24/04/2008

Jornal americano publica teorias dos fãs

Lembra do que postamos aqui? Pois é, o jornal USA Today publicou algumas das teorias enviadas pelos fãs e os produtores Damon Lindelof e Carlton Cuse deram o veredicto sobre elas. Abaixo você confere as idéias do público divididas em tópicos. Não há spoilers no texto ;)


A Ilha está viva!

Autor: Wes Brzozowski, de Johnson City, N.Y.

A Ilha e possivelmente nosso planeta inteiro está viva. Ela lê mentes parcialmente e claramente lê /compreende sentimentos intensos. Ela pensa (os sussurros) e sua mente dominante é Jacob (o misterioso homem na cadeira da cabana). A Ilha pode controlar e formar matéria, explicando assim sua habilidade para curar e criar aparições incluindo o monstro de fumaça. Isso é a base para a "caixa" que cria coisas descrita por Ben ao Locke. Aqueles que viram aparições viram pessoas por quem eles tem forte conexão.

Três pessoas ricas e poderosas competem nos bastidores da história da série. Eles representam aqueles que já controlaram a ilha no passado, no presente e que querem controlá-la no futuro. Quem são eles? A Hanso Foudation/Dharma, Widmore e Paik.

O vôo 815 foi intencionalmente levado à ilha pela Hanso, mas caiu por acidente ali.

A intenção era sequestrar um grupo selecionado de pessoas que tivessem o mesmo perfil de Ben e tivessem mais afinidade com Jacob/a Ilha para enfraquecer Ben. Widmore era chefe de Ben no passado mas foi subvertido recentemente. Paik é o verdadeiro homem por trás do cargueiro e um empasse se dará quando o pessoal de Ben capturar Sun (filha de Paik) e Paik capturar Alex.

A história fora da ilha vai se limitar no conflito entre os " Três Reis" - Hanso, Widmore e Paik.

O que os produtores dizem sobre ela?

Lindelof: “... A primeira parte dela diz que, a ilha é cognitiva e que ela pensa o que é uma teoria bem interessante. Em uma escala de A a F eu daria B+ pelo pensamento original e pela criatividade."

Cuse: “Minha parte favorita fica no final quando ele se refere aos três reis que seriam Hanso, Widmore e Paik."

Lindelof: “ Acredito que a idéia de estabelecer uma conexão entre Widmore e Paik é muito interessante."

Cuse: “A Hanso é um pouco mais antiga do que esses dois. Ela é mais como um rei formal. Depois do episódio 4x09 The Shape of Things to Come, esse teórico terá que voltar pensar porque certos aspectos do que ele assume serão colocados à prova. Será necessário mudar um pouco a direção do pensamento."

Lindelof: “Eles podem perder um rei.”


O monstro de fumaça é um Jinn

Autor: Geoffrey Vaccarelli de Middlesex, N.J.

A explicação mais racional para o monstro de fumaça é que ele é um Jinn. O Corão fala que os Jinns (ou Djinn) foram criados por Deus a partir de uma "chama sem fumaça." Os Jinns tipicamente não são visíveis, mas podem assumir várias formas incluindo animais ou pessoas. Eles podem exercer influência sobre os humanos aparecendo como alguém conhecido dessa pessoa, seja morto ou vivo. Eles vivem por muito tempo, possivelmente séculos. Por vários anos, a ilha tem sido lar para muitos Jinns. Embora as propriedades eletromagnéticas da ilha mantenha-a livre de ser detectada, sua localização foi descoberta por Alvar Hanso. A Iniciativa Dharma foi criada sob o pretexto de fazer pesquisas benéficas para a humanidade, mas na verdade era a tentativa de Hanso de controlar os poderes da ilha. A presença da Dharma na ilha representou uma ameaça para os nativos. O Jinn pediu ajuda do jovem Benjamin Linus para armar a purgação. Eventualmente, Ben conseguiu tomar o controle sobre um dos Jinns: Jacob. O círculo de cinzas mantém Jacob preso na cabana. Aquela metafórica "caixa mágica" à qual Ben se refere na verdade é o Jinn, que se move extremamente rápido e não são confinados pelos limites do tempo e do espaço.

O que os produtores dizem sobre ela?

Cuse: “[Antes de qualquer coisa] Isso significa que batyizamos o marido de Sun como Jin em alusão aos Jinns do Corão? A resposta é não."

Lindelof: “Que o círculo de cinzas basicamentye mantém Jacob, que seria o Jinn chefe, preso é uma idéia bem original mas bem longe da verdade.


