10/02/2010

Ep. 6x03 “What Kate Does” – Easter Eggs, curiosidades e repercussão

Uns gostaram, outros (como eu), nem tanto. Seja lá qual for a sua opinião, fato é que “What Kate Does” traz pequenos e importantes detalhes que merecem nossa atenção, quer seja pelas dicas que dão para o andamento da trama, ou pela pura curiosidade de ver algo que possa ter passado batido. Shall we?



Leia mais...

    Ele era um torturador que atirava em crianças. É claro que merece outra chance.” As ácidas palavras de Sawyer falando sobre a ‘ressureição’ de Sayid, definem bem o que parece ser o tom do personagem no momento: um homem que simplesmente não aceita ter perdido a mulher que ama e que agora não tá nem aí para o que aconteça com os demais. Estamos de volta ao Sawyer individualista do início da trama, mas até quando?

    Hey, I’m walking here!”, frase dita por Arzt no início do episódio, funciona como uma pequena homenagem de Lost ao clássico ‘Perdidos na Noite’, filme de 1969 estrelado por Jon Voight e Dustin Hoffman, que interpretando o malandro Rizzo ‘Ratso’ diz essa mesma fala em determinado momento da produção.

    Vamos fazer aquela brincadeira do morde assopra? Cenas como a da fuga de Sawyer, que simplesmente ignora a afirmação de Dogen (“Você tem que ficar”) ficam parecendo sem sentido a partir do momento em que não vemos uma linha sequer de argumentação por parte do Sr. Myagi hippie, não acham? Por que o cara não disse de uma vez porque o ex-golpista tinha que ficar no Templo, afinal? Ok, à essa altura do campeonato já estamos cansados de saber que boa parte dos acontecimentos devem ter um propósito e que tudo o que precisamos é paciência...

    Sabe aquele papo da pessoa que faz coisas ruins, mas que é essencialmente boa? É essa imagem de Kate que o episódio reforça principalmente pelas cenas do flash sideways. Ao ver o conteúdo da bolsa de Claire, que tinha foto da loira grávida e uma pelúcia de baleia (brinquedo alusivo ao mesmo que Aaron já crescido, aparece carregando no ep. 4x10 “Something Nice Back Home”), Kate sente remorso pelo que fez. A partir daí, o encontro das duas ganha uma nova camada.

    Pode ser impressão minha, mas o Sayid recém ‘acordado’ não parece tão destemido quanto o de outrora, não acham? Isso, claro, pode ser simples fruto do trauma recente, mas quem sabe? Submetido à sessão de tortura, o que por si só já é uma grande ironia como apontei nos comentários do episódio, o iraquiano é exposto ao teste que poderia identificá-lo como sendo uma manifestação do monstro (daí o uso das cinzas sopradas por Dogen). Agora, se ele não foi possuído pelo monstro como suspeitava o oriental, que papo é esse de que ele foi infectado e qual a ligação disso com Jacob e o monstro/homem de preto? Será que ainda veremos uma manifetação periférica diferente daquelas duas entidades, talvez? A conferir.

    Quer uma carona, ou não?” Claro, afinal quem não aceitaria uma oferta tão tentadora justamente da pessoa que momentos antes apontava uma arma para sua cabeça, não é Claire? Incoerência à parte, curioso notar que Kate parecia ter reconhecido a história contada pela loira de que estava em LA para conhecer o casal que ia adotar seu bebê. Interesse que nem existia mais como vimos mais tarde, no que inclusive pode sugerir uma correção de curso. Claire escapa do acidente na ilha, chega em LA, mas parece encontrar, ainda que indiretamente (e temporariamente?), o destino que teve na ilha: cuidar de Aaron por conta própria... pelo menos até um certo momento.

    A reaparição de Aldo, aquele Outro que leva uma coronhada de Kate no ep. 3x07 “Not in Portland”, prova a tese de que toda história precisa de personagens ‘malas’. Mas, muito mais do que isso, essa reaparição serve para apontar a certeza de que no Templo, nem todos compartilham da orientação de proteger aqueles losties, afinal, resumir a situação do cara a uma vingança pessoal como fica claro no fim do episódio, soa exagerado, não?

    Eles me torturaram, mas não me perguntaram nada.” Motivado pela declaração de Sayid, Jack resolve tirar satisfações com Dogen numa cena que expõe o lado cético e racional do médico e seu temperamento protetor e explosivo. Daquelas cenas, curioso perceber também que a manipulação parece ser realmente item obrigatório no modus operandi dos Outros, já que Dogen evidencia a culpa de Jack na morte/ferimento de pessoas que o ajudaram só para dizer em seguida que ele tinha uma chance de se redimir dando a pílula a Sayid, que posteriormente confia a decisão de tomá-la ou não a Jack.

    O alívio cômico do episódio. Miles pergunta a Sayid se ele viu luzes ou anjos cantando, enquanto Hurley pergunta se ele tem certeza que nao é um zumbi, numa clara piada relativa à brincadeira perpetrada pelos produtores da série dizendo que eventualmente fariam uma temporada dedicada aos personagens mortos, a zombie season.

    Eu a fiz ficar nessa ilha porque não queria ficar sozinho.” As cenas de Kate e Sawyer na vila Dharma, foram no fim das contas, as melhores e mais interessantes do episódio (pelo menos para mim). Dosadas de uma emoção contida, mas ao mesmo tempo angustiante, elas mostraram Sawyer expondo sua fragilidade ao confessar que temia a solidão na ilha, e sentindo-se culpado pela morte de Juliet. Kate por sua vez, não esconde o lamento de estar frustrada por ainda não ter encontrado Claire e de ter tomado o que parece ser o fora definitivo de Sawyer. Será?

    A surpreendente reaparição de Ethan Goodspeed (sobrenome herdado de seus pais, Amy e Horace, claro) na realidade paralela, parece alimentar a discussão de que esses flash sideways na verdade não são fruto de uma eventual detonação da bomba, mas sim de todos os eventos provocados pelas viagens no tempo da 5ª temporada e de tudo o que os losties acabaram alterando. Vale lembrar que pelo que vimos na temporada passada, Ethan pode ter deixando a ilha ainda bebê com sua mãe durante a evacuação pré Incidente, lembram? Especulações à parte, fato é que o Ethan de agora repete uma situação vista na ilha anterioremente. Ele retardou o nascimento de Aaron através de mendicamentos. Pura coincidência ou a repetição cíclica de determinados eventos?

    Para quem fora descrito como alguém que não tinha senso de humor, até que Dogen se saiu bem na abertura da cena em que finalmente conta a Jack mais detalhes sobre a tal infecção de Sayid. Daquela conversa, podemos extrair mais um elemento que corrobora a ideia de que nenhuma daquelas pessoas chegou à ilha por acaso, como o Myagi hippie afirma categoricamente. Fora isso, sobra a rápida sessão de kung fu motivada pela ousadia de Jack em engolir a pílula e a revelação final de que Sayid foi ‘tomado’. Agora, como isso ocorreu e quem estaria ‘tomando’ o iraquiano é uma dúvida que alimentará muita discussão pelo menos até o próximo episódio. Arrisca um palpite?

    O ultrassom de Aaron que Claire observa, mostra uma data diferente da original do voo, 22 de outubro de 2004! Ou seja, a cena estaria ocorrendo 1 mês depois do que supostamente deveria. Erro de produção ou alguma dica? Por enquanto fico com a primeira opção.

