07/03/2008

Comentários do episódio 4x06 "The Other Woman"

Antecipando a opinião que acredito será quase unânime, esse 6º episódio teve de fato muitos momentos desnecessários e que pouco acrescentam ao overall da trama, mas que como quase sempre acontece mesmo nos episódios mais mornos da série, guarda alguns momentos que trazem boas revelações sobre as quais falarei mais adiante. E se guardo uma certa decepção com desenrolar dos flashbacks de Juliet em The Other Woman (foram arrastados demais e trouxeram fatos a muito tempo deduzíveis), fica pelo menos a certeza - ao menos para mim - de que tal qual o Jack, ela também é uma pessoa cuja fixação por consertar situações terminam por envolvê-la de forma negativa desestabilizando-a emocionalmente e comprometendo seu julgamento.

O título do episódio como muitos já devem ter interpretado traz um duplo sentido. O primeiro e mais óbvio deles recai sobre o fato de Juliet ter sido amante de Goodwin então casado, e o segundo faz referência à aparição da Outra chamada Harper Stanhope que no passado de Juliet na Ilha foi apresentada como a terapeuta dos Outros (e esposa de Goodwin) e no presente como a mensageria da missão dada por Ben a Juliet. Aliás sobre essa tal Harper, que aparição sinistra ela fez na floresta, não? Primeiro por ser antecedida por vários dos sempre misteriosos sussuros e depois em função de seu repentino sumiço. Aliás vale a pena abrir um parênteses aqui para fazer uma pergunta que imagino irá deixar muita gente curiosa. Como é que o Ben cativo como estava naquele porão teria conseguido entrar em contato com uma de suas comandadas ordenando que ela fosse ao encontro de Juliet, hein? E mais, como é que a Outra poderia saber que Faraday e Charlotte estavam indo para a estação Tempest? Hum... Fica no ar uma suspeita de mais uma armação das boas de Ben Linus, não acham? Aliás falando em Ben, foi com ele que surgiu aquela que considero a maior revelação feita no episódio. A de que Charles Widmore seria o homem por trás da equipe do cargueiro e cujo interesse seria explorar a Ilha (algo sobre o qual já havíamos tido uma idéia no episódio anterior em função da cena do leilão). Vale lembrar que embora especulassemos a muito tempo que o pai de Penny tem um forte envolvimento com a trama que ocorre na Ilha, essa foi a 1ª vez que vimos dentro de um episódio, seu nome citado e relacionado à mitologia da série. Aliás aquela fita mostrada por Ben a Locke trouxe também mais um elemento para que especulemos. Seria Charles Widmore o 'Economista' mencionado no 3º episódio da temporada e que mostrou Sayid a serviço de Ben no futuro fora da Ilha? Bom, essas são perguntas que julgo válidas e que devem ganhar novos elementos em breve. Mas especulações à parte uma pulga fica atrás da orelha. Será que a idéia levantada pelo leitor da EW neste post sobre a verdadeira identidade do homem por trás do pessoal do cargueiro não merece um certo crédito? Afinal, não é de hoje que Ben mente sobre quem diz ser, não é?

Sobre a Tempest, a nova estação apresentada no episódio, achei interessante terem finalmente explicado de onde vém a energia elétrica da Iha, pois ao mencionarem a tentativa de impedir o que seria o plano aparentemente sem sentido de Ben de lançar gás sobre o lugar (afinal, ele também seria uma vítima daquilo), fica registrada também a menção indireta àquele vulcão comentado pela professora da escola Dharma no flashback de Ben então recém chegado à Ilha. Fica evidente para mim que aquela estação controla a energia geotermal proveniente do vulcão e quem sabe seria também uma outra fonte alternativa de controle da anomalia eletromagnética.

E para finalizar, só quero destacar mais uma vez que toda e qualquer cena que envolve Ben e Locke sempre me deixam alucinado. Primeiro porque é impossível não ser fisgado pelos trejeitos de Ben enquanto faz o seu (quase?) sempre eficiente jogo de manipulação, e segundo porque eu sempre fico esperando que o Locke caia em mais uma armadilha psicológica esquematizada pelo líder dos Outros. É sempre interessante notar aliás, que por mais mentiroso que ele possa ser, ele sempre solta uma palavra aqui e ali de verdade. E se nesse episódio o vimos evidenciando a fraqueza na liderança de Locke (até Claire o questionou) apontando que este não teria um plano, foi curioso e divertido ao mesmo tempo ver sua confissão de que, "sim, eu sempre tenho um plano." Que plano é esse que o fez ganhar mais uma vez a confiança de Locke eu não sei, mas digo com toda certeza que cada vez mais amo odiar o Ben. Ou seria o contrário?

Bem, por enquanto é só, mas novas especulações sobre o espião no cargueiro, o significado do beijo de Jack em Juliet, as reais intenções de Charlotte e Faraday, as implicações da liderança minada de Locke na vila dos Outros e muito mais no dudecast que virá nesse fim de semana. Mas até lá você já sabe. Não deixe de dividir conosco suas impressões, comentários e teorias sobre os acontecimentos do episódio e confira mais tarde o já tradicional post com os ester eggs, curiosidades e a repercussão de The Other Woman.

Por Davi Garcia

29 comentários:

Gustavo disse...

pois é, foi meio arrastdo esse...
mas foi bom tb. Só achei sacanagem "fingirem" que o Ben ia contar quem é o espião no cargueiro. E a Juliet disse pro Jack que ele não gostaria de ver o arquivo com a história dela, sugeindo um passado sinistro, mas a unica revelação foi que o Ben gosta dela.
Sei não. Ficou devendo, mas comparar com os episódios anteriores é complicado. Foi um daqueles episódios para encher um pouco a série. Espero que não repitam muito, pq com só 13 episódios...

Anônimo disse...

O espião de Ben...? Não seria o Michael?

Anônimo disse...

a tal Harper Stanhope não apareceu coisa nenhuma na floresta para a juliet e mto menos desapareceu do nada, foi mais uma aparição gerada pela Black Smoke, simples ^^

Diego Soares disse...

Também to achando que esse espião pode ser o Michael

Michelle disse...

Olha, a opinião daquele leitor da EW, ok, pode até ser, mas não acredito q seja verdade não... pq, se fosse, talvez Ben se emprenhasse mais em chegar logo a Lapidus, sabotar e helicóptero e não deixar ninguém entrar e sair da ilha...

Eduardo disse...

alguma coisa me diz que esse episódio foi morno com o objetivo de nos prepar para a próxima semana, que teoricamente vai explodir nossas cabeças (não leio spoilers, mas lembro de uma entrevista do "hurley" a muito tempot atrás).

Mas gostei do episódio, acho que ter episódios tão diferentes é uma das razões para gostar de lost. Só gostaria que tivessem mencionado alguma vez nessa temporada a estação Tempest, pra criar uma certa expectativa com relação a essa trama.

aguardo o dudecast e espero que falem sobre isso!

Leandro Sousa disse...

haha

vejo vcs no jantar

esse Ben é phoda...

só to meio desconfiado que aquela Harper era o Lostzilla ou alguma~manifestação da ilha.

Anônimo disse...

Pelos meus cálculos, seria natal na ilha?

Anônimo disse...

Esse episódio não foi morno, foi bom. É covardia comparar com The Constant que foi sensacional! E tbm com os números dois e três, mas foi muito bom. Para mim foi melhor que o Eggtown. Com exceção do flash da Kate, q foi metade bom e metade encheção de linguiça, o número 4 foi bem mais arrastado. Voto como um bom episódio.
Estamos mal acostumados, queremos spoilers e de certa forma os flashforwards nos dão spoilers. Só que não se pode esquecer q os flashbacks não apenas nos dão peças perdidas do passado, mas principalmente nos fazem entender o 'hoje' dos personagens e isso foi um pouco do q nos conquistou nessa série. Ou pelo menos pra mim.
.
Eu gostei!!!
Cintia

Anônimo disse...

Claro que a Harper era uma nativa, daquelas pessoas que não envelhecem, como o Richard (acho que é esse o nome...) e deve ter alguma relação com a fumaça negra. Assim sendo, deve poder aparecer para o Ben, mesmo ele estando preso.

ivy disse...

O informante
Achei o episodio fraquinho. Nao acrescentou nada de realmente novo a trama. A historia da Juliet com o Godwin todo mundo ja sabia, que o Bem era a fim dela, tambem...
A unica coisa que me surpreendeu foi depois de 90 e tantos dias na ilha o lock ainda ter um dolar no bolso pra oferecer ao Bem (sera que ele esperava encontrar um carrinho de picole ou cachorro quente pra manter aquele dinheirinho no bloso? Vale lembrar que depois da praia-caverna-praia eles foram pra estacao Dharma onde tinha laundry, lembra?). A piada foi boa, mas fora de contexto.
Quanto ao informante no barco, A conversa entre Bem e Lock sugere que lock conhece o tal informante, mas a unica pessoa fora da ilha que Lock conhece seria Michael! Vale lembrar que Said ao sair da ilha fica fazendo "favores" ao Bem para garantir a seguranca de seus amigos. Sera que a chantagem nao colaria com Michael tambem?

Ricardo disse...

É possivel que dpois que os six sairem da ilha, Ben assumirá o lugar de Locke liderando os sobreviventes juntamente com o resto dos "outros". Todos serão subservientes a Ben, e Sayd será seu personal Killer, para garantir q Ben manterá os remanecentes da ilha vivos.

