25/03/2009

Comentários do ep. 5x10 "He's Our You"

O que aconteceu, aconteceu, já havia dito Daniel Faraday no início da temporada. Contudo, a cada novo episódio de Lost, testemunhamos ações que parecem contradizer essa afirmação ou no mínimo colocá-la à prova. É inegável que ao usarem o artifício do deslocamento temporal que lançou alguns dos personagens da série no passado da ilha e da Iniciativa Dharma, os roteiristas da série sabiam que estavam mexendo num terreno perigoso onde qualquer deslize significaria contradição e paradoxos inexplicáveis, mas que ao mesmo tempo poderia ser a garantia da continuidade de uma narrativa envolvente e complexa.

Leia mais...

    Repetindo uma pergunta que fiz anteriormente, será mesmo que a afirmação do Faraday é uma regra estabelecida e imutável? Deixando de lado a possibilidade de estarmos testemunhando um looping temporal, não parece justo dizer que pelo simples fato de estarem vivendo no passado, Sawyer, Juliet e cia já provocaram mudanças em menor ou maior escala? O salvamento de Amy, o posterior nascimento de Ethan e agora a chocante ação de Sayid ao tentar matar o jovem Ben (seguramente uma das cenas mais fortes e chocantes da série por envolver um garoto), já não seriam provas mais que suficientes para que não levássemos as palavras de Faraday tão a sério?

    Ah não, mas aí você está esquecendo de outro elemento que pode muito bem fazer parte dessa fórmula, Davi. A correção de curso. O mesmo elemento que pode explicar porque mesmo impedindo em algumas situações, Desmond acabou falhando na missão de evitar a morte de Charlie. E é com isso em mente que ouso afirmar que mesmo tentando matar Ben ainda garoto na vã esperança de que vá evitar o sofrimento causado pela versão adulta daquele homem anos depois, Sayid jamais conseguiria mudar o destino (outro peso na trama), ou seja, ser manipulado por Ben no futuro fazendo seu trabalho sujo. Seja lá qual for a gravidade do ferimento do jovem Ben, a correção de curso se encarregará de garantir sua sobrevivência, afinal, é impossível negar que Sayid só voltou para a ilha direta ou indiretamente por causa de Ben, e por isso, seria 'meio' estranho que ele conseguisse matar sua versão jovem no passado, concorda?

    Ser assassino é da sua natureza”, disse Ben à certa altura do episódio para Sayid, um homem que espantara seus fantasmas ao chegar à ilha com o voo Oceanic 815, reencontrou-os de outra forma ao sair dela, e numa jogada do destino (ou seria melhor culpar outra manipulação de Ben contratando Illana para embarcar o iraquiano no voo Ajira 316?) vai parar naquele mesmo lugar só para dar de cara com uma versão de si mesmo (daí o ‘ele é o nosso você’ do título) que acaba arrancando dele informações que aliadas à cena final, certamente vai provocar uma série de questionamentos que colocará a cômoda situação de Sawyer e cia. na vila Dharma sob séria ameaça.

    He’s Our You”, ainda revelou e confirmou alguns dados interessantes. (1) Como sugerido em “Namaste”, até aquele momento (1977) a estação Cisne não existia de fato e ainda era um projeto cuidado com muito afinco por Radzinsky (daí talvez sua posterior e futura fixação com o lugar). (2) A estrutura de liderança da Dharma não é centralizada em Horace como a cena da votação apontou. Resta saber quem seria essa outra pessoa mencionada por Radzinsky. (3) Embora tenha se mostrado aberto a ajudar Sayid, foi curioso ver que Sawyer (ainda) não está disposto a abrir mão de sua posição confortável adquirida ao longo dos três anos dentro da Dharma, o que certamente pode levantar uma série de discussões sobre sua atitude. O que você faria no lugar dele?

    Centrado em Sayid, e retomando a estrutura tradicional que caracterizou a narrativa de Lost desde o início, esse 10º episódio deu mais um passo sólido na direção que estabelecerá que peças podem ou não ser modificadas (se é que serão), e que pavimenta o caminho que encerrará o ciclo da penúltima temporada de Lost. As regras, podem ser mudadas? O que aconteceu, aconteceu mesmo? Aí estão as perguntas que nos deixarão teorizando e especulando por mais uma semana até o episódio que promete esclarecer o que fez Kate mudar de ideia e decidir voltar à ilha.

    O encontro de Sayid com seu “eu” da Dharma na floresta mais os easter eggs e curiosidades do episódio (o livro dado pelo jovem Ben, a música ouvida pelo torturador...) vem naquele post que você já conhece e que aparecerá por aqui amanhã à noite. Enquanto ele não vem, use e abuse dos comentários para deixar suas impressões sobre o episódio.

78 comentários:

Cintia disse...

Não deu pra ver pq hoje o justin tava travando demais, aí achei melhor deixar pra amanhã. Beijos pra todos.

geraldo disse...

Oh my dog!

Agora que as discussões vão pegar fogo nos blogs!

Artur Gomes disse...

Fiquei confiando em assistir o episódio no canal scrumbee, porém, não trasmitiram e eu não assisti dos outros :(. Agora esperar até amanhã pra assistir.
Já sabem, né? Esse daí não rola mais.

Marcus disse...

olha, é a primeira vez que eu fico sem saber o que pensar.

Sixth disse...

Melhor deixar a galera ver, nao quero estragar a surpresa do final :D

L.Capettoni disse...

A ilha não vai deixar o Ben morrer... é a unica explicação pra isso...

Esse foi o melhor episódio da temporada... muito bom...

geraldo disse...

Achei o episódio bom, mas com poucas resoluções de mistérios. Mas o final...well...realmente concordo com o colega e não sei o que pensar.

Galera que "viaja" nas teorias de viagens no tempo vai pirar de vez!


rsrrs

Liza disse...

Bom eu fiquei mais ou menos como o Marcus, agora dei um nó, nós já tínhamos uma idéia do que se tentaria fazer, mas eu na acreditava no sucesso da empreitada,então... será que ouve sucesso mesmo? só na próxima quarta pra saber
Será que o Ben também é Jason?
Whatever happened, happened?
Como?

Bárbara Fagundes disse...

OMG!
WHAT THE HELL!
ainda to em choque!
ok, episódio sensacional.
final chocante.
mas o nome do próximo é BEM sugestivo em relação ao final desse, so...

Débora disse...

Bela tentativa Sayd..... Ben não morre, a ilha não deixará....caso contrário milhões de paradoxos ocorreriam...

Me surpreendi com o final, e AMEI o Sayd, na árvore, dizendo insanas verdades!!!! hehehehehehe

rafaelnanet disse...

