16/04/2009

Comentários do ep. 5x13 “Some Like It Hoth”

Com spoilers para quem ainda NÃO assistiu, claro.

Junte dois personagens que adoram fazer piadas, um monte de referências à mais que consagrada saga de Star Wars e respostas envolvendo uma certa paternidade. Além disso, o testemunho de uma importantíssima construção (Estação Cisne), indícios de uma 3ª força na guerra e um final de nos deixar loucos de curiosidade. Pronto, temos aqui um belíssimo exemplar de episódio de Lost que rende risos fáceis e ainda por cima pavimenta de forma muito eloquente a reta final da temporada que tem tudo para ser alucinante.

Leia mais...
    Pronto, quem ainda duvidava que Miles era mesmo o bebezinho que vimos na abertura da temporada já pode jogar as incertezas no lixo. Com a confirmação de que Miles é filho de Chang e que foi parar na ilha em parte por causa disso (embora preferisse dizer que estava ali pelo dinheiro), temos mais um típico dad issue na série, elemento que sem qualquer dúvida marca forte presença na história de Lost desde o início. Se há alguma justificativa na trama para isso, ou se esse tema vira e mexe ressurge por conta de um ‘fantasma’ dos roteiristas eu não sei, mas que ele sempre rende boas histórias já está mais do que claro.

    Menos pela surpresa da revelação e mais pelo o que o assunto rendeu nas cenas entre Hurley e Miles, o fato de termos descoberto que Chang é/era o pai do cara que ouve mortos proporcionou diálogos sérios entre a nova dupla dinâmica da série. Um exemplo é a cena em que Hurley tenta convencer Miles a se aproximar do pai e usa como argumento o fato dele mesmo ter dado uma 2ª chance ao seu, e foi a melhor coisa que fez. Outros absolutamente engraçados como “Dude, você soltou um...?” ;“Meus poderes são maiores que os seus” e etc. Porém, o que mais me espantou, pelo menos nessa situação toda, foi o fato de que a partir dessa descoberta testemunhamos a construção do que se tornaria a estação Cisne (vimos até o bad numbers sendo gravados na escotilha) e o fato de que por conta do eletromagnetismo no local, acidentes terríveis aconteceram ali.

    Agora sobre os demais aspectos do episódio, é inevitável deixar de citar a aparição de Bram, aquele mesmo sujeito que aparecera no episódio passado ajudando Illana, interpelando Miles em 2004 repetindo a pergunta que a morena fizera a Lapidus, “O que há na sombra da estátua?” e dizendo-se pertencer ao lado que venceria a guerra e que, por tabela, indica que além de Ben e Widmore, há uma terceira força na disputa pelo controle de ilha. Quem? A princípio só consigo pensar em Eloise Hawking até porque ela sabia exatamente qual voo poderia levar os O6 de volta à ilha e com isso teria tempo de plantar seus agentes por lá, concordam?

    Eu não sei vocês, mas particularmente gostei muito desse “Some Like It Hoth”. Não tivemos nenhuma revelação bombástica sobre a ilha e seus diversos mistérios. Mas, com um roteiro (escrito por Melinda Hsu e Greg Nations) muito bem amarrado e repleto de homenagens à um ícone da cultura pop, o resultado não poderia ser outro que não o de episódio mais divertido da temporada. E ainda se deu ao luxo de terminar dando um verdadeiro choque em todos nós ao revelar que Faraday saiu da ilha e voltou como um respeitado cientista de Ann Arbor, local que abriga a Universidade Michigan onde supostamente a Dharma nasceu de uma parceira do casal Gerald/ Karen DeGroot e Alvar Hanso.

    Outras observações:

    - Ah Kate, por que você tinha que abrir o bico e se aproximar do instável Roger Linus desse jeito, hein? Tá querendo expor a grande mentira que cerca a sua chegada à Dharma e a construída ao longo de 3 anos por Sawyer, é?

    - Por falar em Sawyer... Fica evidente que não haverá mais como manter a história inventada, certo? Com Horace e Chang desconfiados, a vida deve ficar dura para o pai de Clementine e sua amada Juliet na Dharma já a partir do próximo episódio.

    - Curiosa a forma na qual o desconhecido Alvarez morreu, não? Se o eletromagnetismo daquele local fez o estrago que fez com um dente, já suspeito ainda mais que o tal "Incidente" que veremos no fim da temporada vai envolver cenas ainda mais impactantes.

    - Respondido o pequeno mistério envolvendo o motivo de Miles ter pedido exatos 3,2 milhões ao Ben para não entregá-lo aos mercenários do cargueiro: ele queria exatamente o dobro do que iriam lhe pegar, ou seja, o 1,6 oferecido por Naomi. Simples assim.

    - Por que será que Pierre Chang mandou sua esposa e filho para fora da ilha, hein? Será que diferente do que Miles cresceu pensando, a atitude do pai teve muito mais a ver com o amor que ele tinha por ele e seu desejo de protegê-lo do que com um desdém? Eu diria que sim. Agora, o que aconteceu para que Chang se separasse da família é algo que espero ver respondido antes do fim da temporada.

    - Quando e como exatamente Faraday saiu da ilha? Era mesmo dele a voz daquele vídeo exibido na Comic Con no ano passado? Como ele conseguiu se infiltrar nos altos escalões da Dharma fora da ilha? E mais: como Eloise Hawking se encaixa nessa confusão? Perguntas para serem respondidas em “The Variable”, o 100º episódio da série, cuja exibição ocorrerá no dia 29 de abril nos EUA.

Quer participar do próximo dudecast por viva voz também? É fácil. Basta gravar em formato mp3 seu comentário, teoria ou opinião sobre o episódio da semana (e somente sobre ele ou algum aspecto relacionado a ele) em no máximo 1 minuto e mandar para nós no dudecastlost@gmail.com até as 22h de sexta-feira.

79 comentários:

Tarcisio disse...

eu achei o melhor da temporada

Marília Teive disse...

É... Miles também entrou para a lista dos "all the best cowboys have daddy issues"... (junto com Jack, Kate, Sawyer, Locke, Ben e por aí vai...) Isso ainda me intriga, essa má relação paterna dos personagens. Certamente tem uma explicação. Gostei do episódio, e dos números sendo feitos na escotilha... interessante. Que bom Daniel dando as caras no final!!!

Hugo disse...

