26/04/2010

Matéria ruim da Folha expõe preguiça no entendimento da série

Sim, é fato que ao longo desses seis anos Lost levantou muito mais perguntas do que apresentou respostas, mas é igualmente verdade que a série jamais prometeu resoluções óbvias e/ou didáticas para o público. Nesse panorama, ao ler a pseudo matéria que a Folha de SP publicou neste domingo, 25 de abril, ficou evidente que os dois autores do fraco texto não entenderam que Lost nunca se resumiu à história de um grupo de pessoas que cai numa ilha mágica (descrição deles).

Leia mais...

    Raso e claramente escrito por quem jamais compreendeu a proposta de Lost, o texto faz uma colagem de supostos mistérios não resolvidos dando importância à perguntas absolutamente irrelavantes para a conclusão da série. Assim, ao questionarem por exemplo ‘Por que os Outros falam latim?’ou ‘O que é a caixa mágica e como o pai de Locke surgiu na ilha?’, os autores deixam claro que ou nunca viram a série de fato ou (de novo) não entenderam elementos básicos de sua narrativa.

    À essa altura do campeonato, como bem destacou o amigo Antonio Pedro, ver críticas sustentadas por argumentos rasteiros é normal em fóruns/blogs e afins, agora, para um jornal que gosta tanto de se gabar por ter opinião balisada e fundamentada, o texto intitulado ‘Lentidão em solucionar mistérios aumenta devoção e ódio por Lost’ é a constatação decepcionante de um jornalismo cada vez mais superficial e preguiçoso que opta pela pôlemica em vez da construção de ideias e questionamentos inteligentes.



Perguntas e respostas que 'só' a Folha ainda não viu

    Dentre as 30 perguntas que a Folha faz no texto, algumas só poderão ser respondidas quando a série acabar. Sendo assim, qualquer coisa que seja dita agora sobre quem são Jacob e o homem de preto e como chegaram à ilha por exemplo é pura especulação. Dito isso, há outras que já foram respondidas de forma clara ou no mínimo indireta.

    O que são os números 4, 8, 15, 16, 23 e 42?

    Inicialmente apenas uma marca referencial da série (vide suas diversas aparições), a sequência teve seu papel revelado na 6ª temporada (ep. 6x04 The Substitute) quando ressurge como a representação dos candidatos de Jacob ( 4 – Locke, 8 – Reyes, 15 – Ford, 16 – Jarrah, 23 – Shephard, 42 – Kwon). O que mais precisa ser dito sobre eles que poderia fazer diferença na trama?

    O que criou a realidade alternativa?

    Impossível responder algo que não existe na série, já que produtores e roteiristas cansaram de repetir que o recurso narrativo explorado na 6ª temporada trata-se de uma realida paralela e não alternativa.

    O que está à sombra da estátua?

    Absolutamente nada. É tão difícil assim entender que a pergunta tratava-se de uma senha que servia para identificar aliados de Jacob como uma cena do ep. 6x01/02 LA X já deixava bem claro?

    Por que as grávidas morrem na ilha?

    Mais óbvio que em decorrência de complicações na gestação impossível.

    Por que os Outros falam latim?

    Imagine que você faça parte de um grupo cercado de segredos e regras. Como não entregá-los a supostos intrusos/curiosos? Usar uma língua morta e desconhecida pela maioria seria uma solução bem racional, não? Pois é.

    Por que há símbolos egípcios na ilha?

    Para evidenciar o óbvio: a história daquele lugar é tão antiga quanto à dos construtores das pirâmides.

    O que quer dizer “a ilha não terminou com você”?

    Er... que você talvez ainda tenha um papel a desempenhar na trama?

    Por que o exército levou uma bomba atômica para a ilha nos anos 50?

    Fazer testes, para o que mais?

    O que aconteceu depois que Juliet fez a bomba explodir?

    Que tal efetivamente começar a assistir a 6ª temporada em vez de catar perguntas no google?

    Em que tempo as pessoas na ilha estão?

    2007, mesmo período em que aqueles (como Ben, Sun e Lapidus) que voltaram à ilha no Ajira 316 e não viajaram no tempo já estavam. Qual a dificuldade em concluir isso?

    ***

    Ok, i rest my case.

274 comentários:

1 – 200 de 274   Recentes›   Mais recentes»
Kelli Souza disse...

Mais uma matéria PODRE da Folha sobre Lost. Nem me surpreendo mais. Apenas lamento novamente.

Aline disse...

Isso só comprova, de forma muito muito simples, como a Folha faz jornalismo baseado no achismo e especulação.

E ainda não consigo entender como as pessoas insistem em depreciar algo que ainda nem mesmo teve o seu fim utilizando argumentos definitivos como "lost não deu respostas", "a série se perdeu". E, aliás, muitas coisas estão respondidas nas entrelinhas ou simplesmente fazem parte de um recurso narrativo, sem a necessidade de serem minimamente explicadas.

Ao fim da sexta temporada, com todos os elementos na mesa, teremos sinal verde para criticar, elogiar, amar ou odiar. Até lá, tudo não passa de especulação e pessimismo.

- disse...

Me desculpe a honestidade, Dude, mas a sua resposta sobre os números também foi de uma ignorância e rasura que não faz jus ao nome e à fama do seu veículo, seu blog.

Tudo bem, aqueles eram os números sim. Mas por quê Hurley também ganhou na loteria justamente com aqueles números? E por quê o seu "amigo" do hospital os julgava malditos? E por quê eles estavam impressos na porta da escotilha? E por quê insistem em aparecer, a cada episódio, na série?

Tudo isso é coincidência apenas? Quem estuda estatística sabe que uma seqüência dessas se repetir por mero acaso tem uma chance de um em milhões de ocorrer. É sim um enigma que foi deixado para trás pelos roteiristas.

E por quê omitiram os outros enigmas da reportagem, e só escolheram os mais batidos para ridicularizarem aqui? Concordo que foi muito mal-escrita mas apresenta sim diversos pontos válidos.

Vinícius disse...

Eu ri deles. Mas naum precisava "humilhar" Davi. rsrs

porra nenhuma disse...

Nossa velho, que medíocre, falo nada, pior são os maluco comentando que preferem ´´sobrenatural`` e ´´arquivo morto`` pq ´´definem`` alguma coisa... esse povo quer tudo mastigado, verdadeiro público zumbí!

Marcus Vinicius disse...

O engraçado é que, se escrevem uma matéria para quem não assiste a série, ela não será lida. Se for lida por que assiste, será ridicularizada.

Mas Davi, você tem que concordar com uma coisa:
"Por que as grávidas morrem na ilha?
Mais óbvio que em decorrência de complicações na gestação impossível."

Isso é óbvio. Acho que a pergunta não respondida é: por que a partir de certo momento todas as gestantes passaram a ter complicações na gravidez que as impedem de chegar ao final da mesma?

Particularmente acho que é por causa da radiação da bomba, mas isso não ficou lá muito claro na sério.

Grande abraço e parabéns pelo ótimo blog.

Hugo_O disse...

***O que aconteceu depois que Juliet fez a bomba explodir?

Que tal efetivamente começar a assistir a 6ª temporada em vez de catar perguntas no google?***

hahaahahahah

Caras... pior que eu tenho receio de que isso vire uma certa tendência no jornalismo moderno. Se não me engano, teve um caso em que alguém jogou (propositalmente ou não, não lembro) alguma 'notícia' no ar e todos portais jornalísticos, p/ não perder o furo, seguiram aquela notícia literalmente furada.
Vou procurar saber e qualquer coisa posto o link aqui...

Rafael disse...

Parabéna a FOLHA pelo show de ignorância!
acho que para alguem poder citicar Lost (ou qualquer outra serie atual),é preciso conhecer todo seu contexto,coisa que os editores dessa "materia" provaram nao conhecer Porra nenhuma sobre a serie...
Davi,acho que nunca me senti tão feliz com voce como ao ler esse post...
fico muitíssimo feliz quando alguem defende LOST,a melhor serie de todos os tempos,não apenas por ela ser a melhor,mas pela atitude do fã, ter coragem de bater de frente com tanta crítica negativa que a seria está tomando,desde a 3ª temporada!
Graças a Deeus eu moro em Curitiba,e não me torturei ao ler a matéria da íntegra,pois certamente, apenas passaria raiva,e nao teria como dividir minha opinião com mais ninguém...
forte abraço,Davi e Juliana,e cointinuem com esse blog...simplismente sem palavras pra descrever o quão feliz eu estou agora,ao ver que não é somente eu que defende LOST das críticas negativas!!!

Klaus disse...

É por esta e outras que não leio mais mídia de grande porte... o conteúdo das matérias (quando tem algum), está sempre aquém e a desejar.
A propósito, fantástica sacada do 'LOST for Dummies'... rsrsrs

Klaus disse...

É por esta e outras que não leio mais mídia de grande porte... o conteúdo das matérias (quando tem algum), está sempre aquém e a desejar.
A propósito, fantástica sacada do 'LOST for Dummies'... rsrsrs

Filipe Araújo disse...

Essa mereceu um "Lost for Dummies"! O grande problema dos brasileiros, com algumas exceções, é que estamos acostumados com coisas mastigadas! Lost usa todos os sentidos para responder tais coisas, e algumas respostas nunca serão claramente dadas na série, mas pequenos fatos levam ao próprio telespectador gerar as respostas! Para mim esse é o incrível da série, muitas coisas não foram "mastigadas" e respondidas, e sim foram levadas em pequenos detalhes que fazem o próprio espectador resolver o quebra-cabeça da série!

Fabio Ferreira disse...

"Arrogante como todo jornalista". Lima Barreto, na 1a página de Clara dos Anjos...

Paulo disse...

O pior é que eles têm razão
Meu ódio por Lost só cresceu nessa última temporada

Deviam ter deixado bem explícito desde o início do que se tratava a série, pra eu não perder meu tempo...

Lost, como muitas coisas, começou super bem e está terminando de uma forma medíocre.

Leandro disse...

e que tal a tão comentada "magic box"? vai ficar apenas como mais uma mentira do ben??? quem sabe se todos os mistérios são uma mentirinha??

sou fã, mas não sou cego. Lost se perdeu completamente.

Ricardo disse...

Nada a declarar... isso me lembrou uma matéria que eu vi no globo.com que falaram que acharam uma parte do script de The End em um bar...

http://g1.globo.com/pop-arte/noticia/2010/04/roteiro-do-ultimo-episodio-de-lost-e-encontrado-em-restaurante-no-havai.html

Wellington disse...

uahuaha! gostei do tom das respostas. fo nível de quem fez a matéria "nas coxas" da folha.

Wellington disse...

um exemplo da "não-necessidade" de algumas respostas..

a série diz que os sussurros são espíritos presos na ilha, ok, daí a matéria na folha pergunta por que aparecem sempre anunciando a aparição dos ''outros''

acho que é o tipo de coisa que cada um pode concluir por si só.
ia ficar bobo se dissessem coisas tipo "os espíritos tavam berrando -corre que lá vem eles!" uahauhauaha.

Mariano disse...

PQP, cada pergunta que fiquei com vergonha alheia dos caras que escreveram. Agora, que o jornal merece uma resposta sobre esse tipo de lixo que tem colocado pra vender, ah isso merece!!!

Felipe disse...

Essa não é a primeira matéria contra Lost que a Folha publica...
No decorrer da série o jornal sempre criticou tudo que acontecia e como nada parecia se encaminhar pra um final...

Eles não assistem a série, e se assistem não entendem a proposta dela...

Deixa quieto, faltando 4 episódios pra tudo acabar, quem liga pro que esses 2 "criticos" estão dizendo?

Doraemon disse...

Calma ae.

A matéria é ruim? Sim.

Quem escreveu não dedica o mínimo de tempo para LOST multimidiaticamente falando? Sim.

Muitas das dúvidas apontadas já foram esclarecidas? Sim.

O título é sensacionalista? Sim.

Mas tudo isso qualifica a matéria como ruim. Simples assim.

Não entendo a revolta que gerou. E não entendo pq culpam um jornal inteiro quando a culpa é dos repórteres. Uma Redação é feita por MUITA gente.

Juliana Ramanzini disse...

"E por quê omitiram os outros enigmas da reportagem, e só escolheram os mais batidos para ridicularizarem aqui?" ... Você leu a introdução, aquele texto antes das perguntas?

E sobre os números, eles aparecem o tempo todo exatamente pra mostrar o quantos as pessoas e situações estão interligadas. Qualquer tentativa de explicação sobre o seu significado, veja o link "Lost Experience", no menu do blog.

Renato Botelho disse...

Lixo de matéria da Folha. Ainda bem que vocês falaram sobre este assunto.

Abraços,

Rodrigo disse...

Coitados, foram querer bancar uma q não são... deu nisso. Enfim, uma matéria desonesta.

Wellington disse...

sobre a magic box é simples. se não apresentarem outro argumento, vale a explicação de ben pro john, que ele falava de uma metáfora e não de uma caixa real.

é que o conceito aguça o povo mesmo. essa coisa "pandoresca" da caixa também lembra muito o conceito que jacob exemplifica com a garrafa.

sobre a grávidas, também acho que uma explicação boa seria o magnetismo gerado depois do incidente.

mas aí é que tá. o que sobraria pra gente discutir nos bares da vida e nos intervalos do trampo? NADA!

tem gente discutindo e idolatrando caverna do dragão até hoje o treco nem final tem!

Davi Garcia disse...

@ - Como sempre se esncondendo. Nem a coragem de colocar um nome tem para discutir ideias. Patético! E não adianta vir com "faço isso por conta dos fãs radicais e blá blá" porque isso não cola. Se eu e muitos outros dão a cara a tapa, por que não dá a sua?

E sobre os números, insisto que são SIM uma marca da série e que não precisam de outra explicação diferente da que foi dada. Apareça com um argumento mais interessante e INTELIGENTE e serei o primeiro a reconhecer. Agora, querer uma resposta para cada aparição é de um exagero absurdo. É como querer saber por que o Hurley passou mais tempo usando camisas vermelhas do que verdes na série. E pior, usar a estatística para questionar? Tsc tsc. Tem gente que esquece, mas Lost é uma obra de FICÇÃO e como tal não tem obrigação nenhuma de respeitar regras da física, matemática e muio menos da estatística.


@ Paulo e Leandro, o espaço é livre e aberto à opiniões contrárias. Gostar ou não é um direito. Agora, dizer simplesmente que a série se perdeu sem dar qualquer justificativa ou argumentação consistente que leve à reflexão de quem gosta, não contribui em nada para a discussão e no fim fica parecendo papinho de quem não sabe defender ideias.


@ Doraemon, quem contrata os repórteres? Os leitores ou a Folha? De quem é a responsabilidade? Pois é.

Hugo_O disse...

Aqui está um link relacionado com o que eu falei anteriormente:

http://crisedemidia.blogspot.com/2008/05/jornais-divulgam-notcia-falsa-barriga.html

Eu lembro que foi meio chocante acompanhar isso pq na época, de onde eu trabalhava, era possível ver a coluna de fumaça de que fala a notícia. Depois fomos ver que era muito menos do que o que foi noticiado.

Matheus disse...

Realmente, os números, apenas por estarem relacionados aos candidatos, ficariam ainda precisando de mais explicação. Felizmente, o Lost Experience ajuda nisso (e mais do que essa explicação não vão dar).

Quanto à questão das grávidas, tenho que concordar com o Marcus Vinicius.
Que são complicações, isso é fato. Mas não responderem por que essas complicações ocorrem.

[ Mary ] disse...

Mais uma vez o jornalismo medíocre dá as caras, e eu - como estudante de jornalismo - só lamento.

Marcos disse...

A matéria é realmente ridícula, é triste ler uma coisa destas e saber que foi elaborada por jornalistas... Tem gente que quer um episódio da seguinte forma:
Um personagem qualquer sentado em uma cadeira com Jacob à sua frente. Este personagem tem em mãos um questionário com perguntas numeradas de 1 a 50 seguidas de "por quê?" a serem respondidas por Jacob.
Ao final, o personagem escolhido se refere aos companheiros de ilha como "brotheres" e pede para que o público vote, através de sms, se a Kate deve aparecer com o vestido florido da terceira temporada ou com o visual agressivo que apresenta hoje...
Aí sim, teremos um seriado fantástico

Fagner disse...

Com todo respeito MESMO ao pessoal do Dude, não achei a matéria 100% podre não... Acho apenas a mesma precipitada... Pois ela meio que conclui sozinha uma série de coisas que ainda não foram concluídas.

Uma matéria desse "nype" depois do final da série poderá ser algo comum, dependendo de como a mesma acabe... Mas realmente, algumas das perguntas são, pra dizer o mínimo toscas. Já outras, na minha humilde opinião, realmente eram relevantes (a caixa mágica, complicações de gravidez, etc, etc).

E tudo isso (ainda na minha opinião) não foi respondido realmente por preguiça, porque são mistérios que nem causarão muita importância mesmo.

Novamente, digo que tudo aqui descrito faz parte apenas da minha opinião.

sde disse...

É claro que alguns mistérios q a Folha abordou são de pouca importancia, mas eles levantaram uma questão importante, a do Anthony Cooper, como ele apareceu na ilha. É claro que acompanhamos e temos nossas teorias, já que os Outros tomaram posse dos equipamentos da Dharma, juntaram informações sobre o pai de Locke, o sequestraram, e o reveleram a Locke, como parte de um "rito de passagem". Mas aí fica a minha dúvida: o submarino já tinha sido destruido? Aproveitar a deixa e lançar essa pergunta no ar! E mais uma vez, agradeço por contarmos com um veiculo de informação que nos mantem informados sobre toda novidade dessa tão polémica série. Vlw DUDE!!!

Marcus disse...

The jury find the defendant ("the leaf") GUILTY! rsrsrsrsrs!

Cristiano Almeida disse...

Lamento o fato de a imprensa ainda estar anos atrasada em relação aos blogs que, mesmo sendo desconsiderados, oferecem a possibilidade de interação e direito de resposta. Apesar de tantos blogs trazerem um conteúdo fraco, vemos alguns que trazem informações muito mais útil, bem apurada e série do que certos meios de comunicação tradicionais.

Duvido que esses escritores leiam a resposta aqui dada e lamento não termos um meio direto e efetivo de que nossas palavras cheguem a eles. Duvido ainda mais que eles se importassem com respostas que batem de frente com o que eles escreveram.

Assim caminha a humanidade.

Fagner disse...

Nossa, lendo agora os posts, vejo que o pessoal "se degladiou" um pouco, tanto o pessoal do Dude quanto os leitores do Blog...rs...

Calma gente, é só um programa de TV

=D

--------------------------------

Enfim, vamos esperar pra ver no que vai dar, neh?


Como coloquei anteriormente, no meu ponto de vista, não dá pra se criticar uma série falando que ela se perdeu e foi um lixo antes de assistirmos à sua conclusão.

Muito pouca gente comenta, mas sempre ví uma semelhança absurda entre Lost e Silent Hill 2... E mesmo este não tendo esclarecido absolutamente tudo, foi bastante satisfatório em seus finais... Enfim...

As vezes acho que Lost cresceu demais para uma série de TV, e as pessoas começam a ter sobre a mesma uma expectativa exagerada, quando na verdade, deveriam encarar apenas como ferramenta de entretenimento.

Fagner disse...

Com certeza. Como bem destacou nosso colega sde, parabéns ao Dude por nos manter sempre atualizado com críticas sobre as mais diversas fontes.

Nesses anos de série, acompanho o Dude desde o começo da quarta temporada, e devo dizer que desde então, o mesmo sempre foi minha fonte de informações favoritas sobre Lost


Vlw Dude

Juliano Bento disse...

Quando vi nesse domingo a reportagem, pensei que fosse uma crítica bem fundamentada, mesmo porque, embora aqui no dude já se tenha discutido bastante isso, tá faltando muitas respostas que em entrevistas antigas os produtores disseram que responderiam e agora estão dizendo que não é bem isso e dizem que tudo é para ser interpretado, que nem todas as respostas virão e etc...
Agora que a folha escreveu um lixo de matéria, escreveu, e se tivesse dado uma pesquisada aqui no dude (a melhor referência em lost para mim, pelo menos no Brasil) não falaria besteira. Contudo, voltando o assunto, a matéria está traduzindo o sentimento de várias pessoas que acompanharam fielmente durante 6 anos a série (eu sou um deles), e que não contentam aquele fã que não tem muito tempo pra pesquisar detalhes (como meus pais) e estamos chegando num ponto em que respostas devem ser dadas e não só aquelas metafóricas da garrafa... O Universo Lost possui regras próprias, já deu pra perceber isso, mas que deixem explicitas essas leis logo! Se lost não tiver final elucidativo quem vai cair em desgraça serão os produtores, e eu farei coro para que nunca mais eu seja manipulado para algo assim... MAS, esperemos o final... até lá isso que eu disse é somente análise pessoal e não opinião final.

Aline disse...

Quanto às grávidas, acho que é bom senso aceitar que as complicações surgiram por efeitos do eletromagnetismo.

Talvez não seja algo mais importante para mim do que para o resto do público, mas queria que tivessem explorado a questão das crianças e, é claro, o Walt. Acho que o personagem é um dos poucos furos que eu apontaria agora em Lost. Tinha tudo para dar grandes histórias e foi descartado aparentemente por um motivo bobo. Tenho certeza que a maioria não se incomodaria em vê-lo atuando já adolescente.

E Doraemon,

É claro que a Folha publica boas reportagens, mas, no geral, os textos são tendenciosos e baseados no achismo. Sem mencionar a rídicula posição política do jornal. Então, quando criticamos a Folha no geral nos baseamos nisso e acho que vai além da contratação dos repórteres como mencionou o David, é uma linha editorial totalmente furada.

Juliana disse...

Obrigada por lavar a alma dos lostmaníacos que leram a "bendita" matéria......."inclusive" mandei um comentário para eles, espero que seja publicado! kkkkkkkk

OBRIGADA MESMOOOOOOO

OBRIGADAAA!!!!

Fernando disse...

e vcs viram a crítica do roteirista de 9mm??? quem é esse cara pra dizer alguma coisa.

e os supostos erros de continuidade apontados na série???
a história da vinda do black rock...meu deus...já discutimos isso.

e o pior é que, qdo comentamos de uma forma mais enfática no site, os caras não publicam.

jornalismo de mer-da!!!!

Cristiano disse...

"Uma vez estabelecida a relação de confiança, a informação é engolida"

Edinho disse...

Não engulo a resposta dos números, absolutamente. Uma coisa é deixar pro espectador a tarefa de concluir algumas coisas secundárias, outra é insistir em um tema durante toda a série, pra depois tratar como se fosse uma bobagem. (Do tipo, "quem disse que isso era importante?)

Ok, estou sim ciente da equação de Valenzetti, e sempre achei muito bacana essa explicação, e por isso mesmo lamento o fato de esse significado ter sido ignorado e subvertido dentro da série. Justificar os números como sendo valores com os quais Jacob identifica os candidatos, sem ligar ao resto do que já conhecíamos, só estraga todo o que já tinha sido revelado sobre esse tema até então. A Dharma usava esses números obsessivamente, e sempre ignoraram a existência de Jacob.

Na minha concepção de coerência não cabe colocar um elemento assim numa série de mistério, e depois dizer que não há um significado que unifique os contextos (Jacob e Dharma).

Eu gosto muito de Lost, quero assitir tudo novamente depois de que acabar, mas me incomodo muito com as mil referências que a série expõe e não justifica, e usa o artifício cômodo e sacana de dizer que o espectador tem a obrigação de compreender.

Roger disse...

pra mim é tudo um jeito de fazer dinheiro e ter mais audiencia com clicks de pagina de internet

no fundo ninguem se importa com lost, só importa mesmo em ganhar um $$ em cima do seriado e nas polemicas q ele causa

qto mais polemica melhor

fica até parecendo q tem muita gente q defende o seriado, mas a verdade é q quem não gosta mais, nem vai perder seu tempo criticando, porq nem tá aí mais se lost é bom ou ruim, é só os fanaticos q ficam dando essas crises de ofendido em vez de adimitir que o seriado já perdeu o moral q tinha antes

eu naõ nem aí pra critca, criticos ou defensores, eu não gostei de muita coisa do lost e gosto de muitas outras e acho q é muita burrice dar ouvido pra esse tipo de situação, q só faz as materias q falam sobre isso, ganhar dinheiro em cima dessas crises de ofendidos

porq se a gente não parou pra pensar, É BOM SABER QUE TEM GENTE GANHANDO UM $$ EM CIMA DISSA DISCUSSÃO, via contador de clicks e essas coisas aí q dão dinheiro pra paginas da net qdo elas são muito acessadas

pensem nisso, ao reclamar tanto disso, vcs tão dando lucro pra alguém

ze das couves disse...

Eu concordo com tudo que você falou, David, menos no caso dos números. Acho uma explicação muito "fraquinha" só ser o número dos candidatos. Tudo bem que é importantíssimo o lance dos candidatos a New-Jacob. Mas o que isso tem a ver com números sendo enviados por rádio, sorteios de loteria, etc? E a tal equação de Valenzetti que o Edinho citou? Pista falsa? Uma ideia abandonada por Darlton? Ou será que ainda vão falar nela e, de alguma forma, juntar com a parada dos números dos candidatos? Sei lá... pra mim esse foi um ponto fraco no rol de "explicação de mistérios" de Lost. Muita onda pra pouco conteúdo.

Delirium Tremens disse...

Pessoal do Dude,

"O que são os números 4, 8, 15, 16, 23 e 42?"

Ninguém sabe. Eles serem os mesmos que designiam os candidatos que restaram é somente mais uma coincidência utilizando-os.

"O que criou a realidade alternativa?"

Paralela ou alternativa, o que criou a realidade DIFERENTE? Isso, vocês também não sabem e é esse o cerne da questão da Folha.

Sobre as grávidas, a resposta não é simples e óbvia quanto vocês propõe.

O restante, sim, foram perguntas desnecessárias.

Mas advirto a vocês que vi comentários sobre episódios aqui com idéias tão incertas quanto alguém que nunca viu a série, no entanto vocês as sustentam como se fosse a real interpretaçao dos fatos. As vezes falta humildade, prestem atenção nisso, e lembrem que a maioria que vier aqui parebenizar vocês são pessoas sem senso crítico. Digo a maioria, não todos. Então, quando receberem muitos elogios atenção pra não acreditarem, pois vocês falham bastante.

No mais, o trabalho de vocês é melhor que muitos, e merecem o crédito.

Abraço.

Iuri André Stona disse...

Curto muito os podcasts, gosto de ler o blog, mas confesso que sinto um certo desconforto quando vcs começam a atacar e criticar quem reclama da série. Tudo bem, é normal discordar e colocar seu ponto de vista, mas minha impressão é que ultimamente tá virando obsessão.

Fica minha opinião: eu gostaria que a postura assumida pelo blog fosse a de, como já disseram, simplesmente ignorar, ou no máximo uma menção rápida. Se o objetivo é mudar a opinião de quem critica, não é com ofensas e críticas maiores é que isso vai acontecer, acho que ignorar as ofensas e pontuar os pontos de forma positiva, fazer aquelas críticas construtivas que vcs esperam que sejam feitas qdo feitas ao blog, surtiriam mais efeito.

Algo como essa minha tentativa :). Espero estar sendo polido como gostaria que vcs sempre fossem nos casts.

Da Mata disse...

Imagina o que vem por ai agora que nem diploma mais os caras vão precisar ter... e sem essa de que tem muita gente boa que não tem diploma de jornalismo, porque eles são exceção.

Leonardo disse...

Pior é dar uma profundidade que a série não tem...

E a explicação para os sussurros e as aparições na ilha, que coisa mais porca e "feita nas cocha"... rofl

Leonardo disse...

Eu não li a matéria da FOLHA, mas Lost deixou a desejar sim. Nós somos tão viciados nao conseguimos enxergar isso. Perguntas que são respondida em segundos, sem dar mta enfâse no assunto. e Pq nao responder todas as perguntas(que compoem a série,e não perguntas toscas)? Esperar grandes respostas até ultimo episodio, será horrivel, mas aposto responderão muitas mas sempre haverá perguntas a serem respondidas. Acho que lost teria condições sim de ter mais uma temporada.

"Tem gente que esquece, mas Lost é uma obra de FICÇÃO e como tal não tem obrigação nenhuma de respeitar regras da física, matemática e muio menos da estatística." David Garcia
Claro que nao precisa aceitar essas regras, já que existe uma mitologia na série, pessoas que transformam em fumaça, pessoas que vivem mto tempo, pessoas que nao conseguem se matar.
Apesar que nós já suspeitávamos de toda essa mitologia na série, mas até então foram respondidas(deixado em evidência) na sexta temporada. Na minha opinião, eu nao gostei pois acho que eu preferia uma resposta científica a essa mitologia.
Ai voce poderá me intrometer dizendo, então que resposta cientifica voce me dá sobre um paraplégico conseguir andar e uma pessoa curar o câncer? Ai, eu vou te responder, sei lá, os produtores que se virem pra responder.

Não julguem os jornalistas pela matéria horrível, porque ate Lost nos confundam. Pois, se eu não tivesse Dudewearelost, eu ainda teria muitas perguntas na minha cabeça.

Sincerely,

Leonardo Araujo

Ghoul disse...

Por mais que tenha sido fan de LOST durante todas as temporadas, não tiro o mérito da matéria. Afirmações como ‘Lentidão em solucionar mistérios aumenta devoção e ódio por Lost’ infelizmente são verdadeiras. Tiro pelo grande número de conhecidos (inclusive parentes e amigos próximos) que estão decepcionados com o rumo que Lost tomou a partir da 5° temporada, e segundo duas pessoas que conheço, só continuam assistindo para saber logo o final.

Lost nunca prometeu respsotas óbvias ou didáticas, mas lembro muito bem, ainda no inicio da série, a promessa por respostas minimamente cientificas e a afirmação de que tudo poderia ser explicado. Hoje vemos que a série tomou outra forma, a grande maioria das respostas são dadas de forma "mística" ou "mágica" (mais através da fé), isso quando são dadas.

Me perdoe, mas algumas das respostas dadas aqui, como "O que são os números 4, 8, 15, 16, 23 e 42?", "O que criou a realidade alternativa?", "Por que as grávidas morrem na ilha?", "Por que os Outros falam latim?", são meramente suposições superficiais.

janete disse...

Pra mostrar q eles não estão perdidos na história é só rever as temporadas passadas, muita coisa agora faz sentido, tipo a carta que Peny escreveu pra Desmond e que ele leu no ultimo episódio da 2 temp. ttem tudo a ver com o que ele está fazendo agora.....

alysson carvalho disse...

esse lance dos numeros aparecerem na escotilha, loteria, e varias outras coincidencias que a gente ve na serie, é simplismente porque jacob fez com que eles fizessem parte da vida dos losties.

RSantos disse...

não li a matéria. mas entendo o que acontece não só com jornalistas, mas também com algumas pessoas que esperam respostas: preguiça de pensar, pesquisar e tirar suas próprias conclusões, como se tudo na vida fosse bem claro e prático.
No fundo, o que querem é uma resposta que vá de acordo com o que querem ouvir.
Lost é uma série sobre pessoas que usa a ciência e não sobre ciência.
Sim, eles precisam dar um fim a série que não estrague todo o trabalho, mas respostas, acho que nenhuma.

Lostlover disse...

Santa Madalena do Norte!
O que acontece com esse povo?!?!Sinceramente não acho Lost tão díficil assim de entender.
Mas o que eu acho é que todo mundo tá muito acostumado a assitir filme, seriado, novela com respostas muito prontinhas. Ninguém tá acostumado a botar as célulazinhas cinzentas pra trabalhar.

By the way,
Davi, adorei a foto ilustrativa do post. "como escrever sobre lost se só entendo de big brother" foi o óooo. Adorooooooo

Malucom disse...

Eu não li a matéria, então não posso opiniar. Mas uma coisa é certa! Muita gente que sequer viu um episódio na série a critica baseando-se unicamente no que ouviu falar ou porque leu alguma sinopse mal escrita e superficial.

Pelo que eu li no post algumas perguntas levantadas pela matéria são de fato ridículas, mas têm algumas relevantes sim.

A história das grávidas foi tema de toda terceira temporada. Juliet foi levada pra ilha por conta desse problema. A tal estátua não tinha a ver com fertilidade?

Você vai me desculpar Davi, mas dizer que é óbvio que isso ocorreu em decorrência de complicações na gestação impossível foi tão superficial quanto algumas perguntas da matéria que você expôs. A grande questão sempre foi saber justamente por que isso acontecia.

Mas enfim, essa coisa de se incomodar com a falta de certas explicações vai de cada um.

Jô Domingos disse...

Aproveitando que o pessoal por aqui está ouriçado com a matéria do folha online de ontem, sugiro que leiam este artigo (q tb circulou ontem)no mesmo canal: http://www1.folha.uol.com.br/folha/ilustrada/ult90u724528.shtml
trata-se de um texto sensato, racional e coerente sobre Lost. diferentemente do que o "dude" replicou aqui, o texto do roteirista Newton Cannito é fluente e com uma dose de sarcamo no final. O que é justo, pois assumir sempre uma postura pacóvia diante de Lost ñ parece condizer com a postura de um espectador que mesmo discordando da opinião de outrem, deve-lhe o mínimo de respeito.
A postura de muito fã de lost, como é percebido nos comentários q postam aqui, é muito parecida com a de um crente religioso ou seja, este crer e pronto, nada diminui essa fé. Nem a evidência empírica mais fundamentada. Já os fãs de Lost, veneram a sére, assistem tudo, aplaudem tudo, mas não se incomodam por maior que sejam as incongruências no argmento narrativo.
Bem, aí está o link pro artigo. Tem uma letra de rock que diz q "tudo tem 3 lados". Então é isso, sejamos menos doutrinários e aceitemos que se Lost é uma obra de ficção, portanto artística, como deveria ser negada a liberdade aos diferentes olheres sobre ela?
it´s not all

Rodrigo Goulart disse...

Acabei de ler a matéria. Bem superficialzinha, mas encaro como escrita por alguém q não acompanhou a série.

De qualquer forma, alguns mistérios apontados como não-solucionados realmente existem. Cabe a cada um achar se vale (ou valeu ) a pena acompanhar a série.

Eu continuo, msm q nem tudo seja respondido. Já me conformei q alguns nós não serão atados.

JOHN disse...

Sugiro que antes de criticar a ignorância de alguém, a pessoa deve avaliar a ''rasura''(sic) de seus próprios conhecimentos gramaticais.

Davi Garcia disse...

@ Malucon, perguntas mal formuladas merecem respostas tão descompromissadas quanto.

Qual é o grande mistério por trás do problema da gestação na ilha? Será que com tudo o que foi explorado ao longo da quinta temporada não dá para pelo menos imaginar que a radiação de uma bomba suja tenha ligação com o fato?

De novo, o que eu acho é que muita gente tem preguiça de ligar os pontos na esperança de que a resposta sempre surja mastigadinha na boca de algum personagem.

Insisto no meu argumento. Quem diz que tá tudo ruim não consegue explicar de forma razoável sua posição.

Sra. K. disse...

O artigo pode ser superficial, mas não o achei tão ridículo como comentado aqui, mesmo porque algumas respostas que aqui foram dadas, como para a questão das mulheres grávidas, simplesmente não é respopndida de fato e aponta apenas para uma síndrome de cegueira que é super típica de fãs. Outro artigo, assinado por NEWTON CANNITO, com o título: Roteirista de "9MM: São Paulo" analisa final de Lost, tbm da folha on line, é bem interessante e coeso, apesar de cometer o que parece ser, aqui, uma heresia: criticar os caminhos e descaminhos da série.

Davi Garcia disse...

@ Sra. K., não há heresia nenhuma em apontar equívocos. Errado é criticar sem argumentos ou dizer que está ruim porque não se entende ou porque não se gosta de determinados caminhos. Há uma bela diferença entre os dois e infelizmente raras vezes vejo alguém defendendo seu ponto de vista com o mínimo de coerência.

Fernando disse...

Sou fã da série, mas me parece muito claro que os dezoito episódios da última temporada não serão nem de longe suficientes para esclarecer a avalanche de dúvidas que envolvem o universo de Lost; pelo jeito, no temor de prolongar a trama mais do que aconselharia o bom senso, os criadores acabaram de precipitando no planejamento e tiveram de abreviar e mesmo abortar certas resoluções, o que certamente pode prejudicar o resultado final; a resposta para o mistério dos sussurros, por exemplo, afora o seu caráter místico, me pareceu bastante vaga e forçada... mas esperemos que o final redima a todos, talvez seja essa a grande carta na manga de Damon e Carlton...

