29/12/2006

Lost Mid-Season Promo #7 - Spoiler

23/12/2006

Feliz Natal! ... e que venha 2007!

Em nome de toda equipe do Dude! We are LOST!, gostaríamos de desejar Feliz Natal a todos vocês! Ao longo desse ano, tivemos a oportunidade de compartilhar opiniões, discussões, conversas e risadas sobre a nossa série favorita. O mais legal de tudo isso é que fizemos muitos amigos! A cada dia o Dude cresce e isso só acontece graças a todos vocês que nos prestigiam e colaboram conosco das mais variadas maneiras. Que este Natal seja uma grande festa, cheia de alegria e muito amor! E que no próximo ano possamos continuar lutando para concretizar nossos sonhos, desejos e aspirações! E viva LOST que nos permitiu conhecer tanta gente legal e construir tantas amizades! Que venha 2007!

Um grande abraço,

Juliana, Davi e Fernanda
Dude! We are LOST!

22/12/2006

Lost Mid-Season Promo #6 - Spoiler

Bonecos Lost: Mais Personagens

Para quem já estava enlouquecido para comprar os bonecos dos personagens de Lost (que já estão à venda no Brasil), a McFarlane Toys acaba de colocar em pré-venda os bonecos daqueles que ficaram de fora na primeira edição. Agora é a vez de Sawyer, Jin, Sayid, Sun, Desmond e Mr. Eko. Assim que tivermos mais informações e fotos, postaremos aqui no Dude!

21/12/2006

Spoilers Natalinos!!!

Foi revelada a sinopse oficial do episódio 3x07 "Not in Portland", centrado em Juliet. Se você não gosta de spoilers já sabe....
.
.
.

Jack estará no comando porque o destino de um dos “Outros” estará em suas mãos. Enquanto isso, Kate e Sawyer encontrarão um aliado entre os “Outros” e Juliet tomará uma decisão chocante que poderá pôr em perigo sua posição dentro do seu grupo.

------------------

Além da sinopse, o site Buddy TV revelou alguns spoilers. Uns nós já conhecíamos, outros... leia abaixo:
.
.
.

A ABC ainda revelou alguns spoilers que já conhecíamos. O episódio 3x08 é centrado em Desmond e terá como título "Flashed Before My Eyes". Tratará das suas habilidades precognitivas. Já é certa (conforme fotos que publicamos aqui no Dude!) a participação de Charlie no flashback de Desmond. O Lost Moments também já revelou que Jack terá contato com a sobrevivente Cindy (aeromoça), que agora está do lado dos Outros. Bai Ling interpretará uma tatuadora tailandesa que flerta com Dr. Jack. E a novidade... o episódio nove terá o retorno de Rousseau e é um episodio centrado em Hurley. Neste episódio Hurley encontrará um CARRO na ilha. UM CARRO!


Acidente na Casa de Evangeline Lilly

Uma notícia deu um susto em todo mundo! Por volta de 6:30 da manhã de ontem, a casa que a atriz Evangeline Lilly dividia com mais duas mulheres pegou fogo. Não havia ninguém na casa e logo os bombeiros chegaram. Apesar disso, as fotos mostram que não sobrou quase nada.


Lost Moments agora só para quem tem cartão AE?

Pelo menos é o que diz o o site da abc. Com o cancelamento da série Day Break (responsável por substituir Lost até seu retorno) por baixa audiência, a rede de tv ABC resolveu limitar o acesso aos Lost Moments - aquelas cenas curtas de episódios inéditos que veremos em 2007 - somente para os detentores do cartão American Express. Pois é, pode até ser exagero dizer isso, mas a atitude dos executivos do canal americano é lamentável e soa claramente como uma espécie de castigo à base de fãs de Lost que não apoiaram a série Day Break, levando o canal a 6 semanas de baixíssimas audiências, no horário anteriormente ocupado por Lost. Imagino até os 'malandros' da ABC dizendo: "Bem, já que vocês não viram Day Break como esperávamos e nós perdemos dinheiro por causa disso, se quiserem continuar vendo um pouco de Lost antes do retorno, vão ter que pagar a partir de agora."
Bem, a ABC informa que disponibilizará o Lost Moment #6 amanhã a partir das 8 horas da manhã (horário americano), 11h no Brasil, via site para os detentores do cartão AE. Para os mortais que não tem o cartão, fica a esperança de que uma alma caridosa capture o vídeo e disponibilize na rede e, para isso, nós aqui do Dude estaremos atentos para compartilhar com vocês.
Mas, diz aí... a ABC é burra ou não é dificultando o acesso a material de divulgação de Lost?

