01/04/2010

Ep. 6x10 "The Package" - Easter eggs, curiosidades e repercussão

É razoável dizer que “The Package” não foi assim tão empolgante, contudo seria muito injusto dizer que tenha sido dispensável. Com mais da metade da temporada concluída, esse décimo episódio lançou pequenas e importantes dicas sobre o que moverá a reta final dessa última temporada revisitando certos conflitos e principalmente, através da personagem Zoe, o aspecto científico da trama que alguns prematuramente já julgavam esquecida em detrimento do elemento religioso incutido pela representação de Jacob e do homem de preto/monstro. Desse episódio, ainda me arrisco a dizer que a exemplo do que acontecerá com tantos outros tachados como fillers, também esse centrado no casal de coreanos ganhará outra percepção quando a série se encerrar. Exagero de fã? Pode ser, mas que mal há nisso?



Tudo bem que já havia ficado implícito que para que o plano de (F)Locke dê certo, os candidatos que restam precisam desempenhar algum papel específico, certo? Assim, depois de tentar ganhar a confiança de Sawer, Sayid e Kate (que nem é candidata na verdade), nem chegou a ser tão surpreendente ver (F)Locke utilizando do mesmo argumento sedutor de promessas para tentar ganhar a confiança de Jin, que se revelaria (como a vigilância noturna já indicava) parte importante também para o propósito de Widmore na ilha.

Leia mais...

    Da primeira sequência na realidade paralela, um reflexo indireto do que o casal de coreanos vivencia na realidade da ilha: se lá eles são um casal separado pela distância física, nesses flashsideways estão próximos, mas não juntos, já que casamento formal de outrora não faz parte de suas vidas como a cena do check in no hotel deixa evidente. Ah, por falar em hotel, que tal o número do quarto de Jin naquela ocasião? 842, que não só formam uma combinação dos números, bem como faz referência direta àquela associado ao um dos Kwon, o 42 que vimos na caverna e também no farol de Jacob.

    Não sei vocês, mas confesso que esse estado semi zumbi do Sayid me incomoda. Não pela história em si, que deve ter um propósito, mas pelo personagem, que se sempre teve conflitos pessoais severos, pelo menos deixava o sentimento transparecer quer fosse pela raiva, pela dor ou pelo simples espírito de solidariedade que demonstrava com os demais losties. Dito isso, por enquanto ainda vou preferir acreditar que suas palavras ao (F)Locke, “não sinto nada”, tenham sido apenas uma colocação precipitada de alguém que está confuso e anestesiado em preparação para as coisas que estão por vir, conforme destacou o próprio (F)Locke. Volta Sayid bad ass. Esse seu modo zumbi não tá com nada!

    Decidido a encontrar Sun, Jin deixa clara, em conversa com Sawyer, sua falta de confiança nas promessas de (F)Locke, que ausente do acampamento não presencia o ataque de dardos tranquilizantes perpetrado pela equipe comandada por Zoe, que logo identifica seu alvo: o marido de Sun.

    Se Lost não fosse uma obra de ficção, daria até para ficar com pena de Miles e de Lapidus, dois personagens que até aqui só aparecem como acessórios de cena, hora jogando alguma coisa (cartas, nesse episódio) ou, no caso específico do vidente, soltando alguma piadinha ácida como a que usou para definir a chance de Hurley de encontrar Alpert, “a menos que ele esteja coberto de bacon, não vai localizá-lo.”

    Da parte séria da cena, o que vale destacar é a descrença de Ben sobre um eventual retorno de Alpert, assim como a reação raivosa de Sun, àquela altura já cansada de esperar e daquele papo de Jacob e etc.

    Em seu antigo pomar, os sentimentos de frustração de Sun são expostos de forma bem objetiva quando ela logo trata de diminuir a tentativa de Jack de convencê-la que eles poderiam estar naquela ilha por um motivo maior. “Eu não me importo se o Alpert vai voltar ou se eu sou uma candidata. Não quero saber de objetivos ou de destinos”, diz ela na melhor tradução de alguém que simplesmente não escolheu ter que vivenciar tudo aquilo. Reação aliás, que me parece ser bastante coerente com a trajetória da coreana e de Jin por tabela, claro, que sempre se mantiveram mais alheios a esses elementos que a série explorava em maior ou menor grau ao longo das temporadas.

    Sem abrir mão da sensualidade, a cena que revelou o envolvimento amoroso às escondidas de Sun e Jin, serviu também para justificar o comportamente machista do coreano dentro do voo Oceanic 815, era só sua preocupação em não chamar atenção de uma eventual vigilância. Aliás, muito mais sereno que sua versão pré-ilha, o Jin dessa realidade paralela se mostra bem menos intragável que aquele que conhecemos lá no início da série, o que não deixa de ser curioso.

    Visitada por (F)Locke, e a exemplo do que ocorrera com seu marido, Sun ouve uma proposta sedutora de seu interlocutor, que dizendo poder levá-la até Jin, argumenta que jamais a obrigaria a fazer algo que ela não quisesse, promessa que rapidamente é posta em cheque na sequência em que dizendo não confiar nele, ela foge sendo perseguida floresta adentro só para bater de cabeça num tronco de árvore no melhor estilo pastelão a la Chaves. A pancada de Sun aliás, foi bem conveniente para justificar sua dificuldade em se comunicar mais tarde.

    Se na realidade dita original Sun pensava em usar sua viagem a LA para fugir de Jin, nessa paralela ela quer fugir, mas com ele, que temendo ver o romance às escondidas dos dois sendo descoberto, fica com um pé atrás. Nisso, Keamy, Omar e dessa vez até Mikhail Bakunin ressurgem na história obrigando Sun a buscar uma alternativa (pagar os US$25 mil devidos) que pudesse manter o segredo intacto. “Apenas me traga o dinheiro e vamos viver felizes para sempre”, prometia Keamy sem mencionar que Paik já estava ciente da aventura da filha. Aliás, vale como curiosidade destacar que em sua promessa, Keamy fala justamente o nome do próximo episódio, “Happily Ever After”.

    Ah, e outro ponto que não pode deixar de ser comentado diz respeito a mais um personagem se encarando na frente de um espelho ainda que de forma breve. Obrigado srs. roteiristas da série, já deu para sacar que essa referência não surge à toa dentro dos flashsideways.

    Ok, vamos combinar que foi no mínimo curioso ver (F)Locke confuso e de certa forma preocupado ao encontrar a bagunça em seu acampamento? Será que vendo as ameaças que se apresentam ele terá que improvisar? Daquela sequência, uma coisa me parece evidente: ao deixar claro seu interesse pelo paradeiro de Jin, (F)Locke sabe que o coreano pode ser decisivo para por em risco seu plano de sair da ilha. Ou não?

    Vocês ainda lembram da sala 23 da estação Hidra, né? Aquela onde Alex, Sawyer e Kate encontram Karl, que àquela altura servia de cobaia para os testes conduzidos ali. Pois é, capturado por Zoe, foi ali que Jin se viu mantido preso onde experimentou, mesmo que por breves segundos, o que sua captora diria ser testes de mensagens subliminares. Com que objetivos, difícil precisar, mas com mensagens do tipo, “Pense na sua vida” e “Somos a causa do nosso sofrimento”, aquilo mais parece uma mensagem de auto ajuda saída da idelologia de Jacob, do que um mero teste psicológico da Dharma, certo?