JOHN disse...

Pessoal, tão levando muito a sério as respostas do Davi.

Eu entendi como se fossem aquelas ''respostas cretinas para perguntas idiotas''.

Se as perguntas são idiotas é um juízo de valor de cada um, mas o espírito foi esse.

ALEKSANDER FAVACHO disse...

Muitos dizem q a série se perdeu, cara, são seis longos anos de série, o q queriam, q a história ficasse centrada apenas na ilha, com um dúzia de personagens onde o único objetivo seria sobreviver comendo javalis e fugir do monstro de fumaça, peraê!!! Lost é uma séria repleta de história e não apenas de mistérios. E é muito triste ler comentário de pessoas q irão avaliar a série pelo ultimo capítulo, ou seja, serão jogados fora 6 anos pq o 45 minutos finais não foram de seu agrado, peraê (de novo). Também quero respostas, só não quero mastigadas, nada do tipo: ah, era isso!! como foi a resposta dos sussurros e a aparição do pai de jack na ilha. Quero q lost continue brilhante e tenha um final coerente a história. Quanto a matéria da folha, que eles tenha mais respeito pelos leitores e tenha conhecimento do q eles "acham" q sabem. parabéns ao blog!!! (Aleksander - Icoaraci - Belém -Pa)

Robert disse...

Concordo muito com o Ghoul. Tenho varios amigos que so estao assistindo pra nao ter a sensacao de 6 anos perdidos.
Da forma que EU vejo, uma das coisas que fez o Lost ser o que eh foi a afirmacao de que tudo tinha explicacao cientifica. Entao as pessoas comecaram a 'estudar' Lost e buscar na ciencia explicacao para os acontecimentos.
Milhares de teorias e sites buscando entender de maneira racional o que seriam todos esses misterios e agora os produtores assumiram que tudo eh sci-fi e nao necessariamente tem explicacao logica.
Se isso fosse dito na 1a temporada, sera que Lost seria o que eh hoje? Eu acho que eles nos induziram a um linha de raciocinio que nunca existiu, esse eh pra mim o problema e a frustracao que vejo em outros tambem.
Pra mim os produtores sao genios, revolucionaram a forma de interacao de um programa de tv e seus fas, mas ao mesmo tempo nos sacanearam sim. Nos fizeram pensar em tanta coisa, teorias, etc quando no final todo universo de Lost pode ser qualquer invencao maluca da cabeca deles sem sentido algum e devemos aceitar com naturalidade, e essa eh a parte que nao gosto muito.
Adoro Lost, nao me entendam de maneira equivocada, mas tambem fico indignado com varias coisas, como os numeros por exemplo onde era um misterio relacionado a viagem no tempo, tinha a equacao, mais e mais teorias, etc e no fim sao simplesmente os candidatos.
Pode ser so eu mas por exemplo nunca soube quem e por que ainda jogam comida na ilha. Quem ainda faz isso? Como localizam a ilha??? Sei la, tem muita coisa 'largada' na minha opiniao.
Tenho muita esperanca em um final bacana e acho que de fato vamos ter, agora e so esperar mais um pouco pra confirmar.
abraco a todos e eh muito bom ter um espaco como esse pra compartilhar diferentes pontos de vista 'na paz'. ;-)

Rodrigo disse...

Sobre a caixa mágica,o próprios Benjamin Linus disse para o John Locke que ela seria uma metáfora,na 3ª temporada!

schiezaro disse...

Ai ai esses "jornaleiros" escrevendo em jornal tá foda viu?

Felipe disse...

eu concordo que a matéria pode ter sido feita por preguiçosos, mas acho também, humildemente, que voces nao aceitam críticas à série, e a defendem tão cegamente que aceitam qualquer explicação (ou falta dela) dada pelos autores, mesmo que contenha furos absurdos (como, por exemplo, o monstro dizer que era o pai do jack e que nao pode sair da ilha, mas ainda assim aparecer la pro michael no cargueiro, antes de ele explodir).

Criticar por criticar é chato. Mas tão chato quanto é defesa (quase tietagem explicita) incondicional e ausência total de senso crítico.

Abs e parabens pelo otimo blog, que eu sigo todo dia.

Luciano Bravo disse...

Olha, não sei quanto a vcs, mas pra mim os Outros falarem Latim ficou mal explicado mesmo. Meu palpite: eles são advogados. hauhauhuahuahuhauhau
Só assim, né? :DB

Caroline disse...

Davi, eu concordo que a maioria desses "mistérios" não precisam de respostas, mas o "porque de grávidas morrerem na ilha" pra mim, não está claro tambem. Essas mortes foram como vc colocou, devido a "complicações na gestação" mas pq essas complicações aconteceram? Vc acha que são coincidências? Várias e várias mortes ao acaso? Eu acho que há um motivo e este merece ser explorado, espero que esteja certa.
Um abraço!

Luiz disse...

Vi essa merda no domingo...simplesmente lamentável...O que fica evidente é que estar em um "veículo de comunicação importante" ou qualquer coisa do tipo, na prática não quer dizer nada. Há imbecis aqui, lá e em qualquer lugar. O problema é que encobertos pela grife, os comentários desses babacas ganham um status que para outros tantos idiotas, torna-se um tipo de referência que apenas alimenta uma atitude não apenas ignorante, mas arrogante e pré-potente...do tipo que faz "análises" "super embasadas" ou qualquer coisa do tipo...uau! E podemos ver os reflexos dessa merda toda em alguns comentários aqui mesmo...

Melissa disse...

A arrogância da Folha pressupõe que nada seja melhor do que o jornal. Se houver, a ordem é destruir. Além disso, em nome do suposto didatismo que prega seu manual, tudo que não for explicado de forma quase que idiota não é bom. Valha me Deus!

Candice Telli disse...

Lavei a alma!
Parabéns, equipe do Dude! Respostas à altura da importância da série.
Lost está certamente entre as séries que foram incompreendidas em seu próprio tempo pela mídia mainstream, mas que, no futuro, serão aclamadas como ícones culturais.

Luiz disse...

Outra coisa: como pessoas supostamente tão inteligentes e esclarecidas e que gostam tanto de exibir essa "inteligência", precisam tão desesperadamente da porra de uma BULA ???

Edgard Cravo disse...

Assim como a reportagem da Folha de S.Paulo, muitos "fãs" também têm preguiça em pensar e querem as respostas didaticamente, mastigadas. Tipo prova objetiva. Os autores partem da premissa de que quem assiste Lost no mínimo gosta de pensar, como nas provas dissertativas.

DioSoft disse...

Teoria interessante sobre Jacob e Mib, no site DarkUfo:

Quem são Jacob e MIB?
Os produtores já disseram que nós já vimos a resposta, só não sabiamos que estávamos vendo. Jacob é um ser com dois lados. Temos as provas, mostradas, mas basicamente não percebemos quando a vimos.

O homem de preto é Jacob, o é porque não dizer seu nome. Ele é uma entidade, um lado bom, um lado mal (como disse Dogen). Assista a cena novamente. Nós já sabemos o MIB é o monstro de fumaça, ouvir o ruído criado por uma roda de fiar Jacob nesse primeiro momento da cena. É o som do monstro de fumaça. Claro que é. Ele é Jacob e homem em Black ... E Smokey.

Eles nunca se viu envolvido cara a cara ... quando se fala, a sombra um do outro no quadro; as coversas e negociações entre bra Jacob e seu lado negro persiste no quadro e vice- versa, pois eles estão nos dizendo ... ele é os dois lados de um mesmo ser ... os dois lados estão em luta interna. Ver o progresso como Jacob diz que "... apenas" ... os dois têm suas cabeças apontando na mesma direção ao mar ... como ele termina, a cabeça dos dois se movem ao mesmo tempo, é uma conversa interna.

DICA: Jacob pergunta: "Você quer um peixe?" como ele termina com sua boca cheia. Mib diz "Eu já comi". É claro que ele o fez ... nós apenas o observamos comer!!

Reveja a cena de Jacob e Mib na praia e tive suas dúvidas.

Vinicius Lima disse...

Atenção!

Você, da Folha, que está espiando a repercussão dessa pífia matéria sobre lost e veio procurar o que o maior e melhor blog sobre a série tinha a dizer. Bom, aproveite e entre em contato comigo: sou jornalista, amante da série, e posso ensinar vocês como abordar uma série de tamanha grandeza com o devido respeito.

Vinicius Lima disse...

Fernando, quem disse pra você que LOST é um programa de perguntas e respostas?

Eu topei embarcar numa viagem de 6 anos e estou gratificado com toda a emoção e o sentimento que a série me proporcionou.

Aos críticos: Não façam o Sayid que não sente mais nada. Tire a fumaça de dentro de vocês.

Ou então, que tal o show do milhão?

Da Mata disse...

relaxa galera, depois os produtores vão fazer um filme de Lost pra explicar tudo melhor e contar sobre os futuros dos personagens...

Que eu saiba, não há nenhum mal também em criticar quem critica uma obra artística, ou há? isso é apenas uma discussão; não vai sair nenhuma verdade absoluta daqui!!!

SuperHiperUltraMega disse...

Eu tb naum curti o q foi falado.

Achei mal feita e parece escrita por quem começou a ver a série agora!

Tentei enviar repsosta ao autor, mas não encontrei cotnato.

Parabens ao Dude por expor isso aqui.
:D

Lostlover disse...

Ao meu ver, Lost é uma serie no formato de TRAMA, ou seja, pontos (mistério)que ao se relacionarem formam linhas de modo que quando observamos a trama como um todo vemos um "tecido" (história).

As relações entre os mistérios (ou pontos) são estabelecidas a partir de relações lógicas. Portanto, Lost não depende exclusivamente de esclarecimentos provenientes dos produtores. É possível que nós fãs encontremos as respostas (linhas entre os pontos) para cada um dos mistérios apresentados na série.

Basta um pouco de paciência, observação dos fatos e RACIOCÍNIO LÓGICO para entendermos estes mistérios.

Da Mata disse...

Eu posso muito bem ter achado perfeito "bastardos inglórios" do quentim tarantino e não concordar com as críticas que foram feitas a ele, ou sobre a decisão dos membros da academia em não dar a estatueta ao filme, e nem por isso haverá ignorância nisso, nem devoção!!!

Outra coisa bem diferente é comparar admiração por Lost com devoção religiosa... menos neh rpz? tas assistindo muito a série 'V'... menos, bem menos.

Não concordo com as críticas do newton cannito e nem por isso sou CEGO!!! É questão de gosto e parâmetro de vida.

Se o site não respeitasse opinião contrária, nem publicaria as críticas, nem teria o meu acesso, o que definitivamente não acontece.

Gabriel disse...

Eu continuo com a idéia que muito misterio foi criado aepnas para atrair audiência e público e que nen os próprios produtores sabem resolve-los.

E quado decidem resolve-los, acontece o que vimos no episodio 12, uma xplicacao dos sussuos feito as pressas e nas ''cocha''.

Não explicar o que é uma fumaça preta é brincadera. Meu!! uma fumaça preta, que mer** é essa?

Eu ja me conformei desde dez ou jan qdo deram a primeira entrevista dizendo que muita coisa nao seria respondida. Ja começei a assistir outros seriados. Ja estou preparado p/ que der e vier no ultimo ep.

Cris McBrain disse...

Olha, não sei é se por eu ser fã de rock/heavy metal e estar acostumada com esse tipo de coisa esdrúxula na mídia de massa, mas não achei a matéria tão absurda.

Sim, o texto é raso e evidencia a desinformação dos jornalistas, mas não podemos querer que um artigo sobre algo tão específico como Lost num jornal de circulação nacional seja tão bem embasado quanto o de um veículo especializado, e é por isso que estes existem.

Vejam, não estou dizendo que concordo com a matéria, apenas que não me surpreendeu. Sim, o fato de não me surpreender é triste, pois mostra que isso é muito mais comum que o recomendado; eu já cansei de me estressar com esse tipo de coisa e de mandar e-mail para jornais e revistas reclamando. Portanto, hoje não me estresso mais :D

Então, a dica é: relaxem hehehe! Quem quer informação de qualidade - sobre qualquer assunto - sabe onde procurar. :)

Letícia disse...

Vou logo declarando que leio spoilers sim, e que isso não atrapalha nem um pouco o meu comprometimento, nem estraga as surpresas que Lost tem.
Dito isso, posso afirmar que muitas das perguntas que a Folha (e que bastante gente faz aqui no Dude também) SÓ PODERÃO SER RESPONDIDAS NO FINAL DA SÉRIE. Paciência, gente!
Meu Deus, é a enésima vez que eu posto isso: NÃO CRITIQUEM UM FINAL QUE NEM ACONTECEU AINDA! É, no mínimo, sensato esperar que a série acabe para dizer que isso não foi respondido, ou esqueceram de mencionar aquilo, ou e o fulano, onde anda?
Sempre leio a Folha, mas o jornal caiu muito no meu conceito depois dessa matéria superficial e "lenha na fogueira", por assim dizer.

Mudando de assunto, com certeza o Dude caiu em cima da Folha, e pegou só as perguntas mais idiotas mesmo. Se você achou isso injusto, dá uma olhada lá na matéria (http://www1.folha.uol.com.br/folha/ilustrada/ult90u725126.shtml) e tenta entender a crítica do Davi como se referindo à matéria como um todo, e não só às perguntas que ele postou aqui. Garanto que as 30 perguntas "não respondidas", quando lidas de uma vez e junto com a matéria em si, deixam qualquer fã de Lost irritado com a falta de pesquisa e a má fé dos repórteres.

Só mais uma ressalva: dizer que Lost é sobre "um grupo de passageiros de um avião que cai numa ilha mágica e de localização incerta" é, no mínimo, ofensivo à minha inteligência. Matéria indubitavelmente infeliz da Folha, mas vale ressaltar: a Superinteressante também fez uma relação de mistérios não resolvidos de Lost... só que chamou os maiores blogueiros e críticos no assunto para opinar.

Robson disse...

Prezado Davi, Sei que vc nunca deu muita importância pras minhas sugestões..rss..Mas acho que essa seria uma boa pra semana que não teremos lost(em vez dos spoilers): fazer um dudecast ou um ustream (com convidados talvez?) explicando tudo que já foi respondido na série, o que não foi e talvez não será respondido..rss..Essa matéria é um reflexo de como tem tanta gente que não consegue acompanhar o nível da série...Eu acho que um podcast ou um ustream seria um serviço de utilidade pública pra esse pessoal..rss..

palomo_rafa disse...

Sou fan da serie e do blog, e REALMENTE fico muito decepicionado com comentarios como este do Davi. Uma pessoa tão esclarecida e com tanto conhecimento na série não pode ficar preso em uma explicação tao rasa quanto foi a dos números. Fico me perguntando, será que realmente ele ficou satisfeito ou é o fanatismos que nos move desse jeito. Ficar seis temporadas vendo os numeros serem citados das mais diversas formas possiveis e simplesmente dizer que foi RECURSO NARRATIVO é olhar para cara dos fans e dizer:"vcs foram manipulados sim, e dai? Tá no final msmo...o que vcs podem fazer??"

A materia foi ruim...MTOOOOO...soh que ser cego tb é demais! Deveriamos criticar a serie com o mesmos criterios que criticamos o jornal. Ai sim queria ver!

Mesmo assim, AINDA, um otimo blog

abs

Gustavo disse...

A essa altura é totalmente desnecessário uma resposta de por que os outros falavam latim... isso não acrescenta em nada na trama, se vc imagina que era um povo secreto e portanto falavam uma lingua morta, como o David bem comentou, ja basta... levantar essa questão e combrar uma resposta chega a ser ridículo!

Os números tem o objetivo de mostrar que os loties não estão ali por acaso... e que muitos acontecimentos nos quais esses números participam também tinham um objetivo... seria isso apenas o cumprimento dos propósitos de Jacob? Não sei... mas alguém ou algo de certa forma predetermonou certos acontecimentos, os números fazem alusão a isso... se já podemos subentender isso, pra que uma explicação didatica?

E a quanto a gestação, quer a bomba ou o própria ilha com suas propriedades especiais podem ter emitido radiação prejudicando a gestação... em vez de ficar remoendo por que os bebês não nasciam, faz mais sentido pensar no que tornou possível o nascimento de Aaron, isso sim parece ter uma relevância maior...

Lost é repleta de pequenos detalhes que desde o início série são atraentes justamente por causa do mistério em torno deles... não saber EXATAMENTE o significado de tudo é o que faz a diferença...

Particularmente não duvido que os roteiristas tenham mudado de idéia quanto a alguns mistérios, ou até usado algo como um simples recurso para aflorar o clima de suspense... e dai? SE isso aconteceu em algum momento, foram casos isolados, praticamente todos mistérios possuem uma interligação com a trama complexa demais pra tudo ter sido uma forçassão de barra...
Quaisquer possíveis erros não diminuem o grandeza da série, mesmo assim os roteiristas estão de parabéns por terem nos fisgado durante 6 anos, proporcinando grandes emoções a muitos de nós e vejam só até nessa fase final faltando pouquíssimos episódios somos presenteados com grandes surpresas... isso é Lost.

Claro, questão de gosto é pessoal, mas como Davi e Ju sempre apontam: "Se não gostam por que assistem?" Isso mesmo, ainda há tempo de parar de assistir Lost, não espere respostas didaticas pra tudo, não vai ter, Lindelof e Cuse já avisaram... Não vale a pena ficar se frustrando à toa, a não ser que vc seja masoquista. Se alguém realmente deseja curtir uma série, fazendo disso um momento de prazer sem ficar encanado com possíveis erros, isso não é cegueira ou falta de senso crítico, mas é natural ver uma série de Tv puro e simplesmente como o que ela é: DIVERSÃO!

Hugo_O disse...

Legal! Gostei da sugestão do Robson!
Um apanhado a essa altura seria legal. Não sei se de repente era um material que vcs estavam reservando mais para o evento, mas não deixa de ser acumulativo.