Continuação... cenas dos eps 8 e 9! SPOILERS

Antes de tudo, gostaria de agradecer ao pessoal que prontamente se dispôs a traduzir o restante do texto que supostamente reproduz cenas dos próximos episódio de Lost. Sabemos que os textos podem ser falsos. Tanto que postamos apenas um trecho para debate. Mas, como vocês pediram a tradução... lá vai o resto do texto! E cuidado! As vezes o boato pode virar spoiler!
.
.
.
.

Lost Season 3. Episode 8. Media Mogul (Desmond flashback)
Traduzido por Lara L. Montibeller


Cena de abertura:
Na praia, Charlie invade o mar para ajudar o barco pequeno à praia. Uma vez à praia, Luis e Cristiano arrastam o barco para cima da praia.

Penny fala com o grupo que juntou.
Penny: " Eu estou procurando Desmond Hume "
Claire: " Desmond, como assim? Como..."
Penny: " Ele é meu noivo você o viu? Ele está bem? "
Charlie: " Ele saiu com Locke "
Penny: " E o Ben, onde está o Ben?
Charlie olha confuso...


ABERTURA DE LOST

Cena 1: Sala de operação
Jack está costurando os pontos em Ben.
Ele observa Juliet
Jack: " então Juliet, o que acontece agora "?
Juliet: " Eu não sei "
Jack: " Qual é Juliet, você quer me matar? Você quer matar Ben ou.. " Juliet interrompe
Juliet: " Oh Jack, você realmente não entende ainda "
Jack: " Bem, por que não me faz entender "
Juliet: " Ben é um homem de palavra , tudo que que ele prometeu para você, ele fará "
Jack: " ok, a cirurgia está terminada, eu posso confiar em você com ele até que ele acorde "?
Juliet: " sim, eu não sou uma assassina Jack "
Jack: " não, claro que não "
Jack deixa o quarto e é confrontado por vários, inclusive Pickett que bate em Jack com o cabo de um rifle, Jack atinge o chão.

Cena 2: A escotilha

Sussurros ao redor de Locke, Sayid, Desmond, Nikki e Paulo que os causam dar uma olhada mas nenhum sinal de qualquer um ou qualquer coisa.
Então à porta aberta, aparece Boone. Boone está escarando e olhando para o oeste. A cabeça dele lentamente se volta para o grupo, ele vira e desce pela entrada da escotilha.
Paulo: " Ele é parecido como aquele sujeito que morreu naquele avião "
Locke: " é um sinal de que é seguro "
Desmond: " O inferno que é, John. Não há nada nessa escotilha alem da morte certa "
Locke: " Desmond, o que está nessa escotilha é destino, meu destino. Eu preciso entrar lá, você tem que entender "

Cena 3: No barco

Sawyer, Kate e Tom estão em um barco pequeno, indo diretamente para o sul, para a ilha principal. Kate tem uma arma apontada a Tom.
Tom: " você sabe que você está cometendo um grande erro "
Sawyer: " Cala a boca ou você pode sair daqui e andar "
Tom: " Nós somos os mocinhos, você esta rumo aos, como eu devo eu por isto, sujeitos não tão bons.
Sawyer: " bem, eu me arriscarei, além disso, eu tenho um refém "
Tom ri: " Você não tem idéia "
O barco chega a costa onde Locke e o grupo dele estão olhando para os conhecer
Sawyer: " Bem, olha só sardenta, é a festa de salvamento!


