11/03/2007

Ator Encontra um Lar em Lost

O trabalho de Michael Emerson no drama da rede ABC, evoluiu de uma participação especial em três episódios à uma crucial presença como o astuto Henry Gale, na verdade Ben Linus, que se revelou o líder dos Outros. Leia a entrevista com, Michal Emerson!

Por Ian Spelling - The New York Times Syndicate
Tradução Renata de Barcelos Ferreira

O ator veterano chegou ao show na segunda temporada causando uma impressão profunda como o misterioso Henry Gale. Os telespectadores acabaram descobrindo que ele era, na verdade, Ben Linus, líder dos Outros, e ele passou muito da atual temporada não apenas lidando com a captura de Kate (Evangeline Lilly), Sawyer (Josh Holloway) e Jack (Matthew Fox), como também interagindo com Juliet (Elizabeth Mitchell), também do grupo dos Outros, com quem ele tem algum tipo de história, além de lidar com seu tumor na espinha, possivelmente maligno, que Jack operou.
Falando ao telefone, de Los Angeles, na casa que divide com sua mulher, Carrie Preston, Emerson expressou alegria com sua boa sorte. Afinal, sua participação de três episódios em Lost, acabou se transformando em seis, depois oito, agora nove e, eventualmente, todo o restante da segunda temporada.
Esse ano, Emerson, cujos créditos incluem um Emmy por seu retorno como um serial killer em The Practice (2000-2001), uma participação memorável em twisted Brady Bunch homage, no episódio Sunshine Days on The X-Files (2002), e os filmes Saw (Jogos Mortais, 2004) e The Legend of Zorro (2005), é um personagem fixo na série Lost.
"É incrível para mim", ele disse. "Eu sou um cara que tem problemas para conseguir audições para shows de televião, quanto mais me tornar fixo em um grande show como me tornei neste. Isso me deixa tonto. Mas eu suponho que, no fundo, sempre o ator convidado para alguma participação tem a esperança de que, algum dia, alguém gostará tanto da sua atuação que dará um jeito de mantê-lo por perto. Isso foi o que aconteceu comigo em Lost".
Emerson raramente tem uma reunião de elenco com os produtores e roteiristas de Lost, já que eles estão em Los Angeles e o show é filmado no Havaí. Isso lhe deixa mais ou menos livre para compor o personagem de Ben, imaginando quem ele é, e tudo sobre ele. Para isso, e porque Emerson já interpretou tantos vilões, ele tem a política de simpatizar com os personagens.
"Então, eu tenho uma história imaginária da qual eu parto para interpretar Ben", diz Emerson, rindo,"(...) e, claro, minha visão do personagem é porvavelmente muito mais heróica do que a visão da audiência".
O fato é que os Outros, suas identidades, sua missão, são ainda muito misteriosos e muito ambíguos. Nós temos certamente várias evidências de sua crueldade e do quanto são calculistas e manipuladores, mas não temos evidência de em que eles estão metidos, contra quem estão. Eles aparentam estar em guerra contra alguém, alguém que não são os Losties, e não sabemos os fundamentos dessa guerra, mas parecem profundos.
Ben quase não sobreviveu à cirurgia em que virou refém , semanas atrás, depois do controverso hiato de três meses entre um episódio e outro da terceira temporada, e ninguém saiu daquela sala de cirurgia sem mudanças. Longe, enquanto o show se focava nos Outros e suas cenas no hospital e na ilha secreta, os Losties organizaram suas forças, e o conflito está em espera.
"Há muita instabilidade agora, porque os Outros estão, em verdade, sem liderança", disse o ator. Haverá muita luta pelo poder e muitas decisões questionáveis tomadas agora. Eu estou incapaz de falar e o poder está meio vago no mundo dos Outros, e isso atrairá outras pessoas assustadoras para buscar o poder.Então eu tomarei isso literalmente deitado. Eu sou ainda o leão ferido no comando, mas eu nunca fico sem recursos. Eu sempre tenho um ás na manga. Isso é o que gostamos nele.
Quase todos os personagens de Lost, mesmo Juliet, tiveram seus episódios de flashback exceto Ben. E Emerson está contando com isso em um futuro próximo.
"Eu imagino (...)", ele disse."Eu estava falando sobre isso com minha mulher. Houve um flashback de Juliet, mas Ben tem uma historia muito diferente de qualquer um ali, e não sei se eles já decidiram como contar isso, ou mesmo se é inteligente contar isso. Parte do que faz Ben divertido é o mistério do cara, sua ambigüidade, e eu tenho certeza de que eles estão pensando: como falar mais sobre esse cara, sem desmistificá-lo?"
Então, esta será difícil, mas sabemos que eles se sairão com alguma coisa no final das contas.

Nenhum comentário: