13/01/2009

5 episódios essenciais para (re)ver antes da 5ª temporada + uma teoria maluca (?)

Falando sobre retorno de Lost no próximo dia 21 (faltam 8 dias), o colunista da Entertainment Weekly e expert em Lost, Jeff 'Doc' Jensen, disse o seguinte:

"As duas partes do evento de estreia recompensam com uma penca de acontecimentos que vão aguçar sua imaginação e inspirar o desenvolvimento de teorias. Essa temporada é sobre viagem no tempo, explicitamente, sem desculpas, e muito engenhosa."

Além disso, e o mais importante, Jensen deu a dica de 5 episódios que contem, segundo ele, dicas importantes para entender o que a 5ª temporada irá explorar. Quais são eles e porque Jensen acha que deveríamos revê-los, você descobre logo abaixo.

5 EPISÓDIOS PARA (RE)VER ANTES DA ESTREIA

    ''THERE'S NO PLACE LIKE HOME (PARTES 2 e 3)''

    Também conhecido como o final da 4ª temporada. Mesmo que ele ainda esteja fresco na sua cabeça, você pode querer rever o filme de orientação para a estação (de viagens no tempo) Orquídea, bem como a cena em que Ben desce até a caverna congelada e gira a roda congelada. Isso dá um bom contexto para a sequência de abertura da estreia da temporada.

    ''FLASHES BEFORE YOUR EYES'' (Ep. 3x08)

    Esse clássico da 3ª temporada - que revelou como Desmond projetou sua mente de volta no tempo depois que a Cisne implodiu - é a dica dos produtores para se preparar para a 5ª temporada. Preste bastante atenção para tudo relacionado à Sra. Hawking. Vovó vigia do tempo é algo meio paradoxal. Se por um lado ela diz ao Desmond que o tempo não pode ser alterado - se você tenta mudar o passado, o destino vai encontrar uma forma de impedir -, por outro ela avisa de consequências catastróficas se Desmond não repetir todas as suas ações do passado. Mas se a história não pode ser mudada, por que a apreensão? Conhecendo os produtores, meu palpite é que essa contradição não é uma inconsitência, mas sim a exata pergunta que deveríamos fazer.

    ''THE CONSTANT'' (Ep. 4x05)

    Esse episódio da 5ª temporada expandiu as fundações das regras do tempo indicadas por "Flashes Before Your Eyes". Tome nota de algumas ideias: viajantes do tempo da ilha tem a tendência de ficar doente, ter sangramento no nariz e morrer; os efeitos de tal doença podem ser pelo menos temporariamente desacelerados ao fixar a mente, coração e vida a uma única fonte de significado - um amor, uma paixão, um ideal. Uma constante.

    ''CABIN FEVER'' (Ep. 4x11)

    Talvez a menos essencial de minhas cinco sugestões (pelo menos até agora), mas coloquei-o no número 4 da minha lista porque eu adorei esse episódio que mostrou os estranho e lamentáveis anos da infância de John Locke, desde seu nascimento prematuro à sua complicada adolescência. Se há uma cena que eu acho que você deveria checar é a do momento em que Richard Alpert aparece na casa do pequeno Locke e faz um teste com ele. Faça nota dos objetos que Locke toca - e daquele que ele acaba escolhendo. A estreia vai recompensar sua pesquisa.

    O VÍDEO DE PIERRE CHANG

    Quem é Pierre Chang? Bem, se você acredita, Pierre Chang é o nome verdadeiro do misterioso narrador daqueles filmes de orientação da Dharma, cujas identificações anteriores incluiam Dr. Marvin Candle, Dr. Mark Wickmund e Dr. Edgar Halliwax. Ouça cuidadosamente a parte final da mensagem SOS do passado. Você não acha que a voz do cameraman parece familiar com alguém da 4ª temporada?


E Jensen não parou por aqui. Para fechar com chave de ouro sua primeira coluna dedicada a Lost em 2009, ele sugeriu uma teoria que no mínimo pode gerar muita controvérsia e discussão.