Gabriel Anderson disse...

Davi, vc falou que sobre o titulo do Epi, e eu naum pensei em nenhum dos dois, antes de passar o epi, eu imaginei q se referia a Juliet normal.. como sendo uma história da "outra mulher", ou a outra mulher de Jack... e depois que vi pensei no sentido agora ela naum eh mais a mesma, eh "outra" pessoa, por naum atirar no Faraday e pensar q o Ben qria msm matar todos.

Sobre a aparição da Harper, akilo para mim era o Jacob (ou a fumaça negra como td mundo fala, mas o dois pra mim eh o msm). Da msm forma (q pra mim) ele se transforma no Boone, no Charlie, e etc... e acho q de alguma forma o Ben falou com Jacob, e pediu para fazer isso (e soh Jacob podia saber onde estava os outros 2) e os susurros são os msm q o Hurley houve qdo acha a cabana

E sobre o Wildmore, nunca imaginei que a série falaria tão cedo q era ele qm estava por trás da descoberta da ilha. Também sempre suspeitei, mas pensei q ia ficar pra 5/6ª temporada.

E adorei quando o Locke meio q não caiu na "armadilha" do Ben, qdo ele responde pra ele lah, n lembro o q... e agora tbm acho q eh o Michael, pq td mundo fala neh, e o Ben falou para Locke se sentar pra ele contar

"vejo vcs no jantar" hauahuhua, essa eh boa msm

eh uma boa do ricardo tbm, o Locke podia ter escolhido Sayid pra trampa pra ele, mas naum concordo naum, acho q qm manda depois da saída dos 6 é o Ben!

André disse...

Fora tudo o que já foi referido, achei curioso o comentário de Ben quando Locke lhe levou coelho em vez de frango, Ben perguntou " por acaso não tinha um número esse coelho??". Terá alguma ligação com aquele coelho que vemos nos videos da dharma initiative?????? Mto bom!

Davi Cruz disse...

E aí meu xará! Mais uma vez, parabéns pela ótima abordagem do episódio.

Achei um bom episódio, importante para dar uma "quebrada" no ritmo e fornecer algumas informações.

Acho que nem todas as informações passadas podem ser consideradas verdadeiras:

1) O tal plano de Ben, que Faraday e Charlotte impediram, está muito mal explicado. Talvez Ben os tenha usado (através de informações falsas plantadas pelo seu "infiltrado" no barco) para fazer uma "manutenção" na estação TEMPESTADE.

2) A confirmação de Widmore como dono do barco veio cedo demais para ser 100% verdade. E aquele vídeo, que não mostrou o rosto da pessoa espancada... hmmm... suspeitíssimo.

Até o DUDECAST então!!!

Anônimo disse...

Ivanildo
com certeza a aparição da Harper
foi mais um prodigio da fumaça negra.
concordo com os colegas acima
suas aparições são sempre precedidas por sussuros, seja na forma de fumaça, Jacob, ou na forma de qualquer outro personagem que queira
essa fumaça é do caramba!!!

Leandro Sousa disse...

po... o ben não pode brincar um pouco? é o coelho com número 8 que ele mostra pro sawyer na terceira temporada... e só!

Gabriel Anderson disse...

ah.. eu acho q o Ben naum usou eles naum, pq dah pra ver q os 2 são apaixonados pela ilha e seus mistérios.
e bem lembrado do coelho msm... achei mt lgl, e pelo jeito o Ben tbm estava nos testes do coelho, e provavelmente na Orquídea.

Rodrigo disse...

Quando Ben fala pro locke sobre o espião do barco, e manda ele se sentar, como se ele não fosse acreditar... acredito que seja uma dica de que o espião pode ser o Michael!

Anônimo disse...

A Harper era como o cavalo da Kate, o pai do Jack,...mais uma aparição de Jacob ou da fumaça (que ou são a mesma coisa ou estão seriamente relacionados).E o Locke caiu mais uma vez na armadilha, a liberdade de Ben vai causar desconfiança em todos os outros, fazendo o John perder credibilidade e eles contestarão ainda mais o careca.E com esse episódio fica claro que o papel da equipe do cargueiro é preparar o terreno paro o Wildmore que está acabando com as defesas da ilha e pesquisando o território para invadi-lo no futuro.Foi um bom episódio com um nível normal de respostas e compara-lo (ou a maioria) com "The constant" é covardia.

Anônimo disse...

Acho que o Wildmore deve ter lido coisas no diário que comprou no leilão em 1996 (The Constant) e por isto ficou obcecado pela ilha e com a grana que tem faz de tudo para chegar até ela. E o Ben como adora a ilha e tem algo lá na ilha ou que ele faz que não pode ser descoberto.
Já qdo a black smoke aparece na forma da pisiquiatra da Juliet, por que o Jack também conseguiu vê-la? Não sabemos que quando estas manifestações da black smoke acontecem, normalmente que vê é somente a pessoa para a qual ela queria aparecer msmo. Achei estranho. Seria a black smoke ou seria real?

