31/01/2008

Find 815 - Chega ao fim a saga de Sam Thomas

A promessa foi cumprida. Poucas horas antes da exibição do episódio de estréia da quarta temporada, o ARG Find 815 chegou ao fim com uma descoberta até certo ponto prevísivel, mas não menos surpreendente. Comecemos pelo vídeo que introduziu a parte final desse último capítulo da saga de Sam Thomas.


Vídeo por Steff via blog Find 815

Nessa introdução, Ockham coordena a descida do veículo/sonda na coordenada que fora recebida e posteriormente passada por Sam Thomas ao longo dos acontecimentos anteriores. Talbot entra na sala com uma postura para lá de suspeita e depois de mandar que a operação prossiga apenas observa enquanto Ockham lembra a Sam que a bateria do equipamento tem autonomia de apenas meia hora e que ele não deveria desperdiça-la e aí começa o último jogo...



Sam precisa localizar o Black Rock mas tem pouco tempo para fazê-lo antes que a bateria do veículo/sonda termine. Há 10 pontos localizáveis no solo do oceano e um deles seria o navio. Pois é, eu disse seria porque se você for bem sucedido na busca o resultado será este:


Vídeo por Steff via blog Find 815

Ockham está impaciente e diz que aquilo é uma perda de tempo já que Sam parece não ter muito sucesso e quando o capitão do Christiane I finalmente decide mandar recolher o veículo/sonda, Sam localiza algo, a cauda do avião Oceanic! A seguir acompanhamos um noticiário que fala sobre a descoberta do vôo Oceanic 815 pelo Christiane I apontando que os destroços foram localizados próximos à Indonésia e vemos Talbot comentando que a missão do barco pelo menos serviu para trazer um ponto final para a dor dos familiares das vítimas do vôo. Sam observa meio que desconfiado das palavras de Talbot e o vídeo chega ao fim.

Surpreso? Eu fiquei, mas devo confessar que não tanto porque se paramos para analisar tudo o que o jogo nos apresentou não faria muito sentido que a busca de Sam terminasse unicamente com a localização do Black Rock , porque o objetivo do jogo desde sua primeira semana sempre foi tentar encontrar um encerramento para a dúvida que mais lhe atormentava, o destino final do vôo 815. Alguns podem até dizer que a resolução do ARG soa forçada, mas basta lembrar do argumento que surgira com a chegada de Naomi à ilha para refletir que essa possibilidade (encontrar os destroços do que seria o Vôo 815) existia. Seria essa a prova final de que o acidente aéreo que iniciou a série foi parte mesmo de uma grande conspiração? Pode ser que sim, sobretudo se considerarmos as pistas que o ARG nos deu tais como o fato do Maxwell Group ser ligado às Indústrias Widmore (de Charles Widmore, pais de Penny) e principalmente o fato de que fora esse grupo Maxwell que incitara em Sam o desejo de buscar a 'verdade' sobre o destino do vôo em que estava sua namorada Sonya. Vale lembrar que Oscar Talbot foi sempre uma figura de comportamento e ações duvidosas durante o ARG e que por trabalhar para o dono (Charles?) do diário que indicava as possíveis localizações do Black Rock, faria muito sentido presumir que o tempo todo ele atuara como um instrumento que ia coordenando pouco a pouco os esforços de Sam para que este enfim encontrasse no fundo do oceano, os destroços do que se supõe ser o Vôo Oceanic 815 e dessa forma atrair e posteriormente dissipar a atenção da mídia em cima de uma improvável busca pelo avião. Dessa forma, creio eu que o maior mistério que surge com esse final do Find 815 seja tentar imaginar quais seriam os interesses de Charles Widmore por trás de toda essa armação. Teria ele encontrado finalmente a localização da Ilha (será que ele está por trás da equipe de Naomi que chega à ilha nessa temporada?) e estaria assim buscando de todas as formas afastar possíveis curiosos àquele local engendrando um complexo jogo de mentiras e encenações? Bem, eu confesso que ainda não tenho uma idéia clara sobre isso, mas fica a certeza de que o Find 815 cumpriu muitíssimo bem o papel de abrir com chave de ouro o que promete ser um novo capítulo sensacional na história de Lost.

Por Davi Garcia

Viagens no tempo, universos paralelos... Será que isso explicará Lost?

Só para não deixar ninguém esquecer... É HOJE galera ! \o/

Bem, como alguns de vocês já devem saber, recentemente a rede ABC firmou um contrato com a Marvel e desde então surgiram pequenas referências a Lost e principalmente ao ARG Find 815 nas revistas em quadrinhos da editora como mostram essas imagens.


Uma nave espacial chamada Christiane I !


Propaganda do site do ARG Find 815 no pára-choques do taxi



O misterioso e já amplamente discutido "6" visto em trailers

Interessane, não? Bom, navegando pelo site DocArzt me deparei com o quadrinho que apareceu na edição 553 do Quanterto Fantástico e que embora não faça nenhuma referência direta a Lost, pode ter tudo a ver com o que já vimos e com o que poderemos experimentar dentro da trama que se desenha para a temporada que começa hoje. A imagem é um quadro bem didático que explicaria dentro de uma linguagem puramente ficcional obviamente, que impactos existiriam se fosse realmente possível viajar no tempo. Bem, confiram a imagem abaixo e depois a tradução do que ela diz:

(Clique na imagem para ampliá-la)


Lendo da esquerda para a direita e de cima para baixo , temos a seguinte tradução:

Nos primórdios das viagens no tempo, acreditávamos que as dinâmicas do tempo poderiam ser relativamente simples.

O tempo como conhecíamos, era como um rio, fluindo em um ritmo fixo na direção de uma entropia aumentada. Somos passageiros de um barco nesse rio, movendo-nos inexoravelmente em sincronia com a água.

Contudo uma máquina (ou diríamos anomalia?) do tempo permite que o barco e seus passageiros saiam da água e viajem livremente contra ou a favor da correnteza, ou em outras palavras, para o "passado"ou para o "futuro."

Isso não chega nem perto de ser uma tecnologia recomendável de se usar como alguns poderiam imaginar.

Os primeiros viajantes do tempo descobriram rapidamente que mudar o passado simplesmente cria uma linha do tempo divergente, um novo universo com uma história diferente daquela que lembram, deixando a linha do tempo original sem modificações.

Portanto, para responder à velha questão filosófica: Sim, você pode voltar no tempo antes de nascer e matar o seu avô.

Mas independente do seu ponto de vista, isso simplesmente não importa, você ainda continuará vivo e o seu avô morto.

Esse aparente paradoxo é conhecido como a "Terceira Lei do tempo de Kang", ou mais coloquialmente como "a conservação da casualidade."

Dessa forma, simplesmente voltar ao passado para mudar o futuro seria inútil.

*-*-*-*-*

Humm... Mas e aí, você acha que existe ou não uma ponta de possibilidade nisso para explicar o que a trama da série tende a explorar? E mais, você acredita que os roteiristas da série apostem suas fichas nesse lance de viagem no tempo e universos paralelos agora que a série entra definitivamente no caminho de explorar o futuro ?

Créditos das imagens para Sindol através do site DocArzt.com

Por Davi Garcia

Find 815 - A caça às pistas do Capítulo 5

Falta pouco para descobrirmos qual será o destino de Sam Thomas no ARG Find 815. Na penúltima atualização do jogo pudemos assistir um vídeo no qual Sam no que parece ser uma alucinação, chama por Sonya do lado de fora do barco e ouve o capitão Ockham dizendo a ele que o mar devia estar lhe causando visões. Confiram.




Depois desse vídeo, entramos definitivamente na caça às pistas, aquela parte que cada capítulo trouxe na qual tinhamos que identificar em um determinado cenário, objetos que fazem referência à temporadas anteriores. Os desse capítulo 5 foram os seguintes (com créditos das imagens para Charlie08 do blog Find815) :


Da 1ª temporada o tabuleiro de Gamão usado por Locke e Walt


Da 2ª temporada a famosa estátua do pé de 4 dedos



Da 3ª temporada, o lampião visto na cabana de Jacob


E para finalizar, essa caixa com a inscrição "Propriedade da Faculdade Queens - Departamento de Física". Com as 4 dicas encontradas, é necessário ir até o site parceiro do Find815 e jogar um jogo cujo objetivo é desviar o barco Christiane I das áreas turbulentas. Feito isso obtém-se a senha "Southfields" que dá acesso a mais um vídeo diário de Sam que você confere abaixo:




No vídeo vemos um empolgado Sam dizendo que eles finalmente localizaram o Black Rock e que só precisavam aguardar a maré se acalmar para baixar o submarino. Thomas também lembra do aniversário de 8 anos em que conheceu Sonya na ilha Tanna localizada no Pacífico e com o final do vídeo termina o progresso desse penúltimo dia de jogo.