A TEORIA SOBRE A IDENTIDADE DO "ELE"

    Lembra do "ele" mencionado duas vezes durante dois momentos da 4ª temporada? Não? Pois então vamos relembrar. (1) Em certa altura do episódio 4x10 "Someting Nice Back Home" - aquele em que Jack e Kate brigam e se separam -, Jack vai visitar Hurley na clínica e ouve o Dude dizendo que Charlie tinha uma mensagem para ele que era a seguinte: ''You're not supposed to raise him.'' Algo que numa tradução literal seria você não deve criá-lo, uma interpretação razoável para o contexto daquele episódio que falava da família que Jack falhou em manter e que nos levava a identificar o tal "him" como sendo Aaron. (2) No final da temporada passada, há uma cena na qual Kate escuta um barulho vindo do quarto de Aaron e ao chegar no local vê Claire ao lado da cama do menino e ouve a loira dizendo, "Don't bring him back, Kate! Don't you dare bring him back!" que numa tradução livre seria, "não o traga de volta, Kate! Não ouse trazê-lo de volta!", algo que mais uma vez nos fazia pensar no Aaron, correto?

    Pois é, mas o que Jensen sugere é que o "ele" em questão não é o Aaron. Para o colunista, nem Jack estava sendo persuadido a desistir de criar uma criança, nem Kate estava sendo avisada para manter Aaron longe da ilha. Na verdade, o que os dois personagens estariam ouvindo era um aviso de que não deveriam ressucitar um homem morte.

    Para Jensen, as duas frases estariam originalmente incompletas e deveriam ser assim:

    You're not supposed to raise him ... FROM THE DEAD. Don't you dare bring him back ... TO LIFE.

    Você não deve erguê-lo (outra tradução para raise) DENTRE OS MORTOS. Não ouse trazê-lo de volta... À VIDA.

    Loucura total essa teoria do Doc Jensen ou você acha que ela faz sentido? Se sim, repito a pergunta que ele mesmo fez em seu texto. A que personagem esses avisos estariam se referindo? Locke?

43 comentários:

André Cohen disse...

Meio maluca essa teoria,mas vamos la novamente pra frase mais cliche de todos os fãs da série: "Se tratando de Lost,não duvido de nada"

brieba disse...

com relação a voz no final do video do pierre chang... todo mundo aposta no faraday, mas eu nao consigo identificar como sendo dele... o timbre até lembra, mas o jeito de falar parece o miles. o q vcs acham?

brieba disse...

mais uma coisa. a rousseau tinha uma equipe com ela quando chegou na ilha, correto? um dos caras dessa equipe, chamado montand, perdeu o braço ali no black rock, segundo a propria rousseau. o pierre chang tb parece q perdeu o braço. será q são a mesma pessoa usando nomes diferentes? se for, a rousseau é/foi da dharma, entao?

Anônimo disse...

Interessante!!! É bem louca a teoria!
Mas ainda fico com Aaron como sendo o "ele" da história.

Marcio Heber disse...

Muito boa essa teoria hein?
Mas o "ele" também pode ser o Walt, não?
ADORO LOST! hehehe

hehe disse...

na minha opinião é o Dan

Fagner disse...

Jensen é um dos caras mais inteligentes ligados a análises a Lost

Essa idéia de ser o Locke o tal ele é muuuuuuuuuuuuuuuuito foda!!!!

Pouta que pariu

Fabio disse...

a voz no final do video me pareceu com a de daniel faraday, o q vcs acharam????

Carlos disse...

Davi, estas sugestões de capítulos devem ser assistidas na mesma sequência que você postou??

Digo isto pois primeiro você colocou 2 episódios da 4ªtemporada e depois 1 episódio da 3ªtemporada e depois voltam pra 4ªtemporada.

Anônimo disse...

Queria que o video estivesse traduzido (Com Legendas).. de que adianta "imaginar" de quem seja a voz sendo que não entendi nada do que foi dito ali.. =(

Juliana Teixeira disse...

Estou passada com a teoria do "ELE". Sempre achei que o "ele" da Claire não era mesmo o Aaron, mas nunca tinha pensado nisso de ressucitar um morto. É uma excelente teoria!

Eric.Hwarang disse...

Boa teoria!! E ainda digo mais! No final quem será o líder dos Outros será... JACK!!!
Acho que por isso o envolvimento de seu pai na trama da ilha!!!

Agora especulando alto: Acho que o final será um embate Jack Vs Locke (Além do óbvio Ben Vs Wildmore), quem decidirá o futuro da ilha!!!

Aßeunescado disse...

Revi as 4º temporadas a 1 semana atrás... direto!!!
muuito booom!

