09/05/2008

Ep. 4x11 - Easter Eggs, curiosidades, repercussão...

Post com spoilers para quem ainda não viu o ep. 4x11 Cabin Fever.


Com tantas informações e descobertas vale muito a pena conferir...

Easter Eggs e curiosidades



1. O sonho/visão de Locke com Horace Goodspeed além de dar a Locke a dica para a localização da cabana de Jacob, abriu espaço para algumas interpretações. (1) Ao rever as ações de Horace seguidamente, fica implicita a idéia de looping temporal, uma dica de que os eventos da purgação poderiam se repetir, talvez? (2) O sangue escorrendo no nariz é um lembrete ddo que lhe ocorrera na purgação. (3) Horace é/era um viajante do tempo e o sangue sinaliza os efeitos colaterais das viagens...



2. O retorno de Richard Alpert visitando Locke no nascimento e depois aos 5 anos de idade reforça a idéia de que ele realmente não envelhece e esquenta a discussão de que seu trabalho de recrutador ia muito além da tarefa de selecionar novos colaboradores para o trabalho dos Outros na ilha. Dentre suas idas e vindas, cabia a Alpert identificar pessoas potencialmente especiais para a ilha.




3. O desenho e a enigmática escolha de Locke aos 5 anos. Inevitável não associar aquele desenho ao monstro de fumaça da ilha, certo? Ao escolher a faca como o objeto que já lhe pertenceria, o pequeno John decepcionou Alpert mas indicou o caminho de desbravador, aventureiro que desempenharia logo após sua chegada à ilha. Também destacada na imagem está a revista em quadrinhos 'Mystery Tales' (Contos de Mistério) que trazia a curiosa pergunta na capa, 'qual era o misterioso segredo da 'terra escondida?' que obviamente nos remete à ilha, concorda? Outras histórias da revista e que são igualmente convenientes com a presença de Richard Alpert são 'Os Viajantes' e 'Cruzamentos do Destino.'



4. Livro das Leis, mais um objeto interessante que foi apresentado por Alpert e que fala da filosofia de Thelema, cuja principal mensagem diz, "Faça o que quiser para encontrar a tua verdade/lei", algo com singular relação ao bordão, 'Nãoo me diga o que eu não posso fazer' de Locke.





5. Já adolescente, Locke ficou trancado dentro de um armário que tinha a capa do disco da banda Geronimo Jackson, a mesma que apareceu pela primeira vez na 2ª temporada dentro da estação Cisne e depois na camisa de Eddie, o policial que enganara Locke no flashback do ep 3x03, Further Instructions. Também no armário está a foto de Sir. Richard Francis Burton, que foi um explorador inglês do século 19 famoso por suas viagens de desbravamento ao continente asiático e africano. Uma de referência para o tipo de coisa que Locke gostaria de fazer já naquela época?




6. O destino conspira para levar Locke à ilha. Instigado por seu professor que falara com um 'tal Dr. Alpert', aos 16 anos Locke tem a oportunidade de conhecer os laboratórios Mittelos, mas recusa dizendo que preferia esportes à ciência. A Mittelos, como já sabemos desde o episódio 3x07 Not in Portland, era a fachada dos Outros no mundo exterior para recrutar novos colaboradores...



7. Por falar em Locke aos 16 anos, vale destacar o belo trabalho de seleção de elenco que escolheu um ator (Caleb Stenmeyer) bem parecido fisicamente com a versão mais velha do personagem.



8. Quem diria que o Walkabout que Locke tanto queria fazer fora sugerido por Matthew Abaddon? O misterioso e assustador sujeito que antes era tido 'apenas' como o recrutador do grupo do cargueiro, surge agora como uma figura de importância ímpar para que Locke fosse parar na ilha. Coincidência? D U V I D O. Nesta imagem vale destacar a curiosa mensagem do cartaz que dizia, "Volte ao jogo," uma inspiração para alguém na situação de Locke àquela altura.


Créditos da imagem: GetLostPodcast

9. Protocolo secundário. Foi assim que o mercenário Keamy se referiu à uma pasta de instruções que teria sido feita por Charles Widmore e que indicaria para onde Ben Linus iria em caso de refúgio. O interessante aqui é perceber que a pasta trazia um logotipo da Dharma, o que nos leva a concluir que se foi Widmore quem a produziu, há de fato boas chances de que ele realmente já pode ter estado na ilha em algum momento.



10. Missão suicida? É o que parece com a instalação de um dispositivo no corpo de Keamy que ao matar o Dr. Ray e o capitão Gault, ameaçava Frank Lapidus e prometia"incendiar" a ilha.





11. A sequência mais assustadora, enigmática e significativa do episódio veio com a descoberta da cabana de Jacob e com a conversa de Locke com Christian Shephard que apesar de dizer que ele NÃO é Jacob, falava em nome dele. A presença de uma Claire bastante serena com a situação reforça uma idéia que vém sendo discutida desde o episódio 9. Teria ela morrido já naquele ataque à vila dos Outros? Eu ainda não estou convencido desta idéia, mas vale lembrar um curioso diálogo entra ela e Miles no ep. 4x09. "CLAIRE: Estou um pouco tonta, mas vou viver. MILES: Bem, eu não teria tanta certeza sobre isso."