    Na sequência da cena, estabelece-se de vez a forte ligação entre Claire e Kate, que usando o nome falso de Joan Hart*, escapa da polícia ao ser protegida pela loirinha que por sua vez diz acreditar na sua inocência. Ainda dessa cena, outra coisa me chamou atenção: a exemplo de Jack, que aparentava ter reconhecido Desmond ao encontrá-lo no avião, teria Kate também reconhecido o nome Aaron de alguma forma quando Claire o menciona, ou essa foi só uma falsa impressão deixada pela cena?

    * O nome Joan Hart foi usado por Kate num episódio da 1ª temporada, e faz referência direta à atriz Melissa Joan Hart, estrela da série ‘Sabrina, aprendiz de feiticeira ao lado de Beth Broderick, atriz que em Lost faz o papel da mãe de Kate.

    Ok, ok, dá até para aceitar aquele papo do Sayid sendo tomado por uma escuridão que consumiria seu coração e dizimaria quem ele já foi um dia, mas se o mesmo aconteceu com Claire e eles a ‘disgnosticaram’ daquela forma, por que a deixaram viver livre e solta pela floresta como sua reaparição final na ilha sugere?

    Repercutindo o episódio

    “As respostas, que os mais desatentos certamente reclamarão que não vieram, começaram sim a aparecer. Pra mim está mais claro do que nunca que a ilha é mesmo um grande tabuleiro de gamão onde as peças são literalmente exoradas para lados opostos, ao bel prazer de vontades maiores... Eu não discordo dos que se desapontaram com o ritmo do capítulo, nitidamente menos intenso que os primeiros, mas eu continuo preferindo ver uma boa história sendo construída para chegar num grande desfecho – e isso foi sistematicamente feito em TODAS as temporadas até agora – do que simplesmente presenciar uma atribulada resolução de enigmas apenas “para constar”.”

    Bruno Carvalho – Ligado em Série

    “Depois da estreia da temporada que me deixou empolgado a voltar para a Ilha, e me intrigou com o que estava acontecendo fora dela, “What Kate Does” ofereceu foi uma experiência menos instigante. Foi um episódio interessante em certas partes – especialmente no que acontecia na ilha -, mas no fundo ele me deixou com vontade de pular para o próximo episódio... O que vemos agora é um novo quebra-cabeça, mas até termos um melhor senso do que isso significa, precisamos ter pistas mais fascinantes, ou as cenas tem que funcionar como bons dramas isolados da mesma forma que os bons flashbacks faziam. E a verdade é que ‘What Kate Does’ não fez nem uma coisa nem outra.”

    Alan Sepinwall – What’s Allan Watching?

    “"What Kate Does" simplesmente nos trouxe de volta elementos que deverão ser necessários para o restante da temporada. Não deixa de ser um episódio "filler", aquele que arrasta um pouco mais as coisas, mas trouxe algumas coisas importantes... O episódio também aumentou a expectativa em relação ao papel dos losties na Ilha. Achei bem interessante quando o "Other" Justin disse para Aldo (aquele da 3ª temporada que estava de vigia no prédio onde ficava a "Sala 23", que Karl estava preso) que "ele é um deles", em referência à Jin. Toda essa coisa de listas com os nomes dos losties e suas participações em momentos importantes da história da Ilha durante as viagens no tempo, vão render algo grande no final!”

    Leco Leite – Teorias Lost

    “Eu sei, eu sei, reclamar de um episódio só por que ele é centrado em certa pessoa parece injustiça, mas estou me baseando inteiramente em fatos e eles são bem claros em relação à sardenta. Primeiro, a Evangeline Lilly não chega nem perto de ser uma das melhores atrizes do elenco e ás vezes falha miseravelmente em entregar uma boa atuação. Segundo, a personagem virou um simples objeto de disputa entre os protagonistas no decorrer das temporadas. Terceiro, todo o bom drama que os roteiristas conseguiram elaborar para ela fora da ilha foi desperdiçado devido a falta de tempo para finalizá-lo de maneira correta, mas ninguém se importou muito com isso ano passado pois estavam rolando coisas bem mais interessantes na ilha. E Todos esses fatos infelizmente se repetiram..”

    Mateus Borges – Série Maníacos

    “E embora “What Kate Does” soe mais como um episódio preparatório, ele também começou a explorar a ideia de conexões entre as duas realidades. Talvez elas não estejam necessariamente conectadas de um jeito mítico ou esotérico. Talvez o que Lost esteja direcionando é que a essência de uma pessoa é o que é independente do tempo, espaço em que esteja. Talvez Kate seja essencialmente a mesma pessoa com os mesmos instintos, não importa onde esteja. Ela geralmente tem um forte desejo de fugir das circunstâncias em que se encontra, mas também tem humanidade e compaixão que faz com que continue com alguém que precise de ajuda. E nas duas realidades, é Claire que Kate está tentando ajudar. E isso não pode ser coincidência”

    Maureen Ryan – The Watcher

    “…se eu tivesse que destacar um ponto alto deste "What Kate Does", seria a atuação impecável de Josh Holloway, que vem retratando a dor de Sawyer com uma sensibilidade ímpar. Não é segredo também que considero Matthew Fox um excelente ator que é muitas vezes subestimado por interpretar um personagem que, talvez em função de suas inseguranças, é visto com antipatia por parte do público (já eu considero Jack um herói trágico por natureza) - e aqui ele se sai bem como sempre ao tentar compreender as razões por trás das ações dos outros Outros.”

    Pablo Villaça – Cinema em Cena

    “Nada na ilha foi muito empolgante, e olha que eu nem vou entrar no mérito do japa sábio e seus amigos hippies e o bonsai e tal. De novo os Outros (outros outros, mas ainda outros) sequestram os caras, aí o Jack já vai fazendo uma amizade, toma um chá e tal, dá seu sorrisinho irônico, exige respostas agora. Aí Sayid então está infectado, igual aos amigos da Danielle Rousseau. Ou seja. O monstro da fumaça é um grande exu poderoso que se transforma em Locke e se apodera dos corpos. E faz a Claire virar a nova Rousseau. What?”

    Claudia Croitor – Legendado

    “Lost tem o hábito de fazer com que os episódios que vem depois das empolgantes estreias de temporada sejam mais lentos segurando o público e orientando-o sobre o ritmo da temporada. “What Kate Does” corroborou essa tradição, e arrisco dizer que nem todo mundo apreciou essa escolha, especialmente aqueles que vieram para a última temporada experando que Lost fosse só um ‘Temos muito a fazer e pouco tempo, portanto vamos direto ao ponto’. Apesar disso, dou uma nota 7 para ele, e se vocês me perguntarem depois de novo, é provável que essa nota suba, porque quanto mais eu penso sobre ele, mais profundo e estimulado me sinto. Claro que esse é meu trabalho, mas eu gostei de bastante coisa desse episódio e por isso, prefiro diminuir a influência das coisas desinteressantes.”

    Jeff Jensen – EW


Faltou alguma coisa? Viu um detalhe que chamou sua atenção e não foi citado? O espaço de comentários é seu.

108 comentários:

Tarcisio disse...

eita! 22/10/2004. mais essa!

Catapan disse...

Nossa, parabéns por esse post. Ao contrário do episódio, excedeu a todas as minhas expectativas. É impressionante o quanto foi possível refletir sobre um episódio que parecia não revelar nada. Como foi dito por alguém no último Dudecast, pra mim não existe LOST sem os comentários do DUDE!

l-e71 disse...