---

Dude, esperando resposta do e-mail

Thiago Crato disse...

A teoria tem fundamento. Pode ser isso mesmo...
Deixar todos pensando que seria o Aaron e no final das contas ser otra pessoa. É bem a cara de Lost.

Locke pode ter feito algo errado antes de sair da ilha, o que justificaria os avisos.

marcydab disse...

Na verdade sempre comentei que não acreditava que o "ele" fosse o Aaron.
Principalmentedepois que a Claire falou com a Kate algo como (não lembro direito): "não se atreva a traze-lo de volta"....

Isso, nunca me soou como se ela estivesse falando do Aaron, mas sim do Locke. Mas sempre me chamaram de doida por pensar assim...

Acho que o pessoal associou ao Aaron pq a Claire estava no quarto dele. Mas eu explicaria isso pelo fato dela ter uma forte ligação com o menino...

Play Linus disse...

Excelente Teoria!!!
Se for mesmo Locke,quais os motivos para não ressucitá-lo?Será que depois da saída dos Ocenic 6 Locke deixou de proteger "seu povo",ou quando se juntou aos "outros" ele passou a ser tirano com os losties?

E com relação a voz do vídeo,se for Faraday,que espetacular!!!

Linus disse...

Teoria,otima...bem pensada
SE for isso eu vou adorar...
vai ser muito muito muito muito Legal!!!!!!!

A Quinta Temporada,vai superar nossas expectativas,com certeza e agora estamos mais perto do que nunca...

Alexandre disse...

Boa teoria! Mas não sei se faz sentido especular isso agora, afinal não há subsídios pra tal debate. Saber se o ELE é o Locke ou não passa por saber quem o Ben diz que deve voltar a ilha (só os 6, ou ainda Lapidus, Desmond, etc).
Acho uma idolatria e uma precipitação achar que os produtores/roteiristas não podem errar ou cair em contradição. Ainda espero ver, além da estátua de quatro dedos, o cavalo de Kate, e ESPECIALMENTE, como e porque os números estão ligados ao azar de Hurley e do cara da Austrália. Além disso, como acontecem tantos encontros entre pessoas que estariam nos voo caído (por exemplo, o falso - ou não - vidente da Claire, que é da mesma família que o falso padre Mr. Eko foi investigar um caso de paranormalidade). Se isso não for citado, ficarei com a sensação de que várias pontas soltas foram jogadas nas primeiras temporadas e que agora está difícil encaixá-las.
Espero que meu comentário não seja proibido por levantar a possibilidade de críticas.
Alexandre
delega_cso@yahoo.com.br

Davi Garcia disse...

Alexandre, não entendi porque você achou que seu comentário não seria aprovado. Críticas à série são sempre bem vindas, desde que bem argumentadas como você fez.

Sua preocupação é válida e se por um lado eu acredito que alguns pequenos mistérios inevitavelmente ficarão sem um resposta específica, outros (os maiores) serão devidamente desvendados. Sobre o fato de tantas pessoas terem se cruzado ou terem ligação entre si, por exemplo, sinceramente não vejo muita necessidade de explicações. Basta pensar no mundo real. Coincidências existem e todo mundo tem uma história para contar com algo parecido. Os próprios produtores já comentaram sobre isso tempos atrás. Quando se conheceram, Carlton Cuse (que é mais velho) descobriu que ele e Damon Lindelof (mais novo que ele uns 20 anos +/-) tinham um amigo em comum. Daí o Cuse mostrou uma foto tirada num parque ao lado dessa pessoa. O curioso? No fundo da foto estava o próprio Lindelof, então garoto, com o pai numa fila no mesmo parque. Bizarro, não? Quando os vi contando essa história, assumi isso como uma declaração não oficial deles de que a série não vai explicar porque o personagem A interagiu no passado com o personagem B que por sua vez era ligado ao personagem C. E sinceramente não vejo necessidade de ver uma resposta didática para esses encontros, até porque se forem dá-la, inevitavelmente terão que explorar a ideia de que TUDO na série é uma conspiração muito combinada entre meia dúzia de pessoas, o que na minha opinião soaria bem estranho e desinteressante nesse aspecto.

Bom, como já escrevi demais, vou parando por aqui :p

Abraço!

Alexandre disse...

