer naquele momento antes deles explodirem a bomba provavelemente causaria uma catastrofe de proporções inimagináveis.

Abraço a todos

j_jr22 disse...

eu só queria saber ma coisa
pq essa tal de claudia assiste lost?
vai assistir o chaves pô!!!
é mais a sua cara
hehehhehehehe
ae pessoal do dude
sempre de parabéns
abraço
flw

j_jr22 disse...

como diz a xuxa
"aham, Cláudia senta lá"
ehehhehehehehehee

Hugo_O disse...

Considerando as especulações sobre o fim das realidades (que é o que eu acho que é o mais provável que aconteça mesmo: desgraça em uma e final feliz em outra) me veio a mente uma coisa engraçada:
já pensaram se Ben dá aquela xavecada na Rosseau, os três passam a viver juntos e então Daniele e Alex 'despertam'? ehehhe
Ia dar 'treta', discussão e divórcio: '-Vou p/ casa da mamãe! Como vc seria capaz de fazer isso, independente do universo em q vc estivesse??? Venha Alex!' hahahah

Malucom disse...

Gustavo,

Sei que os sobreviventes tinham que participar do passado da ilha pra que certas coisas acontecessem, como você disse. Mas o que isso tem a ver com o propósito de jacob? Nada!

Sinceramente, acho a quinta temporada e tudo o que aconteceu nela totalmente desnecessário pra série.

Cláudio Júlio Ferraz disse...

"principalmente depois que viu a amada morrer ao ser atropelada num crime encomendado." - Sobre Nadia.

A Nadia não morreu de crime encomendado. Prefiro pensar que o Jacob salvou o Sayid.

Sergio Minehira disse...

Acho q tudo esta caminhando para:

- Desmont encontra algum jeito junto com F(locke) de destruir a ilha, eles conseguem e voltam para o comeco da sexta temporada, a ilha no fundo do mar... e o jack com aquele arranhao no pescoco, deve ter rolado algo antes da ilha explodir. Bom acho que eh isso, e todos ficam felizes e vivos na "realidade paralela".
Se for isso, vou ficar satisfeito!

Romário disse...

Essa Claudia é engraçada... Pelo menos algum Ibope pra quem chega a se incomodar com essas opiniões dela o Legendado deve conseguir. Porque conteúdo mesmo...

Gaveta disse...

Gostei pq de fato Jack SEMPRE foi o substituto de Jacob. Explico.

Eu sabia disso depois de rever o episódio que fala da tatuagem dele. Ela diz "Ele caminha entre nós, mas não é um de nós". Que é exatamente o que a MOTHER diz pros gêmeos. Nesse momento eu sabia que Jack era o Jacob Versão Millenium.

raul_zito disse...

Olha eu até tava meio puto com essa história dos roteiristas não revelarem tudo certinho explicando cada mistério sobre lost, para quem vem acompanhando a série. Principalmente porque passei cinco anos em duvidas sobr emuita coisa. Mas confesso que estes utlimos episodios têm feito eu esquecer um pouco disso e me empolgar novamente com a série.. Foda pra caralho.. e vai ser mais ainda se realmente jack se sacrificar como novo protetor da ilha e deixar (f)locke afundá-la em troca de uma realidade paralela em que os lostie pudesse seguir seus caminhos, e a tornasse a realidade única com a reunião do desmond (este então desenvolvendo dois trabalhos distintos e importantissimos na série: afundar a ilha e na realidade paralela tornar os losties paralelos conscientes!)

Se for algo assim, foda-se as criticas e lost realmente será um Epic Win!

Luciano SC disse...

Davi;

Eu não sei se alguém já comentou sobre isso em um comentário anterior, mas sobre aquela conversa do MIB com Ben prometendo deixar o controle da ilha para ele, ela se mostrou mentirosa a partir do momento em que ele diz que o que sempre quis mesmo foi destruir a ilha, e na maior cara de pau ele fala que pretende usar Desmond para isso.

Isso por si só já é motivo suficiente para Ben não estar do lado de (F)Locke.

O que você acha, Davi?

Peter Strahm disse...

Davi, concordo com tudo que vc disse sobre o papel de Locke e sua importancia, que eles estava certo e Jack errado. Mas o que me irrita é que só nós vemos isso. Porra, Locke era o personagem mais badass motherfucker da ilha. As pessoas o viam como um louco, mas no final ele estava certo sobre tudo. Eu queria ver mesmo era um palestrinha do Jack falando que o Locke sempre esteve certo e que arriscou a vida para parar as viagens no tempo e salver Sawyer, Juliet, Miles e Jin. Locke cumpriu a promessa de não tentar trazer Sun de volta e etc...
Queria ver a cara da Kate e do Sawyer percebendo o que Locke fez para protege-los...
Custava fzer uma cena de uns 5 minutos onde esse " tributo" ao personagem fosse mais evidente?
Acho que não.
E espero que algo parecido aconteca.
Vlw

Luciano SC disse...

Gaveta;

Você falou tudo, ótima observação! E tudo isso vindo de um episódio que é considerado por muitos como sendo o pior de toda a série. Será que os produtores não fizeram isso de propósito, porque sendo ruim muitos não o assistiriam novamente e dificilmente alguém perceberia isso.

E ainda tem gente que diz que eles não sabiam o que estavam fazendo.

Impressionante!!!

ze das couves disse...

Esse episódio me deu um grande alívio. Achei que a coisa ia se perder de vez, mas acho que conseguiram retomar o rumo da prosa.

Davi, concordo com tudo o que você falou, exceto sobre a questão das regras, que cito abaixo:

"a regra em si deve ser entendida muito mais como um acordo ou um conjunto de leis que existe, mas que nunca escapa de ser quebrada, algo que Widmore já havia feito quando matou Alex indiretamente através dos mercenários que enviou à ilha."

Essa não me passou pela goela... Sinceramente, não era o que parecia. As regras pareciam algo muito mais rígido e sério do que isso que você falou. Era algo meio "mágico", na mesma linha das tentativas de suicídio do Michael que simplesmente não funcionavam. O que parecia, àquela altura, é que as regras simplesmente não podiam ser quebradas. O fato de Widmore conseguir matar Alex pode ser explicado por dois motivos:

1 - não foi ele, foi o capanga (tal qual Jacob, que não foi morto pelo MIB, mas por Ben);

2 - Alex não era filha real de Ben.

Pra mim, foi o único ponto fraco do episódio (caso fique sem explicação). Se eu fosse o "Darlton", preferiria dizer que as regras não estavam em vigor naquele momento porque Jacob estava morto e ainda não tinha "empossado" o Jack como seu sucessor.

Hugo_O disse...

@Gaveta:
Ela não colocou isso (ou algo parecido) p/ justificar os outros habitantes da ilha?
Pq se for assim, não se aplica aos gêmeos, e sim àqueles que segundo ela 'lutam, destroem, corrompem' e, portanto, a todos os outros que não são protetores da ilha.
Se não é quanto a passagem em que os meninos a questionam, então por favor explicite que passagem seria.

Herikinha disse...

Achei necessário expor aqui minha visão do acidente de Nadia: Não acho que foi Jacob que provocou a morte dela... Muito pelo contrário: ele evitou também a morte do Sayid, qdo tocou no ombro dele, impedido-o de atravessar a rua junto com ela. Revejam a cena, e me digam se não foi isso que aconteceu!
Namastê!

Hugo_O disse...

Concordo com o zé das couves.

E isso vale p/ qualquer regra indicada anteriomente sobre 'quem pode matar/quem pode morrer'.

Gaveta disse...

Luciano SC,


EU sou um dos que não gostam desse episódio da tatuagem. :) Mas era óbvio que isso serviria pra alguma coisa!

Na verdade, se você olhar a série inteira verá que Jack sempre teve que trilhar o caminho do líder e o papel do Locke foi levá-lo até a "fé/luz". Locke é tipo o Morpheus da Matrix.

Gaveta disse...

@Hugo_O

Jacob moleque diz pra mãe que os homens (que corrompem e tereréu...) são parecidos com ele. Ela diz para os gêmeos que eles se parecem mas NÃO são iguais, sugerindo algo mais.

Não é explícitameeeente igual à tatuagem e nem foi essa a intenção de Jack ao tatuá-la, é claro. Mas isso é uma referência que os AUTORES colocaram, com certeza.

Blade disse...

Gostei muito desse post, mas sobre o Sayid:

No ep. 5x07, o Locke procura o Sayid, na República Dominicana.

Ele estava ajudando a contruir uma escola, trabalhando como voluntário, após a morte da Nadia.

Palavras do Sayid ao Locke, cuja tentativa de levá-lo de volta à ilha falhara:

"Foi só por ter saído da ilha que tive a chance de me casar com a mulher que amo. Passamos nove meses juntos. Os melhores da minha vida, John. É isso o que eu sei em meu coração."

Se eu fosse o Locke, naquela hora eu saía correndo, chorando aos prantos.

1. Se uma pessoa diz que havia acabado de passar os melhores meses da vida, e que tudo isso acabou no encontro com o Jacob, na minha modesta opinião, essa pessoa estava era muito bem sim! 9 meses não são 9 semanas né? Não acho que dá pra considerar que ele estava começando a se reencontrar. E vejam mais: no dia do atropelamento da Nadia, eles estavam decidindo se iriam viajar pra Paris ou Roma!!!!! Eu também queria estar solitário, infeliz e assombrado pelo passado assim também, à caminho de Roma, com uma bela mulher. "Ó Deus, como posso continuar vivo depois de tudo que fiz? Nada mais import - oh, veja amor, chegamos em Roma." hehehe

2. Mesmo APÓS a morte da Nadia, Sayid, como falei, estava trabalhando como voluntário na construção de uma escola na República Dominicana. Na boa, EU não tetia coragem de dizer à uma pessoa que trabalha de graça em prol do próximo algo como: "vc é um infeliz, um derrotado, não consegue se esquecer do passado. Volte pra ilha agora, seu moleque! Vc é moleque!"

Bom, pra mim fica bem claro que houve falha do roteiro em relação ao Sayid, mas a idéia em si é muito coerente para os outros losties.

E quando um personagem que acompanho há 6 anos diz (com um semblante expressando paz e amor genuínos) que estava feliz, eu acredito. Não se tratava de interpretar mais um mistério da série, pois as palavras foram ditas claramente pelo iraquiano. Sorry Jacob, vc já errou uma vez, e errou de novo.

Wendell disse...

Alguém faz idéia de onde raios foi para a Claire na Ilha? Este sim vai ser um furo no roteiro e tanto!

Luciano SC disse...

"Eu esperava que fosse ficar assombrada, maravilhada, chocada. Não que fosse pensar “que bosta”, no final das contas.” Claudia Croitor.

'Bosta' é esse seu comentário, tá na cara que só assiste LOST para sacanear. Com certeza é para conseguir Ibope como disse Romário.

Alexandre disse...

Concordo com 'tIAGO PC' o blog passou a justificar Lost. A série não precisa disso. Quem assiste e gosta da série não precisa disso. O resultado é que o Dude está reunindo gente amarga que não gosta da série, cada vez mais. O primeiro parágrafo conversa com quem não gosta da série.

Esquece esse povo. Estamos na última semana, vamos nos divertir.

E parabéns pelo blog e podcasts. Na revolução que Lost está provocando na mídia vocês são parte importante da história.

marcos disse...

DAVID, meu bom, pára de ficar rebatendo ou repercutindo as opiniões negativas sobre a série. CARA, LOST é sensacional, inesquecível, histórica. Deixa as pessas falarem o que quizer. Não se preocupe com isso. Tem gente que é assim mesmo..do contra.

O epiódio foi, mais uma vez, maravilhoso e muito esclarecedor (pra quem é atento e não gosta só de respostas do tipo: 2 + 2 = 4).

O fim está chegando, e estamos todos emocionados.

Um abraço!

Gabizinha Vidal -Santos -SP disse...

Se esse post de easter eggs foi grande imagine como vai ser o The End.

Assim como o nome da Kate foi riscado pelo fato de ela ter sido mãe de Aaron podemos dizer também que o nome da Claire está riscado pelo mesmo fato? eu diria que sim e vcs?

E eu gostei do seu argumento davi sobre o Ben pode está aliado a floke pra na hora H ajudar Jack e cia.

Fiz questão de só ler o comentário dessa tal Claudia Creitor e sabia que ela ia falar besteria como sempre.

Ah! eu ri na hora que o Hurley corre atras do fanstasma do jacob criança heheheh.

JOHN disse...

Davi, não foi por ser mãe que Sun não voltou pro passado , mas porque não estavam todos os Oceanic 6 no avião da Ajira.

Isso já foi respondido antes, no episódio ''A Journey in Time", um episódio de recapitulação que foi ao ar em 13/05/09, antes do season finale de 2009.

Lostpedia:

''Producers Damon Lindelof and Carlton Cuse revealed in this recap that the reason some survivors were transported to 1977 and others remained in the present was because they were unable to exactly replicate the conditions of Flight 815 aboard Flight 316. Minor differences caused the survivors to successfully crash on the Island, but not exactly as they had planned''.

André Leite disse...

Mais um ótimo episódio para a galeria da série e nada melhor do que a confirmação de que Desmond será peça chave no desfecho da jornada.

Confesso que eu gostaria de ver o FLocke fora da ilha, porém os meios não justificam os fins, talvez se ele não tivesse eliminado tantos losties, merecesse um final melhor.

Sempre confiro o blog e junto com minha esposa, ouvimos todas as edições do Dudecast, exceto a sobre spoilers.

Comento pouco e por isso, nunca tive meu nome divulgado, já até escrevi e-mail para você e gostaria mais uma vez de parabenizá-los por esta excelente iniciativa.

Davi e Juliana: por favor, não se incomodem com as críticas infundadas, não ofereçam segundos de fama aos insatisfeitos sem motivo, aproveitem o tempo para mencionar que adora a série e o blog.

Falta apenas um, vamos lá!
(ps: depois dizem que 2010 é ano de eleição e Copa do Mundo, nada disto, é ano de Lost!)

Gabizinha Vidal -Santos -SP disse...

Ah Davi e Ju não sei se vcs já viram esse video que fizeram, um grupo de Rap fez uma música para Lost chamado I´ll Never Be Lost Again e fizeram esse video com cenas de Lost muito legal e usaram como base a música do Michael Giacchino Ficou muito legal aqui tá o link http://www.youtube.com/user/njusticeleague#p/a/u/0/iggE4ImYwyc

=]

Juliano M disse...

MOMENTO FRUSTRAÇÃO INESPERADA:

Jack, meu chapa, tá certo q vc é um grande cirurgião, mas custurar a Kate só puxando sua gola de lado?

Sacanagem brotha... pede pra ela tirar a camiseta dude....

rsrsrs

JOHN disse...

Nesse link dá pra assistir ao episódio de recapitulação da quinta temporada que mencionei,
''A journey in time'' , narrado pelo Ben, onde revelam por que nem todos fora pro passado.
Tem que deixar carregar o vídeo antes.

http://www.zshare.net/video/59994967a1ae21e4/

Peter Strahm disse...

Putz, parece que spó eu não gostei do fim que Locke teve.
Ainda tenho esperanças de uma redenção. Nada de voltar a vida, mas sim um tributo.

Vocês se lembram daquela cena em que o Jack está colocando os sapatos de Christian no corpo de John?
Jack fala que o John deve estar morrendo de rir vendo aquilo acontecer.
Eu queria ver um encontro com o espírito de Locke com Jack perto da luz....

Acho que seria demais...

- disse...

Lost se perdeu desde que começaram a colocar novos personagens, subtramas e depois tais personagens e tramas foram descartadas sem mais nem menos.

E no final criaram uma estória nova, uma nova trama, e mais uma vez descartaram tudo e todos.

Sem falar que a partir do personagem Miles e Hurley, que viam/liam mentes/falavam com os mortos, também começou essa palhaçada de misticismo de fé de fã fanático cego.

RicardolbSdA disse...

O monstro anda a pé porque ô lembra como é ser humano.
O nome de kate foi riscado porque ela se tornou mãe.
Má que raio de respostas irrelevantes foram essas?!
... se a única questão que interessa a essa altura é se 'TUDO QUE ACONTECE EM LOST É REALMENTE FUNDAMENTADO EM MAGIA?'(o que caso seja verdade vai decepcionar bilhões)
bom, esse esater egg foi bom e o rapaz do blog está de parabéns.

Juliano M disse...

Boa análise.

Endendo a ótica dos criticos dos criticos, apesar de não concordar.

Tivemos 6 temporadas que construiram um Jack que não precisa mais de respostas objetivas pra dizer sim a Jacob e aceita o emprego. Mas ainda acho que em frente à fogueira, algum dos escoteiros poderia ser mais questionador, não faria nenhum mal à trama e traria mais realismo ao momento sem manter mistérios desnecessários.

Muitas questões importantes não estão claras, e provavelmente não teremos outra oportunidade pra tal. Ex: se os candidatos foram escolhidos entre tantos provaveis, por que a necessidade de uma lista de candidatos? pq qualquer um não poderia aceitar o posto (dentre os que estivessem lost)? ou ainda, pq se todos os candidatos forem eliminados mais ninguem poderia se "candidatar"?

Mas já me conformei com esse descaso.

Q venha The End.

Rafael disse...

Olá galera.
Assisto LOST desde a primeira temporada. Curto muito a série e assim como todos ficarei meio que sem chão quando terminar.
É a primeira vez que escrevo mas não posso deixar o meu desapontamento passar sem antes tentar entender o que aconteceu.
Quando o Srº Charles Wildmore foi citado pela primeira vez eu pensei "Esse é o cara!". A série foi avançando e ele foi se mantendo assim, meio que um cara com autoridade, que quer por que quer voltar a ilha. Cheio de regras e segredos.
Acontece que chega o penúltimo episodio, o cara leva 3 tiros e morre! Que P é essa? Sem mais nem menos?! Por que ele saiu do perímetro de proteção que ele fez questão de instalar?
Espero que ele não tenha morrido, pois, sei lá, foi meio bobo.
Abraços.

Juliano M disse...

Praticamente por toda a sexta temporada vimos episódios de "preparação".
É praticamente consenso que o ultimo ep. não será diferente, The End, prepara a discussão que virá por muito tempo a respeito de toda série. Ironicamente, o oposto do que sugere ultimo título da série.

Tiago Bortoluzzi disse...

"será que o fato da ilha aparecer afundada no ano de 2004 da realidade paralela será explicado através de uma ação envolvendo Desmond, o monstro e cia? É o que parece, não?"

A minha teoria para o final e a existência da realidade paralela se baseia nisso.

Os eventos do final acabam com o monstro de fumaça, mas dão um reboot na historia fazendo com que a realidade paralela se torne a única realidade. Os atos do desmond farão com que os personagens tenham consciência do que aconteceu, assim liberando-os para viverem uma vida melhor dessa vez.

Lost acaba com final feliz!

Thiago disse...

Mt bom esse episodio. Jack o novo Jaccob...tava na cara né... ;]
Agora essa historia de matar o mostro nao me convence, sabe, tipo "o mal sempre vai existir em contraposicao do bem...". Nao me surprienderia se vissemos no ultimo epi. jack sentado na praia conversando com o novo (ou o velho) homem de preto.... ;]

E quanto a segurança dos losties.... Bem, vale lembrar que eles não são mais candidatos....

Ahh.... Domingão!!!!

pamancio disse...

" Herikinha disse...
Achei necessário expor aqui minha visão do acidente de Nadia: Não acho que foi Jacob que provocou a morte dela... Muito pelo contrário: ele evitou também a morte do Sayid, qdo tocou no ombro dele, impedido-o de atravessar a rua junto com ela. Revejam a cena, e me digam se não foi isso que aconteceu! "

Estava incomodado com o pessoal relacionando a morte da Nádia com o Jacob. Desde sempre acreditei nisso que vc disse!

pamancio disse...

Let it Go !

Essa frase pode ter 2 significados:

"Deixar pra trás. Esquecer o passado e seguir em frente"

OU...

Como Flocke disse a Jacob um dia:

" Deixe-me ir "

No sentido de libertação mesmo, sair da ilha.

Eu acho que o MIB deveria ser libertado, ele já sofreu demais.

Alguém já pensou que a atual maldade do MIB seja por causa do monstro em si e que possa haver um meio de desvinculá-lo do monstro?

Um meio de libertar a sua alma...

testando o blog disse...

Vocês tem uma visão demasiadamente romântica sobre esse final de série.

A verdade é que tudo que foi JOGADO na série não tem uma explicação muito coerente e o tempo é insuficiente p/ que retomem diversas dúvidas.

Estou achando as respostas TOSCAS demais em relação à expectativa criada durante toda a série.

O Blog adotou um tom EXPLICATIVO, o que é ridículo, pois dá a entender que querem empurrar goela abaixo entendimento X ou Y, quase um clamor...

Mas acho que vocês vão ter que aceitar que o 'quase final' não está sendo tão bombante assim...

Vez que perdemos tempo questionando, discutindo, EXPLICANDO... o que deveria ser pura admiração.

Não vejo esse final com tanto romantismo assim. Infelizmente sou mais pé no chão e tenho uma forte tendência a concordar com a CROITOR.

Blade disse...

Pamancio e Herikinha,

Não há dúvidas que Jacob "salvou" a vida do Sayid naquele momento, e que ele não foi o culpado pela morte da Nadia.

Mas esse não é o problema.

O que eu questiono é a falta de lógica: se o Sayid estava COMEÇANDO a ter uma vida feliz, o Jacob NEM DEVERIA ESTAR ALI, sacou? Os argumentos dele, na conversa com os losties, deuxou bem claro que ele procurou pessoas infelizes, o que claramente não era mais a situação do Sayid.

PelamordeDeus, o iraquiano estava à caminho da Louis Vuitton hehehe

Enfim, essa é a minha opinião, e eu sinceramente gostaria que alguém me provasse o contrário, porque eu sempre me importei com os personagens e essa situação do Sayid me incomodou.

Abraço!

Alencar disse...

Dude... bem que podia ter um Locke revival nesse ultimo episódio... ia ser sensacional... Locke sempre foi meu heroi...hehe

★βЯŲΩΦ★ ★K∆k∆★ disse...

Não vi o episódio ainda, mas o anterior (Across The Sea) me decepcionou demais, pra falar a verdade achei um lixo, e já expressei esse sentimento aqui.

Vi muitas pessoas defendendo Across the Sea, e só pelo que li no começo do post (não li o resto para não ler spoilers), parece que tivemos algumas reclamações.

Confesso que estou sem muita esperanças para esse episódio, é uma pena, pois sempre fui um dos maiores defensores de Lost... É uma pena!

Bruno Maia!

mvc14 disse...

Simplista!!!!!!
E partidário da fé!!!!!!
Suas opiniões são contraditórias... Ao mesmo tempo que afirma que os produtores se esforçam para criar os personagens fora de maniqueísmos, vocês 2 mesmo os resumem a isso. Principalmente falando de Alpert e do monstro. Naquele momento não se tratava de passar de um lado ou outro e sim que ele não precisava mais de Alpert. Simples assim. Não se tratava mais de confiança de palavra. Nessa passagem você viajou.
De resto é questão de opinião. Inclusive, acho que vocês fazem interpretações erradas. Na questão da ciência x fé, vejo sim Jack mais perto da fé, mas isso não significa de fato que ele estava errado, quando era guiado pela razão. Essa confusão pode existir pelo caminho que a série tem tomado em seu final, o que é diferente de tirar conclusões em cima daquilo que poderia ter sido. E uma última coisa: a série tem 50 perguntas para responder antes de saber se o Ben se tornou parceiro de Locke ou não.
Obrigado
Marcus Cardoso
Guarujá

samuel disse...

Boas
Gostei do episódio.Sou dos que me desapontei bastante com o across the sea por razões que não vou voltar a falar aqui.Espero que o ultimo episódio apesar de algumas situações da 6ª temporada seja de facto fantástico e encerre esta ainda grande serie.Tenho duas questões para o Davi Garcia se fosse possível responder.
No Ab Aeterno o alpert pede i never want to die again i want to live forever .Isto não é claramente vida eterna??
A segunda é em relação na viagem do tempo na separação do casal coreano para tempos diferentes.Explicar isto apenas como recurso narrativo não é um erro tremendo??

Obrigado

Samuel samcruzguim@gmail.com

Peter Strahm disse...

Alencar. Um Locke revival não vai acontecer. Mas seria épico...
Eu me contentaria com uma cena entre Jack e o espírito de Locke...

Marcelinha disse...

Aqui vai o meu palpite...

Acredito que o fato de Jacob aparecer como criança é porque o espírito dele é infantil.
Ele conviveu por muito tempo com a mãe em uma ilha, e somente a mãe, acreditando que não existia nada mais além daquilo. A partir do momento em que Jacob recebe os poderes da mãe, ele acaba em algum momento saindo da ilha para visitar os losties. Mas ele não tem interesse de conviver com pessoas, de se relacionar. Ele é simplesmente uma criança, que acha que a vida se resume a um jogo. Imagine que Jacob tem um coração e uma alma de uma criança de 12 anos de idade, agora imagine uma criança de 12 anos, que só sabe brincar, descobrindo que ele é protetor de um lugar. E daí ele resolve procurar candidatos que poderão substituí-lo. Para ele, era fácil transformar tudo isso num jogo que ele levava realmente a sério.

Mas também acredito que a morte dele fez com que ele evoluísse de certa forma.
A alma dele parece ser totalmente infantil, mas como dito nesse último episódio, ele percebeu o seu erro por ter jogado o irmão na luz.

Já eu entendo que foram dois erros e dois arrependimentos.

Se o arrependimento dele fosse somente o fato de ele ter errado com o irmão, ele não teria nem porque ter mandado as pessoas para ilha.

O fato de ele ter jogado o irmão na luz ocorreu há muuuuito tempo atrás e ele se arrependeu logo depois, quando viu no que o irmão se transformou. Mas a brincadeira não acabou por aí. Ele continuou escolhendo candidatos.

Relembrando que na fala dele, ele ainda diz que pode ser o responsável pela morte daquelas pessoas, isso demonstra que esse é um arrependimento recente dele. Que aparentemente só surgiu após a sua morte.

Ou seja, O Jacob morto, com espírito de criança, percebeu toda a caquinha que fez com aquelas pessoas, que por mais que tivessem vidas ruins lá fora, levar elas para a ilha, numa atitude egoísta, fez com que ele arriscasse a vida de todos, porque o seu irmão-monstro (que virou monstro por causa dele), queria matar todos os candidatos do seu possível joguinho, já que esta era a única forma dele sair da ilha.

Cinthia disse...

Tô rindo aki com Blade!!! muito bom seu comentário sobre o Sayid. Tb acho que ele estava muito bem, obigada!

Só que assim, pessoal, não acho que Jacob se anganou. Acho que ele é um grande FDP. Ele achava que Sayid era um candidato em potencial e ferrou a vida boa do cara para trazê-lo de volta. Simples assim.

Tenho um palpite forte desde o começo desse temp: nem Flocke é o diabo e nem Jacob é Deus. Nem um dos dois é um cara legal. Eles só estão agindo de acordo com seus intereses, que do ponto de vista deles são ultralegítimos.

O que mais me faz acreditar que dar ouvidos à Jacob não é exatamente, seguir "A Verdade", é que na realidade paralela, a ilha está no fundo do mar. Se ela fosse tãaaaao necessária, o mundo lá fora estaria um caos. E para piorar, para muitos Losties, a vida está bem melhor do que na realidade em que eles caem na ilha.

Por pensar nisso, o que mais me intriga para esse The end é o que exatamente o Desmond vai fazer? o que ele quer fazer?? Não tenho um único palpite sequer.

andre disse...

Pra mim tá bem óbvio que o Jack na Ilha terá que se sacrificar pelo bem dos outros, mas não sem antes passar a tocha de protetor da luz para Hurley.

Duas frases em particular explicitam essa minha teoria: 1) a primeira é do próprio Hurley, "Só estou feliz que não seja eu.."

2) a outra é do Jack, quando pergunta pra Jacob quanto tempo ele terá que ficar naquele cargo ao que Jacob responde: "pelo tempo que puder"

Na minha opinião, o final da série trará uma neutralização entre a luz (Jack) e a sombra (UnLocke), com a morte dos dois, como forma de recomeçar o ciclo na Ilha e preservar a "rolha" no seu devido lugar.

Metrô-Rio disse...

Como assim "cada Sayid e Kate tem papéis absolutamente importantes"?

Existem vários Sayids e várias Kates?

flafera disse...

davi voce trocou os comentaris na parte repercutindo o episodio.
voce deu pra Claudia Croitor o comentario de outra pessoa o comentario dela é o que vem antes do dela:
Claudia Croitor:
É isso, galera. O grande mistério de “Lost” foi revelado. E aí, curtiu? Para ser muitíssimo sincera, eu não curti. Sim, na verdade a gente meio que já tinha descoberto essas respostas faz um tempinho, mas para mim não combina em nada com o que a gente via e adorava no começo da série. Eu esperava que fosse ficar assombrada, maravilhada, chocada. Não que fosse pensar “que bosta”, no final das contas.”

BuZz:.. disse...

Sinceramente...
O John Locke é o único que sempre acreditou na ilha, sacanagem ele terminar desse jeito!

vinicius disse...

ai galera alguem poderia me responder uma pergunta??
pode parecer um poco desnecessaria no momento mas acedito que para o intendimento do personagem ao menos é importante

porque o ben matou o locke??
um motivo so por favor
valew pra quem puder responder..

por influencia ou por ele mesmo acreditar que o locke precisaria morrer ??
...
ou alguma outra ideia se alguem tiver

Quarto Escuro disse...

Falta ainda ver Juliet na realidade alternativa possivelmente a dar à luz o bebe de Claire ( ainda pensei que fosse a mulher de jack, mas prefiro acreditar na primeira opção) e quem sabe fazer o sawyer se lembrar da ilha, ja que kate o fará com jack ( e vice-versa).... digo EU!!!!

Gih_Paulucci disse...

Eu gostei mto do epi. acho q a Claudia deveria rever seus conceitos.

O pots tá mto bom tbm, só descordo de uma coisa disseram que o Locke e sua fé estvam certos o tempo todo, e que agora o Jack está com uma fé maior que a dele. Ele errou no momento da cabana sua fé era tão cega, que só de ouvir o nome Jacob ja confiava, porém aquele na caverna não era o Jacob, e por obedecer a isso morreu. Faltou nele senso critico apesar da fé, Jack tem questionado um pouco mais que ele, por isso acredito em um destino diferente pra ele.

Outra coisa que queria falar que realmente me emocionou no capitulo foi a comfimalção de que Jacob não uma segunda intenção fria com seus Candidatos, no momento em que eles diz que eles são iguais percebemos que Jacob de certa forma tinha grande compaixão, e porque não dizer que amava seus candidatos. A Ilana apesar dew não ser uma candidata, mas sim mais um ser humano que ele provavelmente ajudou e vigiou, tinha um certo laço de paternidade como ela mesma falou (não digo biologicamente. Porém creio que não é culpa de Jacob a morte da Ilana.

Blade disse...

Cinthia,

É verdade, tem esse lance da ilha afundada que aparentemente não influenciou a realidade paralela. Nem pensei nisso!

Talvez, a ilha que realmente importe é a da realidade original. Não sei, talvez seja isso né?

E o que a Gabizinha disse foi importante! A Claire! A Claire, rapaziada! O Jacob levou pra ilha uma mulher que JÁ estava grávida!

Strike 3 Jacob! You are out!!!!!!

Obs.: antes que botem meu nome na macumba, quero deixar claro que gosto muito de Lost, o que me permite questionar a lógica em algumas situações. E eu sou fã do Pierre Chang do Untangled!

tIAGO PC disse...

Bruno:

Eu gosto do blog justamente por abordar os acontecimentos da série de forma mais abrangente, evidenciando os links com o que já aconteceu. A única coisa que me incomoda ultimamente é que "o blog passou a justificar Lost", como o Alexandre disse.
Não sou contra as simplificações, apenas tenho sentido que o blog tem se voltado mais para quem não está gostando da série.

Mas e domingo, hein? Já chegou?


=D

Blade disse...

BuZz e Peter:

Será que a história do Locke na ilha terminou mesmo?

E se no The End, ocorresse uma série de eventos que levassem ao Locke da paralela a adquirir sua consciência não apenas da ilha, mas TAMBÉM na ilha?

Tá com um sorrisinho no rosto né Peter?

E Jack, para se sacrificar e eliminar a ameça do Mib, tem uma conversa reconciliadora com Locke e faz o ritual, transformando Locke no novo protetor da ilha?

Acho que seria um fim legal para ambos.

Alex Mota disse...

A Claudia só sabe criticar? Pqp...

Peter Strahm disse...

Blade, ia ser demais. Mas Locke morreu. Acho que os produtores não gostavam muito do personagem e do sucesso que ele teve.
Acho que Locke agora só em Soul Form...

Infelizmente...
Como o Buzz disse: "sacanagem ele terminar desse jeito!"

Marília disse...

Vale lembrar que provavelmente esse concerto é o mesmo para o qual Miles aparece se arrumando, um concerto beneficente em prol do museu de seu pai, Pierre Chang. James Ford desistiu de ir por não querer encontrar a ruiva Charlotte por lá, mas acho que ele ainda vai mudar de idéia e aparecer também... Provavelmente estarão lá também o oriental Dogen e seu filho pianista. uau! Muitos Losties, Dharmas e afins reunidos!

JÔ Domingos disse...