O curioso no entanto, é que como já ocorrera em outras situações, este vídeo também trouxe imagens misturadas durante sua execução. Graças ao jogador José no Find815, que reuniu os fragmentos dessas imagens e os reuniu, dá para ver que é Talbot quem aparece, vejam:



Mas por que será que tantas interferências ocorrem durante esses vídeos do Sam, hein? Bom, vi um palpite bem interessante de um jogador chamado Adam, que disse o seguinte: "Parece que o Talbot está enviando uma mensagem de vídeo na cabine próxima, e talvez por causa dos efeitos do eletromagnetismo as transmissões se misturem." Boa hipótese, não?

E para fechar (por enquanto), fiquem com os flagrantes de um furgão que está circulando por Los Angeles fazendo propaganda da Oceanic Airlines (créditos ao The ODI) .





Por Davi Garcia

30/01/2008

Dudecast 4ª Edição

Saiu galera! A 4ª edição do "Dudecast" está disponível para download e com uma novidade que tem tudo a ver com o layout do blog! Quer descobrir? Baixe e ouça! ;)

Nessa edição, explicaremos como será a dinâmica do Dude na cobertura da quarta temporada, falaremos um pouco das nossas expectativas sobre o que vem pela frente (sem spoilers), sobre o Find 815 e outras coisinhas!

Ouça e aproveite para também falar sobre as suas expectativas aqui nos comentários do post!

E o Dudecast agora tem dia certo! Acesse o blog aos sábados e saiba tudo o que rolou no episódio da semana!

Baixe o DUDECAST AQUI!

(Caso o arquivo abra direto no player do seu pc, use o botão direito do mouse e escolha "salvar destino como")

Também disponibilizaremos o Dudecast para download no SENDSPACE (o link fica lá no final da página, onde a setinha está apontando). Caso tenha alguma difilculdade para baixar, deixe uma mensagem!


Passe de Ouro da Oceanic. Quer um ?

Lembra que no final da 3ª temporada Jack mencionara a Kate que todas as 6ª feiras ele embarcava em um vôo da Oceanic indo para destinos variados e que fazia isso usando um passe de Ouro que a Companhia havia lhe dado? Pois bem, hoje foi divulgado um anúncio de imprensa bastante curioso no ABCMediaNet com os seguintes dizeres:

A OCEANIC AIRLINES ANUNCIARÁ COMO OBTER UM PASSE DE OURO DURANTE A ESTRÉIA DA SÉRIE "ELI STONE" NA REDE ABC

Com muita satisfação a Oceanic Airlines anunciará quais serão suas chances de obter um passe de ouro. O passe de ouro é verdadeiramente a aventura de uma vida, permitindo a você que voe para qualquer lugar do mundo, na hora que você quiser, e quantas vezes quiser.

Para mais informações sobre como obter o passe de ouro, assista a estréia da série "Eli Stone" na ABC nesta 5ª feira 31 de janeiro às 22h.

Sobre a Oceanic Airlines - Levando você a lugares que você nunca imaginou

Oceanic Airlines é uma grande companhia aérea e oferece o mais alto nível de serviço para vôos internacionais e domésticos. Seus destinos incluem Los Angeles, Londres, Sydney e a Coréia do Sul.

Contato da Oceanic Airlines
Georgia Cavanagh (818) 460-5520

*-*-*-*-*

E aí, tá afim de um passe desses? Bem, confesso que não sei qual é a jogada desse argumento para divulgar a 4ª temporada da série, mas estou muito curioso para descobrir, e como creio que você também ficará, não deixe de conferir o Dude na madrugada de 5ª para 6ª feira para saber do que se trata ;)

Por Davi Garcia

Sinopse completa do ep. 4x02 "Confirmed Dead

Não deu nem tempo de respirar depois de ler a sinopse do episódio de estréia da 4ª temporada e a descrição do que acontece no 2º episódio também vazou. Vale o aviso de sempre, se não quiser ter as surpresas estragadas, fuja deste post.

.
.
.
.

A curiosidade é mais forte? Então selecione o texto abaixo com o mouse ;)

Cena 1

Vemos mergulhadores a 1,5 km e meio abaixo da superfície observando através de câmeras fixadas em suas cabeças... procurando "a coordenada que nosso informante nos deu". Eles encontram o que parece ser bagagem no solo... e então o avião do vôo Oceanic 815! Corta para o noticiário - eles estavam procurando barcos naufragados no oceano índico perto da costa de Bali. Daniel (Faraday) acompanha o noticiário contendo as lágrimas e tremendo. Sua esposa então o pergunta por que ele está tão chateado por conta do noticiário e ele diz, "Eu não sei."

Corta para sua última 'carona' no helicóptero. Está chovendo muito e tudo balança. Há uma grande confusão no helicóptero e todos precisam pular. Miles diz, "você primeiro" para Daniel e o empurra para fora. Ele atinge o solo com força e ao levantar ouve pessoas vindo em sua direção, coloca a arma na parte de trás de seu equipamento e então Jack e Kate aparecem e se apresentam.

Daniel, Jack e Kate caminham. Ele é bem estranho, fala como um maluco. Eles o perguntam quantos existem na equipe dele e onde estão. Ele diz quatro... fala rapidamente e de forma nervosa e diz "se eu tivesse um telefone conseguiria localizá-los." Kate então diz, "Nós temos um telefone..."

Ele liga para George e este pergunta o que aconteceu pois o rádio do helicóptero ficou mudo e Daniel diz que não sabe... "houve uma tempestade elétrica" tudo apagou e ele pulou. Ele então diz que está com alguns dos sobreviventes e George pergunta se ele está no viva voz e Daniel se desculpa por isso. Kate diz a Jack para não se preocupar porque Naomi cobriu os rastros deles. "Você tem certeza?"Jack pergunta com a cabeça olhando em direção à arma que fica exposta à medida em que Daniel se afasta para falar ao telefone. Daniel retorna dizendo a eles que o navio está sem comunicação mas que cada um deles tem transponders que vão sinalizar ao navio onde eles estão e então o navio enviará um sinal de volta para cada telefone via satélite para que eles possam se 'enxergar'. Em seguida ele pergunta onde está o resto dos sobreviventes...

Corta para Locke observando a chuva. Hurley diz que é uma monção e pergunta o que Locke está fazendo. Locke então diz que ela vai parar e 1 segundo depois ela pára. Locke lidera o grupo para o leste, Sawyer pergunta por que estavam indo por aquele caminho argumentando que a vila fica ao sul e Locke limita-se a dizer que eles tem que fazer um caminho diferente para a vila. Nesse momento Hurley diz... 'é pelo outro lado' e Locke de maneira muito estranha diz, "O que você disse Hugo?!" A câmera foca-se em Locke e então na reação de Ben. Sentindo que o clima ficara estranho, Hurley diz, 'a parte frontal do avião fica para lá'. Sawyer então pergunta a Locke por que eles estão perdendo tempo indo naquela direção e de quem ele recebeu aquelas instruções e Locke responde, "Walt".

Corta para Sayid observando o mar. Juliet se aproxima dele e Sayid pergunta a ela por que Ben diria que as pessoas que estão vindo iriam matá-los. Juliet fala que ele disse isso porque é um mentiroso. Há uma pausa e então ela completa falando que ele pode ter dito isso porque eles realmente tentarão matar todos e ela então pergunta quantas armas ele ainda tem.

Corta para Daniel, Jack e Kate. Eles observam uma caixa de metal. Kate pergunta se aquilo era do helicóptero dele e Daniel murmura, "humm, sim sim, isso é do nosso helicóptero... nós o jogamos fora para diminuir o peso" e Jack puxa o que parece ser uma máscara de gás e pergunta para que ela serve. Nervoso, Daniel olha ao redor e diz que ele não era o responsável pelos equipamentos. Kate e Jack se olham e Jack pergunta por que ele trouxe uma arma. Nervoso, Daniel responde dizendo que era por precaução. "Precaução contra o que?" pergunta Jack e então Daniel responde com o que já havíamos visto nos trailers, dizendo que resgatá-los não era a missão prioritária deles. Jack pergunta qual é essa missão e então o telefone emite um som. Eles acabram de pegar a localização de Miles.

Corta para Locke, Sawyer e Hurley caminhando. Sawyer pergunta (a Locke) sobre o que ele quis dizer quando falou que "viu um Walt mais alto." Locke então fala que Walt lhe disse que ele tinha "um trabalho a fazer... que ele tinha que impedir Naomi de trazer o resto de seu pessoal." Sawyer questiona por que ele não fez nenhuma pergunta a ela e ele diz que foi por causa de Ben ter atirado nele e pelo fato de Walt tê-lo salvo. Há uma breve discussão e então ele levanta a blusa para mostrar o ferimento, dizendo que a bala atravessou seu corpo e que ele teve sorte de só ter um rim pois do contrário estaria morto. (Será que Ben propositalmente atirou nele sabendo disso?!)