A terra do amanhã

Autor: Matthew Vejvoda de Leomnt, Ill

No início dos anos 80 a Fundação Hanso começou a construção de uma ilha de diversões no pácifico sul. Essa ilha teria o maior zoológico do mundo, lindos e luchuosos habitats, parques temáticos com montanha russa e um porto para chegadas. A Hanso também estava usando a ilha como campo de estudos para a Iniciativa Dharma. As estações (Pérola, Hydra, etc) eram unidades da Dharma para controle das atrações. Contudo, o que a Hanso e a Dharma não sabia é que a ilha já era habitada. Logo após a abertura do lugar, os nativos começaram a atacar as instalações e tomar os turistas como reféns. O embate entre os nativos e o pessoal da Hanso/Dharma resultou na destruição de muitas atrações e eventual abandono da ilha. Um dos membros da Hanso/Dharma se juntou aos nativos como seu líder. Ele era Benjamin Linus. A estátua de 4 dedos é na verdade o que sobrou do restante do portal de entrada da Ilha Hanso. Duas estátuas da Hanso ficavam nos portais de entrada do parque temático da terra da fantasia. Todas as subsequentes adições e subtrações de pessoas da ilha se devem às disputas entre a Hanso e os nativos para manter a ilha em segredo.

O que os produtores dizem sobre ela?

Cuse: “Essa teoria é bem parecida com o Jurassic Park... Acho que ela funcionaria perfeitamente para o 'Lost Ride' se a Disney (que é dona da ABC) pensassem em criar uma atração na Disneylândia."

Lindelof: “Sempre disctutimos que o brinquedo na Disneylândia baseado em Lost deveria ser apenas uma questão de pegar você, te colocar em um quarto escuro, não deixá-lo sair de lá em menos de 4 horas e girar tudo realmente rápido para que quando você saísse de lá não soubesse o que aconteceu. Isso seria a melhor forma de simular a experiência de assistir a série."

Cuse: “Eu aposto que essa pessoa acredita que Walt Disney está criogenicamente congelado. Gosto dessa teoria porque ela pode nos ajudar a ganhar dinheiro com um parque de diversões."


O Experimento Diabólico

Autor: Doran Vaughan de Anchorage

Matthew Abbadon (o homem que recrutou a equipe do cargueiro) acabará tomando Aaron. Esse brilhante menino está destinado a trabalhar em um laboratório militar secreto do tipo 'Área 51' em uma ilha. Um experimeto diabólico dá muito errado e Aaron fica preso em outra dimensão, eternamente desprendido do espaço-tempo e apenas parcialmente capaz de contactar essa dimensão (através de Ben e dos mortos, como o pai de Jack e Charlie). Conhecemos Aaron - como adulto depois do desastre - como "Jacob". Tudo o que acontece em Lost é parte de um esforço orquestrado a muito tempo por Jacob para alterar o fluxo dos eventos para que esse erro fatal original não ocorra. Ao longo dos séculos Jacob manipula forças para reunir os losties interligados; seus destinos estão relacionados a isso. Jack usa o livre arbítrio e graças a eventuamente trabalhar com Locke, e sobretudo por causa do amor e sacrifício de Kate, resgata e cura Jacob, consertando a falha no espaço-tempo e salvando o mundo. Jack e Kate vivem o resto de suas vidas juntos tornando-se o Adão e Eva que estão na caverna da ilha.

O que os produtores dizem sobre ela?

Cuse:
“Antes de tudo, qualquer teorias que contenha as palavras, 'experimeto diabólico que dá muito errado,' eu amo. Esse é o fundamewnto para as 100 melhores histórias de ficção."

Lindelof: “É uma teoria bastante imaginativa... É uma boa teoria porque se relaciona à viagem no tempo e diz que Aaron é Jacob. Haviam pessoas no início dessa 4ª temporada que pensavam que Harold Perrineuau (Michael) faria uma versão crescida de seu filho Walt. As pessoas continuam indo nessa direção. É quase um Rod Serling de Twilight Zone - uma versão futura de você mesmo retorna e avisa a versão jovem que não faça ou faça algo. Mas não queremos cair no paradoxo em Lost."

"Gostamos dela porque é baseada nos personagens. Há várias teorias que nem mencionam os personagens e essa cita Abaddon, Jack, Kate, Locke, Aaron e Charlie. É bom ter o foco nos nossos personagens."

Cuse: “O fluxo do espaço-tempo é algo que está na direção correta nessa teoria. Mesmo que os pontos específicos não sejam corretos, há muito sobre o que se pensar nessa teoria."

