21/03/2008

Comentários do episódio 4x08 Meet Kevin Johnson

Em um episódio cheio de surpresas, reaparições sinistras, indicações para respostas importantes, mais uma música de Mama Cass Elliot (It's Getting Better, sucesso contemporâneo da Make your Own Kind of Music da abertura da 2ª temporada) e que encontrou tempo até mesmo para justificar a frase de Tom para Kate na abertura da 3ª temporada ("Você não faz meu tipo"), Meet Kevin Johnson manteve o bom nível da temporada explicando de forma - na minha humilde opinião - razoavelmente satisfatória como Michael foi parar no cargueiro (afinal, como é que em tão pouco tempo desde sua saída da Ilha ele conseguiu se inflitrar no grupo do cargueiro?) e principalmente evidenciou que a Ilha de fato exerce uma forte influência sobre aqueles que deixaram uma missão inacabada para trás, mostrando que seu magnetismo singular não se resume apenas à características físicas e de caráter científico, mas sobretudo a uma viagem pela conexão emocional e espiritual que ela exerce sobre aqueles personagens, afinal parece evidente que a Ilha não 'permite' que Michael se mate pelo mesmo motivo que Jack não conseguiu no flash forward. Ambos precisam voltar.

Sim, foi por água abaixo a hipótese que levantei de que a explicação para o retorno de Michael como o espião de Ben no cargueiro se daria através do uso da viagem no tempo, mas insisto na idéia de que o período decorrido entre a saída da Ilha (27 de novembro de 2004) e o posterior embarque no cargueiro foi muito curto para que tanta coisa acontecesse na vida de Michael. Por que em tão pouco tempo Michael se desesperou tanto a ponto de querer se matar por conta do desprezo de Walt (então ciente do preço que seu pai pagou para que eles saíssem da Ilha) e que sim, apareceu em um rápido frame que infelizmente expôs a falta de cuidado da produção ao usar um outro ator bastante diferente para representar o Walt com 10 anos. Incoerências e escorregadas à parte, estou desde já intrigado e curioso para descobrir como toda essa história do Michael vai se fechar. Mas deixando essa questão um pouco de lado, vale destacar que assim como ocorrera com Hurley no episódio de estréia da temporada, Michael também foi assombrado pelo fantasma de um personagem já morto. E o que dá para dizer de ambas as aparições (Charlie para Hurley e agora Libby), é que podemos associá-las e interpretá-las como uma manifestação da Ilha clamando por ajuda, ou no caso de Michael como um lembrete de que ele tem algo a fazer para se redimir como ilustrou o Tom. Ainda sobre a cena de Libby no hospital, reparou na sutileza da alusão ao evento que antecedeu a morte da loira na escotilha Cisne quando foi buscar justamente cobertores?

Mas e sobre a história que o Tom contou ao Michael, hein? Exatamente igual àquela que o capitão Gault contara a Sayid e Desmond no episódio Ji Yeon, com o único diferencial de que segundo Tom, o verdadeiro responsável pelo teatro criado com os destroços de um falso avião do vôo 815 no fundo do oceano é Charles Widmore o que evidencia o claro jogo de empurra onde ninguém quer assumir a 'paternidade da criança.' E agora, em quem acreditar? No manipulador Benjamin Linus ou no frio e calculista Charles Widmore? A conferir...

Agora o que realmente vai deixar nossa curiosidade nas alturas, é saber o que acontecerá com Alex isolada a caminho do tal 'Santuário' (Templo no mapa), o local onde o restante dos Outros está escondido, e que segundo Ben não é um lugar apropriado para os losties (por que isso, aliás?) E Rousseau, será que morreu como Karl? D U V I D O e cravo a aposta de que tal qual ocorrera com Locke depois de ser baleado, ela também encontrará uma cura milagrosa ao ser resgatada e levada para esse tal misterioso lugar que ao que tudo indica deve ser a fonte da juventude e de todas as 'mágicas' da Ilha.

E assim termina a primeira parte da 4ª temporada, uma leva de episódios que até aqui desenvolveu a trama de forma rica criando possibilidades interessantes e abrindo as portas para novos e instigantes mistérios, a chave do sucesso da série na minha opinião. Faltou alguma coisa para ser comentada? É claro que sim, mas a essa altura você já sabe que vém por aí aquele post caprichado com easter eggs, curiosidades e um pouco mais tarde o dudecast discutindo e repercutindo tudo o que o episódio trouxe de bom. Até lá capriche no comentário e divida conosco sua impressão sobre Meet Kevin Johnson.

