29/09/2007

Extras do dvd da 3ª Temporada - Parte 1

É fato que o box de dvd da 3ª temporada já valeria à pena apenas pela oportunidade de revermos os episódios com som e imagem perfeitas, mas é com o 7º disco repleto de extras que todo fã da série pode viver a mágica sensação de fazer novas descobertas e conhecer os bastidores do trabalho daqueles que constroem o fantástico universo que compõe a série. E como há muita coisa para ser comentada, farei como o meu bom amigo Carlos Alexandre Monteiro do Lost in Lost e dividirei essa cobertura em dois posts distintos, sendo que esse aqui abordará todo o material acessível do 7º disco e o outro (que você confere logo mais) cobrirá os segredos escondidos do mesmo disco, os famosos easter eggs, que claro, trazem mais material inédito.

Menu Principal do Disco 7 reproduz a sala de controles da estação Hidra.
Apenas os monitores de 2 a 5 são selecionáveis.

Bem, abaixo você confere a descrição de todo o conteúdo de cada um dos 4 monitores selecionáveis e de seus respectivos materais com tempo de duração aproximado de cada um entre parênteses, e no final do post você poderá conferir um slide show com as imagens de cada um dos menus incluindo imagens do aguardadíssimo jogo de Lost.

Monitor 2

O Clube do Livro (Cerca de 8 minutos)

Uma visão sobre o vasto universo literário e as diversas referências presente na série, com depoimentos dos atores e produtores comentando sobre as conexões feitas a partir de cada um dos livros já vistos na série. 'Darlton' (Damon e Calrton), a dupla que comanda a série, fala também sobre a influência do livro "A Dança da Morte" de Stephen King no conceito da série e reafirma o quanto são fãs do autor. Outro ponto interessante deste extra é proporcionar mais uma clara percepção de que cada um dos livros que aparecem na série guardam semelhanças com alguns aspectos dos personagens.

O Elenco modelado (Cerca de 5 minutos)

Tood McFarlane fala do processo de captação e escolha de um momento significativo dos personagens para a "miniaturização" dos mesmos. O processo que incluía captação das expressões faciais dos atores através de moldes de computador, impressiona pela mescla da mais alta tecnologia com modelagem artística feita à mão. E como diz McFarlane no finalzinho deste trecho, "Esqueça os Emmys. O importante é virar um boneco".

A Próxima Fase: Por dentro do Videogame (Cerca de 4 minutos)

Certamente um dos extras mais interessantes para os fãs ansiosos pelo lançamento do jogo da série. Damon Lindelof e a equipe técnica da Ubisoft falam um pouco mais sobre a trama do jogo que proporcionará uma interação maior com ambientes famosos e também com personagens que já conhecemos através de um sobrevivente que após o acidente sofre uma amnésia que servirá de ponto de partida para flashbacks, muita ação e aventura. No slide show vocês podem conferir algumas imagens deste extra.

Monitor 3

Lost na Locação (Cerca de 58 minutos! )

Bastidores da produção de 10 episódios.

The Glass Ballerina: Reforça a idéia de que a principal função dos flashbacks é proporcionar uma nova visão de uma característica dos personagens e mostra como foram feitas as sequências em que Jin bate em Jae Lee e a do suicídio deste último.

Every Man for Himself: Detalhes da prisão real em que Sawyer é visto neste episódio e a confissão do ator que diz adorar manter a forma treinando boxe. Vemos também Evangeline Lilly dizendo que adorou quando leu no roteiro que Kate desistia de fugir e voltava à jaula, no que pode ou não indicar uma certa preferência da atriz na escolha de seu par na série. E por último, a via crucis de Sawyer que neste episódio foi um saco de pancadas dos Outros, vista com mais graça através das brincadeiras do ator M.C. Gayney (o Tom).

Not in Portland: Sabia que a gravação das cenas da cirurgia de Ben durou três dias, e que o até então temido Tom tinha aversão a sangue? Pois é, e ainda descobrimos que Evangeline Lilly adora subrir em arvóres e curte uma música eletrônica bem alta como a ouvida no resgate ao Karl.

Flashes Before Your Eyes: Damon Lindelof sobre o poder de Desmond de prever o futuro: "Tinha que haver um efeito colateral dessa energia eletromagnética". Mais curioso ainda é o que ele afirma sobre a misteriosa Mrs Hawkings. "Ela é um tipo de policial do tempo certificando-se que todos que deveriam ir para a ilha fossem de fato". Humm...O outro segmento deste bastidor mostra Dominic Monaghan (Charlie) brincando ao dizer que o "recurso" usado por Jorge Garcia (Hurley) para parecer bêbado vinha da escola Pacino/De Niro de interpretação. Essa é aliás, uma das provas de que Monaghan era um dos atores responsáveis pelo bom humor nos sets.