Sobre a questão do problema da gravidez, sabemos que começou a ocorrer em algum momento entre o nascimento de Ethan e a convacação de Juliet. Isso elimina o momento em que a bomba foi trazida pelo exército, o magnetismo/eletromagnetismo natural da ilha, a destruição da estátua e a falha na Swan. Acho que as principais correntes relacionam com o incidente ou resquícios do 'purge' Dharma. Considerando os intervalos de tempo e sem considerar as bases científicas, o 'purge' parece mais provável cronologicamente.

A. disse...

Davi, te aconselho: tente desenvolver um senso crítico. Você aceita tudo que os produtores fazem! Se contenta com tudo!

Davi Garcia disse...

@palomo rafa, quer dizer então eu que não posso gostar de determinada resolução? Bacana, hein!?

De novo lanço a pergunta sobre os números. Que tipo de revelação as pessoas querem sobre n ú m e r o s????

Ainda não vi ninguém sugerindo uma explicação melhor do que a dada na série.

E outra, tô longe de ser fã cego. Se você e todos os demais que criticam minha postura realmente acompanham a cobertura que faço aqui, já deveriam saber que não foi uma nem duas vezes que apontei equívocos na série. NADA é perfeito e disso tenho plena ciência. O que incomoda, repito de novo, são argumentações contrárias que não dizem nada. É simples.

Davi Garcia disse...

@ A, nossa precioso esse teu conselho, hein? Aí vai outro para você. Leia os comentários que escrevo aqui no blog há muito tempo e perceberá, como acabei de dizer acima, que não considero a série infalível, o que não me impede de ser apaixonado por ela.

Antônio Everton disse...

Muito bem Dude! Quando li a matéria fiquei abismado como a Folha (que eu adoro)pôde publicar uma m*erda daquelas!
Devem ter pesquisado no Google mesmo! kkkk
Quer criticar, faça com inteligência e fundamentos!
Porque não procuraram consultoria com quem realmente acompanha a série???
TEM JORNALISTA DA FOLHA QUE ESTÁ TOTALMENTE "LOST"!!! KKK
Abração Jú e Davi, vcs são ph*odas! Adoro o Dude!

palomo_rafa disse...

Davi, com certeza pode como deve! Assim como muitos aqui tem opinião contraria! O que critico aqui é o fanatismo exagerado de muitos a ponto de ficarem cegos.
Eu já te vi criticando os pontos falhos da serie sim! Mas também o vi dando menos importancia e simplismente ignorando-os depois com a justificativa: "isso não importa mais, a serie é boa mesmo assim!"

Com certeza a série é fantastica mesmo com os problemas, mas mesmo assim não merece ser criticada fortemente pelos seus erros?
Será que devemos engolir msmo os pontos "falhos"? Acho que não...

Robson disse...

Ei Hugo, falando em "utilidade pública", poderímos desenvolver um "Manual Lost de perguntas e respostas"...rsss....seria tipo uma tabela com duas colunas: 1a- "Perguntas mais frequentes". 2a Respostas mais prováveis"...kkkkk....abraços

Lostlover disse...

Davi,
Acho que do jeito que a coisa anda, daqui a pouco vc vai ter que fazer um "Dude we are Lost for Dummies"

Tobias disse...

dude, pensei as mesmas coisas que tu escreveu ai, pqp nem se deram ao trabalho de assistir a série e pensar um pouquinho, quiseram só se aparecer mesmo

Hugo disse...

Na realidade, a matéria da Folha é muito boa.

Antes de tudo, sou fã de Lost a ponto de saber todos os nomes de episódios da 1ª à 6ª temporada, incluindo personagens centrais. Então sim, sou viciado e acredito que tenha compreendido as respostas dadas até então.

O jornalista (que aliás, também é roteirista) nem se apegou muito às respostas, e sim ao cunho do seriado (acho que quem deu um "show de ignorância" foi, na verdade, muitos leitores). E, apesar de ter gostado muito da 4ª e 5ª temporadas (e estar odiando a 6ª, salvo "Dr. Linus", "Happily Ever After" e "The Last Recruit" - "Ab Aeterno é um lixo), tenho que concordar que o senso de realidade em Lost se perdeu.

Não que na ilha agora seja um 100% de vale tudo. Mas se algo que antes não podia de repente acontecer, não será espanto.

Por favor, não me matem, nem crucifiquem, etc. Não me levem a mal. I Want To Believe.

Rê Costa disse...

O problema é que existem 3 tipos de fãs de Lost:
1) os que veem lost, acham uma série legal, se interessam pelos personagens e esperam que as respostas venham bem claras e explícitas;
2) os que assistem Lost, veem o ep. mais de uma vez se necessário, entende os personagens e os mistérios e refletem sobre o significado da série e de seus "mistérios";
3) os que respiram Lost, que entram em crise de abstinência quando a série entra em férias e pra quem qualquer coisinha é um-mistério-a-ser-decifrado, e ai do coitado do produtor se não responder a todas as respostas que ele imagina que tenham q ser respondidas.
Os primeiros acham que a série ficou literalmente lost, acho, talvez, porque se recusam a colocar os neurônios pra funcionar (qual a dificuldade em entender a realidade paralela, me digam?!).
Os segundos estão esperando ansiosamente o fim da série para poderem tecer uma opinião mais correta e menos precipitada do que foi a série nestes 6 anos.
Os terceiros já estão metendo o pau, porque a 4 eps do fim as coisas não estão andando como eles acham que deveria estar andando.
Aparentemente as pessoas que escreveram a matéria da Folha estão no primeiro grupo, porque se fossem do segundo ou do terceiro não teriam escrito boa parte das asneiras que escreveram. Acredito que para se escrever uma matéria jornalística a pessoa deveria pelo menos ter o mínimo conhecimento sobre o quê se escreve, o que eles não tiveram em boa parte do texto.
Há mistérios a serem resolvidos? Sim. Todos serão resolvidos? Creio que não. E os que serão resolvidos causarão inúmeras discussões, uma vez que não irão agradar a todos, até porque há uma grande dose de subjetivismo em quase todas as questões envolvidas.
Então, acho melhor esperar até o dia 23 de maio para tirarmos as nossas conclusões.

Fagner disse...

Gostei da sugestão do Robson, hein?!

Óbvio que para mim, que sou apenas um "xupim" do Blog, que só lê e reflete com as matérias, é fácil falar que gostou... Não sei se o pessoal do Dude teria tempo hábil para bolar um Dudecast só com a resolução dos mistérios que foram dados até aqui, mas caso tenham, seria excelente (no meu ponto de vista).

Sobre os números, leiam a matéria (aqui no dude tem) sobre o Lost Experience... Porque lá sim existe uma explicação plausível sobre o porque dos números.

Nem vou entrar na discussão dos números por enquanto porque, realmente, tenho esperança do assunto ser abordado e exemplificado antes do final de LOST.

Lembrando que daqui a duas semanas temos "Across the Sea", o provável melhor episódio da temporada e, porque não dizer, um dos Top 5 de toda a série

Ah... Claro... Sobre a matéria... Galera, na minha humilde opinião, a matéria é rasa sim, mas pretende atingir um público completamente diferente do nosso... Nitidamente, a intenção da matéria é atingir a um público completamente diferente do nosso... É público voltado pra "público em geral", não pra conhecedor específico do assunto. Os caras fizeram 2 ou 3 perguntas que prestam... O resto é tudo só pra "pôr lenha na fogueira".

Fagner disse...

Dude we are Lost for Dummies

-------------------------------

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

--------------------------------

Tá, parei!

Erik Trovão disse...

O que mais me impressiona é ver fãs insatisfeitos (ou pq as suas teorias não são confirmadas ou pq não entendem as respostas dadas ou pq, simplesmente, não estão gostando da série) direcionarem sua frustração para este blog!!

Davi e Juliana nunca se mostraram fãs cegos!! Ambos sempre apontaram os erros e tropeços da série que, obviamente, existiram! Mas se os acertos são maiores, se a história é, no geral, bem trabalhada, se os personagens são tão bem construídos que passamos a nos importar com seus destinos, pq dar mais ênfase aos tropeços? E só pq a resposta dada não foi a que vc queria, a série é ruim????
Eu tinha minha própria teoria para os sussurros... até acho que seria mais interessante, mas como posso dizer que a revelação dada não foi coerente com a história??? Não foi sensacional, mas foi coerente...
E é isso que devemos esperar da série: coerência...
Alguém já tentou rever a primeira temporada? No piloto, Locke fala para Walt sobre os dois lados, o preto e o branco... Jack encontra, com Adão e Eva, duas pedras, uma preta e uma branca... Claire tem um sonho em que Locke aparece com um olho preto e outro branco... pequenas pistas para algo muito maior que só foi mostrado agora!! Isso é brilhante!! Não há como negar!!
Respostas para as grávidas?? Eu me assusto com quem ainda não entendeu isso!!! Como o pai de Locke foi parar na ilha??? Revejam The Brig!! Caixa mágica????? Será que as pessoas não sabem o que é uma metáfora??? E ainda tem gente perguntando sobre os ursos polares!!!!

Querem 100% de acertos? Querem algo perfeito?? Preferem ser pessimistas e já apontar um final ruim antes mesmo de assisti-lo?
Pois eu prefiro ter a consciência de que existem furos sim, mas os acertos são maiores e a história apresentada é de uma criatividade e originalidade invejáveis...

LOST não é perfeita!! Mas algo precisa ser perfeito para ser sensacional???

E Davi e Juliana, vocês também não devem ser perfeitos, mas o blog de vocês é sensacional e foi, nesses anos todos, um complemento indispensável para a série!!!

Ronaldo Brito disse...

A série realmente está dividida em quem tá gostando e odiando as respostas...

Se eles tivessem defendido um dos lados teria sido mais interessante... mas a superficialidade da compreensão da série foi nitidamente visível nos comentários...

Eu tô do lado daqueles que estão um pouco decepcionados com o rumo da história... eles preferiram criar uma nova narrativa ao invés de abordar temas que foram tão rasos e poderiam ter sido aprofundados...

Da Mata disse...

Meu deus, quanta ingenuidade... sério mesmo que os produtores só colocaram mais mistérios pra ganhar mais audiência???

É por isso que Lost é FODA... isso não é falta de compromisso com o público não meu querido, isso se chama COMPETÊNCIA!!! foram 6 anos e a gente ainda tá aqui discutindo... no melhor do ser humano "na busca eterna por respostas"...

Ou como diz o outro: "não são as respostas que movem o mundo, mas sim as perguntas"...

SACANAGEM E FALTA DE COMPROMISSO com o público é acabar a série no meio, sem final e sem avisar a ninguém e atribuir a uma temporada qualquer o status de "final" de série!!!

Romulo Adriano disse...

Impressionante.. quando eu preciso que uma matéria ridícula que nem aquela tenha uma area de comentários pra poder mandar pra pqp um jornalista desses, a matéria nao tem! hehehhehe

Romulo Adriano disse...

cara... eu nome do meu grupo de seguidores de lost aqui do trabalho agradecemos de coração a sua matéria... kkkkkkkkkkk eu ri por um tempão.. muito bom!!!!! hahahahahahahahahaahhha

Gustavo disse...

@palomo_rafa, diz uma coisa cara vc disse que É fã, certo? ok... Não gostou do que o Davi escreveu sobre os números... então vc espera uma explicação mais profunda até o final da série?... cara, não leve a mal, mas acho que vai ficar por isso mesmo... pelo visto essa questão não vai ser esclarecida ao estilo "sussurros"... e então como vc vê isso? não é questão de engolir os erros, mas se tem algo que podia ser melhor mas não foi, tipo o modo como foi explicado os sussurros, se passou ja era, agente aponta o erro e tal, mas não da pra ficar encanado nisso ...vamos curtir numa boa o que resta da série... será que isso é cegueira mesmo?

Adriano disse...

eita, rendeu comentários. vou ser breve.

1. Qual a diferença de realidade alternativa e realidade paralela?

2. os números podem sim significar os candidatos a Jacob, mas pq o Hurley ganhou com eles na loteria? Pura Coincidência?

Doraemon disse...

Aline, linha editorial não tem nada a ver com isso aqui. Na verdade, dentro de todas as Redações que trabalhei nunca percebi a tal linha editorial a favor ou contra aquele ou outro grupo.

O que sempre há são as preferências pessoais deste ou daquele repórter, que o induzem a ser mais crítico ou não com aquele assunto.

Acima disso tem as opiniões pessoais deste ou daquele outro editor.

Para os chefões, os únicos cuja opinião pode ser considerada a do jornal, só importam as grandes notícias de impacto nacional e a formulação de capa. E 90% das manchetes que as pessoas acham parciais na verdade nem passaram pelo crivo dos cabeças das empresas. No máximo, pelo crivo do superior da Redação.

Isso falando no caso dos jornais e sites. Revistas já tem opiniões abertas e se declaram parciais.

========================

Davi, do jeito que tu falaste, uma matéria do tipo mereceria a cabeça de um repórter.

Com certeza, isso nunca aconteceria. Até porque, para a maior parte da Redação, essas perguntas também devem estar em aberto. A contratação de especialistas é problemática para as Redações. Elas priorizam pessoas versáteis, que possam escrever sobre vários assuntos e são cientes de que esse tipo de abordagem não alcança os fãs mais radicais.

Entre um especialista em um assunto e um generalista em vários, eles ainda optam pelo generalista. Esse profissional vira um coringa. E economicamente falando, é inviável ter especialistas em tudo.

Fora o fato de que séries não dão tanta audiência aos sites, relativamente falando. Se não, no Brasil teríamos nos grandes portais coisas como o TV Guide.

Então, no Brasil, os sites acabam optando por ter parceiros especialistas. Mas isso é faca de dois gumes também.

Enfim... huah... tudo isso para bater na tecla: malhem os repórteres, não malhem o jornal.

E pensem no que o público geralzão lê, não no que os fãs leem.

Tenso, eu sei, mass...

bezerragreeneyes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Roger disse...

não tem como negar porq é obvio demais, então a verdade é q no fundo nã é lost q ensina a gente a ser acomodado e ficar aceitando respostas abaixo da expectativa q o proprio seriado criou.

não, não é oseriado q faz isso

são os propios fans, daqueles q se acham experts e "donos" do seriado, q se acham muito superiores a todo resto, até aqueles q só vestem a camisa por modismo mesmo

é engraçado ver q as mesmas pessoas q defendem o senso critico e a analise logica, não consigam dar nenhuma resposta mais conclusiva, é tudo só achismo

o problema nem é porq o final ainda não chegou, o problema é isso de achar q já sabe tudo, q tudo já ta explicadinho

é o autoritarismo e a criancice de ficar no meio de uma subcultura e achar q essa meia duzia de fas de lost são o desenvolvimento maximo da humanidade

podem ver q qdo um novato faz um pergunta mais obvia, essas pessoas preferem sacanear com o novato do q respoder educadamente, e isso mostra q tanto essas pessoas não sabem O QUE RESPONDER como são AUTORITÁRIAS

o segredo de lost é a leitura individual, pelo menos ate agora, cada um tem um ponto de vista, como eles mesmos falaram na entrevista mais atual, os produtores não querem ser DEUSES e responder coisas q são questões para a opinião particular de cada um resolver, como se existe deus, até onde existe acaso ou se tudo é determinado por uma lei universal

é essa crise de autoritarismo q faz lost ficar ainda mais chato qdo a gente vai trocar ideias, porq os fans radicais não entendem isso, q é tudo questão de INTERPRETAÇÃO PARTICULAR

aí a gente ve q o seriado falhou em passar a mensagem de tolerancia e respeito, porq as pessoas fazem igual ou pior q os persoangens mais crueis da historia

os produtores arriscaram alongar demais a serie e ficaram dando misterios q eles ja sabiam q as rspostas não iam satisfazer aquele publico mais normal, eles mesmos ja falaram isso q vivem arriscando

mas então é isso, eles arriscaram e perderam a aposta com o GRANDE PUBLICO

se querem saber, é muito bom q apareça mais e mais reportagens metendo o pau em lost, pra ver se essas pragas de fans radicais dão o fora logo e deixam uma historia tão boa e inteligente pra quem quer realmente tirar proveito dela e não ficar dando uma de "mestre senhor total de lost"

Doraemon disse...

Mas o principal é:

Reclamem. Façam eles ouvirem que vocês não gostaram da matéria.

Reclamem pelo ombudsman@uol.com.br (que é o endereço pelo qual o Ombudsman da Folha atende).

E, PRINCIPALMENTE, reclamem pelo botão de comunicar erros da matéria na Folha Online. A Redação recebe e lê essas mensagens.

Mas um conselho: sejam mais racionais e menos passionais nas mensagens. Jornalistas tendem a dar menos atenção a torcedores (sejam de futebol, sejam políticos, sejam de séries), pq geralmente eles tem visões muito enviesadas. São tantas mensagens de torcida que é difícil filtrar aquelas que tem críticas razoáveis.

Robson disse...

Caro Adriano, na minha opinião só saberemos se esta realidade é paralela no final pq a até o momento não podemos afirmar se é paralela ou não. Entendo que o termo paralelo remete a matemática (Duas retas paralelas nunca se cruzam), por isso não podemos afirmar se é paralela ou não. Caso essas realidade se cruzem então esta realidade que vemos não pode ser denominada de "Paralela"...é isso..se eu estiver enganado me corrijam...abraços

Luck disse...

"De novo, o que eu acho é que muita gente tem preguiça de ligar os pontos na esperança de que a resposta sempre surja mastigadinha na boca de algum personagem."

Certamente! Mas não culpo ou critico a pessoa por não fazer isso (não que o Dude critique); apenas acho que algumas pessoas assistem a série pelo puro prazer superficial ou melhor dizendo, o entretenimento. Já outras, preferem ir a fundo e fazer questionamentos sobre o que a série apresenta, e quando digo "questionamentos", de nada tem a ver com as perguntas excessivas e respostas didáticas que tantos fãs desejam.

Só é lamentável que algumas das pessoas que assistam a série de maneira tão superficial se disponham a criticar usando argumentos e questionamentos falhos frutos da falta de atenção delas ao assistirem a série.

Só pra esclarecer a pergunta das grávidas:

O que o Dude disse é o óbvio, e apesar da pergunta mal formulada pela Folha, deu pra entender o que eles queriam saber.

E digo que isso foi respondido nas entrelinhas e que se você não ligar os pontos, como o Davi disse, você não vai chegar na resposta e vai culpar a série por isso.