Corta para Jack, Kate e Daniel procurando por Miles...

Eles vêem alguém inconsciente. Jack se aproxima dessa pessoa e ele pula apontando a arma para Jack. Daniel o implora que páre dizendo que eles estão ali para ajudar. Na confusão, Kate tenta pegar a arma de Daniel mas Miles percebe e diz para ela se afastar. Miles pergunta a Kate onde Naomi está... "Você sabe, a mulher que você matou. Onde ela está? Daniel intervém dizendo que ela não sabe e Kate diz o mesmo.

Flashback de Miles.

Ele está dirigindo rumo a uma casa enquanto ouve o rádio. A pessoa no rádio diz que aquele era o "pior cenário possível" e que uma missão de resgate era bastante improvável por causa da profundidade na qual o avião estava e acrescenta que "todos os 324 passageiros estão confirmados como mortos." Ele pega uma maletinha e chega à porta que é aberta por uma senhora negra que ele chama de Gardner. Ele se apresenta como Miles Strom, lembrando-a que eles haviam conversado (ao telefone) antes e ela o deixa entrar. Há uma foto de uma criança negra perto da porta que lembra o jovem Eko ou alguém de importância que vimos antes porque eles fazem questão de mostrar a foto. "Que quarto é esse?", pergunta Miles. Ela aponta que é o de cima. Ele pega algumas coisas e então diz, "não importa o que você ouça, não suba" e então diz que ele está cobrando US$200 em vez de US$100 explicando que o aumento ocorreu porque ele descobriu através da polícia que seu neto era um assassino.

Ele entra no quarto, arma alguns dispositivos realmente bem esquisitos. Essa parte é realmente bem estranha; Ele olha ao redor do quarto e começa a conversar com um fantasma!!! Não ouvimos o fantasma, apenas o que Miles fala. Este diz que ele não está fazendo nenhum bem à sua avó permancendo ali porque isso está lhe causando sofrimento. A seguir ele diz que quer descer e dizer àquela senhora que ele havia partido, mas que antes disso ele tinha que lhe mostrar onde uma determinada coisa estava. Então ouve-se um barulho e ele abre um compartimento secreto que tem um monte de dinheiro e um pouco de heroína. Ele pega o dinheiro, desliga o equipamento e diz ao fantasma que ele "pode ir agora". Miles desce e diz à senhora que o trabalho funcionou e que "ele está em paz agora."

De volta à Ilha, Miles percebe que Naomi usou o código que tinha para situações em que fosse mantida refém ou para quando algo estivesse errado, porque ele diz que ELA NÃO TINHA IRMÃ. Jack diz que eles não a mataram e Kate diz que foi Locke quem a matou. Miles exige ser levado até o corpo dela e Kate diz que mesmo que eles o levassem até lá, ele não saberia como ela morreu e ele grita, "EU SABERIA!"

Corta para Locke e para o grupo que o segue. Ben diz a Alex que tem uma coisa que ele precisa contar a ela mas Karl diz, "cale-se Sr. Linus". Ben, de forma bem irônica diz, "se você vai dormir com a minha filha, pelo menos me chame de Ben." Carl pega uma arma mas Sawyer o acalma falando para ele ir caminhar. Ben pergunta a Sawyer por que ele deixou Kate para trás e Sawyer diz, "você está perdendo seu tempo Yoda." Ben então diz que ele não tem qualquer perspectiva voltando para casa, pois lá ele é apenas um perdedor e Jack é um médico. Sawyer o esmurra e ameaça matá-lo mas Locke argumenta que ele não deve executá-lo especialmente na frente da filha dele porque ele tem informações que eles precisam. Sawyer diz, "é só questão de tempo até ele nos pegar... e eu aposto que ele já descobriu como vai fazer isso."

Corta para Miles CONVERSANDO COM O CORPO MORTO DE NAOMI. Não a ouvimos falando (aliás, será que Miles também será capaz de falar com Jacob?!) Kate olha para ele de forma estranha e pergunta para Jack, "o que ele está fazendo?!" Daniel (um físico evidentemente) lembra que a luz é estranha na ilha porque ela não "deflete da forma correta." Kate pede a Daniel que afaste sua arma. Jack se aproxima e diz a ela para deixar as coisas rolarem porque ela está perdendo tempo. Miles retorna e diz que eles realmente não a mataram, e que tudo aconteceu exatamente como eles haviam contado. Então eles obtém a localização sobre o 3º membro do grupo deles e diz que eles precisam chegar até ela. Jack exige que eles abaixem as armas e Miles grita, "O que? Por que eu deveria fazer isso?" e Jack diz, "porque você tem armas apontadas para a sua cabeça já que o meu pessoal está na floresta". Nesse momento Miles pergunta a Jack o quão estúpido ele pensa que ele é e... BANG BANG BANG, tiros atingem o solo. Juliet e Sayid surgem da floresta e os dois novatos se rendem.

Medenine, Tunisia

Mulher loira com um cabelo curto pega um jornal informando que o avião do vôo 815 foi recuperado. Uma amiga dela pergunta, "Em quantas línguas você precisa ler isso para acreditar?" e ela retruca brincando, "quantas línguas existem?!" Elas então vão para um local de escavações onde há ossos de um urso polar (no meio do deserto!). Depois de algumas escavações nos arredores a loira encontra um colar que tem uma marca Dharma e sorri.

Corta para a cena em que ela está enrolada em seu pára-quedas, presa a uma árvore. Ela cai na água, olha para cima sorrindo e então Locke a encontra.

Corta para uma cena em que Sayid está caminhando com Daniel e Miles. Sayid faz algumas perguntas, mais notadamente do por que eles não estavam ali para resgatá-los e por que mesmo com todos pensando que eles estavam mortos, eles não se surpreenderam ao vê-los vivos. Miles sarcasticamente se vira e diz, "Wow, vocês estavam no Vôo Oceanic 815 e não estão mortos, Wow!"

Locke e o resto do pessoal conversam com a garota loira que faz uma série de perguntas; Quantos vocês são? (Hurley responde e quando menciona o pessoal da parte traseira do avião, Locke o interrompe) Esse é seu bebê (apontando para Aaron)? Você o teve aqui? Quando Claire diz que sim, ela diz que isso é INCRíVEL (parece que ela conhece a Ilha).

Ela diz que tem um milhão de perguntas mas que pode esperar para fazê-las quando voltarem para o navio.

Locke também faz algumas perguntas: Quantos há na sua equipe? (mesma resposta dada por Daniel a Jack, "quatro incluindo eu") Onde está o seu helicóptero ? "Não sei, tive que saltar antes do piloto aterrisá-lo. Estava tudo muito caótico!" e Locke diz que eles não estão interessados em serem encontrados.

De volta à equipe de Sayid e Jack.

Ela (Charlotte) está se movendo rapidamente... parece que ela está correndo, mas de repente Vincent surge com o transponder preso em seu corpo, e Jack diz, "Locke a pegou."

Flashback de Frank Lapidus

Ele assiste à cobertura jornalística do acidente que mostra imagens do fundo do oceano. Eles (Oceanic) disponibilizaram um telefone para que membros da família pudessem ligar para identificar-se. Eles tem a confirmação de que um dos corpos é do piloto (cuja foto eles mostram na tela). Enquanto mostram seu cadáver, Charles(?) olha bem de perto e entra em pânico. Ele liga para o número fornecido e pede para falar com um supervisor dizendo que aquele não é o piloto. Eles dizem que é sim o piloto e que eles tem certeza disso. Ele no entanto diz que eles estão enganados porque ele (o piloto) sempre usava sua aliança e não a tem agora no dedo... PORQUE ELE DEVERIA SER O PILOTO DAQUELE VÔO, e completa dizendo que o piloto que morreu o substituiu.

Corta para Frank na Ilha. Ele está ferido e cai. Ele olha para cima e vê aquela vaca que apareceu nos trailers. Seu telefone está sem sinal e ele acende um sinalizador.

A equipe de Locke vê o fogo. Charlotte está empolgada e sugere que eles se dirijam em rumo a ele porque aquilo era o sinal de alguém de sua equipe. Locke diz que não mas Claire e Sawyer se opõe e Locke diz aquilo que já havíamos visto nos trailers, "Seja lá pelo que eles vieram, não vieram por nós." Charlotte diz que está indo e que não precisa de permissão. No meio da discussão acontece um disparo. Ben pegou uma arma e atirou em Charlotte. Locke verifica se ela morreu, mas não, ela tem um colete à prova de balas.

Em seguida voltamos a ver Jack, Kate, Sayid, Miles, Daniel e Frank que diz a eles onde o helicóptero está.