LEIAM JÁ... Nota 10 pelas teorias que surgem aqui no blog. No entanto, fico surpreso que ninguém ainda ñ tenha percebido que a ilha está no fundo do oceano na realidade que já conhecíamos e ñ na paralela.
Revejam o início de LAX e verão que a passagem do avião para o fundo do mar é apenas um recurso cênico (bem feito) para pensarmos que aquele mergulho da câmera ao fundo do mar seria na realidade paralela. Por que defendo esse ideia:
Em “Dr. Linus”, vimos Benjamim e seu pai falando que estiveram na ilha nos anos 70. Imagine que uma catástrofe tamanha que pusesse a ilha no fundo do mar, como ñ seria mencionada pelos 2 personagens naquele episódio?
Tem mais: depois do último episódio, e Flock falando em destruir a ilha, ficou certo para mim q é isso que veremos no final: um confronto entre Desmond, Flock e Jack afundará a ilha (coisa bem sessão da tarde mesmo, mas sendo em Lost, para algumas pessoas parece até Cult)
E ainda, antes q alguém continue a pensar q a imersão da ilha em 2007 terá algum reflexo na realidade paralela de 2004, eu afirmo: Como seria ridículo vermos isso, pois seria mandar as teorias físicas todos pras cucuias. Afinal, a física defende q possam existir universos paralelos, agora eles jamais se tocariam ( e aqui eu abro uma lacuna imensa para o fato de os losties recuperarem as memórias de uma realidade na outra) recuperar lembranças vá lá, agora as realidades se fundirem é estúpido demais.

..:: Daniel Queiroz disse...

Davi,

Parabéns pelas suas observações. Suas idéias são sempre bem organizadas e bem escritas. Só não vejo a necessidade de vc sempre se justificar pela série como resposta a opniões de pessoas que não gostaram dos episódios. LOST dispensa justificativas. Quem gostou, gostou. Quem não gostou, que não assista.

Quarto Escuro disse...

Juliet afirmou antes de morrer (ou depois de miles falar com ela)...que funcionou!!!! Toda aquela loucura de LAX...Eles foram enviados para fora da ilha daí a realidade alternativa né... mas de algum modo ficaram presos em ambas as realidades...como todos já constatámos... e o fim será por aí...daí as lembranças, a reunião dos nossos amigos... acho que o que este episódio nos mostrou é que é na simplicidade das coisas que residem as respostas ... jacob mostrou isso com a resposta que deu a kate e na resposta que mib deu por andar com os pés na terra...claire embora tenha ido grávida para a ilha, temos que nos lembrar...ela não queria o bebé...e na ilha passou a amá-lo...

vivi disse...

" Then I never want to die. I want to live forever."

" Então eu não quero morrer nunca. Quero viver para sempre."

Isso é o que o Alpert diz para Jacob. e isso foi o que ele fez. Nada de não envelhecer.

Literalmente, ele vai viver pra sempre. Não pode morrer. Imortal.

abreis disse...

Afinal, lost termina dia 23 ou dia 06/07?

Tobi disse...

@vivi

Você tá de sacanagem né?

Richard Alpert só não envelhece! Nem mesmo Jacob pode viver para sempre, o grande escolhido e protetor da ilha, e você ACHA que ele conseguiria fazer outra pessoa ser assim?!

Como diabos ele conseguiria fazer uma pessoa ter um dom que nem mesmo ele tem? Richard não pôde ser morto por Jack, porque Jack estava no mesmo lugar que ele na hora da dinamite, e um candidato não pode se matar.

Ou seja, Richard não envelhece e não pode se matar, mas podem matar ele. Por que acha que ele pediu pra que fizessem isso, se não pudessem? D:

Humberto Deveza disse...

Dude, só uma coisa...
para de escrever pras pessoas que nao estao gostando do final de Lost e escreve pra gente, que realmente admira e acompanha essa série com muito gosto!
Abraço

Marcio Neves disse...

"falo do Jack"

Êpa, já está nesse ponto? hahaha, brincadeira.

Mas, como sempre, ótimas observações. Notaram como o Dude estava ciente de tudo, ao ponto até de reconhecer a Ana Lucia?

Blade disse...

"Quarto Escuro", é verdade...

Claire realmente não queria mais o bebê. Ela ia colocá-lo pra adoção. Faz sentido! Bobiei nessa.

Ponto pro Jacob!

Rodrigo disse...

É muito divertido ver Lost. Se ao menos os criticos de plantão pudessem ver isso... Que estória!!!

DJ santy disse...

Davi e juliana, parabéns pelo ótimo Blog e gostaria de compartilhar (Pra quem ainda não viu, é claro) aqui com vc's, o mais belo video do series finale, feito por um fã, simplesmente maravilhoso!
http://www.youtube.com/watch?v=Rz1yHmUW05Y

Filipe disse...

A Nadia morreu em um crime encomendado? Por quem? Lembro que o Jacob chamou o Sayid e a Nadia foi atropelada... Mas não acho que o Jacob queria matá-la.

Adriana disse...

Concordo com as pessoas que gostavam mais do blog como era antes, sem tentar convencer quem não aceita Lost a aceitar.
E eu mesma, apesar de muito fã, também não aceito várias coisas, mas estou esperando o final pra dizer se gostei ou não dessa temporada.
O que me incomoda, E MUITO, no jeito como a série ocorreu é que me sinto meio idiota pensando que fiquei horas analisando as mil estações da Dharma (Hydra, Cisne, Escotilha), com mil mapas, câmeras e personagens misteriosos e no fim das contas a Dharma não significava nada de importante. Só uma galera que passou por lá e foi assassinada assim como todos que estiveram na ilha desde o início dos tempos. A importância dada a Iniciativa Dharma ao longo da série e seu completo abandono posterior pelos roteiristas, assim como o Hanso, o Dr. Chang e todo o resto é frustrante. Assim como a morte ridícula do Sayid e do Charles Widmore, personagens fundamentais que morreram em 2 segundos.
Sou muito fã, mas desculpe, tem coisas que estão descendo meio quadradas...

Liza disse...

** Algumas pessoas bateram o martelo dizendo que Alpert não morreu porque ele é imortal, o que não é verdade. O dom que Jacob transmitiu a Alpert é o de não envelhecer, o que é bem diferente conforme debatemos na repercussão do episódio 6x09 ‘Ab Aeterno’.

Meu inglês deve ser muito ruim mesmo, já vi essa cena e eu sempre entendo ele dizer que não quer morrer que quer viver para sempre... o que isso tem a ver com não envelhecer? eu sempre entendo que no contexto ele quis dizer que não queria morrer para não ir para o inferno... anyway devo ter um inglês bem ruinzinho mesmo.

Marcus disse...

1) A Claire sumiu na ilha? Afinal ela não entrou no submarino que explodiu..

2) Quem tirou o Desmond do poço? Acho que foi o Miles. E se realmente foi, talvez ele e o Desmond estejam indo em direção à luz.

Desmond e Miles! Um cara que é imune ao eletromagnetismo e outro que conversa com os mortos indo em direção à "luz da vida". Isso que é dupla de ataque hein?! Melhor que Neimar e Robinho.

Marcus disse...

Jacob diz: "Não tirei nenhum de vocês de uma vida feliz. Eram todos 'imperfeitos'. Escolhi vocês pois são iguais a mim. Todos são solitários."

Mentira!!! A Sun e o Jin tinham um ao outro. Jacob, mais um erro pra vc brotha!

Maricy disse...

nao concordo e nunca concordei com a opiniao da Claudia, mas ela levantou um ponto: o que as viagens no tempo tem a ver com a historia da ilha, de jacob, MIB etc? algume me ajuda? o magnetismo teria a ver???

Claudio disse...

Concordo com um comentário que vi aqui falando que pra entender Lost você precisa apenas ver a primeira e a última temporada... As temporadas 2, 3 , 4 e 5 não passaram de enrolação!!! Vejam bem, no episódio piloto da série já temos a presença do monstro de fumaça que aparece destruindo as árvores na praia.... E pelo que vimos mais adiante depois, já existia a tal lista de escolhidos de Jacob ( e com certeza essa lista também já era de conhecimento do (F)Locke ), ou seja, desde o início, o monstro de fumaça já teria condições de formular um jeito de matar todos os candidatos e sair da ilha ( com seu grande poder de persuasão por exemplo, poderia ter convencido o Michael a mata-los em troca do Walt ).... Essa última temporada só me fez ter a certeza de que toda aquela história legal das temporadas anteriores ( Iniciativa dharma, os outros, os hostis, ocean six, o cargueiro, walt, a escotilha, os números etcc....) foi tudo em vão, não serviu de nada, os produtores simplesmente deixaram tudo de lado....
Me fez lembrar uma outra história semelhante.. Não sei se vocês são familiarizados com harry potter, mas o livro 4 (O cálice de fogo), conta como o harry potter depois de passar por um monte de provas e desafios ( que dura o livro inteiro ) ao encostar na taça do torneio que ele disputava ( no final do livro ) acaba sendo transportado pra um cemitério onde se encontrava o vilão que queria mata-lo. E quem enfeitiçou essa taça foi um professor dele que era do mal tb... Meu ponto é, fizeram uma firula imensa, que rendeu um monte de historias , pro harry chegar no final, encostar na taça e ser teletransportado, ou seja, pq o tal do professor simplesmente não enfeitiçou um livro e entregou pro harry de uma vez, e o resultado serria o mesmo.... O final do livro, só fez o livro inteiro perder toda a graça.... É o que está acontecendo com Lost, A úlitima temporada só está desvalorizando todas as outras ( exceto a terceira que foi um lixo, tirando o último episódio ).

Andre disse...

Claudia Croitor cresceu chupando limao. pqp que mulher azeda

Anelisa disse...

uma coisa que eu nao entendo é o fato do desmond ser o "conciliador" na vida paralela fora da ilha. porque logo ele? porque ele ja estava na ilha antes dos losties chegarem?

Tobi disse...

@Marcus

Sun e Jin não eram 100% solitários, mas suas vidas eram imperfeitas, e eles estavam sim quase se separando (tudo bem que o Jin não sabia xD)...

Carla disse...

"Marcus disse...
Jacob diz: "Não tirei nenhum de vocês de uma vida feliz. Eram todos 'imperfeitos'. Escolhi vocês pois são iguais a mim. Todos são solitários."
Mentira!!! A Sun e o Jin tinham um ao outro. Jacob, mais um erro pra vc brotha!"


Marcus do céu... como assim eles tinham um ao outro? No momento do acidente eles estavam praticamente separados, a Sun quase fugiu do Jin, ela tinha recém tido um caso com outro homem. Foi a "ilha" (a convivência nela) que fez com que eles realmente se encontrassem.

E, galera que insiste que o Sayid era feliz, no momento do acidente do oceanic, quando o Sayid foi recrutado, ele era imensamente infeliz, até mesmo por ter "traído" o amigo quando o impediu de explodir aquela bomba e o entregou para os americanos. O amigo o acusou de o ter traído por uma mulher (a Nádia) e o Sayid sofreu com isso pois sabia que era verdade. O Sayid era solitário, perdido, e já tinha feito todas as merdas na vida que poderia ter feito. Ele mesmo sabia que não havia saída para ele.
Quanto ao que aconteceu quando ele saiu da ilha, aquilo foi uma outra história, pois o recrutamento já havia acontecido muito antes.
Pq o Sayid teve que voltar à ilha?! Simples, pq eles nunca deveriam ter saído e foi por isso que todos tiveram que voltar.
E é claro que não foi o Jacob que matou a Nádia; ele salvou o Sayid exatamente para que o Sayid pudesse voltar a ilha e cumprir a sua função, que foi exatamente o que acabou acontecendo.

Kristo1207 disse...

Marcus

o casamento deles tava ferrado, a Sun quase deu no pé no aeroporto, então eles não tinham um ao outro desse jeito assim não...

Carla disse...

"Maricy disse...
nao concordo e nunca concordei com a opiniao da Claudia, mas ela levantou um ponto: o que as viagens no tempo tem a ver com a historia da ilha, de jacob, MIB etc? algume me ajuda? o magnetismo teria a ver???"


Bom, para mim, as viagens do tempo foram causadas pelos distúrbios do eletromagnetismo gerados depois que o Ben girou a roda. Não tem nada a ver com o Jacob. Ou melhor, não foi o Jacob quem determinou quem viajava ou não viajava no tempo. O Jacob é poderoso, mas ele não manda na ilha. A ilha é que manda nele.

Dias disse...

Felipe Dias aqui.

Você tem lido meus comentários sobre Lost no blog do Pablo?

Quarto Escuro disse...

marcus... jin e sun tinham os seus problemas também... jin fragilizou o amor deles ao fazer tudo o que o pai dela queria.. . colocando muitas vezes o amor deles para segundo e terceiro plano... tornando-se num homem que não era igual ao que ela se apaixonara...eles não eram de longe um casal feliz embora tivessem sido em tempos... eram tão infelizes os dois a ponto dela ter tido um caso com outra pessoa ( acho que ele lhe ensinou inglês e tudo)...ela até duvidou que o filho fosse de jin... resolveram os seus problemas na ilha... desculpa lá mas não deves ver a mesma série que eu... e eu nem sou fanática da série, limito-me a passar um bom bocado na sua companhia...deixem de ver erros em tudo e curtam aquilo que ela tem para oferecer!!!

Wendell disse...

Mais um mistério que pelo visto vai ficar sem solução onde raios foi parar a Claire? Ela estava com o MIB e sumiu sem mais nem menos...
Mesmo assim, Lost está muito bom se propôs a falar do drama daquelas pessoas e tem feito isto muito bem até aqui.
Um abraço a todos.

Kristo1207 disse...

Ah, Davi, só uma coisinha que eu sinto que até vc não entendeu hehehehe

Quando Jack e Kate encontram os dois esqueletos, do Homem de Preto e da Mãe Maluca Pra Caramba, ele não diz que "eles estão mortos há quarenta anos". Ele diz que "o homem deve ter uns quarenta anos, a mulher uns sessenta".

Sacou? Era a idade das pessoas que morreram, não o tempo de decomposição. O Jack (e os produtores) não erraram não ^^ Vê lá o episódio de novo que vc vai notar isso.

Talles Brito disse...

Só achei meio cafona o sussurro do Widmore na fumaça... poderia ter sido um corte pra outra cena sei lá.. ficou muito "xegue mais meu bem"

Carla disse...

"rafael disse...
Galera, desculpe minha ignorancia.. mas eles irão revelar o segredo por tras dos numeros do hurley, a coinscidencia e o mito deles sempre estarem envolvidos em varios fatos, o pq deles serem a chave para que a escotilha nao explodisse?"

Rafael, eu acho que eles querem que a gente aceite que a história dos números foi uma mistura de coincidências que faz parte dos mistérios da ilha para os quais não há explicações. Tipo assim, pq o Hurley ganhou na loteria com os número? Sorte. Pq o Hurley começou a ter azar depois disso? Coincidência. Pq eles digitavam os números na escotilha? Pq a Dharma sabia que aqueles números eram poderosos (a tal equação valenzeti que impedia o eletromagnetismo da ilha explodir o mundo?!). Pq os números apareciam toda hora na série? Coincidência.

Ou mais, nao mencionaram nada sobre hanso, como ele descobriu a ilha e pq ele foi pra la com a iniciativa dharma!!!
O Hanso descobriu a ilha pq, provavelmente, esteve envolvido nas viagens que acabaram em acidentes na ilha, como a história do Black Rock. Alguém saiu da ilha e contou pra ele.

Ainda mais.. lembram nas 1º temporada que um avião mandava mantimentos.. pq ele nunca mais passou por lá!?
valeuuuu"

O avião só deixou os mantimentos na ilha pq os produtores precisavam de uma desculpa para o Hurley continuar gordo pois o ator não queria/conseguia emagrecer. Daí arranjaram aquela coisa tosca do avião Dharma derrubar comida lá depois de trocentos anos que a Dharma não existia mais. E eles nem se preocuparam de arranjar uma desculpa para o fato. Deixaram tudo por isso mesmo.

Marcelo disse...

mais uma porcaria de episódio. stststs

Carla disse...

"Talles Brito disse...
Só achei meio cafona o sussurro do Widmore na fumaça... poderia ter sido um corte pra outra cena sei lá.. ficou muito "xegue mais meu bem."


kkkkk concordo.
As pessoas reclamam de um monte de coisas mas o que eu achei mais tosco, mesmo, foi a explicação do Widmore: eu recebi a visita do jacob e tudo mudou... como assim, meu caro Watson?! Isso sim me parece coisa inventada na última hora.
Ainda assim, eu nem ligo para isso pq pouco me importa o que o Widmore fez ou deixou de fazer. Eu nunca dei a menor importância para este personagem.
E, depois do Paulo e da Nikki na série, todo o resto é suportável.

Ninguém disse que LOST é perfeito. mas, apesar disso, ainda é a melhor série de todos os tempos.

Maricy disse...

CARLA,
Valeu, sua teoria faz total sentido :)
hj vc se inspirou para as respostas!!!

Carla disse...

Davi, eu já tentei fazer download de vários dudecasts e todos os links estão dando problemas. Lá no tópico do último dudecast tem um menino que disse que o mesmo aconteceu com ele.
Vc não vai liberar o Dudecast 54 amanhã com este links dando defeito, né?! Pelamordedeus, não me deixa sem poder ouvir o dudecast na reta final... isso eu não mereço!
;o)

obs: pessoa que libera estes posts de comentários, por favor avisa o Davi sobre este problema, ok??!
Thank you veeery much!

Luana disse...

Eu realmente gostei do episódio e levei alguns minutos para digerí-lo. O ritmo foi muito bom, para acontecimentos importantes nas duas "realidades" sem parecer dissonante. E os roteirista encaixaram com tanta competência a explicação do Jacob e a escolha do Jack. Enquanto eu assistia ao episódio me vinham lembranças de todas as temporadas, em cenas como a conversa do Locke e Jack na Sideway, nas palavras da Rosseau, no espancamento do Ben, com a aparição de Ana Lucia, etc, etc, etc. Mas o que mais eu gostei foi o episódio ter começado com o abrir de olhos do Jack, exatamente como no piloto. E esse personagem foi um dos que teve o maior crescimento ao longo da série, e nada mais justo para o agora homem de fé ocupar o posto de "protetor da ilha, e da luz". E a cachoeira ser além do bambuzal meio que dá aquele sentimento de "Sempre foi ele...". A conversa do Jacob com os candidatos me emocionou, porque finalmente o vimos abrindo o jogo, e falando de forma direta o porquê de levá-los lá, aqueles que chegaram na ilha cheios de traumas e tiveram uma desconstrução tão magnífica. E o nome da Kate foi riscado por ela ter se tornado mãe, simples, plausível e bonito. E apesar de todas as mortes e desvio na vida dediversas pessoas que foram consequência do erro de Jacob ele foi maior e melhor que sua mãe, dando o direito de escolha a seus candidatos. O livre-árbitrio que meio que foi "negado" a ele. Bom, eu tenho muita coisa ainda pra comentar porque tanta coisa aconteceu nesse episódio! Eu vou reassistí-lo e comentar os outros tantos aspectos.

Caras, tá acabando. E agora é de vez...

Bilisbo da Silva disse...

não sei se já foi postado o seguinte:
Quem sabe Widmore blefou com o monstro, falando que Desmond é uma chave de segurança, talvez ele tenha dito isso exatamente para fazer o monstro usar a "chave" que muito provavelmente vai prender o (f)Locke de volta na lagoa de luz, assim como naqueles filmes de gênio da lâmpada que fica preso da garrafa depois que alguém, espertamente, o questiona assim: "dúvido que vc tenha vivido mil anos nessa garrafinha..."
acho que afundar a ilha vai ser o golpe dado por Jack para que ninguém nunca mais a encontre.

Alejandro disse...

Ai ai ai... cada dia tenho mais medo do último episódio.... mas a esperança é a última que morre... continuo torcendo por um final DECENTE!!!!

Julia disse...

Gente sera mesmo que a realidade paralela aconteceu depois de alguma coisa feita pelo locke,como tão dizendo aqui?pq senão e a bomba,não vai ter nenhum sentido?e eu ainda to tentando entender o 'funcionou' da juliet...

Talles Brito disse...

@Carla
"eu recebi a visita do jacob e tudo mudou... como assim, meu caro Watson?! "

Na verdade ele disse que tinha um objetivo que Jacob convenceu a ele... não era por bondade, é porque o Widmore provavelmente queria consertar um erro que eu acho que sei o que é mas não vou dizer aqui pois vai ficar meio SPOILER.. mas é só juntar as peças..

Talles Brito disse...

De acordo com os Lindeolf o 'sideway' ocorre no mesmo tempo da outra realidade (por isso que é 'sideway' e não 'alternative'), então se ele destruir a ilha na verdade não vai ser a ilha afundada que vimos no primeiro episódio da temporada, mas sim uma outra ilha, mas mesmo não perde a graça, adoro ver ilhas explodindo! :D

lander disse...

eu até não achei o episódio ruim. mas quanto mais a série avança, mais eu acho estranho as incoerencias. tipo, a maior contradição pra mim, até hoje, era justamente o ben “controlar” e invocar o monstro de fumaça que era um mecanismo de segurança da ilha. Ben fazia isso quando queria e embora não tivesse controle, ele até que “direcionava” o monstro pra onde quisesse.

e ai depois o monstro vira uma entidade superpoderosa. mas o que fazer com o fato de antes o monstro ficar ao “controle” do ben?

simples, só colocar o ben falando “ah… eu achava qeu eu que libertava o monstro, mas agora eu vi que ele que me fazia libertá-lo”.

CARACA. agora o monstro tem telepatia e controle mental?

e se o monstro ficava aprisionado, depois que o ben “libertou” ele, por que o cara voltava pra prisão até ser “libertado” de novo? não tinha outro lugar pra dormir?

outra coisa que não entendo é que ok, o jacob apesar de ter um grupo de seguidores na ilha, não tinha ninguém parecido com ele o suficiente pra ser o novo lider do no limite. mas se todos eram escolhidos dele (ou alguns, anyways), por que o cara não aparece desde o começo, senta a bunda na lareira e explica o que tava acontecendo? por que eles precisavam todos morrer/se virar sozinhos por anos/sair da ilha e voltar pra descobrir que eram participantes de um reality show "celestial"? rs

alias, por que pelo menos jacob não falou pros outros que os do avião eram candidatos? pq os sobreviventes foram atacados pelos outros, pelo widmore e por todo mundo que pisou na ilha. isso por que widmore e os outros estavam a mando do "patrão" jacob. ficou muito sem sentido.

glauber gorski disse...

Lost é gigante. Locke sempre foi o herói da ilha, e Jack a chave da história. MIB consegue atrasar os planos de Jacob quando envia Ben para matar Locke. Solicita que todos retornem - porque TODOS devem morrer - e usa a pele de Locke o quanto pode para poder matar Ben. Então se Locke era o homem de fé ("Eu vim aqui por sua causa" diz Ben na segunda temporada), Jack é o pavio que irá detonar o fim da história. A mesma lâmina que mata é a que salva vidas.

Blade disse...