Episódio horrível. Tiveram cenas muito boas mesmo, como todas as relacionadas à escotilha, ou descobrir que o grandalhão lá trabalha mesmo pro Ben e até porque o Miles pediu 3.6 milhões de dólares. Fora isso, fillerzão mesmo. Espero que você esteja certo Davi, e que os ultimos 2 epis e o finale sejam foderosos.

Edgard disse...

eu tô viajando ou era o Ethan o morto que a Naomi mostra ao Miles? Episódio muito bom!

Telma disse...

Episódio maneiro...


Quem diria que o Hurley estava escrevendo um roteiro para Star Wars hein? Recadinho velado para os fãs, porque Hurley é instrumento de recadinhos, do tipo: Nem tentem escrever, porque vcs não farão melhor? Entendi por ai.


Miles, com problemas com o pai, mas a cena final foi bonita, não houve escolha, aparentemente, para o destino que ele tomou. A mãe dele, fora da ilha, sofrendo efeitos de algo que possa ter-lhe acontecido na saída? e o efeito no Miles foi saber o que aconteceu com os mortos? Legal de ver isto.

Gostei da aparição da Naomi, ela ficou bem impressionada com os dons do rapaz, e enfim descobrimos que ele gosta de dobrar o seu pagamento, então 1.6 viraram 3.2 milhões, que ninguém pagou a propósito.

O homem que estava com a Ilana, apareceu e repetiu a frase... não sei não, eles não estão com Widmore, creio que nem com Ben, devem ser um terceiro grupo hein? Quem sabe não são habitantes originais daquela ilha, e para os menos incrédulos, quem sabe eles não são descendentes dos egípcios, supostos habitantes originais daquela ilha? Todo mundo fala dos lindos cílios do Richard Alpert aka RA, mas alguém já viu a carinha do Cesar? ele tem cara de egípcio!

O Daniel apareceu, o Roger já tá desconfiado, o Phil descobriu, como diriam, o angu desandou, ai sim, vai ficar HOT!

NOTA 9

namastê.

Vinicius disse...

episodio bom, o ruim é que essa galera que não tem conexão decente entra e senta o dedo no F5, dava pra ver toda hora o numero crescendo e diminuindo...

Tarcisio disse...

alguém por aqui já falou que a ilana e o camarada lá podiam ser a nova geracao da dharma, mas se tão citando a estátua (se for aquela), entao pode ser mesmo algo mais misterioso

Tarcisio disse...

engraçado é que ao dizer que nao sabe, o cara diz que o Miles não tá preparado ainda...

o Alpert tb falou isso pro ben e pro locke

Someone Lost disse...

Ola! Eu sigo o blog há bastante tempo, mas nunca comentei, decidi estrear-me hoje.
Adorei o episódio, sem dúvida alguma, mas houve uma coisa que não entendi muito bem... como é que o Miles adulto pode co-existir com o Miles criança? Não foi por essa razão que a Charlotte "desapareceu" dos braços do Faraday? Ou talvez seja eu que esteja confusa (é o estado normal após ver um novo episódio do Lost!)
De qualquer modo, grande episódio mesmo, do início ao fim!
Cumprimentos de Portugal! :)

geraldo disse...

Bem lembrado Someone Lost, a teoria da não-coexistência caiu por terra...e agora?

PC disse...

A pergunta que vai tirar o meu sono:
Se um viajante do futuro vive na ilha em 77, quando ele sai dela de submarino, pra que ano ele vai? O tempo fora da ilha é 2007 ou 1977?
Bons sonhos se conseguirem.
Nama-Where?

Tarcisio disse...

eu tb tenho essa dúvida. mas não sabemos ainda onde realmente estava o faraday (nao entendi o que falou o pai do miles sobre o submarino)

e quando chegam novos recrutas, lá fora é que ano hehe?

pq jack, hurley, kate, sayid vem de 2008 (ou fim de 2007)

acho que esse tipo de coisa a gente tem que engolir, fingir que tá tudo normal hehe

Tarcisio disse...

bem, agora li que o faraday realmente estava fora da ilha

ai confunde, ainda mais no seu comentario, pois os experimentos citados já foram feitos, nao?

que venham as respostas do que o faraday andou fazendo, e o que ele encontrou a sair da ilha

Dani disse...

eu aceito qualquer explicação para a turma do Bram, desde que não sejam os filhos perdidos da Dharma... achei a fala dele muito clichê

Bárbara Fagundes disse...

episódio super bom! com certeza muito melhor que Whatever Happened, Happened pra mim, mas não chegou nem perto de Dead is Dead! mesmo assim foi divertido. Hurley sensacional como sempre! adorei!
ansiedade mil até dia 29!

Dudu Maroja disse...

Daniel fazia experimentos em Oxford não em Harvard!

James M. Barrie disse...

Grande episódio.
As pessoas atirarão pedras em mim, mas preferi esse ao "Dead Is Dead". Porque eu acho que Lost funciona muito melhor quando o foco são os personagens, e a mitologia vem a reboque, do que o contrário.

O episódio passado teve excelentes momentos, mas que foram enfraquecidos por dois motivos.
1) Acho que o aspecto mitólogico da série funciona muito melhor quando é sugerido do que mostrado explicitamente. Esperava mais do rapto da Alex pelo Ben (e é certamente questionável que a Rousseau não se lembre dele), esperava ver a Ellie por lá ao lado do Widmore, achei que a expulsão do Charles da ilha seria mais interessante (acho que todos aqui esperavam vê-lo girando a roda), mas foi um tanto quanto burocrática e meio sem sentido (acredito que tenhamos um episódio de flashback do Widmore pra explicar tudo, mas foi um tanto anticlimático vê-lo partir daquela forma). E, ok, o subterrâneo do templo foi bem legal, sombrio e tal. E a aparição do Monstro parecia que ia ser foda, mas aí...
2) o ápice emotivo do episódio foi totalmente destruído por aqueles flashes ridículos da Alex. Sinceramente, desde a aparição do Monstro pro Mr. Eko a gente já sabia que ele mostrava cenas da vida da pessoa, não precisávamos daquela computação gráfica (estranhamente) mal-feita, e do momento forçoso e meloso. Só não foi pior porque a atuação do Michael Emerson e a trilha sonora do Giaccinno sempre são sensacionais, mas foi um momento mal escrito e mal dirigido, que, seguido pela embaraçosa aparição da Alex empurrando o Ben contra a parede, estragou o clímax emotivo de Dead Is Dead.