Lindelof: “Evidentemente ela não é a teoria mais exata. Mas há muitas evidências que a suportam e que rendem reflexão. Obviamente, essa pessoa assiste a série com muita atenção."


A culpa é do cachorro

Autor: Andrew Ayers de Albany, N.Y.

Vincent é uma manifestação do monstro de fumaça. No episódio piloto quando os sobreviventes ouvem o monstro pela primeira vez, Walt pergunta, "é o Vincent?" Walt - um garoto muito especial - era esperto demais para achar que seu cachorro poderia fazer um barulho semelhante ao de um dinossauro. Ele sabia de alguma coisa que o restante dos sobreviventes não sabia. No episódio piloto quando Jack, Kate e Charlie se encontram pela primeira vez com o monstro, a câmera gira e mostra Vincent os observando. No episódio "So it Begins," o último da série "Lost: The Missing Pieces," descobrimos que o misterioso pai não falecido de Jack intruiu Vincent a encontrar Jack pouco antes da primeira cena da série. A maioria dos cães não fala inglês. Um dos sites do Lost Experience era o Retrieversoftruth.com, que dizia que "os labradores amarelos podem ler sua mente." O nome usado para se referir ao monstro na porta de segurança da estação Cisne era "Cerberus," que é um cachorro. E os Outros mantém o monstro fora de seu território usando uma cerca invisível, uma versão mortal do que a minha família usa para afastar nossos cães.

O que os produtores dizem sobre ela?

Cuse: “Tinhamos um plano na 1ª temporada para fazer um flashback do ponto de vista do cão."

Lindelof: “Até onde eu sei, a maioria dos cães não fala. Será que esse cara tem um cachorro que fala holandês? Essa é outra piada interna que nós temos. Um dia todos estarão sentados em volta de uma fogueira conversando sobre como tudo é confuso na ilha e a câmera vai se virar para o Vincent e ele dirá, 'Vocês sabem o que eu penso...' "

Cuse: ” ‘Deixe eu explicar para vocês.’ ”

Lindelof: “BOOM! Lost.”


Os 6 e a doença

Autor: Andy Stites de St. Louis

O que Jack, Kate, Hurley, Sun e Sayid tem em comum? Nenhum desses cinco estavam perto da estação Cisne quando ela implodiu e o céu ficou roxo. Então o que isso tem a ver com os Oceanic 6? Muito simples. Eles são literalmente os únicos sobreviventes do vôo Oceanic 815 que podem seguramente sair da ilha sem morrer.

Sabemos que a "doença" é na verdade o tipo de viagem no tempo que Desmond experimentou quando saiu da ilha no helicóptero. Mas Desmond não morreu quando deixou a ilha porque encontrou sua constante em Penny Widmore. Mas mais importante que isso porque ele esteve injetando a vacina da Dharma desde o primeiro dia em que entrou na estação Cisne.

Isso nos leva ao pequeno Aaron Littelton, o último membro do Oceanic 6. Aaron recebeu a mesma injeção depois de nascer. A vacina parece impedir os efeitos da doença quando se sai da ilha.

Sabemos que pelo menos alguns dos sobreviventes do vôo 815 ainda vivem na ilha no futuro. O que significa que apenas aqueles que podem sair da ilha realmente sairão. O restante será deixado para trás por causa dos efeitos dessa doença cujos efeitos eles sentirão ao tentar sair.

O que os produtores dizem sobre ela?

Cuse: “Em The Constant nós obviamente vimos que é importante ficar na coordenada certa ao sair e entrar na ilha. À medida que o cargueiro se aproximou da ilha, as pessoas começaram a sentir os efeitos da doença, e sabemos que o pessoal da Rousseau sofreu de uma doença quando chegaram à ilha, portanto essa pessoa está perto da verdade em certos aspectos."

Lindelof: “O relacionamento casual entre a doença e as estranhas flutuações no espaço-tempo é uma boa sacada. Sobre os Oceanic 6 serem os únicos que podem deixar a ilha isso está errado.”


Pais muito maus

Autor: Antoinette Lopes de New Badford, Mass.