Oi Carla,

Olha, acho que vc não prestou muita atenção no que eu escrevi.
Em NENHUM momento questionei a vida do Sayid antes do Oceanic 815. Todo mundo sabe do inferno que ele passou antes de chegar à ilha.

So far, so good.

O meu questionamento refere-se APENAS depois que ele saiu da ilha. E, se antes Sayid estava no inferno, agora ele estava no paraíso.

Em nenhum momento eu disse que o Jacob foi responsável pela morte da Nadia, isso está bem claro.

Quando vc diz: "Pq o Sayid teve que voltar à ilha?! Simples, pq eles nunca deveriam ter saído e foi por isso que todos tiveram que voltar." Me desculpe, mas essa resposta é tão simples, que eu até acreditaria que os roteiristas têm 12 anos. A trama é (ou deveria ser) MUITO mais elaborada do que isso. Todos os losties que saíram da ilha só retornaram devido à manipulações: Michael voltou porque o Ben precisava de um espião. Locke saiu da ilha pra buscar os Oceanic Six pra realizar o plano do Mib, que é matá-los.

Manipulação: eu acho que, se existisse bom senso no Jacob, ele não teria visitado o casal iraquiano naquele dia fatídico, pois com certeza Jacob viu no seu espelho a vida feliz que Sayid estava iniciando. E daí que se ele não aparecesse, o Sayid morreria? Bom... pessoas morrem atropeladas, assassinadas... numa briga boba entre vizinhos...

Enfim, sua explicação foi boa, mas não me convenceu não. Ainda acho que houve furo no roteiro ou total manipulação do Jacob. Não houve escolha: Ilana seduziu, sequestrou e levou-o de volta pra ilha.

E só pra ficar bem claro: não sou apaixonado pelo Sayid hehehe

Infelizmente, vc não conseguiu limpar a cagada do Jacob. Como diria a "mãe" do Mib:

"I really sorry."

Eduardo disse...

Caverna mágica, luz mágica, poço mágico.....
Isso é Lost, uma série que começou de forma fantástica, e foi embostando com o passar do tempo.
Essa ultima temporada foi a MAIOR MERDA que eu já assisti.
Acho que o roteiro do episódio final deve ser assim:
bosta,
bosta,
bosta,
Mib conversa com jack,
bosta,
bosta,
bosta,
Jack e Sawyer caminham pela floresta,
merda,
merda,
merda,
eles matam o Mib,
bosta,
musiquinha épica,
bosta,
todos os losties se abraçando,
fim.
E ainda tem nego dizendo que as peças estão se encaixando.......

pedro disse...

essa temporada está sendo uma merda.
FATO!

eles não tinham idéia do que fazer com tantos mistérios legais,
e nem vem com essa de que o adão e a eva já eram sabidos desde o início pelo produtores!!!!
e agora vieram com uma tal de fonte!
poha, garanto que isso foi inventaod 24 hrs antes de ir ao ar pq nao tinha como inventarem um desculpa pro fumaça...

e quando é que vao explicar que merda era aquela na cabana!!!!!

quem era Lost mano; foi inventar de abraçar o misticismo fudeu tudo,

Blade disse...

Lander,

Pelo que eu entendi, o que o Ben diz é uma metáfora: não é que o monstro tinha controle mental, o que o Ben quis dizer é que o monstro o manipulava. Pro Mib, fazer aquilo que o Ben queria era moleza, e a intenção do Mib, com isso, era a de fazer o Ben acreditar que tinha algum controle na ilha, qu era um líder.

Sobre o Jacob e seus candidatos, acho que tudo refre-se à jornada que os losties precisavam passar, aprender com erros, tornarem-se pessoas mais preparadas para o desafio. Melhor exemplo disso é a jornada do Jack! Quem diria que o Doc da primeira temporada aceitaria de boa o cargo?

"alias, por que pelo menos jacob não falou pros outros que os do avião eram candidatos?"

Respondendo à essa dúvida:

Não sei.

Falando sério: pra série, obviamente era pra ter emoção e suspense. Pra lógica contextual, só faria sentido se as balas dos Outros fossem de festim. Se bem que nenhum lostie morreu nas mãos dos Outros né?

Juliano Bento disse...

O cartaz "Smoking stinks" acho que é mais uma alusão ao (F)locke que ao hábito de fumar rs...

Não vou dar minha opinião (não que alguém queira saber), mas como acho que ainda vou me decepcionar com algumas coisas que gostariam que fechassem na trama (veja, sou detalhista... sei que é arte, mas não gosto de ser manipulado atoa ansiando respostas e no final dizerem que arte é assim... isso pra mim é sacanagem e capitalismo barato), prefiro ver o último episódio, a me rebelar com algo. Vamos ver... me diverti muito com lost e tem que finalizar acima das espectativas...

Hugo_O disse...

Sobre Alpert: acho que ele nem é imortal totalmente nem só não envelhece. P/ mim além de não envelhecer, ele não pode morrer em algumas condições. Ele não consegue se matar (vide Black Rock). P/ mim aquela cena (entre outras tentativas de suícidio de outros personagens) mostra que não matar/se matar não é só uma lei ou mindgame, mas sim algo que não era realmente possível. Quanto a Ben e Widmore já não tenho tanta certeza, mas além de Jacob estar morto, os outros foram praticamente dizimados.

Hugo_O disse...

@testando o blog:

Não que o Dude precise de defesa, mas tem algumas coisas que não vejo muito sentido em comentar. O post de Easter Eggs, por exemplo, sempre foi um grande apanhado detalhando o máximo possível dos capítulos, alguns que mesmo fãs atentos podem ter perdido. O que dizer de gente que assiste esporadicamente ou que não presta atenção? (E sim, eles existem.. basta ver um monte de gente achando que MIB/Smoke estar na praia na época do Black Rock é inconsistente se o mesmo morreu perto dos anos de Cristo).

Uma coisa que eu concordo com você é que os textos não precisariam tender p/ nenhum lado, uma defesa incondicional como sendo a justificativa última de Lost e/ou produtores.

E cara.. eu não sou um defensor ferrenho de Lost não (é só ver posts anteriores), mas acho que tudo deve ter sua razão de ser, seja crítica ou elogio.

João Pedro disse...

Jacob: Tem uma luz no centro dessa ilha, vcs devem protegê-la.
Sawyer: O Monstro disse que não havia nada de quê proteger.
Jacob: Vcs devem protegê-la dele.

Pode ser que eu tenha entendido errado, mas é pra proteger a luz do Monstro?? Mas ele VEIO da luz. Por acaso ele vai querer voltar pra lá? O q ele pretende fazer se alcançá-la?

Isso tudo não é meio contraditório? Tem uma explicação q eu não vi? Ou será q os produtores ainda estão brincando com a possibilidade de que não haja afinal nada a se proteger?

Hugo_O disse...

@JOHN:
Vi se não todos, quase todos os extras. Aqui está uma transcrição que fiz (não sei se tem erros) da passagem que creio que seja a que vc está referenciando:
'-Cuse: Eloise Hawking has said that you have to replicate the circumstances of 815 exactly. They would not able to do that.
-Lindelof: Which is what triggered some of them to move to 1977.'
Pode ser uma resposta oficial? Talvez. Mas eles também falaram que Lost era sobre amor, que a ilha era uma rolha e Lost era sobre pessoas: nunca comprei uma ideia só (digo, nenhuma idéia isolada).
De qualquer forma, isso não invalida a hipótese dos candidatos ser simultânea à diferença dos voos. Explico: conforme vc transcreveu aqui, o efeito colateral das circunstâncias foi as pessoas terem ido p/o passado:
"Minor differences caused the survivors to successfully crash on the Island, but not exactly as they had planned" . (a luz misteriosa p/ mim ainda é uma incógnita nessa ocasião)
A questão dos candidatos (só eles terem voltado) p/ mim é complementar à viagem no tempo, mas isso é uma interpretação. Acho ela mais legal assim (mas alguém pode querer usar a questão do recurso narrativo).
Só isso. Nem acho que isso seja tão importante assim.
O que eu queria era uma resolução p/ cabana/cabine. Joguei umas idéias soltas em posts anteriores.

Hugo_O disse...

@João Pedro: tudo indica que essa é uma resposta que vai ser dada no fim. Se não dessem, ia ser muito possível o pau comer solto p/o lado deles. ehheehhe

De qualquer forma, o monstro parece que saiu desgovernado quando MIB caiu na luz (não decorou o caminho?). Outra coisa que acho é que ele não pode por ler a mente de Jacob.

Hugo_O disse...

*não pode ler a mente de Jacob

Marco Tulio disse...

Na hora do papo com o Jacob eu fiquei gritando aki...

"PERGUNTA DOS NÚMEROS!! PERGUNTA DOS NÚMEROS!!!"

hueauhaeuhae

carol disse...

Qual o problema com a Cláudia do legendado? Todo mundo tem que ter opinião igual agora?

Que ignorância é essa de querer "debulhar" alguem só porque a opinião dela é diferente da maioria? Que absurdo, a época da censura acabou, viu *galerinhaque seachainteligenteporquegostadelost*


Ela pode ser radical, mas muita coisa que ela diz faz sentido pra mim. E aí, vão querer me debulhar também?

Repito,que ignorância...
Quem acha que está tudo perfeito com essa temporada de lost que fique feliz, e deixe quem pensa o contrário expressar sua opinião também!

Juliano disse...

Davi.. voce disse>

Com relação à cena em que Hurley é interpelado pelo fantasma do jovem Jacob* que lhe pede as cinzas que Hurley havia recolhido das coisas de Ilana, não faço a menor do porque o Jacob adulto já não aparecera logo de cara, uma vez que Hurley era o único que de fato o enxergava depois de morto. Eu não tenho nenhuma teoria para (tentar) explicar isso, até porque tanto Desmond quanto Sawyer já haviam visto aquele mesmo garoto quando estavam na companhia de (F)Locke. E aí, palpites?

O próprio JACOB explica para o hurley, falando que as suas cinzas estão na fogueira, queimando, e que isso fazia com que o jacob talvez encarnado pudesse ser visto pelos candidatos.

Sendo assim, alguem precisava jogar as cinzas na fogueira para que jacob adulto aparecesse, e isso quem fez foi o fantasma do jacob infantil.

Julio disse...

O blogueiro comentou:

"Ainda que já pudessemos entender porque aquelas pessoas foram levadas à ilha, Jacob finalmente resolveu explicar tudo de forma direta para os personagens."

Ok. Jacob os trouxe à ilha por serem pessoas mal resolvidas, solitárias, etc. Mas e o que dizer de todos os outros passageiros do vôo 815 e do Ajira, que simplesmente foram mortos? Algumas centenas de pessoas tiveram suas vidas sacrificadas sem sequer terem o tão falado livre arbítrio de deciderem por seus sacrfícios? Não tinha um outro meio de trazer os candidatos para a Ilha?

Isso faz de Jacob um ser muito mais vil do que o monstro de fumaça.

Alexandre disse...