Deyvid Rocha disse...

Sobre Ben querer liberar o gás sobre a ilha...
Acho essa intenção do Ben não era imediata (pois ele estava encarcerado, e de fato, seria vítima). Acho que Daniel e Charlotte desativaram o gás para evitar uma FUTURA POSSIBILIDADE de Ben usar esse recurso como "últimas fichas".

Sobre como o Ben se comunicou com a Harper...
Nada de especial, pode existir alguma fonte de comunicação no porão (Locke sequer avaliou o local antes de colocar Ben lá). E não seria surpresa porque todo mundo pensava que aquele interfone da estação Hidra no local onde Jack ficou preso na terceira temporada, não funcionava (não foi imaginação do Jack, porque ele ouviu coisas que de fato estavam acontecendo, o interfone funcionava mesmo, pelo menos para ouvir).

Quanto a Harper saber que Daniel e Charlotte estavam indo pra a estação Tempestade...
Também não me surpreendo. Ela apareceu do nada e sumiu do nada, pode muito bem ter o visto indo pra lá do nada. O grupo que ela faz parte, além de adorar sussurrar por aí, também conhecem cada palmo da ilha, esconderijos, trilhas. Simplesmente o viram.

Para finalizar: Quem diria o Ben, hein?

Temos uma relação de amor e ódio como Ben. Quem não se arrepia quando ele abre a boca para dizer algo, em especial com o Locke? Temos uma imagem de uma mente super brilhante ao olhar para ele, algo além do normal. Mas dessa vez... Toda essa imagem despencou quando o Ben virou um grande bebê chorão naquele flashback da Juliet que mostra o Goodwin morto: “porque você é minha!” (desespero, quase chorando). Ah fala sério Ben, desceu fácil do salto.
Bom, fica aí minha opinião, espero ser relevante o suficiente para entrar no próximo dudecast.
Um forte Abraço.
deyvid.rocha@gmail.com

Malucom disse...

Na verdade quando as manifestações da ilha parecem qualquer um que está por perto pode ver. É só lembrar que o sawyer também viu o cavalo da kate!

Farley disse...

Foi naquela fita de VHS em que aparece Wildmore que estava gravada a reportagem sobre a final do campeonato ganha pelo Red Sox e que foi mostrada ao Jack quando ele estava preso na 3a temporada. Por isso o nome Red Sox.

Bob disse...

O momento mais intrigante do episódio foi sem dúvida o diálogo entre Juliet e a terapeuta no meio da selva, saquem só:

- O que faz aqui?
- Trouxe uma mensagem do Ben. As pessoas que procuram, o Faraday e a Lewis, foram em direção à Tempestade. E se eles descobrirem como preparar aquele gás, todos nesta ilha vão morrer.
- Por que não os detém?
- O Ben quer que você faça isso. (Isso não faz sentido algum. Por que a necessidade da Juliet realizar esta tarefa? Não seria mais seguro que os próprios outros fizessem isso?)
- Como o Ben sabe onde estão, se é prisioneiro?
- O Ben está exatamente onde deseja estar. (O que ela quis realmente dizer com isso?)
- E como devo detê-los?
- Apontando uma arma e puxando o gatilho.

Como o diálogo não fosse estranho por si só, as falas da terapeuta ainda soaram muito artificiais, em certos momentos parecia um robô dando instruções.

E por fim ela desaparece do mesmo jeito que surgiu: como num passe de mágica e acompanhada das vozes misteriosas. Muito, muuuuito estranho.

Anônimo disse...

Espião de Ben=Michael, na minha opinião e de mais alguns q vi por aqui

Anônimo disse...

O episodio mais fraco até agora!

A revelação de Bem para Locke sobre Wildmore aconteceu muito cedo e simples demais!!!

A aparição da terapeuta na selva com certeza foi a BLACK SMOKE!!!



L.R.

James disse...

galera, num sei se eh impressao minha, mas eu acho q o cara que esta vendado que foi pego por charles widmore, eu acho q ele se parece muito com Mikail Bakuni, oq vcs acham?

Anônimo disse...

IVANILDO
a Harper veio realmente a mando do Ben.
mas como o Ben mandou ela se estava preso?
resposta - ela veio do futuro - o Ben de um um pouco a frente mandou ela em uma viagem no tempo para aquele momento a falar com a Juliet. dai o motivo dele saber tudo o que se passava na ilha naquele momento vendo do futuro.
ouviu-se vozes novamente, assim como aconteceu com o encontro do richard quando veio tbm do futuro conversar com Ben ainda menino na floresta