Os pais ruins são o segredo de tudo. O pai de Jack e Claire, o de Sun, o de Penny, o de Locke e influenciador do nome de Sawyer, etc. Eles são um grupo de homens poderosos que assim como os Illuminati querem controlar o mundo, mas não os considero Illuminati. Penso que eles querem tomá-lo deles. A ilha, o último poder no universo é o caminho para conseguir isso. Talvez eles sejam pessoas boas, mas não saibamos disso ainda. Eles mexeram os pauzinhos para reunir pessoas específicas, incluindo seus filhos para chegar à ilha. Essas pessoas foram escolhidas não pelo destino mas por esses poderosos homens para atingir um objetivo específico - tomar a ilha - e talvez eles os tenham criado para isso ao longo de suas vidas. Por exemplo, tudo que Christian Shephard fez tornou Jack um herói, mesmo que ele o tenha dito para não ser um. Quando eles tomarem o controle de tudo e o destino que esses homens intigaram tornar-se realidade, seus descendentes vão repopular a terra liderados por um novo Adão e Eva. Os corpos na caverna são Aaron e Ji Yeon.

O que os produtores dizem sobre ela?

Lindelof: “Adoro a idéia de que Christian Shephard, Anthony Cooper e Mr. Paik se reuniram em algum ponto e disseram, 'Qual a melhor forma de ferrar nossos filhos para que eles entrem em avião caiam em uma ilha e salvem o mundo?' Pensar que a única razão pela qual seus pais poderiam ser ruins para eles pois os estavam direcionando a salvar o mundo me faz muito feliz."

Cuse: “Muito imaginativa. E gostaríamos de conhecer essa pessoa, porque ela claramente tem problemas com o pai assim como nós"

Lindelof: “E ela é inspirada pois fala que os dois esqueletos são versões crescidas de Aaron e Ji Yeon, que um dia se tornariam um casal."


Celebre como se fosse 1988

Autor: Amy Button de Rochester, N.Y.

A equação Valenzetti prevê o fim do mundo que aconteceria às 4:23:42 da tarde do dia 8 de abril de 2015. Esse é o significado dos números 4, 8, 15, 16, 23, 42. Para evitar o fim do mundo uma máquina do tempo foi criada para evitar que o mundo chegasse ao ano 2015, pelo menos na ilha. A ilha foi escolhida para uma de duas razões: ou era remota o bastante para protegê-la de um distúrbio externo que poderia interromper a pesquisa, ou a ilha tem algumas propriedades que a tornam especial. Uma camada subterrânea de imã na ilha provoca as anomalias eletromagnéticas. A máquina do tempo foi completada nos anos 80. A partir desse ponto, a ilha existe em uma bolha do tempo-espaço que está separada do resto do universo. Desde que a estação Cisne funcione a ilha permanecerá trancada em 1988 enquanto o resto do universo prossegue normalmente. Depois que a estação foi implodida, o tempo na ilha segue adiante no tempo do universo cerca de 20 anos atrás. Há apenas um jeito de deixar a bolha do tempo, usando a coordenada exata. Outras tentativas não foram bem sucedidas porque não sabiam onde deveriam sair.

O que os produtores dizem sobre ela?

Lindelof: “ O que eu adoro nessa teoria é que por algum motivo a ilha ficou trancada em 1988 enquanto o resto do universo seguiu em frente normalmente. Fico imaginando o que aconteceu em 1988 para que essa pessoa queira que o mundo ficasse preso lá para sempre."

Cuse: “Essa pessoa pode ser um fã de Cyndi Lauper.”

Lindelof: “Acho que ali ela já estava no auge. Em 88 falávamos de U2 e INXS. Só a idéia de que todo mundo na ilha está em 1988 é bem louca.”

Cuse: “Acredito que a especulação de que as anomalias eletromagnéticas sejam causadas por um imã pode não ser tão boa quanto alguns pensam.

" Gosto da imaginação das pessoas tentando conectar os números ao fim do mundo."

Lindelof: “Mas isso foi tudo tirado do The Lost Experience.”


Sayid é o informante de Ben

Autor: Zack Ramsdill de Ballston Spa, N.Y.

Acredito que Sayid é um espião de Ben na ilha o tempo todo. O general que o odenou torturar seu companheiro iraquiano para obter informação estave na ilha durante muito tempo apertando o botão com Desmond. Ele estava trabalhando com Ben e recrutou Sayid para explodir o vôo 815 sobre a ilha e assim levar Jack até lá para remover seu tumor. Sayid talbém se mostrou muito interessado em bater no Ben diversas vezes para poder passar informações e receber ordens.

O que os produtores dizem sobre ela?

Cuse: “Se você vai despender tempo e esforços para recrutar Sayid e fazer dele um informante importante e colocá-lo no mesmo avião que ele deve explodir com a intenção de ainda usar seus serviços depois como informante então devo dizer que essa teoria não cola."