Repercutindo o episódio

"Por mim, todo episódio de "Lost" dedicaria ao menos 15 minutos semanais a Benjamin, Locke e Sayid (Desmond e Sawyer também são sempre interessantes, mas divago)... o momento mais esperado foi mesmo a visita de Locke à cabana de Jacob - e ainda que não tenhamos visto o enigmático "dono" da ilha, a presença de ninguém menos do que Christian Shepard comprova que a presença de Jack no vôo 815 também não teve nada de acidental. Ainda assim, confesso que foi Claire quem realmente me surpreendeu - e não tanto por sua presença na cabana, mas (e isto me intrigou terrivelmente) por sua postura calma e controlada, típica de alguém que compreende perfeitamente tudo o que está ocorrendo à sua volta."

Pablo Villaça (Cinema em Cena)


"É sempre assim: depois de um episódio mediano, LOST traz uma seqüência de acontecimentos de tirar o fôlego, que muitas vezes nos fazem repensar todos os conceitos da série. Neste mais recente, Cabin Fever, a antiqüíssima Teoria do Recrutamento foi contundentemente confirmada. A ilha, através de seus diversos mandatários, queria aqueles passageiros do vôo 815 ali para a importante missão de salvar o lugar."

Bruno Carvalho (Ligado em Série)


"Acredito que nossos losties estejam agindo definitivamente como cavaleiros da ilha, mas fico pensando: Quem é o rei a quem eles servem? Porque Locke age como se ele pudesse ser um, mas eu não estou convencida que ele fez a pergunta certa ao Christian ("Como salvamos a ilha?) assim como não escolhera o objeto certo quando tinha cinco anos. Acredito que a ilha ainda não necessariamente encontrou seu rei atual e futuro..."

Kristin dos Santos (Watch with Kristin - E! Online)


"O episódio foi para nós. Os cultistas, Os obcecados. Os loucos que se comprometeram com essa longa e estranha viagem e se perdeu nela. Assim como a barra de chocolate que Hurley generosamente cividiu com Ben enquanto Locke batia um papo com espectros interlocutores dentro da cabana de Jacob, Cabin Fever foi um episódio carregado de elementos que alimentam nossa mania de teorizar e inundar os fóruns de discussão."


Jeff Jensen (Entertainment Weekly)

"Foram poucos espisódios na história de Lost que começaram e terminaram tão bem. E nem de longe estou dizendo que o miolo foi desinteressante, pelo contrário. Mas se eu fosse escolher um episódio pra mandar pro espaço e apresentar aos aliens a dramaturgia televisiva terrestre, eu mandaria esse. O que ia ter de alpha-centauri sintonizando a ABC na semana seguinte não está no gibi!...as cartas estão na mesa para o season finale. Os jogadores estão definidos - Locke, Ben e Hurley se encarregam de mover a ilha para longe do perigo; Sawyer e Miles terão de salvar o bebê; Sayid, o herói solitário, avança armado apenas de um bote miserável para tentar salvar os amigos; Keamy e sua turma se preparam para incendiar a ilha com tudo o que tem dentro; Lapidus, de mãos atadas, tenta como pode salvar os sobreviventes do que considera o seu vôo, provando que a lealdade com seus passageiros independe de tempo e espaço; e Jack e a turma da praia, curiosamente a que mais gerou sobreviventes confirmados, é a que está na pior situação, dependendo de Lapidus e de Sayid para escaparem da morte certa. E não podemos nos esquecer de Michael e Desmond, que convenientemente ficaram para trás, dando a deixa para a inevitável reaparição salvadora no último segundo, tal qual a sétima cavalaria. E nem dos Others, que estão reunidos no tal Templo há uma temporada inteira, mas que são numerosos e ardilosos. Alguém aqui ainda não está empolgado?"

Rafael Savastano (Comunidade Lost Brasil do Orkut)


"Se foi aos poucos que descobrimos o quão importante era seu papel neste fascinante universo chamado "Lost", desde sempre notamos que ele se destacava em relação ao grupo dos que sobreviveram inexplicavelmente a uma tragédia - sobretudo por ser alguém que não apenas sobreviveu como também se curou após o acidente. John Locke é o milagre dentro do milagre.

Carlos Alexandre Monteiro (Lost in Lost)


Por Davi Garcia

71 comentários:

cristina disse...

O futuro de Claire é uma das coisas que mais me faz confusão nesta série. Seria suposto ela entrar no helicóptero com Aaron, segundo a visão de Desmond. Mas desde Eggtown ficamos a saber que ela não saiu da ilha. Depois estes rumores de que ela poderá estar morta... Terá sido a morte do saudoso Charlie assim tão inútil? Terá Desmond enganado?
Depois também me lembrei que Desmond errou que quem chegaria do helicoptero era Penny... à partida ele falhou nessa visão porque salvou charlie e mudou o futuro...
Terá Desmond também feito algo para mudar o futuro de Claire?

Anônimo disse...

Adorava que no último episódio vissemos o templo, os outros e a perdida cindy, e os outros escolhidos do voo oceanic 815 que foram raptados, e percebessemos o que se passou com eles neste tempo!

Júlia disse...

Mais uma referência de Lost ao Budismo naquela cena em que Locke deve escolher os objetos:
" Quando os membros da equipe de pesquisa voltaram para uma visita formal alguns dias mais tarde, eles levaram vários bens do 13º Dalai Lama junto com alguns objetos que não pertenciam a ele. Lhamo identificou corretamente todos os objetos que pertenciam ao seu antecessor, usando a afirmação "É meu"Fonte: http://pessoas.hsw.uol.com.br/dalai-lama2.htm

Neto disse...

Eu acho que o Keamy está usando a tecnologia do Predador, e quando ele tiver pra morrer ele vai mexer no negocinho do braço e dar uma risadas e explodir tudo!! (vide predador I e II)

Abrax

Júlia disse...

Mais:
"Algumas reenarnações são identificadas através dos sonhos, algumas através de visões de pessoas santas, algumas através de instruções deixadas no momento da morte, algumas através de sinais auspiciosos da natureza e alguns simplesmente proclamam suas identidades quando ainda bebês. Enquanto muitos são colocados à prova de identificar os objetos pertencentes à encarnação prévia, muitos são aceitos sem qualquer teste. Não existe nenhuma regra rígida no processo de identificação e nascimento. Alguns nascem príncipes e alguns pastores. O único princípio guia para tais nascimentos é a compaixão dos Bodhisattvas e o karma coletivo das pessoas. Onde quer que seja que o fluxo karmico das pessoas está maduro bastante para seguir o caminho do Dharma, um Bodhisattva com certeza surgirá. Existem casos onde o karma coletivo se tornou negativo e um Boddisattva foi rejeitado ou expulso." Fonte: http://www.salves.com.br/tbtbud.htm

Seria o Ben o expulso??

Juan disse...

Sobre o 'Livro de Lei'(Thelema)

1) - A principal mensagem da Thelema é: 'Faz o que tu queres, há de ser o todo da Lei'
2) - O Livro da Lei (Thelema) tem a sua filosofa ensinada e estuda por duas Ordens: A primeira, de origem maçônica, é a Ordo Templi Orientis (O.T.O.); a segunda é a Astrum Argentum.
3) - A filosofia da Thelema foi criado por Aleister Crowley, um ocultista britânico filiado à 'O.T.O.'

Espero que se de fato os produtores estiverem pensando em colocar na série elementos de ocultismo envolvendo a Thelema, eles entendam e saibam o que estão fazendo, porque pelo que eu sei e pelo que eu já estudei (eu estudo a Thelema há 3 anos) a Thelema não tratia nada à série.

Anônimo disse...

A frase citada encaixa perfeitamente.

Maurício Meireles disse...

Eu corri pra falar sobre a referência ao budismo tibetano, mas a Júlia se antecipou.

Só acrescento que a cena em que o Locke escolhe os objetos é muito semelhante a uma do filme Kundun (um dos títulos do Dala Lama), do Martin Scorcese. Um dos métodos usados pra reconhecer a "reencarnação" (aspas porque o conceito não existe não existe no budismo) de um mestre é pedir que o jovem tulku, o nome que se dá ao "reencarnado", reconheça objetos de seu antecessor. No filme tem uma cena idêntica.

Tô procurando a cena no youtube e vejo se posto aqui.

Maurício Meireles disse...

Quanto a cena de Kundun, aqui está ela:

http://www.youtube.com/watch?v=bFwn-tQzGMo

Quanto a referência ao ocultismo de Aleister Crowley, penso que seja só mais uma referência ao lado "paranormal" da série.

Maurício Meireles disse...

Ah, desculpem por mais esse comentário: lembrei que uma das traduções do sânscrito Dharma (com "d" maiúsculo) é Lei. Não no sentido legislativo, mas de ensinamento. O ensinamento de Buda é chamado de Buddhadharma (o Dharma do Buda).

Vinicius disse...

Acho que esse livro da lei de lost não é o mesmo do Crowley, uma vez que o livro deste é pequeno. Não deve ter nem mais de 150 páginas, e o nome correto do livro é "The Book of the Law" e não "Book of Laws". Como tudo nessa série é feita com muito cuidado, acho improvável que, se de fato a intenção era fazer uma referência ao livro da lei de crowley, não fosse observado o nome correto do livro.
As idéias de Crowley eram anárquicas demais, a vontade era a lei. Numa série em que todo mundo é predestinado, que não se poder contrariar a ilha, as idéias de Crowley não teriam lugar.

cecilia disse...

Pra mim a clarie tava chapada.. uAHuahuah


Alguém comentou sobre o Desmond ter mudado o futuro... eu acredito nessa possibilidade tb..

Eduardo Piniano disse...

Vimos tantos mortos nesse episodio (matematicos, medicos e "pais") que fico confuso se clair esta ou nao viva. Ainda com o machucado na cabeça do incidente na vila dos outros, ela fala como se estivesse em ambiente familiar, mesmo tendo visto o pai poucas vezes na vida. Tambem me pergunto se ela sabe que o pai morreu na australia, pois ela nao tem cara que ve mortos calmamente. E Aaron ? apos tantas vees que o vidente falou que ele deveria ficar com claire, cristhian apenas diz "ele esta onde deveria estar". Voltando ao passado e rompendo a sequencia de Flash fowards, o que mais me deixou intrigado no episodio foi quando locke estava la pelos seus 6 anos. O desenho infantil do black smoke (matando alguem) e os objetos. Teria richard alpert deixado a faca em um lugar estrategico ? Pois foi o unico objeto que foi colocado sobre outro, ja que a bussula tambem poderia ser colocada. A luva de beisebol representa um futuro no esporte. Mas e aquele "tempero" ? Foi a primeira escolha de locke, que refletiu ate pegar a bussola, que ele cuidadosamente analisou. Novamente voltando a mesa, ele escolhe a faca. Mr.Alpert saiu rapidamente da sala, como se essa fosse a pior das escolhas. Para finalizar, e talvez o que venha a ser o maior erro dos lostie. O piloto do helicoptero enviou o GPS para os sobreviventes seguirem ou fugirem dos "assasinos" ? E para desontrair, você iria num bote do meio do mar para a ilha ? Nao sou tao corajoso como said xD

Anônimo disse...