Cena 4: Escotilha 2

Locke vira para observar a escotilha, enquanto o resto do grupo vai ao encontro do barco. Desmond vira para ver Locke
Desmond: " LOCKE!!! Nãooo!!"
Locke entra na escotilha e a porta se fecha.
Ele desce aproximadamente 30 degraus de escada de mão e entra por um corredor, ele tira os sapatos dele.
Locke: " Oi? Alguem em casa "?
Jacob: " Mr John Locke "!
Locke: Eu o conheço?
Jacob: " Nós temos o assistido, você entende não é?!, você entende sua razão de estar aqui "
Locke: " Bem eu ainda estou juntando os pedaços
Jacob: " venha! Vamos conversar "
Eles entram em um quarto grande com aproximadamente 30 telas (monitores) exibindo imagens ao vivo , Locke parece espantado.


Cena 5:Escotilha 3

Desmond está batendo na porta da escotilha, mas ela não se abre. Todos estão em volta dele. Desmond para de bater, lentamente ele olha para cima.
Desmond: " Pen, Pen " ele olha para o lado.
Sayid: " Desmond, o que é "?
Desmond: " Eu preciso ir, eu tenho que chegar na praia agora.
Desmond vai para o barco, liga o motor e vai embora.
Sawyer: " Ei isso é meu, você me paga"
Desmond: grita de volta: " Um milhões de libras irmão "
Sawyer: " Claro, é todo seu " ele grita


Cena 6:Hydra

Jack acorda de repente, ele se senta lentamente , a bochecha esquerda dele está contundida e inchada, ele toca com cuidado. Pelo vidro, ele vê um pálido e magro olhando Ben.
Ben: " Jack, você me desapontou. Eu pensei que nós tinhamos um trato, eu e você.
Jack: "Eles disseram a você o que ela disse. Você sabe que ela o queria morto não é?!! " Ele começa a ficar nervosso e vai até o vidro.
Ben: " Sente-se Jack, descanse, Amanhã você vai usar sua força,"
Close - up em Ben que o fita sem piscar..
Ben: " Amanhã será extremamente desagradável para você………Jack "
Lost Temporada 3. Episódio 9. The Path (O caminho)
Traduzido por Raoni Lacerda Vita


Cena de abertura:
Um close no olho esquerdo de Jack, ele é acordado pela Juliet, que entra na sua cela com uma bandeja de café-da-manhã.
Juliet: “Bom dia, Jack, Como você está se sentindo?”.
Jack balança a cabeça: “O que há com vocês?”.
Juliet: “Vamos lá, Jack, coma seu café-da-manhã”.
Jack: “Você não está ouvindo, traga o Bem, EU..QUERO..VER..O..BEN”.
Juliet: “Você verá o Bem, coma seu café-da-manhã” Ela se vira para sair.
Jack vai tentar agarrá-la, mas ela está atenta e dá um choque nele.
Juliet: “tsc-tsc Jack, eu achei que fôssemos amigos”.
Jack denta no chão praticamente sem conseguir se mexer.
Ben entra na cela auxiliado por Pickett e Sam.
Ben: “Você jogou com minha vida Jack,
VOCÊ..SABE..COMO..ISSO..FAZ..EU..ME..SENTIR?”.
Jack ainda atordoado “Eles queriam você morto” tentando conseguir fôlego
"Juliet... queria... você morto...”.
Pickett e Sam largam Ben, ele cai no chão e grita com muita dor, Jack só assiste...
Juliet: “Hoje, um de vocês viverá, um de vocês morrerá!”.

CORTA PARA A ABERTURA DE LOST

Flashback 1
Nós vemos uma tatuadora aplicando uma tatuagem em um braço, a câmera se abre e vemos uma mulher morena, Bethany. Jack está sentado ao seu lado, sorrindo para ela.
Jack: “Eu não acredito que deixei você me convencer a fazer isso em mim”.
Beth: “Você está amolecendo um pouco Jack, lembra? Aprenda a seguir para onde o vento aponta”.
Jack: “Olhe só para mim. Se meu pai pudesse me ver agora, ele teria uma ataque cardíaco”.
Beth: “Bem... ele não está aqui...” Sorri para o Jack.
Depois, eles estão andando por uma atraente praia de areia dourada, de mãos dadas, com o braço sobre o outro. Eles estão de risadinhas.
Jack: “ow” e dá uma risada.
Beth: “Você já pensou algum dia sobre isto?”.
Jack: “Algumas vezes”.
Beth: “Talvez isso tenha sido o melhor”.
Jack: balançando a cabeça “Talvez tenha sido”.
Beth: “Jaaack, mas...”.
Jack: “Isso deixou uma lacuna, você entende, um grande vazio em minha vida”.
Beth: “Isso não foi sua culpa”.
Zoom no rosto de Jack.