No flash sideway - parte do aeroporto - enquanto Dr. Arzt atrapalha o transito, kate olha pra trás e cruza por uns instantes de forma cognitiva o olhar com jack. a meu ver dando a ambos akela mesma sensaçãozinha de úma eventual ligação...

Leco Leite disse...

Parabéns pelo post e valeu pelo trecho citado aqui no Dude! É sempre uma honra ser citado por aqui!

Abraço, Davi e Ju!

Esperando o Dudecast...

r4f43|_ disse...

axo que jacob encarnou em sayd
fica claro naquela cena onde ele diz
que confia no jack...
"o que vc quizer que eu faça o farei, pois confio em vc"

foi tosco a coisa da katie mas não foi um episodio inteiramente sem arrepios
e o bom de lost é que o proximo sempre promete...

locke.

ze das couves disse...

O problema da data do ultrasom não é erro da produção não, David, é intencional.

A data, tanto quanto o Desmond no vôo, os cabelos diferentes, as falas diferentes e outras coisas assim que ainda devem aparecer, fazem parte de outra realidade, uma ramificação rolando provavelmente desde 1977 e não do ponto em que começa a série. As "pequenas" diferenças de lá até 2004, que estamos vendo, ocorreram por conta do chamado "efeito borboleta".

Saulo disse...

Davi, achei muito interessante a reação de Kate ao ver Jack no flash sideway. Ele estava ao telefone, e ela olhou-o como se o reconhecesse.... também sentiram isso?

No geral, gostei do episódio. Gosto da ambiguidade de Kate, só acho que os roteiristas não exploram muito as possibilidades que isso traz, e limitaram a personagem a uma série de comportamentos previsíveis.

Valeu ver Claire. Torço para que ela se "salve".

Bruno disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cleyton disse...

Davi, na cena do Artz, Kate olha pro jack bem diferente. Eu estava até pensando que seria alguma coisa, mas acho que não vai dar em nada. Provalvemente aquilo era só para mostrar que ela reconheçeu o cara que ela robou a caneta no avião! O que voçê acha?

Marco Tulio disse...

Aquelas armadilhas colocadas na floresta eram de Claire né?! Fiquei maluco pra ver como a Claire ficou daquele jeito, vivendo na floresta, conseguindo armas e tals...

Sabrina disse...

Sobre a data no ultrassom, o mais provável é que se trate da provável data de nascimento, já que o Ethan diz que ela está de 36 semanas, ou seja, faltando um mês ainda pra completar a gestação.

Rubens Viana disse...

Opa, o post acabou de sair do forno, então lá vai meu comentario. Achei esse EP meio morno, mas enfim, aprendi que em LOST tem que se ter paciencia, e eu tenho de sobra. Vamo esperar os prox capitulos.

Scud disse...

o sawyer jah disse isso que o artz disse:
hey im walking here, no episodio da ana lucia com o pai do jack chegando no bar que o sawyer vai beber com o pai do jack e vai pagar uma bebida a ele.
O Ethan na 1 tempo qdo o Hurley tava com o manifesto do Aviao perguntou o nome dele, ele disse Ethan Rom, pq serah q agora ele usa os sobrenome dos pais

Scud disse...

Kate qdo usou o nome Joan Hart ela estava chegando a um hotel e ela estava loira, fez mencao a Claire que tinha cabelo preto e depois ficou loira

Karoline disse...

Voces nao tiveram a impressao de q Kate e Jack de reconheceram?
Ele, inclusive, afasta o telefone do ouvido qnd a vê...
estranho!
(AMO esse blog)

Ivan disse...

ME pergunto como eles irão explorar o paralelo entre Clair e Rousseau. As duas chegaram grávidas e tiveram filhos na ilha. As duas se afastaram dos filhos e acabaram sozinhas na selva criando armadilhas e carregando espingardas. Completando as duas ficaram sem shampoo e condicionadores.

Ivan Costa

Jefferson disse...

Em uma cena quando Kate e Jin estão na floresta com 2 dos Outros. Um deles, o negro, salva a Kate de uma armadilha e diz que não poderia ser da Rousseau pois ela morreu a 2 anos. Então quem era a mulher que conhecemos na história? Teria acontecido com o ela o mesmo que esta acontecendo com Sayd, teria sido "tomada"? E a Claire que vimos no final do epsódio, será que também foi "tomada" e esta vivendo com a Rousseau? Que nó que isso me deu.

Guthemberg disse...

bom.. eh logiko e evidente a repetição cíclica de acontecimentos.. e isso q eles querem mostrar com os flashes sideways, pra mim pelo menos... e eh o q eu to adorando nessa temporada.. sobre a Claire, acho q ela ainda tah viva pq eles naum pegaram ela pra saber se ela foi tomada ou naum, talvez nem saibam sobre ela, quem levou ela foi o Richard e o Richard, ao q me parece e do lado do home de preto... bom sao so opiniões logiko mais sei lah... Ah e Adão e Eva pra mim são Rose e Bernard, abraços e siga com o blog q eh o melhor..

Daniel disse...

Faltou comentar a cena em que Kate parece reconhecer Jack, quase deixando Claire escapar do taxi. Inclusive podemos ouvir nesse momento o novo efeito sonoro do flashsideways...

dudulespaul disse...

Davi, na foto do Ultrasom da Claire, tá escrito o nome do hospital:

"Angel Of Mercy", ou seja, anjo da misericórdia. Alguma relação com Jacob será? Aaron-Jacob-nomes bíblicos?

O que jaz na sombra da estátua? "Aquele que nos salvará", um anjo da misericórdia, um bebê, loiro, tal como Jacob?

Luiz Antonio disse...

A Claire é a nova "francesa" da Ilha. Aquelas armadilhas vistas no episodio foram preparadas por ela, na minha opiniao. Assim sendo, a infectada seria Russeau e nao seu grupo.

Felipe A. Souza disse...

Além de estranhar o nome Aaron, ela também fez uma carinha de "déjà vu" no aeroporto, ao ver Jack, quando o taxista parou em frente ao homem das malas. E Jack pareceu estranhar a passageira daquele táxi também...

Foi um bom episódio, mas virão melhores, sem dúvida! =D

Kleber disse...

eu não sei que "tomou" o saiyd, mas acho que o que ele tem é a mesma "doença" dos companheiros da Rousseau, ou o que transformou o Ben depois que ele foi baleado pelo proprio Sayid.

Pablo disse...

Data 22/10 do ultrassom refere-se à provável data de nascimento do bebê (40 semanas). No caso, a data está correta, pois a cena se passa com a gravidez de Claire em 36 semanas, um mês antes do acidente.

Kleber disse...

Para mim ficou meio claro que Claire não está simplesmente solta pela floresta, e sim protegida pelo inimigo (que pode ou não precisar assumir a forma de Christian para cooptá-la).
No mais, quatro coisas a dizer:

1ª) Kate tem que ter a cabeça cortada o mais rápido possível.
2ª) Jin tem que achar logo Sun e viver como Rose e Bernard pro resto da vida.
3ª) Dogen tem que continuar distribuindo kung fu nesses cabeças duras como Jack.
4ª) Aaron tem que ser o 'Neo' que vai ser possuído pela fumaça negra e destruir ela por dentro ;)

RicardolbSdA disse...

A atitulde rápida de jack mediante ao dilema de entregar a pílula foi uma das cenas mais bacanas, nos lembra que o sujeito ainda é o herói da história, mas geralmente preferem o anti-herói do mal e individual(sawyer).
acredito que a tal infecção esteja obviamente ligada ao que provavelmente ocorreu com aqueles que estavam com rousseau.

Carla disse...

"Kate por sua vez, não esconde o lamento de estar frustrada por ainda não ter encontrado Claire e de ter tomado o que parece ser o fora definitivo de Sawyer. Será?"

Davi, sério que vc acha que a Kate chorou pq tomou um fora do Sawyer?! Acreditar nisso seria acreditar que os autores de LOST são uns retardados mentais. Eu prefiro acreditar que não.

Tem outra coisa que eu não concordo: estão todos dizendo que os remédios que o Ethan injetava na barriga da Claire, na ilha, eram remédios para retardar o trabalho de parto. Bem, se é isso que os autores querem dar a entender, é outra palhaçada das grandes pq ninguém injeta nada na barriga de uma grávida para sedar o trabalho de parto. Todas as medicações usadas para isso são administradas IV (intra-venosas), no sangue do braço da mãe (para deixar bem claro). E somente depois que a mãe inicia o trabalho de parto. A gente imaginava que aquelas injeções da ilha tinham alguma coisa a ver com os estudos da Juliet sobre os mistérios das mães que concebiam e perdiam os bebês na ilha.
Tudo bem que LOST não é E.R., mas cometer erros assim grosseiros seria absolutamente desnecessário pois qualquer pessoa poderia tê-los orientado, ainda mais numa série que tem uma médica obstetra como personagem importante.

Enfim, eu ainda acredito em LOST e nos autores da série e acredito que eles não estão de brincadeira. Transformar a série numa palhaçada, na última temporada, isso sim é que seria uma decepção.

Goten disse...

A Kate desesperada por levar (mais uma) patada do Sawyer e você achando que o choro foi pq "ainda não encontrou a Claire"? Me poupe..

douglas disse...

lembrando também, que a Kate viu o Jack, na hora que ela tava saindo com o taxi no aeroporto, e foi tipo a mesma situação do Jack, vendo o Desmond, ela ficou olhando, como se ja conhecesse! e esse japa, parece que ele ta querendo enganar todo mundo ein, ele não é bem o que ta parecendo...

CG disse...

Qnd foi ressaltada a parte em que Ethan aparece deixou um pergunta no ar: "Pura coincidência ou a repetição cíclica de determinados eventos?"
A resposta já foi dita por Daniel Faraday a Sawyer: "What happened, happaned"

Rodrigo disse...

Jacob encarnou em Sayid: FATO.

Os outros liderados por Dogen não sabem q o exu encarnou no Locke, então estão achando q foi no Sayid.

Chato isso, pq quer dizer q o Sayid de verdade morreu. E pra mim era, ao lado do Sawyer, o melhor personagem.

intratecal disse...

Eu também curti muito o episódio. Não tanto como a season premiere, mas teve muitos pontos positivos.

A cena da Kate e do Sawyer no pier foi muito marcante. Josh Holloway é um puta ator, hein?

E eu tinha esquecido totalmente do Aldo!

E parabéns por manter um site tão bom sobre lost.

Abraços!!

PC disse...

- As expressões em Lost, não tenha dúvida Davi, são propositais. E esse episódio se destacou por isso. Tive a sensação que todos os personagens fizeram um esforço danado pra não completar as frases, hehehehe.
- Quanto ao Ethan a impressão que me passou foi de um médico extremamente preocupado com uma paciente.
- Acho que essa coisa da infecção causa o mesmo efeito que estamos vendo nos "sideways". A pessoa parece se lembrar de certos fatos (Claire fica confusa quando Jin diz seu nome).
- A Infecção. Tenho uma teoria(nem mesmo eu acredito na possibilidade,hehehe) de que uma coisa em comum afeta todos os Losties. É a única coisa que está presente desde o começo da série e é constantemente mostrada. É uma bobagem mas como nunca nunca vi ninguém falar nada sobre isso espero ser o único a registrar: a àgua.

PC disse...

Um detalhe que faltou Davi: a bola de beisebol é uma referência ao Red Sox, time preferido de JAck.

Rodrigo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ana Paula Amorim disse...

Finalmente Jack vai descobrir que Claire é sua irmã. Nem sei mais há quantas temporadas espero por isso! :)

Quando Claire apareceu no final do episódio, me lembrou muito a Danielle Rosseau. Não dá impressão que agora ela vive na ilha, isolada, como a francesa? Acho até que as armadilhas que apareceram no episódio foi a loirinha que construiu.

--> comentário bobinho o meu, mas ficou martelando na cabeça.

Um abraço,
Ana.

Marília Teive disse...

Em relação à data do ultrassom, e como mamãe recente que sou, afirmo que a data se refere ao dia em que foi feito o ultrassom e não à provável data do parto. Queria comentar que não acredito que os outros tenham deixado ela viver pela floresta tendo sido tomada. Acredito que ela, como Rousseau, está fufindo e sobrevivendo na floresta construindo armadilhas para se defender dos outros. Uma curiosidade: engraçado ser Claire a salvar Jin tal como fez a jovem Rousseau ao chegar na ilha e salvar o coreano do mar.
Continuo a não gostar do episódio (por mais que saiba que nem todo episódio tem que ter o ritmo do LAX) principalmente por imaginar o quanto poderia ter sido feito durante aquele "acordar" de Sayid e como eles forçaram a barra no flashsideway. Pô, a menina é sequestrada e depois aceita a carona e ainda dá o cartão de crédito pra meliante gastar. Foi difícil de engolir...

Lívia Martins disse...

Teve uma coisa que eu pensei, e não sei se vocês observaram... Em algum momento, Aldo comenta na floresta que "a francesa já morreu há muito tempo". Teria ela também morrido há muit mais tempo e sido "tomada"? Pra mim, isso ficou no ar. Ainda mais quando Claire aparece, lembrando em muito a Danielle!

Lucas disse...

tanto na ilha quanto na realidade paralela Kate ajuda Claire no parto!

marcyda disse...

- Não podem ser da francesa... ela já morreu a dois anos....


Pra mim essa foi a frase mais intrigante da historia! E tenho duas teorias sobre isso:

1º O Losties voltaram a um presente bem depois do acidente original,

2º A danielle que conhecemos não é a verdadeira Danielle que chegou no navio... então quem é?

Nunca espero muito dos episodios da Kate, que em geral são ruins, mas este, pelo menos, me deu boas coisas em que pensar

BobLeMont disse...

Sobre essa "infecção"que se apaodera de Sayid, acho que cabe uma conexão: ele passou pelo mesmo processo de ressuscitação que o jovem Ben. Pode ser que esteja aí a chave do mistério - eles temem que alguém com o passado do iraquiano possa se tornar um Ben ainda mais ardiloso.

Amanda disse...

Ana Paula, ele já sabe que a Claire é irmã dele, descobriu fora da ilha, lembra?

Ana Paula Amorim disse...

Oi, Amanda! Pois eu tinha esquecido. Dude, nem lemnro a reação do Jack (como uma coisa desta acontece?), malzaê!

Agora que a Claire foi tomada pela mesma escuridão que a Rosseau, parece que tem mais gente achando o mesmo!

Abraços!

cristina disse...

Parabéns pelo blog!
Desmond e Jack já tinham se encontrado no estádio de futebol fazendo exercícios, vocês se lembram?!
Acho que esse "novo passado" vai acabar mandando todo mundo pra ilha em 2007!

Brunno disse...

Muito bom o post, parabéns. Porém, eu discordo quando você disse que pode haver uma terceira entidade na ilha. Quando o amiguinho do Dogen fala que ele passou no teste, logo depois ele diz pra Dogen "I just lied to him, didn't I?", o que significa que ele estava possuído mesmo :o
Ou seja, acho que é algo do Smoke Monster mesmo.
Sobre a Claire, acho que ela teve a mesma coisa da Rosseau, e acho que isso ficou bem claro :D.
Eu gostei do episódio, ao contrário de muitos, eu gosto dos episódios da Kate.
E é importante citar que se o Sayid tem a mesma coisa que a Claire, isso significa que a Claire pode ter morrido também, mas voltou a vida. E a mesma coisa pode ter acontecido com Christian, e por essa razão o corpo dele havia sumido.

Marcyda, sobre a primeira teoria, acho que eles estão no presente sim, pois quando Jin pergunta se viram o Ajira cair aqui, um dos que estavam com ele diz "Não é aquele que caiu...", e logo depois o outro manda ele calar a boca ou algo do tipo huahuauehu. E no promo de The Substitute podemos ver Sawyer falando com bad Locke, que está no presente.
Sobre sua segunda teoria, isso me fez pensar que a Danielle que estava com os Losties pode ter sido o Smoke Monster. Mas eu não me lembro em que ano ela morreu exatamente, ou seja, pode ser que ela tenha morrido a 2 anos atrás mesmo.
E Josh Holloway está muito bom como ator, amei muito a cena dele e de Kate. Sério.
Não tenho mais nada a falar, ficam aí minhas teorias :D

Eugenia disse...

Jefferson, Liv e Marcyda, eles estão em 2007, e a Rousseau morreu em 2004. Logo, ele estava certo ao dizer q ela morreu há anos e q as armadilhas ñ poderiam ser delas.

Ana Paula, conforme a Amanda falou, qdo Jack voltou pra L.A. a mãe da Claire disse a ele q a garota era meia-irmã dele. Interessante é q ele ñ comenta isso com ninguém,né.

Davi e Jul, gostaria de colocar um ponto e gostaria q ele fosse discutido no podcast. É o seguinte: a Cindy hipponga fala ao japa: "Eles estavam no meu primeiro avião". Achei essa frase muito interessante! Tem 3 significados:

1) Nada de mais: aquele tinha sido o primeiro voo q a aeromoça fazia.
2) Aquele foi o primeiro de vários; ela já tinha trazido outras pessoas para a ilha.
3) (este é o q eu acho mais foda): ela já tinha trazido aquelas pessoas do voo 815 várias vezes, cada uma numa realidade paralela! Ou seja, ela ñ era uma aeromoça comum, mas uma pessoa q sabe mt mais do q os losties... Eles já foram àquela ilha várias vezes... Só q a cada vez q voltam esquecem de praticamente tudo... é como se fosse a primeira vez... Só q ñ esquecem de tudo, e isso explica pq Locke conhece tão bem a ilha, pq Jack consegue salvar tanta gente durante a série, mesmo sem condições materiais, pq Sayid sabia q Ben ñ era Henry Gale... Resta saber o motivo pelo qual essas pessoas são sempre levadas pra lá. Será para q tivessem uma segunda chance de se redimirem e felizes? Se sim, creio q a vinda q conhecemos (a que é mostrada na série) seria a última, pq todos conseguiram, de alguma forma, a redenção (menos Locke).

Eugenia disse...

Fico pensando tb se Locke, no decorrer da série, já ñ teria aparecido sob forma de MIB ou feito coisas a pedido dele. Como se explica que ele soubesse tanto sobre a selva?

Bruno disse...

O 6x04 é centrado no Locke/F-Locke mesmo?

Se for, vai ser um dos melhores da temporada!! :D

lucas disse...

Não sei ler ultrassom dos estados unidos mas acredito que essa data seja a provável Doc de Aaron, mas se não for isso explicaria o fato de locke ter feito seu walkabout.

mjeffbr disse...

episódio fraco, filler mesmo, a impressão é que os criadores dependem demais dos segredos, e por isso seguram até onde der, além do que esqueceram de revelar qualquer coisa nova de fato relevante em três horas praticamente, essa realidade paralela pra mim é só enrolação, mais um mistério filler pra não entregar o que todo mundo quer ver, estou quase me arrependendo de ter passado o úlima mês reassistindo todas as temporadas... pelo que vejo na net a reação do pessoal foi ruim, e a audiência certamente vai começar a cair, eu arriscaria dizer que é merecido...

Tads disse...

A casa do casal que adotaria Aaron não é a mesma em que Kate foi morar com ele após deixar a ilha como uma dos Oceanic-6? Achei bem parecida!

mjeffbr disse...

outra coisa que tem me chamado a atenção é que os fãs têm idéias sensacionais que não são, pelo menos recentemente, igualadas pelos criadores, vide a idéia da aeromoça citada acima, quanto ao episódio pô fiquei muito irritado com aquela estória de "não vamos contar pq vc q vc é vital" e depois, como anteriormente, vamos descobrir que não havia pq de tanto mistério, fora as incoerências das reações da claire com a kate, os outros que sabem que os losties são importantíssimos segundo o próprio jacob, mas não hesitam em matar um deles, ou então a manjadíssima "vá atrás de fulano", atravesse a ilha, encontre pra uma conversa que não acrescenta em nada e depois volte, assim 20 minutos do episódio se perdem pra nada, às vezes é até metalinguístico, quando losties comentaram "vamos daqui pra lá e quando chegarmos lá, voltamos pra cá"; sou muito fã, mas não vou me contentar com migalhas, outra coisa, se os fãs tem ótimas teorias e idéias, tb viajam com erros de produção e uscando referências até em movimentos de sobrancelha hehe...

Bruno disse...

Eu continuo achando que o episódio foi NORMAL, mas teve suas partes EXTREMAMENTE ridículas, quase nunca vistas em Lost (pelo menos eu nunca tinha percebido algo do tipo).

Toda aquela história da Claire aceitar carona da seqüestradora foi forçassão de barra ao nível MÁXIMO. É só as pessoas se colocarem no lugar da Claire pra saberem que, não importa o quão "simpática" a "ex-seqüestradora" pareça agir, NINGUÉM aceitaria uma carona dela.
E ainda dar o cartão de crédito?! Quando se está prestes a ter um bebê?!?!

Pow, Lost, descepcionou nesses aspectos... =/ Não acho que o Destino seja tão forte assim pra criar situações impossíveis desse tipo... Sempre vimos ele se moldar ao que está acontecendo e, de uma maneira lógica, cumprir seu papel.

Bem, de resto, foi um episódio rasoável mesmo. A espera pelo 604 centrado em LOCKE!

Eugenia disse...

Gente, será q a Eloise Hawkings ñ é ajudante do MIB? Pq ela fez questão q os losties levassem o corpo do Locke para a ilha? Pra o MIB usar, né? Pq se a ideia fosse "reproduzir o grupo original q partiu da ilha", ela tentaria convencer a Kate a levar o Aaron!

Igor J. disse...

Eu, especialmente, ja tinha começado a achar que o vôo do reboot fosse um pouco mais tarde que o da outra realidade.

Quando John Locke fala que esteve no Walkabout, eu confio nele. Acho mesmo que ele foi. Sério. Agora analisando...

Se ele foi pro Walkabout, ele não poderia ter pego o mesmo avião que pegou quando NÃO foi, porque passou o tempo no Walkabout, certo? Então é por isso que eu acho que ele foi ao Walkabout e pegou o ônibus só uma semana depois do dia 22 de setembro.

Só se... A data do Walkabout era outra. AAAAA, Lost me enlouquece. Hahaha!

Rodrigo Cerqueira disse...

Não tem mistério nenhum na frase do Justin, ao que me parece. Rousseau morreu quando Kimmy e os mercenários do cargueiro chegam à ilha, ou seja, no final de 2004. Os losties estão hoje em 2007, quando o vôo da Ajira caiu na ilha. Logo, pouco mais de dois anos de diferença.

Concordo que os fãs têm teorias muito loucas, mas isso é Lost. Os roteiristas nos deram muitas ferramentas para isso. Mas, OK, tem muita gente que viaja com elementos que sequer estão na história. Aí é mesmo exagero.

Brunno disse...

Eugenia, não precisa exagerar criando teorias assim HUHAHAUAU. Tudo o que a Cindy disse foi "Eles estavam no primeiro avião", se referindo ao primeiro que caiu, 815. Não tem nada de ser o primeiro avião dela não HUAHUAAUHA.

disse...

Amei o episódio!
1- Se calhar era por isso que Widmore queria que Ben matasse a francesa, pois pensava que ela estava possuida como o resto da equipa francesa.
2- Existe então dois tipos de posses? O monstro pode possuir o corpo de alguém (Sayid, Claire, Christian) ou pode "duplicar" na forma de alguém (John Locke). Ou será que existim 2 Lockes das duas realidades, na mesma realidade? Como é que o Monstro surgiu primeiramente na ilha Hydra... será que ainda há mistério aí que vá ser revelado?

vin disse...

Lembra que antes da Claire sumir, ela estava aparentemetne morta, tipo, quando a casa lá na vila desabou/explodiu? Tipo, ela foi "reanimada". Parece q o mesmo aconteceu com Sayid.

Raphael disse...

Leco Leite – Teorias Lost


“Eu sei, eu sei, reclamar de um episódio só por que ele é centrado em certa pessoa parece injustiça, mas estou me baseando inteiramente em fatos e eles são bem claros em relação à sardenta. Primeiro, a Evangeline Lilly não chega nem perto de ser uma das melhores atrizes do elenco e ás vezes falha miseravelmente em entregar uma boa atuação. Segundo, a personagem virou um simples objeto de disputa entre os protagonistas no decorrer das temporadas. Terceiro, todo o bom drama que os roteiristas conseguiram elaborar para ela fora da ilha foi desperdiçado devido a falta de tempo para finalizá-lo de maneira correta, mas ninguém se importou muito com isso ano passado pois estavam rolando coisas bem mais interessantes na ilha. E Todos esses fatos infelizmente se repetiram..”

Perfeito, não tenho mais nenhuma palavra. ;)

Impressão minha ou o Davi chama DOGEN de Sr. Myiagi num modo pejorativo?

O homem ainda terá muita importancia na trama Davi, e não o considero um cliche não, mas sim um personagem interessante que ainda acredito ter alguma relação:

RICHARD/BLACK ROCK/1800 etc.

Vamos com calma ... E concordo, essa falta de dialogos em LOST me deixa puto, eles simplesmente deixam o James sair e não explicam o porque.

E o Sawyer tá um chatice que só, pelo amor de Deus, perder alguém não é motivo para odiar todo mundo, principalmente quando a própria mulher dele o convenceu a detonar a bomba.

E ah, a Kate manja mais de trilha do que os verdadeiros outros ...

Ah tá, próxima ...

Raphael disse...

Só mais uma coisa, kate a parte, como a Evangeline é linda, possui uma beleza natural, enfim, gosto muito dela. ;)

Rogerio disse...

Acho que só eu nao estou gostando dessa temporada...
Os produtores são muito bons no marketing: falam que a ultima temporada trará respostas, terá um ritmo alucinante, etc.
O que vemos? Outros "outros", mais personagens manipuladores, mais frases do tipo "Voce tem que ficar!", "Voce tem que confiar em mim" ditas por personagens que apareceram do nada. E os Losts continuam com cara e expressões de perdidos, nao entendendo nada. Assim nem precisa terminar! Dá pra fazer mais umas 3 temporadas.

Eugenia disse...

Brunno, em Lost tudo é possível... :)

Gabizinha Vidal -Santos -SP disse...

Nossa esse erro da data foi d + heim.=|

Raphael disse...

"E os Losts continuam com cara e expressões de perdidos, nao entendendo nada. Assim nem precisa terminar! Dá pra fazer mais umas 3 temporadas."

Pois é, tenho um amigo que desistiu após LA X, por este mesmo motivo, eles aumentam cada vez mais as perguntas ...

Eu já me dou por satisfeito por terem acabado com as viagens no tempo, coisa tosca na minha opinião. Mas já que precisavam encher linguiça na quinta ... explicar sobre a DHARMA e tal, foi válido, pois só aqueles FLASHES e pulos até o episódio 8 já eram suficiente, mas tinham que enrolar na DHARMA.

Já eu, esperarei até o final, confio no carequinha NERD, ainda acho que tem uma grande ponte de ligação.

Não sou de acompanhar 6 temporadas para desistir agora.

todopoderoso disse...

O episodio em si foi beeeeeeem fraquinho. A essas alturas queremos respostas e não enrrolação. Varios momentos que foram mostrados nesse episopdio poderiam muito bem ser substituidos por coisas que realmente nos interessam.. Alias, para mim, os 3 primeiros episodios estão devendo e muito... Parabens pelo blog, vejo ele constantemente...

julia_akemi disse...

Ótimo texto! Concordo com tudo, menos com a cena da Kate desolada... Com certeza ela ficou naquele estado por conta da situação toda, todo mundo perdido, monte de gente morrendo... quem é que não ia cair no choro numa situação dessas uma hora?

Raphael disse...

E se simplesmente não foi um erro?

E se a data do voo também mudou ?

Pode ser ...

rafaelsgomes disse...

muito bom as postagens ...gostei de saber sobre o 22 10 , acho que foi erro de producao tambem .
Sobre o lado negro ...alguns americanos apontam jack COMO SENDO jacob e Sawyer como sendo o novo Esau .Outro fato relevante eh sobre o Mioshi Guru Sashimi ter relevado ao jack a irma dele ..coisa que ele nao sabe ate agora que Claire eh a iram dele ..Outro fato curioso eh que Locke tambem quando em LA falou ao Jack sobre o PAi dele ..fico pensativo sobre varias hipoteses que misturam ate a volta de Charlie tocando You All Everybody ou Wonderwall ..aqueles episodios eram massa tomara que haja algo deste sentido !!

Raphael disse...

A galera tá tão preocupada se o Sawyer vai morrer, ou Jack, ou Sayid, mas eu não.

O que realmente me preocupa é a cena inicial de LA X, a ilha submersa, para mim a ilha é a principal personagem da série, e é a única que eu realmente quero que esteja inteira ao fim. ;)

Sawyer novo inimigo e Jack novo Jacob?

Aposto mais no Jack, pois como mostra aquela cena, Jack manda os guardas se afastarem, e eles se afastam na hora.

Sawyer to achando que morre mesmo, mas se isso ocorrer, será lá pelo ÚLTIMO episódio, podem acreditar. ;)

Pelo visto Jack será o novo líder dos Outros,e eu particularmente gosto da idéia, principalmente quando notei que Dogen e Lennon possuíam uma certa simpatia e respeito por ele.

Melise.s disse...

Eu também acho que o Jacob encorporou no Sayid e tenho que dizer, que se foi, vou achar o máximo! rs... Só isso explicaria o Sayid confiar a sua vida a Jack!

Rogerio disse...

Raphael, Nao vou deixar de assitir nao! Mas dá uma certa decepção...

Davi, parabéns pelo blog. Sempre muito bom!

Edgard Cravo disse...

Davi, uma coisa que veio à tona pra mim com toda essa história do Sayid ter sido incorporado ou não é a preocupação dos Outros com os corpos dos mortos. Sempre vimos os Outros querendo os corpos das pessoas mortas de volta, como por exemplo, o Paul e os dois caras mortos pelo Sawyer em 74. Ou seja, eles têm/tinham medo de que o monstro se incorporasse em um deles. Será isso?

Fagner disse...

“Nada na ilha foi muito empolgante, e olha que eu nem vou entrar no mérito do japa sábio e seus amigos hippies e o bonsai e tal. De novo os Outros (outros outros, mas ainda outros) sequestram os caras, aí o Jack já vai fazendo uma amizade, toma um chá e tal, dá seu sorrisinho irônico, exige respostas agora. Aí Sayid então está infectado, igual aos amigos da Danielle Rousseau. Ou seja. O monstro da fumaça é um grande exu poderoso que se transforma em Locke e se apodera dos corpos. E faz a Claire virar a nova Rousseau. What?”
--------------------------------------

Bem isso mesmo...rs...

Fagner disse...

Pro pessoal do Dude, meus parabéns... Excelente cobertura de um episódio EXTREMAMENTE mediano...

O próximo promete ser Top 3 da primeira parte da temporada...

Lucius disse...

Se o Outros querem matar o Sayid e o Jack é importante, não faz sentido darem um pílula para o Doutor matar o amigo, e sem alertá-lo disso, iria criar uma grande problema. Será que o veneno não é para salvar o Sayid? E isso daria confiança para o Jack, que voltaria a ocupar uma posição de liderança?

HIRO disse...

Marco Aurélio-RJ

Olha pela primeira vez estou postando aqui, e depois de ter lido tudo falando bem e mal dos 3 primeiros episódios chego a conclusão que LOST é o melhor seriado ja visto de todos os tempos.... Pois já pararam para pensar assim como no filme O Show de Truman - O show da vida com Jim Carrey ele vive uma vida "paralela" a vida real , não estamos dentro de LOST em nossas vidas? risos , para pensar não é?

Parabéns ao produtores !!!

Danilo disse...

O Dogen disse que aconteceu o mesmo com a Claire, mas ela pode ter se curado de alguma forma depois

camilla disse...

po gnt nem achei o episodio ruim, não foi excelente mas foi ok!!!!!!!!
nao consigo entender pq a maioria das pessoas nao gosta da Kate, o q q ela te de tao chato gnt, tem varios personagens q tomam atitudes mt piores e irritantes!!!! ta eu gosto da personagem e da atriz, acho q ela é sim uma boa atriz, pq ela passa o q a personagem tem q passar, um sentimento escondido, or isso q a expressao deal quase sempre é a mesma, a Kate raramente chora muito ou se desespera pq a personagem é assim e nao pq a atriz é ruim!!!!


bom, mudando de assunto, Claire de volta!!! oO e os Outros pra variar nao respondem nada!!!!!!! o Dogen me irrita ele ta sempre com aquela cara!!!! ;/ hauhauahau

Doctor disse...

Um belíssimo episódio centrado na sardenta. O mais legal foi Sawyer se sentido culpado por Juliet.

osonhar.blog.br

Raphael disse...

Quem está me decepcionando é o Sawyer.

Tipo: "Você tem problemas? culpe todo mundo por eles !!! :)

A evolução que a personagem viveu, toda aquela mudança, para voltar a estaca zero, e ainda pior do que antes.

Sacanagem dos produtores.

Mas tudo pelo enredo né? ;)

marcyda disse...

O povo só está esquecendo um detalhezinho pequenininho: o tempo na ilha é diferente do tempo fora dela. O proprio Faraday provou isso.

O segundo voo foi em 2007, mas isso não quer dizer que na ilha era 2007. Mesmo pq depois que os O6 a ilha começou a pular no tempo e, quando parou no presente, devemos presumir que seja o presente da ilha não?? Ou seja: 2004 ou 2005, no maximo...


Afff... Nem quero mais pensar nisso que ja está dando um no na minha cabecinha... datas, viagens no tempo, nomes falsos... Aff.. vou confiar nos produtores e simplesmente seguir a maré!

Raphael disse...

"Aff.. vou confiar nos produtores e simplesmente seguir a maré!"

HEHEHEHEHEHE

Depois de eu ter criado várias teorias que não deram certo, estou fazendo o mesmo que você.

lucas disse...

Uma coisa que me chamou atenção e não foi citada foi a cena em que Kate está no táxi e avista Jack no aeroporto, fitando o doutor com um olhar bastante "reconhecível". Não sei não, mas eu adoto a ideia de que cedo ou tarde lembranças começaram a resurgir na cabeça dos losties. Quero disser, nesta realidade. Mas foi uma cena que realmente me chamou a atenção. Vale a pena citá-la.

Gerson disse...

Ficou explicado, com o piscinão de ramos da ilha, onde e como o Ben criança foi curado quando levou o tiro do sayid. Resolvido mais um mistério.

ૐ ..:: Renatão ::.. ૐ disse...

Caramba não sei quem são mais chatos: o povo que critica ou o que não tem paciência! PArecem q nunca viram Lost!! Como reclamam affff...não seria mais fácil e simples pararem de assistir ao invés de ficarem lamuriando? Esperem ate maio então, nem assistam o resto pó. Só um adendo aos easter eggs Davi, na cena onde Kate esta na oficina indo trocar-se, é possível ver os números 5-8 no para brisas do carro à direita! E pros chorões de plantão, ate o próximo capítulo! :P

Eduardo disse...

Só uma observação... a frase “Eles me torturaram, mas não me perguntaram nada” é dita por Han Solo em "O Império Contra-Ataca" logo após ser torturado na Cidade das Nuvens (administrada por Lando Calrissian).

Fans devotos de Star Wars os roteiristas de Lost não iam deixar essa escapar.

:-)

Bruno disse...

@macyda

A Ilha está em 2007. O próprio Richard Alpert fala em um epi na quinta temporada, pro Locke, que se passaram 3 anos desde que todos saíram da Ilha.

Não tem desculpa. Eles estão em 2007 e pronto. Isso sim é um FATO.

Raphael disse...

"Como reclamam affff...não seria mais fácil e simples pararem de assistir ao invés de ficarem lamuriando? Esperem ate maio então, nem assistam o resto pó."

Isto aqui é um debate, onde participam pessoas com percepções e opiniões diferentes meu caro amigo, se não tiver maturidade suficiente para conviver com opiniões adversas, sugiro que não discuta. Não me leve a mal, mas é o que acho. Algo bom para um, não deve ser necessariamente bom para outro. ;)

Assistir pó ?? Como assim ?? o.O

Brunno disse...

Eugenia, tudo pode ser possível, mas não tem o mínimo sentido ela ser especial. Ela não deu nenhum sinal de que ela é especial. Ela tem tanta chance de ser especial como o Dogen, ou qualquer personagem da série, afinal, ela não falou nada demais.

Luna disse...

Bom, nessa temporada eu estou gostando muito da atuação da Evangeline... Principalmente nas cenas de flash sideway...
Chorei muito com o Saw... digo, James!!
Os episódios da Kate nunca são os melhores, mas tiveram coisas interessantes...

"curioso notar que Kate parecia ter reconhecido a história contada pela loira de que estava em LA para conhecer o casal que ia adotar seu bebê."

Não entendi esse comentário... =/

Ainda muito confusa pra comentar o que eu acho da Claire Rousseau... =b

bjo bjo©

ૐ ..:: Renatão ::.. ૐ disse...

Sim caro Rafael, só não confunda imaturidade com opinião contrária também. Uma coisa é não gostar do episódio e isso é extremamente respeitado. Agora tentar convencer com argumentos estritamente pessoais que foi um episódio ruim é colocar tudo o que os roteiristas já apresentaram e jogar fora por apenas um episódio. Quanto ao assitir "pó", erro comum de digitação, ou vai dizer que você não erra?

Para os verdadeiros amantes da série, independente de tropeços ou não, até semana que vem! E aos chorões, até maio!

Daniel disse...

A infecção que atinge o Saiyd provavelmente é a mesma que atingiu os franceses que chegaram na ilha junto com a Rousseau certo? Agora lembram que o Richard levou o menino Ben para o Templo para ser curado (por coincidência (?), um ferimento de bala) e disse que ele perderia toda a sua inocência e blablabla?
Será que Benjamin Linus é um infectado também?

lucas disse...

o tempo atual da série é abril de 2007, pois locke morreu 4 de abril de 2007, segundo o jornal que o jack no ff da terceira temporada em que o jornal é de 5 de abril de 2007

cintia disse...

eu acho que a data do ultrassom eh um erro sem importacia, ja que é impossivel que esse ultrassom que ta na mao da clair seja do bebe que ela ta esperando.
essa imagem eh de um feto, de no maximo 20 semanas, porque depois desse tempo, ele ja esta mais grandinho e "enroladinho" dentro do utero e ja nao da mais pra ver uma imagem dele assim, de "corpo inteiro". eu tenho uma ultrassom, do meu bebe com 17 semanas e eh exatamente igual a essa. por isso acho que essa ultrassom esta ahi somente para "ilustrar" a cena e nao tem nenhuma importancia para a serie.

Joel Silva disse...

Acho um fato importante a ser citado são as armadilhas na floresta.
Seriam elas feitas pela Claire, assim como a Rousseau fazia?
Na hora que apareceu as armadilhas o Justin falor e Aldo interrompeu. Ficou a dúvida no ar, que pode ser esclarecido com a aparição da Claire "Rousseau" no final do EP.

marcelo vindicatto disse...

Esses flashsideways são pistas falsas, os fatos que vemos na "realidade paralela" são o "futuro" do pessoal que está na ilha. Depois me cobrem - e o Jacob é do mal, sim!

Bruno disse...

Joel, não sei quanto a você, mas pra mim ficou bem claro que as armadilhas são feitas pela Claire... @.@

Arthurine disse...

Gerson,

Percebeu tambem que:
- Sayid atirou em Little Ben
- Little Ben foi salvo pelos Outros
- Big Ben (o pai do Ben) que atirou no Sayid
- Sayid foi salvo pelos outros..

O que aconteceu com Ben deve acontecer com Sayid... nao acho q ele esteja possuido pelo Jacob nao..

AirBorne disse...

E escotilha (estação Dharma) tendo sido construída aos redores de grandes quantidades de concreto não fornece a idéia de que ali por trás, algum dia, não houve (ou há) uma grande quantidade de radiação?! A bomba explodiu ou apenas "vazou"?

atilasantos93 disse...

Percebi que numa cena mais ou menos perto do final, vemos aquele chinês sentado na sua mesa pensativo e detalhe: rodando com pequenos intervalos uma bola de baseball, pode não siginicar absolutamente nada, ou tudo, sobre o que está acontecendo na ilha.

Danilo disse...

Uma duvida que me veio sobre o episódio e sobre a série, não foi levantada aqui. Notei que, algumas vezes Kate teve reações como se estivesse lembrando de algo, como quando, ja dentro do taxi, viu Jack na calçada. E em varios momentos da sua relação com Claire também mostrou reações como se estivesse visto um "rosto familiar" ou tendo um "dejavu". Seriam lampejos de memória sobre a vida na ilha?? Tenho quase convicção que irão rolar cisas do tipo.

James disse...

NINGUÉM COMENTOU QUE O TAXISTA CARECA É O MESMO CARA QUE FAZ O "DOYLE" NO SERIADO HEROES?

NUSS!! :P

Rafael Augusto disse...

Uma coisa que minha mãe notou (sim minha mãe é viciada em Lost)...
Não li todos os comentários então talvez eu esteja repetindo algo já dito, mas...
estavam todos distraídos com a resistencia de Jack quanto ao fato do Japa querer levar o Sayid para o interrogatório. Na verdade, o pau tava comendo! Pra que o Sawyer foi meter tiro pro alto?! Ninguém ia reparar nele saindo... Parece que os roteiristas tentaram dramatizar fazendo aquele jogo de "arma apontada" e a ladainha de "não ligo pra ninguém" e "não venha atrás de mim" e acabaram sendo incoerentes quanto a autenticidade situação...

Alagoas disse...

Opa... deixa eu brincar tb.... rs. =p

Não achei o episódio ruim não, embora não tenha sido antológico. Acho q ele continua bem a história.

Como o Kleber lembrou "lááá" em cima, se é realmente verdade que o Sayid está possuído, então veremos ele tendo reações semelhantes às do Ben daqui pra frente, afinal ele foi curado da mesma forma que o Ben. Se um está possuído, pra mim é óbvio que o outro tb está/foi.

Concordo que o Sawyer está um chato, mas pôxa... tem gente que ainda não entendeu que Lost, mais do que uma série sobre mistérios, é sobre pessoas e reações humanas? Qual a reção que VOCÊ teria no lugar dele? Ele está desiludido, e chato. Com o tempo ele "volta"... rs.

Mas duas coisas ainda não sairam da minha cabeça: o que é exatamente "as cinzas" e porque o monstro de fumaça não pode ultrapassá-las e; afinal, onde diabos está o pai do Jack? Ô tio fujão!!! =p

Pra variar, vcs do blog dando show na cobertura da série. Parabéns, como sempre.

Deiwid Guenther disse...

No aeroporto Locke está de branco e Jack está de preto.

Rafaela disse...

Eu gostei do episódio, abstrai o fato de que era sobre Kate, pois eu desde o início da série não gosto dela. Ela sempre me pareceu egoísta e uma pessoa que não escolhe, faz as pessoas decidirem sobre seu destino para ficar em total dependência delas e não assumir seus erros e acertos..os episódios sobre ela só constatam isso pra mim.

Esse episódio me deixou muito mais confusa do que o primeiro..fiquei com essa mesma sensação que o post passou, algumas coisas são propositais ou não?

Mas os posts do Dude realmente são ótimos, parabéns!!

^^v

Rock Lee disse...

Alguém disse nos comentários que Claire está paralela à Rousseau, inclusive na falta de shampoo Seda Liso Perfeito, mas se ela está realmente paralela à francesa, então onde estaria Aaron?