Flashback de Naomi! Ela conversa com o mesmo homem negro assustador (Matthew Abbadon) que visitara o Hurley no episódio 4x01

"Então esse é o time," e ela diz que eles são as pessoas erradas para essa missão. "Eles não tem experiência militar ou de campo", completa ela. Ela diz que eles seriam um desatre sem proteção. "Você é a proteção deles", pontua Abbadon. Ela retruca dizendo, "operações secretas em territórios instáveis trazem
alto risco." Em seguida ela descreve o time um por um, classificando Daniel como um "louco", Miles como "caça-fantasmas", Charlotte como uma antropóloga e Frank como um bêbado. Naomi pergunta o que eles deveriam fazer se encontrassem algum sobrevivente do acidente, e Abbadon diz que não havia nenhum. Ela diz que sabe disso mas pergunta, "e se tiver?" Ele então ergue a voz e diz que não há nenhum e a manda não fazer perguntas e limitar-se apenas a fazer o que foi mandada. Abbadon lhe diz que cada um dos quatro tem um objetivo específico na missão e que "tudo depende dela" colocá-los dentro (da ilha) e tirá-los de lá evitando que alguém seja morto, e por fim trazê-los de volta. Ele então pergunta se ela pode fazer isso ao que ela responde afirmativamente. E aí voltamos para a cena em que a mostra morta na Ilha...

Sayid diz que o helicóptero ainda está funcionando. Miles faz uma ligação pedindo para falar com Newcastle (Jack deu o telefone para ele porque ele prometera lhes contar qual era sua missão). Newcasttle não está disponível. Miles não quer levar o corpo de Naomi, estranhamente dizendo, "não é por causa dela, sou eu..."

Frank conversa com Juliet, ele descobre que ela não estava no avião. Há uma grande comoção e Miles finalmente revela que a missão deles é encontrar BEN !!! Esse era o real motivo de sua vinda. Miles então grita "Onde ele está?!"

De volta ao grupo de Locke. Eles estão a ponto de matar Ben que diz a eles que não podem fazer isso porque ele tem informação e que ele precisa e tem respostas. Locke então pergunta sobre o monstro de fumaça. Ben diz que não sabe, mas em seguida fala o nome completo de Charlotte, sua data de nascimento, onde ela estudou, onde foi criada e quem a criou e completa dizendo o nome do restante da equipe dela. Eles são uma ameaça, diz ele. Ele sabe o que eles querem. ELE. Locke pergunta como ele sabe disso e ele diz que ele tem um espião no navio deles!

FIM

Fonte: Lost-Forum via Lost Spoilers

E aí, surpreso(a), chocado(a)? Bom, só de ler já fiquei mais do que animado, por isso tenho certeza que assistir será ainda mais empolgante. Alguém duvida?

Tradução por Davi Garcia

Sinopse do 4x01 "The Beginning of the End" - Parte 2

ATENÇÃO !!!! Você não leu errado, o que vem a seguir é a descrição completa da 2ª parte da sinopse/resumo do 1º episódio da 4ª temporada, portanto fuja se não quiser saber de absolutamente tudo (ou quase) antes da hora.

.
.
.
.

Para ler o texto, selecione com o mouse ;)

10. Hurley está em uma mesa de piquenique do lado de fora da clínica psiquiátrica. Charlie vai em direção à mesa e se senta. Hurley diz que o tem visto. Quando ele o viu na loja de conveniência soube que não podia estar certo, porque sabia que ele está morto.Charlie diz que sabe e Hurley age de forma descontrolada por ainda dar continuidade à conversa. Charlie diz que os outros precisam dele. Hurley fecha os olhos começando a contar esperando que ele desapareça e Charlie grita, "Eles precisam de você Hugo." E então Hurley abre os olhos e Charlie não está mais lá.

11. Locke ainda está tentando se defender e Jack o lembra que ele acabou de matar Naomi. Ben intervém dizendo que ela ainda não está realmente morta.De repente, vindo do nada, Kate ressurge dizendo que sim, ele a matou. "Ela está morta. Ela acabou de morrer. Ela não desistiu, John. Ela consertou o que você tentou destruir," e devolve o telefone via satélite para Jack. Locke diz que vai para a vila dos Outros porque isso é tudo o que ele pode pensar agora e diz que qualquer um é bem-vindo (para acompanhá-lo). Ele diz que aquelas pessoas não estão vindo para resgatá-los, que eles querem alguma outra coisa e que é melhor estar bem longe deles quando eles chegarem.

12. Bernard diz a Rose que entende se ela quiser ir com Locke porque sabe que ela quer permanecer na Ilha. Rose, uma das pessoas que parecia melhor entender Locke, diz, "Não vou a lugar nenhum com esse homem."

13. Jack diz que ninguém vai com Locke. Hurley o interrompe dando um emocionante testemunho sobre Charlie e sobre a mensagem de que aquele não é o barco da Penny reforçando que vai ouvir seu amigo. Jack não pôde argumentar contra o que Hurley disse e este se junta a Locke.

Há um momento de silêncio e Claire, com Aaron nos braços, se junta a eles.

Sawyer dá mais um sinal de individualismo e começa a se afastar e Kate o interpela. Nesse mesmo momento, Rousseau, Alex e Karl se afastam em direção a algum destino secreto. Ainda amarrado, Ben pergunta a Jack se ele pode ir com Locke e este concorda. O restante do grupo fica com Jack.

14. De volta ao futuro, Hurley está jogando basquete na quadra da clinica quando Jack aparece. Jack o pergunta como ele está e Hurley responde indagando se ele veio conferir se ele está louco e falando demais. Jack ri e diz , "é, mais ou menos isso. Na verdade vi você no noticiário" Os dois começam a jogar e Jack diz brincando que está pensando em deixar a barba crescer. (Uma indicação de que esses eventos acontecem antes daqueles vistos no final da 3ª temporada) Hurley diz que ele ficaria esquisito de barba. Jack tem uma sensação estranha e pára de jogar. Jack diz que precisa ir para tratar de um paciente. À medida em que se afasta, Hurley diz, "Desculpe por eu ter ido com Locke. Eu deveria ter ficado com você." Jack fica chocado e Hurley continua dizendo que eles precisam voltar. Jack fica chateado e diz que eles nunca vão voltar. Hurley diz, "Nunca diga nunca, dude."

15. O grupo de Jack permanece junto aos destroços da parte dianteira do avião. Jack se afasta sozinho e Kate se junta a ele. Os dois começam a conversar e lembram que não fazia muito tempo, eles estavam ali com Charlie. Eles parecem tristes até escutarem um barulho que identificam como sendo um helicóptero. Vemos um feixe de luz vermelho no céu e Jack e Kate correm pela floresta para localizar a pessoa que acabara de pular de pára-quedas. Eles encontram um homem barbudo que diz, "Você é o Jack?"

FIM



Essa foi a 2ª e última parte da sinopse divulgada pelo blog Lost Spoilers.

Tradução por Davi Garcia e Juliana Ramanzini

Find 815 - E-mails, mensagens e previsão do tempo...

Na segunda parte do 5º e último capítulo da saga de Sam Thomas, o protagonista do jogo recebeu e enviou e-mails, ouviu uma mensagem recebida no voicemail do celular e fez uma rápida pesquisa sobre a previsão do tempo na área da fossa de Sunda, então vamos a descrição de cada um deles.

A primeira atualização foi a mensagem recebida no telefone.



Oi, é a Tracey. Não sei se você vai pegar essa mensagem mas queria checar que você está bem.

Você não tem me soado muito bem. Digo, você está no meio do nada e sozinho, e eu sei que o aniversário de vocês está chegando. E... Só para você saber que estou aqui para apoiá-lo. Você tem pessoas aqui que se importam com você.

Não precisa ligar de volta. É só para você saber que não está sozinho. Ok... Tchau.

E depois os e-mails e suas respectivas traduções...

Primeiro com esse que faz referência à uma proposta formal de emprego feita pela Austral Air à Thomas.



Sr. Thomas

Com referência ao seu e-mail anterior enviado para nós perguntando sobre oportunidades em nossa companhia aérea. Uma vaga surgiu e acreditamos que você possa se encaixar nela. Você estaria interessado em vir ao nosso escritório em Sydney para uma entrevista? Aguardamos uma resposta sua. Atenciosamente, Isaac Chapman Recursos Humanos Austral Air

O outro e-mail recebido por Sam é bastante misterioso pois traz apenas a sequência numérica 411151057. Bem, misterioso mas nem tanto, pois no blog Find815 o jogador Webb descobriu que a sequência é na verdade oriunda da codificação Leet, técnica que consiste em atribuir números no lugar de letras com as quais se parecem. Dessa forma, a sequência seria lida como 411 15 1057 que traduzindo no código Leet significa "All Is Lost" (Tudo está perdido)!