Some Like It Hoth, por outro lado, foi perfeito na dosagem contida da mitologia que foi exagerada e desmedida em Dead Is Dead (e com furos incômodos e anticlimáticos; se essas revelações fossem melhores trabalhadas, eu me incomodaria menos. Mas acho que, quando tivermos o episódio do Widmore, esse Dead Is Dead vai me parecer melhor em retrospecto).

O episódio de hoje teve momentos leves e divertidos - Miles e Hurley sem dúvida se tornaram uma dupla tão boa quanto os outros grupos cômicos das primeiras temporadas (momentos que em geral eram protagonizados por Jin, Charlie, Sawyer e, claro, o Hurley, sempre ele). Eu quero que a maioria sobreviva ao final da série, em especial o Locke, o Sawyer e o Desmond. Mas eu vou realmente ODIAR os produtores e amaldiçoá-los até a centésima geração se eles matarem o Hurley.

Todos os momentos de Hurley são engraçadíssimos nesse episódio, mas foi GENIAL vê-lo escrevendo o roteiro d'O Império Contra-Ataca. Eu literalmente bati palmas aqui. Um dos melhores momentos cômicos da série, sem dúvida.

Tivemos também boas sugestões de grandes questões nesse episódio, como a construção da estação Cisne, que muito provavelmente será o ponto central desse final de temporada; o cadáver lá na Orquídea, algo que também espero que seja respondido nos próximos episódios; o grupo "adversário" ao Widmore, o da fala "what lies under the shadow of the statue?", que vai ganhando mais e mais importância (o cara que fala com o Miles é aquele mesmo que tava no vôo Ajira e que tá do lado da Ilana quando ela faz a pergunta pro Lapidus, não?); a aparição do Faraday no final (antes, eu achava que, por ser uma referência ao The Constant, o próximo episódio - "The Variable" - seria do Desmond. Mas, considerando que naquele episódio da quarta temporada o Faraday também foi um personagem importantíssimo, e considerando que ele apareceu no final do episódio de hoje, começo a pensar que The Variable possa ser com um flashback dele).

Mas é claro que o grande ponto do episódio foi explorar o Miles, que sempre foi um personagem legal, e depois do episódio de hoje ficou ainda mais interessante.
Tá, não vou mentir, fiquei um pouco incomodado com o fato de os roteiristas MAIS UMA VEZ baterem na tecla dos "father issues", e colocaram mais um personagem em desarmonia com o pai.

Mas foi feito de maneira tão natural, e as atuações foram tão boas, e a intervenção do Hurley foi tão cômica e sensível (muito bom o paralelo com Luke e Darth Vader) que eu consegui embarcar na história muito bem. Um amigo meu, que viu o episódio um pouco antes de eu ver, me disse que achou o final previsível. Quando eu vi que o episódio era do Miles, falei "aí, que merda, vão terminar o episódio com a 'bombástica' revelação de que o Pierre Chang é pai dele". Quando apareceu aquela cena do Miles perguntando pra mãe dele sobre o pai, meus temores só aumentaram.

Por isso que fiquei agradavelmente surpreso com o fato de terem revelado essa informação de maneira casual no meio do episódio. Tá, não foi tão casual, porque foi um cliffhanger "pré-intervalo", mas foi sensacional a maneira com o Ken Leung disse essa linha de diálogo. Ao invés de falar num tom dramático, como se fosse uma revelação extraordinária, ele falou no tom mais casual e desinteressado possível. Excelente.

E a penúltima cena (antes da seqüência nas docas com a aparição do Faraday - que, ao contrário do meu amigo, eu não achei tão previsível assim) foi absolutamente perfeita em termos dramáticos e emotivos, e resume porque esse episódio funcionou pra mim melhor que o Dead Is Dead. É um momento emocionante, mas com trilha sonora e atuação minimalista; é uma cena apresentada com simplicidade, em contraste com a pompa desajeitada da cena final de Dead Is Dead, e por isso funciona tão bem. Não é o tipo de emoção forçada que meio que te obriga a ir às lágrimas; é uma emoção mais pungente, mas que se manifesta de maneira menos evidente que através do choro. Momento perfeito.

Sobre alguns questionamentos levantados aqui:

- acho que deve ter mais coisa nessa questão dos 3,2 milhões de dólares que o Miles pede ao Ben. Porque ele pensaria que o Ben tem essa grana? Ele age como se estivesse certo de que o Ben pagaria. Pra mim, foi o único ponto fraco do episódio, me incomodou um pouco o fato de que esse possa ter sido o encerramento dessa questão.

- o cara morto que a Naomi mostrou pro Miles não era o Ethan não; e não me pareceu ser ninguém que conhecêssemos.

- me ocorreu agora que o Miles pode ter pensado que esse terceiro grupo interessado na ilha (vou chamá-los de "grupo da estátua") trabalhava pro Ben, e que eles queriam impedi-lo de ir à Ilha justamente pra que ele não achasse o Ben.

- sobre o "grupo da estátua". Há várias hipóteses: eles podem ser uma nova geração da DHARMA tentando retomar o controle sobre a ilha; eles podem ser algum tipo de grupo nativo mais antigo que Os Outros (o que explicaria o fato de eles escolherem como código a estátua). Mas minha teoria é de que ele foi enviado pela Mrs. Hawking. Há duas possibilidades quanto a isso:
* ela está em uma espécie de parceria com o Ben, já que o ajudou a voltar à ilha. Assim, o "grupo da estátua" estava de fato tentando impedir Miles de ir pra ilha, em parte, pra que ele não encontrasse Ben. Ilana pode muito bem ter capturado o Sayid pra fazer ele embarcar no vôo. Houve um momento em que o iraquiano fala do Ben pra ela, e houve uma pequena sugestão de que ela pudesse estar mentindo ao dizer que não o conhecia.
* a Mrs. Hawking é independente de Ben e Widmore, e está de certa forma manipulando os dois segundo seus próprios motivos. Afinal, apesar de ter ajudado o Ben a voltar da Ilha, ela também parece ter contato com o Widmore, que afinal de contas tinha seu endereço ao alcance da mão e financiou a pesquisa de seu filho. Parece provável que ela não esteja do lado de nenhum deles, e tenha mandado seus próprios agentes à ilha.