Tricia Tanaka is Dead: A briga de Jorge Garcia para conseguir dirigir a velha kombi ("Quase nunca dirijo carros com embreagem", diz o ator), e a prova inconteste de que seu personagem tem o papel fundamental de manter o espírito e camaradagem entre os demais. Curiosa também é a revelação de como foram feitas as sequências em que vimos a kombi chacoalhando e passando entre arbustos graças ao simples mas criativo trabalho da equipe técnica.

The Man From Talahassee: Se você sempre quis saber como como foi feita a sequência da queda de Locke pela janela, este segmento revela. Um dublê caia de uma altura de 18 metros com o auxílio de um equipamento de segurança, e até Terry O'Quinn participou da 'brincadeira' para que seu rosto e expressões faciais ficassem o mais real possível. Descobrimos também que a parte extrena do submarino dos Outros visto neste episódio era feito de isopor.Vemos ainda um interessante depoimento de O'Quinn dizendo que Locke não vê Ben como um sujeito bom ou mau, mas apenas como um adversário e que ele acha que ainda não vimos até onde Locke irá para obter as respostas que procura.

Exposé: Mostra o desafio de integrar Paulo e Nikki às cenas antigas do episódio piloto para que a sensação de que eles estavam lá desde o início fosse a mais crível possível. Interessante sobretudo por vermos como foi o processo de recriar o grande quebra cabeça do cenário que compunha o local da queda do vôo.

The Man Behind the Custain: Traz comenários sobre a estrutura da Dharma na Ilha e revela que os os bonecos dados pela jovem Annie ao Ben na infância foram entalhados pelo diretor Jack Bender. Curioso notar também que o jovem Ben era muito emocional, um contraste marcante com o frio Ben que adulto transformou-se até em assassino.

Greatest Hits: Marca a despedida de Charlie e reforça a idéia do episódio cuja intenção era manter o tom positivo da história do roqueiro. Dominic Monaghan fala do processo de treianaento do sotaque inglês de seu personagem e revela que ele mesmo fez as cenas no fundo do mar chegando a mergulhar entre 5 e 7 metros de profundidade.

Through the Looking Glass: Matthew Fox fala sobre a intensidade das sequências de flash forward e revela que nunca havia ficado tão esgotado como nas três semanas de gravação do episódio. Sobre o encontro entre Rousseau e sua filha Alex, a atriz Mira Furlan diz que descobrir o que há por trás da história dela vai ser tão surpreendente para ela quanto será para o público. Esse semento marca também a percepção de que o elenco da série é muito comprometido e que tudo soa como uma grande família nos sets. E para fechar, o emocionante registro do último dia de filmagem de Dominic Monaghan como Charlie, e o depoimento do diretor Jack Bender que ressalta a sobrevivência como sendo um dos aspectos principais da série e um dos temas que mais causam impacto no público.

Tributo à Equipe com Evangeline Lilly (Cerca de 7 minutos)

Trecho bacana mostrando o merecido reconhecimento à várias pessoas que tornam possível a mágica que confere todo o reconhecimento ao trabalho dos atores. Evangeline nos apresenta aos contra-regras, figurinistas, maquiadores, assistentes de produção, operadores de câmeras e à dublê Claudia, com quem ela morava até a casa delas pegar fogo no final de 2006. Ah, e tem ainda o 'Robert' do time dizendo que só aparecia de passagem no dvd da 2ª temporada mas que dessa vez ganhou um espaço maior para mostrar aos filhos e amigos.

Um dia na produção de Lost (Cerca de 25 minutos)

Diário com momentos do dia 21 de fevereiro de 2007 quando nada menos que 7 episódios estavam em diferentes estágios de produção. Acompanhamos Michael Emerson (Ben) chegando às 5 da manhã nos sets, vemos os contratempos causados pela natureza (chuvas e etc) durante as gravações, descobrimos que o vidente Richard Malkin (lembram ele?) também apareceria no episódio "The Brig" (idéia descartada posteriormente) e ganhamos a certeza de que todo o trabalho de produção requer extrema organização, muito planejamento e disciplina.

Monitor 4

O Mundo dos Outros (Cerca de 14 minutos)


O bacaníssimo trecho que traz depoimentos de elenco e produtores sobre os Outros explora a dualidade daqueles personagens e reforça a importância de Richard Alpert na estrutura do grupo. Vemos também o ator William Mapother (Ethan) fazendo a curiosa observação de que seu personagem apareceu mais na série depois de ter morrido e M.C Gayney dizendo que não sabia que a barba de seu personagem era falsa na trama.