Olá Davi,
Fiz o comentário sobre não ser aprovado por segurança, há lugares em que você não disser "uau" "que maravilha" etc, não aprovam o comentário. Se comento, mesmo criticando, é obvio que adoro LOST, mas tem gente que não entende, mas não é o seu caso.
Quanto às coincidências, lembro dessa historia do Cuse e Lindelof num dos extras, e entendi que isso é possível. No entanto, no início da série aparece uma quantidade muito grande desses casos, e isso me pareceu na época um recurso dos roteiristas pra retomar essas pontas depois, e convenhamos, há muitos casos, mas do que a vida normal de qualquer um pode acontecer. No mesmo vovo estavam Claire, Jack, o Mr.Eko (contato com a Claire), sendo Claire e Jack irmãos, filhos do Christian Sheppard (enviado de Jacob), me desculpe, não me convence a coincidência. Também acredito que a tese de conspiração seria balela, se ela fosse embasada em corporações, executivos "montando" o cenário, mas trata-se de algo além disso, da Ilha, com suas propriedades, e aí uma conspiração "além do natural" pode fazer sentido. Mas tudo o que acontece com Hurley depois do prêmio e o que acontece com o cara da Austrália, com os mesmo números...será creditado somente à coincidência, sendo que os números aparecem como coordenadas referentes à ilha? No computador da estação Dharma. Se tudo isso aparecer como coincidência, sinceramente, ficarei muito desapontado, e ficarei com a sensação de que jogaram tantos dados no início que não conseguem lidar com eles agora.
Mas confio que na negociação do fim da série (as últimas três temporadas)foi apresentado um fim decente. Assim espero.
Abraço.
delega_Cso@yahoo.com.br

Davi Garcia disse...

Ah sim, Alexandre, concordo absolutamente que há certos mistérios que não podem ser creditados apenas à coincidências, e nisso sem dúvida incluo os números e tudo que está ligado a eles. Mas esse é um mistério, que se a memória não me trai, os produtores já disseram que só veremos sendo explicado na 6ª temporada, o que pra mim é perfeitamente aceitável. Agora, com relação ao fato de Jack e Claire estarem no mesmo avião sem saber com antecedência que eram/são irmãos, imagino que há uma resposta bem significativa e que ela está intimamente ligada ao papel de Christian Shephard na história toda, algo que à princípio deve ficar mais claro durante essa 5ª temporada.

Abraço!

zé das couves disse...

Sou capaz de apostar que a voz é do Faraday.

Anderson disse...

Quanto aos números com certeza eles explicarão... xD

P.M. disse...

Sério...
eu acredito nessa teoria

lucas disse...

É quase certo que a voz é de faraday. Concordo com o alexandre, e acho que sim, as coincidências serão explicadas, não uma por uma, mas de uma forma que mostre que não foi tudo acaso, algumas coisas até podem ter sido, como os encontros pouco antes do voo( estranho escrever voo e não vôo). Discordo de que "conspiração" seria ruim, pois como percebe-se os pais de muitos personagens tem ligações, Kwon, ben, widmore. Mas tudo necessariamente não precisa ser "conspiração", pode ser o próprio tempo corrigindo as coisas, como foi explicado através dos episódios de desmond, você pode alterar o "passado", mas o futuro dá um jeito de ajeitar as coisas, como já vimos através do famoso Charlie, you're gonna die!
Não discarto essa possibilidade. Enfim acredito que o que foi acaso, ficou claro quando aconteceu, mas as coincidências, creio, que devem ser explicadas.

lucas disse...

Ah esqueci, quanto ao cavalo e outras pessoas(não me refiro a Christian nem a Dave), visões ou objetos, devam estar relacionadas ao monstro de fumaça, pois vimos " o salmo 23" que ele captura ou tem as memórias das pessoas, pois memórias do Eko foram exibidos no lostzilla. É um chute.

Gabizinha Vidal -Santos -SP disse...

bom muito louca essa teroria mas pode fazer sentindo em se tratando de lost eu não duvido nada, mas vale lembrar q essa é uma teoria do jensen.

Carlos disse...

Davi, estas sugestões de capítulos devem ser assistidas na mesma sequência que você postou??

Digo isto pois primeiro você colocou 2 episódios da 4ªtemporada e depois 1 episódio da 3ªtemporada e depois voltam pra 4ªtemporada.

Guga disse...