Cena 1:
Desmond navega até o acampamento, o barco diminui a velocidade, ele pula fora e sai nadando a pequena distância que faltava até a margem.
Desmond: “Pen”, aumenta sua voz “Penny”, começa a gritar “PENNY”.
Desmond para de correr, ele olha para a frente e lá está Penny olhando diretamente para ele, eles param e ficam só olhando um para o outro, um olhar que eles imaginariam que nunca mais veriam novamente.
Eles se abraçam, Desmond aperta ela forte, com as lágrimas escorrendo pela sua bochecha.
Desmond: “Eu imaginei que tivesse perdido você, eu pensei que nunca veria você novamente”.
Penny: “Eu nunca duvidei da gente, Desmond, nunca”.
Desmond: “Como você me encontrou?”.
Penny: “Isso foi fácil, nós devemos agir rapidamente se quisermos voltar para casa, nós precisamos achar Ben”.
Desmond: “Ben? Por que Ben?”.
Penny: “Meu pai e ele... é complicado”.

Cena 2: A Hydra
Jack e Ben foram colocados numa jaula, Jack olha em volta da jaula e vê que ela aparenta ter sido moldada como um campo de obstáculos. Ben mal consegue ficar de pé.
Juliet está em pé com os outros ao redor dela.
Juliet: “Jack, isto é para o seu bem, Ben sabe o que acontecerá, você não.
Vocês têm 60 segundos para chegar o mais longe que puderem neste campo de obstáculos antes que soltemos o urso polar. O primeiro a ser pego, morre. O outro é o vencedor e viverá para o outro dia”.
Jack: “Ei! Eu não vou correr. Não jogarei seus jogos novamente”.
Juliet: “Tudo que você tinha que fazer era deixá-lo morrer, mas não, você tinha que ser o herói! Jack salva o dia, certo?”.

Flashback 2
Jack está vestindo um terno e está sentado numa grande mesa com 6 outros homens vestindo ternos.
Homem#1: “Dr Shepherd, ouviu falar de todas as evidencias que apareceram antes de nós? Nós temos uma pequena chance? Temos?”.
Jack: “Não é o que aparenta ser, nós teremos mais tempo para provar isso”.
Homem#2: “Olhe Jack, não torne isso mais difícil do que precisa ser”.
Jack se levanta.
Jack: “O que vocês sabem? Eu não preciso disto, eu sou melhor que tudo isso,
que todos vocês” Passa rapidamente pela porta e cai fora.
Agora Jack está sentado num bar bebendo whisky, Beth senta ao lado dele.
Beth: “O que vocês está procurando?”.
Jack: “Perdão?”.
Beth: “No fundo do copo! O que você está procurando?”.
Jack sorri bastante.
Jack: “Estou procurando por um reabastecimento”.
Beth: “Dia duro, não é?”.
Jack: “É, algo assim. Olha, que tal sairmos daqui?”.
Beth: “Claro”.
Volta à cena que Jack está na praia com Beth. Eles estão andando de mãos dadas pela praia em direção ao hotel ali perto.
Eles entram na recepção do hotel.
A recepcionista o chama.
Recepcionista: “Sr. Shepherd, nós temos um recado para você”.
Ela dá um bilhete a Jack, ele o lê, ele o esmaga na mão e bota as mãos na cabeça e coloca a cabeça sobre a mesa da recepção, com muitas lágrimas nos olhos.
Jack: “Eu posso usar seu telefone, por favor?” tentando se recompor.