E finalmente os 2 e-mails enviados por Sam. Primeiro sua resposta à oferta de emprego na Austral Air...



Sr. Chapman Obrigado por seu e-mail. Fiquei lisonjeado por ter sido considerado para uma vaga na Austral Air mas surgiram algumas coisas recentemente e não sei quando estarei de volta a Sydney. Além disso, não sei se estou preparado para voltar a trabalhar para uma companhia aérea no momento. Peço desculpas se isso causar qualquer inconveniência a você. Não era minha intenção. Desejo a você e à sua companhia tudo de melhor. Atenciosamente, Sam Thomas



E aqui a resposta de Sam à mensagem deixada no voicemail por Tracey.

Oi Tracey Recebi seu recado. Desculpe por ficar tanto tempo sem entrar em contato com você. Aconteceu uma coisa aqui agora. Não sei o que vai acontecer, mas estou com um mau pressentimento. Vamos ver. Obrigado por ter ligado .

Sam.

E por último a pesquisa de Sam...



... que indica uma previsão do tempo com mar bastante agitado e possibilidade de chuva para a área nas próximas 24 horas.

E assim encerrou-se a 2ª parte do capítulo 5 do ARG. Será que o Christiane I terá algum destino trágico? Bom, certamente ficaremos de olho e você também, né?

Por Davi Garcia

29/01/2008

Pequenos rumores da quarta temporada na revista Demi

A revista finlandesa Demi publicou alguns pequenos Spoilers da quarta temporada, lembrando que são Rumores, nada confirmado ainda.




10 Segredos Da Ilha

1. A Quarta temporada começa com uma promessa de resgate assim que Jack contacta o barco dos amigos da Naomi.

2. Antes de Morrer Charlie avisa que as pessoas do barco da Naomi não são o resgate.
Os sobreviventes se dividem em 2 grupos, Jack liderando os que acreditam no resgate e Locke liderando o grupo que duvida.

3. Começaremos a ver um clima entre o casal Jack e Kate. E veremos as vidas do casal no futuro.

4. Michael aparece, mesmo quando achamos que ele havia ido embora.

5. Rusell, um novo personagem que é matemático aparece na ilha.

6. Uma das tramas dessa nova temporada acontece totalmente fora da ilha.

7. As mulheres da ilha ganham uma nova concorrência quando a bela Charlotte aparece.

8. Nós descobriremos se Kate está ou não grávida. E além do Jack, Kate tem também um outro interesse amoroso na ilha.

9. A relação entre Jack e Juliet dá uma esfriada e Jack descobre se é ou não irmão da Claire.

10. 48 novos episódios serão produzidos até o final de 2010.


Tradução por Fernanda Reple
Fonte: demi.fi

Via Domus: Desvende os Mistérios da Ilha e Ganhe Pontos

Lost: Via Domus ainda nem chegou nas prateleiras, mas já sabemos o quanto vale a solução de muitos dos mistérios do jogo. São 31 objetivos a serem conquistados. Veja a tabela:

(clique para ampliar)

Segundo a Ubisoft, no total são 1010 pontos a serem conquistados!

Não deixe de participar do nosso fórum de discussão sobre o game no Orkut.

Juliana Ramanzini

Fonte: Via Domus e IGN

Find 815 - Começa o 5º e último capítulo do ARG

Impedido de me dedicar diariamente ao jogo como ele merece, nas duas últimas semanas não fiz a cobertura dos acontecimentos dos capítulos 3 e 4 do ARG Find 815, mas como agora a poeira baixou e o tempo voltou a torna-se meu aliado, voltarei a acompanhar de perto tudo o que acontecerá nessa semana marcante que dará conclusão ao jogo, e claro, trará a aguardadíssima estréia da 4ª temporada, portanto sem muitos rodeios abaixo você confere um vídeo que faz uma recapitulação de tudo o que aconteceu até aqui na jornada de Sam Thomas a bordo do barco Christiane I em busca do paradeiro de sua namorada Sonya, aeromoça que estava no vôo Oceanic 815.



Voltou para o clima do jogo? Pois então vamos aos acontecimentos do início desse 5º e último capítulo que começou com o seguinte vídeo:




No vídeo Sam interpela o capitão Ockham mostrando-lhe as coordenadas que obteve na cabine de Talbot - que como você sabe, trabalha para o Maxwell Group, que por sua vez está ligado às Indústrias Widmore - e que supostamente indicariam a exata localização do Black Rock. Convencendo-o que se encontrasse o Black Rock mais cedo Ockham ganharia mais dinheiro, Sam diz que busca respostas. Nesse momento Ockham concorda com a idéia de Sam de seguir as coordenadas mas sugere que eles trabalhem com cuidado escondendo suas ações. Quando termina de inserir as coordenadas no aparelho do barco, Talbot aparece, Ockham o distrai, e Sam vê no monitor do sonar um aviso de perigo pois o barco se aproxima de uma área de corais e aí mais um joguinho começa, e nele você deve conduzir o Christiane I ao longo da área repleta de recife de corais sem qualquer erro usando o monitor como guia do que vém à frente.

Difícil? Um pouco, mas se você conseguir equilibrar o controle das 4 setinhas do seu teclado e tiver um pouco de paciência para completar o percurso desenhado pelo jogador Opium32 e disponibilizado no blog Find815...



...o resultado do jogo será o do vídeo abaixo:




No vídeo, Talbot diz que aquelas coordenadas não servem para nada e faz a surpreendente revelação de que seu empregador possui o diário escrito por Magnus Hanso (capitão do Black Rock) no qual ele registrara várias coordenadas da viagem. Em seguida Talbot mostra as várias coordenadas que estão próximas à Fossa de Sunda e questiona Sam sobre seus motivos de achar que aquela coordenada específica era importante. Nesse momento Sam argumenta que as obteve a partir de um e-mail codificado enviado pelo Maxwell Group mas Talbot diz que eles nunca o mencionaram para ele e pede a Ockham que volte à rota anterior e é aí que o monitor sinaliza algo e o capitão do Christiane I diz a Talbot ter encontrada o Black Rock.

Bom demais, não? Será que eles realmente encontrarão o navio? Improvável, mas não impossível uma vez que os eventos do jogo realmente parecem convergir para parte da trama da 4ª temporada da série. Além disso, vale mencionar que alguns spoilers já deram indícios de que o universo (ou pelo menos algum elemento) do jogo será inserido em certos acontecimentos da nova temporada principalmente no que tange à aquisição do tal diário escrito por Magnus Hanso (avô do fundador da Fundação Hanso) por ninguém menos que Charles Widmore, dono das Indústrias Widmore que controla o Maxwell Group.

E para fechar esse início de cobertura do 5º capítulo do jogo, fiquem com a curiosa descoberta feita pelos jogadores Nicolemm05 e mbevis no blog Find815 que inverteram a imagem do mapa obtido na área de recife de corais e obtiveram o resultado que em muito se parece com a foto de Sonya, namorada de Sam.



Quer mais novidades sobre o ARG? Então não perca o 'Dude' de vista ao longo do dia e fique atento à eventuais atualizações que surgirem ;)

Por Davi Garcia

28/01/2008

Mobisódio # 13 - So It Begins

No último mobisódio da micro-série para celulares, Lost: Missing Pieces, uma surpreendente revelação é feita para deixar muita gente arrepiada e para dar mais combustível para um mistério envolvendo o pai de Jack. Confiram o vídeo com a tradução da trascrição originalmente disponibilizada por Susan no Lost Spoilers.


Créditos do vídeo: Sergio via Lost Spoilers

[Vemos a floresta e ouvimos algo ou alguém correndo. A visão é próxima ao solo. Ouve-se uma respiração cansada. É Vincent. Ele passa por malas e as fareja e então ouve um assobio. Vemos pernas. É Christian Shepard e Vincent vai até ele quando Christian começa a falar com ele.]

Christian: Olá. Venha aqui, venha. Bom garoto. Venha. Venha aqui. Venha aqui. Bom garoto. Isso. [Christian se abaixa e o acaricia] Preciso que vá encontrar meu filho. Ele está lá naquela floresta de bambus, inconsciente. Preciso que você o acorde. Ok. Vá.

[Vincent faz barulho e corre]

Christian: Ele tem trabalho a fazer.