Por Davi Garcia

34 comentários:

Jonata disse...

Ficou meio que forçado esse retorno do Michael na história. Tava na cara que os produtores e criadores tiveram que iventar tudo isso para reaproveitar o personagem que no final da 2 temporada jurou que não voltaria a fazer Lost.

Queria saber se vamos ver o LostZilla nesta 4 temporada...

Dudu Maroja disse...

Não achei forçada a volta do Micheal, achei muito bem escrito!!!

Eu so acho que foi o Ben que mandou matar Karl e a Francesa.. mais pelo local do tiro do Karl, ele nao sobrevive.. e como nao vimos onde foi o tiro da francesa.. e bem provavel que ela nao tenha morrido.. eu ficaria puto que ela morresse sem um flashback!

Carol Flores disse...

Nunca gostei muito dos episódios do Michael e esse não fugiu da regra. Tá bom que a volta dele foi interessante mas esperava muito mais.

Disseram que íamos saber o por que do Jack ficar tão perturbado no flashfoward do season finale da terceira temporada, mas onde que responderam isso: teve um momento sim do tipo "eu já vi isso antes" (a cena do Michael tentando se matar e falando i'm sorry quase igual a cena do Jack quando ia pular da ponte e ele também pediu desculpas), foi só pra evidenciar um sentimento de culpa que ambos, Michael e Jack, sentem por algo que aconteceu? Isso não foi uma resposta concreta. O final do episódio nos dá uma idéia vaga sobre o que pode acontecer e não uma resposta definitiva.

Ben quis ajudar a filha a escapar e se ralou: acabou levando os inimigos do cargueiro até ela. Pessoal que saiu em missão do cargueiro no sétimo episódio devem ser os responsáveis pelos tiros (lembra que o Lapidus voltou para a ilha?).
Mesmo assim eu confio no Linus! E defendo a teoria que o responsável pelo avião forjado no fundo do mar é o Widmore, que está tentando colocar a culpa no Ben. Isso fez o Sayid pensar que foi o Ben que forjou o avião, o iraquiano descobre Michael no cargueiro, descobre que ele está trabalhando para o suposto culpado pelo avião fake e resolve entregar o espião para o capitão: SAYID TU É BURRO OU O QUE?

Acho que a Rosseau está viva! Tem que estar, é uma das poucas personagens interessentes que ainda não teve sua história totalmente revelada. Torço mesmo para que ela esteja viva (até porque é muita sacanagem matar a mulher quando ela finalmente encontra e passa a conviver com a filha). Já o Karl: morra guri mala! Por favor senhor sniper atire na Alex também!

E só pra constar: A CLAIRE NÃO MORREU! Ainda...
A maioria de voces não gosta da Claire, eu sei por que eu também não gostava, passei a simpatizar com ela depois da terceira temporada (atualmente dispenso a Kate antes da Claire sem ao menos pensar). Gosto da relação Claire/Aaron, aliás eu adoro o Aaron (mesmo sendo um personagem que não adiciona quase nada a trama). Com a exibição desse episódio só consigo pensar num fim trágico para a loirinha já que o Aaron vai parar com a Kate, o que por sinal não me agradou muito.

caca01 disse...

Claro que não ficou forçado, um mÊs é tempo o bastante para fazer muita coisa.

Dude! We are Lost! disse...

Carol Flores, sobre a fuga de Alex, Rousseau e Karl, não creio que Ben tenha se lascado como você apontou dizendo que ele os levou para as mãos do pessoal do cargueiro. Posso estar enganado, mas meu palpite para isso é que o Ben armou aquela arapuca e os tiros vieram dos protetores do tal Santuário/Templo.

caca01, o problema do período é que não foi 1 mês que se passou e sim no máximo 2 semanas, pois se o Michael saiu da Ilha no dia 27 de novembro e no dia 16 de dezembro o cargueiro já estava próximo à Ilha, a coisa fica realmente pelo menos um pouco forçada. Mas tudo bem, como eu disse no post vou aguardar para ver o que mais será revelado dessa história do Michael.

Abraços!