- fora da Ilha é 1977 também, eu acho. Ficou mais ou menos sugerido que quem estava se movendo no tempo eram os losties, e não a Ilha inteira. Assim, apenas eles estão deslocados no tempo; todo o resto está em seu devido lugar na História. Dessa forma, tanto a Ilha quanto o mundo exterior estão em 1977.

Abraço a todos e parabéns pelo post mais uma vez, Davi! Faço coro com você: um excelente episódio!

Doraemon disse...

1- Pois é... Faraday voltou para botar ordem na bagaça (a.k.a. contar o que de fato acontece nessa história)

2- Eu ainda acho que Illana e Abram são Dharma

3- Gostei dessa teoria de que o cancer da mãe do Miles e os poderes do próprio tenham sido gerados pela saída da ilha.

4- Só eu notei uma ponta de ressentimento na voz da mãe do Miles? Tipo... se ela foi expulsa da ilha para sua segurança, ela não deveria ter tanto ressentimento. Será que ela é ressentida assim como Widmore é por ter deixado a ilha?

5- Da mesma forma que a mãe do Miles, a mãe da Charlotte também saiu da ilha e negou sua existência... o que será que aconteceu hein?

tholudi108 disse...

Bom dia Pessoal. Gostei mto do episódio de ontem.

Uma coisa que não vi comentada por ninguém, nem pelo Davi, é o fato de que na cena entre Miles e a Naomi, acabou sendo revelado que o avião falso e os cadáveres, que caiu na 3ª temporada é mesmo do Widmore, e não do Ben.

Ou estou me esquecendo que isso já fora confirmado?

rhb disse...

Esse episódio é mais um daqueles que poderia se resumir em alguns momentos. Porém tenho uma teoria que creo fará sentido a todo esse episódio. (sim... é mais uma teoria)

Miles irá avisar seu pai sobre o destino dos "Dharmas" e seu pai com o objetivo lógico de proteger sua família abandona sua esposa e seu filho e os tira da ilha.

Veremos aí, mais uma vez o futuro incluenciando o passado. Miles terá sido o grande causador de toda a sua revolta pela ausência do pai. Ja estou até no aguardo dessa cena. Se isso realmente acontecer. Será bem emocionante.

E mais. As cenas que seguirem essa revelação serão cabais para sabermos, onde estava Chang durante a Purgação? Surpresa seria se ele nem tivesse morrido ali, e se aliado a Widmore.

Enfim.. suposições!


Outra questão... o lugar onde o Miles foi jogado da Van, não é o mesmo local onde Jack e Kate se encontrariam depois para ter a fatídica conversa no final da 3ª Temporada?

Davi Garcia disse...

Bom, por enquanto de uma maneira geral, parece que a maioria gostou do episódio. Muito bom ver os pontos de vista de vocês :)

Dudu Maroja, obrigado pela correção. Troquei totalmente as bolas quando falei de Ann Arbor. Texto já corrigido :)

Abraços a todos!

Rafa Bruno disse...

Caras, essa temporada está simplesmente incrível.
Após passarmos por tantos episódios que traziam mistérios, estamos vendo as pontas se fechando e caminhando pra um climax dígno de final de temporada.

Quanto ao Faraday sair da ilha e continuar em 1977 seja em razão das coordenadas.
Lembram que ele dizia pra ficar na coordenada 315 eu acho.
Assim como o Michael e Walt saíram anteriormente, eu acredito que o Faraday tenha conhecimento de onde as coordenadas os levam.
Lembrando ainda que a Mãe dele também tinha esse conhecimento.

Será que Miles avisou o Pai dos perigos da purgação?
Na minha opinião sim! Partindo da hipótese de que tudo que está acontecendo, já aconteceu...

Que venham os easter eggs!

[ ]'s

allan disse...

Acho que essa terceira força é a Dharma, controlada atualmente pela Eloise. Ben fez uma espécie de trato com ela: ajudo você a dominar a ilha e impedir que o Widmore a tome e voltamos ao que eramos antigamente: Dharma de um lado, "Hostis" em outro. Os hostis não precisam de casas, estações e afins. Eles me parecem felizes da forma que vivem, então podem muito bem abrir mão de "mordomias" enquanto a Dharma continua seus experimentos lá na vila deles.

Excelente episódio, no aguardo do próximo!

Alex Nunes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Marcela disse...

"além de Ben e Widmore, há uma terceira força na disputa pelo controle de ilha. Quem? A princípio só consigo pensar em Eloise Hawking"

Desculpa, sou obrigada a discordar. Se Eloise Hawking fosse uma forca independente ou ate mesmo rival de Ben e Widmore, por que Ben pediria ajuda justamente a ela para voltar ilha? Nao faz sentido, sorry.

"Ah Kate, por que você tinha que abrir o bico e se aproximar do instável Roger Linus desse jeito, hein? Tá querendo expor a grande mentira que cerca a sua chegada à Dharma e a construída ao longo de 3 anos por Sawyer, é?"

Quem quiser pode se juntar a mim no movimento "I Hate Kate" ;)
Se antes eu ja nao estava gostando do rumo que a personagem anda tomando, agora entao, piorou :/

Davi Garcia disse...

Ao nervosinho Dimitri, cujo comentário tive que recusar para este post dada a quantidade de xingamentos a mim dirigidas, faço a simples sugestão de que REVEJA toda a série desde o início para "descobrir" que o Incidente é mencionado desde o primeiro vídeo de orientação da Dharma que apareceu.

Não há spoiler nenhum no que mencionei, até porque o título do episódio final da temporada é justamente esse, O Incidente.

Se você faz confusão com coisas simples como essa e decide descarregar sua frustração nos blogs alheios, realmente espero que cumpra sua "ameaça" de nunca mais visitar o Dude. Sua falta, certamente não será sentida.

Aos que tiveram que ler isso, minhas sinceras desculpas e falemos do episódio que foi ótimo, certo?

Abraços!

Miguel Chame disse...

Não tava esperando muito desse episódio. E o que eu vejo? O episódio que superou muitos. Episódio de um personagem que não viamos tanta importancia.

Em um episódio do Miles foi respondido mais coisa que em todos os episódios da kate.

Sensacional o episódio. Pulei quando apareceu o Bram. Admito que quase chorei na cena do Miles vendo o Chang contando historia pro Mini-miles. Sensacional toda a montagem do episódio, o Hurley ajudou muito no episódio também.