Cena 3: Jaula Hydra
Juliet: “O tempo começa agora, Jack, 60, 59...”.
BANG, um tiro de arma é ouvido, todos olham ao redor, ninguém aparenta ter atirado ou ter sido atingido. Então Jack percebe que Bem foi atingido no estômago. Jack se dirige até ele, fazendo pressão no ferimento ensangüentado.
Jack: “Agüente aí”.
Ben olha fixo nos olhos de Jack.
Ben: “Você poderia ter confiado em mim Jack, você deveri...a...te...”.
A cabeça do Ben cai, ele morreu.
Jacob portando uma grande pistola com Locke atrás dele vai em direção ao grupo e rosna.
Jacob: “Juliet, você importaria em me dizer o que diabos está acontecendo aqui?”.
Ela se vira e olha para Jack, todos os “outros”, inclusive Pickett, dão um passo atrás e viram a cabeça para o chão.
Locke: “Jack!”.
Jacob: “Tire ele daí! Juliet, isso não é maneira de tratar nossos convidados” (com sorriso sarcástico).
Jacob fica face a face com Jack.
Jacob: “Aceite minhas desculpas, Jack, ele (apontando para o Sam) irá escoltá-lo até o barco e irá levá-lo até seu acampamento, você não será maltratado, você tem minha palavra”.
Jack não fala nada e sai dali, mas se volta.
Jack: “Locke, você não vem?”.
Locke: “Não, Jack. Vou ficar por aqui um tempinho”.
Jack: “Locke???”.
Locke: “Vá embora, vá”.
Jack se vira e vai-se embora.

Flashback 3
Jack está no telefone, uma mulher responde:
Mulher: “Alô?”.
Jack: em silêncio.
Mulher: “Alô...Jack?”.
Jack: “Sim, mãe, sou eu, é... eu recebi seu recado”.
Mulher: “Jack, venha para casa, por favor...”.
Jack: “Eu não posso, mãe, você sabe que não posso...”.
Mulher: “Jack, você deve, nós precisamos de você, por favor, Jack”.
Jack: “Adeus, mãe” Ele bate o telefone, desligando.
Beth passa os braços por cima dos ombros dele e por baixo do peito dele.
Beth: “Vamos para o bar, Jack”, ela sussura.
Jack: acena “certo” enquanto ele põe as mãos dele nos braços dela suavemente.
Corta a cena para o bar onde Jack está bêbado e gritando e todo valentão.

Cena 4:
Nós vemos Desmond, Penny, Luis, Cristiano e Charlie “fazendo as malas”, preparando-se para saírem.
Desmond: “Oh, não!!”. Voltando-se para Penny.
Penny: “O que foi, Desmond?”.
Desmond: “Ben, o qual importante ele é?”.
Penny: “Sem ele, nós jamais conseguiremos sair desta ilha”.
Desmond fica abalado, ele coloca as mãos na cabeça. Ele sai correndo em direção à praia muito furioso, ele olha para o céu.
Desmond: “Por que?? POR QUE EU, por que nós, por que agora? Ela não pode ficar aqui, eu não acredito nisto!”.
Charlie se volta para a Penny.
Charlie: “O que está acontecendo com ele?”.
Penny: “Eu não sei, vou atrás dele”.
Charlie: “Não, deixe eu ir, por favor...”.
Penny: “Ok...” relutante.
Charlie corre atrás de Desmond, até que consegue alcançá-lo.
Charlie: “Ei, Desmond, espere, DESMOND!”.
Desmond: “Saia daqui, Charlie”.
Charlie: “Desmond, o que quer que seja, você pode me dizer”.
Desmond pára e se volta, olhando para Charlie dos pés à cabeça.
Desmond: “Dizer a você? DIZER A VOCÊ? Parceiro, você é um viciado em heroína, você morrerá em breve, acredite em mim, você é patético, imprestável, agora saia do meu caminho antes que eu faça com que você volte”.
Charlie: “Eu não voltaria sem você, não importa o que você disser, eu sou seu parceiro e não deixarei você assim”.
Desmond: “Você não tem idéia do que aconteceu comigo”.
Charlie: “Mas você pode me dizer”.
Desmond: “Você não vai querer saber, Charlie, saia de perto de mim”.
Charlie: “Diga-me, diga-me, diga-me”.
Desmond ataca Charlie, arremessando-se sobre ele.
Desmond: “Você não vai querer saber o que houve comigo, você não vai querer saber”.
Desmond estrangula Charlie até que Jin vem correndo e empurra Desmond de cima dele.
Desmond: “Acabou, nós todos estamos acabados”.