    Confesso que quando Zoe surgiu mostrando aquele mapa da Dharma que identificaria os bolsões de eletromagnetismo da ilha, não entendi o que o nome de Jin poderia estar fazendo associado a ele conforme ela afirmou. Contudo, bastou um breve exercício de memória e a coisa ficou clara: durante seu tempo como funcionário Dharma, Jin trabalhou como auxiliar de Radzinski, que por sua vez era uma espécie de coordenador da construção da estação Cisne. Agora, como esse mapa teria saído da ilha? Através de Daniel Faraday, talvez? Vale lembrar que ele passou um tempo em Ann Arbor, a sede da Dharma fora da ilha. Tudo muito bom, mas a pergunta que não quer calar: o que os tais bolsões de eletromagnetismo teriam a ver com a suposta missão de Widmore na ilha? Palpites?

    Tentando recuperar uma vantagem estratégica para seu plano, (F)Locke prepara Sayid para auxiliá-lo no que faria mais tarde na ilha Hidra. Nessa mesma sequência, ao dizer a Claire que ela não era dispensável, ele indica que Kate só lhe seria importante para ajudá-lo a colocar 3 pessoas (Sun, Hurley e Jack, claro) dentro do Ajira, e que depois disso, ‘coisas poderiam acontecer’, o que de certa forma provavelmente alimentará na confusa loirinha, a ideia de eliminar Kate, que para ela seria uma rival no coração de Aaron. Maquiavélico esse (F)Locke? Nada, imagina.

    Também daquela sequência do acampamento, Sawyer faz a pergunta que muitos de nós já fizemos: se (F)Locke é o monstro e quer sair da ilha, por que não o faz simplesmente voando? “Você acha que se eu pudesse fazer isso, ainda estaria aqui?”, diz ele provando mais uma vez que ainda há algo muito importante a ser feito para que seu plano possa ser concluído. O que exatamente? Matar todos os candidatos? Simplesmente tirá-los da Ilha também ou algo mais inesperado por nós? De novo. Palpites?

    Tudo bem que foi muito emocionante ver Ben se arrependendo dos grandes erros de outrora, mas conhvenhamos que chega a ser estranho ver o personagem dando uma de bonzinho renovado, não? Até a Ilana, que pouco o conhece, já se mostra vacinada a não aceitar tudo o que o cara diz como verdade como aconteceu na cena em que ele explicava como havia encontrado Sun na floresta.

    Também curioso, é perceber que a exemplo do que já havia ocorrido na 5ª temporada, Miles continua sendo o personagem que ao questionar situações convenientemente estranhas e/ou confusas, funciona como espelho do espectador cético com o desenvolvimento da trama. “Ela bate a cabeça e esquece inglês? Devemos acreditar nisso”, pergunta ele, só para ser imediatamente interpelado por Lapidus, “olha quem pergunta, o cara que ouve mortos”, no que claramente funciona como um recado indireto dos roteiristas para quem questiona certos desdobramentos ditos absurdos ou exagerados, mas aceita outros igualmente inexplicáveis.

    Ainda daquela sequência toda, é claro que destacar o retorno de Richard Alpert é mais do que necessário, afinal, nào me restam dúvidas de que o iminente confronto que se desenha, terá esse personagem como figura chave. Ou alguém duvida disso?

    Tá, pode ser pura besteira minha, mas toda vez que vejo alguém pegando aquela canoa para fazer a travessia entre as ilhas, imagino se não veremos a explicação para aquela cena da temporada passada quando durante um dos saltos, Sawyer, Juliet, Miles, Faraday, Locke e cia foram perseguidos e atacados a tiros por outra canoa. Será que ainda veremos menção àquilo?

    Já na ilha Hidra, separado pela cerca sônica (F)Locke conversa com Widmore, que em poucas palavras resume aquela entidade: uma combinação de mitos, histórias de fantasmas e barulhos na floresta. Daquele papo, constrói-se a ameaça velada de que a tal guerra mencionada, de fato está mais perto de acontecer, do que parece. Mas por que Widmore, que até então se mostrava um homem de caráter duvidoso, parece seguir a mesma agenda de Jacob? Por que é tào importante impedir o monstro de sair da ilha se até então enxergávamos no pai de Penny apenas um homem cegado pelo desejo de ter poder sobre aquele lugar?

    Expondo de vez seu profundo descontentamento com todo aquele papo de monstro, candidatos, missão de ‘salvamento do mundo’ e etc, falando em coreano (por conta de sua afasia), Sun reage com muita veemência ao dizer a Alpert que não iria ajudá-lo a destruir o avião Ajira, afinal, a única coisa que realmente importava para ela era encontrar Jin e levá-lo para casa.

    Ao lado de Mikhail Bakunin, Sun descobre que seu pai, Woo-Jung Paik, encerrara sua conta ‘secreta’ transferindo o saldo para uma conta em Seul. Enquanto isso, preso no refrigerador , Jin testemuna Keamy mandando Omar pegar o ‘árabe’, que conforme já sabíamos, tratava-se de Sayid, e ouve (sem entender, é claro) seu captor revelando o real propósito do pagamento dos 25 mil dólares: recompensa de Paik para para matar Jin.

    Daquela cena, há uma pequena (e na minha opinião desnecessária) controvérsia levantada por algumas pessoas, que juram ter ouvido Keami dizendo o seguinte a Jin quando decide amarrá-lo, “just in case you figure out what's about to happen to the ISLAND.'' Ou seja, só como precaução, caso você descubra o que está para acontecer à ilha, o que poderia, segundo essas pessoas, significar que Keamy já saberia da conexão existente entre as duas realidades.

    O que ocorre, é que Keamy NÃO fala Island / Ilha aos 29:50 do episódio. O que ocorre é que seu intérprete, Kevin Durand, parece sempre falar com uma batata na boca dificultando o claro entendimento do que diz. Sendo assim, não se deixem enganar, o que Keamy fala é exatamente o que a legenda do episódio aponta: “só como precaução, caso você descubra o que está para acontecer com você.” O que por sinal é totalmente coerente com a situação de Jin, que de fato estava prestes a ser eliminado.

    Na cena que marca uma breve discussão, descobrirmos que Zoe é uma geofísica (olha a ciência dando as caras na trama de novo!) quando ouve Widmore pedindo a ela que leve o ‘pacote’ para a enfermaria. Na sequência da cena, um momento genuinamente emocionante (Jin finalmente ‘conhecendo’ sua filha Ji Yeon através de fotos) seguido de outro que deixa no ar o gostinho de ‘agora vai’, quando Widmore diz que a saída de (F)Locke da ilha representaria o fim da existência de todas as pessoas que eles amavam lá fora, o que nos permite interpretar que (F)Locke represente simplesmente uma ameaça de extinção da humanidade. Por que? Quem sabe porque ele poderia dispersar toda carga eletromagnética no mundo provocaria flashs contínuos e de consequências inimagináveis?

    Revisitando a cena vista no episódio ‘Sundown’, Jin é de certa forma ajudado por Sayid a se libertar bem a tempo de dominar Bakunin, lutar com ele (lembram que os dois já haviam protagonizado um grande quebra pau em cena da ilha durante a 3ª temporada?) até finalmente matá-lo com um tiro no olho direito, justamente aquele que o russo parecia não ter na ilha. Coincidência ou dica da eventual ligação entre as duas realidades? Se sim, já daria até para começar a dizer que essa realidade vista agora seria de fato a original da história, não?

    Agora, como assim a agora baleada Sun revela estar grávida? Jin não era estéril? Hum...

    Confortando Sun ao dizer que vai tirá-la da ilha com Jin, Jack faz exatamente o mesmo (ainda que por abordagens distintas) que Sawyer faz do outro lado: pensar em tirar seus companheiros daquele lugar de forma definitiva.