Estaríamos diante do nascimento de uma nova linha temporal? Sun que está no futuro de uma outra linha temporal, poderá encontrar e se unir com seu marido?
Malandro, muita coisa ainda deve ser explicada!

Junior disse...

O livro entregue pelo Ben Jovem trata em sintese de jornadas que escolhemos em nossas vidas que são sem volta. Daquelas que não somos mais reconhecidos por aquilo que os outros consideravam. Bem apropriado pelo o que sugere o episódio, como pelo histórico do Ben.(Palavras de um colega ao discutirmos sobre o livro)...espero ter ajudado! Já postei mais comentários sobre o livro no tópico dos sneak peaks.
abração...
JR

Tarcisio disse...

sinceramente, o episodio foi um saco!

só valeu o final, mas mesmo assim o final não empolgou, pois muito provavelmente Ben viverá.

James disse...

Pois é, Ben é Jason e atingiu o ridículo. Podem ficar disparando em quem quiser lá que ninguém vai morrer? Então os oceanic six, mais Sawyer e Juliet também não podem morrer no passado.

Ridículo.

PC disse...

Pra não estragrar a surpresa...ele está de colete. Tchannn!!!

francenildo disse...

Não galera, tudo está de acordo com a teoria do Faraday,tudo isso ocorreu, como num círculo vicioso.Eles não mudaram o passado, eles são o passado.

zomb1tch disse...

não consigo aguardar pela legenda e acabo me dando mal lendo tudo que é spoiler..oeee!!

[deaba] disse...

As ações na volta ao tempo não se tornam contraditórias se levarmos em consideração as duas teorias da própria física em relação ao tema. A primeira se chama abordagem das histórias alternativas. Segundo essa abordagem, as pessoas que viajam para o passado entram em histórias alternativas, diferentes da história registrada. Dessa forma, seria possível pintar e bordar no passado, sem ter de manter uma coerência com a história já conhecida. Essa idéia é utilizada por Steven Spielberg na trilogia de filmes De volta para o futuro. A segunda se chama abordagem das histórias consistentes: se for possível uma pessoa voltar no tempo, então para ser coerente com as leis da física, a história vai mostrar que ela sempre havia voltado. Ou melhor: ela só poderá voltar se, de acordo com a história linear, ela sempre tiver voltado. E o viajante do passado não poderia fazer nada além daquilo que a história mostrasse que ele já tivesse feito. Assim, voltar e matar nosso avô antes de nosso pai nascer não seria possível, pois a história mostra que ele viveu suficientemente para ser pai de nosso pai, além de nosso avô. Assim sendo, o que Faraday disse, até o momento, continua valendo, tanto se considerarmos que eles entraram em um "mundo paralelo", quanto se simplesmente eles sempre tivessem voltado no tempo e feito o que eles fizeram, como é o que aponta aquela foto mostrada pelo Christian em "Namaste".

renan disse...

O Radzinsky fala em entrar em contato com Ann Arbor. É a cidade onde fica a Universidade de Michigan.

Luciano SC disse...

É, pelo jeito as coisas já começaram a se complicar para o lado de Sawyer.
Será que agora ele vai pegar um livro e começar a ler, depois pensar, tomar uma cerveja Dharma e só então começar a agir; como ele mesmo fez questão de jogar na cara do Jack com ar de superioridade e arrogância.
Na 3ªtemporada Sawyer estava em uma situação muito parecida com a que Sayid está agora, e para a sorte dele Jack não se preocupou em salvar a própria pele, e mesmo depois de ter visto ele com Kate não hesitou em ajudá-lo.
Eu não detesto o Sawyer, só acho que ele deveria ser menos ingrato, e reconhecer que desde o começo Jack só quis ajudar; ele errou algumas vezes, claro, mas quem nunca errou antes.

Boa sorte Sawyer; você vai precisar e muuuuiiiiiito!!!

Namaste!

Luciano SC disse...

É, pelo jeito as coisas já começaram a se complicar para o lado de Sawyer.
Será que agora ele vai pegar um livro e começar a ler, depois pensar, tomar uma cerveja Dharma e só então começar a agir; como ele mesmo fez questão de jogar na cara do Jack com ar de superioridade e arrogância.
Na 3ªtemporada Sawyer estava em uma situação muito parecida com a que Sayid está agora, e para a sorte dele Jack não se preocupou em salvar a própria pele, e mesmo depois de ter visto ele com Kate não hesitou em ajudá-lo.
Eu não detesto o Sawyer, só acho que ele deveria ser menos ingrato, e reconhecer que desde o começo Jack só quis ajudar; ele errou algumas vezes, claro, mas quem nunca errou antes.

Boa sorte Sawyer; você vai precisar e muuuuiiiiiito!!!

Namaste!

A. disse...

O que aconteceu, sempre ocorreu com os losties lá e pronto, nunca ouve uma linha temporal onde as pessoas do futuro não estiveram no passado.
Simples

Chapeuzinho Vermelho disse...

Estou vendo que muitas das pessoas estão cometendo o erro normal do paradoxo do tempo: sempre perguntando "será que Ben sobreviverá?" "a ilha vai dar um jeito?".

O fato, é que não existe correção de curso. Ben se tornou o que é, porque Sayd atirou nele quando criança. Sayd voltar a ilha mais tarde, só está completando o ciclo, que existia desde o começo. E é aí que a frase de Faraday se encaixa: o que aconteceu, aconteceu. E não há nada que se possa fazer.

O grande "x" desse tipo de paradoxo, é a pergunta "e se Sayd não tivesse atirado?". Não existe esse "Se". Se era pra acontecer assim, ia acontecer de TODO JEITO. Na verdade, já tinha acontecido não é? A diferença é que agora estamos vendo como aconteceu. Não há correção. Não há adaptação nem jeito para se dar nessa situação.

A melhor resposta disso tudo é tentar parar de dar uma de físico, aceitar e lembrar: um círculo não tem início nem fim. É apenas um circulo.

Aproveitem a série =)

Dante

Pedro disse...

Eu axo que o ben criança morreu msm...e oq aconteceu aconteceu...eu axo q o Ben vai acaba revivendo..assim como fez john locke

Michel disse...

Acho que teremos a oportunidade de ver Jack utilizando seus talentos médicos para salvar o rabo de Ben pela segunda vez...

James M. Barrie disse...

O episódio tem alguns pontos interessantes, apesar de no geral não ter funcionado bem.

Pra começo de conversa, achei que já tínhamos deixado pra trás a insistência dos produtores de que os conflitos de todos os losties advém de problemas paternais. Mas, aqui, mais uma vez, eles voltam a bater na tecla, colocando aquela cena extremamente didática no início do episódio (achei que ela teria relevância maior, porque por um breve momento pensei que o irmão do Sayid pudesse ser aquele Caesar). E também reforçam de maneira um pouco conveniente demais os problemas de Ben com seu pai.

De início, achei que o resto dos flashbacks de Sayid foi um pouco repetitivo. Imaginei que esse retorno à formula da primeira temporada fosse pra mostrar como os personagens foram parar no Ajira 316 (enquanto que na primeira temporada, os flashbacks em geral mostravam o que os personagens faziam na Austrália e porque pegaram o vôo 815 da Oceanic). Assim, logo na cena em Moscou ficou um pouco claro que o motivo pelo qual o Sayid foi preso tinha a ver com esses assassinatos que ele praticara pelo Ben. Além disso, me irritou a falta de informações sobre Ilana, e um motivo concreto pra ela levá-lo até Guam. Como revelaram pouco, talvez as duas últimas cenas do flashback - Sayid com Ilana na cama e Sayid com ela no aeroporto - tenham sido desnecessárias, pois não mostraram nada de novo, e já dava pra saber desde a cena do bar qual seria o desfecho da história.

Mas as cenas com o Ben e a cena do bar serviram bem pra montar uma base sutil pro ódio do Sayid em relação ao Ben. O cara passa a vida inteira tentando esquecer as torturas que fizera, dizendo pra si mesmo que ele não era aquela pessoa, que ele não era torturador, só pro Ben chegar e convencê-lo de que, no fim das contas, é aquilo que Sayid é: um assassino.
O iraquiano quase conseguira fugir de si mesmo, quase conseguira escapar a seu passado e tornar-se uma pessoa melhor. Mas, por duas vezes (primeiro pra matar os comparsas de Widmore, depois pra matar os caras que vigiavam Hurley), Ben trouxe Sayid de volta para "o lado negro".

Quanto à trama da Ilha, achei bem decepcionante. Acho que o efeito dramático dos acontecimentos seria bem maior caso o tal do Oldham (ou sei lá qual era o nome dele) fosse de fato um torturador. O título fica meio capenga, e parece só uma frase de efeito, porque aquele velho não é o Sayid. He is not their Sayid.
Primeiro eu fiquei empolgado, um velho bizarro saindo de uma cabana estranha com uma música um tanto quanto perturbadora tocando (perturbadora no sentido de ser uma música animada a embalar um momento tenso). Achei que ele seria totalmente sádico e Sayid bateria de frente com o que ele vinha fazendo às pessoas. Isso tudo tornaria o ato final dele mais dramático ainda, por incrível que pareça.
Não gostei da caracterização meio histriônica, meio chapada, do Sayid. Não gostei de o cara tirar as informações dele através de uma espécie de soro da verdade.

Entretanto, foi legal ver o conflito de Sawyer sobre o que fazer com Sayid. Foi interessante ver ele analizando até que ponto ele iria arriscar sua estabilidade na Dharma para salvar o iraquiano.

Mas isso tudo se arrastou muito, e eu acho que ficaram faltando maiores alusões ao desconforto de Kate, Jack e Hurley com a situação toda. A pequena cena deles no refeitório poderia ter feito menos referências ao quadrilátero amoroso; ao invés disso, eles poderiam ter feito mais questionamentos sobre a Dharma, sobre porque eles voltaram no tempo e a Sun não, sobre o paradeiro de Faraday... coisas desse tipo. Mas já me conformei (ou devia ter me conformado) de que, em Lost, os personagens nunca fazem as perguntas certas...

Por fim, a cena final foi realmente impactante e forte. Certamente fez valer o episódio, que seria bem fraco não fosse por ela.
Será que Ben morreu?
Vamos lá:

- a maior parte das indicações até agora aponta pra confirmação da teoria de Faraday. As ações dos losties parecem mais confrmar o futuro do que contradizê-lo. Um exemplo é a bússola que Locke dá a Richard, e que depois é devolvida a ele. E eu discordo de você, Davi, pois acho que o salvamento de Amy pelos losties é uma indicação clara de que era isso que deveria acontecer. Afinal, se eles não tivessem feito isso, ela iria morrer ali, e Ethan não nasceria.
O fato de Michael e Jack não conseguirem se matar também parece uma indicação nesse sentido.
Michael não podia se matar porque era preciso que ele fosse para o cargueiro, e que posteriormente ele o explodisse, pra que essa cadeia de eventos levasse os losties ao passado. Se ele não fosse para o cargueiro, as coisa provavelmente teriam ocorrido de maneira diferente.
Jack também não pôde se matar porque ele é necessário ao passado da Ilha (para quê, ainda não sabemos, mas parece claro que ele tinha que voltar no tempo, porque ele, aparentemente, "sempre" fez parte do passado da Ilha).

- Por outro lado, há alguns fatores que contradizem a teoria de Daniel. E eles estão ligados a Desmond. Olhando agora para o final de The Constant, me parece que aquela anotação no diário de Faraday ("Desmond Hume will be my constant"), só apareceu lá DEPOIS que o brotha viajou no tempo e se encontrou com Daniel em Oxford, em 1996. Faraday parece surpreso ao ver essa anotação.
Da mesma forma, Desmond só se lembra do aviso de Faraday para ir procurar sua mãe vários anos depois, o que parece indicar que houve uma modificação no tempo.
Desmond é "única e milagrosamente especial", e "as regras não se aplicam" a ele.
É por isso que Eloise Hawking aparece pro brotha em Flashes Before Your Eyes, falando que ele deve terminar com Penny e ir pra ilha. Ela faz isso porque Desmond teria o poder de mudar o futuro, se quisesse. Ele poderia escolher ficar com Penny, o que causaria mudanças drásticas na linha temporal.
Provavelmente, essa propriedade especial do Des tem a ver com a carga de eletromagnetismo que ele recebeu quando virou a chave de segurança da Estação Cisne; de qualquer forma, isso é uma indicação de que há pelo menos uma exceção à regra de Faraday.