Flashback 4
Um homem está de pé numa sala cheia de pessoas sentadas em bancos formando um círculo
Homem: “Oi, meu nome é Brandon”.
Turma: “Oi Brandon”.
Homem: “...e...Eu sou um alcoólatra, eu posso dizer somente isso por enquanto?”
Homem 2: “Claro, Brandon. Jack. Jack, você gostaria de dizer algo?”
Jack senta-se na cadeira, pára um pouco, antes de balançar a cabeça, então se levanta.
Jack limpa a garganta: “Oi... eeer...” limpa a garganta: “Oi, eu sou Jack”.
Turma: “Oi, Jack”.
Jack sorri, mas aparenta estar choroso, “Vocês sabem, eu odiava meu pai, ele era um, um alcoólatra. O filho da p*** matou alguém na mesa de cirurgia, bêbado! Eu fiz com que ele fosse demitido. Então ele conseguiu se ajeitar. Então er... meu casamento começou a se espedaçar e eu o joguei de volta à bebida. Eu me tornei meu pai, a única coisa que eu mais temia. Então eu acredito que o que estou dizendo é que eu sou um alcoólatra, estou sóbrio há 16 dias agora”.

Cena 6: Praia
Jack retorna à praia e é saudado por todos do acampamento, inclusive Kate, que o abraça, bastando para causar um olhar egoísta e desagradável em Sawyer.

20/12/2006

Será verdade? SPOILERS

Se é verdade ou não, ainda não sabemos! Surgiu um post no fórum 4815162342 com supostas transcrições de diálogos que veremos quando Lost voltar... Repetimos que não dá para avaliar o quanto disso é verdade mas, da mesma maneira, postamos aqui para que vocês tirem suas próprias conclusões. Ah, e como em teoria, as informações podem de fato revelar acontecimentos de episódios futuros, portanto recomendamos que você não leia se não quiser saber antes.

.
.
.

Ep. 3x07 - "Not in Portland"

Cena de abertura
:

Penny, Cristiano e Luis estão em um iate, uma visão panorâmica mostra apenas o mar e o céu sem nenhum sinal de terra por perto.

Cristiano: "Me desculpe Sra. Widmore, eu não entendo, as coordenadas estão bem à frente, a ilha deveria estar bem ali”.
Luis: "Deveríamos voltar..."
Penny: "Não. Continuem, ela está lá, posso sentir..."
Luis: "Sra. Widmore com todo respeito, mas se estivéssemos próximos conseguiríamos..."

A câmera vira e mostra seus rostos em feição de espanto.

Luis: "O que? Como é que..." CORTA PARA A ABERTURA DE LOST


Cena 1

Kate se vira e acertando o cara no rosto com o rádio, deixando-o inconsciente. Sawyer se levanta e luta com Pickett até conseguir dominá-lo. Kate e Sawyer colocam os dois na jaula trancando-os em seguida.

Cena 2
Locke, Sayid, Desmond, Nikki e Paulo estão andando floresta adentro.

Sayid: "Para onde você está nos levando, John?"
Locke pára e pensa por um instante.
Locke: "Estou seguindo minha fé, Sayid. Para ver onde ela me leva."
Desmond: "Quais são seus planos se encontrarmos a outra estação?"
Locke: "Bem, quando chegarmos lá saberei."
Sayid: "E se não estivermos preparados para o que nos espera?"
Locke: "Sayid, a ilha nos dará o que precisamos!"
Paulo: "Hey Locke, você acha que a ilha poderia me dar uma cerveja bem gelada?"
Locke: "Cuidado com o que deseja, Paulo."
Paulo: "É verdade, eu esqueci de pedir um abridor de garrafas."

Nikki entra no meio da conversa...

Nikki: "Hey pessoal, o que é isso..."
Todos param e observam com olhos bem abertos.

Cena 3
Sawyer e Kate entram na sala de operações tomando Tom de refém. Eles tomaram a arma de Pickett.

Sawyer: "Vamos sair daqui Doc."
Jack: "O que vocês estão fazendo aqui? Eu disse para fugirem."
Kate: "Não vamos sem você Jack!"
Jack: "Não posso ir, prometi ao Ben."
Sawyer: "Não estou entendendo você Doc. Quer dizer que você vai fazer essa operação, mesmo depois de tudo o que fizeram?"
Jack: "Sim vou, e quero que vocês corram, saiam daqui e voltem para o acampamento."
Kate: "Não podemos."
Jack: "O que? Por que não Kate?
Kate: "Estamos em outra ilha."
Jack: "Isso é impossível."
Sawyer: "Doc! Eu vi com meus próprios olhos, estamos mais ou menos 4 km de distância."