[Vemos Jack abrindo os olhos exatamente como ocorrera no episódio piloto. Jack levanta lentamente, olha em volta, vê Vincent surgindo pela floresta. Vincent corre perto dele e se afasta. Surge o logo de Lost na tela preta]

*-*-*-*-*

Antes de qualquer coisa, vale reforçar o que já foi dito diversas vezes pelos produtores da série sobre Christian Shepard, ele está realmente morto. Dito isso, qual seria o significado desse mobisódio, então? Bem, levando em conta tudo o que já vimos na série até aqui com relação às aparições, e não ignorando o fator Jacob, creio que boa parte do mistério envolvendo a aparente ressureição de um personagem que os produtores insistem em dizer que está morto, está intimamente relacionada ao papel de Jacob na trama que se desenha nessa metade final da história da série. Esse mobisódio inclusive, reforça em mim a idéia de que aquele grupo de pessoas definitivamente não caiu na ilha por puro acidente e que alguns deles tinham efetivamente papéis cruciais a desempenhar no que deve ser a questão fundamental dessa temporada, o salvamento da ilha de uma ameaça ainda obscura para nós. Fora isso, não me restam dúvidas de que a aparição de Christian serve para criar um link com certos acontecimentos que ocorrerão já no episódio de estréia da temporada, mas isso é assunto para o comentário que farei na madrugada de sexta-feira depois de assistir The Beginning of the End ;)

Por Davi Garcia

27/01/2008

Sinopse do 4x01 "The Beginning of the End" - Parte 1

ATENÇÃO !!!! Você não leu errado, o que vem a seguir é a descrição completa do 1º episódio da 4ª temporada, portanto fuja se não quiser saber de absolutamente tudo (ou quase) antes da hora.
.
.
.
.

Para ler o texto, selecione com o mouse ;)

1. Um monte de cocos é atingido por tiros, um carro passa através dele e vemos que o tal monte está na frente de um outdoor e que um camaro (o carro) está sendo guiado através da região das docas da cidade e então acessa a estrada.

Uma perseguição é mostrada na tv e alguém segurando uma ferramenta presta atenção à tela. É Jack, que faz uma cara de espanto indicando reconhecer o carro. O carro bate entre uma área de construções e pára. Os policiais fazem a pessoa sair do carro com as mãos para cima e essa pessoa é Hurley! (Estamos vendo um flashforward)

Hurley vê os policiais com as armas e corre. Eles o prendem e o colocam contra a parede, ao que ele grita, "vocês não sabem quem eu sou... Sou um dos 6 da Oceanic."

2. Jack, Kate, Ben e o restante do grupo estão na torre de rádio. Eles estão tendo várias pequenas discussões e todos percebem que Naomi desapareceu indicando que ela não está morta fazendo Jack querer seguir sua trilha. Kate vê outra trilha indo em outra direção e tenta avisar Jack sobre isso.

Jack não concorda com ela e tem outra discussão com Ben. Rousseau está tomando conta de Ben e ele pede a ela que leve sua filha para bem longe, mas a francesa dá um soco no rosto dele lembrando-o que Alex não é sua filha.

Depois de reunir o grupo e os fazer descer a montanha em direção à praia, Jack, Rousseau e Ben tentam localizar Naomi, e Kate lhe dá um abraço de despedida.

3. Hurley e Bernard conversam, e Hurley empolgado com a chegada do resgate, decide correr e dar um mergulho no oceano. Quando volta à superfície, ele vê Desmond chegando na areia com seu bote mas não vê Charlie. Ele sabe que algo de ruim aconteceu e então se junta a todos que estão em volta de Desmond que os conta tudo sobre o lance do barco não ser de Penny. Em seguida todos discutem sobre o que fazer.

Avisar Jack de que Naomi pode não ser quem disse que era, ou não? Hurley toma o walkie talkie de Sawyer e o lança no mar. Sawyer, Juliet, Sayid, Bernard, Jin e Hurley partem em direção à torre de rádio. Hurley fica para trás e Sawyer tenta confortá-lo por causa da perda de Charlie conversando com ele, mas Hurley o dispensa.

4. Hurley está dentro da delegacia prestes a ser interrogado por Big Mike, antigo parceiro de Ana Lucia. O policial o pergunta sobre o que ele estava fazendo e por que mesmo tendo tanto dinheiro roubara uma barra de chocolate de uma loja de conveniência. Hurley diz que viu alguma coisa e o policial observa. Ao sair da sala para verificar alguma coisa, Hurley diz que viu algo através da janela da sala e entra em pânico.

O policial retorna e conta que conhecia uma garota que estava no vôo 815 chamada Ana Lucia e pergunta se ele a conheceu.

Hurley diz que não, e pede para voltar para a clínica psiquiátrica ao que o policial se vê feliz de ser obrigado a fazer.

5. Na ilha Hurley acaba ficando para trás na floresta e ao se perder acaba se deparando com a cabana de Jacob. Ao ouvir sussurros e se aproximar da casa, ele observa através da janela e quando olha para a cadeira de Jacob vemos Christian Shepard ( o pai de Jack) sentado nela!

Hurley então percebe que há um olho do outro lado da janela observando-o e isso o assusta fazendo-o correr para longe da cabana, quando escorrega e cai. Quando ele abre os olhos, Locke está bem na sua frente e diz, "Olá Hugo". Os dois têm uma conversa. Locke não explica
como tentou impedí-los, mas Hurley conta para ele tudo sobre Charlie e o fato do barco não ser de Penny.

Locke sente remorso pela morte de Charlie e concorda com Hurley de que devem impedir essas pessoas de chegar à ilha.

Sabendo que Hurley está do seu lado, Locke pensa em usar isso para tentar retomar o controle sobre o grupo de novo e então os dois partem para reencontrar o restante do pessoal.

6. Jack chega no final da trilha mas não encontra nada. Além disso, ele percebe que o telefone via satélite sumiu. Ben ri e diz algo como, ' você deveria ter acreditado nela. Ela estava certa o tempo todo. Pelo menos alguém tem noção do que aquelas pessoas vem fazer aqui. Nesse momento, Jack percebe que quando Kate o abraçou, ela também pegou o telefone.

7. Hurley está na clínica psiquiátrica jogando um jogo contra "você sabe quem" (Leonard, Dave ?) e a enfermeira diz que ele tem uma visita. É Matthew Abbadon, o personagem de Lance Reddick que se apresenta como um funcionário da Oceanic Airlines. Ele diz que sabe tudo sobre sua situação, a perseguição, a prisão e que deseja transferí-lo para uma clínica particular da Companhia. Matthew é muito assustador e Hurley recusa a oferta. Então ele lhe diz, 'eles ainda estão vivos, não é?'. Hurley age como se estivesse surpreso e quando finge ter um ataque, Matthew vai embora.

8. Kate chega ao final da trilha que seguia e Naomi pula sobre ela ameaçando-a com uma grande faca exigindo o telefone via satélite. Kate tenta explicar que eles são boas pessoas, que precisam de sua ajuda e fala que quem a esfaqueou foi Locke e não eles. Kate lhe entrega o telefone. Naomi liga e fala com George. Ela reconfigura seu sinal e lhes diz que está ferida e que não vai conseguir sobreviver. Então ela pede para que eles digam à sua irmã que ela a ama (mais sobre isso no 2º episódio), e então morre.

9. Locke e Hurley aparecem e encontram Sayid, Sawyer, Juliet, Desmond, Bernard e Jin. Sayid ainda está chateado e com raiva de Locke por tê-lo deixado preso na vila e partido com os Outros na 3ª temporada. O restante do grupo que estava na torre de rádio aparece.

Há um momento de reencontro de Rose e Sun com seus maridos. Claire procura por Charlie e Hurley vai até ela tentando conter as lágrimas. Ela percebe que Charlie está morto.

Locke e Sayid continuam discutindo, e quando o iraquiano olha para trás dele, Locke se vira e toma um soco de Jack, que o derruba. Locke tenta pegar sua arma, mas Jack é mais rápido e a toma dele, apontando-a para seu rosto. Locke diz, 'você não vai atirar em mim, Jack' e Jack puxa o gatilho. A arma não tem mais balas, mas Locke se surpreende por Jack ter puxado o gatilho. Jack e Locke discutem e o Dr. o chama de louco. Locke diz que tudo o que fez foi para ajudá-los. Ele tentou avisá-los sobre um traidor no meio deles, e aponta para Juliet.

Continua...

Essa foi a 1ª parte da sinopse divulgada pelo blog Lost Spoilers. Fique atento, pois ao longo do dia de hoje e dos próximos dias que antecedem a estréia da 4ª temporada nos EUA
, o restante da sinopse será disponibilizada e nós a traduziremos imediatamente. Não perca o blog de vista!

Tradução por Davi Garcia e Juliana Ramanzini

26/01/2008

Vídeo Promocional!

Para quem sofreu durante meses com a falta de notícias, agora temos uma overdose de spoilers, promos e sneak peeks. Confira, algumas cenas são novas!