Lindelof: “Fica parecendo também, como presumido por essa teoria, que ele estava ali apenas para levar Jack à ilha. Me parece um plano elaborado demais apenas para ter um tumor removido, sem menionar o fato de que Sayid é o cara que capturou Ben e que o espancou violentamente. Portanto para que eles fariam isso? Não há qualquer evidência para suportar essa teoria."


O camaleão Dharma

Autor: Doug Douillard de Fort Collins, Collorado

Há algumas pessoas da Dharma fora da ilha que estão trabalhando para voltar para lá com o objetivo de terminar seu trabalho com a Equação de Valenzetti. Ms. Hawkings era a antiga funcionária da estação Cisne e desenvolveu as mesmas habilidades que o Desmond tem. Ms. Hawkings acidentalmente ganhou essa habilidade durante o incidente original. Ela sobreviveu encontrando sua constante - o irmão Campbell = e deixou a ilha. Depois de sair de lá, ela começou a ter visões e tem visto o que precisa acontecer para que a Dharma recupere o controle da ilha.

As visões dela incluem um complicado padrão de pessoas que são exigidas para estarem na ilha para que uma série de eventos ocorra para que a Dharma retorne à ilha. Com a ajuda de outras pessoas, incluindo Christian Shephard, Richard Malkin, Nadia e Libby, o grupo assegura que aquelas pessoas específicas esteja no avião para que essa série de eventos ocorra.

Desmond precisa chegar à ilha para provocar a queda do vôo 815; Locke precisa localizar a escotilha para manter Desmond vivo. Desmond precisa influenciar Charlie para que ele desative o bloqueio de comunicações da ilha para que Jack ligue para o cargueiro.

O que os produtores dizem sobre ela?

Cuse: “Essa é uma teoria bem desenvolvida que tem várias coisas que chegam bem perto da marca. Nós realmente gostamos muito dessa teoria."

Lindelof: “Gostamos da argumentação dela, bem concisa. E porque ela contém outras teorias mencionadas de viagem no tempo e manipulação de tempo-espaço. Essa teoria merece um sólido A."

Cuse: “Para falar a verdade nós nem podemos comentar muito sobre isso porque há muita coisa aqui correta."

Lindelof: “Não vamos dizer porque estamos dando um A para ela. Vamos torcer para que o autor dessa teoria aceite o A e fique orgulhoso."

Cuse: “Ela não está totalmente correta, mas nós concordamos com o jeito como essa pessoa pensa."

Lindelof: “Ela não está totalmente correta, mas pode ser correta.”

Cuse: “Ou partes dela podem estar corretas.”

Lindelof: “Isso mesmo.”

Cuse: “Vou dier que essa pessoa vai realmente gostar da 5ª temporada e se sentir bem superior a todos."

Lindelof: “Então na 6ª temporada, vamos acabar com a moral dela e provar que está errada. E até lá, ela pode curtir o momento."

*-*-*-*-*-*

Ufa! É teoria que não acaba mais, hein? Aliás tirando essa última que realmente tem um certo sentido e algumas partes de outras, quanta besteira alguns fãs pensam sobre a série, não? Cada vez mais me convenço de que se o final de Lost e as explicações que se espera dele fosse ser escrito por certos fãs seria um imenso desastre. Mas diz aí, qual teoria te convenceu mais?

Quer ler mais teorias? Acesse o site do Jornal USA Today e "delicie-se" :p (O texto está em inglês)

Por Davi Garcia

4 comentários:

Ana Paula disse...

Algumas obviamente são piadas, como a do cachorro.

Anônimo disse...

Essa do Vincent é ruim demais. A pessoa só podia estar bêbada quando pensou em uma teoria assim. Já essa última me agradou também.

david. disse...

A última é realmente espantosa.
Não a teoria em si, mas o que Carlton respondeu.
Eles devem ter ficado bem nervosos.
Só me lembro de uma entrevista com JK Rowling sobre o final de HP e disseram uma coisa certa, ela ficou realmente nervosa.

Bom, mais nrvoso que eu impossível para amanhã.
*-*

Anônimo disse...

Simplesmente genial.!!claro k tou falando da ultima, como diz aí o colega atras.. principalmnt pela resposta e avaliacao dada pelos darlton's.. ADOREI..! Faz todo sentido sim,p kem ama a melhor serie do mundo k é LOST.. beijao e abraco dum irmao vosso portugues.. Parabens pelo vosso empenho e excelente trabalho davi..