Jack cerra os dentes, põe a mão na cabeça e anda para frente e para trás algumas vezes, e então se vira para Juliet.

Jack: "Barcos, vocês tem que ter barcos para ir e vir, onde estão?"

Juliet pára e pensa.

Juliet: "Na direção sul há um pequeno píer com 2 barcos pequenos. Estão a uns 10 minutos daqui."

Jack se vira e aponta para Pickett

Jack: "Você, você os leva e vai com eles, Kate! Mantenha-o como refém até estar segura. Agora saia daqui."
Kate: "Jack, não nós não vamos..."
Jack: "KATE!! Isso não é uma opção, você tem que confiar em mim. Estarei seguro aqui, você não. Por favor... Vá!"

Kate se contraria ao ter que deixar Jack para trás.

Sawyer: "Vamos sardenta. Doc, você tem certeza que sabe o que está fazendo?"
Jack: "Sim! Eu tenho certeza Sawyer."

Cena 4
Charlie faz caretas para Aaron enquanto Claire ri. Hurley se aproxima.

Hurley: "Hey Dudes! Algum de vocês aguarda um iate hoje?

A câmera gira para mostrar o que aparece atrás de Charlie, Claire e Hurley.

Um iate pode ser visto não tão longe, ancorado. Um pequeno bote motorizado se aproxima com 3 pessoas a bordo...


Cena 5
Locke, Sayid, Desmond, Nikki e Paulo observam uma grande clareira, a costa, uma pequena ilha à frente e uma porta de escotilha no centro da clareira. Um par de portas duplas leva ao subsolo, uma delas está semi-aberta...

Sayid: "John, deixe-me entrar primeiro."
Locke: "Ninguém faz nada por enquanto."
Nikki: "Então o que fazemos agora?"
Paulo: "Encontrar a minha geladeira!"
Desmond: "Locke, NÃO entre nessa escotilha."
Locke: "Desmond, quem é você para me dizer o que posso ou não fazer?"
Desmond: "Se você entrar nessa escotilha, você VAI morrer!!!"


A fonte original está aqui http://www.4815162342.com/forum/viewtopic.php?t=32382


Plausível isso tudo realmente é não acham? Comentem.

----------------------------
Pesquisa por Charles Freire

Sobre Jack, Rose & Bernard e a escolha de Kate

ATENÇÃO! Post com spoilers, portanto se não quiser saber antes pare de ler agora.
.
.
.


Atualizando as novidades mais recentes relacionadas a Lost, Michael Ausiello da TV Guide disse o seguinte sobre os rumores de uma possível saída de Matthew Fox da série: “Eles ainda não são verdade!” Esse "ainda" pode parecer uma dúvida, não é? De qualquer forma cremos que não há motivos para qualquer alarde sobre uma eventual saída do Dr. Jack da série, visto que ele é um dos poucos personagens ainda intocáveis na trama, na nossa opinião.

Também na coluna desta semana do Ausiello, surgiu uma pergunta sobre o que aconteceu com o casal Rose & Bernard, que ainda não apareceu nesta 3ª temporada. E quem responde essa dúvida é o produtor executivo Carlton Cuse. “Queremos usá-los mas por enquanto não os temos em nenhum dos episódios que já gravamos. Damon e eu estamos trabalhando duro para mostrar mais do elenco que está no acampamento da praia e estamos nos focando mais neles. Mas, esperamos retomar a história de Bernard & Rose antes do fim deste ano.”

E agora uma nota que traz de volta aquela pulga atrás da orelha com relação à tão comentada escolha da Kate... Segundo Ausiello, não devemos ter tanta certeza que ela escolheu Sawyer em vez de Jack (embora os produtores já tenham confirmado esta escolha). O motivo? Uma garota pode mudar de idéia.