Davi vc quer comentários bons sobre os episódios para postar na repercussão?Lá vai:

"Voltando a bater na mesma tecla sobre Aaron,eu não sabia se ria ou se chorava quando vi Claire sentada na cabana.A Claire Littleton que conhecemos não abriria mão de seu filho por nada.O que o Daddy Shephard falou para que ela acreditasse nele e soubesse mais sobre a Ilha?Não acredito que Christian tenha convencido a filha com esse papinho clássico de "destino" acerca de Aaron,até porque Claire admitiu para Shannon,na primeira temporada,que não acredita em destino;e na 2ª temporada conversou com Mr. Eko e seu papinho sobre Charlie nos indicou que ela certamente não é católica,ou não tem a mesma fé que alguns personagens,tal qual Locke.Acredito que a loirinha seja a peça central nesse tabuleiro de xadrez que é o final dessa temporada,e talvez o da série.Não acredito que uma mãe abriria mão fácil de seu filho só porque viu seu pai,morto.O mesmo pai que lhe rejeitou aos dois anos de idade,o mesmo pai que tentara lhe convencer a matar sua mãe,está morto e aparece para ela no meio da noite a fim de tentar convencê-la a fazer parte de algo maior."
Gabriela Spinola (Lost Unplugged )

Holly disse...

Exatamente, Julia. Eu já li sobre isto em uma biografia do Dalai Lama e na cena pensei na possibilidade de incluírem reencarnação na mitologia da série. Acho que não podemos descartar isto depois deste toque.

Valdir disse...

vejam isso:
http://www.lostpedia.com/wiki/Horace_Goodspeed

Me lembrei dele assim que vi o ep, é o cara que falou com Ben ainda menino, na chegada dele na ilha. E Ben demonstrou surpresa ao ver Locke vasculhando justamente as coisas dele

Anônimo disse...

Bom sobre isso tudo me lembro da conversa de Locke com o Ed, o policial: Locke disse que era caçador, e ele falou você é agricultor. Locke quer ser alguém mas acha que deve ser pelo caminho da caça, da ação pesada e não quer aceitar quem ele é. Um cara da paz e nesse episódio em que ele parece ter aceitado isso, ele está tranquilo, em paz e conseguiu o que queria.
Agora nunca pensei que diria isso, mas: Claire? mmmmeeedddoooooo!!!!!
Cíntia

Paulo Gabriel disse...

Episódio muito bom, deixou muita coisa para percurtir, mas falarei pouco gora.

Parece que a relação destino x livre arbítrio envolvendo Locke deixou alguns revoltados, mas acredito que uma frase dita por Keito Nakamura a Hiro em Heroes, pode explicar, ou não, muito bem esta questão:

"Certas coisas estão nas mãos de Deus.
Mas para o resto, Deus nos deu o dom da escolha."

Nada de rivalidade entre "Heroes" e "Losties" pessoal... :)

Um outro ponto que chamou a atenção foi o comportamento de Clair, mas mais ainda o que ela disse, "Eu estou com ele.", respondendo a Locke o que estaria ela fazendo ali na cabana com Christian.
Esta frase deixa clara uma coisa (1) e abre uma questão(2):

1- Ela "sabe de tudo";
2- Clair está literalmente com Christian, no mesmo "estado" em qu seu pai, morta, viva, morta-viva, aparição, "unida a ilha" ou qualquer outra opção.

Há muito mais, mas acredito que apenas esses dois pontos possibilitem muitos desdobramentos.

Vamos aguardar agora o desfecho desta temporada e, é claro, o dudecast #17.


"Tudo acontece por um motivo."

Anônimo disse...

Eu não li todos os comentários, assim como não li o ressumo do Dude...,mas vocês podem ter certeza de uma coisa, Desmond é um dos que morreu na purgação!!!Eis aí a questão? Desmond encontrará Penny? Com certeza sim! Nem que seja entre o Céu e o Inferno!!!

Ian disse...

A música que a mãe de Locke escuta no início do episódio é de Buddy Holly. Cantor que morreu num acidente de avião. Acabei de ver o episódio e foi realmente muito bom.

Anônimo disse...

juan, assim como vc estudou telema por tres anos outras pessoas o fazem. eu leio quadrinhos desde pequeno, minha mão usa faca todo dia, muita gente usa bússola. aqueles são só objetos.

o médico chegou antes do helicóptero.
keamy ainda estava na ilha e o cadaver já tinha aPARECIDO. SAYD foi pelo mar e chegou depois do helicóptero. como eles vão explicar isso?

JJ disse...

O que mais me intriga são os objetos que John escolheu antes da faca, e que, até então, pareciam ser os esperados por Richard. A coisa mudou quando ele escolheu a faca.

A bússula, sinal de condutor? Condutor da Ilha? Aquele vidrinho, seria seu conteúdo igual ao que "prende", ou protege, Jacob? Seria Locke uma espécie de "guardião" de Jacob?