Davi Garcia

caca01 disse...

hummm não acho não, nós não sabemos o que Walt disse para fazer Michael ficar desse jeito, Walt pode ter dito coisas muito ruins pro pai dele a ponto dele querer se matar, alias o Michael além de magoado pelo seu filho, culpado pelas mortes estava vivendo mentindo sem poder vir a publico ou ter um trabalho decente, não é preciso um cara passar semanas pra ter vontade de se suícidar, pode ter passado no maximo uma semana até quando ele compra a arma e encontra friendly, dai leva mais uma semana ou menos para ele embarcar no cargueiro e pronto.

eu não achei forçado não, a única coisa que deixou meio em dúvida foi a disponibilidade do Tom sendo que ele esteve presente em quase todos os epis do começo da terceira temporada, isso antes do sub explodir considerando esse o único meio de sair da ilha, mas com o lance do tempo passar diferente e do fato de que os produtores já disseram que o sub não é o unico meio de entrar e sair da ilha então tudo pode ser explicado perfeitamente.

Só não entendi o lance da bomba, pra que todo o alvoroço pro papalzinho?

MaximusPM disse...

com certeza o karl morreu...

alguem ia morrer nesse episodio... Lost tava muito agua com açucar...

a Rousseau não pode ter morrido, mesmo pq o tiro dela nao pegou nenhum orgão.

caca01 disse...

o tirou da Rousseau pegou um pouco abaixo do peito direito, muitas chances de sobreviver.

Anônimo disse...

Muito bom episódio, o q não eh bom eh ter q esperar pra ver o proximo.
Ah, essa paranóia com o Walt crescer, e não crescer, e usar outro ator jah eh de mais. Não tem como o piá parar de crescer pra continuar com 10 anos em Lost!
Eu sei q os produtores jah mencionaram q vão 'explicar' o Walt ter crescido, e acredito q isso ateh se deva as pessoas gerando tanta polêmica em torno disso. Mas não vejo isso como uma grande coisa, o piá cresceu em 4 anos. Apenas algums meses passaram em Lost. Não tem muito o q explicar.

Anônimo disse...

Esse foi o melhor episódio da temporada, ao lado do The Constant.

Leonardo Souza disse...

Primeiro eu pensei que os tiros seriam uma armação do Ben, para finalmente eliminar o Karl.

Porém, eu acho que o(s) responsável(eis) pelos tiros são o pessoal do cargueiro sim, e que agora vão pegar a Alex como refém e utilizar isso em favor do medo que o Ben cita (usarem ela pra atingir ele).

Diego disse...

Galera depois desse episódio acho que tenho certeza de que quem está no caixão no final da terceira temporada eh o Michael. Ninguém foi no enterro dele porque ele usa outro nome fora na ilha Kevin Johnson.

Du Macedo disse...

Concordo que o episódio foi um pouco forçado sim. Principalmente pq, particularmente, esperava não só uma explicação de como Michael foi parar no cargueiro mas tb COMO, EM QUANTO TEMPO E POR QUEM ELES FORAM RESGATADOS AOS SAIR DA ILHA? Isso ajudaria a preencher a lacuna de tempo entre a saída da ilha e a chegada ao barco. Final muito clichê tb com Karl "pressentindo" o perigo.
O episódio só serviu pra acentuar a dúvida sobre os "good guys" Ben e Wildmore.

Anônimo disse...

Só para constar: acho que nesse episódio já explica o porque de Sayd trabalhar pra o Ben já ele ele entregou o Michel ao capitão tornando possível que o barco chegue a ilha, deve ter ficado com aquele mesmo sentimento de culpa. :P

killer88 disse...

Não acho que ficou forçado, não. Do jeito que o Michael era fanático pelo filho, acho que um mês é até pouco tempo pra ele entrar em desespero. E, outra coisa, o Ben já podia ter preparado tudo para que o Michael fosse um espião assim que teve noticias do recrutamento pro cargueiro.
Adorei o episodio, também duvido que a Russeau tenha morrido e depois de tudo eu até aceitei o "dublê" do Walt.

Anônimo disse...

Eu acho que o episódio explica sim porque Jack quis se matar. É provável que Claire morra e o médico passe a ser atormentado pelo espírito da irmã, como Charlie e Libby com Hurley e Michael. Isso também explicaria porque Jack não quer encontrar Aaron!

Gabriel Anderson disse...

Davi Garcia.... sempre adorei seu blog, e todo dia entro nele, e 99% da s vezes concordava com vc. Mas acho q ultimamente vc está se fechando mt para uma idéia só, e não abre a mente para outras coisas...
Não to xingando.. sei lá, uma opinião minha...