Sensacional, e um dos melhores dessa temporada.

Alexandre Giesbrecht disse...

Se alguém quiser ler a revista que o Miles estava folheando no começo do episódio, ela está disponível (na mesma versão que a impressa!) na net: http://vault.sportsillustrated.cnn.com/edb/reader.html?magID=SI&issueDate=19770314&mode=reader_vault

RAFAEL disse...

Excepcional episodio!
Eu não gosto de spoilers(o que inclui não assistir as promos),mas sempre eu leio algumas coisas relacionadas aos episódios para criar uma "expectativa",e confesso que eu esperava que esse episódio não fosse muito legal.
Mas me enganei totalmente!
Foi muito BOM,e revelou coisas muito interessantes.

Alguem reparou na losa na cena entre Jack e Roger Linus?
Estava escrito algumas coisas relacionadas a História egipcia!!!!!!!!!!!!!!!!

Abraços!

Luiza disse...

Gostei muito desse ep. não acredito que existe uma 3ª força,para mim existe o lado do Wildmore e o lado do Ben-já está bem claro que o Ben conta com uma vasta rede de contatos,grana e afins fora da ilha-não faço idéia do porquê.
Também creio que o Miles vai abrir para o Chang sobre a purgação e toda verdade do futuro,ai o Chang vai mandar a família para fora da ilha,se rolar vai ser mesmo muito emocionante,principalmente porque o Chang,apesar de pedante,parecia bom pai-desde a sua primeira aparição com bb miles.Mas acho que o Chang faz parte do time:o que aconteceu,aconteceu e vai ficar na ilha e ser vitima da purgação.Tenho corrido dos spoilers e achai ótimo,so não dá para não vir aqui no maravilhoso blog de vc,mas nem esquentem que é super bem sinalizado qto a spoiler.

Carlos disse...

Olá Dudes!

Acompanho o blog há muito tempo mais nunca comentei. Mas adoro todos os textos e vcs estão de parabéns pelo trabalho.

Eu após ver este episódio fiquei com uma dúvida sobre talvez mais um erro da produçao.

Vcs lembram que quando Kate, Jack e Hurley acordaram na ilha e o Jim encontrou eles e depois o Saywer veio e falou que estava chegando um submarino e eles iam dizer que vieram no sub?
Pois bem, nesse dia a Juliet disse que o próximo submarino só chegaria em 6 meses. Então porque após alguns dias (3 dias pelas minhas contas) o submarino retornou?
Seria um erro da produção ou eu perdi algo nas explicações?

Quando vi o Daniel saindo do submarino caiu por terra o que eu tinha pensado, que ele ajudou a construir a Orquidea antes dos tres anos e a usou para viajar no tempo. Mas pelo o que eu vi acho que a orquidea ainda nao está 100% pronta entao talvez somente agora que vai aparecer aquela cena do primeiro episódio onde ele está lá na estação.

Juro que pensava que quem iria sair daquele submarino era o Alvar Hansor ou os DeGroots.

Valeu, um abraço a todos.

manel disse...

otimo episodio, assim como os demais desas temporada.
até agora não tenho oq reclamar dessa season!!

abraço davi e a todos os frequentadores do DUDE!!!

Gaga disse...

Não sei se todo mundo percebeu, ou ligou os fatos, mas quando o Hurley fala sobre Luke que quando descobriu quem era seu pai, ao invés de conversar corta-lhe a mão fora, será que o Miles será o responsável por cortar a mão do Chang ?!?!!?

Quéroul disse...

amei! daquele tipo de episódio que pode durar mais cinco horas.
linda volta às primeiras temporadas, flashback e dad issue.
amo, amo.

quinta temporada linda!

Ana Luísa disse...

Ótimo episódio!!!

Percebi um detalhe que ainda não foi comentado aqui: Daniel Faraday usava um macacão da estação Cisne!!!
O que isso poderia significar, já que no começo da temporada o vimos trabalhando na Orquídea?

E, completando, I love Star Wars - I love Hurley!!

beko disse...

parece que as crianças dharma ja
estudavam tudo sobre o egito.
(ver quadro negro atras do Jack)

PC disse...

Não sei de onde saiu essa ideia de uma terceira força. Pra mim ficou claro que o Bram trabalha para Ben. Só não sabe quem é ele. Por isso Miles vai cobrar de Ben os 3,2 milhões. Perdi alguma coisa?

Rafa Bruno disse...

Não sei se alguém mais percebeu, mas o episódio começa mostrando dois bad numbers no relógio do microondas:
03:16
Sim, sabemos que 03 não é um bad number, mas se levarmos em consideração que o horário seja 03:16 PM Temos: 15:16.

[ ]'s

Érica disse...

Sabe o que eu acharia muito, mas muito legal mesmo?

Se nos créditos de "O império Contra-ataca" tivesse o nome Hugo Reyes... tipo... mostrando que o Hurley ajudou realmente a fazer o filme...

E mais que isso, provando que os produtores já sabiam desse esquema de viagem no tempo desde a primeira temporada (quando deram o nome para o Hugo).

Seria chocante!!!!!

alice disse...

Episodio ótimo.

Eu acho que o daniel voltou, disse pro pierre sobre a purgação, ele fez os videos tentando evitar, mas, com medo, mandou a mulher e o miles para fora da ilha.

O que você acha, Davi?

Davi Garcia disse...

Pessoal, como eu disse no texto, a ideia de existir uma terceira força ligada à Eloise Hawking faz sentido se pensarmos que ela poderia ter jogado Ben contra Widmore, se aproveitado do conhecimento dos dois e com isso construido um plano para tomar o poder da ilha. É óbvio que isso pode ir por água abaixo já no próximo episódio, mas até lá pelo menos julgo que a hipótese é plausível.

Abraços!

Fellipe disse...

Gente, episodio legal e leve como prometido pelos produtores.
Mas como ja mencionado por alguem aqui antes:

Sempre achei que o desaparecimento do corpo da Charlotte qdo o Locke girou a roda do burro explicava-se pela impossibilidade de co-existencia entre a 4 years-old Charlotte com sua versao mais velha.
Mas, seguindo a logica temporal da ilha, ha 3 meses 2 Miles co-existem sem grandes consequencias, como sangramentos no nariz ou coisas parecidas.

Alguem tem alguma teoria pra isso? Ou eh apenas mais um deslize dos "Darlton"?

Andre disse...

Em algum parte li sobre a Eloise Hawking e sua turma e tal.
No episodio S05E11 por volta dos 40 minutos Richard é questionado sobre: "Não deveria fazer isso sem perguntar a Ellie."

Será que esta Ellie é a Eloise Hawking que habitava a ilha e era uma segunda líder?

E agora está tentando se infiltrar na ilha novamente?

Não sei ... mas tive essa idéia e quis compartilhar... Inté.

Rosario disse...

O Ann Harbor agora citado claramente, é o mesmo que foi citado no episodio "he's our you" qdo o louco do Razinski diz que se eles não matarem Sayid, ele vai chamar "Ann Harbor"
PS: O Faraday está muiyo parecido fisicamente com o ALvar Hanso...

Gabizinha Vidal -Santos -SP disse...

Vou confessar gostei mais desse ep do q o Dead is Dead, e olha q eu curto aparte da mitologia, mas eu tb adoro o Miles e tava louco p saber mais sobre ele, adorei as conversas entre ele e harley, como sempre divertidas.
Carlos, sobre o submarino, achoq no ep 10, o Horace fala q terá q chamar o pessoal da Ann Arbor, uam coisa assim, bom alguém me corrige se eu estuver errada (provavelmente eu tô hhhhhi)
E q terceira força será esssa? eu sinceramente acho q não esxiste isso, acho q o Bram e Ilana trabalha pro Ben sem saber ainda.
Ai eu tenho uma monte de coisas p escrever aki mas esqueci tudo hehehe, quando eu lembrar eu comento aqui de novo heheh
Beijos a todos!!!!!

Miguel Chame disse...

O desaparecimento da charlotte não era por causa da coexistência com seu eu menor. Foi porque ela morreu.

Igual o Frogurt e o resto dos figurantes que morreram e pararam de viajar no tempo também.

Quando a pessoa morre, ela para de viajar no tempo, é simples. Nego tentando achar pelo em ovo. uehuehauheuah

Miguel Chame disse...

E acho que Bram e Ilana ou trabalham pra Eloise Hawking, ou pros DeGroots/Alvar Hanso.

Não tem como trabalhar pro Ben, por que eles nem falaram com o Ben tanto no avião quanto na ilha menor. Ilana viu o Ben passando no lado dela e o Sayid pergunta "Você trabalha pra Benjamin Linus?", ela pelo menos ia olhar pro Ben, mas nem olhou, por que não sabia que ele tava no avião.

Não acho que seja o Widmore porque o proprio Bram fala que não é.

Tenho certeza que eles não vão tirar uma terceira força do nada, deve ser alguem conhecido. No maximo eles podem estar trabalhando pra Jacob, o que acho improbabilissimo.

Sabrina disse...

Bom, será que agora as pessoas desistem da teoria infame de que Ben e Sun não foram para 1977 porque já existiam lá??

A Sun não é filha do Chang, e por favor não me venham com novas teorias malucas do tipo: O Chang tem outro filho, que é a Sun. Rs.

E quem foi que disse que a co-existência de 2 versões da mesma pessoa na mesma época era impossível? De onde tiraram essa idéia?!

A Charlotte morreu porque as mudanças frequentes no tempo desarranjaram algo no corpo/cérebro dela. Tanto que os outros companheiros apresentaram os mesmíssimos sintomas, mas quando o tempo estabilizou, os sintomas pararam junto.

Adorei o episódio e também acho que Illana e Bram são uma terceira força.

Só que realmente falta explicar melhor o envolvimento da Mrs. Hawking nessa história toda.

Alexandre disse...

Se eu pudesse apostar, diria que Chang manduo sua família embora da ilha por causa do "incidente". E se o incidente envolver radiação, até aposto nele como causa da morte da mão de Miles anos depois.

Liza disse...

Quando vi o episódio de ontem também tive a impressão de que o 3º lado era a Dharma, pq não acredito que eles tenham sido riscados no mapa, nao pensei a Eloise pq nunca a vi como alguém poderoso como Ben e Widmore, mas nada em Lost é o que parece ser.
Mas eu ia gostar mais se fosse a Dharma,mas "o que há na sombra da estátua" seria algo de conhecimento da Eloise, então...

Marília disse...

Uma terceira força? Sei lá, Davi!
Será que Ben não sabe o que há na sombra da estátua??????
Marília Santos, RJ

Davi Garcia disse...

Respondendo à Alice lá em cima, sim, eu acredito que o Faraday teve algum papel nas atitudes do Chang mais tarde, e depois desse episódio, posso fazer coro com alguns que apontaram que de repente foi o próprio Miles que convenceu Chang a mandar sua esposa e filho para fora da ilha.

Pois é Marília, definitivamente quase ninguém gostou da minha ideia sobre uma terceira força :p Apesar disso, vou seguir firme acreditando que existe uma representada talvez na figura da Hawking.

Abraço a todos e mais uma vez muito obrigado pelos comentários que vocês fazem :)

Marília disse...

Obrigada a vcs, Davi e Ju, pela excelência do blog. Achei muito válida sua teoria sobre a terceira força, mas o discurso do Bram no carro, a revolta contra o cargueiro de Widmore e a maneira como a Ilana abordou e capturou o Sayid, só me faz pensar em 1 pessoa: Ben!
Abraço!
Marília Santos, RJ

ianthomé disse...

supondo que os 2 da ajira são da iniciativa, e que as pessoas da dharma chegavam na ilha via submarino, pq ilana e o barbudo lá tiveram que sofrer um acidente de avião pra chegar à ilha?

Luis Fernando disse...

Eu acredito que há uma 3ª força na história... mas não acredito que seja tia Hawking, e sim o Mr. Paik. :p

eclipse disse...

alguem reparou que o rapaz morto,
com quem miles é pago pra perguntar se sabia que o pai o amava,é o mesmo policial que investigou locke e sua fazenda de maconha na 3ª temporada?

Luciano SC disse...

Eu também acho que existe uma terceira força e que seria muito legal se fosse a Dharma, porque dos que já marcaram presença na ilha, eles são os únicos que atualmente não tem representantes nela, pelo menos até a queda do vôo 316 da Ajira.

Também acho que alguém que já teve um papel tão importante e investiu tanto trabalho e dinheiro, não iria desistir tão fácil assim e com certeza deve pretender retomar o lugar que um dia já ocupou.

Talvez foi por isso que o tal Bram disse para Miles com um certo otimismo que seriam eles o lado que venceria a guerra.

Também pelo fato de terem adquirido um conhecimento muito grande sobre a ilha e suas propriedades únicas e especiais através de seus experimentos ao longo desses anos todos, e por causa da tecnologia que avançou muito desde então, propiciando novas descobertas e usos dessas energias, mesmo tendo sido afastados dela já à algum tempo.

Um fato que pode confirmar isso é o envio de suprimentos Dharma que ainda continua sendo entregue na ilha, pelo menos até o final do ano de 2004 e provavelmente até a data atual(2007). Aliás, comportamento esse muito parecido com o de alguém que está preparando/arrumando a casa nova para se mudar em seguida.

Afinal de contas, quem enviaria produtos Dharma à ilha a não ser e para eles mesmos!

Tarcisio disse...

tholudi108

realmente agora ficou esclarecido que foi o widmore que armou a cena do aviao, antes eu nao lembro tambem de ja terem revelado.

antes o Ben dizia que tinha sido o widmore, e o povo do barco tava convencido pelo widmore que tinha sido o Ben (ou outra pessoa como dizia o lapidus)

alice disse...

obrigada pela resposta, Davi. O legal disso é parece que tudo se encaixa e não se criam paradoxos :)

eu acredito que não haja uma terceira força e que eles trabalham para o ben (Sem saber). Olha, não é impossível, a gente conhece os poderes de manipulação de benjamin linus. Ele sabe, por exemplo, que o fraco do sayid são as mulheres :)

mas tbm não sou louca de descartar a possibilidade da terceira força. Afinal, tudo é possível. Aliás,tem gente que fica falando com certeza coisas que só os produtores podem confirmar. Cuidado pra não morder a língua.

Parabens pelo blog!

Tarcisio disse...

eclipse

nao reparei nao. vou conferir quando tiver revendo aqui

dirTy_DoZen disse...

O Miles pediu 3.2 milhoes pro Ben pq ele achou que o Ben era o chefe do Bram. O Bram disse que ele tava do lado errado indo com o Widmore, então ele achou que o lado certo do Bram era o mesmo do Ben.

Carla disse...

Eu não sei se existe uma terceira força, ou não. O que eu sei é que eu odiei este episódio. O pior da 5ª temporada, sem dúvida. E considerando que eu amo LOST, amo o Hurley e amo Star Wars, a culpa deve ser do Miles. Eu não vejo graça nenhuma neste personagem. Para mim, ele é um enxerto mal-feito na série. Os outros personagens são como se fossem da "minha família", mas este Miles não me diz nada. Ele me lembra a Nikki e o Paulo (que até hoje não entendi pq entraram na série - para fazer o tempo passar, provavelmente...). Poxa, eu andava tão, tão feliz nos últimos episódios desta temporada. Este epi foi como um balde de água fria. Tomara que os autores matem mesmo este Miles. Não vamos perder nada.

A propósito, adorei o "pequeno Miles" com o pequeno macacão dharma. Que coisa fofa! E acho legal terem deixado claro que uma pessoa do passado pode coexistir com o seu "eu" do futuro. Eu não sei quem resolveu que "não pode"!! De onde vêm estas certezas que alguns gostam de apregoar?! Alguém aqui já viajou no tempo?! ;o)

Davi, como sempre, parabéns pelo Blog. O que seria de mim sem o Dude e a LOST Brasil?! Nada. (ehehe)

James M. Barrie disse...

Não sei de onde tiraram essa teoria de que uma pessoa não pode coexistir com seu "eu" passado ou futuro.

Já tá provado desde o The Little Prince que isso é possível, já que os losties voltaram pra época em que a Claire tava tendo o bebê. O Sawyer, o Locke e a Juliet estavam na coexistindo com seus "eus" passados naquele momento.
Eu sei, eles não interagiram, mas se essa tal teoria da "não-coexistência" fosse verdade, esses três não poderiam ter voltado no tempo.

Doraemon disse...

Só um adendo... tava lendo na Lostpedia... a purgação ocorreu em 1992... parece lógico pra mim essa data.

Ou seja... o chute dado na mãe do Miles não parece ter sido dado por causa da purgação.

Afinal, para que um adiantamento tão grande?

Teorias... teorias... XD

Ps: A Daniele chegou na ilha em 1988... apesar de uma diferença de apenas 4 anos, o Ben do sequestro tava beeeem mais novo que o Ben da purgação huahua

João Marcus disse...

Por que será que Pierre Chang mandou sua esposa e filho para fora da ilha, hein? Para mim, a resposta é óbvia: ele vai perceber que o conflito com os Outros coloca a vida da esposa e do filho em risco. Então, ele salva ambos.

zomb1tch disse...

Eu achei um excelente episódio..
Esclareceu alguma coisa ou outra, mostrou mais do que é interessante ( como construção de coisas, magnetismo, Pierre Chang, o outro gurpo e como vai acontecer de todo mundo se ferrar na Dharma..).
o que eu acho estranho é como tem fã de lost bem lost XD como podem achar que o submarino vai pra 2007?! Só os Losties vieram de 2007.. porque tudo ali é 1977.. e Kate, Jack e Hurley vieram no submarino falsamente xx' Eles cairam em 77 quando tavam caindo do avião mesmo..
Que bonitinho Pierre Chang com o Miles baby *-* e ainda não entendi como ele e o miles grande coexistem se isso vai contra aquelas outras explicações..tipo, de não poder ver a si mesmo Oo
sei lá.. ACHO QUE VOU PIRAR ESPERANDO THE VARIABLE! X~

lucas disse...

