09/03/2010

As perguntas que os fãs de Lost estão fazendo

Com 1/3 da temporada já concluído, muitos fãs tem demonstrado grande receio de que várias coisas vão ficar sem explicação. Com isso em mente, nada melhor do que recorrer à boa bateria de perguntas feitas por fãs e compiladas por William Keck do Tv Guide Magazine aos produtores Damon Lindelof e Carlton Cuse e a alguns atores, e ver o que os caras tem a dizer sobre a influência de Jacob, as diferenças nas vidas dos losties na realidade paralela e muito mais. Ah, antes de clicar, saiba que há pequenos spoilers no texto.

Leia mais...

    Há algum significado no fato de Jacob ter encontrado Hurley depois que ele saiu da ilha em oposição aos outros ‘candidatos’ que encontrou antes do acidente?

    “Eu também estava me perguntando isso”, admite Jorge Garcia (Hurley). “Se as pessoas que Jacob visitou antes do acidente foram levadas à ilha por causa da influência dele, então o que levou Hurley à Ilha?” As barras de chocolate Apollo, talvez? Na verdade, Lindelof disse o seguinte, “a questão mais importante é ‘há quanto tempo Jacob observava Hurley?’”

    Por que Sun foi a única dos Oceanic Six a não viajar para 1977?

    Yunjin Kim acredita que o motivo foi bem prático: “Atrasar o reencontro de Sun e Jin”, diz ela. A boa notícia: Kim disse que já gravou uma cena de reencontro com Jin na ilha, embora diga que ela é bem breve por um bom motivo.

    Se o Oceanic 815 nunca caiu e aterrisou em segurança em Los Angeles, então isso significa que todos aqueles que morreram – Libby, Michael, Shannon – ainda estão vivos?

    Em alguns casos sim, como ocorre com a namorada de Locke, Helen, o amor de Sayid, Nadia, Charlotte e Shannon, que estão vivas e vão reaparecer antes do fim da série. Mas, com relação a pessoas como Michael e Libby, as coisas não parecem nada boas. “Eu continuo morto”, revela Harold Perrineau, que recentemente gravou cenas com Jorge Garcia onde ele discute sobre Libby.

    A data do ultrassom de Claire – como visto no terceiro episódio da temporada – apontava o dia 22 de outubro de 2004. O voo caiu no dia 22 de setembro. O que aconteceu com esse mês de diferença?

    “Na verdade aquela data fazia referência a quando o bebê poderia nascer”, esclareceu Lindelof.

    Se os losties viajaram através do tempo depois da bomba, como a kombi ainda continuou do mesmo jeito? Deveria aparecer mais velha!

    “Diferente dos filmes do Exterminador do Futuro, quando viajamos no tempo dentro da série, viajamos com nossas coisas e roupas, o que é uma boa coisa”, disse Jorge Garcia rindo. “Portanto acredito que se estávamos em contato com a kombi naquele período, é possível que ela tenha se deslocado conosco. Ou talvez só a ilha viajou no tempo, ao passo em que ficamos exatamente onde estávamos, como Juliet que acabou aparecendo mais ou menos no mesmo ponto, ainda que mais ferradinha.” Leia-se morta, praticamente.

    A última vez que vimos Vincent, ele estava com Rose e Bernard. Onde ele está agora? E onde ele está na realidade paralela?

    Lindelof confirma que a última vez que vimos Vincent ele estava bem vivendo em família em 1977. Cuse por sua vez disse o seguinte, “Tudo o que podemos dizer é que vocês verão Vincent de novo no curso da temporada e prometemos que ele terá um final feliz.”

    Na realidade paralela, o pai de Locke, Anthony Cooper é convidado para o casamento do filho com Helen. Com isso em mente, como o Locke ficou paralisado?

    Cuse e Lindelof amam essa pergunta e indicam que devemos ver Cooper de novo bem como descobrir como Locke ficou paralisado. “É óbvio demais que algo diferente aconteceu”, diz Cuse. “Ninguém convidaria para seu casamento, alguém que roubou seu rim e te empurrou 14 andares abaixo por uma janela.”

    Qual é o mistério de Walt? Acredito que ele seja o único personagem não morto cuja aparição vimos na ilha.

    Tudo o que Lindelof diz, é que Walt é um personagem com “habilidades especiais”. Se aquela aparição foi o Walt verdadeiro ou o monstro de fumaça ainda será determinado. À propósito, Cuse acrescenta que eles estão tentando arrumar uma forma de reintroduzir Walt antes do fim da série.

    Na realidade paralela, Jack tem um filho chamado David. Mas quem é a mãe do garoto?

    Presumivelmente a esposa de Jack, Sarah – pelo menos é isso que espera a atriz Julie Bowen. “Se eu não for a mãe, vou me sentir traída!”, diz ela. “Com quem ele estaria dormindo?” Em breve devemos descobrir já que bowen vai pro Havaí esse mês para gravar um episódio especial de Modern Family, comédia da ABC que protagoniza. “Tem sido difícil trazê-la de volta à série por causa da Modern Family, mas parece uma boa coincidência que ela esteja indo pro Havaí... “, disse Cuse de forma enigmática.

    Foi surpreendente e chocante ver que o nome da Kate não aparecia na caverna, mas aparecia no círculo do farol. O que há por trás disso?

    A verdadeira pergunta, diz Lindelof, é: “Qual é a relação entre o farol e a caverna? Há várias possibilidades.”

    Não confio no homem de preto, mas realmente parece que todos estão mais felizes na relaidade paralela sem a ilha. O que há por trás disso?

    O elenco parece não concordar com essa afirmação. Yunjin Kim por exemplo, diz que Sun à princípio vai aparecer feliz nessa realidade paralela, mas não pode dizer que vai terminar feliz de fato.

    Será que vamos descobrir por que as mulheres não podiam ter filhos na ilha? Não foi por isso afinal que Juliet foi levada para lá?

    Lindelof diz que a série não vai responder isso especificamente, contudo, “sentimos que já demos a vocês alguns dados essenciais para que descubram isso por conta própria.” Humm... que tal mais dicas para quem não entendeu? “Claramente, Ethan nasceu na ilha em 1977”, diz Lindelof. “Ele foi o ultimo bebê que conhecemos, que nasceu na ilha. E então algo aconteceu entre 1977 e quando a história acontece em 2004 (quando Claire chegou com uma gravidez de oito meses) onde já fazia muito tempo que as mulheres não tinham mais filhos na ilha. O que pode ter acontecido entre esses dois pontos que pode ter criado esse problema de fertilidade?”

    Por que Aaron é especial?

    “Há um tema recorrente com crianças especiais na nossa série – como Aaron e Walt”, nota Yunjin Kim. Mas, mais do que ficar preocupado se Aaron pode lançar lases com os olhos”, Cuse diz que os fãs deveriam se focar em como a existência dele está afetando os personagens na ilha, especificamente Kate, que disse que a missão dela era voltar para ilha e encontrar Claire para levá-la de volta ao mundo exterior para que pudesse ser a mãe de seu próprio filho.

    Se Jacob morreu no fogo, então podemos realmente confiar na ‘pessoa’ aparecendo para Hurley? Não poderia ser o homem de preto assumindo uma outra forma?

    Não, diz Jorge Garcia. “Hurley é o único que pode ver Jacob, portanto tenho plena confiança de que aquele é mesmo Jacob”, diz ele. Cuse por sua vez, confirma, “Podem acreditar que aquela é uma representação de Jacob mesmo.”

    Por que o homem de preto agora está preso à forma do corpo do Locke como Ilana mencionou?

    De acordo com Lindelof, “Há regras que ditam como a ilah funciona, e uma delas é que quando Jacob morre, qualquer que seja a forma que o monstro tenha não pode ser mais alterada.”

    E o Sayid, é só um homem morto andando por aí?

    “Não”, afirma categoricamente Naveen Andrews. “Ele não está morto. Para mim, ele continua sendo a mesma pessoa, mas com uma alma desolada.”

    De quem são os outros nomes que não reconhecemos na caverna e naquela roda de Jacob? Nomes de amigos e de gente da equipe que faz a série, talvez?

    Lindelof assegura que dedicaram bastante tempo para selecionar os nomes que vimos tanto na caverna quando na roda, e que se aquilo se tratasse apenas de homenagens a membros da equipe, diminuiria o trabalho de Jacob de selecionar seus candidatos. Dito isso, podemos descobrir ou não mais coisas sobre quem são aqueles outros nomes.

    ***

    E aí, você perguntaria mais alguma coisa específica pros caras se tivesse a chance?

26 comentários:

berry disse...

Por que o homem de preto agora está preso à forma do corpo do Locke como Ilana mencionou?

De acordo com Lindelof, “Há regras que ditam como a ilah funciona, e uma delas é que quando Jacob morre, qualquer que seja a forma que o monstro tenha não pode ser mais alterada.”


Isso, aparentemente, não inclui a forma de "monstro de fumaça", né? :)

Blog do lysao disse...

Eu perguntaria por que Ben pode voltar a equipe Dharma e conseguir matar seu pai com as bombas de gás que soltou com a ajuda dos outros já que ele estava destinado a ser um 'OUTRO' :x
Se alguém souber me ajude ae =)

Robson disse...

Tá claro que muitas das respostas serão explicadas por dedução. Eu acho que essa será a forma que os autores utilizarão para perpetuar a série.

Alexandre disse...

Quanto À regra da forma-fixa pós-jacob, ok, é uma regra e isso explica, mas, de onde vem a regra? Ela só fará sentido (e todas as regras) quando descobrirmos o que é a Ilha, quais os propósito de cada uma das entidades etc. Jogada assim fica com cara de "porque sim!"

Quanto à infertilidade, acredito que esteja totalmente ligado com a radiação da Ilha, surgida após 1977. Seja via construção da cisne, seja via bomba.

Claudia Campos disse...

Minha questão é:“Claramente, Ethan nasceu na ilha em 1977”, diz Lindelof. “Ele foi o ultimo bebê que conhecemos, que nasceu na ilha. E então algo aconteceu entre 1977 e quando a história acontece em 2004 (quando Claire chegou com uma gravidez de oito meses) onde já fazia muito tempo que as mulheres não tinham mais filhos na ilha. O que pode ter acontecido entre esses dois pontos que pode ter criado esse problema de fertilidade?”

Onde entra Danile e sua filha? A garota nasceu na lha e tinha dezesseis anos.
Até onde sei foi isso que aconteceu.

Raphael disse...

Yunjin Kim foi categórica:

Por que Sun foi a única dos Oceanic Six a não viajar para 1977?

Yunjin Kim acredita que o motivo foi bem prático: “Atrasar o reencontro de Sun e Jin”, diz ela. A boa notícia: Kim disse que já gravou uma cena de reencontro com Jin na ilha, embora diga que ela é bem breve por um bom motivo.

Nem os atores gostam de enrolação.

Caetano disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
marcyda disse...

Eu teria 2 questões:

1) As regras de Jacob e do Homem de Preto, seriam as mesmas de Ben e Widmore? Pq se for assim, se Widmore pode mudar as regras, o que impede o homem de preto?

2) E a historia da Iniciativa Dharma? Será retomada e concluida em algum ponto?

Paulo disse...

« Há algum significado no fato de Jacob ter encontrado Hurley depois que ele saiu da ilha em oposição aos outros ‘candidatos’ que encontrou antes do acidente? »

O Jacob não apareceu ao Sayid depois de ele ter saído da Ilha, provocando inclusive a morte da Nadia?

Rafael disse...

Espero que esse negócio de "regras" (sejam elas entre Ben e Charles ou Jacob e Homem de Preto) faça sentido mais para frente, porque por enquanto está parecendo com as regras do Richard Alpert, que as inventa na hora.

Luiz disse...

Sobre gravidez, vale lembrar que tanto Alex, quanto Aaron nasceram na ilha mas não foram gerados lá...e a filha da Sun e do Jin, que foi gerada ali, não nasceu na ilha...

Sobre o a questão colocada da relação do farol com a caverna, pode ser que cada local tenha o respectivo "dono", o que faria sentido se pensarmos que a caverna é um local subterraneo, bem de acordo com o Monstro de fumaça/Homem de preto e o farol, um local de maior amplitude...mais de acordo com o que vimos das características de Jacob...portanto é bem possível que o lance dos candidatos sirva para ambos e não apenas para substituir Jacob, como (F)Locke disse para James na caverna...como peças de gamão, ambos tem que juntar o maior número de candidatos pra ver quem vence a suposta disputa...o que remete à questão de quem está como mediador dessa disputa...

E numa boa, por mais óbvio que pareça, não dá pra não pensar na Claire como possível mãe dos figuras...claro que vai depender de questões que talvez ainda não tenham sido colocadas...

hot35 disse...

Eu acho que de alguma forma ou a explosão da bomba de hidrogênio ou a liberação do magnetismo afetou as grávidas...

Acredito que seja isso, o mais obvio!!!

Caetano disse...

“sentimos que já demos a vocês alguns dados essenciais para que descubram isso por conta própria.”

Nos comentários do videocast sobre os mistérios eu respondi a questão sobre as grávidas dizendo que os elementos para essa resposta já foram dados. Então aí está, da boca do próprio Lindelof.

As vezes o problema é que ninguém gosta de investigar e ligar os pontos e tudo o que fazem é ficar perguntando. Se as pessoas não pararem de tratar Lost como se fosse algo simples e didático vão com toda certeza se decepcionar no final e ficar se perguntando pro resto da vida o que os Ursos Polares faziam na ilha.

Maurício disse...

"Há regras que ditam como a ilah funciona, e uma delas é que quando Jacob morre (...)."

"Quando Jacob morre"? Foi só eu ou essa frase, da maneira como foi escrita, dá a enteder que Jacob morrer é uma ação não-única, ou seja, se repete? Possivelmente isso se refere ao status de "protetor da ilha" ou whatever que por hora era ocupado por Jacob.

Vitor disse...

Sobre a forma fixa de Locke estar atrelada a morte de Jacob.

Acho que dá pra deduzir que os poderes do fumaça foram concedidos por jacob.
Talvez fosse um "funcionario"/prisioneiro, que jacob delegou poderes e uma função.

Morreu o chefe, acabou a agua da fonte.

Val Linares disse...

Tem uma coisa que eu tenho lido por ai e eu discordo, em relação ao Jacob ser o responsável pela morte da Nadia. A impressão que eu tive foi que Jacob não foi o responsável pelo atropelamento da Nadia, e sim evitou que Said fosse atropelado junto com ela. Agora o porquê disso é ooooutra história.

Ju e Davi, essa nova ferramenta de comentários do blog travou tudo aqui, levei quase meia hora para conseguir postar esse comentário...

Davi Garcia disse...

Val, não tem nada de novo nessa ferramenta. É a padrão do blogger. Deve ter demorado pelo número de acessos mesmo, creio ;)

Byte disse...

Nao lembro se foi exclarecido, mas
Por que caiu na ilha no ano de 2004, aquele estoque de comidas enviado pela DHARMA??? sendo q a mesma foi extinta nos anos 70 e qual a relação dos numeros maleditos com o botao da escotilha?
e claro...;quem era o louco q repetia os numeros no sanatorio q estava o Hurley...

Cristiano disse...

Duas possibilidades que me vieram lendo este post.
1a. O que impede Jacob de também assumir a forma de um monstro de fumaça já que ele e o homem de preto são dois lados de uma mesma forma?
2a. se existe diferença entre os nomes da caverna (escuro) e farol (luz, iluminado), podemos deduzir que o farol é o QG do Jacob e a caverna é do homem de preto e os nomes lá escritos foram escritos por ele e os riscados foram os candidatos que ele conseguiu "desqualificar"...

Regiane disse...

Caetano.. concordo com vc... Lost NAO é simples e didático, se assim fosse nao teria a menor graça... O Interessante da Serie é investigar e ligar os pontos das coisas relevantes...

Carla disse...

Como assim??? A história das mulheres que engravidam na ilha não está NADA explicada para mim! E eu quero uma resposta, sim! Eu espero que eles não deixem uma coisa dessas perdida pelo meio do caminho. Isso foi muito importante para o enredo da série.
:o|

MessiaH Traduções disse...

Estava viajando na questão de cores. Acho que as cores nos induz a dizer quem é o "bom" e quem é o "mau" da história simplesmente pelo fato das cores... Apesar que os autores serem fãs de Star Wars (Aquela cena do Jacob com o Anti-Jacob, no final da 5ª temporada, a roupa dele lembrava mto a do Jedi Luke Skywalker), pode ser que o "negro e o branco" sejam o mal e o bem. Mas se formos pegar realmente o significado de cores, o Branco é a completa "ausência de qualquer cor". Já o Preto, pode se dizer que é completamente o oposto.

Dito isso:
Jacob = Branco = Ausência
Anti-Jacob = Preto = Presença

Jacob é cheio de metáforas, deixa as pessoas escolherem por si e nunca entrega nada de bandeja, como faz o Anti-Jacob com seu jogo de manipulação, seduzindo com o que as pessoas querem escutar para convencê-las a seguirem ele.

Outra coisa, Widmore já os conheciam? Vai estar do lado do Anti-Jacob? (naquela época, já poderia estar sendo manipulado pelo monstro de fumaça...)

ferds disse...

Para a Carla: Putz! Prá mim, a explicação sobre não nascerem crianças geradas na ilha após 1977 matou a pau, estava na cara e ninguém percebeu.
Voltamos à "teoria do avô": se o povo Dharma chegou à ilha mas morreu lá com a detonação de 1977, não podem nascer filhos após esse período. Não era um problema de fertilidade, simplesmente não haviam os pais, que morreram no incidente, para gerar novas pessoas em um mundo paralelo. Isso me parece muito mais plausível e incrivelmente interessante do que a abordagem do magnetismo.
Sun e Claire tiveram os filhos porque elas "correm por fora" na linha do tempo, e esses filhos nascem, de qualquer forma, se o avião não cai, porque as mães continuam vivas.
Finalmente, confesso que estou encontrando a coerência escondida nas entrelinhas, e até me sentindo um pouco imbecil...

Rorschac disse...

Concordo com o Mauricio. Do jeito que a frase foi dita dá a impressão que Jacob morre sempre, o que nos remete a conversa dele com (F)Locke: "Só acaba uma vez, o que quer que aconteça no meio é sempre uma evolução."

Messiah: O que vc falou sobre as cores só é verdade se falarmos de pigmentos, se falarmos de LUZ, então o branco é a mistura de todas as cores o preto é a ausência total de cores. Se vc passar uma luz branca em um prisma terá as cores do arco-íris. Se misturar os pigmentos dessas mesmas cores terá preto.

ze das couves disse...

A verdadeira pergunta, diz Lindelof, é: “Qual é a relação entre o farol e a caverna? Há várias possibilidades.”

Talvez o MIB tenha sua lista de "candidatos" também. Uma é a de Jacob, a outra do MIB.

rupert disse...

a impressão que me passa é que jacob não é o nome do cara e sim uma espécie de título ou patente, sei lá. tipo "hurley, agora você é o jacob"...