28/04/2009

Especial 100º episódio – Greg Nations, o homem que mantém a bíblia de Lost.

Coordenador de roteiros mantém consistência no caos

Por Jon Weisman para a Variety

Dentre todas as revelações de peso mostradas durante os 100 primeiros episódios de Lost, um certo nível de fascinação precisa ser direcionado a um deles.

Até o fim da 1ª temporada, nenhuma bíblia da série catalogava todos os pontos intrincados que os produtores executivos Damon Lindelof e Carlton Cuse estavam lançando em Lost.

Leia mais...

    Antes tarde do que nunca, Cuse trouxe alguém que pudesse garantir que todos os detalhes da trama e dos personagens estivesse ligados. E então, quando se trata de ter suas perguntas de Lost repondidas, ninguém tem mais informação na mão do que o coordenador de roteiros, co-produtor e guardião da bíblia, Greg Nations.

    “Você tem que ter tudo detalhado, isso é certo”, diz Nations de sua nem um pouco pequena respoinsabilidade. “Algumas vezes as coisas escapam e leva tempo para rearranjá-las.”

    Tendo começado como um simples documento de word, no qual Nations mandava por e-mail para os roteiristas, transformando-se em um calhamaço, a bíblia de Lost não é mais impressa, e o meio ambiente agradece.

    Em vez disso, Nations armazena cópias dela em diversos computadores e responde perguntas à medida em que surgem. Com a viagem no tempo se tornando um elemento central na série, as perguntas surgem mais rápido do que nunca.

    “Nessa temporada houve mais tempo gasto trabalhando a linha cronológica”, diz ele. “Também estou tentando ajudar a produção dando ao cabeças do departamento e aos supervisores de roteiro, a quebra da linha temporal e acompanhando quando certas coisas aconteceram no passado.”

    Nation admite que se tivesse recebido a tarefa de fazer tudo de novo, ele teria criado um banco de dados para a bíblia, mas diz que essa alternativa já não existe mais. Por mais pesada que sua bíblia possa ser, ela ajudou a amarrar todas essas pontas soltas de temporadas anteriores de um jeito que elas façam sentido agora – ilustrando aos incrédulos que Cuse e Lindelof tinha tudo planejado o tempo todo.

    “É muito bom ver tudo isso tomando forma e saber que havia um plano”, diz ele. “Espero que com isso as pessoas tenham mais fé de que elas podem se sentar e não ficar ansiosas demais para então, curtir a série.”

    Nations se nega a especular sobre a possibilidade da bíblia ser publicada depois que a série sair do ar em 2010.

    “Como a ABC é dona dela, só depende dela”, comenta ele. “Eu não sei se Damon e Carlton iriam querer que isso ocorresse. Há uma certa discussão de que alguns mistérios devam ser deixados como tal.”

    *-*-*

    A tradução dessa matéria originalmente publicada pela Variety, faz parte da comemoração pelos 100 episódios da série.

4 comentários:

wallacemacedo disse...

eles n tao nem doidos em deixar algum misterio minimo q seja como tal

eclipse disse...

imagina se a ABc,com a chance de ganhar muita grana com uma biblia de lost,nao ia autorizar a publicação...
kospakoapksopa

Vlw davi!!!
essa eu num sabia...e assim que for publicada,serei o 1º a compra-la =D

Alexandre disse...

E, isso depois da primeira temporada, em que as pontas foram jogadas. Difícil dizer se havia um plano desde o começo, que envolvesse Dharma, tempo, pessoas recorrentes e etc. Mas espero mesmo que tudo seja respondido, e que biblía deixe uma desatenção atarpalhar o caminho, como a idade de Charlotte.

Gabizinha Vidal -Santos -SP disse...

ah meu a ABC tem q pública essa Biblia , vai ganahr mô grana, eu eu vou comprar ehhehe