25/01/2008

Novos Spoilers dos primeiros 4 episódios e Nome do episódio 4.08

O Blogueiro Darkufo afirma que o episódio 4.08 se chamará "Meet Kevin Johnson" e há rumores de que esse episódio será centrado no Michael.
Então o nome dos primeiros oito episódios da quarta temporada são:

4.01 "The Beginning of the End" - Hurley
4.02 "Confirmed Dead" - Pessoas do barco da Naomi
4.03 "The Economist" - Sayid
4.04 "Eggtown" - Kate
4.05 "The Constant"- Desmond
4.06 "The Other Woman" - Juliet
4.07 "Ji Yeon" - Sun e Jin
4.08
"Meet Kevin Johnson" - Michael (?)

O blogueiro também postou 6 pequenos Spoilers sobre os 4 primeiros episódios da quarta temporada.




1. Charlie aparece na ilha e Hurley fala com ele. Outras pessoas o vêem, mas ele está morto.

2. Hurley é o primeiro dentre os "Oceanic 6" que quer voltar para a ilha (até mesmo antes do Jack).

3. Os "freighters" (Apelido dado aos novos personagens que entram na serié nessa temporada, os amigos da Naomi) mencionam que há uma diferença de tempo entre a ilha e o "mundo real", mas não é tão grande como as pessoas imaginam (uma diferença de 31 segundos).

4. Ben é rico e tem alguns contatos do tipo CIA/MI5/Interpol no mundo de fora.

5. Ben é uma peça muito importante no mundo de Widmore, Hanso e etc.

6. Sayid se torna aliado de Ben, possivelmente executando tarefas.

Por Fernanda Reple

Novo Promo e Vários Sneak Peeks

Confira o novo vídeo promocional da quarta temporada e os seis sneak peeks divulgados pela Kristin, no E! Online!





O blog Darkufo fez uma captura que mostra algo mais do que interessante... veja!





******


Transcrição dos Sneak Peeks!

******

Sneak Peek 1

Sawyer: Temos que ligar pro dr.

Sayid: Você ouviu o Desmond? Charlie escreveu não mão...

Sawyer: Olha, sinto muito que ele tenha morrido, mas eu nem sei o que "Não é o barco da Penny" significa.

Sayid: Ligar para o Jack não é indicado.

Juliet: Isso o avisaria.

Sayid: E indicaria às pessoas que estão vindo que suspeitamos delas.Não tenho dúvidas de que eles estão monitorando nossa comunicação. Se ligarmos para o Jack...

Sawyer: Quer saber? Eu tenho o walkie talk e vou ligar...

Hurley: Melhor irmos andando.

Sawyer: Ir para onde?

*-*-*-*

Sneak Peek 2

Sawyer: Tudo bem aí, Hugo.

Hurley: Sim, tudo bem.

Sawyer: Quer falar sobre isso?

Hurley: Falar sobre o que?

Sawyer: Charlie. Vocês dois eram amigos, eu só pensei...

Hurley: Provavelmente vamos chegar mais rápido até o Jack se não conversarmos.

Sawyer: Temos uma boa subida a fazer

Huley: Vou acompanhar.

Sawyer: Tudo bem, se você diz... Chame se precisar de mim.

Hurley observa Sawyer e o restante do grupo indo na frente e quando acaba se perdendo na floresta começa a chamar por eles. Continuando a caminhada ele vê a cabana de Jacob e ouvem-se sussurros ao fundo.

*-*-*-*

Sneak Peek 3

Locke: Ela quer que o pessoal dela chegue até aqui. E acreditem, quando eles chegarem é melhor que estejamos bem longe daqui. Estou indo para a área cercada. Os Outros a abandonaram e o único lugar com alguma segurança formal. Vamos fazer isso até que eu possa pensar em outra alternativa. Até lá, se quiserem viver, precisam vir comigo.

Jack: Ninguém vai com você a lugar algum, John, porque eles não são loucos.

Hurley: Ele não é louco. E quanto ao Charlie? Charlie foi lá embaixo naquele lugar para que todos pudessemos ser resgatados. Seja lá o que ele fez lá, funcionou. Mas algo teve que acontecer... aconteceu antes que ele.... Eu não sei porque, mas ele mudou de idéia.

*-*-*-*

Sneak Peek 4

Na floresta próximo à fuselagem do cockpit do avião Jack dá um soco no rosto de Locke que ao cair tenta pegar a arma, mas Jack pega primeiro.

Juliet: Jack !

Locke: Você não vai atirar em mim Jack.

*-*-*-*

Sneak Peek 5

Ben: Preciso que me faça um favor... Preciso que pegue a Alex e vá para o mais longe possível daqui.

Danielle: O quê?

Ben: Escute, não temos tempo para isso. Todos que ficarem aqui irão morrer. Agora pegue a Alex agora. Eu não ligo para onde vocês vão.Apenas vá. Não vou ver minha filha... (Daniella dá um soco no rosto de Ben)

Danielle: Ela não é sua filha.


*-*-*-

Agradeço ao Darkufo por gentilmente ter me enviado o código dos sneak peeks!

Juliana Ramanzini

23/01/2008

Lost: Via Domus - Entrevista com o produtor do jogo

Lost: Via Domus só será lançado daqui a pouco mais de 1 mês nos EUA (na Inglaterra o jogo chega às lojas no dia 1 de fevereiro), mas a essa altura é certo afirmar que todos os fãs da série (e de jogos eletrônicos, claro) estão loucos para saber mais detalhes sobre o jogo e o que esperar dele. Portanto, para matar um pouco a curiosidade, segue abaixo a tradução de uma entrevista feita por Emma Boyes do site Gamespot da Inglaterra com Gadi Pollack, produtor do jogo, onde ele fala sobre os segredos que serão revelados e como é a experiência de trabalhar com JJ Abrams.

Lost: Via Domus vai levar os jogadores de volta ao início da 1ª temporada, quando o vôo Oceanic 815 caiu em uma misteriosa ilha e os sobreviventes lutaram para ter uma idéia do que os cercava. Os jogadores vão viver Elliot Maslow, um novo personagem criado para o jogo e que era um jornalista investigativo em posse de uma informação privilegiada quando o avião caiu. Maslow luta contra uma amnésia adquirida na queda e ao longo do jogo tem flashbacks à medida em que tenta relembrar seu passado.

O produtor do jogo, Gadi Pollack, da Ubisoft de Montreal, foi a Inglaterra para exibir o jogo, e a Gamespot aproveitou a oportunidade para perguntar tudo sobre o jogo e como o time da Ubisoft trabalhou com JJ Abrams e outros membros do time de Lost.


GameSpot UK: Por que você decidiu fazer o jogo com um história que vem desde o início da série ao invés de fazer algo que se passasse entre a 3ª e a 4ª temporada?

Gadi Pollack: Duas coisas. O problema técnico que teríamos é que poderia ficar tarde demais para ter o jogo pronto entre as duas temporadas. O jogo já estava sendo desenvolvido quando a 2ª temporada estava no ar e o roteiro da 3ª ainda estava sendo escrito. Portanto, decidimos fazer isso usando uma perspectiva logística, de tempo e técnica, porque ao fazer uma série de tv você pode mudar as coisas, mas você não pode mudar as coisas no último minuto quando está fazendo um jogo. É muito difícil. Além disso, era importante, especialmente para as pessoas que não eram fãs da série, reviver o início da série para que pudessem reamente entender porque se está na ilha.

Se fossemos começar a história entre a 3ª e a 4ª temporada, seria difícil para aqueles que não são fãs entender e eles não saberiam o que estaria acontecendo. Imagine-se começando a acompanhar a série bem no meio da a 3ª e a 4ª temporada e dizendo coisas como, “Os Outros estão aqui, mas e... ?”

GS UK: Foi difícil fazer um jogo de uma série que tem uma uma narrativa com final (ainda) tão aberta?

GP: Sim, foi muito difícil. Em Lost você nunca sabe quem é o inimigo, mas no jogo nós claramente identificamos quem é o inimigo. E fizemos isso por algumas razões que lançarão de verdade no jogo. Mas a coisa mais difícil de se fazer um jogo baseado em uma série de tv é que a série está sempre evoluindo e desenvolvendo-se e nós temos que nos adpatar à essa evolução.

Mas a parte mais desafiadora é que já existe uma base de fãs. Quando você tem a licença de um filme, você sabe que a grande campanha de marketing virá antes do filme. Você não sabe o que os fãs vão gostar ou querer, Portanto, é bom e ruim ao mesmo tempo que já exista uma grande base de fãs e que precisemos nos direcionar sobre o que eles querem.

Mas sim, concluindo, é bem desafiante.

GS UK: Vocês usaram um grupo de teste. Pode nos contar um pouco sobre isso?

GP: Claro. Basicamente, fizemos algumas sessões diferentes. Fizemos uma na qual queríamos descobrir o que eles esperavam do jogo e quem eram seus personagens favoritos, que tipo de seqüências eles gostariam de ver e quais eram as partes mais bacanas da série.