A resposta:

Sabemos que em 1977 as grávidas podiam conceber e dar a luz a bebês na ilha. O último deles foi Ethan.

Sabemos que Richard alertou Eloise sobre o perigo dela, grávida de Faraday, estar em contato com uma bomba de hidrogênio.

E sabemos que o Incidente aconteceu quando Juliet detonou a bomba. Depois disso, tivemos indícios de problemas com gravidez na ilha.

Ora, está claro! O incidente causou o problema das grávidas na ilha. Eloise Hawking inclusive saiu da ilha e é de se pressupor que esta tenha sido a razão.

E olha só onde está a beleza irônica da coisa: Juliet detonou a bomba, a bomba causou o Incidente, o Incidente causou o problema das grávidas, Juliet foi trazida pra ilha pra resolver esse problema. Logo, Juliet causou o que tentou consertar. Não é ainda mais interessante quando unimos os elementos para chegar até a resposta?

Finalizando: Os enigmas de Lost (mais especificamente os Números) está para a série como o aerolito alienígena está para "2001 - Uma Odisséia no Espaço", como a Força está para "Star Wars" e como o possível adultério de Capitu está para "Dom Casmurro".

Stephan Solon disse...

Amo o blog, mas não achei tão convincente assim a resposta colocada aqui sobre a morte das mulheres grávidas...

Ronaldo disse...

Muitas das pessoas que acham a série hoje em dia um lixo é porque foram engolidas por muitos comentários ruins e perguntas mal formulados sobre a mesma.Eu não gostei muito da 6ª até aqui, mas se você encaixar ela com a série você vê que boa parte das respostas já foram respondidas, e fica claro que a pessoa que fez a matéria é estúpida porque ainda faltam 6 episódios para terminar a série.

Os números já foram respondidos e teram uma boa citação nos próximos episódios pelo que já vi.
A realidade paralela provavelmente ainda vai ser melhor explicada.
E muitas metáforas o cara entende como pergunta, e logo ai se percebe a falta de vontade de entender a série por parte dos autores da matéria.

A série ainda não terminou e algumas perguntas ainda serão respondidas.Repito, muitas perguntas que as pessoas fazem tem resposta SIM, só é deixarem de ter preguiça e realmente pensar que vocês vão chegar lá.Se querem algo vomitado vão assistir CSI.

Fagner disse...

Finalizando: Os enigmas de Lost (mais especificamente os Números) está para a série como o aerolito alienígena está para "2001 - Uma Odisséia no Espaço", como a Força está para "Star Wars" e como o possível adultério de Capitu está para "Dom Casmurro".

----------------------------------Será que Capitú traiu mesmo?

Rs...

Brincadeirinha...

Galdir Reges disse...

Gente, cade o link da folha? Entendo que os Dudes tenham motivos para ficar indignados, mas sou sincero quando digo que pelo post eu não entendi toda a indignação. Algumas perguntas são muito cabíveis sim, e poderiam ter sido respondidas antes quem sabe até criando mais fans, melhorando ainda mais a credibilidade dos produtores e da produção.

Malucom disse...

Davi, você disse: "perguntas mal formuladas merecem respostas tão descompromissadas quanto."

Pode até ser, mas se você quer tanto apontar os absurdos da pergunta, não é dando uma resposta igualmente superficial que você conseguirá isso. Vai é conseguir provar que o tal jornalista estava certo! Pelo menos eu acho assim!

"não dá para pelo menos imaginar que a radiação de uma bomba suja tenha ligação com o fato?"

Sem dúvida, mas daí a aceitar uma mera suposição como resposta definitiva para uma questão que foi tema de um temporada inteira, já é demais pra mim!

Certas pessoas têm mesmo preguiça de ligar algumas coisas, mas ficar usando esse argumento pra justificar a displicência dos produtores na resolução de algumas questões é muito forçado!

Apesar dessas coisas eu to gostando do rumo da história. Só espero que o final seja satisfatório!

Luiz disse...

Aí vem o intelectualóide sabichão e diz: "Esse Machado de Assis provavelmente só queria enrolar, pois nem soube responder se ela traiu o cara ou não..."

ou então:

"Sinceramente, essa coisa da Força não me convence..como posso acreditar em algo invisível, que faz o cara levantar uma nave num pântano de um planeta que eu nem conheço? Com certeza não há resposta cientifica para isso!"

Da Mata disse...

Muitas pessoas aqui estão parecendo com ALGUNS fãs de 'FRIENDS', que mandaram cartas na última temporada do seriado para os produtores, pedindo pra RACHEL acabar com ROSS, porque se não o final não teria graça...

Roger disse...

e tem mais, tem forum por aí, q as pessoas simplesmente não permitem q se faça perguntas sobre misterios mais antigos de lost

tá na cara q muita gente faz censura por ter medo de adimitir q muitas coisas ficarão sem respsotas

mas eu acho q esse medo é uma coisa de quem não confia no seriado de verdade, não tem esperança ou só querem tirar vantagem disso de alguma forma,

eu aceito q eles podem dar respostas ruins, não vou morrer por causa disso, mas eu espero q sejam boas, e por causa disso não acho q é atitude de adulto ficar dizendo o q pode ou não pode falar sobre lost

é muita infantilidade e não ajuda em nada pra melhorar o jeito q as pessoas veem o seriado

Robson disse...

@Luiz
kkkk essa foi boa, mas se vc der uma passada pelos blogs, foruns, redações de jornais(rss)..ta cheio desses "intelectualóides sabichões"...rsss

griin disse...

Eu não estou preocupado com todas as respostas. O importante é a essência de Lost! No inicio do ano eu estava um pouco preocupado se LOST teria um fim digno.
Pelo que estou vendo na 6a temporada, o fim será digno. Muitas respostas já foram dadas nesta temporada: fumaça negra, sussurros, eternidade de Alpert, estátuta, black rock, etc. Para mim essa são a maioria das principais respostas. Que diferença vai fazer saber o motivo das grávidas morrerem? Vai influenciar no final de LOST? Tomara que tenha respostas que não sejam dadas, para dar discussão por muitos anos... POrque falavam em latim? Tem alguma importância agora?
Agora a essência tem que ser respondida.
Nada é perfeito. Lost tem erros. Vão ficar perguntas sem respostas.
Quem fala que LOST se perdeu é porque LOST está caminhando para uma história que ele não imaginava. Queria outro rumo.
O que acontece é que cada um queria uma explicação para cada mistério, e as respostas não agradam a todos... nem a forma que foi dada a resposta...
Muitas vezes a resposta era óbvia, fácil de deduzir... mas alguns esperavam algo totalmente diferente...

Luck disse...

"Sem dúvida, mas daí a aceitar uma mera suposição como resposta definitiva para uma questão que foi tema de um temporada inteira, já é demais pra mim!"

Não é uma suposição, são fatos que ligados nos dão uma resposta. E é claro que nunca saberemos se é de fato o que causou o problema das grávidas, mas é ai que está a graça.

E justamente por ser importante é que o mistério tem que ficar subentendido, pois qual seria a graça de discutir, por exemplo, a origem do apelido do Hugo? Não foi respondido, não irá, mas nós podemos deduzir, só que não tem a menor importancia isso.

O filme "2001 - Uma Odisséia no Espaço" terminou e seu principal mistério não foi resolvido, pelo contrário, no último ato do filme fizeram questão de complicar ainda mais. Mas quem disse que não dá pra achar uma resposta para aquilo? E quem disse que aquilo diminuiu a força do filme? O mistério deixado a livre interpretação aumentou ainda mais a qualidade do filme, e assim será com Lost.

Edinho disse...

Não deu pra ler toda a discussão aqui, mas volto pra dar meu posicionamento a respeito do que o Davi perguntou.

O problema sobre os números seria basicamente: qual é o significado deles no contexto da Dharma, ora bolas? Porque justamente eles é que têm de ser digitados pra zerar o contador da estação Cisne, sendo até gravados no exterior da escotilha, porque a gravação com eles (novamente) foi colocada para ser transmitida por uma torre de rádio? Qual o significado desses números pra eles, uma vez que, até onde sabemos, não há qualquer relação deles com Jacob e toda a parte mística da Ilha. Sem contar a história do "azar" do Hurley. Ora, será que pode ser realmente considerada uma alegoria da série, como as inscrições egípcias? Minha leitura não é essa.

Esse é só uma das coisas aparentemente sem sentido que foram mostradas na série e que ficarão por isso mesmo, dentre literalmente dezenas de outras. E não que os números sejam mais importantes do que todas as outras coisas. O que me irrita é os produtores dizerem que já disseram tudo que precisavam sobre isso. Chega soar como zombação.

Tudo bem, de qualquer forma assistir à série é sempre prazeroso, a narrativa é construída de forma interessante, e por isso mesmo pretendo vê-la inteira novamente. Não é essa a questão.

Mas, com relação à concisão da trama não estou nem um pouco satisfeito agora que o fim está próximo, e não acredito que o fim mudará isso. Isso não quer dizer que o final será ruim, ou que a série seja. Uma coisa é dizer ser gostoso assistir à série, e querer até fazer isso novamente, outra coisa é dizer que houve uma coerência nos mistérios criados.

Eu me sinto plenamente no direito de me desagradar em ter minha curiosidade explicitamente alimentada por diversas coisas, que, após terem cumprido esse efeito de sedução, são desconsideradas.

Seria como ser seduzido pelo sexo oposto, usado, e depois ignorado. =P

Couto disse...

A resposta sobre os números postada no blog é lógica circular e não explica por que e como eles foram colocados como código no computador da estação cisne, ou por que e como foram gravados na porta da mesma, além de uma dezena de outras aparições.
E as pessoas reclamam tanto da negligência aos mistérios simplesmente porque essa atitude dos roteiristas é muito menos do que se espera de uma série de televisão, filme, novela ou qualquer obra de ficção.
É como se alguém perguntasse: "porque só Hurley e Miles falam com espíritos?" e a resposta fosse: "porque são médiuns". É algo que um religioso diria, mas se está no contexto de uma trama, um enredo, precisa de uma explicação, mesmo que não faça muito sentido.

julioeduardo disse...

Tenho que dizer, mesmo sendo grande fã da série, mesmo com 100% dos amigos que converso sobre a série no dia-a-dia malhando a última temporada e só eu "defendendo" os pontos positivos que foram apresentados, que esperava um pouco mais dos episódios. Vamos dizer que a série está até agora nota 9.0 . Não sei o que dizer mas fica aquela sensação de que falta alguma coisa, nem é muito relacionado às respostas.

Faltam 4 episódios e fico pensando em como irão concluir tudo neles. Talvez os produtores tenham o famoso coelho tirado na cartola e em um episódio, com algumas cenas, expliquem muita coisa, mesmo de forma implícita.

Indo ao assunto abordado, tem dois tipos de análise que me deixam chateados. Um é o fanatismo exagerado e a busca eterna em defender 100% de tudo que é criticado em relação à série. O outro é a crítica cega, da falta da análise mais profunda dos acontecimentos. Já até critiquei no orkut, pedindo para algumas pessoas, se puderem, pelo menos assistir 2 vezes cada episódio. Por incrível que pareça tem gente que até hoje não sacou que existe uma realidade paralela, por exemplo. E estranha os fatos que estão sendo mostrados.

De qualquer forma, já imagino que o fim da série trará uma divisão grande entre amor e ódio. Pessoas passarão meses e meses se degladiando com interpretações diferentes para o fim. Certamente muitos jornais e revistas farão comentários também.

Existe o risco de eu não gostar mas não irei desconsiderar tudo de bom que Lost proporcionou. E não gostando vou fazer questão de assistir tudo de novo do início ao fim para conferir se não foi um equívoco meu. E gostando também :] Acho que vou esperar os leitores de blu-ray ficarem mais baratos e assistir tudo com qualidade máxima.

carol periotto disse...

A verdade é que a Folha precisava fazer alguma reportagem sobre a série e dois fãs de FlashFoward se prontificaram a escrever! Hahahahah!

Abner Pereira disse...

Vou ver muitas atualizações ainda nesse post. rsrs

Todas essas respostas e teorias são pensamentos de vocês, não dos produtores... Claro que com base na série e válidas, mas não dá pra garantir com 100% tudo isso, como vocês fizeram. Como disseram, até a série acabar não dá pra afirmar nada com certeza, nem o que pensamos ser concreto.
Achei a matéria válida, claro que com algumas pisadas na bola, mas válida.
As coisas podem sim ser muito mais complexas do que já foi nos colocada e não simplesmente dizer que os números são tal e tal pessoa, ou que eles falam Latim simplesmente pela diversão de poder falar coisas na frente dos outros. Muitas outras podem ser feitas como: Quem introduziu a língua? Quem decretou a ordem de aprende-la? Por quem foi ensinada?

Não se achem se achem os donos da verdade e os experts em LOST porque muitos ainda pode estar reservado e tudo ainda pode mudar.

Luiz disse...

Vamos torcer para que no derradeiro episódio apareça o Gorpo(do desenho He Man) no final, nos explicando tudinho...iclusive qual foi a moral da história...por que afinal de contas seria muita perda de tempo assistir um programa que não tem uma moral claramente definida, não é?

Orsetto disse...

A história de Lost é tão complexa que somente nós fãs podemos entender, já que, creio eu, há que se ter uma diversidade enorme de pré-leituras para compreender-se a trama, nos seus mínimos detalhes. Além do que a série é tremendamente instigadora de pesquisa, haja vista a quantidade gigantesca de referência que os inteligentíssimos redatores nos oferecem em cada cena. A Folha sempre foi formada de opiniões tão rasas quanto pires. Não há que se dar crédito. Porém lembremos que mesmo assim pode desqualificar a série, mas somente para as pessoas frágeis de conteúdo e superficiais, que não conseguem entender nem a fábula da raposa e das uvas n'O Pequeno Príncipe, quem dirá Lost, marco histórico nos quesitos criatividade e nível de inteligência absolutamente superior. Sutilezas não são para dinossauros. Muito menos perceptíveis ainda para o escrevinhador da tal matéria.

Anônimo disse...

Sobre as grávidas morrerem na ilha, um usuário postou outra explicação, se você quiser reproduzir:

"As crianças não podem nescer e as mulheres morrem porque ao engravidarem na ilha elas estão gerando um rompimento no espaço-continuum, pois se a Ilha está fora do Eixo do tempo, uma criança não pode nascer pois está fora do nexo do tempo normal.

Isso deve causar alguma anomalia física nas grávidas. Só nasceu o Aaron/Jacob pois a Claire chegou grávida."

Sandro...Brotha... disse...

Aí galera, sei q estes assunto esta completamente de deste. Mas hoje assiti o episódio centrado no Desmond
3x08 - "Flashes Before Your Eyes", e havia uma teoria de que a Eloise talvez fosse cumplice do MIB por ter feito um pacto com ele pela vida do seu filho e blablablá. E também o MIB seria o criador da relaidade paralela, vendo esse episódio da 3ª temporada, percebi que Happily Ever After e particamente uma nova versão daquele episódio.
Não acho que Eloise tem algum pacto com o MIB e sim que ela tem o mesmo dom e o brotha, similar a ele também conseguia ter flashes do futuro.
Claro também e obvio que ela sabia o que ia acontecer na ilha, mesmo assim conseguia prever outras coisas, mesmo a morte de uma pessoa que estava proximo deles. Recomendo que vocês assitam novamente esse episódio pra fikarem melhor eclarecidos.
3x8 - "Flashes Before Your Eyes"

Roger disse...

podem reclamar o tanto q for da folha, mas uma materia mais antiga sobre lost, mostra o quanto foi coerente nas criticas q eles fizeram

ela foi publicada em 2006, e já mostra os mesmos problemas q o seriado tem hoje, provando q já tinha muita gente errada e fanatica desde aquela epoca

Lost: até quando?

Já tem gente que não agüenta mais. E não é para menos. Duas temporadas e meia já se passaram e a aflição permanece.

Poucos mistérios resolvidos, inúmeros enigmas por serem desvendados --fora os novos, que não param de aparecer. Das duas, uma, ou os roteiristas de "Lost" têm uma solução genial para o fantástico e milionário quebra-cabeças que armaram ou estão, na verdade, nos enrolando legal, para que a gente canse e pare de assistir de velhice mesmo. Tipo estaremos numa rodinha, daqui a muitos anos, já de cabelos grisalhos, e alguém vai comentar: 'Você está acompanhando a 215º temporada de Lost? Viu que o neto da Kate se casou com um dos filhos dos portugueses?', e a outra pessoa vai responder: "Não, eu deixei de ver Lost nos anos 2020". Vai ser uma coisa tipo "Dallas", lembra? O seriado norte-americano que ficou em cartaz de 1978... até 1991!! E depois de um tempo ninguém mais sabia direito qual era a trama principal. A diferença é que em "Dallas" as pessoas tinham uma vida mais normal, tomavam banho etc.

Será que tudo vai ficar assim mesmo, em aberto? E a ilha e seus segredos sobreviverão a nós? Ainda, será que estamos todos envolvidos numa experiência do tal Projeto Dharma?

Locke, que voltou a andar depois da queda
Bem, os geniais criadores da série soltaram apenas seis capítulos da nova temporada e 'deram um tempo'. Só voltam em 2007. Seria o primeiro sinal de uma crise criativa? Sabe-se lá, também não vale rogar praga, afinal, os caras anunciaram mais três temporadas. Vai que eles acertam... Mas aí é caso de prêmio Nobel de engenharia de roteiros (categoria que terá de ser criada só para "Lost"), sério.

Enquanto isso, eu, que não sou maníaca (do tipo de freqüentar blogs e fóruns de discussão) e apenas acompanho fielmente a série resolvi dar uns palpites sobre o que, realmente, se passa naquela maldita ilha.

Gustavo disse...

Cara, só o fato de estarmos a 3 episódios do fim e ainda não sabermos como tudo isso vai ser amarrado, é fantastico! A pior coisa que poderia acontecer é se nesse momento todo mundo já soubesse o significado de todos os mistérios podendo deduzir claramente qual seria o final, que graça teria?

Estamos na etapa final e ainda vemos teorias completamente diferentes umas das outras... no final quantos terão dado palpites certeiros? talvez ninguém!
Uma coisa sabemos, quer agrade a muitos ou a poucos, podemos esperar um final surpreendente! Muito simples ou complexo, não importa como... mas podemos esperar aquela surpresa típica de LOST!