Vc disse q não é o pessoal do cargueiro q "matou" os 2 lá. Mas o Ben falou "se eles souberem q vc eh minha filha vão te usar" e depois ela fala q eh filha dele (pra mim isso eh um jogo de cinema), e indiciaria q não são os outros lá!

MAS......
poderia ter sido o Ben sim q mandou matar os 2. Da Rousseau ele não gostava mt msm, e basta ver o olhar do Ben qdo o Karl segura na Alex (mas não vejo mt motivo pros outros matarem eles, a não ser q eles tbm não poderiam entrar no templo como os losties)

e não sabia q a Alex era tão gata.... haha
ah! e tbm acho q a Rosseau está viva! e tbm não achei forçada a volta de Michael, msm pq ngm sabe o tempo certo... e acho q é cerca de 1 mes sim

"SAYID TU É BURRO OU O QUE?" [x2]
concordo!! acho q ele eh mt burro, ele devia investigar mais antes de fazer algo.

Fora q pra mim, por enqto o Ben é o "mocinho"! E Wildmore tem mt grana pra poder fazer td akilo sim!

Sobre usar outro ator pro Walt, acho isso normal...

enfim continuo com minhas opinioes anteriores:
- Claire está no caixão!
- é um flashforward de Jin em Ji Yeon, e ele tá vivo e saiu da ilha!

Dude! We are Lost! disse...

Oi Gabriel, não há problema algum em discordar da minha opinião. Eu nunca disse que o que eu acho é a resposta definitiva e jamais direi porque seria pretensão demais se o fizesse. Só defendo minhas interpretações baseado no que entendi da trama e no caso específico da cena final do episódio insisto em dizer que não acredito que o pessoal do cargueiro seja o responsável. De qualquer forma só o tempo dirá quem tem razão nessa, né? ;)

Abraço!

Davi Garcia

James M. Barrie disse...

Sinceramente, achei o episódio muito fraco. Ainda mais se considerarmos toda expectativa que se criou em torno dele.

Concordo um pouco com o Davi, acho que o tempo foi curto pra tudo acontecer. Não foi mostrado como o Michael e o Walt fizeram pra retornar à terra firme, nem nada. Pode ser que isso nem seja relevante; mas acho que pode envolver algo de viagem no tempo, também. É esperar pra conferir.

Durante o desenrolar do flashback, nada de novo foi apresentado. Até a sexualidade do Tom já era sugerida (ahhaha). Foram feitas apenas reitirações. Todo mundo que saiu da ilha tem um sentimento de culpa; primeiro há a tentativa de livrar-se dele através do suicídio ou isolamento (Jack, Hurley), e depois uma busca por redenção ("We have to go back"). Widmore e Ben continuam no jogo de empurrar um para o outro a autoria da forja do avião. Ainda que o Tom tenha apresentado provas pra isso, nada garante que não sejam forjadas. (Ainda assim, acredito que o Ben é, de fato, um dos "good guys" - como é reafirmado na fala do season finale da segunda temporada - simplesmente porque seus motivos estão bem mais claros que os do pai da Penny).
As reais pulgas atrás da orelha do episódio, pra mim, se resumiram a duas: como o Tom passou tanto tempo fora da ilha, sendo que estava presente na maioria dos episódios no início da terceira temporada? Acho que pode ser algo que, também, envolva viagem no tempo ou algo do tipo.
E - a que todos se perguntam - quem fez a emboscada pra Karl, Rousseau e Alex?
O olhar do Ben pro Karl colocando a mão na cintura da Alex realmente é sugestivo, pode indicar que ele armou aquela emboscada pra se livrar do Karl e da Rousseau, de quem ele não gostava tanto (mas, mesmo assim, me parece meio imrpovável que ele quisesse se livrar da francesa. Ele deve saber da conexão dela com a ilha, e tal, acho que ele não a mataria).
Por outro lado, o fato de o Ben dizer que o pessoal do cargueiro poderia querer usar a Alex para chegar a ele, e o fato de o episódio ter terminado com a Alex gritando "Não atirem! Eu sou filha do Ben!" também é bastante sugestivo. Meu palpite pende mais pra esse lado: que foi o pessoal do cargueiro que armou essa emboscada pra Alex, Rousseau e Karl.

No fim das contas, foram questionamentos muito fracos ("pulgas" muito pequenas) pra fechar a primeira leva de episódios. Decepcionante diante dos dois episódios tão fantásticos com que essa temporada já nos presenteou: "Ji-Yeon" e, principalmente - é claro - "The Constant".