Juntamos as informações e então montamos uma idéia. A seguir apresentamos a eles o conceito do jogo e depois disso passamos seis meses construindo o protótipo, que é um corte vertical do jogo. É sobre um episódio.

E então voltamos àquele mesmo grupo de pessoas que usamos antes no teste e as colocamos para jogar esse protótipo para ver se estavamos na direção certa. Fizemos algumas perguntas para eles. O jogo te fez sentir como se estivesse na série? Você gostou da interação dos personagens? E então, a partir daí continuamos desenvolvendo o jogo.

Portanto, basicamente, usamos os fãs como uma espécie de consultores. Fazer jogos é um processo muito interativo. Você coloca a idéia no papel, as desenha, implementa, testa, e então isso acontece seguidas vezes até o tempo se esgotar, ou até você ter a sensação de que ele está pronto.

GS UK: Então o que vocês descobriram?

GP: O que eles descobriram é que os jogadores queriam ter flashbacks que fossem ‘jogáveis’. E isso era algo unânime. E isso foi uma grande sacada porque de início os flashbacks permitiriam que você interagisse, mas não havia nenhum desafio. Portanto, tivemos que encontrar um jeito de criar algum desafio e no design do jogo o que importa é que existem regras e há desafios, porque do contrário ele se torna chato para o jogador ficar só circulando pelo ambiente sem ter que fazer nada.

Portanto, obter informações sobre os flashbacks era muito útil. Também descobrimos que os jogadores realmente queria interagir com os personagens. E eles nos deram os nomes daqueles que realmente gostavam.

GS UK: E quem eram eles?

GP: Os de sempre. Locke, Kate, Sayid. E claro, o que mais queriam era ter a sensação de que estavam na série através do jogo. Portanto, sentimos que o único jeito de poder fazer isso era atráveis da música. E para mim, Lost não é o que é por causa da narrativa, ou por causa dos personagens, mas por causa da música, porque a gente lembra daqueles momentos chave quando aquelas músicas (os temas) surgiam e ficávamos impressionados. Eram nesses momentos que sabíamos o que estava acontecendo. Sabíamos quando havia perigo quando determinada música surgia.

Então, é por isso que eu realmente quis fazer um grande esforço para ter Michael Giacchino desenvolvendo a trilha musical original para nós, porque ele também é o cara que criou a música para a série.

GS UK: Você acha que agora a tendência será a de vermos séries de tv se tornando jogos como acontece com filmes? Por exemplo, já tivemos Alias e 24 Horas, e agora Lost.

GP: Acho que exista essa tendência porque Hollywood se deu conta do impacto e do market share que os jogos tem. Mas cabe a nós enquanto desenvolvedores decidir quais e que tipo de jogos queremos fazer e quanto de esforço queremos fazer. Então, sim, eu penso que isso esteja acontecendo, porque as séries de tv estão mais direcionadas ao público jovem e estão bem parecidas com jogos. Eu nunca entendi porque não fizeram um jogo do filme ‘Identidade Bourne’ antes e só agora pensaram nisso. Para mim, isso não faz sentido porque aquele é um filme que tem ótimos elementos para um jogo.

Mas sim, eu definitivamente penso que isso seja uma tendência e que Hollywood tenha chegado à conclusão de que todos os filmes e séries de tv precisam de um jogo, porque nós exigimos isso, certo? Veja o sucesso do ‘Homem Aranha’.

Essa é a beleza de jogos eletrônicos. É uma mídia em que você pode explorar quase tudo. Digamos que hoje eu queira ser um piloto de caça. Jogo Ace Combat 4. Amanhã eu quero ser um sobrevivente em um ilha deserta e jogo Lost. É essa ‘fuga’ que eu realmente amo.

GS UK: Você pode nos contra um pouco sobre a consultoria que voce teve com os roteiristas da série? Qual foi o grau de contribuição que eles realmente deram?

GP: Eles contribuíram com 100%. Eles nos guiavam nos aspectos da história e então diziamos a eles se por alguma razão técnica não podíamos fazer. Eles realmente eram os verdadeiros donos da história. Se não os tivessemos, diria a você que não seriamos capazes de chegar a esse resultado.

Então, o que fizemos foi o seguinte. Escreveríamos a história e então teríamos uma conferência por telefone para discutí-la, porque não gosto de enviar e-mail dizendo, “Aqui está a história. Envie-me seu feedback.” Nós sempre discutiamos tudo por telefone e eles sempre duravam 3 ou 4 horas. Mas isso foi muito importante.

E então nós discutimos o roteiro que ficava indo e voltando, o que nos tomou 3 meses, o que é bastante tempo para desenvolver uma história.

GS UK: Então, quantas pessoas você acha que trabalharam na história?

GP: Tivemos 3 roteiristas e 2 caras da ABC, mas ao todo eu diria que seis ou sete pessoas estavam envolvidas. Mas quando se fala na narrativa, você precisa ver como ela afeta a mecânica do jogo. Nessa história, eles poderiam escrever qualquer coisa, mas a pergunta que faziamos era se poderiamos realmente executar a idéia no jogo. E havia bastante coisa que eles não sabem sobre como fazer os jogos, já que alguns desses licenciadores não conhecem muito sobre esse universo.

GS UK: Você diria que a narrativa foi o elemento mais importante do jogo?

GP: Esse jogo é para mim uma história 100% direcionada. Lost é uma série 100% direcionada. Portanto, esse jogo precisava seguir esse caminho.

GS UK: É essencial que o jogo seja jogado por um fã de Lost para que se solucione o mistério?

GP: Não. Mas se a pessoa quiser explorer o que está por trás do muro com alta carga magnética na estação Cisne, sim. Mas a idéia não era criar um produto que nos desse o entendimento sobre o que os números são nem dar respostas sobre a mitologia, porque isso realmente deixaria os fãs chateados, e também porque queriamos que pessoas que não são fãs da série seja capazes de jogá-lo.

GS UK: Você me disse mais cedo que o jogo ‘Myst’ inflluenciou a série. Você pode dizer algo mais sobre isso?

GP: Isso é algo que JJ Abrams disse para mim. Ele apenas disse que ‘Myst’ era uma das influências da série. Acredito que ele se referia aos elementos de mistério, e àqueles de quebra cabeças ou algo assim. Ele também é fã de ‘Beuond Good & Evil’ e ‘Príncipe da Pérsia’.

GS UK: Como foi trabalhar com JJ Abrams?

GP: Em uma palavra, “Uau”. Ele é um cara muito divertido. Ele e todos os roteiristas são tão brilhantes e criativos. Ele jogava várias idéias. A mente dele estava sempre trabalhando. Ele é aquele tipo de pessoa que é hiper ativa e que tem muita energia saindo de suas mentes e, no caso dele, ele teve que parar por uns 2 minutos, organizar os pensamentos e me dar uma idéia.

GS UK: Você sabe qual vai ser a censura do jogo?

GP: Nos EUA sera de 10 anos e na Europa 16.

GS UK: Algum plano de usar outros formatos?

GP: Estou tentando disponibilizá-lo para o Mac. Vamos ver se dá certo. Seria muito bom.

GS UK: Diga-nos algo que você não disse a ninguém sobre o jogo.

GP: Vocês vão explorer o (navio) Black Rock. Acho que não disse isso a ninguém. E eu poderia contar o final, mas isso entregar o segredo para todo mundo. Então vou dizer apenas que amei o final. Vocês vão ter que jogar para vê-lo.

E aí, tá animado(a) com o jogo e quer dividir a experiência com outros fãs? Não deixe de entrar para a comunidade de Lost: Via Domus no Orkut criada para reunir todos os jogadores, trocas dicas, responder dúvidas... Para associar-se clique AQUI.

E enquanto o joguinho não chega às prateleiras, veja como é e o que diz a parte de trás da caixinha.



Por Davi Garcia

Vídeo com cenas de "Lost: Via Domus" - Atualizado

**Atualização**

Mais um ótimo vídeo com 7 minutos de cenas exclusivas do jogo. Nada de comentários e entrevistas! Vale a pena ver até o final!




****

Depois de alguns trailers e fotos, finalmente um ótimo vídeo que mostra a cena de abertura do jogo, que nada mais é do que a cena do acidente a partir da perspectiva dos passageiros. A cena reproduz com fidelidade o que foi exibido na série. É uma seqüência de arrepiar! Até dá pra ver alguns losties sentados nas suas poltronas! O vídeo foi disponibilizado pelo site Gamespot.





Por Juliana Ramanzini

Novos Scans do TV Guide

Além de uma reportagem, o TV Guide celebra o retorno de Lost com várias capas diferentes! Difícil vai ser o fã escolher qual comprar! Clique para ampliar as imagens.











Por Juliana Ramanzini
Fonte: Lost Spoilers (imagens por Lyly e Susan)