BostBlog disse...

Que engraçado, LOST está parecendo uma religião! Não pode falar mal que a galera viciada cai matando...
Eu assisto a série desde o inicio, e estou sempre lendo o site, mas concordo que LOST se perdeu demais e existem muitos furos na série.
A série foi sendo escrita como uma novela, de acordo com o público, com a disponibilidade de atores etc. Mais do que normal isso acontecer.
O que me deixa mais decepcionado em LOST é a imensa Pseudo Ciência que a série virou. Ver espíritos, escutar vozes, não envelhecer, não conseguir se matar etc.
Só falta no fim da série o Jacob e o MIB serem ETs.

Candice Telli disse...

Insuportáveis os telespectadores que exigem respostas mastigadinhas!
Sério, vão frequentar outro espaço para comentar Lost. Quem sabe, o site da Contigo, da Capricho... A Malhação não começou uma temporada nova? Então, vão lá! Descubram por que de academia de ginástica virou um colégio! Alguém sabe por quê? Isso sim é mistério sem reposta!

mmsegundo disse...

Entendo que alguns dos mistérios de Lost se tornaram pequenos perto de outras perguntas que surgiram, mas não acho que devam ser esquecidos. Acho até uma falta de respeito para com os fãs, por exemplo, não explicar a função dos números para o computador e como Radzinsky e Kelvin foram parar na escotilha. Uma cena do Radzinsky loucão rabiscando as paredes da estação Cisne e dizendo para o Kelvin que foi ele que programou o computador para só descarregar o bolsão eletromagnético com a presença de uns números que ele viu escrito nas paredes de alguma caverna só por diversão valeria. E os mantimentos jogados de paraquedas? É muito fácil propor um monte de mistério para atrair a atenção do público e não precisar responder todos, por que mistérios "mais importantes" surgiram. Gosto muito da série, na verdade acho que é a melhor série já exibida de todos os tempos, porém, eu iria gostar mais ainda ao rever e saber que não ficaram pontas soltas. Com relação ao surgimento da realidade paralela que é uma dúvida constante de Davi e Juliana, pra mim foi respondida no primeiro episódio da última temporada: A bomba dividiu a realidade em duas, pois desencadeou uma série de eventos. Pensemos: A bomba explode, o bolsão eletromagnético é anulado, a estação Cisne não é construída, a ilha é praticamente toda evacuada e as pessoas da iniciativa Dharma que saem da ilha causam alterações no mundo fora da ilha. Alguém que saiu da ilha, por exemplo, pode encontrar com o James Ford anos depois como um delinquente juvenil e o convence a deixar essa vida. Ou então algum administrador de empresas filho de alguém que saiu da ilha encontra o Hurley e dá umas dicas de negócios. É a história de uma borboleta na Amazônia causar um furacão na China.

raposa disse...

Eu queria saber sobre o mistério das REGRAS.

Por que Ben não podia matar Widmore quando Widmore estava na cama do quarto dele?

Isso tem a ver com as tais REGRAS não explicadas até agora.
Se não falarem sobre isso vai ser uma bosta a série porque esse é um dos mistérios principais.

Sem essa resposta toda aquela briga de Ben contra Widmore perde o sentido.

Shark Land disse...

Incrivel!!!
Ainda existe pessoas que se preocupam em resolver misterios do tipo "Urso Polar" "Caixa Magica" "Numeros" "Egipcios" e por ai afora?.
E aida criticam a serie?...Esse tipo de pessoa ja deveria ter parado de assistir na 1 temporada!Acho que os produtores deveriam lançar um LIVRO-1000 respostas de misterios LOST para pessoas que nao conseguem deduzir o obvio!!
aahahhaaaaaaaaaaaaa

raposa disse...

Por qual motivo aindam mandam suprimento pra iniciativa dharma? como esses alimentos chegam a ilha?

Robert disse...

@raposa, isso que queria saber tambem! as pessoas que conhecem muito bem a ilha como Eloise e Widmore (tudo bem que agora ele achou e nao sabemos ainda como)
nao conseguem localiza-la, como os suprimentos ainda chegam e quem os manda?

Luiz Carlos Godoy disse...

Não tenho procuração da Folha, mas, convenhamos, o cara que escreveu não é jornalista, mas um colunista: escreve eventual e esporadicamente sobre alguma coisa de que, "supostamente" entende. Acho até que ele assiste à série, só que não entende nada do que está assistindo, Ou, pior ainda, achou que estava assistindo a uma novela da Globo e que poderia perder quantos capítulos quisesse e continuaria entendendo tudo. Em Lost, cada episódio destes seis anos foi muito importante. Alguns melhores desenvolvidos do que outros, mas todos (absolutamente todos) interconectados. Perdeu um... perdeu um pedaço do entendimento.

Vanderson disse...

Bem, sobre os números. Aquele vídeo do Lost experience mostra que a iniciativa dharma tinha conhecimento daqueles números e tinha algum trabalho relacionado a eles, então me parece razoável que eles os usassem como senhas e códigos, já que o código poderia ser qualquer um pq não colocar os números? Já o fato de serem os mesmos números que o Hurley jogou na loteria, devemos lembrar que foram extamente os números que levaram o Hurley a ilha e como sabemos Jacob foi o responsável por levar aquelas pessoas para a ilha. Além do que, Hurley era um dos candidatos de Jacob, aos quais estavam relacionados os números, então me parece razoável tb concluir que os números foram a forma que Jacob usou para levar O hurley a ilha. Sobre o fato deles serem amaldiçoados isso nunca foi confirmado, apenas sugerido, e na minha opinião fica até mais legal se não explicarem essa parte. Bem é isso. Parabéns Davi e Ju pelo blog, acompanho o blog a muito tempo mas esta é a primeira vez que posto. Bem, antes tarde do que nunca!

Arthur Malaspina disse...

Acho curioso, divertido até, essa mania de respostas. alguém disse aí em cima que toda obra deveria proporcionar respostas... meu Deus, eu acho que devo ter uma visão de arte muito louca mesmo...

Shakespeare, Milton, Machado de Assis, Joyce, Guimarães Rosa, Coleridge... nenhum deles se preocupou em mastigar nada para os leitores... e é por isso que são o que são...

Gustavo disse...

Francamente o que não entendo é como aqueles se concentram tanto nos possíveis erros conseguem assistir a série... Se em algum momento os roteiristas e produtores vacilam, ok vamos comentar, em certos casos essa discursão é esclarecedora... mas geralmente ficar remoendo possíveis erros não serve pra muita coisa... se há respostas que achamos importantes, só nos resta esperar, pra que ficar resmungando?
Como pode alguém apreciar a série ficando totalmente absorto nas possíveis falhas?

Tipo, Flashforward não me instigou, depois de alguns episódios dei adeus e não tô nem ai pra como aquilo fai terminar... Heroes a mesma coisa, e olhe que eu acompanhei algumas temporadas, mas a partir do momento que não me pareceu mais interessante, deixei de lado...
Na minha opinião não faz sentido assistir por mera curiosidade, pra tentar se convencer que aquilo não é de todo ruim, ou pior ainda, pra vasculhar possíveis falhas!

Cada um faz do jeito que quer, mas se Lost desandou tanto, ou está sendo uma grande decepção com tantos furos no roteiro como dizem, vale a pena acompanhar?
Se eu tivesse essa visão certamente já teria abandonado a série há tempos.

Mário Regini - Idéias e Pensamentos disse...

É incrível como 6 anos apos esta série ter iniciado, algumas pessoas ainda não terem conseguido compreender a essência de Lost. Não lembro de nenhuma série recente (se é que houve alguma no passado) que ousou construir um história tão conexa e inteligente que força ao espectador imaginar hipóteses e resoluções dentro de uma coisa que não serve só para preencher um espaço vago dentro da cabeça chamada cérebro, que acredito que a maioria das pessoas nasçam com (ou não?).
Eu li a matéria no jornal domingo, que comprei para ter alguma fonte de informação, e dei de cara com esta matéria. Deu vontade de devolver o jornal. É dificil dar credibilidade a uma matéria em que há esta frase junta ao título: "Como escrever sobre Lost se só entendo de Big Brother?". É duro. O grande barato de Lost é justamente aquilo que a maioria critica, que é dar o dom de estimular nossa percepção, oferecendo as coisas nas entrelinhas, que infelizmente poucos se dão ao trabalho de notar. Eu ainda fico estarrecido com Lost a cada capítulo da mesma maneira que fiquei com o Pilot, lá a 6 anos atrás. Sou só eu ou mais alguém? É incrível como ainda MUITA gente se dá ao trabalho de vir aqui denegir esta série com argumentos rasos e estúpidos. Existem zilhões de outras séries, é só procurar. Davi e Juliana, continuem com este grande trabalho, de Lost só levaremos momentos bons. Abraço!

Arthur Malaspina disse...

Outra coisa... o Douglas Adams, na obra-prima da ficção científica "O Guia do Mochileiro das Galáxias" tira o maior sarro com essa mania das pessoas de quererem respostas para tudo, quando conta a estória do Computador criado para descobrir a resposta para a vida, o universo e tudo o mais.

O Computador depois de milhões de anos computando responde: 42

As pessoas que esperavam a resposta ficaram muito decepcionadas e argumentaram com o Computador que essa resposta não tinha sentido e ele retrucou: A resposta é de fato 42, mas vocês sabem exatamente qual a pergunta?

Serio. Vamos ter mais bom senso!!


PS: Um dos números de Lost é 42, uma citação óbvia ao guia, que influenciou outras tantas coisas, como o Google, que tirou o nome dessa série de livros também. E o tradutor do Alta Vista que chama Babel Fish, também por causa do Guia...

Edinho disse...

Uma coisa que eu acho lamentável é o menosprezo pelas pessoas que demonstram-se ainda em dúvida com diversas questões (mesmo que aparentemente) não respondidas. Ora, o espectador não tem o direito de ainda querer saber o significado de várias coisas que, no momento em que aconteceram, foram chocantes e intrigantes, mesmo que não sejam questões fundamentais do tipo "de onde viemos e pra onde vamos"?

Acho estranha e quase sem lógica essa tese de que o espectador comum, que não passa horas por semana estudando o seriado e se informando, não possa abrir a boca, nem manifestar qualquer desejo de maior clareza no seriado. Como se o entendimento de Lost fosse algo que só se obtém por mérito e muito esforço. Parece que nem estamos mais falando de um seriado de TV.

Ao ler o que várias pessoas escrevem aqui, parece-me que existe um grupo que se considera superior e/ou pós-graduado em Lost, e que despreza o restante, chamando-os de de burros e tapados, por fazerem certas perguntas menores, triviais.

Acho que poderia haver um pouco mais de respeito, mesmo com os "imbecis que ainda se perguntam a respeito do urso polar, números, egípcios e por ai afora".

Anônimo disse...

Uma coisa engraçada é que muita gente esquece que Lost, além de mistérios, tem uma HISTÓRIA.

E a história pode-se dizer que está ótima! Começou meio estranha essa temporada, mas foi justamente porque nao estávamos entendendo nada! Agora tá ficando boa, caramba!

O pessoal tem que deixar de dar TANTA importância pros mistérios. A maioria deles vai ser respondida indiretamente, de maneira não tão clara... E com certeza a maioria das respostas vai ser sem graça!

E por quê?
Porque os mistérios são bons justamente porque são perguntas! Assim que se dá a resposta, tudo se torna tão claro que fica até sem graça :o

Malucom disse...

Robert,

Widmore achou a ilha através do diário do black rock que ele arrematou num leilão. Isso foi mostrado,se não me engano, na quarta temporada. Aí ele mandou o cargueiro com os mercenários mas eles falharam. Agora ele foi pessoalmente fazer sei lá o que na ilha!

Joao Kasper disse...

Roger, concordo com tudo que tu disse em seus posts.
A internet é uma faca de dois gumes: traz entretenimento e acesso fácil a informação, mas junto vem pretensão dos ignorantes, acham que sabem de tudo, são cegos e não aceitam crítica. Ao contrário do que muitos falam, não acho que seja necessário ser muito inteligente ou um ser superior para entender a série (como muitos se acham aqui), qualquer um que assista com regularidade consegue entender (conheço pessoas que vêem novelas, nunca se interessaram por ficcao, assistiram por DVD e entenderam tudo numa boa), exceto quem acompanha aleatoriamente pela globo por exemplo,vai chegar agora e dizer: "puts, Jack tem um filho e nunca mostraram antes, porque?!"

quem nao aceita criticas se acha muito esperto, mas aposto que a maioria que diz que todas as respostas já estao lá e quem questiona tem que assistir novelas globais, nunca leu um livro depois da escola e acha que fazer pesquisas no goggle e wikipedia o tornam mestres em todos assuntos.
sou fãzão da série, e estou louco pra ver os últimos capítulos, mas as últimas temporadas apresentaram muitos furos no plot. Tem que ser muito ingenuo pra nao sacar que no começo, qdo os produtores nao sabiam se a serie iria passar dos 13 episodios, eles foram jogando trocentos misterios, e algum dia iriam responder, as respostas da 6 temporada para os numeros e para os sussurros foram Beeem forçadas, tá na cara que não conseguiram dar respostas criativamente à altura. Walt e a Dharma que eram temas centrais de toda a 2 temporada agora não têm importancia nenhuma..
Sobre os números, já falaram bastante aqui, e acho que ninguem tem que ser nerd pra ficar buscando respostas em sites de jogos de realidades alternativas, ou acompanhando entrevistas dos produtores..(nada contra nerds, eu me considero um)...
pra terminar, se Lost tivesse uma 7 temporada, teria viagens interplanetarias, teletransporte, mutantes, dinossauros com raios lasers, fumaças pretas, azuis, rosas, etc...

palomo_rafa disse...

a grande e unica questão é: Ninguem tá reclamando da serie pq as respostas saum ruins ou naum faz sentido, mas sim PQ ELAS NAUM SERÃO DADAS!!! O problema é que no final da serie cada um aqui poderá lançar um livro "Teoria de FULANO de Lost"...não existirá final...existirá toeria de fulano e teoria de ciclano...td pq as coisas são SUBJETIVAS...e isso sim éo que dá raiva!!

Fotograma Digital disse...

cont.
A única cois que realmente gostaria de ver mais explorado são os números. Não espero uma resposta mastigada do tipo novela da globo. Mas acharia interessante uma relação maior entre os numeros e tudo que eles envolvem. E acho que os produtores também sabem disso. Eles sabem que vão ser cobrados se a resposta for só "Jacob gosta e usou para marcar os candidatos". Mas isso não me deixa revoltado, e não acho que a série se perdeu por isso. Fico é curioso e querendo ver mais, pensar "será que eles colocaram por aqui e eu não me liguei".

Eu sempre cobro argumentos sobre os tais problemas brutais da série. Onde eles estão? E quais são os milhões de mistérios que faltam ser revelados?

Porque o pai de Jack apareceu fora da ilha? Isso é interessante de saber.

Porque Walt era tão importante? Também seria legal de saber.

Saber mais sobre os criadores da Dharma.

Uma dúvida besta e totalmente pessoal, mas que sempre me peguei perguntando. Jack foi o único a não estar na praia quando o avião caiu. Porque ele estava tão longe? Se for só um exercício de estilo, aceito, mas teria algo a ver com ele ser o "escolhido"?

Voltando aos números: são algo mais do que os numeros de Jacob escolheu? Se forem os produtores "enganaram" o público criando uma espectativa brutal em cima de uma coisa, desviando o foco dos outros detalhes que eram mesmo importantes para a série. Ponto pros caras, pois o público não gosta e nem está acostumado a pensar... quanto mais mastigado melhor.

Pra que pensar se eu quero mesmo é me divertir na frente da tv mesmo? Pensar faz bem, engolir tudo sem pensar não.

Espero que Lost não se renda a isso e termine com algumas respostas claras (e óbvias do tipo: como vão terminar os personagens, quem é jacob e o homem de preto [e isso engloba como vieram até a ilha e tudo o mais], a realidade paralela é a realidade "real" ou fruto do evento no fim da quinta temporada, ou vice versa) e essas eu tenho quase certeza que serão ditas.

Lost vem perdendo audiencia quanto mais vai ficar intrincada, fruto talvez dessa pressa das pessoas em quererem respostas prontas. É como aquele cara que usa um código pra "vida infinita" num jogo, ou quer todos os códigos pra se dar melhor, só pra não se decepcionar.

Não sei se isso é mal de brasileiro que quer tudo pronto e mastigado ou se é mundial. Só sei que não me enquadro nisso e que estou gostando das respostas tortas e secas que Lost vem dando. As pessoas criaram uma expectativa brutal sobre algo (sobre o fim) e se esquecem da jornada até então.

Uma pena.

Fotograma Digital disse...

Caramba, primeira vez que me deu vontade de comentar por aqui apesar de acompanhar o blog e tudo mais.

A matéria é rasa, e como tudo que é raso perdeu a oportunidade de realmente fazer as perguntas certas. Como uma série de tv a cabo (e que passa nas madrugadas da tv aberta) consegue se colocar na capa do caderno de cultura de um jornal de grande repercussão?

Deve ter mantido alguma qualidade durante esses seis anos não acham? Não deve ser só enrolação, concordam?

Isso seria legal ser abordado, como o "culto" em cima da série vê o final, como isso surgiu e tudo mais.

Voltando a matéria em si os caras falaram de alguns mistérios que não existem (quem disse que era o Black Rock no fim da quinta temporada? Ou o lance da caixa, ou como o pai do Locke chegou... como os outros entram e saem da ilha afinal? Ele veio de submarino, que ainda não tinha sido destruído) e alguns que (ainda faltam 4 ou 5 episódios, se vc considerar o ultimo como dois episódios, já que é duplo) vão ser respondidos. 5 episodios x 42 minutos. É coisa pra caramba.

É óbvio que algumas respostas estão implicítas e nisso a série lembra Twin Peaks (que foi citada na matéria), ou Donnie Darko, ou mesmo 2001 (que um usuário citou de forma genial ali em cima). São obras seminais, com uma porrada de coisas não respondidas e que muito de sua graça está no fato do público ter de pensar pra solucionar os tais "mistérios". As mulheres grávidas por exemplo, me parece que a bomba talvez tenha a ver com isso, me parece a resposta mais clara.

Panthro disse...