Geraldo
- “É provado pela realidade paralela que as pessoas só tinham tanto trauma pq o Jacob interferiu na vida deles, desde que eram apenas crianças.”
No caso de Kate, ele se “conectou” com ela bem jovem, no entanto, já numa situação familiar em que o pai era o sujeito que conecemos.
No caso de Sawyer, foi depois dos pais morrerem, e ele deu “a escolha” pra ele, ou seja, a caneta, ele podia não ter escrito. Porém, por obra do Jacob, ele escreveu e alimentou tudo aquilo o resto da vida. No entanto, ao que parece, quem decidiu viver a mesma vida que o assassino de seus pais foi o Sawyer, a carta foi só um elemento (que Jacob ajudou, é fato)
Com Jack, Hurley e Sayid, ele só se encontrou (pelo que sabemos), depois do Oceanic 815.
Então ou Jacob só faz cagada atrás de cagada, ou ela sabe exatamente com quem fala.
E levando em conta que esses seres especiais da Ilha (Jacob e Míb, os que tem contato com a “luz”, de uma forma ou outra) tem conhecimento do que se passa, ele poderia ter interferido em qualquer momento do tempo. Digo isso embasado no que o Mib faz “no futuro” pra fazer com que Locke morra e volte em corpo pra Ilha. (e aí vem outras coisas, com o Ben/Jack/Sra. Hawking sabia que tinham que levar o corpo do Locke pra lá?)

@Ze das couves
Filha real do Ben ?? Alex não era filha real do Bem? Foi ela que fez ele comprar briga com seu líder (lembremos, o Charles Widmore....); sua morte talvez tenha sido a única razão dele ter sido realmente “quebrado” quando vimos ele adulto. Ela foi a razão pra, depois de sair da Ilha, achar a Penny e tentar matá-la. E por fim, a razão de ele em algum momento tentar rever sua conduta.
Cara, filho(a) REAL ?? Ela é filha Real!!! Isso é muito mais real que qualquer mistura de algo chamado “ácido desoxiribonucleico”!!
As regras entre Mib e Jacob não são necessariamente as regras “organizacionais” entre Widmore e Bem, muito embora eu ache que essa seja mais um dos casos em que os roteiristas “deixaram” essa coisa pra ser explorada ou não!! (e isso eu acho uma semi-sacanagem)
@Carla...
Com todo o respeito, mas tudo isso sempre ser coincidência ?? O que a Ilha mais nos diz é que nisso tudo há muito pouco de coincidência. Até os números que Jacob pode ter mandado pra alguém fora da Ilha, a ligação disso com sorte e azar chamar de “coincidência”, no caso de uma Ilha onde tudo parece ter significado. Não, isso não dá. Muito melhor chamar isso de “mais uma desculpa dos produtores” pra terem 700 ganchos pra poder puxar depois, o que é o que eu acho que aconteceu! Como citei em outro caso anteriomente.
E o Widmore....(O Widmore, O Cara antes do Bem) receber Jacob é que é desculpa de última hora?? O cara tava lá até ontem...[na perspectiva do Alpert], deveria saber bem mais que Ben em toda sua época....já que em boa parte, ele (Bem) foi o joguete do Mib. Isso tem muito mais consistência do que o fato de números/azar/sorte serem só “coincidência”. A série toda é pra mostrar ‘não coincidência’, ainda mais num assunto tão presente em todos os momentos (a loteria do Hurley, seu azar, os números na estação de comunicação, a gravação na escotilha; ou seja, até a Dharma, que ao que parece, não tinha nada a ver com Jacob, tinha esses números no seu repertório....infelizmente, parece um grande gancho solto...que a caverna não responde totalmente, ou melhor, essencialmente).

Marilda Carvalho disse...

Eu acho que pode acontecer como no Matrix. Vai acontecer alguma coisa que vai zerar tudo (como resetaram a matrix) e vai começar tudo de novo a história, tipo um loop no tempo. By Vlad. ;)

G.S.D.J. disse...

Só acho que não vai ficar legar explodir a ilha em 2007 e ela aprecer já afundada em 2004.

Aí não!!!

ze das couves disse...

Caro Alexandre

Em que pesem todas as suas considerações emocionais, tecnicamente, Alex realmente não era filha do Ben... As regras podiam se referir a parentes consanguíneos... vai saber... Muito embora eu sinceramente ache que "Darlton" já chutou o balde das tais regras e não falarão mais nisso; então cada um pensa o que quiser...

FABRICIO disse...

Meu personagem favorito em LOST é o Locke, sinceramente não me conformo com o fato dele ter morrido e torço pra que no último episódio, de alguma forma ele volte.
Pra mim aquela cena em alguns episódios passados do FLocke gritando pro jovem Jacob: "Don´t Tell Me What I Can´t Do" foi o lado Locke emergindo.
E outra: se ele pode virar qualquer forma porque não assumir a sua forma verdadeira? Todo mundo já sabe que ele não é o Locke mesmo. Porque ele tem que andar pela ilha como Locke ao invés dele mesmo?
Sei lá, Locke merecia mais.
Eu tô mais torcendo pela realidade alternativa, lá todos os meus personagens favoritos estão vivos, mas ficou claro que esta realidade pode ser manipulada pois a mãe do Faraday não queria que o Desmond "acordasse" os outros.
Sei lá, o jeito é esperar pelo episódio final de Domingo e torcer pra que deixem bastante mistérios sem solução...melhor isso e ter a esperança de um dia ver um longa-metragem de LOST do que ver explicações rápidas e banais pra mistérios que estão conosco a anos.

Caroline disse...

Eu vi gente dizendo que foi um erro Jacob dizer que escolheu os Losties porque eram vazios, solitários, pois qdo eles eram crianças, não eram vazios. ERRADO!

Nem todos foram escolhidos crianças.. e ainda assim, Sawyer tinha perdido os pais... VAZIO! Kate era trombadinha... VAZIA! Sayid procurava pela Nádia, pois estava VAZIO! Locke sofria nas mãos de um chefe bossal e na cadeira de rodas sentindo-se... VAZIO! Jack tinha um relacionamento dificil com o pai e depois o perdeu, tornando-o... VAZIO! Sun e Jin enfrentavam o casamento VAZIO! Hurley estava sofrendo o azar da loteria, muito dinheiro, pouco amor... adivinha? ele era VAZIO!

Eugenia disse...

Fico aqui pensando na conversa q Jacob teve com Widmore, após o incidente do cargueiro. Será q foi só aquilo q Widmore contou? Será q ñ foi algo mais?

Na realidade da ilha, Faraday tá morto. Widmore, sabemos, de bonzinho ñ tem nada, só faz as coisas mediante algo em troca. Será q qdo o Jacob o visitou não ofereceu reviver o Faraday? O Widmore não sabe que o Jacob ñ pode reviver ninguém; só quem sabe disso são o Jacob e o Alpert... Ou será q Jacob lhe falou da realidade alternativa? Mas como ele saberia da REALT, se nela ñ aparece nenhuma vez e talvez a ilha esteja até mesmo afundada?

p.s. Carla, li uma teoria sobre a entrega dos alimentos que acho bem plausível. É a de que os aviões eram da Dharma, de antes de 1977, e chegavam à ilha "achando" que era uma época anterior a 1977. Por conta do descompasso do tempo na ilha com o de fora. Ou seja, pros losties era 2004, mas pros aviões era 1977 (ou antes).

ૐ ..:: Renatão ::.. ૐ disse...

Algo me ocorreu e certamente vai ficar um rombo grande nessa trama e acredito que nao ha mais tempo pra explicar, ja que os produtores deram fim no lance de viagens no tempo. Nao sei vcs, mas como foram parar metade do povo em 77 e a outra metade ficou em 2007? Alguem tem uma explicacao plausivel? confesso q pensei em diversas teorias e nenhuma delas faz o menor sentido. Sem duvidas esse rombo eh fundamental pra explicar o ultimo salto onde eles se encontram em 2007 pós explosão da bomba.

Luiz disse...

pra mim tiipo, uma vez que a juliet falo que explodir a bomba de hidrogenio 'havia funcionado', eu axo q os losties e o DESMOND vao sacrificar a ilha (deixar ela ir pro fundo do mar), pra que assim o monstro fique preso lá, e nunca haja uma maneira dele 'fugir' , e dessa forma o mundo se safa e a ilha acaba, com isso: fim de LOST. :)

Herikinha disse...

Gente, outra coisa: não sei vcs, mas a mim, pareceu impossível Widmore sussurrar tanta coisa no ouvido de FLocke em tão pouco tempo antes de levar bala no couro. Revejam a cena, e comentem, por favor! Pq, qdo Ben pergunta ao MIB o que Charles tinha sussurrado em seu ouvido, este falou muita coisa, tipo: " Desmond é um mecanismo de segurança, o último recurso de Jacob, caso todos os candidatos morram, um modo de segurança para que eu nunca deixe esse lugar”.
Não tem como: das duas, uma: ou MIB mentiu pro Ben, (o que eu tenho certeza que aconteceu), e nada foi sussurrado, ou foi um pequeno detalhe que escapou. Se foi a segunda opção, quero deixar bem claro que não me importo nem um pouco, rsrs!!! O que eu queria mesmo, é que LOST nunca mais terminasse...O que será de mim sem LOST, mesmo com tantos erros(fato), dos quais nem ligo que existam??? Pra mim, o que vale é a diversão que a série me proporcionou; o que despertou em mim: a curiosidade de pesquisar sobre coisas que jamais imaginaria que existissem, tipo: o efeito Casimir, buraco de minhoca, etc, e outras, cujo temas jamais pensaria em me interessar, como: mitologia, povos antigos, viagens no tempo, relidades paralelas, fenômemos naturais e sobrenaturais, etc tbém!!! E olha que acompanho muitas séries, e adoooooro o tema Sci-Fi, mas nunca, nunca me vi pesquisando, bolando teorias, discutindo sobre estes temas.
Duviiiiiido que outra série preencherá este espaço que LOST ocupou em mim!!!!
Desde já, com lágrimas de despedidas....buáááááá!!!!!
Namastê!

gdpt disse...

Aaron é especial e nao sei oq lá
laaa da primeira temporad
do videntente
nao deu em nadaaa?
e o aviao de eko? nada??

alangularte disse...

Pessoal!

Acompanho o blog Dude We Are Lost! há quatro anos, TODOS OS DIAS! Adoro as abordagens de vocês e explicações sobre fatos que nós muitas vezes deixamos passar.

Entro em contato para enviar uma dica que achei muito interessante. Trata-se da entrevista realizada pela revista Galileu (edição maio) com Michio Kaku, um dos pais da Teoria das Cordas, onde explica como Lost seria possível na vida real.

http://revistagalileu.globo.com/Revista/Common/0,,EIT0-17581,00.html

Se quiserem, posso enviar o scan das páginas.

Latini disse...

"rafael disse...
Galera, desculpe minha ignorancia.. mas eles irão revelar o segredo por tras dos numeros do hurley, a coinscidencia e o mito deles sempre estarem envolvidos em varios fatos, o pq deles serem a chave para que a escotilha nao explodisse?"

Vou falar um pouco o que eu penso sobre os números.

O que sabemos sobre eles:
1 - Cada número é associado a um candidato.
2 - Os números são coeicientes de uma equação que levaria ao fim do mundo. Se um dos números fossem modificados, o fim seria evitado.

Juntando as duas informações que nós temos sobre os números, eu chego a conclusão que os candidatos são os próprios coeficientes que levariam a algum tipo de fim para tudo (Alô, The End?).

Por isso também, os números aparecem constantemente na vida daquelas pessoas, que foram escolhidas praticamente desde que nasceram. Ou seja, aqueles números foram associados aquelas pessoas desde o momento do nascimento delas.

E porque os números são particularmente importantes para o Hurley? Ainda não sei a resposta para isso, mas acho que isso será explicado pelo papel que o Dude vai desempenhar no final da série. Ele pode, por exemplo, ter uma importancia vital para impedir o "the end", sendo o catalizador de alguma ação que envolva todos os escolhidos ao mesmo tempo (menos os mortos: 4,16 e 42. Ou não!).