    Ah sim, como muitos de vocês, eu também fiquei angustiado vendo a coreana desperdiçar tanto papel para se comunicar em inglês com Jack, mas não vou nem tentar fazer piada da situação porque as melhores já foram feitas pelo Untangled do episódio.

    “Estou preocupado, mas finjo não estar.” Traduzindo o sentimento de boa parte dos fãs mais impacientes com os rumos da trama, Sawyer conforta Kate (e esses mesmos fàs impacientes) ao dizer: “Tenho a sensação de que isso está quase no fim.”

    Omitindo parte de seu plano a Sawyer (o que pode significar que o ex-golpista já não lhe passa confiança), (F)Locke não revela o que acontecia na outra ilha naquele instante: Sayid, no melhor estilo James Bond árabe, flagrando o momento em que o ‘pacote’ que dá titulo ao episódio é revelado: Desmond!

    Dúvidas de que a trama volta a esquentar de vez já no próximo episódio?

    Repercutindo o episódio

    “Convenhamos: após Ab Aeterno ter elevado tanto o nível desta última temporada de LOST, centrar o episódio seguinte no casal Jin e Sun soou imaturo por parte dos produtores e roteiristas da série... Ah, sim, e então quer dizer que Desmond é o tal “pacote” igual Anthony Cooper também foi um dia? Que papel fundamental teria o “brotha” nesta guerra? Agarro-me nesse cliffhanger com todas as forças até a próxima terça.”

    Bruno Carvalho – Ligado em Série

    ***

    “Acho que este foi o primeiro episódio protagonizado por Sun e Jin que achei aceitável. Não foi genial ou mesmo muito bom, mas suficientemente interessante para ficar acima dos demais estrelados pelo casal (o que não quer dizer muita coisa)... Ainda assim, embora não tenha sido entediante, o episódio soou como filler na maior parte do tempo, como se os 41 minutos iniciais tivessem sido criados com o único propósito de armar a surpresa final, quando um velho personagem retornou à série.”

    Pablo Villaça – Cinema em Cena

    ***

    “ Não, eu não odiei “The Package”, mas o episódio não fez muita coisa. Foi mediano na melhor das hipóteses, ocasionalmente frustrante na pior. Assim, considerando que tivemos alguns bons episódios em sequência, era natural que surgisse um para colocar certas peças em seus devidos lugares ao passo em que explorasse temas e ideias que particularmente não achei tão envolventes.

    Maureen Ryan – Chicago Tribune

    ***

    “O episódio não foi tão empolgante, mas deixou pelo menos um senso de que a história está se movendo, de que Desmond está de volta, de que a alma de Sayid se perdeu, e que Richard finalmente tem um plano para ajudar o time de Jacob, mesmo que Jack esteja determinado a não deixar que ele o execute. Há objetivos distintos vindo à tona, muitas peças se encaixando, e se “The Package” não me deixou com o sangue fervendo, pelo menos me deixou interessado em ver como as coisas que explora vão funcionar no quadro mais amplo da trama. “

    Allan Sepinwall – What’s Allan Watching

    ***

    “The Package pode não ter avançado a trama da temporada o bastante para algumas pessoas, mas foi fascinante para mim ao deixar clara a noção de que alguma coisa grande e emocionante está prestes a acontecer. E ei! Desmond está de volta bem a tempo de ver tudo indo pro inferno…”

    Jeff Jensen – EW

    ***

    ”Ele ficou longe de ser meu episódio favorito da série ou mesmo da temporada, mas tampouco foi vitimado por decisões que derrubaram episódios de Lost no passado. Há certas coisas muito mais irritantes na série do que um episódio inteiramente dedicado a mostrar as pessoas dizendo o que irão fazer sem efetivamente entrarem em ação, afinal os responsáveis pela série sabem que a trama não pode se mover tão rapidamente. Dito isso, “The Package” garantiu um certo nível de diversão para mim.”

    Todd VanDerWerff – Los Angeles Times

    ***

    “Ok, nossos amigos voltaram ao centro da trama, ou mais ou menos isso, e agora eles estão se planejando para ir embora da ilha e/ou impedir o Locke-capeta de ir embora da ilha. O Locke-capeta quer juntar todos os canditados a novo Jacob para poder partir e, como Sawyer o fez esclarecer pra gente, não pode simplesmente se transformar no monstro de fumaça e sair voando por aí com todo mundo agarrado nele. Beleza. Aí o Richard quer explodir o avião. Oh. E agora?”

    Claudia Croitor – Legendado

    ***

    “Charles Widmore sabe muito bem o que está enfrentando. Ele sabe como se defender, e parece que Desmond é sua arma para atacar. Como isso? Não faço idéia, mas acho interessante quando lembro das palavras de Daniel Faraday sobre Desmond ser "especial", "as regras não se aplicarem a ele"...”

    Leco Leite – Teorias Lost

    ***

    “Episódios que não orbitam por grandes conceitos são raros na história de “Lost”, mas existem… e na maior parte das vezes são subvalorizados. Não que sejam passíveis de estar na galeria dos capítulos memoráveis mas, por simplesmente não estarem, isso os credencia a um limbo que é igualmente inadequado a eles. “The Package” é um exemplo típico deste grupo: embora menos charmoso do que a grande maioria – e isso fica ainda mais destacado por suceder o fortemente mitológico “Ab Aeterno” -, cumpre plenamente sua função de ser um “episódio de preparação”.

    Carlos Alexandre Monteiro – Lost in Lost


Acha que acabou? Dudecast #47 vem aí...

83 comentários:

Caetano disse...

Cara, eu adoro LOST, mas sinceramente, como eles conseguem fazer alguns episódios tão fracos assin, hein?
Deixar vir o 6x11 agora pra animar novamente....

Misora disse...

Parabéns aos coordenadores do blog. Faltam ainda 6 episódios, mas já estou triste com o final de Lost. Vou sentir muitas saudades disso aqui, sinceramente. Vocês estão fazendo um excelente trabalho, reunindo tantos fãs aqui e na comunidade (orkut) com discussões tão ricas sobre a melhor série que já assisti (opinião pessoal).

Marco Antonio DF disse...

Nem dá para comparar este episódio com o anterior, ab eterno, mas só de ver o meu personagem favorito, o brotha, fiquei satisfeito, e sei que estamos na reta final.
abraços a todos.

Brunno disse...

Eu gostei do episódio, como sempre gosto.
O que mais me dá vontade é de mandar essa Cláudia que fica falando mal dos episódios com argumentos infantis bem longe.

Marilia disse...

Eu SEMPRE acho que vão mostrar quem tava atirando na canoa! hahahaha

fer. disse...

Eu acho que é desnecessário essa espera por resposta em todos os episódios. Eu acho que a temporada está em um ritmo bom. Não adianta chegar e revelar tudo em poucos minutos, afinal, quando voce conta uma história, voce tem que criar todo um cenário para cada coisa que voce esta citando. O povo fala mal de episódios centrados na kate, do episódio Recon, e alguns até o Dr Linus. Sendo que na minha descartavel opinião, todos eles introduziram algo para explicar pequenas coisas.
Enfim! Nesse episódio, pela primeira vez a realidade paralela, pra mim, fez um pequeno sentido, quando Mikhail levou o tiro justamente no olho direito.

Adorei a constatação do Miles e a resposta do Lapidus.

Voces estao de parabéns com o blog, dude.

manvicjr disse...

Ok, Mikhail usa um tapa olho por um acidente na ilha e no sideway ele leva um tiro no olho.
Por que a mesma logica nao pode se aplicar a Sun?
Será que a veremos levando um tiro na ilha???

CONTO DO ESPELHO disse...

Aquela de Desmond ser o pacote e remeter como defesa para o mostro, gera um duvida: Será que Desmond é filho do mostro de fumaça...isso me lembra um mito antigo, de um cara que segue numa jornada em busca do pai que esta preso numa ilha.

Mari Silva disse...

Boa noite, acabei de assitir. Fico pilhada de entrar aqui mas só posso reaparecer após o ep, senao, não resisto e leio tudo antes. Nada demais, pra mim, ep meio previsível. Feliz que o Des voltou, torcia para que ele fosse o pacote, e pelo fato do Richard ter abandonado o delineador. sigo sem teorias, só na esperança... Vai fazer sentido, tem que fazer...

Guilherme disse...

Davi, sobre a cena do tiroteio entre as canoas na temporada passada, também espero dicunforça que apareça ou se mencione nesses próximos episódios finais. Sabe ou lembra se os roteiristas alguma vez já afirmaram se isso é relevante ou será revelado?

E lembre-se: o acampamento da praia estava abandona à época e só restavam duas canoas oq ue dava a entender que alguém havia chegado à ilha principal através delas... e nesse último episódio os losties estavam acampados e não haviam novos convidados.. AINDA!, rs

Babs disse...

Faço das palavras da @fer. as minhas!

O tiro no olho do Mikhail DEVE significar uma relação entre as duas realidades!

Além disso, a preparação do terreno é necessária, gente. Eu tô tentando curtir ao máximo, se o episódio é ótimo ou apenas mediano, é LOST, e tá acabando, e vai fazer falta!

Hugo_O disse...

Acho bastante coerente que o mapa apontado por Zoe seja de autoria de Jin. No passado, Sawyer com a confiança já ganha como LaFleur, incumbiu Jin para vasculhar a ilha em busca dos outros. Não seria estranho se ele usava sua influência p/ convencer Radzinski de que fosse Jin o cara para mapear os bolsões de eletromagnetismo, quando na verdade sua missão seria dupla. E de fato, até no 3.o ano vivido no passado, parece ter sido uma das principais atribuições do coreano.

Hugo_O disse...

Ah, só uma coisa: tô começando a ficar um pouco receoso de ler uns comentários aqui, que as vezes dão impressão de ter um pouco influências de spoilers. heheh

Liza disse...

...Kevin Durand, parece sempre falar com uma batata na boca dificultando o claro entendimento do que diz...

kkkkkk tive que ver as partes dele com legenda, não dá pra entender o q ele fala mesmo;

...eu também fiquei angustiado vendo a coreana desperdiçar tanto papel para se comunicar em inglês com Jack...

Eu pensei q fosse só eu a incomodada, já foi tdo o papel q tinha na ilha.

Prof. Marcio Bezerra disse...

Achei bom o episódio.

Tem gente (respeito a discordância, lógico!!) que parece um disco arranhado... respostas, respostas, respostas... caramba, cara, curte o episódio!!

Não especificamente aqui, mas vejo isso no blog volta e meia.

vamos ver esses episódios como preparatórios pra eventos mais amplos.

na minha humilde opinião, fica praticamente claro 2 coisas:

1)que o Flocke só pode sair da ilha se estiver com os candidatos (Vivos ou mortos ainda não se sabe!)

2)o Desmond como é dito no episódio The constant (4x05)é sem dúvida o passaporte, a arma ou o meio do Widmore ou quem sabe dos losties e do Jacob de deterem o MIB.

vamos ver o próximo!! está cada vez mais tenso!!!

OBS: acredito que eu sou um dos poucos malucos que acham que pra um episódio de lost ser bom ele precisa ao menos criar perguntas.

quando se tem isso, mais algumas respostas (ou dicas), emoção (jin conhecendo a filha?!?) ações estratégicas em várias frentes, etc.; já deixam o episódio bom!!

saudações dudes!

Rafael disse...

Pra mim esse episódio não foi "sem graça" não, aliás, achei que foi o melhor de Jin e Sun até agora.

Gostei muito do rumo que as coisas tomaram na ilha. Guerra entre Windmore e MIB, Alpert voltando ao grupo do Jack, Zoe trazendo o lado científico da série de volta e claro, DESMOND!

E os flash-sideways foram bem legais até. Foi uma surpresa saber que Jin e Sun não estavam casados. E também foi exclarecido como Jin foi parar no restaurante.

Guilherme Bakunin disse...

Por que os comentários da tal Cláudia do Legendando ainda figuram por aqui? Dão vergonha alheia só de ver...

thiago disse...

Eu gostei desse episódio, nem foi tão chato assim.

Vini# disse...

Dúvida besta: "Um sábio uma vez disse que guerra viria para a ilha."

Quem foi que falou que uma guerra estava vindo?

Alexandre disse...

-Sobre a sala 23, o que aparece lá são citações sobre os sofrimentos básicos, de acordo com o Budismo.

- A caracterização de Widmore sobre o Mib certamente é um deboche. Ele sabe bem (como diz o Mib) que a ameaça é bem real.

- Widmore foi expulso da Ilha por Ben, que disse que ele não entendia a "vontade da Ilha". No entanto mais tarde descobrimos (com Ilanna e cia) que a cabana de Jacob havia mudado de mãos. Não duvido nada que toda a gestão de Ben com os Outros tenha sido manipulada pelo Mib se fazendo de Jacob (o que explicaria seu "controle" sobre o monstro, e a ordem de dizimar a Dharma Initiative). Nunca me pareceu que Widmore era apenas um ambicioso, mas sim um obstinado. Acho que faz sentido ele seguir jacob, já que até tinha sido lider dos outros.

- Bom lembrar que no episódio que Ben declara guerra a Widmore, este último cita a guerra, e coloca Ben como seu opositor. E as famosas "regras" que impedem Ben de matar Widmore (por causa de Jacob ?)

- Jin era estéril, mas o careca amante da Sun poderia não ser e poderia existir na paralela.

CONTO DO ESPELHO disse...

não é spoiler..nas minhas leituras lembro-me de mito que fala de um Homem numa jornada em busca do pai preso em consecutivas ilhas...não gosto de spoiler..


Uma vez disse que o homem de preto...era o mostro de fumaça...claro isso se perdeu nos milhas de comentários que vieram depois quando tudo estava quase esclarecido.

Marcos Lemos disse...

Gostaria de destacar um ponto do texto e desse capítulo que tenho uma teoria diferente:

Quando Widmore diz ao Jin o seguinte:
- "(se) John Locke conseguir sair desta ilha (...) todos que conhecemos e amamos simplesmente deixariam de existir".

Você interpretaram como "uma ameaça de extinção da humanidade. Por que? Quem sabe porque ele poderia dispersar toda carga eletromagnética no mundo provocaria flashs contínuos e de consequências inimagináveis?"

Penso que seria diferente:
A realidade paralela (flashsideways) é uma "possibilidade de realidade" que só se concretizaria, tornando-se definitiva, caso o Monstro MIB saia da Ilha. Assim, tudo como eles conhecem deixaria de existir, prevalecendo a realidade paralela em detrimento do passado original.

Não sei se fui claro!

Tarcisio disse...

quando o Bram tenta recrutar o Miles fora da ilha, ele diz que o lado dele é o que vai ganhar, dando a entender que o widmore estava do outro lado

mas pelo visto nao é bem assim, e nem sao apenas 2 lados

Val Linares disse...

Eu tinha me sentido meio boba por ficar agoniada com o desperdício de papel da Sun, mas depois que o Puppet Chang e o Davi confessaram a mesma preocupação, fiquei aliviada! kkkkkkkk

Sinceramente não achei o episódio "desnecessário", mas colocá-lo depois de Ab Eterno e antes de um episódio com o Desmond, é covardia!

Rodrigo disse...

Por que o Flocke disse a Clair que o nome dela não estava escrito nas paredes da caverna?

Rodrigo disse...

"uma combinação de mitos, histórias de fantasmas e barulhos na floresta.”
- Seria uma (meia) resposta sobre o que seriam os sussuros (?)

Quéroul disse...

sempre gostei dos eps. da Sun e do Jin. sempre bonitos. e não achei diferente agora: adorei o ep. e eu devo ser a única que acha os sideways ótimos até o momento, né?
depois do podre episódio do Richard, esse foi de uma fofura sem fim...

e credo, né? dá um negócio saber que só faltam 6 episódios! seis!! :o

eu não aguento, ainda, os cabelos da Claire, o Locke fumacinha e a Tina Fey! não aguento.
mas vou perseverar!

JOHN disse...

Concordo com Marcos Lemos.
Não acho que a saída de Flocke da ilha representa uma ameaça á humanidade pela liberação de energia eletromagnética , mas sim significa a criação de uma nova linha de tempo, onde todos deixariam de existir da forma que são e teriam destinos diferentes.

Interessante que o 2007 que vemos na ilha não é uma sequência natural do 2004 em que chegaram á ilha, mas sim uma linha de tempo nova criada pelas ações dos losties nas viagens ao passado.
Por isso o nome de Jin no mapa da dharma.

Guilherme disse...

Hugo_O,
também estou com essa impressão que estão deixando comentários influenciados por spoilers. Tipo, o pessoal afirmando sem parar que no próximo episódio não vai faltar ação...MEDO de Spoiler nessa reta final!!!

Paulo disse...

"O que os tais bolsões de eletromagnetismo teriam a ver com a suposta missão de Widmore na ilha? "
>> Isso é um mistério. Um palpite? Ele sempre quis tomar posse da Ilha, certo? Quem sabe o segredo para isso não sejam o bolsões de eletromagnetismo? Um palpite meio vago, eu sei, mas o fato é que em LOST as respostas vão ficando claras aos poucos.
-----------------------------
"Você acha que se eu pudesse fazer isso, ainda estaria aqui?", diz ele provando mais uma vez que ainda há algo muito importante a ser feito para que seu plano possa ser concluído. O que exatamente? Matar todos os candidatos? Simplesmente tirá-los da Ilha também ou algo mais inesperado por nós? De novo. Palpites?"
>> Ele vai matar todos os candidatos (essa é a MINHA OPINIÃO) e "deixar alguém para cuidar da Ilha", conforme ele mesmo disse ao Ben alguns episódios atrás.
-----------------------------
"...aquela cena da temporada passada quando durante um dos saltos, Sawyer, Juliet, Miles, Faraday, Locke e cia foram perseguidos e atacados a tiros por outra canoa. Será que ainda veremos menção àquilo?"
>> Eu acho que sim.
-----------------------------
"Agora, como assim a agora baleada Sun revela estar grávida? Jin não era estéril? Hum..."
>> Em "Ji Yeon", sétimo episódio da 4ª Temporada, ao sair do hospital depois de entregar um Panda de Pelúcia para dar para o neto do Embaixador em nome do Sr. Paik, Jin é questionado por uma enfermeira por que ele estava indo tão cedo. Ele a informa que não era seu filho. Ela diz que ele provavelmente também será um pai em breve, e a isso ele responde: "Não me apresse. Só estou casado há dois meses."
Então... desde quando Jin é estéril?
-----------------------------
"O Desmond voltou?"
>> Lembrem-se que o Faraday disse "que Desmond é único e milagrosamente especial". Ele será útil. Como? Eu não sei. Talvez ele seja capaz de reunir as realidades paralelas de algum jeito.
-----------------------------
"I see you next episode"

Guilherme disse...

Rodrigo,
acredito que os "barulhos na floresta" ao qual Widmore se refere seja o som que o Monstro de Fumaça faz quando chega junto.

e Alexandre,
gostei dos seus comentários mas, IMHO, da mesma forma como vários losties são diferentes nos flash sideways, o Jin do FS provavelmente não é estéril.

Paulo disse...

Alexandre

"- Jin era estéril, mas o careca amante da Sun poderia não ser e poderia existir na paralela."
--------------------------------
>> Reiterando... Eu perguntei desde quando Jin era estéril?

Erro nosso. É verdade. Mas há a possibilidade de ele não ser estéril na realidade paralela. E também há - concordando com o Alexandre - a possibilidade do amante da Sun também existir na paralela.

Que confusão!

Davi Garcia disse...

Pessoal, o que vocês estão esquecendo é que na realidade dita original, a Sun tinha um amante porque estava infeliz no casamento. Nessa paralela, ela parece muito ligada ao Jin, com quem tem um romance às escondidas. Sobre a esterilidade do Jin, é verdade, talvez ele nem tenha essa disfunção na paralela, já que na original tinha, como foi mencionado em outras ocasiões como no ep. D.O.C.

Abraços a todos!

Roberto disse...

Engraçado mesmo é q o Locke (por Jacob) saiu da ilha pra trazer os candidatos de volta... Locke (por mib) está na ilha tentando convencer os candidatos a sairem... Me mostra óbvio q ele só pode sair tirando todos os candidatos de lá, na hora q Jacob for pro vinagre (como foi)... Porém vamos descobrir em breve o pq das regras, e se isso q eu imagino tem realmente algo a ver...

Candidatos... Bem conveniente no ano de eleição! :)

Lucius disse...

Suspeito que a clone da Tina Fey (a geóloga) seja da Dharma. Só palpite.
E quanto à Dharma, acho que estava sendo manipulada pelo MIB (para liberar a energia magnética, talvez), daí a necessidade do expurgo.
Com a volta do Desmond, provavelmente veremos viagens no tempo (e talvez explicação para muito dos mistérios)

Wellington disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Hugo_O disse...

@Marcos Lemos: concordo totalmente com você!
Essa também foi minha interpretação, que p/ mim faz muito mais sentido do que um armageddon generalizado.

Wellington disse...

marilia , eu também SEMPRE acho que vão mostrar quem tava atirando na canoa.
sobre zoe, nada a ver sheila kelley debaixo daquela rousseau. parece a ugly betty.

ei, e se o nome do mib não aparecer porque ele é o próprio jacob q surtou por algum tráuma do passado e acabou tipo, esquisofrênico? explicaria pelo menos como ele não apareceu até a quinta temporada na série. entre outras coisas.

Hugo_O disse...

@Rodrigo:
- Seria uma (meia) resposta sobre o que seriam os sussuros (?)
Pode até ser. Mas aí provavelmente a outra metade seria pelos Outros, como dito por Ben a Rosseau, a aconselhando a fugir quando os ouvissem.

Ivan disse...

até que enfim, ATÉ QUE ENFIM, um pessoal com armamento e artilharia pesada dignos de empolgação. chega dos Outros com aqueles rifles de matar passarinho: Widmore tem metralhadoras e escopetas.

SuperHiperUltraMega disse...

Gente, sinceramente, não achei anda fraco esse episódio.

Descobrimos que Widmore esta contra o Flocke, q na paralela Sun foi baleada.

Será q ela será baleada também na realidade da ilha??

Desmond de volta a história, ainda bem!!

E, o q mais me encucou, oq Widmore diz a Jin, se o Flocke sair, as pessoas q ele ama deixarão de existir.

Ou seja...Ficou claro pra mim uma dica sobre a realidade paralela, vai ver ela foi causada por causa da saída do Flocke da ilha.

Pois á temos prova q na paralela não há os "toques" do Jacob

Hugo_O disse...

@Lucius: não acho que a Dharma estivesse sendo controlada pelo MIB. Sabemos que a família Hanso é responsável pela criação da Dharma com os DeGroots e que o MIB dizimou a tripulação do Black Rock, captaneada pelo próprio Magnus.
Mas não duvido de nada.

Tobias disse...

Particularmente achei esse episódio melhor do que Ab Aeterno

Edurjbr disse...

Como essa Claudia Croitor do Legendado consegue ser tão chata?

Brunno disse...

Vini#, o próprio Widmore falou "There's a war coming; Wrong side is going to win", para John Locke, fora da ilha.

E eu acho que Flocke só pode sair da ilha se os candidatos não forem contra a saída dele, por isso ele os manipula para que o interesse dos candidatos também seja realizado.
É como lemos em um dos "spoilers" onde a atriz que faz Zoe disse que não podemos enxergar LOST como uma moeda com apenas 2 lados, e sim como um diamante, com vários lados. É bem o que estamos vendo: Jacob, que quer fazer com que Flocke não saia da ilha; Flocke, que quer sair da ilha sabe-se lá para que; Widmore, que parece ter uma parte do objetivo de Jacob, que é não deixar Flocke sair (porém, Widmore quer o poder da ilha para si), e provavelmente teremos mais lados nessa história. Não é uma disputa entre bem e mal, é uma disputa entre diversos interesses diferentes.

Luiz Gustavo disse...

Será que Kate realmente não faz parte dos candidatos? Ou o MIB que tem a lista incompleta?

O nome dela estava no farol, e não estava no "buraco do paredão" do MIB, pode ser que Jacob tenha escondido isso, não?

Bruno disse...

Não tem muito o que falar, já que concordo com tudo dito no post de Comentários... Apenas agradecer mesmo por todas essas informações extras mostradas nesse post agora xD

Mas também tenho que falar o medo que senti agora, porque (na hora que eu vim postar, claro) o post de baixo tá com 23 comentários, e esse aqui com 42...

Dumal.

Gabizinha Vidal -Santos -SP disse...

Eu gostei desse ep, é claro que não o melhor ep dessa última temporada, mas me agradou muito, tb pelo fato de o Desmond ter aparecido. Poxa vida Lost está chegando ao fim, vou sentir muita falta dessa série foi a partir dela que começei a tomar gosto de verdade de acompanhar outras séries.*-*

Lazie disse...

É... pouco empolgante, mas foi como aquela calmaria antes da tempestade que está por vir.
Claro que eu gostaria que todos os episódios fossem do mesmo nível de Ab Aeterno, mas aí já seria demais.

Se posso dar um conselho, e já que faltam apenas 6 episódios, deixem de ler os spoilers... este pode não ser o principal motivo, mas que ajuda muito a tirar a graça do seriado, ah ajuda. Tem graça saber o que vai acontecer??

Coisa que me intriga: em certos momentos o (F)Locke parece tão poderoso, e em outros parece justamente o contrário... é só impressão minha?

ah, amigos leitores, donos do blog, etc, por favor, nós todos somos civilizados (acho), então vamos nos respeitar, aceitar as opiniões que são diferentes das nossas... ninguém precisa se xingar aqui... pra que isso? quem gosta tem o direito de dizer que gosta e quem não gosta também tem este direito.
Afinal vivemos numa democracia.

Abraços, e vamos para a grandissíssima reta final de Lost, que para mim é uma das melhores séries... a melhor? não sei, talvez...

Feliz Páscoa, independente de crenças e religões, que todos tenhamos paz e amor.

Beto1 disse...

E se essa tal realidade paralela na verdade for o início da história de Lost? Isso pelo fato de que no início da temporada vimos a ilha submersa e também pelo fato de parecer que os personagens, na suposta realidade paralela, estarem de alguma forma caminhando para o fim de suas vidas como vimos na cena da Sun tomando um tiro. Vale pensar.

sobrinho.renato disse...

Se há a possibilidade de a Juliet ser a esposa do Jack na paralela, será que não é possível que o marido, ou noivo, ou namorado da Sun seja o Michael? E ela trai ele como o Jin. No início da série houve sintonia entre os dois na ilha...

Fabricio disse...

Mais uma vez o espelho. Parece que ela teve um pequeno lapso quando olhou no espelho ou foi algo com a batida na cabeça, assim como aconteceu com Jack no primeiro episódio dessa temporada.

Alexandre disse...

@ Wellington
Sobre essa coisa do Jacob ser esquizofrênico, há um rumor postado no streaming do episódio "Recon" aqui que tema ver com isso. Dê uma olhada lá que um dos postadores dá o link. Acho que em parte, pode fazer sentido.

- Ainda acho que a expulsão de Widmore tenha sido uma armação do Mib. E acho que o Widmore pode ter tido uma grande participação na Dharma, por debaixo dos panos.

Sobre ler spoilers, ao menos para mim não tira nem um pouco a "graça" do episódio. Porque a leitura de spoiler é feita fora de contexto, é quase como que um Sneak Peek. Não tira o sentido de ver a cena na totalidade a qual pertence.

vargas disse...

porque os capangas do WINDMORE so pegaram o JIN? já que tava todo mundo desmaiado: SAYID, SAWYER, KATE, CLAIRE, porque não matar todos eles de uma só vez? só isso que eu não entendi...

Guilherme disse...

Assistindo novamente a cena do episódio 5x04, do tiroteio no bote, revi que o Daniel diz que os barcos são bem velhos e que o Sawyer encontra uma garrafa da Ajira em um deles. A primeira informação não ajuda maaaas... a segunda pode significar que o barco veio da ilha Hidra, onde caiu o segundo avião. Que acham?

Marcelo disse...

Kevin Durand é canadense, daí o sotaque.
E eu prefiro ver o final da coisa antes de ficar reclamando.
Como esse povo é chato, meldeus ...
Alias, quanto é mesmo que vcs estão pagando pra assistir a nova temporada?
;^D

PC disse...

Davi vc assitiu Fringe S02E16 - peter?
O que acontece nesse ep é o que acho que vai rolar com o Desmond na semana que vem. Efeito Casimir. Desmond vai viajar pra Paralela e consertar as coisas. Assista o ep de Fringe e confira se não é Lost puro. O interessante é que o ep de Flash Forward S02E14 teve várias referências a Lost, inclusive com fitas de orientação. Não seria uma espécie de crossover?

Eduardo disse...

ABSURDO! pessoal... por gentileza... se ao menos UMA pessoa comentar a respeito, já fico satisfeito... não posso ser o único louco a estar incomodado com isso... sobre a nova cerca sônica do Widmore... o q. diabos impede o MIB ou qualquer ananá de simplesmente derrubar a bagaça?!?!? são tripés sônicos!!! essa eh a proteção de Widmore e cia contra o fumacento?!? SÉRIO MESMO?!? se bater um vento então a galera tah toda f... p/ mim, eh uma FALHA GIGANTESCA em se tratando da tão alardeada guerra q. se aproxima... eh o mesmo q. montar um trinchera de palitos de churrasquinho de gato... DAVI, tu q. eh um cara coerente e de opinião respeitável, não me diz q. tem punhados de cinzas em volta de cada tripé... hehe... por favor, qualquer outra explicação! (acho um bom assunto p/ ser abordado no podcast, pq não parece condizente a frágil cerca sônica como defesa em uma batalha tão grave e importante quanto a q. mencionam q. se aproxima)

Brunno disse...

Vargas, a Zoe explica o que ela queria quando Jin está com ela na Sala 23 o_o.

Brunno disse...

Ei, acho que desvendei um mistério pensando aqui.
Vocês lembram que Eloise Hawking sempre pareceu bem misteriosa quando ela aparecia fora da ilha para ajudar eles a levarem os oceanic six de volta, certo? E depois, descobrimos até que ela pode prever o futuro, quando ela diz no hospital onde desmond está "Pela primeira vez em muito tempo, eu não sei o que vai acontecer a seguir." Ou seja, naquele momento ela não podia prever. Quer dizer que nos outros momentos ela poderia. Ou seja, ela sabia que se Jack, Hurley e cia precisavam voltar para a ilha, pois ELA PREVEU QUE MIB IRIA MATAR JACOB, E UMA VEZ QUE JACOB ESTIVESSE MORTO E NÃO HOUVESSEM CANDIDATOS NA ILHA, ELE PODERIA ESCAPAR. Por isso eles teriam que ir rápido para a ilha antes que MIB matasse Jacob e escapasse. Dito e feito, MIB faz Ben matar Jacob, mas os losties já estavam no passado. Agora MIB tem que manipular os candidatos a sairem juntamente com ele.

Caroline disse...

Eu nao sei to confusa! Desde o começo dessa temporada acompanho o site tanto que tenho ele nos favoritos... mas sempre apareceu só os comentarios dos capitulos.. e hj eu estava no lost in lost e clikei nu link daki e vi ki tem mto mais coisa no site ^^ eu sempre vi apenas os comentarios e artigos dos episodios

messiah disse...

Uma coisa a se pensar: Se eles estão procurando um bolsão de eletromagnetismo, e Desmond sobreviveu aquela descarga de Eletromagnetismo, será que as duas coisas não estão relacionadas?

Uma coisa me fez pensar a respeito de o (F) Locke estar querendo convencer de "Os candidatos" a irem com ele:

1º Ele precisa do "eleito" [o candidato que assumirá o papel de Jacob, ou seja, creio eu que ele não precisa de todos, mas sim de apenas um deles, que até agora, creio que Jacob já saiba, mas não o diz para ninguem pois pode ter o risco de o (F) Locke descobrir, e assim ele vai manipulando um a um, até msm o (F) Locke] para poder sair da ilha. Assim, ele tem de reunir o máximo de candidatos para ficarem ao seu lado, mas o que mais importa é o que será eleito. Das duas uma: Ou ele tentará matar esse "eleito", mas só saberá no último momento, na hora que o eleito for o dono da "ilha" (olha que ironia, o Locke verdadeiro sempre quis ser o Líder dos outros, para ser uma vez o "mandante" da ilha), já que Jacob estará morto, e o "eleito", quem assumirá o lugar? Não haverá ninguem para substituir o Jacob na ilha, sendo assim, ninguem para segurar o (F) Locke na "garrafa de vinho", ou então o F Locke poderia muito bem tomar o lugar do Jacob.

2º - Somente com o eleito ele [(F) Locke] poderia sair da ilha, mas como ele não sabe quem é, vai tentando reunir o máximo que ele pode. Jacob também pode não saber quem seja o eleito, por isso trouxe todos de volta. Na minha aposta: Creio que seja o Hurley. Foi o único realmente que ele convenceu que deveria voltar a ilha (de certa forma, o "mandou" para ilha, mesmo convencendo que ele tinha uma missão: levar o Case da guitarra do do Charlie com a cruz de Ankh)...

Bom, viagens a parte, belo post, como sempre, Davi.

messiah disse...

Ah, e na hora em que Sayid comentou que não sentia nada, raiva, dor, me lembrou aquela máquina de tortura dos "outros", aquela que dava choque. Se o (F) Locke pudesse saber que o Sayid se tornaria aquela pessoa, logo depois de ressucitar, não agiria com surpresa daquela maneira. Então já exclui que não foi obra do (F) Locke ter ressucitado o Sayid. Ou pode ser apenas um momento para pensar e tentar tirar proveito daquela situação, para manipular o Sayid.

Henzo disse...

"Tá, pode ser pura besteira minha, mas toda vez que vejo alguém pegando aquela canoa para fazer a travessia entre as ilhas, imagino se não veremos a explicação para aquela cena da temporada passada quando durante um dos saltos, Sawyer, Juliet, Miles, Faraday, Locke e cia foram perseguidos e atacados a tiros por outra canoa. Será que ainda veremos menção àquilo?"

Acho que existe uma explicação pra isso: No episódio onde isso acontece, o 4º da 5ª temporada "The Little Prince", mostra eles encontrando a canoa. Sawyer pega uma garrafa d'água com "Ajira" escrito no rótulo e se pergunta o que aquilo significa. Isso indica que aquela canoa não pode ser dos Outros, mas sim de alguém do avião da Ajira, que até então não sabíamos que tinha ido pra ilha. A canoa (e a garrafa) deveria pertencer a Ilana e o seu pessoal, que foram da ilha Hydra pra Ilha principal atrás de Ben e Locke.

Em seguida Saywer, Locke e cia entram na canoa e vão pro mar. Ilana, Bram e os outros, que estavam atrás Ben e Locke, começam a atirar assim que vêem outra canoa. Não sei se naquela distância conseguiram avistar o Locke lá dentro, mas caso o viram, pra eles seria uma confirmação de que acharam quem eles estavam perseguindo.

Claro que ainda existe a possibilidade de não ter sido isso, e de vermos esses acontecimentos agora na 6ª temporada, com qualquer outra pessoa usando aquela canoa e usando uma garrafa da Ajira.

Doraemon disse...

@vargas disse...
porque os capangas do WINDMORE so pegaram o JIN? já que tava todo mundo desmaiado: SAYID, SAWYER, KATE, CLAIRE, porque não matar todos eles de uma só vez? só isso que eu não entendi...

Não há mais necessidade, com Jacob morto.

Pegar o Ben (principal candidato a assassino de Jacob) à força, e então matar todos os outros possíveis assassinos era uma coisa plausível com Jacob vivo. O guardião permaneceria.

Mas ele morreu. E tudo mudou. Bom, isso acho eu.

ademirrafaelmg disse...

concordo e muito com o Prof Marcio Bezerra... engraçado q tem gente q só acha o episódio bom se ele tiver dezenas de respostas...
 
bom, p mim o episódio foi muito bom: emocionante, cheio de "curiosidades" e com gostinho de quero mais!
 
poxa!! q loucura! ninguém achou estranho q justamente no episódio que mostra uma Sun q a princípio só fala coreano (a da paralela), a Sun da ilha comece a falar (mesmo q temporariamente) somente coreano??
 
sei lá muita coisa nesse episódio parece "ligar" as realidades...
tive a ligeira impressão de q os losties estão alternando suas consciências entre as realidades, ora na "original", ora na paralela... por exemplo quando a Sun "original" bate a cabeça na árvore e a Sun da paralela acorda (tudo bem q pode ser um recurso simplismente televisivo), mas fiquei encucado... sem contar as incontáveis vezes q os losties aparecem observando (parecendo ligeiramente confusos ou intrigados) seus reflexos nos espelhos, vidros, etc...
além disso achei curioso a cena em q Sawyer está paradão pensando (em transe? viajando entre as realidades??) até ser "acordado" por Kate... no mínimo curioso!

renancst disse...

Confesso, que quando descobri que o ep. era baseado no casal de japas, fiquei triste, mas até que eu gostei, do ep..

E sem querer ser chato, mas ja sendo, esse comentário sobre o ep. ta meio diferente, parece que foi escrito rapidamente, pois possui alguns erros, e escrito por outra pessoal, sei lá fico estranho pra mim, hahahah... Mas é só uma observação, ainda gosto muito do blog!

Abçs!

Caroline disse...

Eu sempre achei estranho pq Widmore conhecia Eloise e ela sabia onde a ilha estava em determinado momento e ele esperou mto tempo para mandar o barco ^^ eu acho que no fim ele só quer poder, tenho pra mim que ele quer ser o novo Jacob e vai fazer td pra merecer isso! Quer ser um candidato. Vai q Jacob tirou Kate para inserir ele na disputa pelo controle da ilha Jacob tbm eh manipulador e promete as coisas... Mas na epoca q widmore mandou matar Ben houve uma discussao sobre pq a fumaça nao impediu totalmente os homens de widmore e ela teve chance no templo ela matou todo mundoo... acho que ele queria que matassem alex pro Ben odiar Jacob acho que foi tudo planejado há muito tempoo ^^ viagem minha?

Rafaela disse...

Legendado é um Blog da Globo.com

Tá explicada a falta de interesse e criatividade nos comentários, falta inteligência a quem participa de um site como aquele que só se preocupa com quem beijou alguém na praia e quem será a próxima capa da Palyboy..

Leonardo disse...

Eu ouvi mil vezes, e ainda acho q o Keamy falou "ilha"!

Edson disse...

desculpa mas o sayid já morreu, ele não sente nada pq está sem alma

ademirrafaelmg disse...

ops!! corrigindo: era a Kate q tava paradona e meio q acorda quando Sawyer chega(final do episodio +- 40 min). Sayer ainda comenta "Aonde vc foi? Parecia q seu cerebro foi dar um passeio!"... curioso no mínimo!

Andre disse...

Acho que a teoria de que a relidade dos flash sideways é a original da serie esta errada pois se for assim o Jack da ilha nao poderia ter sofrido com o problema no apendice, afinal ele ja teria sido operado quando criança na "suposta realidade original".
Acho que a suposta explosao da bomba criou novos caminhos no destino daquelas pessoas. A explosao pode ter alterado a cronologia dos acontecimentos das pessoas na ilha mas nunca seus destinos.

Fellipe disse...

Eu não tinha prestado atençao que o olho que o Mikhail levou o tiro era o mesmo do tapa olho... mas, depois de vocês terem falado isso, me fez lembrar daquele link que foi postado num comentario aqui(não lembro qual, sorry). Nele, o autor diz que, na verdade, a realidade paralela e a realidade original e que isso foi causado por algo relacionado a Daniel Faraday, que na verdade e tanto o Jacob como o Black Smoke... eu não tenho acompanhado esse link enquando vejo os epsiodios, mas depois dessa vou procura-lo e verificar se existe mais algo que bate...

Caroline disse...

Eu tbm ainda ouço island ateh nu site da abc os proprios americanos ficaram em duvida mas pelo visto eh to you msm...

mmsegundo disse...

Será que quando Jacob falou: "Eles estão vindo..." não se referia a Charles Widmore e seu submarino? Que, provavelmente, seriam as mesmas pessoas que ele queria que o Hurley ajudasse a chegar à ilha com o farol? Se sim, então o papel de Widmore na ilha é sim ajudar o Jacob, apesar do seu "caráter duvidoso". Não esqueçamos que Widmore foi o líder dos "hostis" uma vez e que certamente foi escolhido por Jacob, sendo exilado pelo Ben apenas por causa de seus passeios fora da ilha.

Mário Segundo
Natal-RN.

Marcos disse...

Achei este episódio muito bom, confesso que temia um episódio fraco, mas os acontecimentos foram muito marcantes. O encontro entre o Homem de Preto e Charles Widmore foi sensacional, dois atores de altíssimo nível e dois personagens fortes que não se deixaram intimidar um pelo outro. Me parece que começamos a enxergar um Widmore “do bem”, ou pelo menos um Widmore contra um mal maior.
Aguardo um encontro entre Widmore e Benjamin Linus (outro grande ator).

A aparição de Mikhail Bakunin no Flash-sideway também foi espetacular (este personagem é capaz de matar sem externar emoção alguma, atuação fantástica) e a ironia de que o mesmo acaba sendo atingido por um tiro no olho que ele sempre cobria na ilha foi também uma grande sacada dos autores.

O retorno de Desmond para a Ilha também é muito promissor, tendo em vista que ele claramente foi trazido contra a própria vontade e como uma espécie de “arma secreta” contra o Homem de Preto. Assistindo este episódio fiquei pensando na possibilidade de que a realidade paralela talvez seja algo que Desmond estaria tentando evitar, analisando a forma como ele (Desmond) tem aparecido nela e também imaginando que, se a ilha afundou e todos os “candidatos” estavam fora dela, seria provavel que o Homem de Preto tivesse alcançado seu objetivo: destruir a prisão em que estava enclausurado e escapar. Assim sendo, a realidade paralela seria o mundo influenciado pelo Homem de Preto com as “aparições” de Desmond tentando alterar o curso dos acontecimentos, ou ainda como o próprio substituto de Jacob, recomeçando o relacionamento com os próximos candidatos.

Jin e Sun… Na realidade paralela Jin está ferrado, fora de seu país, sem entender a língua local, com sua amada grávida e baleda nos braços, sem nenhum dinheiro e sem saber que seu “sogro” o quer morto… A vida nunca foi muito boa para estes dois…

lucas disse...

Quem era estéril era o Jine não a Sun, e isto na realidade A, pode ser que nessa ele não seja, ou como na outra tenha sido curado. Não acho incoerência nenhuma sun grávida.Jack não operou de apendicite criança e um monte de figurantes que morreram na queda estão vivos na paralela

Vinicius disse...

foi só eu que pensei, ou a resposta para "42-KWON" se é o JIN ou a SUN foi definitivamente respondida que é o JIN?

os números podem ter sido criados antes deles se casarem.

ou é muita viajem minha?

lucas disse...

o que me atemoriza é a frase dita de que alguns casais não são destinados a ficAR juntos, por realmente torço pela sun, acho a yujin kim uma ótima atriz e construiuuma personagem apaixonante. Torço pelo casal. E acho que estou mais ansioso por everybody loves hugo do que com o happily ever after do desmond

Brunno disse...

Marcos, ficou sempre claro que Widmore quer o poder da ilha. Ele só não quer que o MIB saia da ilha pois sabe das consequências disso.

Vinicius, eu pensei em ser o Jin pois antes do casamento a Sun era Paik, e o Jin era Kwon, mas Jacob tocou eles após o casamento, portanto fiquei na dúvida.

Lauro Abreu disse...

Eu tenho acompanhado pontualmente todos os episodios de LOST com afinco e com curiosidade de se como fosse a primeira temporada, não tenho lido nenhum tipo de Spoiler que possa prejudicar as minhas espectativas. Até agora eu tenho achado coerente todos os episódios, apesar de alguns serem meios "mornos" concordo com o Davi que todos são relevantes pra história assim como foi o ultimo S06E10. Espero que os produtores continuem assim e que no final tudo seja como realmente esperamos. Abraços aos dois.

River Rage disse...

O que acontece é que o pessoal nao está prestando muita atenção à realidade paralela. Esse episódio foi perfeito pra isso! Realmente, a ilha foi meio enrolação e tudo o que já disseram, mas veja quantas mudanças na realidade paralela: Jin e Sun nao estão casados; Jin não é esteril; Sun obviamente, não teve que aprender inglês e obviamente não iria fugir de jin... ou seja, pra mim já está mais do que refutada a idéia de que a realidade paralela foi causada pela bomba...