Eu ainda acho que os suprimentos foram mandados em 70 e poucos e ficaram presos num bolsão de tempo. Dependendo do caminho que vc faz até a ilha a viagem pode demorar mais ou menos. Isso foi explicado pelos experimentos com foguetes do Daniel Faraday, além da comunicação com o cargueiro x pessoas indo até o cargueiro. E por fim, na instrução do Daniel de que para chegar ao cargueiro eles deveriam seguir tais coordenadas, sem desviar.

Tudo isso me leva a crer que a ilha distorce o tempo ao redor dela, o que pode ser a explicação pros suprimentos terem chegado muito depois do que deveriam.

Brunno disse...

Eu realmente acho que nem tudo sobre os números foi explicado, pois ele não explica a razão de azar do Hurley e não explicam a razão de digitarem eles na escotilha. Mas esses números da sequência que aparecem randomicamente na série não precisam de explicação.
Sobre as grávidas, é por causa da radiação da bomba.
O problema é que esse povo pensa em LOST como uma série em que eles se perdem na ilha e no final tudo vai acabar bem, e todos os mistérios vão ser explicados didaticamente, que nem novela da globo.
Eu realmente acho que os roteiristas não vão explicar tudo, mas isso é o diferencial da série. Para alguns, a ilha é a prisão para o diabo. Para outros, ela é o próprio inferno, e para outros é apenas o purgatório, ou talvez um lugar que serve para que as pessoas consigam se redimir. Mas pros ignorantes, a ilha é um lugar onde os passageiros cairam e tem de ser resgatados.
Eu cansei desses fãs. Pô, perguntar o que está sob a sombra da estátua é pra matar né. Ille qui no omnes servabit / Is he who will save us all / É aquele que vai salvar a todos nós. Acho que quem fez comentários como esse vê episódios pela globo cortados pela metade.
Antes de criticar, tenham moral pra criticar, e façam argumentos que prestem. LOST é feita de mistérios. O que Luck disse sobre a Juliet é um ótimo exemplo disso, que ficou nas entrelinhas mas pouca gente consegue perceber isso :).
O que LOST faz que as outras séries não fazem é arriscar e ir além, mas tem gente que não consegue aceitar isso.

Panthro disse...

E pra mim a maior vantagem de Lost é que eles disseram: Olha, vamos fazer tantos episódios e só. Além disso não temos história, não dá pra alongar. Quando pediram pra enrolar saiu a terceira temporada e a tatuagem do Jack.

Se eles REALMENTE quisessem ganhar dinheiro inventando mais mistérios, simplesmente continuariam a série ad infinitum ou até a audiência cair demais e ela ser cancelada. Eu ouvi Arquivo X?

Fernando disse...

uma coisa interessante da matéria, se é que se pode dizer assim, foi o paralelo feito com as obras do Hemingway...a história é só a ponta do iceberg, deixando o restante para a imaginacão dos interlocutores.

é fato.

não quero respostas maastigadas.

quero ainda pensar em Lost mesmo depois de 23/05.

Hugo_O disse...

@Roger: pelo estilo e termos do texto, não parece uma matéria, e sim um post bem informal de algum blog ou comunidade.

@Anônimo: **"As crianças não podem nescer e as mulheres morrem porque ao engravidarem na ilha elas estão gerando um rompimento no espaço-continuum..."**
Sun engravidou na ilha. Suponho que o que você queira falar seja engravidou e deu à luz na ilha. Claire e Rousseau chegaram grávidas; Sun engravidou e sua filha nasceu fora da ilha.

Concordo que esse não é um mistério tão importante assim. Preferia ver mais sobre a Dharma e seus anos obscuros(desde Alvar Hanso), os Outros, Ben X Widmore. Claro que também quero saber sobre Jacob e MIB, mas isso provavelmente vai ser mostrado mesmo.

Anônimo disse...

O que muita gente não entende com relação à LOST, é que a série não foi feita pra dar respostas ao telespectador e sim fazer ele criar suas próprias teorias. Tanto é que os autores criaram no passado sites onde inseriam pistas ou indicavam respostas parciais, escondidas no episódio, que dificilmente eram observadas, mas, com o acesso à internet, o telespectador era obrigado a rever o episódio para tentar enxergar a pista e montar um quebra-cabeça.

A partir dessas pistas o povo bolava teorias que eram ou não bem recebidas pela maioria, e então ficava a mais aceitável. Era uma forma interessante de interação entre o telespectador e a série. Ela poderia se expandir assim.

De uma certa forma fãs de outras séries já faziam isso, criando sites de discussão, onde teorias eram tiradas e às vezes aceitas como algo "provável" por quase todos.

A diferença estava na distância que as companhias e a maioria dos roteiristas sempre mantiveram para com o público, tentando às vezes impor de baixo para cima suas idéias. Ao invés de LOST onde os autores propuseram a dividir a responsabilidade de construir a história com os fãs.

O que se reclama (com boa parcela de razão), é de como tudo foi conduzido até aqui. LOST funcionou +- assim:

Você assistia a todos os episódios da série. Gravava cada um deles pra que pudesse reprisar cada episódio umas vinte vezes. Isso deveria ser o suficiente pra que descubrisse centenas de "pistas" super interessantes.

Coisas do tipo:

A marca da barbatana esquerda do tubarão visto no episódio 1-17 é a mesma projetada na sombra da orelha do cachorro visto na Tailândia no episódio 2-21. :D

Ou então:

O John Locke trabalhava na fábrica de caixas que o Hurley comprou quando ganhou na loteria com os números malditos que eram emitidos pelo estação de rádio da ilha e que impedem a cada 108 minutos o "Fim do Mundo".

Depois baixava algum conteúdo extra na internet. Procurava mais algumas centenas de pistas. Aí você juntava umas 500 pistas dessas e bolava uma super teoria sobre a série. Depois você entrava em um site "especializado" e comparava a sua teoria com outras 300 que outros "fãs-náticos" bolaram. :)

Após uma breve discussão, coisa de 6 ou 7 mêses, você chegava à conclusão de qual teoria conseguia tapar mais buracos na história.

Obviamente isso somente seria válido até que a série seja lançada em mais uma nova temporada em DVD/Blu-ray, uma vez que nos extras haveriam mais umas 2.000 pistas escondidas. Qualquer fã sendo obrigado a comprar todos os discos e assistir todos os extras se quisesse ter alguma chance de bolar uma teoria atualizada.

Por isso conclui-se que o J.J. Abrams é mesmo um gênio. Escreve uma história sem pé nem cabeça (sem tirar seus méritos), fatura milhões e ainda por cima os fãs até iam escrever um final de graça pra ele. Já nas séries antigas, tudo que você precisava fazer era somente assistir aos episódios.

Ana Maria disse...

Tem um tópico em uma das muitas comunidades de Lost no Orkut que pergunta se a série é só pra gente inteligente. Poizé... rsrsrsr

raposa disse...

O problema que eu acho que houve foi a perda do foco de vários assuntos como sobre Walt, sobre a disputa de Ben vs Widmore, e todos os assuntos "pré-aparição-de-Jacob".

Simplesmente ignoraram tudo o que já foi falado na trama e criaram uma nova série só sobre isso.

Não tem nada a ver com essa cobrança de precisar responder todos os mistérios.

Mesmo partes da trama que não são mistérios frequentemente foram abandonadas sem nenhum motivo aparente. Essa é minha crítica.

marcos disse...

Também acho que a matéria não é lá essas coisas, mas que tem alguma razão tem. Não vamos ser trão passionais. A questão dos números não foi nada explicada. Porque hugo ganhou na loteca? como a Dharma ficou sabendo dos números? Porque cada um tem número específico? Os números são coordenadas. como aquele maluco do hospício sabia dos números? Ainda falta responder a questão da Dharma Food...entre outras coisas que não podem deixar de ser respondidas, mas ok, vamos esperar.

julioeduardo disse...

Eles vão deixar algumas coisas em aberto. Afinal de contas como eles vão ganhar depois em cima de nós, otários, com coisas que não foram mostradas na série? Livros, jogos, série animada, etc, etc, etc. E a dupla Cuse/Lindelof vai tirar o corpo fora(com razão)...Mundo capitalista...

Kleber disse...

Toquem o pau mesmo na ignorância!
O pior de tudo é que há um número apreciável de telespectadores de Lost que compartilham da mesma ideia de que a série não vai responder suas propostas principais, e este deve ser o público visado no erro trivial a que chamaram de matéria.

Lostlover disse...

Interessante a mente humana....
o que para uns faz completo sentido, para outros pelo contrário...
Como uma história pode ser consisa para uns e "ter se perdido" para outros???
Este é um mistério que deveria entrar para a lista de Lost!

E é realmente uma pena ver que para alguns a magia de lost acabou!
Graça a Deus para mim não! Longe disso. Lost me dobra, desdobra, me engana e depois me diz que ainda não terminou comigo, e mesmo depois do dia 23, sei que não terei teminado com Lost porque no final das contas que me adianta respostas se com elas vem a despedida. Quero que Lost tenha um fim sem término, quero que Lost se perpetue nas minhas discussões de de blog, nas minhas horas de folga, nos meus pensamentos, na minha rotina...

E falem a verdade, vocês já pararam pra pensar como será a vida de vocês sem Lost???
Uma lacuna no dia, um gosto de quero mais, uma falta de não sei o que.

Quero respostas sim, mas também quero perguntas porque sem elas não terei mais a magia de Lost comigo.

Octavio disse...

Não sei se é o caso dos autores do texto da "FOLHA" mas para aqueles que acompanham a série desde o começo tem o direito de expor opiniões sobre os rumos que a série tomou e a base em que se formou:

A série alardeou a obscuridade de seus primeiros passos, seus mistérios e personagens, desde o começo adoramos(pelo menos eu)os personagens e seus características personalidades muito bem desenvolvidas e o que dizer dos segredos foram deliciosamente aparecendo um atras do outro e nos cativando e nos fazendo adentrar nesse mundo...mas para muitos e para mim desde que se noticiou o fim da série a mesma se perdeu, os roteiristas aparentemente ficaram ansiosos com o fim da série ou simplesmente não ligaram pra tudo o que ja havia sido gerado antes e a cada episódio que vejo mais me desligo da série, ainda confio que "THE END" seja um bom final mas a trajetória ate o mesmo não foi nem vai ser das melhores.
Davi e Juliana eu ate entendo que vocês se sintam as vezes ultrajados com aqueles que expõe a decepção quanto a série até porque dedicaram um bom tempo a este Blog, mas é fato LOST marcou nossas vidas pela sua fase inicial sua fase final pra mim foi, peso em dizer,um exercício de frustração.

Liza disse...

Eu tenho que concordar com o Davi, pq alguém que acha que a "Magic Box" era um mistério realmente não assiste à série.

Mas fazer o quê outro dia uma amiga me falou que não se conforma de não revelarem o "mistério" do Vincent, o que ele era... E eu tipo: Não era um cachorro? muitos dos mistérios de Lost foram criados pelos fãs e não pelos produtores.

Alejandro disse...

Os Números NÃO FORAM EXPLICADOS.

A atribuição dos Números a cada um dos candidatos, é apenas mais uma das vezes que os números são marcantes para a história... como o momento em que aparecem na loteria, quando aparecem marcados na escotilha, quando são os números que têm que ser digitados no computador, e como em tantas outras vezes que aparecem, como por exemplo, ligados a cada um dos candidatos. Sim, até ai tudo bem.

Mas a grande pergunta é... O QUE SÃO OS NÚMEROS???? Por que na primeira temporada, o colega de manicômio do Hurley fica desesperado quando sabe que este usou os números para ganhar a aposta???? POR QUE OS NÚMEROS TÊM ESSE PODER?!?!?!?!? Isso, infelizmente, nem mesmo os produtores sabem.

"Aceitar" que a explicação seja que cada número representa um candidato, é simplesmente gostar DEMAIS da série, e defendê-la a qualquer custo.

Eu achei demais saber que os números, além de tudo, estavam ligados aos candidatos. Mas fiquei frustrado em saber que não haverá explicação para os tais números, uma pena. Mas vamo nessa.

HIRO disse...

è o seguinte a Folha é comandada por um grupo de investimentos internacionais comandado por Charles Widmore e dirigido por Heloise, fazendo com que os dois reportes mais conhecidos por nós como Jacob e Homem de preto fazendo com que nós discutissomos sobre isso., mas Desmond chegou para dar um jeito nisso tudo. hahahahahahahahahahahahahahahahaha

Juliano M disse...

Felizmente vejo que não estou sozinho ao tratar Lost como dramaturgia e não como religião xiita.

Não espero, nem exijo respostas mastigadas; pensar e juntar as peças é o principal atrativo da série.

O que não posso aceitar é que durante tantas temporadas o equacionamento de tantos questionamentos foi prometido, e nisso acreditamos, porém agora, na ultima temporada as respostas nao chegam, e os próprios roteiristas já disseram q nao pretendem faze-lo. Isso pra mim é mais do que canalhisse mas prova irrefutavel que os mistérios levantados nunca tiveram uma resposta pensada, mas jogadas ao vento para manter a (decrescente) audiência.

Infelizmente creio q depositamos confiança em quem é incapaz e com desinteresse de tal.

Irrita a postura de muitos fãs que tripudiam com arrogância os criticos da série. Tratam como se fossem os unicos espertos, inteligentes ou entendedores de algo brilhante q os outros não vêem.

Criticar Lost a esta altura é apontar uma evidente falta de coerencia na série. São pertinentes os exemplos citados pela reportagem sim!
- os numeros são relacionados aos "candidatos" mas pq apareceram recorrentemente ao longo da série como na loteria, na escotilha, pro sujeito "amaldiçoado" q Hurley conheceu, na quilometragem do carro do mesmo ... ?
- apariçoes dos mortos tanto na ilha ou fora dela, qto em cargueiros e sonhos
- pq as pessoas são especiais (deve ser explicado) para estarem na lista de Jacob, mas pq alguns são e outros não são escolhidos para fazer parte do Templo
- ligações com mitologia egipicia
- Walt especial

Assim como o autor da reportagem, eu sei q muitas questões ainda podem ser respondidas, mas só mostram que a ausência destas e outras são essenciais para a definição se esta é uma grande história bem pensada ou construída por charlatões.

A suposição de muitos mistérios é inevitável e compreensível, mas aceitar passivamente a não elucidação de tantos temas q prenderam nossa atenção por tanto tempo é sinal de subserviência a incompetência alheia, e é isso q o articulista da Folha, varios colegas do blog e eu apontamos com respeito sem desqualificação dos demais interlocutores, mas apresentando questionamentos válidos.

Alejandro disse...

DAVI, queria te fazer uma pergunta. Primeiramente, não gostei da explicação dada aos números. Como já foi dito, a assosciação dos números a cada um dos candidatos, é apenas mais uma vez em que os números aparecem, como na loteria, na escotilha, no computador... etc etc. Inclusive, se for só isso, pq o colega louco do Hurley se desesperou tanto quando soube que ele usou os números pra Loteria? Não achei bacana a explicação.


Porém, o que eu queria te perguntar é o seguinte. Não adianta chorar sobre o leite derramado. A "explicação" vai ser essa e acabou. Então, aceitando essa explicação como a definitiva, você não acha que mesmo ela é fraca demais? Digo, ok... cada número está assosciado a um candidato. Mas porque o Locke é o 4? Por que ele não poderia ser o 8? (se é esse mesmo, agora esqueci). Porque o Sawyer é justamente o 16... e digo mais... pq esses números, e não outros? Pq não poderiam ser, por exemplo, 5, 10, 17, 28, 33 e 48? Concorda? Mesmo aceitando essa explicação, ela não define porque são justamente esses os números, e porque cada candidato está assosciado ao seu número. Ela apenas os assoscia indiscriminadamente, sem explicação! Não sei se consegui ser claro.

Isso, pra mim, tem cara de que foi tentado arrumar uma explicação, e simplesmente não conseguiram. Tá com cara de, "Ah, vai assim mesmo".

O que você acha???

Abs.

Ghoul disse...

Infelizmente, ao meu ver, Lost só tem uma definição: "Uma série que soube apresentar mistérios melhor do que revelá-los". O grande barato da série foi poder agradar vários públicos, com uma temática única e narrativa inovadora (ou pelo menos pouco conhecida). Quem gosta de série dramatica, adora Lost, pois tem as relações inter pessoas muito forte, quem gosta de séries de suspense, adora Lost pelos mistérios. O problema, pelo menos para mim e a grande maioria das pessoas que conheço, que Lost atraiu justamente pelo lado misterioso.

Os produtores "enganaram" sim os telespectadores, quando logo nas primeiras temporadas prometeram respostas minimamente reais para os mistérios. Concordo plenamente quando disseram aqui que hoje, os mistérios revelados podem ser qualquer coisa que os produtores quiserem! Jacob é um perfeito catalizador para isso, veja bém, os números? Pq Jacob quis. A estátua quebrada? Pq Jacob chamou o navio. O Black Rock no meio da selva? Pq Jacob quis. O avião ter caido na ilha? Pq Jacob quis (e quando pensávamos que era por causa do Desmond, éramos felizes e n sabíamos).

Ricardim disse...

A pergunta que doeu mais foi: "O que aconteceu depois que Juliet fez a bomba explodir?"

PELOAMOR DE DEUS..

Esses caras assistem LOST pela GLOBO? Só pode ser.. eles devem estar esperando JAN2011 para saber o que aconteceu ....

Tronxos...

PArabens a vcs do dude que sao superiores á essa materia fraquissima. ( embora isso não é muita vantagem né?)

Abraços

Ricardim Ventura

V.Kraus disse...

A matéria da Folha é tosca, mas as tuas respostas também são, então não dá pra defender nenhum lado.

Já sobre a série, assisto por obrigação de ver o final, mas não me empolga desde a segunda temporada (com excessão dos episódios do Desmond, que acho que é a única subtrama decente)

Não recomendo para ninguém assistir, infelizmente é tempo perdido.

faBRicio disse...

Muito bem, tem toda razao no tom indignado do post. A matéria da Folha foi ridícula.

Mas nao posso concordar com uma das respostas sugeridas aqui no blog: o porquê dos símbolos egípcios nao pode significar apenas que a ilha era habitada a tempos tao antigos quanto os dos construtores das pirâmides.