Ora, assim esperava Richard, eu acho. Quando John escolhe a faca, porém, soma-se à sua missão de "condutor" e "protetor" um perigo, um sentimento de "desbravador", um sujeito que não quer se prender ao destino, mas abrir seu próprio caminho.

O que vocês acham?

Rogério Garcia disse...

Boa noite!
Eu gostaria de citar uma curiosidade, principalmente sobre o comentario do Juan sobre o Thelema...(quero deixar bem claro que nada sei sobre isso), mas seguindo o link da wikipedia (http://pt.wikipedia.org/wiki/Thelema) e depois outro relacionado (http://pt.wikipedia.org/wiki/Astrum_Argentum)que é uma ordem ocultista fundada por Aleister Crowley, encontrei um nome familiar: The Looking Glass...curioso neh...concidência ou fato?

Parabens pelo blog

Rogério Garcia
http://webhermetica.blogspot.com

Anônimo disse...

Não é frescura, apóio o cara do predador.
No melhor estilo: "vcs não podem me matar..." e tal...
Acho que o bagulho é termoativado. Se ele "apresuntar", já era.

Samuca

Yuri disse...

Cada vez mais percebo que há relaçao na teoria da maquina do tempo mostrada aqui no dude com a serie! Muitas coisas batem, principalmente esse final de "mover a ilha"! Sera q eles realmente vao fazer isso ou eh soh um codigo? Eu aposto mais na primeira opçao!
E esse episódio foi recheado de mistério, suspense, e poucas revelações!
Encheu mais nossa cabeça com duvidas do que com esclarecimentos!
Mas eh exatamente por isso que eu sou fã leal de Lost!
Esse episódio merece um belo nota 10! A volta de Alpert foi ótima, a aparição de Abaddon, Sheppard e Claire só nos deixam mais entusiasmados e empolgados!
Gostei muito da observaçao do pessoal ae acima falando sobre budismo e o livro das leis!
Muita coisa se encaixa no que esta sendo apresentado na serie, e eh certeza que a serie eh inspirada por varias fontes, e nao soh uma!
Parabens pelo trabalho Juliana e Davi!
Sempre acompanho o trabalho d vcs aqui!
Acho que um episodio como esses so o ano que vem! Agora os proximos vao ter mais revelaçoes de como aconteceram os flash forwards! Mas esperarei ansiosamente pra mais um episodio como esse! =)

fred disse...

Voltando lá na escolha do Locke de 5 anos, aquele tubo de vidro com areia/terra, não poderia ser areia/terra da ilha?

Guizzi disse...

não encontrei o dialogo do Miles no ep. 4x09 que vc se referiu!! tem certeza que é o ep. 4x09 ????

Dude! We are Lost! disse...

Certeza absoluta Guizzi. O diálogo aparece aos 29 min +/-

Davi Garcia

Paulo Gabriel disse...

Tenho uma teoria que explicaria como o corpo do dr. apareceu na ilha antes mesmo de morrer, porque o helicóptero que levava Saiyd e Desmond para o barco demora a chegar e a diferença de tempo que levou para míssil disparado do navio para Daniel chegar até ele.

A ilha está num local fora do nosso tempo/espaço e para chegar ou sair dela existem vários caminhos, com suas coordenadas.
Dependendo do caminho que você pegue, pode chegar lá antes mesmo de ter partido, muito depois ou no mesmo período, utilizando as coordenadas corretas.

Os exemplos disso são o tempo que o helicóptero levou para chegar ao cargueiro, o tempo do míssel em relação ao cronometrado por Daniel e porque o doutor chegou antes de ter morrido.

Movendo a ilha, no tempo ou no espaço, estas coordenadas não seriam mais úteis, pois levariam até a posição anterior da ilha.

Por isso Ben disse a Widmore no diálogo final de The Shape of the Things, "Você nunca vai encontrá-la.", talvez dando uma pista clara de que eles conseguiram mover a ilha.

Talvez ainda explique como Michael conseguiu tanto tempo da época que saiu da ilha até ser "convocado" por Ben.
Ben, propositadamente, lhe dá uma coordenada que o leva a um tempo anterior, dando a oportunidade para preparar seus planos de recrutá-lo.


Se falei algo que já sabiam me desculpem.
Deixei de ler spoilers na temporada passada e leio pouco as teorias dos fãns.

Esperando pelo dudecast!

Rafael L Martin disse...

Não concordo com essa de Richard Alpert não envelhecer não. O que acontece é que, após o acidente que levou o avião a ilha (acidente pois Desmond não estava lá para digitar o código), os "Outros" (principalmente Alpert, Abaddon e Benjamin) passaram a utilizar o fenômeno de viagem no tempo-espaço para investigar o passado de cada um dos acidentados. Fica fácil quando você sabe quem é a pessoa, só precisa descobrir onde ela cresceu. (vide benjamin perguntando no meio deserto se ali era 2005 ou não, e até mesmo Alpert pode ter viajado no tempo dentro da própria ilha para falar com o menino Benjamin - a própria revista Mistery Tales neste episódio indica que Alpert pode ser um VIAJANTE). E um padrão surge: todo "líder" da Ilha não teve contato ou nenhum amor de seus pais. Foi assim com Ben, e também com Locke. Falta sabermos do passado de Alpert, que deve ter sido o líder anterior a Benjamin. Quanto a Claire... acho que ela dançou mesmo... Só não consegui ainda vislumbrar como os produtores vão explicar esses fantasmas errantes pela ilha. Abç. Rafael L Martin

Rafael L Martin disse...