- Há algumas outras dicas, mais questionáveis, de que houve mudanças na linha temporal. Falo de dois acontecimentos específicos: no primeiro flash da Ilha, Locke encontra com um Ethan que não sabe quem ele é. Se "o que aconteceu aconteceu", Ethan deveria lembrar de Locke quando se infiltra entre os losties na primeira temporada, não é? Mas, pelo menos aparentemente, não é isso o que ocorre, o que indicaria que o passado foi modificado.
Da mesma forma, Jin volta ao passado e interage duas vezes com uma Rousseau jovem. Mesmo passados dezesseis anos, a francesa deveria se lembrar do rosto de um homem tão peculiar que por duas vezes simplesmente DESAPARECEU bem em frente a ela. Entretanto, no episódio Exodus, season finale da primeira temporada, quando Rousseau invade o acampamento dos losties e interage com todos eles (única vez em que me lembro de ela ter visto Jin), ela não dá sinais de reconhecê-lo. Novamente, isso seria uma indicação de que o passado foi mudado.
Mas, mesmo assim, poderia-se argumentar que Rousseau enlouqueceu um pouco vivendo sozinha na Ilha por dezesseis anos, e que ela vê Jin apenas de relance entre várias pessoas desconhecidas, e que portanto o rosto dele poderia passar perfeitamente despercebido pela francesa.

- Uma outra indicação de que o futuro pode ter sido alterado de alguma forma vem da trama do 316. Sun e Lapidus visitam uma das antigas instalações da Dharma/dos Outros. Eles vêem lá a foto da equipe Dharma de 1977. Ora, é meio estranho que os Outros, ao se apossarem das instalações da Dharma, tenham mantido essas fotos na parede. Isso pode ser uma indicação de que Sun e Lapidus encontram-se em uma linha temporal alternativa, uma linha na qual Sayid mata Ben Linus no passado, na qual Ben Linus,tendo morrido, não promove a Purgação, e na qual, enfim, os Outros nunca tenham se apossado da Dharmaville.

ENFIM,
ainda é difícil saber. Mas, pensando bem, há mais indícios apontando para uma nova linha temporal do que para a confirmação da teoria de Faraday (o que tornaria o título do próximo episódio uma denominação propositalmente irônica). E eu realmente acho que a tal "correção de curso" agiria da mesma forma que agiu quando Michael tentou se suicidar: a arma de Sayid não iria disparar (e foi o que eu pensei que ia acontecer, por apenas um momento).

Mas pode ser que Ben estivesse com um livro no bolso, ou algo parecido, que tenha amortecido o tiro; ou que a bala não tenha pegado num lugar que matasse o garoto imediatamente - ainda que pareça ter ido no peito.
Mas não dá pra negar que seria uma jogada interessante dos roteiristas se Ben ficasse à beira da morte por causa do tiro e Jack tivesse que operar o garoto para salvá-lo (da mesma forma que ele fizera/faria quase trinta anos depois, ao operar um Ben Linus adulto para remover o seu tumor...).

Minha opinião atual: Ben Linus não morreu, e Jack terá que salvá-lo.

Desculpem pelo post INSANAMENTE longo.

Abraços a todos - e Davi, mais uma vez parabéns pela rapidez e coerência nos comentários.

Lu disse...

Caraca!! O mais ebgraçado foi que eu fui brincar com uns amigos meus de fazer spoiler, antes de ver o episódio, e falei que Ben morria. Eles me xingaram e eu falei que era brincadeira porque realmente achei que seria impossível matarem Ben.

hahahaahahahahaha

Acho que os meus amigos vão pensar que eu já tinha assistido o episódio depois de verem.

Nossa! Eu tomei um susto tão grande quando o Sayid atirou no Ben! Eu cheguei a considerar essa hipótese, mas duvidei que ele fosse ter coragem de atirar numa criança. Engano. Mas tenho certeza de que Ben sobrevive ao ferimento, pois eu estou do lado dos que acreditam na teoria do Faraday/Mrs. Hawkings.

Emílio disse...

Alguém mais reparou que aparece uma coisa verde bem rapidamente passando verticalmente na frente do Radzinsky, em 26:27?

Marília disse...

Acredido que não será ainda dessa vez que veremos a morte de Ben. Assim como ele mesmo já atirou em Locke na ilha e o carequinha não morreu, ou quando ouviu de Widmore: "vc sabe que não pode me matar"... o que aconteceu, aconteceu.
Amy não poderia ter morrido antes de dar à luz a Ethan e mesmo que nao fosse salva por Sawer e Juliet, seria salva por outra pessoa.
Agora quem poderá salvar o pequeno Ben??? Que tal o nosso doutor Jack???? Seria o máximo, né?
Eu aposto nisso, e vocês?
Beijos,
Marília Santos, RJ

Kaká disse...

As dúvidas do Sawyer fazem sentido, afinla ele já passou mais tempo com o pessoal da Dharma (3 anos) do que os os amigos losties (100 dias).

Zeca disse...

qq um dos oceanic six pode sim morrer no passado. E isso nao implica em nenhum paradoxo. o q teoricamente nao poderia acontecer eh alguem matar um deles ainda criança, por exemplo

mas a cena com o cristian s., sun e lapidus me deixou com a pulga atras da orelha

ficou parecendo q algo deu errado no passado

talvez simplesmente faraday nao esteja tao certo

como o proprio desmond eh um exemplo. afinal, dizer q alguem eh um milagre nao eh exatamente um explicacao

eu espero sinceramente q nao me venham com essa de colete ou a ilha nao deixou. eles mataram o moleque, agora vamos continuar a partir daí...

123571 disse...

sera que os roteiristas vão usar a ideia de dragon ball z a saga dos androides para explicar a morte do jovem ben agora em 1997, já que nós o acompanhamos ele adulto? visto que o faraday disse o que aconteceu, aconteceu. e tambem podem mesclar um pouco mais da ficção de stargate atlatins onde há a teoria de infinitos universos onde cada decisão no passado pode significar um universo de fatos diferentes mas não um futuro diferente. a passagem em o ben aniquilou a darma, aconteceu e fato de sayd ter matado o ben jovem não muda o futuro que o ben se tornou o que é em 2007. lembrem que em dragon ball o trunks voltou a passado lutou contra os androides e ficou mais forte. aí gerou dois futuros alternativos: um os androides ficaram digamos do lado do guerreiros Z e um outro futuro em que o trunks volta e tendo ficado mais forte destrói os androides facilmente. O que podemos ver é que o futuro do trunks nao mudou. O QUE ACONTECEU ACONTECEU!!!!!!!!!!!!!!

Marília Teive disse...

Vocês assistiram ao lost Untangled??? Lá nós podemos ver claramente o benzinho deitado em uma cama com curativos no peito. Eu espero, sinceramente, que ele não morra. Mas o título do próximo episódio (Dead is dead) me deixa um pouco receiosa...

Edgard disse...

Ótimo episódio!!! Interessante o Radzinsk citar que entrará em contato com Ann Arbor. É a cidade onde fica a Universidade de Michigan, local de estudos do casal Gerald e Karen De Groot. Será que o veremos nesta temporada?

Marília Teive disse...