Carol Flores disse...

Eu continuo acreditando que na cena final teve dedo do pessoal do cargueiro. Sim, o Ben mandaria matar o Karl sem hesitar mas a Rosseau acho que não. O próprio Ben falou para Alex ("Sua mãe vai cuidar de voce", algo assim). Ele confiou os cuidados da guria para a francesa! Baita sacanagem se for o Ben o mandante desses tiros. A Rosseau é tão legal (louca mas legai =p).

Gabriel Anderson disse...

o James ai de cima falou q o Michael tinha viajado no tempo, ai eu pensei: "aff lá vem outro achar q td é viagem do tempo", mas ao msm tempo (hehe) veio um "flash" na cabeça, q seria por causa disso q ele não conseguia se matar!!!
Lembra dos paradoxos? se ele voltou no passado, ele não pode se matar, pq ele não existiria no futuro!! (ou presente..)
é por isso q a bala não funciona.
E tbm isso resolve o fato de o Tom estar na ilha e lá. Ele esta no EUA no passado, e no presente, ele tá na ilha.

E Davi... foi mal, acho q exagerei um poko... hehe
abraço

Anderson disse...

nao sei se ja falaram isso, mas eu nao acho que o ben armou uma cilada para matar a francesa e o karl, para mim quem atirou foi o pessoal do cargueiro, lembra q lapidus saiu para uma missao especial, seria essa missao levar o pessoal para começar a carnificina????

alem do mais, a alex grita bem alto q é a filha do bem, e o ben temendo q a filha fosse sequestada e fosse usada contra ele mandou irem para o templo.

cayo disse...

Forçado..
Walt ficou assim com michael pq ele matou pessoas pra sair da ilha...
E pra se redmir, michael irá matar mais alguns...
E toda akela coisa emo de querer se matar por causa disso?
bah.. forçado.

MaximusPM disse...

Alguem reparou que só tem 1 helicoptero no naviu quando eles tão indo pra Ilha?

Cadê o heli q a Naomi usou pra ir pra ilha?

Anônimo disse...

Pra mim soou um pouco forçado mesmo, embora tenha uma explicação lógica pra não mostrarem o que aconteceu após a saída dos dois, o ator que faz o Walt cresceu muito a única cena em que ele aparece e de longe foi feita por um duble. (o que foi reparado por todos) Como esperar algo uma cena dos dois no barco onde ele teria que participar ativamente?Foram poucas as dúvidas criadas pra um encerramento de um arco, mas novamente tem explicação, a greve antecipou tudo e esse é só mais um episódio de meio de temporada não tinha um peso tão grande para a série (principalmente comparado a "The constant") e o encerramento, mais respostas e questionamentes só serão presenciadas após esse longo hiato.Apesar desses problemas foi um bom episódio, como os outros da quarta temporada.

Carol Flores disse...

O avião da Naomi caiu no mar =]

Cristiano Almeida disse...

Davi Garcia, meu caro, sua teoria de Michael viajante do tempo foi mesmo por água abaixo... mas isso é normal, pois em Lost a gente volta e meia bate a cara na parede tentando entender o que está acontecendo. Mas vamos lá...

Primeiro, eu não acreditava mesmo em viagem no tempo ser a solução para o caso do "kevin" por um motivo que tenho visto diversas vezes: quando a gente cria soluções fantásticas para os mistérios, a solução deles é sempre a mais simples e menos imaginada por nós. Claro, isso não se aplica a tudo, mas à maioria dos casos.

E segundo, me desculpe, mas o tempo foi mesmo suficiente para o que aconteceu com Michael até ele chegar ao cargueiro. Temos que ter em mente algo muito importante que é o desespero dele! Ele cometeu atrocidades para tirar seu filho da ilha, coisas que causaram naturalmente uma ferida enorme na sua consciência. Nada mais natural do que ele ter a fraqueza de contar para seu filho o que aconteceu, até porque o garoto não iria voltar para casa sem fazer perguntas a ele. Nada mais natural do que ele, interiormente ferido por seus crimes e traições e pelo desprezo do filho, se ver ansioso pela morte. Não se precisa de tempo pra se chegar a esse ponto tendo o passado que ele teve na ilha. É o suficiente pra ele chegar ao fundo do poço e ser recrutado como espião do Ben. E além disso, arrumar a função de limpador de convés de um cargueiro não é a coisa mais difícil ou demorada do mundo. Muito coerente sim! Lembro também que ele na verdade tem dois objetivos: salvar os outros sobreviventes e "poder morrer".