Ah, outra coisa. Tive a impressão que a faca que corta o pescoço do médico no cargueiro é a mesma que Alpert usou para "testar" o pequeno Locke.

Anônimo disse...

sobre os objetos:

Fred, pensei a mesma coisa, é areia da ilha;

a bússola tá com o Norte "deslocado", conforme ele é na ilha.

Ju Ramanzini, me lembrei dos teus comentários nos dudecasts, naquela cena em que o Hugo divide o chocolate dele com o Ben, hehehe... uma cena bem diferente do habitual, mas legal de ser vista... :P

Scud disse...

Olha eu achei que foi muita apelacao meterem o Richard Alpert na infancia do Locke, po, isso tinha q ter sido planejado com mais cuidado, do locke reconhecer o Alpert a primeira vez q ele o viu na ilha, claro q nem isso rolou, o q talvez pode rolar eh ele lembrar ao longo da serie, po realmente a parada ta ficando mto seria, o Locke eh o escolhido e ateh o Matt Abaddon interage com ele

Scud disse...

Desmond tb errou no seguinte, ele disse ao Charlie q estava vendo a Claire entrando no Helicoptero, mas a Claire nem sai da ilha ou ela jah morreu ou ela vai ficar na ilha pra sempre

Júlio Cezar disse...

Caro Davi Garcia,
Primeiramente parabéns pelo blog.
É ótimo.
Estou aqui para compartilhar uma impressão que tive ao assistir à cena em que o menino Locke escolhe seus pertences a pedido de R. Alpert.
Tive a nítida impressão de que, ao contrário do que Richard Alpert faz parecer, John ESCOLHE OS TRÊS OBJETOS CORRETAMENTE, exatamente como Alpert esperava.
Ocorre que ele não tinha a intencão de levar John naquele momento nem havia de fato a tal escola para superdotados que ele se referiu.
Ele estava lá apenas para fazer aquele teste, mas precisava de uma história convincente.
Resumindo, acho que John ACERTOU os três objetos, e a decepção de Alpert foi uma simulação.
Abraços

Reinaldo Z Neto disse...

Não lembro bem, e ninguem comentou ainda aqui, mas... é impressão minha ou mãe do bem e do locke se chamam emily? Seriam elas a mesma pessoa? Locke e Ben São irmãos!!!

Reinaldo Z Neto

Abrax!

Anônimo disse...

Concordo com o comentário acima de que John escolhe os objetos certos, assim como acho que o convite na adolescencia para o Mittelos foi mais para forçar John na direção oposta.Exatamente como o Ben desconfiava que o Locke pretendia fazer com o Hurley quando sugeriu que ele voltasse para ser resgatado.

Dude! We are Lost! disse...

O nome pode ser o mesmo mas as mães de Ben e de Locke são pessoas diferentes. Eles não são irmãos. Vale lembrar que a mãe de Ben morreu no parto e a de Locke o encontrou quando ele já era adulto ;)

Davi Garcia

Anônimo disse...

Em um extra dos dvds da 3 temporada Alpert foi comparado a uma pessoa (nao lembro nome direito :p) que é deseignada a procurar a reencarnaçao do buda ou coisa parecida. Pra mim tem muita a ver com sua funçao na serie.

Flavio Watson disse...

Só para reforçar:
Acho que o Book of Laws apresentado no episódio não tem nada a ver com Thelema ou Crowley, cujo livro se chama Liber Al vel Legis, O livro da Lei.
Visto que em Thelema a lei é uma só (faze o que tu queres), não tem como um "Livro de Leis" estar associado a Thelema.
Além é claro de o Livro da Lei ser fininho e o apesentado no episódio ser bem grossão. Pra mim é mais uma referência Maometana/Judaico-Cristã, como tantas outras da série, até pela grafia meio "arabesca".

93

filipe disse...

acho q no final do episodio o ultimo..os restantes se juntaram com os oitros no templo..fora uma nova "aameaça" sei la...acho q ja to ficando bebado =/

eco_fernando disse...

Pode ser um comentário COMPLETAMENTE FURADO (o que é muito provável em se tratando de LOST)mas, tá todo mundo dizendo que Richard Alpert NÃO ENVELHECE! Será que, ao invés de não envelhecer ele não anda fazendo algumas viagens no tempo?
Se a viagem no tempo é conhecida e dominada por eles, talvez, e é um talvez muito talvez, ele pode ser o encarregado de viajar no tempo e selecionar/recrutar as pessoas!!!

Pam Beesly disse...

Amigos, por favor, gostaria que esclarecessem algo q ainda não entendi direito: os 3 últimos episódios serão exibidos o primeiro na quinta q vem e os dois últimos serão corridos na quinta seguinte, num episódio duplo de 2 horas, ou os dois últimos serão quebrados em duas quintas-feiras?

Pam Beesly disse...

Julia, adorei o seu comentário sobre o paralelo entre a confirmação de Locke ser o escolhido e como no budismo tibetano os Dalai Lamas são identificados.Um acréscimo ou correção, vc mencionou o 13o Dalai Lama, mas o 14o, o atual (Tenzin Gyatso) também foi identificado da forma como vc descreveu.