Outros destaques: 1) Os sets que compunham a estação Hidra e as jaulas faziam parte de um parque temático abandonado a mais de 15 anos. 2) A lembrança de que a ilha menor já aparecera no desenho do mapa da Rousseau ainda na 1ª temporada. 3) O mistério de como Juliet passou de mulher aparentemente frágil a uma guerreira por instinto. 4) A natureza manipuladora de Ben e seu egocentrismo. 5) O minuto de silêncio feito pela dupla de de co-produtores e roteiristas Edward Kitsis e Adam Horowitz em 'homenagem' aos Outros mortos nesta temporada.

E fechando o segmento, duas declarações marcantes e que servem para dar o clima que deve pontuar da 4ª temporada: "Os Outros são humanitários perto dos animais que vém por aí". (Tom) e "A sobrevivência da Ilha está em jogo". (Ben)

Terry O'Quinn arremessado (Cerca de 1 minuto e meio)

Mostra que O'Quinn levou a sério o treinamento de arremessos de facas e adquiriu uma respeitável técnica chegando a acertar em cheio uma nota de dólar presa em uma arvore a alguns metros de distância.

Erros de Gravação (Cerca de 6 minutos e meio)

Esquecimento de falas, quedas de objetos e de atores no set e muita descontração entre os atores Dominic Monaghan e Jorge Garcia que brincam o tempo todo. Destaque especial para a sequência em que Ben tent entrar na cabana de Jacob e a porta insiste em ficar travada ao que alguém grita, "Jacob, pare com isso!" :p

Monitor 5

Flashbacks de Lost - Sequências inéditas de três flashbacks (Cerca de 6 minutos)


Further Instructions: Mostra como Locke escapou de ser preso pela polícia e revela que o policial Edie foi na verdade conivente com a fuga dele.

The Glass Ballerina: Mostra Jin no enterro de Jae Lee dizendo ter feito negócios com o falecido ao ser indagado por uma parente.

Exposé: Interessante trecho que revela como e porque a dupla Paulo e Nikki começou a participar das ações centrais do grupo da praia. Uma pena que não tenham mostrado este trecho pois revela um lado menos egoísta de Nikki, que certamente poderia ter mudado a opinião dos críticos da dupla.

Cenas Inéditas - Trechos cortados durante a edição dos episódios (Cerca de 16 minutos)

Doutor ao Resgate: Jack observando Sarah conversando animadamente com outro homem na escola em que ela trabalhava e de repente uma garotinha loira (já vista em fotos promocionais deo ep 3x01) passa mal e ele vai ajudar surpreendendo Sarah que diz que ele estava ali vigiando-a. Detalhe curioso da sequência. A garotinha diz a Jack que ele não deve confiar em Sarah.

Apresentando Nikki e Paulo: A famosa cena em que Claire flagra o casal transando na barraca de Jack. Aqui temos a oportunidade de ver o quão distantes do grupo principal o casal estava até então e Paulo revela-se bastante antipático.

Falando de sexo: Nikki vai se desculpar com Claire pelo ocorrido na barraca de Jack e deixa a loirinha ainda mais sem graça por insistir em contar detalhes íntimos de seu relacionamento com Paulo.

Quebrando pedras: Cena que reforça o clima hostil de Danny Pickett em relação a Sawyer quando este faz pouco caso da revelação de Danny de que a obra naquele local referia-se a uma pista de aterrissagem.

Alex e papai: Ben pede a Danny para que deixe Sawyer em paz e diz a Alex que Karl estava preso por não obedecer ordens, evidenciando na verdade sua preocupação de ver a jovem de 16 anos correr riscos de engravidar na Ilha. Essa sequência mostra também um Ben um pouco mais humano ao dizer para a irritada Alex que o tumor que ele tinha doía menos do que a deterioração do relacionamento dos dois.

Super poderes, cara: Hurley pergunta a Locke se ele gostaria de ver o futuro e se ele tem algum super poder, associando a indagação ao efeito da descarga eletromagnética e uma eventual radiação capaz de dar novos dons a alguns personagens como Desmond. Locke diz que se tivesse a oportunidade de ver o futuro não o faria por temer descobrir algo que pudesse não gostar.

Charlie continua: Curiosa cena entre Charlie e Kate onde ele diz que vai continuar a obra de construção da igreja de Eko e Kate pergunta sobre o relacionamento com Claire despedindo-se do roqueiro com um beijo carinhoso em seu rosto.

Mudando nossa sorte: Charlie agradece a Hurley por tê-lo estapeado convencendo-o a entrar na kombi e Sawyer faz menção ao que o gordinho disse sobre a mudança de sorte.

Jornada à casa de Jacob: Locke diz a Ben que sabe muito bem que ele não é pai de Alex e que a sequestrou de Rousseau. Ben por sua vez retruca dizendo que o fez para poupar a menina de viver com a francesa a quem chama de louca por ter matado sua própria equipe de pesquisa.




Ufa... e assim termina a 1ª parte dessa cobertura. Mais tarde vém a 2ª com os bacaníssimos easter eggs. Não perca!

Por Davi Garcia

Nenhum comentário: