14/07/2009

Homem processa ABC e diz que Lost é um plágio

A história toda é pra lá de esquisita, mas segundo o TMZ (olha ele aí de novo), um sujeito chamado Anthony Spinner, produtor e roteirista creditado em algumas séries obscuras dos anos 70 e 80, está processando tanto a ABC quanto a Touchstone Television sob a alegação de que Lost é um plágio de um piloto de tv que ele teria escrito em 1977 e oferecido à rede em três ocasiões. No processo, Spinner anexou um documento que apontaria as várias similaridades entre o que escreveu e o que já vimos na série, notadamente no que diz respeito a um acidente envolvendo um avião que ia para Los Angeles e acaba caindo num local de floresta tropical, além da descrição de vários personagens que guardariam características que viemos a conhecer em Jack, Locke, Kate, Sawyer e etc.

Leia mais...

    Ok, tudo bem que dizer que o cara é um oportunista mentiroso logo de cara seria leviano, mas acho que todos hão de concordar que é no mínimo muito estranho que ele tenha demorado cinco anos para notar tanta semelhança com uma obra que teria escrito há mais de trinta. Fora isso, duvido muito que J.J. Abrams (à epoca do lançamento da série, um cara já renomado) e Damon Lindelof fossem apelar para um plágio tão descarado quando todo mundo está cansado de saber que o trabalho deles começou a partir de um roteiro escrito por Jeffrey Lieber (que por isso sempre aparece nos créditos da série embora não tenha qualquer envolvimento com ela) de um piloto chamado “Nowhere”. Quem está com a razão nessa história? A conferir.

35 comentários:

Daniel Faria disse...

Aproveitador babaca!

Michel disse...

Dude, o processo é de 2005, mas foi extinto sem julgamento por causa da ausência de algum pressuposto.

Não duvido que seja verdade o plágio.

J. J. Abrams está longe de ser um sujeito original nos seus trabalhos ou genial nas suas idéias. As famosas "referências" nada mais são do que um artifício para tornar o produto mais culto e "sério". Se os produtores de LOST quiserem continuar usando idéias dos outros, que façam isso com obras que já caíram em domínio público e assegurem o devido crédito.

A quantidade de plágios no mundo da TV e do Cinema sempre foi enorme e muitos desses problemas terminam em um acordo judicial, sem maiores polêmicas.

As semelhanças destacadas no documento dão conta de realmente uma quantidade significativa de "coincidências". Acho justo uma investigação mais profunda. E se Anthony Spinner foi roubado, nada mais justo que ele receber créditos pelo trabalho e o sempre bem-vindo dinheiro.

Marcelo disse...

Tudo que é muito famoso, semprem aparece uns espertinhos falando que é plágio.
Criam argumentos coincidênciais.

Na lista já tem a banda Coldplay, e agora Lost.

Bento disse...

Bem pessoal, talvez isso seja mesmo um plágio - do filme Janela Secreta de Stephen King - só pode ser isso!

Arthur disse...

História muito mal explicada. Um cara como o J.J. Abrams não ia querer sujar sua imagem com algo tão bobo como um plágio. Coincidências acontecem, uma série não tem como ser 100% original, quanto mais histórias são criadas ao longo do tempo mais difícil é criar uma história que seja totalmente nova.
E tem outra, copiar o piloto é uma coisa, desenvolver a história é outra. E é nesse desenvolvimento que temos que dar crédito aos produtores de Lost.
Não deixa de ser curioso, mas é muito estranha essa notícia.

Rodrigo disse...

Eu perderia tempo e perguntaria o mais importante: "Como será o final?"
:)

AP disse...

Ele também falou das crianças militares?

Cristiano Almeida disse...

Não ponho fé nisso não. História muito mal contada.

Nilson disse...

e se Jeffrey Lieber plagiou mesmo?
Eu sempre defendo investigar, duvidar sempre, temos que questionar tudo e não simplesmente baixar a cabeça e calar pra tudo só porque "o cara é o J J abrams..."

Roberto disse...

É Dude, o negócio sempre é investigar, mesmo supondo q o JJ não faria uma coisa dessas... Mas vai ver o Jeff plageou o cara, o JJ se baseou... Enfim, se isso for verdade, o cara perdeu 5 temporadas de crédito, heheheh...
Mas qto a isso, eles, q ganham o $$, q se matem... A gente só se diverte com a melhor série de todos os tempos! :)

Lia Linus disse...

é complicado opinar quando se está de fora,às vezes o roteirista não é tão conhecido e envia uma história para um grande estúdio ou rede de TV aí um que já tem nome no mercado pega a base da história,muda algumas coisas e faz o resto,como o que já tem nome no mercado tem o apoio de uma grande rede de Tv ou estúdio quse sempre esses processos acabam por não dá em nada,isso pode ter mesmo acontecido com relação ao episódio piloto tanto que Lost seria sobre um grupo de sobreviventes em uma ilha deserta e hoje já fala sobre viagens no tempo,mitologia egípcia...e outras coisas que não tem nada a vê com o episódio piloto.
Se o Plágio realmente a conteceu é justo que o cara tenha os créditos também.
por isso que eu sempre digo se você tem aptidão para escrever roteiros ou compor músicas registre tudo antes de enviar para apreciação de alguém porque depois fica difícil você comprovar que é o(a)
dono(a) da obra ;)
por outro lado o TMZ é o site mais sensacionalista do mundo...como eu disse no começo é difícil defender um ou outro lado.

Fernando Melo disse...

Pode até ser plágio, mas como o Davi comentou (e foi a primeira coisa que me veio à mente), é muuuuito estranho esse cara vir com essa história agora, depois de cnco anos de Lost, né?

Mesmo que ele tenha sido plagiado, ficou calado por tanto tempo por quê? Pra mim foi só pra ver se a bufunfa que ele ia ganhar processando a ABC aumentava... Aff, ridículo...

(Acho que eu vou alegar que fui plagiado também... Será que eu ganho uma graninha?)

Gabizinha Vidal -Santos -SP disse...

Ah só q faltava agpra, me poupe =|

ze das couves disse...

Me passou uma idéia doida pela cabeça...

Prestem atenção no ano que o cara escreveu a parada: 1977.

Pode ser uma armação, tipo o cara é um dos Losties, usando pseudônimo e eles estão querendo misturar ficção com realidade! Muito mais legal do que as boboseiras de ARGs dos interlúdios anteriores!

Putz! Viajei legal! Mas que ia ser ducarái, isso ia!!!

Tiago disse...

Se Lost tivesse sido criado logo no primeiro script talvez possa ter plagiado a historia, mas como a serie teve 3 script antes do script de Pilot fica difícil eles terem plagiado a serie, o verdadeiro criador de Lost foi Lloyd Braun (Presidente da ABC 2002-2004) que teve a idéia de fazer uma serie baseado no filme Naufrágo e contratou Jeffrey Lieber para escrever o script, após 2 scripts recusados Lloyd Braun contratou J. J. Abrams e Damon Lindelof para escrever o terceiro script que foi aprovado, Lloyd Braun foi despedido pela Disney por ter disponibilizado quatorze milhões de dólares para a gravação do Episodio Pilot de Lost. Durante os teste de elenco, novos personagens foram feitos especialmente para os atores (Sun para Yunjin Kim, Hurley para Jorge Garcia e Claire para Emilie de Ravin que participaria de alguns episódios da 1ª Temporada), outros personagens foram modificados (Jack morreria no Pilot, Kate estaria procurando o marido, Charlie seria um astro do rock de meia idade e que fez sucesso na década de 80, Sawyer seria um golpista de Nova York).
os episodios de Lost sempre começa com Lloyd Braun dizendo "Previously on Lost"

Cayo disse...

Na sétima série eu tbm escrevi uma história que um avião caiu numa ilha..... serei processado por plágio.

Flávia disse...

O cara processa a ABC desde 2005. POde ter alguma verdade nessa história sim. Plágio acontecem aos montes nessa indústria. Eu não ficaria surpresa.

Cristiano Almeida disse...

Eu ficarei muito feliz se a idéia do Zé das Couves for correta. Mas acho que não.

Fábio disse...

Anagramas pra Anthony Spinner?

Du Macedo disse...

Na verdade eles plagiaram Maria José Dupré. Quem ai não leu A Ilha Perdida?!?!?! Tá Looooooooocccccoooo!!!!

Everton S.R. disse...

1º o cara deveria ter patentiado sua ideia, isto é, se a patente já existia na época de 70.

Alguns dudes aqui estão dizendo que este processo já rola desde 2005, se isso for verdade merece uma investigação.

Mas toda obra, tudo hoje, não é 100% original, sempre vc se baseia em algo aqui, copia ali e acolá.

Mas duvido que produtores arriscariam suas carreiras pra plagear algo descaradamente!

E só 5 anos depois o cara vem se manifestar ?! Só falta toda a séire ser igual a obra dele ?!!
Então diz aí como vai ser o final de Lost ?

Edinho disse...

Certo é que existem muitos plágios por aí, mas é também muito subjetivo esse conceito.
Gera até situações curiosas como a do Coldplay, sendo acusado de plágio por duas pessoas, por uma mesma música, Viva la Vida.
A música do Satriani é até semelhante, mas é o mesmo tipo de semelhança que há entre 500 mil músicas de rock. (Imagina se cada um que fizesse algo parecido com alguma música dos Ramones fosse processado.)
Sem contar os casos de plágio assumidos, cujo autor original não liga. (Ob-la-di ob-la-da dos Beatles e Why Don't You Get A Job, do Offspring.)

A verdade é que direito autoral é uma grande merda, e pior ainda quando as pessoas querem ser dona das idéias.

Felipe disse...

Não vai dar em nada essa história...podem apostar.

namexam disse...

* Avião a caminho de Los Angeles cai em ilha tropical
* Doutor no grupo é a voz humanitária entre os sobreviventes
* Outro líder desafia o grupo a aceitar que eles estão presos e podem sobreviver com o que a ilha oferece
* Militar sobrevive e monta estratégias para assumir a responsabilidade da liderança
* Anti-herói teimoso com sombria relação pai-e-filho em seu passado desafia a liderança
* Um sobrevivente sofre de vício em drogas
* Jovem mulher atlética e resistente sofre perda recente de companheiro e consegue exercer as mesmas tarefas dos homens
* Minoria étnica precisa conviver com preconceitos, particularmente de um personagem
* Sobrevivente mulher gosta de se exibir e se envolve romanticamente com um dos durões
* Ciúme surge quando um homem percebe que atenção de mulher é voltada para outro homem
* Único sobrevivente de expedição científica é encontrado com pólvora em abrigo seguro e tem aparente relação com outros que estiveram antes na ilha com ele
* Animais de clima frio aparecem na ilha tropical
* Embarcação é construída mas depois destruída por nativos
* Protagonista feminina tem ficha criminal
* Uso regular de flashbacks mostra a vida normal dos personagens antes do acidente



As semelhanças são evidentes, mas o produtor - que em seu currículo tem outras séries, como Baretta - precisa provar que de fato escreveu o material em 1977. Spinner diz que foi contratado pela Sid and Marty Krofft Productions naquele ano, por 30 mil dólares, para escrever um roteiro para a ABC que se chamaria justamente Lost. Segundo ele, a emissora recusou a ideia não só em 1977, mas novamente em 1991 e 1994.

A seu favor, Spinner dizia, em 2005, que o contrato foi firmado no papel entre ele, Krofft e a ABC. Nesta nova empreitada ele pede uma fatia dos royalties da série e reparação por danos. Vamos ver como o caso se desenrola.




Gostaria que o dono do blog colocasse a noticia de forma correta.
Ele esta processando a ABC desde 2005.
Ate fanatismo tem limite.

Davi Garcia disse...

@ Namexam, se os textos que publico aqui fossem movidos por puro fanatismo, eu sequer teria repercutido a notícia ou mesmo aprovado seu comentário, certo?

Um pouquinho de bom senso antes de fazer críticas sem sentido não faria mal.

Um abraço a todos!

Nerd disse...

Bem, já que o cara processa a Abc desde o primeiro momento de Lost, alguma relação isso pode ter.

Mas não querendo aliviar para a produção da série e aos fãs mais xiitas, temos que observar que Lost trabalha muito objetivamente com o conceito de intertextualidade, que é a relação direta e muitas vezes "obrigatória" entre temas e situações de outras obras.

Claro que o cara nem chegou a realizar essa série, mas há outros precedentes na História do entretenimento que se assemelham ao enredo central de Lost.

De todo modo é sempre interessante acompanhar esse tipo de situação, até mesmo para aprender a exercer algum senso crítico, de maneira que se possa consumir ou apreciar uma série como Lost sem fanatismos desvairados.

Tanto de modo pró, como contra.

Goten disse...

Taí a prova que o processo já existia em 2005:

http://www.omelete.com.br/teve/14291/Roteirista_processa_ABC_por_ter_roubado__I_Lost__i_.aspx

Não custa nada dar uma pesquisada antes de dizer que isso "só apareceu agora"..

Davi Garcia disse...

Realmente é o mínimo que se espera de um site que publica a matéria depois, né? Quando repercuti a notícia aqui nenhum site brasileiro havia publicado. O mínimo que o Omelete e tantos outros deveriam ter feito era isso mesmo. Correr atrás e trazer algo diferente.

Juliana Ramanzini disse...

Goten, vc pelo menos olhou a data do post do Omelete? Não, né?! Deixa quieto então, eu jamais diria pra uma pessoa "não custa nada pesquisar antes" numa circustância dessas... epic fail.

Os leitores do Dude já me conhecem e sabem que eu não tenho saco pra esse tipo de comportamento agressivo e desnecessário. Comentários com qualquer tipo de agressão serão ignorados. Quer falar conosco? Fala direito! Com gentileza e educação, como nós sempre tratamos todos os leitores. Reciprocidade.

Roger disse...

Mas vcs queriam o que?

Aqui é um blog não é um site de noticias de jornal, tipo assim, o lance aqui é viajar na onda dos fãs mesmo, tipo curtindo de todo o coração os lances que acontecem do seriado

tem tudo a ver ficar xingando o cara de oportunista e dizer que Lost é perfeito em tudo, nós somos todos fana´ticos mesmo, pô !

Cada um tem seu tipo de critica da serie entao tem q respeitar a opinião dos outros porq todas elas formam o mosaico que faz do Lost ser o que é

é chato que tenha essa acusaão de treta, mas isso é problema só do departamento juridico da empresa, nem tem a ver com o tipo de estoria que o Lost conta hoje

Sei lá, é o q eu acho.

Cristiano Almeida disse...

Davi e Juliana, respeito o trabalho de vocês e não me sinto qualificado (nem tenho vontade) a lançar qualquer pedra contra o trabalho que fazem. Só quero aqui esclarecer os fatos de maneira equilibrada, beleza?

O que o Goten disse realmente procede. Revejam a matéria no Omelete, logo acima da imagem ilustrativa de Lost e à altura do nome do colunista, consta a data de publicação: 24/08/2005. Inclusive eu também conferi no arquivo de publicações antigas do Omelete e é isso mesmo. Realmente o caso é antigo, e também a divulgação do fato aqui pro Brasil.

Enfim, esse fato dá mais credibilidade à acusação do roteirista, mas por si só ainda não é uma prova definitiva. Essa informação, se fosse dada na matéria que vocês publicaram, mudaria a visão dos leitores um pouco.

Agora, o que nada muda, é que Lost é uma ótima série, que seus fãs não estão assim tão interessados se houve plágio, puro embasamento nessa ou naquela obra, ou se tudo saiu da cabeça da produção do programa. E outra coisa que não muda é a qualidade do trabalho de vocês aqui no Dude e todos os méritos que lhes cabem. Quem quiser cair em cima, ainda que tenha ocorrido alguma falha no tópico, não merece mais do que ser ignorado. Alguém aí consegue fazer um trabalho melhor que do pessoal do Dude? Se consegue, por que não faz?

E tenho dito. Abração!

breno . disse...

Pra mim isso tem cara de publicidade...

Quem sabe o novo ARG não se desenvolva daí!

Ana Gabriela Meinrath disse...

Dude, concordo com o fim do post "Quem está com a razão nessa história? A CONFERIR."

Galera, o blog não confirmou nada, simplesmente passou para as pessoas que os acompanham notícias que estão rolando no mundo "Lost".

A história é estranha sim, FATO, mas vamos com calma... não temos provas de que realmente tudo foi escrito em 1977, enquanto não soubermos isso, paciência!

Se realmente foi plágio, velho, esse cara é um gênio! E se não for, boa tentativa... ;)

Bom, eu estou mais ansiosa pra saber o fim da história do que saber quem escreveu ela!!!! hahahahaha

Nana Ribeiro disse...

Cá entre nós, por princípio, Lost não é nenhuma novidade. Um avião cai numa Ilha estranha e assombrada. Quantos não poderiam alegar plágio?! Foi assim que LOST estourou, é essa história, fantasiada mundialmente e quiçá antes mesmo de resolvermos desbravar oceanos, muitíssimo bem tratada. Muito bem contada sob o prisma de muitas lentes, de personagens étnicamente e socialmente selecionados pra agarrar qualquer um. A primeira temporada não deixou margem pros críticos mais infames e acredido que a última deve elucidar questões ainda mais primárias.

Enfim, talvez se trate de mais uma grande chance pra discutirmos o que significa plágio e até onde vão os tais direitos autorais. Chance que provavelmente vai naufragar nos rios de papeis desses burocrátas.

Caroline disse...

Que bom que o Goten teve tempo para pesquisar então! Valeu Goten! Muito bom!


¬¬