Anônimo disse...

Como é qe o Ben raptou a Alex Há 16 anos se a purgação foi a 12 anos? A Alex foi raptada antes da purgação? Nao acredito...

lara disse...

Pode ser viagem minha, ou mais alguém pensou na possibilidade de Mathew Abaddon ser Jacob?? Já que sabemos que nao é o Christian...
Também adorei a comparação com a seleção do budismo tibetano!!

Anônimo disse...

Não sei se isso já foi comentado, mas se virem os "lideres" da ilha, por este episódio, são escolhidos desde crianças... Ben, Locke... E o que eles têm em comum? Não foram criados pela sua mãe (mãe de Ben morreu, mãe de Locke abandonou-o).
Será Aaron também um escolhido para lider e será que ele também não deve ser criado pela mãe por esse motivo?
Sim, pq se tanto Locke ou Ben tivessem sido criados pela mãe eles teriam um futuro diferente e não estariam naquela ilha.
Não sei se concordam com esta ideia...

Lilica disse...

Não sei pq a ilha ainda tenta dar uma chance ao Locke. Já ficou mais que provado que ele não é o escolhido. E acho que no FF do Jack, o Jacob "tranvestido" de Christian, quer o Aaron de volta, pq ele sim "deve" ser o verdadeiro "escolhido".

Pq se o Locke tivesse conseguido "salvar" a ilha, Christian/Jacob, não teria motivos pra se meter em como Aaron é ou não criado. Afinal foi ele que disse que o bebê estava ONDE deveria estar. E onde é isso? Ele se referiu à ilha? Ou se referiu ao futuro? Se foi à ilha, então se tivessem deixado Aaron pra trás os Ocenic six teriam paz? Se ele se referiu ao futuro ( que é o mais provável, pq ele não ia deixar um bebê importante pra eles sair facilmente da ilha), isso significa, muito provavelmente que Locke, assim como Ben, falhou e ele estão precisando de outro "escolhido".

E como o doutor estava morto no futuro se ainda não tinha morrido no presente? A ilha está no minimo à 1 dia no futuro? Então, desmentindo o que os produtores disseram sobre a viagem do tempo ser uma coisa só de "mente" e não de "corpo".

E qdo o Locke vai cair na real que ele não nasceu pra ser especial? Devia ter ouvido o professor dele.

Die Locke. Die!

Anônimo disse...

Nossa o que me chamou atenção na Claire com certeza não foi a serenidade, ela estava bem sinistra...parecia não ser ela ( não fisicamente claro).Os trejeitos eram bem diferentes.

Anônimo disse...

Será que o Horace viajou no tempo para avisar ao Locke sobre o mapa? Se sim, ele saberia que ia morrer e digo mais: como seria a sua morte e de todos os outros.

ツJoão Pauloツ disse...

Gente... acho que não está ali nos easter eggs... mas no epi 4x9 Dr. Ray aparece na ilha com a garganta cortada... e no 4x11 Keamy mata Dr. Ray com uma facada no pescoço :X reforça a idéia de algo com o tempo na ilha :~

Everton Foscarini disse...

Algo que eu achei estranho: No IMDB o ator que interpretou o Horace está listado como interpretando o Jacob no Cabin Fever.

http://www.imdb.com/name/nm0006535/

Pode ser erro do IMDB, mas é no mínimo uma coisa pra se comentar e especular, já que foi o Horace que construiu a cabana.

Eu sei que ele morreu na purgação, mas e daí?

Ricardo disse...

Gente,
Quando estava vendo o episódio 4x11, na parte em que Richard Alpert pede para Locke (criança) reconhecer algum objeto como já sendo dele, lembrei que fazem isso na religião budista para reconhecer o próximo Dalai Lama (líder espiritual budista).
Olhem o que eu achei na Wiki:
"Tulku - ... e quando encontram uma criança que potencialmente pode ser o renascimento, fazem pesquisas, testes, entre eles se ela reconhece pessoas e objetos que conheceu na sua vida anterior."
Ah, outra curiosidade: dizem que o budismo veio do hinduismo que "... alguns grupos indianos mais tradicionalistas defendem que a religião é mais adequadamente chamada de Sanatana Dharma, significando "Religião Eterna" ".
hehehe

Nat disse...

Ue, Davi.. Esqueceu q o Abaddon apareceu primeiro la num ff do Hurley? Nao era "apenas o recrutador do grupo do cargueiro". Ja era algo mais.
Ahn, no comentario do episodio vc escreveu "coinscidências" e o certo eh coincidências sem o sc. Nem precisa publicar este comentario :P

Lucas disse...

Galera, não acho que o Alpert estava recrutando Ben, mas sim era um viajante do tempo querendo saber quais coisas que ele têm no futuro. Ele pergunta:"Quais dessas coisas você já tem?"
Acho q aquele Book of Laws, é um livro da ilha...
Acho q o Alpert fez aquela entrevista com o Locke só pra saber se ele ja tinha esse livro...É uma teoria...

Silvinha disse...

Gente!!!!!
Não é possível que ninguém tenha reparado nisso!!!
Mas vejam o episódio 03x20 (The Man Behind the Curtain - flashback do Ben) e verifiquem que na primeira cena, em que Ben está nascendo enquanto seus pais fazem uma trilha, o pai de Ben chama sua mãe pelo nome de EMILY!!!!!!
E nesse episódio 04x11, podemos verificar que a mãe de John Locke TBM SE CHAMA EMILY!!!!!!!

