16/01/2009

Que tal ficar em dia com os personagens para a 5ª temporada de Lost?

Se no post anterior destaquei a entrevista dada pelos produtores de Lost ao jornal USA Today, agora chegou a hora de abrir espaço para uma bela atualização dos personagens principais feita pelo mesmo jornal. Tem recapitulação sobre onde os vimos pela última vez; em que situação os veremos na 5ª temporada; e curiosidades sobre o que alguns dos atores andaram fazendo durante o intervalo/férias. Mais uma vez vale o aviso de que há pequenos spoilers na matéria que foi assinada por Bill Keveney.

Onde o vimos por último: Com a barba por fazer e sem esperanças, Jack terminou a temporada numa funerária com Ben, ao lado do corpo de John Locke/Jeremy Bentham. "Eu agora aceito e sou crédulo de que o meu destino está ligado à ilha e à necessidade de voltar", diz Matthew Fox descrevendo o estado de Jack. (O co-criador da série, Damon Lindelof) "o levou ao ponto de ser um homem muito abalado cuja única opção é a que a dá a ele a maior salvação", completa Fox.

Leia mais...

    Para onde ele vai: "Da perspectiva de Jack, a parte inicial será sobre ele conseguir reunir o máximo de Oceanic 6 e fazer com que se comprometam em voltar e então descobrir o que ele tem que fazer lá.

    O que aconteceu com a barba: "Acabou. Era maquiagem, mas de uma das coisas que eu menos gosto no mundo."

    Para onde vai o pai dele: O pai de Jack, o supostamente morto Christian Shephard (John Terry), apareceu para Michael (Harold Perrineau) no cargueiro antes que ele explodisse no final da temporada passada. "Vocês verão aquele personagem de novo", revela Fox.



    Onde a vimos por último: Kate, outra dos Oceanic 6, "foi a julgamento e se livrou assumindo o papel de mãe para Aaron em Los Angeles", diz Evangeline Lilly

    Para onde ela vai: A rotina doméstica de Kate é interrompida quando um advogado aparece tentando obter o DNA dela para determinar se ela é a mãe biológica de Aaron ou não. Isso faz com que Kate fuja novamente. Num quadro mais amplo, voltar à ilha "é o foco primário para todos os Oceanic 6. Os fãs vão precisar se preparar ao longo dos oito primeiros episódios porque, quando voltarmos, eles terão reestruturado tudo completamente. Isso pode ser um pouco incômodo às vezes."

    Kate & Jack? Kate & Sawyer? "Há tantas respostas para essa pergunta: com quem ela deveria terminar, com quem eu acho que ela deveria terminar x o que 20 milhões de pessoas acham. Eu acredito que inevitavelmente parte da redenção dela estará ligado ao fato dela se tornar vulnerável e se comprometer com um homem."

    Outros projetos: Lilly foi ao Festival Internacional de Cinema de toronto para a estreia de Afterwards, no qual ela faz uma jovem mãe mal tratada pelo marido. O filme, com John Malkovich, é "doloroso e muito tocante."



    Onde o vimos por último: Sayid, outro dos Oceanic 6 está de volta ao continente trabalhando como assassino para Ben. Ele finalmente se reune com seu verdadeiro amor, e então ela acaba sendo morta. Ele mata um homem quando ajuda Hurley a escapar do hospital psiquiátrico. "Basicamente, as coisas não vão muito bem para ele, se é que já foram bem antes."

    Para onde ele vai: "É explicado porque ele suspeita de Ben. Há um episódio centrado em Sayid. Muita coisa é revelada nesse episódio, não só sobre Sayid, mas sobre toda a história."

    Melhores condições: "A melhor coisa de ter saído da ilha é que eu gravo em locações diferentes e tenho que usar roupas razoavelmente decentes, o que é sempre reconfortante."

    Sobre a série terminar na 6ª temporada: "A série não só ganhou mais atenção, como também penso que os roteiros ficaram melhores. Sempre tivemos consciência de que fazíamos algo com prazo de validade em oposição a algo que você pode continuar fazendo por 10 anos ou mais. Estou feliz com a data de encerramento."



    Onde a vimos por último: "Ela viu o marido, Jin, ficando para trás num barco explodindo, e então, anos depois, ela está se encontrando com Charles Widmore', diz Yunjin Kim.

    Para onde ela vai: "Obviamente, ela está planejando se vingar da morte do marido", e é surpreendente descobrir quem ela culpa. Alguma chance de se reunir com o presumivelmente morto Jin (Daniel Dae Kim)? Depende de que forma "ou qual linha temporal", responde ela.

    Essa coisa de passado/presente/futuro de Lost enjoa? "Não. Sempre fiquei fascinada com viagem no tempo. Se há um livro sobre o assunto, eu sou a primeira a pegá-lo. Eu amo a ideia da viagem no tempo em Lost."

    Curiosidade: No verão passado, Kim foi à Casa de Ferragamo na Itália, onde foi selecionada para receber um par de sapatos feitos especialmente para ela. "Eu fico com um par e outro será adicionado à coleção do Museu Ferragamo, que inclui sapatos usados por Marilyn Monroe e Audrey Hepburn", comenta Kim. O estilo? "Meu sonho: tapete vermelho, daquele tipo brilhante."



    Onde o vimos por último: Fugindo do hospital psiquiátrico escoltado por Sayid.

    Para onde ele vai: À princípio, "estou acompanhando Sayid. Esse é o começo da aventura de Hurley. Se a temporada passada foi sobre como saímos da ilha, essa temporada será sobre nossa necessidade de voltar. E como faremos isso, especialmente agora que a ilha sumiu?"

    Flash-forward? Flashback? "Agora a coisa não é tão definida quanto antes. Vocês verão que há um foco em certos personagens, mas que tudo acaba girando em torno do tempo e entre os personagens. Há formas diferentes de narrativa."

    O que ele fez durante as férias: Garcia participou de conferências de imprensa em Monaco e Londres e tirou férias na Irlanda. Ele notou uma diferença entre os fãs americanos e europeus. "Americanos tendem a ser um pouco mais discretos [com a gente]", diz ele. "Os europeus começam logo a gritar."



    Onde o vimos por último: Desmond foi uma das pessoas que saiu da ilha. "Ele foi resgatado. Encontrou o amor de sua vida, Penny, e agora ele estava indo se esconder com ela. A história poderia ter acabado ali, mas não acabou."

    Para onde ele vai: "A última coisa que ele quer fazer é voltar para a ilha, mas ele sabe que pessoas foram deixadas para trás. Penso que ele seja um bom homem vivendo com esse dilema." Já que Desmond é a constante de Faraday, pode haver uma conexão. À medida em que a temporada progredir, ele vai se cruzar com outros personagens.

    Sobre o ritmo da historia: Os seis últimos episódios da 4ª temporada "meio que aceleraram tudo. Era como um canhão disparando. A 5ª temporada é diferente. Tem muito mais a ver com ficção científica, com tempo e espaço e todo tipo de coisas."

    O que fez durante as férias: Cusick, pai de três garotos, passou o tempo em casa com a família, recebendo a visita de sua màe, sua irmã e seus sobrinhos. "Saímos aqui pelo Havaí."



    Onde o vimos por último: Como Bentham, ele estava num caixão dentro de uma funerária em Los Angeles. Como Locke, estava vivo na ilha quando ela desapareceu. "Eu sabia quando fiz a cena do caixão, que havia mais para ser feito", disse O'Quinn. "Ainda estou trabalhando."

    Para onde ele vai: O'Quinn não tem certeza, mas "eu amo as coisas que fiz até agora." Ben e Locke " tem uma das cenas mais empolgantes na história da série. É o sonho de qualquer ator."

    Sobre o nome: John Locke e Jeremy Bentham são ambos nomes de filósofos ingleses. "Não sei como isso se aplica à ações do Locke à medida em que ele segue adiante, se ele seguir adiante. A questão é se isso tem algum significado ou se é arbitrário."

    Ansiedade à medida em que o fim se aproxima? "Absolutamente. Qualquer um que conhece cavalos entende o que acontece quando você se aproxima do estábulo. Eles se empolgam, e há muito mais energia. Pra mim a sensação é a mesma."



    Onde o vimos por último: Ben girou a roda congelada, desapareceu da ilha à medida em que ela foi movida, como um episódio anterior já revelara, aparecendo no deserto numa data futura. "Portanto há um tempo perdido, e isso é um dos temas dessa temporada."

    Para onde ele vai: Ben aconselha Jack sobre como voltar à ilha, o que o leva a interagir com outros dos Oceanic 6. "Ben nunca teve cenas com mais da metade do elenco, mas subitamente isso mudou. Ele tem novos e interessantes parceiros de cena e cenas com novas dinâmicas."

    Para onde ele pode ir: "Penso que Ben e Charles Widmore são agora as duas forças. Eles representam os dois exércitos, mas muitas batalhas tomam forma através de representantes dos dois ou ocorrem através do espaço e tempo." Sobre o que ele acha da natureza de Ben, "Fico feliz de dizer que não tenho mais clareza disso do que tinha três anos atrás."

    De viagem no tempo para vampiros: Michael Emerson passou as férias com a esposa, a atriz Carrie Preston, que estava gravando True Blood da HBO. Seu projeto: uma apresentação única da peça de Tom Stoppard, Every Good Boy Deserves Favor, para 5000 pessoas na Instituição Chautauqua em Nova York.



    Onde o vimos por último: Sawyer à bordo do helicóptero com membros dos Oceanic 6, sussurrou algo para Kate e então pulou no oceano para aliviar o peso do helicóptero e permitir que ele continuasse. Nadou de volta à ilha, se encontrando com Juliet. "Ele perdeu tudo o que amava basicamente ou então desistiu", diz Josh Holloway. "Talvez ele tenha sentido que poderia curar alguma coisa salvando Kate, que haveria uma redenção ali."