Eu acho que é a voz do Faraday, mas o jeito de falar me lembro o do Miles.

Mas, de qualquer jeito, eu não vejo muita importância no vídeo, mas sim nos nomes do Pierre Chang, já que todos tem alguma coisa a ver com vela!

MoniQuinha disse...

Quanto a TEORIA, existem diferenças entre os verbos To Rise e To Raise.
To Raise, entre outros significados, é realmente "criar" uma criança, mas não se aplica ao ato de trazer alguem dos mortos. Nesse caso teria q ser usado o verbo To Rise, q significa (entre outros)elevar, levantar da tumba (ou coisa parecida)...

Cristiano Almeida disse...

Caraca, se a teoria sobre o "ele" está correta ou não, eu não sei, mas o Jensen está pensando da mesma forma como os produtores da série: da forma mais inusitada possível. As frases realmente fariam todo sentido se fossem voltadas ao Locke, tanto na gramática inglesa como na trama da série.

5uinto disse...

essa coisa sobre retornar o locke a vida, e a ideia de viagem no tempo me fez pensar em algo estranho, nao ta bem formulado, mas sera q o Jacob é o fantasma do locke que veio do futuro?

nunca acreditei na ideia do locke sendo o jacob, mas isso ficou meio complexo depois dessas frases do hurley e da claire

Audy disse...

Faraday. Pode crer que é o Faraday. Lembram-se na quarta temporada (agora que tá passando na Globo eu tô lembrando de certas coisinhas :D) que ele estava fazendo aqueles testes de radiação, pra tentar controlar o fenômeno que estava acontecendo com o Desmond e que depois ele conseguiu fazer acontecer com a Eloise, a rata dele? Pois então. E lembram-se que depois ele escreveu no diário dele: "Se algo der errado, Desmond Hume será a minha constante"? Isso nos leva a pensar que ele ia fazer os testes nele mesmo, e tendo o Desmond como constante, ele poderia controlar aquilo. Ou seja, ele poderia ter voltado no tempo e contado ao Chang sobre a internet, sobre o Bush e tudo o mais. Portanto, faz todo o sentido que seja o Faraday.

E, além do mais, a voz é igualzinha ¬¬

Anônimo disse...

Achei a teoria muito interessante...

Sendo que se voces repararem bem...

Foi um casal (Charlie e Claire)que deu uma mensagem para outro par (Jack e Kate), o mais interessante, é que se Claire está morta, indica que os mortos assim como Locke que levaram esse ecado para Jack e Kate...

Por: Felipe Luz (esqueçi da senha e fui no anonimo mesmo)xP

Acrisio Júnior disse...

Aposto que "ele" pode ser o Ben.
haha.

Eric.Hwarang disse...

Também creio que "ele" seja o Ben!!

Laís disse...

Uma dúvida... Esse vídeo já passou durante a série ou não?
Tb acredito ser a voz do Faraday!!

Obrigada!

Davi Garcia disse...

Oi Laís. Não, esse vídeo foi exibido somente na Comic Con do ano passsado.

Abraço.

Richard disse...

Também concordo que se pareça muito com Faraday.

E questiono: os capítulos devem ser assistidos na ordem postada? Ou em ordem de exibição?

Laís disse...

Obrigada Davi!
Mas o que seria essa Comic Con? Ela tem relação verdadeira com acontecimentos da série?
Mais um vez obrigada!
Bjos!

Davi Garcia disse...

Richard, não há uma regra para isso, mas crei oque seria mais interessante se você os visse na sequência cronológica mesmo ;)

Laís, desculpe por não ter explicado. A Comic Con é um congresso anual que reune basicamente gente ligada ao mundo das revistas em quadrinhos, mas que de uns anos para cá ganhou adesão do cinema e das séries. Nesse congresso, acontecem vários painéis e no de Lost (um dos mais concorridos inclusive) são exibidos esses vídeos que dão dicas sobre o que será visto na temporada seguinte, ainda que nunca os vejamos na série.

Abraço!

Laís disse...

Obrigada novamente Davi! Agora só estou aguardando o 5x00 pra dar uma relembrada, mas pelo jeito ainda não saiu né... =[

bjos!

Davi Garcia disse...

Pois é, Laís, esses episódios especiais de recapitulação geralmente sempre saem, mas parece que dessa vez deu algum problema.

Abraço!