Faz sentido?

Blade disse...

"Na hora do papo com o Jacob eu fiquei gritando aki...

'PERGUNTA DOS NÚMEROS!! PERGUNTA DOS NÚMEROS!!!''

Ri muito com essa do Marco! Hehehe

Caroline,

Concordo com tudo o que vc falou sobre a escolha para o Oceanic 815. Foi genial e muito coerente com a história de Lost. Fiquei muito satisfeito com a resposta.

MAS...

Mais uma vez: o problema que eu e outras pessoas perceberam refere-se aos passageiros do AJIIRA, e em especial no retorno do Sayid. Pra mim, que curto muito Lost, não houve explicação coerente pro retorno dele, e se houve, parece ser uma explicação boçal por parte dos roteiristas.

Pra ficar BEM claro, pra encerrar de vez o assunto:

Kate perguntou ao Jacob porque seu nome estava riscado. Jacob deu uma resposta coerente que foi simples e genial. Bastava que um dos Oceanic Six restantes perguntasse o por quê do Sayid ter retornado, e o Jacob ASSUMIR que precisava dele, e que a morte dos outros passageiros foi necessária para um bem maior.

Pronto! Seria bem coerente com o que vimos. Pra ser sincero, eu quero que esse safado do Jacob assuma que cometeu mais do que apenas um erro, afinal ele também é um humano.

Obs.: Kate trombadinha? Pra mim, o Jacob percebeu que ela estava começando a desandar, fazendo algumas molecagens, coisa de criança, devido à um grupo familiar instável. Se o Jacob gostasse de recrutar trombadinhas, ele podia encher um avião só indo visitar a Praça da Sé em SP. Mas entendi o que vc quis dizer.

Herikinha,

Pra mim, o cochicho do Widmore pro Locke foi só um detalhe que escapou mesmo, mas que não atrapalhou em nada na cena. Talvez fosse ficar esquisito a gente ver eles sussurrando durante 30 segundos.

E sobre o fim de Lost, com certeza todos nós ficaremos tristes, mas ainda existe o lado bom: com os dvds, a gente pode assistir de novo, no dia e hora que quisermos! Já pensou se a gente se pudesse ver pelos canais de TV? Dá pra enganar a saudade!

Rodrigo disse...

Referencias a Star Wars??? Olha só:
Locke/(F)Locke = Imperador / Sidius
Ben = Dath Vader / Anakin
Jacob = Ben Kenobi
Jack = Luke Skywalquer
Soyer = Han Solo
Kate = Princesa Leia
Hurley = RD2 ou seria Jaba?
hehehe brincadeira!!!!

Rodrigo disse...

Seria legal se tivesse uma nova séria ou filme da franquia Lost chamada de "Lost - Beforce The Flight 815" para explicar todos os mistérios da ilha que não serão explicados no the end.
Lost no cinema poderia explicar os mistérios que faltaram...
Episode 1-Lost:The Age of Anubis
A era dos deuses egipcios na ilha
Episode 2-Lost:The Two Brothers
A era da Mãe e do Jacob/MIB
Episode 3-Lost:The Others/Richard
Episode 4-Lost:Francesa
Episode 5-Lost:Dharma
Episode 6-Lost:The Purgation
Seria legal não?

renatoavino disse...

Parabéns Dude, pelos sempre ótimos comentários!
O espisódio foi maravilhoso!
Respondeu alguns mistérios; teve momentos de ação, suspense, humor, e reflexão na medida certa; mostrou o Ben em toda a sua "sensatez"; e teve como "escolhido" o Jack, que por toda a sua trajetória ao longo destes 6 anos, era de fato o mais preparado e merecedor para este cargo.
Desta forma, para um episódio preparatório, foi ótimo! (eu achei que a parte do substituto do Jacob iria ficar para o último capitulo mesmo).

Ana Maria disse...

Alguem me diz se esse é mais um mistério sem resposta ou se sou euzinha que não entendi: O Jacob morava naquela cabana onde o Ben levou o Locke pra conhecê-lo (e ficou magoadíssimo pq ele nunca tinha visto o Jacob e o Locke o viu logo de cara).
Pois então... Se o Jacob ainda não era um fantasma naquela época, mas uma pessoa real, de carne e osso, apenas com um dom de não envelhecer (entendi certo?) e mais uns poderezinhos extras, pq o Ben não conseguia vê-lo? Ele tb tinha o dom da invisibildade?
Nunca entendi isso!!

_________

Tava na cara que o substituto seria o Jack! Tudo estava se encaminhando pra isso! ;)

_________

Amei a paráfrase: "salvem o escocês alegre, salvem o mundo!" huahauahua...

Hugo_O disse...

@Ana Maria:

Não era o Jacob. A própria Ilana disse que ele não morava mais lá (tudo bem que só por isso não saberíamos quando). Mas sabemos que quando Locke entrou e era o FChristian, já não era mais, pelo menos.
Eu suponho nos períodos em que vimos a cabana, já não era mais Jacob.

Blade disse...

Ana Maria e Hugo_O:

Eu tinha escrito sobre isso em outro comentário. Achei legal recolocar aqui. Abraço!



Esse mistério da cabana era pra mim o mais curioso da terceira temporada. Fiz trocentas teorias, imaginei que fosse o Jack mais velho, altas viagens. 

No episódio The Incident, Ilana, ao investigar a cabana, diz que outra pessoa estava usando ela. Lá dentro, ela encontrou uma faca presa na parede, junto à um desenho da estátua. Baseado nisso, acho que a outra pessoa seria (dã) o Mib.

Então, naquele dia que o Ben leva o Locke pra cabana, nós ficamos sabendo que o Ben fingiu ter conversado com o Jacob, pra tentar enganar o Locke. Ben sentia inveja do Locke. O Mib sabia disso e usou isso até o fim.

Ou seja: foi o Mib que disse a frase "Help me", fingindo ser o Jacob, mas falando isso apenas para que o Locke ouvisse. E a quebradera que ocorreu na cabana assustou ambos, mas diminuiu ainda mais a fé que o Ben tinha no Jacob, o líder que ele nunca conhecera. Ben ficou surpreso que o "Jacob" tenha falado apenas com o Locke.

Todas as peripécias do Mib levaram Ben a invejar o Locke, sem ele saber que, depois de matar o Locke, o mesmo seria usado pelo Mib!

E, na cena da estátua, Ben desabafa: questiona o Jacob, querendo saber por quê o Locke era tão especial, pois o careca havia chegado há tão pouco tempo, diferente do Ben, que viveu na ilha desde criança. E, vendo a discussão, o Flocke mostrava-se sério, mas com certeza estava rindo por dentro.

No fim, o que aconteceu: facada no Jacob! Era TUDO o que o Mib queria e conseguiu.

Foi uma trama muito bem elaborada! Posso estar errado, mas acho que é isso.

Edson disse...

** Algumas pessoas bateram o martelo dizendo que Alpert não morreu porque ele é imortal, o que não é verdade. O dom que Jacob transmitiu a Alpert é o de não envelhecer, o que é bem diferente conforme debatemos na repercussão do episódio 6x09 ‘Ab Aeterno’.

Richad a jacob: - então não quero morrer NUNCA, quero viver para sempre.

não sei da onde vc tirou isso de "é o de não envelhecer", pelo que eu saiba não morrer nunca, é ser imortal. mesmo ele levando um tiro ele não poderia morrer já que jacob realizou seu desejo!

-----------

quanto ao mib querer destruir a ilha, provavelmente ele vai conseguir pq a ilha tá debaixo dagua na paralela. Talvez destruindo a ilha deu um reboot e voltou pra 2004, mas com a consciência pros losties do que aconteceu quando o avião caiu.

Hugo_O disse...

@Blade:

essa tbm é minha principal suspeita.
A questão é se o Mib estava lá voluntariamente ou se foi preso. Comentei no post do dudecast sobre a questão que talvez resolvesse a teoria de que ele foi visto solto ao longo das temporadas na forma de fumaça: e se Jacob prendesse o MIB apenas em alguns momentos na cabana? (quando saia da ilha, por ex.)
O problema q vejo nessa hipótese é a questão dos círculos de cinza, que pareciam ser 'permanentes' (pelo menos essa foi a impressão passada).
Abraço

Ana Maria disse...

Blade e Hugo!

Agora endendi! (Ufa!) Óbvio, não era o Jacob, era o Mib! E ali já manipulando o Ben.
E sim, concordo que ele poderia estar preso ali involuntariamente por um tempo, sendo que as cinzas o impediam de sair (mas essas cinzas permanecem mais um mistério, não?).

_______

E eu entendo que Alpert não é Imortal pq Jacob não era imortal, já que este falou para aquele: "agora vc é igual a mim"* - e Jacob não era imortal, apenas não envelhecia.

* O mesmo que a crazy mother falou pra Jacob e esse, agora, disse pra Jack.

Blade disse...

Hugo_O,

Sobre o Mib estar preso ou não, eu não tenho nenhum palpite hehehe Mas a sua teoria faz sentido, porque senão as cinzas tornam-se irrelevantes.

Edson,

Sobre a "imortalidade" do Richard, vc já assistiu o filme Highlander? No filme, os imortais podiam viver durante séculos, ou até mais. Eles só podiam morrer se outra pessoa arrancasse a cabeça deles. Aliás, ótimo filme (o primeiro).

Eu acho que ocorre a mesma coisa com o Richard: ele não envelheceu nos séculos. A idade dele até foi questionada pelos losties ao Ben. Mas ele pode se ferir. E o Flocke provou isso, logo após a morte do Jacob. Flocke deu uma cabeçada BOM! depois umas porradas PUNCH! e depois carregou o Rich mata adentro.

Ok? Ok.

Noutro episódio, Richard aparece pro Sawyer, TODO ROXO DE MACHUCADOS NA CARA.

Ou seja: na minha opinião, se alguém arrancar a cabeça do Richard... ele morre.

A não ser que o Richard seja uma barata. Aí minha teoria cai pro saco.

Kelvin disse...

olha... epipsodio mto bom... e só depois desse episodio que eu tive a confirmação que o nome da série se refere as pessoas né ! e não a situção delas na ilha...

Willy Wesley disse...

Sempre tive a visão de que Lost sempre nos passou exatamente o que foi mencionado no final pelo Davi.
De que nos sempre estivermos no mesmo barco com Jack e cia... é como nos sempre estivéssemos na ilha também e com a mesma perspectiva dos personagens.

lulu disse...

Concordo com vc Davi. John Locke poderia sim ser o catalisador. Vou um pouco além: e se Jack não era o favorito? Claro que ele teria o direito à escolha. Mas e se era ele o favorito a proteger a ilha e não via isso antes, pois era o homem da razão?

Foi um episódio muito bem orquestrado.

Andreza disse...

oii..só queria aqui deixar a minha discordância quando vc fala que o dom que Jacob deu a Richard foi o de não envelhecer e não o de ser imortal. Pois na cena co episodio 9, a conversa é bem clara...Richard diz que não quer morrer, que quer viver pra sempre, e Jacob diz que isso ele pode fazer. Está bem claro que o dom foi da imortalidade. Então, ele provavelmente não morreu. E se isso aconteceu, uma possibilidade é que ele tenha perdido o dom a partir do momento em que Jacob morre, mas ainda não acredito nisso. Bem, veremos...tchau e parabens pelo blog!