Não li os comentários, por isso me desculpem se for repetitivo, vcs notara a que esse episódio começou da mesma maneira que Because you left, só que desta vez o o relógio mudou de 3:15 para 3:16( o famoso número da ajira e é claro dois dos bad numbers 15 e 16) , ao invés de 8:15 para 8:16, gostei que como o episódio apesar de focado em miles trouxe bastante do hurley, mostrou muito dos bada numbers, como a porta da casa que o menino miles entra que é 4.
E mais uma coisa furou com a teoria de que uma pessoa não poderia conviver com ela no passado, o que deixa mais curioso ainda os motivos pelos quais sun ben e lapidus não voltaram, acho que deve ter algo a ver com o fazer parecido como o da primeira vez, pis kate, jack, hurley e sayid imitaram personagens do voo da oceanic, jack ele mesmo, sayid a kate, hurley a charlie e kate a claire( voou para dar Aaron seu filho de volta a claire), já ben e sun não. é uma teoria, vamos ver

zecacaldeira disse...

eu acredito sim numa terceira força e gostei do episodio

mas o discurso de Miles me parece totalmente inconsistente com o q aconteceu naquele episodio em q ele vai se comunicar com o neto de um senhora

primeiro nao havia corpo algum. ok.. isso nao eh absolutamente necessario

mas ele claramente conversa com o defunto. tipo: "vc nao esta fazendo bem pra sua vó.." ou algo assim

e pior.. o defunto responde! fazendo algum barulho ou derrubando algo, q nao me lembro exatamente, pra indicar o lugar onde o dinheiro estava escondido

isso nao bate com essa historia de "eu apenas sinto ou sei o q eles sabiam no momento da morte"

Thiago Crato disse...

Bom, o episódio foi muito bom, de uma forma diferente, mas excelente.

Concordo com a terceira força que Davi menciona. Só não apostaria minhas fichas que ela está ligada à Mrs. Hawking. Apesar de plausível, prefiro não apostar agora.

Mais um vez isso me remete à teoria de Matrix. Um jogo de guerra entre dois ou mais poderes, onde piões (os losties) são usados como bucha de canhão. Espero estar errado. Não gostaria de ver os losties apenas como meras peças nesse quebra-cabeça.

Este episódio abriu mais um leque de possibilidades e teorias.

Valew Davi.

Frederico Albano disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Floripa74 disse...

Aconselho, aos que puderem, que assistam novamente o episódio 04x05 "The Constant", até como aperitivo para "The Variable".

Revendo, para mim foi um pouco como ver outro episódio, já que muitas coisas que haviam passado batidas tiveram mais sentido. As informações dos episódios posteriores troxeram pleno entendimento dele.

Creio que ali se explica porque Charlotte morreu. Os sangramentos e as voltas intermitentes ao passado. Ela morreu por não ter achado sua CONSTANTE, como Desmond achou a sua (Penny) e Faraday também (que é o próprio Desmond).

As demais teorias (que me enganaram também) sobre ela existir como criança em 1974 foram chutadas para escanteio.

Recomendo um passeio à "The Constant".

Fred disse...

Também acho que o Chang pode ter mandado sua esposa e o bebê pra fora da ilha justamente porque o Miles irá contar a ele sobre o incidente.
Mas o Miles sabe sobre o Incidente?
Acho que ninguém mais ta se lembrando do incidente, todo mundo ta mais preocupado com Purgação.

Agora ao ver a mãe do Miles fico imaginando se ela ficou assim como um efeito de exposição a radiação.
E, se for o caso, imagino que o incidente tenha a ver a algum vazamento de radiação do Jughead por causa da atividade eletromagnética da ilha.

Agora em relação a essa terceira força "que surgiu" no episódio, não acho que tenha sido a Eloise, ela parecia muito neutra ali (no mesmo sentido que o Richard Alpert).
Mas talvez seja possível que essa terceira força seja mesmo a iniciativa DHARMA, que ainda tem uma história muito misteriosa.
E a pergunta da sombra da estátua me fez lembrar daquela antiga pergunta: "O que um homem de gelo perguntou ao outro?" feita pelos membros da estação Cisne.

Doraemon disse...

Ninguém sabe a data do Incidente... pelo que me lembre.

O vídeo do Pierre Cheung (I mean, Marvin Candle) fala sobre o incidente, mas não especifica data.

A gente sabe de mais coisas que os losties, como nomes de capítulos etc.

---------------------

Na primeira aparição do Miles, ele vai para o quarto do moleque e "conversa" com o garoto. Mas não há assim uma respoooosta. Tudo bem que o objeto caiu lá, mas... isso eu engulo como coincidência.

Miles simplesmente sentiu que o dinheiro estava lá.

E... para que servia aquele aspirador de pó dele?

Jackson Good disse...

Belo episódio. Os roteiristas são tão fantásticos que conseguiram mudar completamente a imagem do Miles. E na cena do “quase choro”, meu deus do céu, parabéns, parabéns pro ator. Demonstrar tanta emoção de maneira contida… show de bola.

E na cena da van, o cara fala sobre a sombra da estátua, e manda uma conversa meio filosófica, fiquei com a impressão que tem algo a ver com os egípcios, sua noção de vida após a morte... será?

Mariana Azevedo disse...

Li os comentários da galera sobre "os Miles" e posso estar viajando de acordo, mas quando vi o episodio pensei nakle video do Making Of da Orquidea em q o Pierre iria demonstrar a viagem no tempo com os coelhos. Só que o coelho chega antes do previsto e todos ficam preocupados em fazer com eles não se vejam ou se encontrem.

Pensei q esse poderia ser o motivo do Pierre ter mandado a esposa e o Miles pra fora da ilha, pra evitar q algo estranho aconteça.

POde ser uma viagem pq vimos o Miles ver ele msm de longe e nada acontecer... então, fica a dúvida.

Obs.: espero que Davi e Ju comentem esse assunto no Dudecast.

Gabizinha Vidal -Santos -SP disse...

Eu revi o ep hj e senti q a turma doBram não sei não, tem alguma coisa com a mitologia da ilha, o jeito q ele falou com o Miles . bom....ah q saco só dia 29 agora né? vou enlouquecer de vez hehe

dirTy_DoZen disse...

Eu acho que no final de contas o Miles que vai avisar o pai dele da purgação e por isso ele vai mandar o Miles bebê e a sua mãe pra fora da ilha.
Vai ser sensacional se isso ocorrer, pq o Miles seria o responsável pela ausência de seu pai! Q foda!

Mr. X disse...

Bom, alguem se lembra do Michael enfiltrado no cargueiro a mando do Sr. Ben Linus??

Com isso agente já pode ter uma ideia que Ben sabia q tal navio estaria indo pra ilha atras dele e que atraves do sistema de informaçoes dele é claro q ele ja estaria sabendo kem seriam as pessoas envolvidas na equipe do navio, por isso (olhando por esse lado) posso supor q o Bram realmente esta a serviço do Ben.

No momento é so isso.

Gambito disse...

http://img6.imageshack.us/img6/2079/faraday.jpg

Foto do Faraday e sua Roupa Dharma