    Para onde ele vai: Sem camisa, Sawyer se junta a Juliet e os membros do cargeuri tentando descobrir o que está acontecendo com a ilha e fazer com que isso pare. Sobre o déficit no guarda-roupa, "isso foi uma questão que levantei, mas parece que eles não se importaram com a minha opinião. Eventualmente voltarei a me vestir."

    Sobre terminar depois de seis temporadas: "Eu gosto de saber que temos uma data para terminar. Sinto que a série ficou mais concisa agora." Ele sabe como termina? "Infelizmente não. Gostaria de saber. Nunca acertei nada, exceto quando imaginei que a ilha tivesse se movido alguns anos para trás. Essa é a única coisa que acertei em toda a série."

    O que fez durante as férias: Holloway fez Wino, um tatuador deliquente, no filme Stay Cool, uma comédia que também traz Chevy Chase, Sean Astin, Hillary Duff e Winona Ryder. "É divertido, porque é diferente de tudo o que já fiz."



    Onde a vimos por último: "Ele se assegurou que todos embarcassem no bote e ficou responsável por todos os sobreviventes na praia", diz Elizabeth Mitchell. "Então tudo deu muito errado. É claro que o cargueiro explodiu", e ela pensa que todos morreram. "Tudo o que ela tinha na sua frente era uma garrafa de bebida e Sawyer."

    Para onde ela vai: "É uma Juliet diferente porque ela está no meio de uam crise que é a primeira parte da temporada. Vocês verão Juliet tentando sobreviver, o que ela sempre fez, mas agora a coisa é mais agitada."Ela interage muito com Sawyer e o pessoal do cargueiro.

    Sawyer & Juliet? "Ela sempre o viu como um cara irritante, como ele sempre foi com ela. Agora, eles estão juntos, e é uma posição engraçada para essas duas pessoas." Possível romance? "Nuca se sabe para onde isso pode ir. Eles definitivamente tem um tipo de humor antagônico."

    Sobrevivente surpresa: "Gosto muito da Juliet", diz Mitchell. "Esse papel foi mais longe do que eu poderia esperar. Ela é o tipo de personagem que cria todo tipo de problemas. [E vale lembrar que] ela não era particularmente querida pelos losties originais. Eu achava que ela seria morta.



    Onde o vimos por último: Boa pergunta. "Ele estava no oceano a caminho do cargueiro levando algumas pessoas. Ele é o personagem que está no meio dos acontecimentos."

    Para onde ele vai: "Faraday é o personagem mais capacitado para traduzir o fenômeno que eles estão encarando" tanto para os personagens quanto para o público. O personagem que chegou com o cargueiro, "tem uma trajetória realmente intensa nessa temporada."

    Estudo rápido: Daniel Faraday é um físico, e Jeremy Davies sempre teve interesse em física. "Quando era garoto, ficava fascinado com o campo do eletromagnetismo. É claro que o padrinho disso é Michael Faraday, e Daniel Faraday foi batizado em homenagem a ele."

    Papel significativo: O pai de Davies morreu antes do início da temporada, assim como um amigo bem próximo recentemente. "Me vi abalado sobre como a história de Faraday acaba ressoando com certos aspectos da minha vida com os quais andei tendo que lidar", diz Davies. "Sou grato por ter essa trajetória na história de Faraday."



    Onde a vimos por último: Charlotte estava na ilha quando ela desapareceu, assim como seu colega Miles (Ken Leung). Antes disso, ela beijou Faraday e então se afastou. "Isso foi meio complicado porque criou aquela expectativa de ter que esperar o intervalo para descobrir o que aquilo significava", disse Rebecca Mader.

    Para onde ela vai: "Estamos todos meio que em missões diferentes. Metade do pessoal está tentando sair da ilha, e então você tenta descobrir o que Charlotte (e outros) estão fazendo e então de repente tudo se transforma numa grande luta pela sobreviência."

    Porque o pessoal do cargueiro funcionou na trama: "A razão pela qual funcionamos tão bem era por sermos parte integral da história", disse Mader. "Penso que a razão pela qual não funcionou antes, era porque as pessoas se perguntavam, 'por que precisamos ter essas pessoas?' Não fazia muito sentido, como o pessoal da parte traseira do avião ou o casal que supostamente estava ali o tempo todo."

    O que fez durante as férias: Mader fez a ex-mulher do personagem de Ewan McGregor no ainda inédito filme "Men Who Stare at Goats", filme que conta também com George Clooney, Kevin Spacey e Jeff Bridges.

4 comentários:

vitor disse...

ta faltando o miles

Davi Garcia disse...

Pois é, mas fala-se dele na parte da Charlotte ;)

Gabizinha Vidal -Santos -SP disse...

ah mas queria só a do miles igual a dos outros=/
Interessnate a parte q o terry oquin fala q ele fez umas das cenas mais empolgantes da série. é o sonho de qualuqer ator.
Como será essa cena??

Sapão disse...

Faltou falar do Frank e do Miles

E a qual video da Dharma vocês se referem? Tem vários no YouTube