Fica aqui meu comentário e meus parabéns pelo fantástico blog.

Scheelder disse...

Acho que quem atira eh o pessoal do cargueiro, pelo tipo de arma usada. E também lembram que o helicóptero não estava no barco, pois havia saída em uma missão?
O Ben falou: Eu não Mato Inocentes!
Se ele estiver falando a verdade...

Scheelder disse...

Acho que quem atira eh o pessoal do cargueiro, pelo tipo de arma usada. E também lembram que o helicóptero não estava no barco, pois havia saída em uma missão?
O Ben falou: Eu não Mato Inocentes!
Se ele estiver falando a verdade...

James M. Barrie disse...

Outro grande buraco no flashback do Michael - e que eu não tinha pensado - é como ele consegue entrar tão tranqüilamente no cargueiro?
É uma missão de suma importância; o Widmore sem dúvida iria querer checar os antecedentes de absolutamente todos os integrantes da tripulação, do capitão ao faxineiro.
E, se ele está tão profundamente envolvido na questão da queda do vôo 815 da Oceanic, nada mais natural que ele tivesse fichas completas de todos os passageiros. Seria a primeira providência a se tomar. E, se for esse o caso, ele obviamente reconheceria o Michael na hora. De maneira que é um tanto quanto incoerente o fato de ele conseguir trabalho tão facilmente no cargueiro.

Mas - essa idéia me veio agora, e talvez seja a dúvida mais instigante do episódio - talvez o pessoal do cargueiro saiba quem é o Michael. Ou pelo menos o capitão sabe. Porque ele realmente não parece tão chocado diante das revelações do Sayid.
Será, então, que o pessoal do cargueiro já tava ciente de tudo?
Esse sim seria um ponto bastante interessante do episódio - talvez o único de real importância.

Anônimo disse...

Eu também achei que o Capitão aparentava tranquilidade e ciencia de tudo.Até porque além de não haver maior investigação sobre Michael (e sobre vários membros segundo Miles, incluindo ele mesmo) não houve nenhum tipo de investigação dos telefonemas e das bagagens deles.

Emerson F. Bezerra disse...

Esse episódio explicou uma coisa que até agora não estava clara pra mim: o motivo dos sobreviventes do acidente TEREM sobrevivido, tinham alguma importância pra ilha e explica também a incrível sobrevivência do Desmond, do Mr. Eko e do Charlie na explosão da escotilha.

Cássio disse...

SE O MICHAEL É UM DOS 6 OCENICS PQ a mae dele nao pode charmar ele pelo nome, ela tem q fingir q ele morreu???

R. Facchin disse...

Galera, como visto num promo do epi 9, o narrador fala "Todos os 'Oceanic 6' foram revelados e em breve você descobrirá como eles saíram da Ilha.
" - enquanto ele fala isso, no video aparecem os 6, "Jack, Sayid, Sun, Hurley, AARON e Kate" , notamos que são esse 6 e não o jonh no início pelo fato de mostrar esses 6 citados acima em imagens fora da ilha. Agora a dúvida; consideraram o Aaron sobrevivente? (talvez sim, não seria necessário ele estar no manifesto para ser sobrevivente, o fato de ele ter nascido la e ter sobrevivido faz dele um sobrevivemente - entenderam?).

E quanto ao Kev, onde o nosso amigo James m. b. falou sobre ele ter conseguido uma vaga facil no cargueiro sem o Widmore conhecer seus tripulantes, pode ser o seguinte:

Lembram que qd ele vai se apresentar para a Naomi, ela tem uma lista? E confere o nome dele? A ídeia é que o Mr.Widmore tinha o conhecimento sobre todos, inclusive sobre o "verdadeiro" Kevin Jhonson, que provavelmente deveria ser parecido com o michael. Ai fica facil pra turma do Ben dar um sumiço neste Kev. , falsificar o passaporte(o Ben mesmo nao tem uma gaveta cheia deles?) e tudo mais. Faltava só colocar o Michael la e deixar as coisas acontecerem.

E ultima coisa só para zoar hehe,
querida carol, lamento desaponta-la, mas o AVIÃO da Naomi não caiu no mar, só o helicoptero dela.

Abraços a todos.