21/04/2008

Produtores dão nova entrevista

Em uma divertida entrevista concedida à revista TV Guide, os produtores Damon Lindelof e Carlton Cuse conversaram com o comediante e apresentador Jimmy Kimmel e abaixo você pode conferir os melhores trechos totalmente livres de spoilers ;)

Jimmy Kimmel: A ilha cura alguns mas não outros. Ben precisou ser operado por Jack mas Sawyer se fere todo 6º episódio e no seguinte está bem. Isso é só um artifício da tv?

Lindelof: A resposta mais rápida é que isso não é arbitrário. Há um certo nível de compressão da história. A idéia de que tudo o que vocês viram realmente aconteceu em 110 dias parece fantástico demais mas essa é a convenção da série. Contudo, quem fica doente e o quão rápido se curam é algo sobre o qual falamos.

Cuse: A cura está relacionada ao grau de comunicação que você tem com a ilha. Talvez o fato de Ben ter ficado doente e ter precisado de uma cirurgia tenha a ver com o fato de que sua conexão não fosse mais a mesma que era no passado.

Todos os roteiristas da série sabem do segredo da trama, se é que existe um?

Lindelof: Todos sabem o que é a ilha e qual a história dela. Mas se Carlton e eu fossemos sequestrados e o sequestrador dissesse, "não vou libertá-los até que os roteiristas divulguem o último episódio da série," não sei se eles seriam capazes de descrever as duas ou três últimas cenas.

Entendo. Isso quer dizer que vocês não confiam nos seus roteiristas. Vocês tem essa cena final [planejada]?

Lindelof: Nós sabemos 100% qual é essa cena final e poderíamos colocar essas páginas em um cofre. Porém há um asterísco nisso já que somos escravos de flutuações na realidade. Se um dos atores envolvidos nessa cena desistir de Lost...

Cuse: ... ou por acaso tivesse um problema com as autoridades, o final poderia ser inteiramente modificado. Basicamente a série está nas mãos do departamento de polícia do Havaí. (Risos)

As pessoas surgem com teorias o tempo todo. Alguém já chegou perto da verdade?

Cuse: Considero que há duas coisas que as pessoas acreditam que são incorretas. Uma delas é que a resposta para tudo na série se resuma a uma sentença. Não é como procurar uma teoria unificada de Enstein. A segunda é assumir que vocês tem elementos suficiente para 'decodificar o segredo.' Os flash-forwards mudaram completamente a série. Portanto como é que você poderia teorizar de forma precisa antes de saber que eles existiam?

Realmente não dava mas alguém já deu um palpite de sorte?

Lindelof: Na temporada passada quando mostramos o que aconteceu quando Desmond girou a chave de segurança na escotilha, as pessoas começaram a dizer, " talvez o eletromagnetismo na ilha esteja relacionado com o espaço e tempo."

Cuse: Mesmo que recebamos vários questionamentos sobre a mitologia da série, o que realmente tentamos escrever é uma série sobre personagens. Passamos cerca de 80 ou 90% do tempo falando sobre como os personagens estão perdidos em suas vidas como pessoas. A mitologia é como a cobertura do bolo.

Vocês se sentem pressionados por causa do final da 3ª temporada? Como superar a reviravolta dos flash-forwards?

Cuse: Não sei se dá para superar isso. Mas o público está esperando para descobrir o que acontece depois daquela cena entre Jack e Kate e vamos falar sobre isso no final dessa temporada. Vamos fazer uma coisa bem legal. Vai ser diferente do qe fizemos na temporada passada. Não há um truque a la M. Night Shyamalan (diretor do filme O Sexto Sentido).

Quando a série terminar há alguma chance de acontecer um filme de Lost?

Cuse: Não temos nenhum plano de fazer um filme.

6 comentários:

Sundfeld disse...

Ainda sonho em ir no cinema na estréia de "LOST", e sempre imaginei o final da série como um longa metragem na telinha grande, seria fantastico AUHUHAHUAUHAHU

Gostei da entrevista, mais me sinto estranha lendo sobre o final de LOST, quero que demore muito pra chegar.

Abraços!

Pi disse...

Parabens pra vcs do Dude!
Acompanha faz anos o Blog e fiquei feliz de ver vcs no Estadão de Domingo!!

Leo disse...

Interessante um comnetario do Cuse. qdo ele falou q a mitologia da serie e' como a cobertura do bolo. Mas eu acho q isso e' q faz do Lost uma serie fantastica.

Eu nao iria achar ruim se eles aumentassem para por exemplo 40% do tempo falando sobre a mitologia da serie :D

Abraco

ana paula disse...

Já eu amo Lost justamente por tratar dos personagens, suas vidas e nuances. Sempre me interessei por esse aspecto e adoro a forma como eles tratam disso, em busca da redenção e mostrando que todos temos um lado negro e um lado heróico. Que temos dias bons e dias horríveis. Que tem aqueles por quem torcemos e amamos e aqueles que não "vamos com a cara" hehehehe é isso que me atrai em Lost!
E desde o início, adorei a interação de Jack e Kate e sou até hoje torcedora deles!
As amizades também fazem diferença aqui: Sun e Kate, Hurley e Charlie, Sawyer e Jack (tiveram seus bons momentos)! Enfim, relacionamentos, auto-conhecimento e superação! É Lost!
E ainda tudo isso dentro dessa maravilhosa camada que recobre o bolo como eles falaram, da mitologia!
O resultado não poderia ser outro: campeã mundial de audiência!

Anônimo disse...

link?

Fernando Tugu disse...

ufa!!! finalmente uma noticia aqui do duede que eu possa ler que não tenha spooler .. heheheh

parabens belo blog!