Pelo motivo simples de que o povo egípcio nao tinha a menor condiçao de atravessar a Ásia inteira e ainda o ocenao índico e/ou parte do pacífico para chegar ilha de Lost, nao é mesmo?

Daniel Nunes disse...

Esta semana não tem episódio mas tem babado e confusão online! kkkk! Ratinhoooooo! :D

Um abração Davi e Ju! Take care yourselves!

Denis disse...

Ah pessoal, sinto muito, mas sou fã de lost e acompanho desde a primeira temporada. É fato que os produtores de Lost deixaram MUITO a desejar na conclusão de muitas coisas relacionadas a série. Dúvido que consigam explicar muitas das dúvidas que eu como fã tenho. Não acredito que tietagem em relação a série faça com que Lost tenha se tornado apenas mais uma forma de ganhar dinheiro. Na minha opinião, é RIDICULO o q os produtores estão fazendo. Apoio totalmente a matéria e se fosse por mim, TUDO deveria ser solucionado, e não apenas a questão do "mundo paralelo", como já li por ai. Abraço

Gustavo disse...

E pior é que daqui a duas semanas vamos ver o que promete ser um dos melhores episódios da série 'Across the Sea', provavelmente estaremos aqui repercutindo, elogiando e comentando como foi surpreendente a revelação de novas respostas...
Ai os caras que só se ligam nos defeitos vão estar lá escondidinhos assistindo e pensando: "caraca véio! que episódio sinistro!"... nessa hora a última coisa que eles vão pensar é por que os outros falam latim ou quem enviou os mantimentos pra ilha... Essas mesmas pessoas vão acompanhar até o último episódio...
Pode ser até que curtam, mas sempre na surdina pra não dar o braço a torcer...
E quando é que esse povo aparece?
Basta um post como esse, sobre uma crítica, que eles atacam nos comentários pra esculachar a série!

Quero ver levantar argumentos de que Lost desandou num post tipo o 'comentarios do ep' aqui no Dude, quando geral ta na euforia, recém impactados por mais um bom ou ótimo episódio e todo mundo é só elogios!
Pense, o cara fica focado no que não foi explicado e nos erros de continuidade, mas assite o episódio, vê que foi muito bom, é surpreendido... mas na primeira oportunidade que tem diz: "Eu perdi meu tempo, eles não revelaram porque os Outros falam latim!"...

Só falta falar: "Eu sou fã de Lost, mas Lost é uma merda"... ou tipo... "Lost é uma merda, mas é a melhor série de todos os tempos."

Vai entender...

Gustavo disse...

@ V.Kraus ... como é que é? assiste por obrigação?! alguém tá te forçando a assistir a série cara? Não permita isso, liga pra polícia!! .. .KKKKKKK KKKKK

Anônimo disse...

estava assistindo novamente a terceira temporada e no episódio 3.07 Not in Portland, a Juliet mata o Pickett e no episódio 3.09 Stranger in a Strange Land a Juliet vai a julgamento por ter matado o Pickett, e pelas regras dos Outros, um Outro não pode matar um outro Outro, o que é parecido com o que o Ben fala com o Widmore no episódio 4.09 The Shape of Things to Come, que eles não podem matar um ao outro, então será Ben e Widmore não poderia matar um ao outro pelo fato de serem membros dos Outros e como membro dos Outros ele não poderiam matar outro membro dos Outros

Davi Garcia disse...

V. Kraus, infelizmente parece que você não entendeu a intenção das 'respostas', mas tudo bem. É direito seu achá-las toscas. Respeito isso.

Agora, cá entre nós, já que não tem ninguém lendo isso aqui, que tipo de ameaça você sofre desde a segunda temporada? Cara, deve ser uma tortura terrível ser obrigado a assistir algo que você não gosta há 5 anos 'só' para ver o final. ¬¬

@ Alejandro, não vejo os números como algo que tem poder como você colocou, mas é inegável que ganharam uma dimensão maior do que deveriam, penso eu, e isso, claro, foi culpa dos fãs e em parte dos roteiristas também. Eu realmente fiquei satisfeito com a resposta dada, mas não acharia ruim se ainda conseguissem dentro da série amarrar o significado que deram a eles no ARG Lost Experience, que foi onde os números se associaram à equação de Valenzetti (que supostamente previa o fim da humanidade) e à Hanso/Dharma, o que na trama da série inclusive explicaria o motivo deles terem sido usados na Cisne e etc. Com relação ao Leonard Sims (o cara do hospício), só nos resta especular (e aqui é puro achismo mesmo) que sua obsessão por saber o que aquela sequência significava acabou levando-o à loucura. Já sobre o Hurley ter conquistado o prêmio da loteria com eles, não consigo imaginar nada diferente de um recurso utilizado no início da série para alimentar a suposta importância deles para a trama. Fora isso, dizer que foi uma imensa coincidência não seria tão exagerado para uma obra de ficção.

Abraço a todos!

elen crsitna disse...

odiei o texto da folha, quem escreveu nao assste Lost.

Marcos A. Gonçalves disse...

Qual a razão de os Smurfs serem azuis?

Qual o propósito oculto (o verdadeiro, ultra secreto e que desencadearia uma revolução) que trouxe o E.T. para a Terra?

Por que He-man, que tanto combatia seu inimigo Esqueleto, recebia sua força de um tal de Gray Skull?

Por que, aqui na televisão brasileira, o plural de "brother" é "brotheres"?

Questões que não foram respondidas, e que provavelmente nunca serão... Meu Deus, como é que puderam fazer isso com a gente? Afinal desprezar a opinião do público e definir arbitrariamente que os Smurfs seriam azuis é inadmissível.

-----------------------------------
Bom...
Acho que já posso publicar algo em um jornal. Mas porque eu deveria fazer isso? Será que existe uma resposta? Deixa pra lá...

Alejandro disse...

UMA PEQUENA FALHA DE ROTEIRO

To assistindo tudo de novo, desde a primeira temporada, e estou no meio da quinta (ao mesmo tempo em q assisto a sexta, é claro).

No episódio LA FLEUR, da quinta temporada, o início do capítulo mostra o que seria o último LOOP do tempo, já que logo depois, Locke consegue arrumar o problema (Gira o timão que tinha soltado, e ficava causando os pulos no tempo).

Pois bem... a essa altura, o Locke já está no meio do poço de água, fazendo um rapel, quando ocorre mais um clarão. Após esse clarão, Sawyer, Miles e não lembro mais quem, vêem a estátua inteira na ilha. Ou seja, como vimos depois em Ab Eterno, eles devem ter sido transportados para antes de 1800 e bolinha, que é quando o Black Rock destroi a estatua.

Pois bem. Nesse mesmo momento, Locke cai no chão (por causa do clarão) e quebra a perna. Quem é que aparece para socorrê-lo? CHRISTIAN.

Como sabemos, Christian era o MIB (como foi esclarescido no episódio passado).

Esses dois fatos ocorrem ao mesmo tempo. Logo, entende-se que o MIB incorporou Christian, em 1800 e bolinha (pois é a mesma época que, na superfície, a estátua está inteira).


Mas, como foi dito, o MIB só consegue se transformar numa pessoa que já morreu. E em 1800 e bolinha é difícil Christian já ter morrido, pois ele nem nasceu, hehehehe


Enfim... uma curiosidade que resolvi comentar com vcs.


(se estiver errado, me corrijam, por favor).


Abraços!

João disse...

quando li a reportagem começei a xingar muto. muitas coisas que são falado, como as "perguntas" ja foram respondidas. Reportagem muito ruim!!!

raposa disse...

Engoliram tramas, não necessariamente de mistérios a serem revelados. Simplesmente abandonam as tramas.

Wagner Souza disse...

Eu me pergunto: O que é ser um fã de Lost? Será que sou um? Assisto a série, acompanho esse blog há tempos, ouço os dudecasts, também acompanho o blog Teorias Lost, assisto os episódios mais de uma vez, enfim, é aceitar tudo que os produtores fazem, entender que usam recursos narrativos, simplesmente, para criar mistérios e prender os telespectadores e depois mudar o foco, e aceitar que tal assunto não tem mais relevância para o desenrolar da história, como os números, por exemplo, só para citar um, quando no começo ventilavam que tudo teria uma explicação? Então não sou um fã, apenas gosto da série e, todo esse tempo que tenho vindo aqui foi por engano.

Não estou dizendo que tudo tem que ter uma resposta didática, nem acho isso legal, mas certas coisas, voltando aos números, deveriam ter uma explicação melhor do que a que foi dada, até agora.

Eu entendo que a série aborde vários assuntos, isso é ótimo, sou um daqueles que a acompanha desde o começo, pelos mistérios e também pelas histórias de algumas personagens, e levando em conta a minha BURRICE, não consigo ver que as 3 ultimas temporadas já estavam pensadas pelos produtores, e o Jacob como o conhecemos hoje, também foi criado posteriormente como “recurso” para explicar várias coisas, sei que essa opinião também é irrelevante, e honestamente não muda o meu apreço pela série.

Sou Brasileiro, Corinthiano e não desisto nunca... acredito que teremos um grand finale...

Ah! Para finalizar. Eu compraria esse livro “Lost for Dummies”, se fosse publicado (apesar de não assistir a rede globo e muito menos big brother), pois, é comum em vários comentários de vários posts, desse blog, alguém escrever que, “até agora depois de 6 temporadas, tem gente que não entendeu a proposta da série”, acho que sou um desses.

Abraço a todos!

O Professor e o Palhaço disse...

Eles deveriam ler esse blog... ah, aproveitando... http://videolog.uol.com.br/video.php?id=503578

Liza disse...

Poxa, fiquei com dó do cara aí em cima que assiste Lost por obrigação... até imaginei ele com uma arma encostada na cabeça por tantos anos, que tormento!
Só não entendi se ele lê E comenta aqui no blog, por obrigação tb?... tadinho tanta coisa coisa que poderia ter feito com tantas horas perdidas se não tivesse sido obrigado a ver todos os episódios de Lost...

Kelli Souza disse...

NUMEROS:::::

**No episodio Lighthouse, os números são os graus da circunferência onde se encontra o espelho do farol. Cada grau corresponde a um número, sendo então de 1 a 360.

**Cada grau espelhava um cenário no mundo fora da ilha. Com base nisso, alguem, muito possivelmente Jacob, escreveu o sobrenome de cada uma das pessoas que, aparentemente, ele escolhia dentro daquele cenário.

***Desta forma, 360 pessoas foram escolhidas. A medida em que algo ocorria com essas pessoas o cenário não era mais refletido no farol, então seus nomes eram riscados.


E como sabemos que Jacob esteve presente na vida dos candidatos, não é preciso muita pratica, nem tão pouco habilidade pra sacar a influencia dele no cruzamento da vida dos personagens.

Luiz Felipe disse...

Me diverti muito até aqui... Hoje foram lendo esses 186 comentário...
V. Kraus...entendo perfeitamente o que você fala...sou quase isso...hahaha... Ghoul brilhantes comentários.....hehe também esperei muita ciência... Davi perto do fim de uma grande jornada... meus parabéns meu nobre...desde a ótima escolha do nome do blog até um monte de coisa que me apareceu muito BOP(baba ovo de puta)rs...desculpa a intimidade...hehe...mais como por exemplo...se vocês não tem uma resposta melhor para os números...pq essa resposta rasa até aqui não pode servir... bom... quem sabe seja isso ... a resposta está lá no fundo mais vocês ainda não viram...vou a minha explicação dos números...e com o Desmond não acabou o seu compromisso com a ilha... A dharma usava os número por causa da equação matemática que impedia o fim do mundo...o livre arbítrio de Desmond de não ter os digitado uma vez fez com que os números 4 8 15... que representam cada personagem que pode vir a substituir Jacob fossem parar na ilha...para impedir que MIB saisse da ilha que seria o fim do mundo...
logo DHARMA=Ciência=Equação matemática=fim do mundo=MIB ...
me sinto satisfeito assim... ou seja Jacob e MIB já tiveram infinitas faces ao longo dos anos...Agora a de MIB é Locke ...como se Jacob já tivesse tido vários faróis ao longos dos anos ...e agora nessa volta da circunferência esses eram os escolhidos para impedir o fim do mundo... Desmond está arcando com o peso que seu livre arbítrio causou... sinto receio e ao mesmo tempo não para saber como realmente tudo vai ser resolvido... mais vamos lá...apropósito qualquer dúvida a mais é só perguntar....hehe

Aline disse...

Quando li a matéria da Folha, também achei uma porcaria e me surpreendi pelo fato de não ter visto aqui nenhuma menção a ela no dia 25, quando foi publicada. Já imaginava que ia ter uma repercussão grande, mas não que algumas pessoas de fato defenderiam uma matéria feita aparentemente sem nenhuma pesquisa aprofundada. Mesmo que algunas perguntas não tenham sido respondidas pela série (e acho que muitas ficarão sem resposta), este artigo fala mal mas não explora argumentos convincentes pra isso. Na minha opinião, mais do que responder perguntas, o que realmente me agradou em Lost ao longo dos últimos seis anos foram os recursos narrativos de que ela se utilizou para contar uma história: os flash backs, tão comuns na literatura, foram na maior parte das vezes usados muito bem, de uma forma que prendeu o espectador (pelo menos a mim). É difícil manter uma história por tanto tempo com base só nesse princípio. Isso sem falar na sacada dos flash fowards e até mesmo a realidade paralela, que ainda não está totalmente clara mas que me parece, sim, a alternativa mais sensata neste ponto da história. Não sei se todas as respostas virão, mas acho que a maior parte das perguntas foi bem colocada, e isso pra mim já vale a série inteira.

Rico Bacelar disse...

é por isso que eu prefiro o ESTADÃO!!!

Agora Davi, vc estava no 455 ontem por volta das 18:00, na saída do Aterro? Acho que sim, só não parei pra falar por causa do bus lotado!

Fote abraço

cinecafe disse...

Dos mais de dois anos que acompanho o blog, esse foi de longe o pior post de todos. Davi, você tem se tornado ligeiramente fanático ao defendar a série, tanto de coisas que ela realmente merece ser defendida, quanto de suas falhas. Ora, é óbvio que há certa relevância em cada uma das perguntas apontadas por você como "estúpidas". Você criticar o colunista da folha por questionar o latim na série não vai mudar o fato de que tudo o que foi construído em duas temporadas sobre os outros foi logo sendo jogado por terra com o passar dos anos, até chegarmos nesse ponto risível que estamos agora: um bando de patetas sem interesse nenhum, que por algum motivo falam latim e vivem protegendo a ilha com sabe-se lá o que sabe-se lá como. Esse é só um exemplo.

ACHO, Davi, que é hora de VOCÊ começar a pensar e a aceitar que Lost não vai agradar todos os fãs. E esses fãs descontentes não serão, necessariamente, mais burros que você. São, acima de tudo, fãs que se decepcionaram com o que lhes foram entregues, independentemente de terem entendido ou não a proposta da série, se é que a essa altura a gente pode dizer se existe só uma.

obs: por enquanto eu não estou nem perto de ser um fã descontente. muito pelo contrário.

Doraemon disse...

Ah, Gustavo. A série pode ser a melhor de todos os tempos e uma merda ao mesmo tempo. Assim como eu posso ser fã de uma coisa ruim.

O primeiro caso é que nem Michael Jackson. O cara é o rei do pop, e vc tem de respeitá-lo por isso. Você pode achar a música dele horrível, mas vc tem que respeitar a qualidade dele.

Por outro lado, você pode ser fã de gore movies ou de chaves. Todo mundo sabe que é tosco e tem mil defeitos, mas o carinho que despertam não tem igual para quem gosta (alguém viu o presente que deram pro seu barriga?).


Assim, a moral da história é: quem critica também é fã, porque quer que a obra a que ele assiste e tanto gosta seja perfeita. É que nem a mãe que vive enchendo o saco do filho. É chato, mas é com carinho.

Uma grande parte dos fãs é que nem o Christian com o Jack (criticam o filho, não botam fé, mas no fundo o amam). A outra parte é que nem o Jack com o filho (não importa o que fizer, não tem como falhar comigo).


Eu prefiro caminhar no meio termo. Os extremos sempre são equivocados.

Doraemon disse...

faBRicio disse...

"o povo egípcio nao tinha a menor condiçao de atravessar a Ásia inteira e ainda o ocenao índico e/ou parte do pacífico para chegar ilha de Lost, nao é mesmo?"

A ilha se move, não?

Doraemon disse...

Alejandro disse...

"Pq não poderiam ser, por exemplo, 5, 10, 17, 28, 33 e 48?"

Me intrometendo na pergunta.

Se os números dos candidatos RESTANTES fossem esses, os números malditos seriam esses.

Creio que os números na vida dos losties são reverberações dos números dos candidatos.

Como pelo teste (sabe-se lá qual) só passaram esses seis, esses números passaram a reverberar pelo tempo.

Daí sua constância, seja na equação valenzetti, seja na tampa da escotilha. Seja nos números a serem digitados. Seja na transmissão de rádio. Seja na loteria. Seja na vida dos losties.

Você já assistiu a 23, com Jim Carrey? Algo do tipo.

Agora, falar que os números ganharam importância em demasia eu discordo veementemente. O enredo focou esses números desde o começo da série.

Agora, mais do que saber o que são os números (acho minha teoria cabível, oq faz com que a resposta seja satisfatória pra mim), o que quero saber é PQ justo essas pessoas foram consideradas as candidatas restantes e não as outras pessoas.

Hugo_O disse...

@Marcos A. Gonçalves: acho que não tem nada a ver comparar Lost com esses outros shows (ET, He-Man, Smurfs). Em todos esses casos e mesmo que quem assiste não saiba o que é formalmente um axioma, é isso que todas essas coisas que vc citou acabam sendo: premissas que todos assumem como consenso, sem questionar. Em nenhum momento esses outros shows nos induzem a estas questões. Em Lost é completamente o oposto. Questões como 'Onde estamos?', 'Vocês viram aquilo?', 'Afinal, o QUE é vc?', 'Quem construiu aquilo?' são jogadas pelos próprios personagens o tempo inteiro, nos induzindo a pensar e logo, pensar em respostas. Agora como cada um lida com isso (querer uma resposta pronta, se satisfazer com uma indicação ou não ligar, simplesmente) é que varia.

«Mais antigas ‹Antigas   1 – 200 de 274   Recentes› Mais recentes»