Falha minha... próximo episódio é "whatever happened, happened". Por falar em títulos achei muita propaganda pra pouco conteúdo do "he's our you". Esperava ver mais do torturador da Dharma. Pensei que seria mais central na trama.

julioeduardo disse...

Episódio morno realmente mas foi legal. Em relação ao tempo, acho que em Lost as coisas são tratadas bem diferentes de um "De volta para o futuro" por exemplo. Não existem universos paralelos e a galera que voltou aos anos 70 sempre esteve presente no "roteiro" da linha do tempo. Por exemplo, Ben "sempre" tomou aquele tiro do Sayid, naquele exato lugar, naquela exata hora. Outro exemplo é a cena do Richard levando a bússola pro pequeno Locke na temporada passada, levando a crer que Locke sempre fez parte do passado na ilha conversando com Richard. A única questão é que existem pessoas especiais que podem modificar as coisas(Desmond ou talvez Faraday). Se um Desmond cai nos anos 70, aí sim não sei o que poderia acontecer com o rumo das coisas.

E adivinhem quem deverá salvar Ben, tirando a bala? Que coisa, não?

Felipe de Gouvêa disse...

Davi, corrige lá no início: desliZe.

Não quero meu amado blog com erros... :)

SRN

dudulespaul disse...

Se o Jack nao salvar o sayid , eles podem morrer ou nao estarem la talvez... uma escolha traz já consigo A+B+C consequencias...

Ben quando mandou sayid voltar pra ilha ja sabia que tinha levado um tiro dele em 1974.

Junior disse...

Fiquei pensando...se as regras não se aplicam ao Desmond será que ele não seria uma variavel para alterar a equação de Valenzetti e assim alterar o futuro da ilha e quem sabe do mundo? Não sei se pode ser besteira mas foi uma suposição que surgiu quando li os comentários dos colegas acima.
Abraços

Davi Garcia disse...

Valeu Felipe! Correção feita :)

Dudulespaul, tive que recusar seu comentário porque o texto continha spoilers do próximo episódio e nem todos querem saber das coisas antecipadamente ;)

Abraços a todos!

Adilson Osanar disse...

Realmente é interessante ver o fervilhar de idéias.. mas dizer que o episódio não trouxe nada de novo nos flashs de Saiyd é brincadeira....

Mesmo porq vimos q Ilana não é do FBI e segundo ela, ela trabalha pra alguem que quer Said pelo que ele fez em Seycheles. Pode ser tudo uma farça do Ben.

Mostrou tbm que não foi Saiyd que agrediu Ben(q no espisódio anterior tirou o braço da tipóia numa "milagrosa" recuperação..rs). Dos dois 1: ou eu não tenho capacidades mediúnicas pra descobrir tudo ou realmente as informações estão bem ocultas...

Só 1 dúvida prevalece (além dos outros 100 milhões de dúvidas): Por que Said não atirou na cabeça????rsrsrs! Isso tbm põe fim àquela expeculação de q "Said Will shoot someone e etc..." seria uma fotografia..haha... tem gnt q viaja.

Sobre Ann Arbor, a Universidade é mencionada naquele vídeo de Pierre Chang, onde ele fala sobre o curso de Astro-física e etc... Pode ser um centro de pesquisas ou QG da Dharma

Adilson Osanar disse...

Em efeito borboleta, quando algo acontecia, entravam memórias na cabeça do cara de coisas q tinham acontecido depois q ele mudou o passado.
Com Desmond foi assim... mas acho que isso não se aplica aos outros... Se bem que mesmo antes de voltarem no passado, Cherlote lembrava que Faraday tinha falado com ela...

Ah! n sei.. hehehe... tbm acredito que eles já são o passado, que tudo que já vimos já aconteceu com a participação dos O6. Axo que a necessidade emergencial deles em voltar era justamente pra cumprir esse curso... talvez porque era pra eles terem voltado no tempo mas sem sair da Ilha antes...

dÒ.ób

Yoshimi disse...

Bom, não sei se isso já foi escrito aqui nos comentários, li alguns, mas não todos.
Acabei de ver o o he´s our you e estava pensando sobre a "morte" do Ben enquanto menino.
A cena foi ótima e o fato do episódio acabar exatamente nesse momento é perturbador e me deixa muito ansiosa para ver o próximo episódio.
Mas das minhas conclusões, o que eu tiro é que Ben obviamente não morreu. Se você pensar nos poderes da ilha, como quando o Locke paralítico cai de um avião naquele lugar e volta a andar... ou ainda mais! quando pela segunda vez ele volta a ilha dentro de um caixão e ao chegar por lá ele está vivo de novo! Já está mais que claro que a ilha "proteje" aqueles que estão ali para serem seus líderes; e Ben, naquela data, está crescendo para se tornar o novo líder da galera other/hostiles. Por isso é bem claro que ele não vai morrer e mais! Se pensarmos no que ele diz para o Sayid, faz muito sentido, já que ser um assassino é o que ele realmente é. Bom, ele sabe muito bem disso, já que tentou matar Ben quando ainda era um garoto inocente que estava tentando ajudá-lo a escapar...
Bom, mal posso esperar pela semana que vem!

Daniella

Adilson Osanar disse...

Algo me ocorreu:
1- Vc é um Hostil que tem acesso a todas as informações sobre a Dharma.

2- Estudando os registros(ou orientado por Jacob), vc descobre coisas estranhas no ano de 1977, pessoas em fotos cujos registros de recrutamento estão forjados.

3- de repente vc descobre que coisas estranhas aconteceram (aconteceriam) a Ilha caso aquelas pessoas não fossem pra lá.

4- Então, vc reúne esforços e faz de tudo pra identificar aquelas pessoas e fazer o possível pra trazê-las só pra que aquele destino se cumpra ou se antecipe ou seja mudado, ou mesmo por ser o seu destino fazer isso.

Meio louco.. mas pensei que se a galera do futuro tá na foto, não é possível que ninguém tenha visto..

Sabrina disse...

Tá, tá, tá... o Ben não vai morrer, mas é uma pena!!

Também achei que a cena da "tortura" deixou a desejar. Seria muito mais interessante se o Sayid apanhasse bastante. Além do que mesmo com a "fórmula da vedade" o que ele revelou não serviu de nada, já que os caras da Dharma não acreditaram em bulhufas.

Eu gostei das ações do Sawyer, porque ele tentou o máximo manter sua imagem perante à Dharma, mas no final das contas deu mais uma chance do Sayid fugir, este que não quis.

Algumas das milhões de perguntas que não querem calar:

1) quem exatamente são as pessoas que Sayid matou a mando de Ben? [qual a função deles em relação ao Widmore? por que Abaddon e Widmore não estavam na lista?]

2) se Widmore sabia da Mrs. Hawking, por que ele próprio não voltou pra ilha?

3) como Sayid se convenceu a matar o cara que vigiava o Hurley? [pelo menos pra mim, quando Sayid pro Ben que não é um assassino, não parece que ele vai ajudar o amigo]

4) como assim Illana prende o Sayid e pretende levá-lo para Guam?? a família do cara mora em Guam? Que coisa estranha... eu acho que a Illana não tá dizendo a verdade, mas acho que ela realmente não tem ligação com o Ben.

5) se a Illana não tem ligação com o Ben, quem a mandou pegar justamente aquele vôo?

6) se a toria do "o que aconteceu aconteceu" é realmente correta, por que as pessoas se preocupam tanto? Por exemplo, se Ben sabe quem esteve no passado da ilha, por que se preocupar em fazê-los pegar o voo 316, já que de uma forma ou outra eles acabariam fazendo isso?

Sabrina disse...

Mais algumas coisas que acredito serão mencionadas do post de Easter eggs ou podcast:

Oldham é referência a alguém?

E o livro que Ben deu ao Sayid?

Felipe de Gouvêa disse...

Emílio disse...
Alguém mais reparou que aparece uma coisa verde bem rapidamente passando verticalmente na frente do Radzinsky, em 26:27?


Emílio, revi a cena e descobri que o tal lance verde que aparece é a enigmática, horrenda, enlouquecedora... folha da árvore que caiu! :)

Rapaz, Lost tá te deixando neuras?

abs!

manel disse...

davi... soh tenho uma duvida:

qdo (ou sera q) o desmond vai voltar para a ilha??
jah que no episodio 316 a ms. hawking
fala que a ilha ainda nao acabou com ele.

abraço a tds!

Irmão disse...

Já pensaram que talvez "morrer" seja um dos passos que leva uma pessoa a ser o "Lider" dos outros. Assim como foi com Locke que ele iria morrer como o proprio Alpet falou, a morte do bem tenha sido apenas mais um passo para alcançar o Status de Líder dos Outros.

Fernanda disse...

Poxa, eu esperava mais, desse episodio. Achei fraco. A levada foi fraca, e nada empolgou muito.

Eu estava empolgada com essa, digamos, segunda fase dessa temporada (a partir do sexto episodio - a volta dos Oceanic 5 pra ilha, e os losties se juntando à Dharma). Mas esse episodio foi fraco. E esta na cara que o Ben não vai morrer.

Fagner disse...

Agora começa a fazer sentido

Muito provavelmente, aquele garoto doce e ingênuo que apanhava do pai não era o Ben

Ele deve ter adotado uma das crianças que estavam em posse da Dharma, ou algo do tipo, para suprir a falta do filho dele, ou algo assim.

Fato é que, "Whatever Happened, Happened"...

Os produtores não iam dar essa BAITA bola fora agora...

Aquele não é o mesmo Benjamin Linus que conhecemos... Ou se é, sobreviveu aquele tiro no peito, e teve sua personalidade modificada - e pior, ainda lembrava do Saiyd no futuro *O*

Fagner disse...

E outra coisa... que episódio do KRA_ _ O, não???

Absurdamente bom...

Essa temporada tá sendo das melhores... pqp

Pablo disse...

Episódio péssimo considerando a média dessa temporada. E o final que tanta gente tá comentando é simplesmente o mais previsível da série até hoje. Eu matei o que ia acontecer lá pelo meio do ep. e duvido que muita gente não tenha adivinhado também. Po, desde a primeira cena ficam martelando que o Sayid é um "assassino por natureza", depois aquela cena em que o Sayid diz que tinha descoberto qual era o prósito para a volta dele a ilha. Foi de uma obviedade que beirou o ridículo.

E pra fechar com chave de ouro, a cena perde qualquer impacto que poderia ter já que é óbvio que o Ben não morreu. Se não for um looping temporal o que está acontecendo, então a linha do tempo vai simplesmente sofrer uma "correção de curso", da mesma forma que aconteceu com o Charlie.

Mesmo que os criadores surpreendam e apresentem um elemento novo, a cena é simplesmente óbvia demais. Saudades de finais realmente surpreendentes como em "Two for the Road" no segundo ano.

Só valeu mesmo por ter de volta a estrutura clássica da série e pela cena da tortura do Sayid.

jackie disse...

Concordo plenamente com o que o Dante escreveu. Não há correções. O Desmond só conseguia "salvar" o Charlie daquelas situações porque não era para o Charlie morrer daquelas formas. Era para o Charlie morrer como morreu, desencadeando tudo o que vimos e tornando possível a saída dos Six da ilha. Acredito que o tiro de Sayid foi essencial para o Ben tornar-se o que tornou. Mal posso esperar pelos próximos episódios!

Juliana Teixeira disse...

O [deaba] deu a melhor explicação possível. Tô com ele e não abro. E digo mais: das duas hipóteses apresentadas por ele, eu acredito piamente que o aconteça em Lost seja a segunda.

Gabizinha Vidal -Santos -SP disse...

Q Ep tenso heim, nossa por um minito achei q sayid iria ser morto mesmo,na cena q Sawyer vai falar com ele na cela, dizendo p ele fugir pq ele seria morto já tava chorando. Mas graças a Deus ele tá vivo, ufa!
Achei chocante na hora q ele atira do Ben novo, mas sabendo q esse Ben faria no futuro, ele mereceu. Agora será q ele irá viver, será q o Faraday diz q o q aconteceu aconteceu, é certo?, isso com certeza vai ficar martelando na cabeça de todo mundo.
E será q só fui eu, ou vcs tb não ficaram com uam raivinha rápida do Sawyer, cheguei a conclusão q ele realmente se acomodou com a situação de brincar de casinha coma Juliet, etc., mas com certeza isso irá acabar Sawyer aproveto os últimos dias de sucego.E eu sabia q ele iria acabar pedindo ajuda p Jack, quando eu vi ele olhando p casa do Jack falei, sabia , sabia, ainda não consegue resolver as situações sozinha né!, e acara q ele fez quando viu q a Kate atendeu a porta.

e eu acho q a Ilana trabalha p Ben, por mais q ela tenha falado, Quem é Ben Linus, do q é q vc tá falando? é claro q ela não ia falar p Sayd q trabaçlha p ele né.

Bom e p onde será q Sayid vai? como será o próximo ep, finalmente iremos saber com quem a Kate deixou Aaron, espero q o próximo seja tão bom quanto esse foi =]

Érica disse...

Eu ainda acredito que os roteiristas não iriam cair no jogo perigoso de mudança de "futuros". A chance de cair em paradoxo como cairam os roteiristas de "heores" é muuuito grande...

Prefiro acreditar que os Losties de 2007 fizeram parte do passado de 1977 da ilha e que tudo aquilo já aconteceu...

Fica mais facil entender pq o Ben era tão frio com os Losties lá em 2007... pq ele sabia que eles teriam que passar por tudo aquilo no futuro (que seria o passado do Ben).

Por isso Ben chama o Sayid tantas vezes de assassino... pq o Ben lembra que o Sayid tentou matar ele quando ele ainda era criança...

ૐ ..:: Renatão ::.. ૐ disse...

pra mim é claro. se jin sobreviveu a uma explosão no cargueiro, rs, pq Ben não sobreviveria a um tirozinho ? Eu tenho outra teoria "Bad pot don´t breaks"....

E outra coisa. Sayind nem mesmo se certificou que Ben jovem estava morto...portanto....

ૐ ..:: Renatão ::.. ૐ disse...

E vou ainda mais longe...acredito que, no meio da floresta, ninguem sabe onde Ben está, eis sim que surgirá Richard e o salvará...a partir dai acredito na mudança de comportamento de Ben e por conta disso unirá-se aos outros (hostis).

M. disse...

puta merda. preciso verificar minha pressão arterial depois disso. bom, não tem chances de um guri sobreviver a um tiro no coração, mas como o Locke está vivo... sei lá. Será que ela ficou lojada na coluna?! Algo a se pensar... Melhor episódio da temporada, com certeza.

Luiza disse...

Também não gostei desse ep. não teve nenhuma cena impactante e nenhum mistério,como alguem já comentou,pq. o Sayd não atirou na cabeça?Ai sim,haveria algum suspense.Faço parte do grupo dos que acreditam que o que está rolando é uma looping temporal,alguém tb. já me explicou algo que nunca entendia,mas agora já falaram _um circulo não tem começo nem fim-
Não consigo ouvir aceitar as palavras;Ben e ingenuo juntas.O Ben naquela época já tinha contatado os hostis e já queria se livrar dos dharma,ele não fez nada pelo Sayd,senão por ele mesmo.O Sayd não é responsável por Ben ser o que é,o que sempre foi,um psicopata,manipulador.
Quando Sun e Lapidus encontram Christian,na ilha principal,eles já não estão mais em 2008/2009(sei lá no tempo do Ajira316)por isso as fotos na parede,a vila destruída,não sabemos a data,talvez logo após a purgação-antes dos hostis assumirem a vila Dharma.
O Sawyer agora vai se dar mal,por ter tentado ajudar o Sayd,mas eu achei legal ele tentar ajudá-lo,porque para mim ele sempre foi uma pessoa boa,só tava perdido e revoltado,fora da ilha seguiu pro caminho mais fácil para tentar não sofreu de novo.Na ilha consiguiu matar seus demonios e nos últimos 3 anos teve a vida feliz e respeitável que tanto queria.O Sayd tb. é um personagens interessante,para mim o mais trágico da série,mesmo qdo. faz o bem,a sombra do lado negro está sempre presente,não gosto de cenas de torturas então não tenho o que reclamar a viagem psicodélica do Sayd e acho que agora o Sayd já pode descansar em paz.Acho que ele merece.

Fábio disse...

3 palavrinhas apenas...

PUTA QUE PARIU...

por ser o que é.. e fazer bem... ele foi mal em não checar o corpo do jovem... se tinha virado presuntão mesmo..

mas enfim...
fortes emoções ainda virão..

Gabizinha Vidal -Santos -SP disse...

Depois de lê todos os comentários, agora q me liguei, o Jack vai operar o Ben, q apostar quanto? heheheh

Adilson Osanar disse...

kkkkkkkkkkkkkkkk

caraca!! a Gabizinha tem razão.. q ironia do destino cíclico, essa...
muito bom... só falta ele puxar uma artéria e dizer que só vai suturar quando entregarem a "máquina do tempo"..hehe

Se já era engraçado uma mecânica que é obstetra, melhor vai ser um zelador cirurgião...

eu no lugar de Saiyd, cortava a cabeça do moleque.. ele tem coragem p isso.

Ah! não podemos esquecer que Ben só vira hostil depois de adulto, já que foi adulto que ele dentro da Kombi disse propai que ia liberar o gás(me refiro ao gás venenoso da Estação Tempestade..rsrs)

Lucas disse...

Realmente, o Sawyer viveu 3 anos na Dharma e cem dias com os outros losties! Suas dúvidas claramente fazer sentido!

Por isso que Ben falava tanto "Vcs têm que voltar"... porque ele já sabia o que tinha acontecido! Vai ser bacana assistir todos os episodios de LOST dps que tudo acabar! Ben sempre teve "informações privilegiadas" e no mundo de hj e de lost, informacao eh poder!

AH mais uma coisa... os Outros sempre falavam que "nós nao somos os maus", qdo os losties perguntavam. Com ctz, Ben estava lembrando de Sayid atirando nele e talvez de algo que os outros losties fizeram pra ele no passado!

Mas será que, antes disso tudo, Ben imaginaria que veria os losties de novo, agora no futuro dele?

Lucas disse...

E mais... o futuro pro Ben é o passado para os losties! Por isso ele esteve sempre em vantagem!

E qualquer uso das informacoes privilegiadas do futuro pelos losties, mentiras, etc (como o Sayid mentindo pro Ben que estava lah pra buscá-lo), serão lembradas pelo Ben em seu futuro... o q justifica o fato de ele ser um mentiroso tao descarado!

Por isso nao conseguimos odiar o Ben por completo... ele tem algumas razoes pra ter se tornado o q ele é, e acredito q veremos mto mais coisas sobre essa fase da vida dele e de sua formacao como pessoa!

Renan SWAT disse...

Só uma coisa que comentei no meu blog e gostaria de saber a opinião do pessoal sobre esse assunto que ainda não foi levantado.

O que me espanta mesmo é ver uma cena dessas em um seriado em horário nobre da TV americana, sério que eu não ligo a mínima pois acompanho a serie, e sei muito bem o que levou o Sayid matar a sangue frio uma criança (outra, que adorei a cena o que para alguns pode soar estranho), mas no fundo isso para algumas pessoas conservadoras, ou mesmo para os meios públicos é um prato cheio para críticas. A cena não é pesada, mas não deixa de ser uma criança "inocente" sendo assassinada. Vale ressaltar novamente a atuação de Sterling Beaumon, que esteve brilhante durante todo o episódio.

Luiz Antonio disse...

Olá Davi.

Uma curiosidade: ao longo do episódio aparece várias vezes(cena da "votação", por exemplo) um homem muito parecido - para não dizer sósia - do nosso amigo, atual LaFleur. Será útil no futuro? Como disse, uma coriosidade. Nada mais.

Abraços.

Kleber disse...

Sim, de fato eu confundi também ele com o Josh hehe
Curioso o início desse episódio, em que vemos o jovem Sayid despertando sua vocação e seu irmão na situação em que ele se encontraria anos mais tarde ao sentir a tentação de matar ou não (no caso de Sayid, matar Ben em vez da galinha é claro :P).
Eu tenho quase certeza absoluta que Ben não vai morrer...
Primeiro por que eu acredito na genialidade dos roteiristas para dar sequência aos eventos, logo eles iriam evitar tratar com todo esse paradoxo temporal. E também eu comparo este acontecimento com a morte do Batman por Grant Morrison também... Não tem como passar muito tempo sem um personagem desse peso, se não a trama perde MUITA qualidade...
Estou ansioso para ver Faraday e Locke de novo :)

alexrnbr disse...

Concordo completamente com o que a Erica disse às 16:15.

Pra mim, eles já faziam parte do passado da ilha.

Agora, acho que todos concordam que o Ben não morreu, certo? Mas duas coisas me chamam a atenção:

1- Kd o sangue???? O muleke toma um tiro, demora a cair e não vemos nem uma gota de sangue???? Colete a prova de balas, talvez???

2- Em relação à pergunta anterior, como o Sayid não achou isso estranho??? COm toda a experiencia dele, não iria notar a falta de sangue???

maninha disse...

Nao é por nada nao mas nao gostei mto desse episodio...esse foi mto arrastado...com lafleur tentando ajudar o sayid e ele meio q encarnou o jack de tao teimoso q foi...afff...e por causa disso q sayid e ben estao de mal mal de belem??? ah nao..pensei q tinha alguma coisa a ver com a sua amada nadya...mas pq ele foi categorico em chama-lo de assassino??? ah nao...nao gostei dessa resposta...nao gostei desse episódio...

Luci. disse...

"O Ben quando mandou sayid voltar pra ilha ja sabia que tinha levado um tiro dele em 1974 (1977, na verdade.).

De fato! E isso sim é que é sanque frio!

Benjamim Linus, melhor anti-herói da TV de todos os tempos!

E parabéns pro garotinho tb (Versão bonitinha do Harry Potter hahahaha) aquela coisa de "esbugalhar" os olhos deixou o moleque igualzinho ao Ben adulto! Impressionante!

Ah, e é impressão minha ou 3 anos na Dharmaville fizeram Sawyer perder seu sotaque sulista-caipira?

Rafael disse...

Lógico que o Ben não morreu...
E acho que foi desse tiro que vem o futuro problema na coluna dele, em que o Jack o salvou...

Rafael de Lima disse...

desculpem a ignorância, mas tem algo que realmente não entendo.

vi algumas pessoas dizerem que os losties fizeram parte do passado da ilha e que, por exemplo, ben teria se tornado o que é atualmente devido ao tiro que o sayid lhe deu.

como os losties fizeram parte do passado da ilha e não se lembraram dela quando voltaram para lá?

em outras palavras: como em 1977 eles faziam parte da dharma initiative, atiraram no ben novo, "contribuíram" com o nascimento do ethan etc, e nos anos 2000 agiram como se nunca estivessem estado na ilha antes?

ou ainda: o ben sabe em 2007 que levou um tiro do sayid em 1977 (por isso ben é o que é), mas o sayid não sabe em 2007 que tinha dado um tiro no ben em 1977?? (se soubesse, certamente teria atirado na cabeça)...

parece bem besta, mas realmente não entendo essa parte....

não consigo ver uma explicação plausível para a teoria de que os losties tenham feito parte do passado da ilha e interferido nas ações que ocorreram em 2004 e 2007.

Érica disse...

Simples Raphael...

Pq para eles, o passado na Ilha (1977) é o presente deles... Tanto é que eles não viraram criança. Eles só viajaram no tempo...

Então, quando cairam na ilha, para eles eles não tinham vivido em 1977 ainda...

Porém, para quem já estava na ilha em 1977 (Ben por exemplo) eles realmente voltaram... por isso bem considera eles especiais... a final, 30 anos se passaram (para o Ben) e os caras continuam com a mesma idade!!!!

hhehehehe

Confuso, mas ao mesmo tempo fácil de entender né?

Luis disse...

Nossa... Muitaa gente aqui Viajaa... Até eu! oO Cada comentario que eu leio eu mudo um poco minha opinião e concordo... Mas uma que eu gostei bastante foi de uma blogger dizendo que os losties na Dharmaville voltaram para 1977 pq não viveram nesta época!
E pq será q Sun, Lapidus não caíram la tbm?

Estou ancioso para ver o que o Sheppard Pai vai dizer a Sun como encontrar os outros... E tbm Locke, Aperece Loogo!

Blog MAneiro aqui!

Jackson Good disse...

Muito estranha toda a dúvida/especulação sobre eles estarem alterando algo, sobre "correções de curso"... pra mim desde o início todo esse elemento foi bem claro:

A idéia de que está tudo determinado, de DESTINO, tem muito mais a ver com a essência da série desde o início. Tipo, a presença deles 1977 não está mudando nada, só está fazendo as coisas acontecerem da maneira que deveriam, porque JÁ ACONTECERAM. Meio que confirmando isso, teve o spoiler filhadaputamente explodidor de cabeças, sobre o season finale, que eu preferia não ter lido.

Martins disse...

A única teoria que me vem a cabeça, é que o Ben sabe exatamente quem é quem e o que cada uma das pessoas que cairam no voo da Oceanic 815 vai e pode fazer por conhece-los bem demais.

Ben sabe sempre o que fazer e pra mim não é a toa, alguém deve ter dado um script pra ele, dizendo tudo que iria acontecer naqueles anos todos, e ele apenas cumpre isso, seguiu cada passo do roteiro. Será que os Losties serão expulsos do Dharma?

A única coisa que o surpreendeu até hoje, foi a morte da Alex, o que ele mesmo disse na época: "eles mudaram as regras", ai depois ele corre pra uma sala secreta (uma das melhores cenas de LOST até hoje) e parece ter invocado o monstro pra caçar os mercenários, lembram?

Ou alguém não passou esta verdade pra ele, ou então... “Whatever Happened, Happened” não é tão certo assim... hehehe

Putz e o que dizer do Ben: "Parabéns Sayid! Missão cumprida!" ai vira as costas e vai embora!!! ahuahuauhahuuha espetáculo!