Seriam Ben e Locke... IRMÃOS?????

Dude! We are Lost! disse...

Silvinha,

O problema é que mãe do Ben (Emily Linus) morre no parto e é vista por ele naquelas "aparições", no episódio "The Man Behind the Curtain".

Já a mãe do Locke aparece ainda na primeira temporada (episódio "Deus Ex Machina"), na loja de brinquedos. Seu nome é Emily Annabeth Locke.

http://www.lostpedia.com/wiki/Emily_Annabeth_Locke
http://www.lostpedia.com/wiki/Emily_Linus

;)

Juliana

Canela disse...

queria deixar meu comentário aqui em relação a aparição do richard... eu tenho uma pequena teoria que não sei até onde pode ser fundamentada... mas será q o fato de ele aparecer várias vezes no passado, não estaria ligado ao mesmo fenômeno que aconteceu ao desmond??? vamos concordar q essa de não envelhecer vai fazer um grande estrago no sucesso da série...

Marcelo disse...

Detalhe na capa da revista que o Richard leva para o Locke, tem uns prédios, assim como naquela imagem tão discutida no início da quarta temporada, no poster, em que apareciam prédios refletindo na água.

Ricardo disse...

cada vez mais acho que o Alpert se parece com o G-man, do game Half Life. Aquela cena dele observando o recem nascido john atraves de uma janela me trouxe boas lembranças do jogo!!

Scud disse...

o nome da musica eh everyday do buddy holly

Fábio disse...

Sobre o "aparelho" no braço do Keamy: é um metrônomo KORG MA-30 levemente modificado, e de ponta-cabeça.

http://www.woodbrass.com/images/woodbrass/MA30.JPG

Cintia disse...

Sobre o último comentário, Locke é o milagre (o cara) porque sobreviveu e foi curado... e a Rose???
Também não estou certa de que o Locke seja o cara certo. Se ele é o cara, porque Jack e Hurley sentem necessidade de voltar?
Misticismo em exagero não convence.

Anônimo disse...

Li uma teoria interessante que pode explicar como o corpodo médico chegou a praia quando Keamy ainda estava na ilha e faz todo o sentido.
Confiram http://www.sophie.web.br.com/teorialostca.html

Beca disse...

Fiquei com uma dúvida, o nome da mãe biológica do Locke é Emily, o mesmo nome da mãe do Ben.
Por acaso, os dois são irmãos?!

Dude! We are Lost! disse...

Beca, embora as duas dividam o mesmo nome, vale lembrar que a mãe do Ben morreu no parto e a do Locke estava viva quando a vimos em um flashback da primeira temporada.

Davi Garcia

Silvinha disse...

Beca,

Não sei, mas acho esquisito (e por que não dizer "desnecessário") que os produtores da série tenham denominado tanto a mãe de um, quanto a de outro, com o mesmo nome, sem qualquer segunda intenção! Especialmente em se tratando de Lost!

Com tanto nome diferente, por que AS DUAS tem que se chamar Emily?

Por isso fiquei pensando...
Sei que a mãe de Ben morreu no parto e lembro-me da mãe de Locke ter aparecido no começo da 1a temporada num flashback do Locke...

No entanto, não podemos esquecer que aquela aparição se deu num momento em que Anthony Cooper (ou o verdadeiro Sawyer) precisava desesperadamente de um doador de rim, de modo que me parece perfeitamente possível que aquela que apareceu para o Locke não seja sua mãe biológica verdadeira, mas alguém recrutado por Anthony Cooper para fisgar a atenção de Locke.

E a diferença de sobrenomes pode ser perfeitamente explicada pelo fato de que, uma vez casada com Roger Linus, esta assumiu seu sobrenome, abandonando o sobrenome de solteira (que, no caso, seria "Locke").

Bom, posso estar viajando, mas acho estranho haver coincidências em Lost!

Abraços!

Scud disse...

agora aquela direcao sempre cerca hein, no fim da segunda temporada, ben mandou o michael seguir pelo barco na direcao 305 da bussola, a msm q o capital mandou o sayid seguir, ou seja essa direcao q somada da 8 dos numeros magicos eh a direcao q cerca para ir e sair da ilha

Tiago disse...

Ouvi dizer que a escolha de cada novo Dalai Lama feito pelos budistas é feita da mesma forma como foi tentado com Locke aos 5 anos de idade. Ele deve escolher algo que lhe pertenceu em outra vida. Apenas para complementar!

Erick disse...

Widmore já esteve na ilha !!
Ben disse a ele que não pode matá-lo, lembram?
Michael, depois que saiu da ilha, também não conseguiu se suicidar.
Parce que a ilha não quer que widmore morra. Mas porquê?

Widmore disse que bem tomou a ilha dele. Acho que ele é o criador da Dharma.

Anisah disse...

Na minha opinião, o desenho que o Locke fez qnd pequeno é ele após a queda do avião, onde existe uma explosão, fumaça, e ele caído com medo. Pelo o que eu lembro, o encontro com o monstro de fumaça não foi uma experiência ruim pro Locke, ele inclusive achou "lindo" o que ele viu ao olhar pra criatura. Portanto, acredito que o desenho se refira ao desastre,e não ao monstro.