19/12/2006

Matthew Fox fala sobre Jack e um meteoro no passado de Hurley

O assunto sobre uma possível saída de Matthew Fox de Lost volta à tona, e dessa vez quem levanta a bola é o próprio ator, que disse o seguinte ao E! durante coletiva de divulgação de seu mais novo filme “We Are Marshall”: “Não faço mais parte de Lost. Não voltarei. E isso não tem nada a ver com a minha carreira no cinema. Fui morto na série.” Hã??? Ok, antes de xingar a mãe de algum produtor da série, acalmem-se, porque parece bastante óbvio que Fox já deve estar cansado de responder esse tipo de indagação e resolveu que agora vai polemizar dizendo-se morto na série. Além disso, é evidente que esse tipo de declaração ajuda a manter Lost na mídia até o retorno da temporada, o que convenhamos é bastante insteressante para a série.

E evidenciando ainda mais que não fala sério sobre o destino do Dr. Jack, Fox afirma ainda que, “os 16 episódios mais excitantes da televisão estarão voltando em fevereiro. E há muita coisa bacana acontecendo, coisas das quais não posso falar.” Pois é, alguém ainda duvida que o Dr. estará em todos estes 16 episódios? Eu não.

E para finalizar, uma nota dada pela Kristin Veich também do E!, falando sobre um flashback do Hurley que mostrará uma repórter entrevistando o gordinho sobre a queda de um meteoro ocorrido um dia antes da reinauguração da lanchonete Mr. Clucks Chicken Shack. Para quem não lembra, essa é a lanchonete em que Hurley trabalhava, e que acabou comprando depois de ganhar na loteria. O acidente em questão fora inclusive comentado por ele no início da 2ª temporada, quando falava com Jack sobre a natureza ruim dos famosos bad numbers.

15/12/2006

Comentário: "Lost Tem um Ombro Amigo: o Globo de Ouro"

Por Ricardo Henriques
Quando saíram as indicações para o último Emmy rolou o maior chororô entre os fãs de Lost. Pudera, a série foi solenemente ignorada nas categorias principais, tendo sido nomeada "apenas" para algumas categorias técnicas. O mais expressivo era ter Henry Ian Cusick (vulgo Desmond) concorrendo a melhor ator convidado (justo, tanto que ele foi convidado a entrar pro elenco fixo... pra ser mal aproveitado, mas isso é outro assunto). Até para mim, o mais crítico (ou chato, ou tacanho, ou tosco, ou exigente, fica a critério do leitor) fã de Lost, pareceu injusto. Afinal, se Lost havia tido seus tropeços, ainda era seguramente um destacado membro do top 5 de qualquer aficcionado. Pois com as indicações do Globo de Ouro reveladas, é hora do fã de Lost tomar a atitude inversa e agradecer a forcinha. Forcinha indevida, mas bem-vinda. Um voto de confiança. Um tapinha nas costas e um recado dito em tom afável: "Você está mal das pernas, mas eu ainda gosto de você. Volte aos seus melhores dias e vamos premiá-lo novamente". Não digo que tenha sido uma indicação injusta. Mas tampouco seria injusto se Lost não figurasse na lista.
O segundo ano de Lost passou por algum desequilíbrio, uma certa pasmaceira, mas o bom nível dos episódios finais devolveu o embalo à trama. Aí veio uma grande mancada. Dividir a série em duas semi-temporadas poderia até ter sido um sucesso, mas pra isso esses seis primeiros capítulos teriam de funcionar melhor em conjunto. Como se fossem de fato uma temporada. A impressão foi que não houve uma adequação artística à estratégia, apenas mudaram o calendário de exibições. Tanto que o fim do sexto episódio, que teria de trazer um potente gancho para deixar todos ansiosos, certamente provocou mais bocejos do que soluços. Agora vai ficar difícil, depois de meses de intervalo, manter os índices de audiência costumeiros. Que dirá voltar aos índices da primeira temporada.
Deve ser observado que as indicações a uma premiação televisiva não devem ser dadas apenas porque uma série acumula fãs, faz referências culturais ousadas, gera repercussão e deixa as pessoas malucas, fazendo suposições, criando teorias e alimentando o mercado paralelo, consumindo livros, jogos e caixas de DVDs abarrotados de extras. Claro que tudo isso é importante. Mais do que isso, é um diferencial, é o que faz uma série virar cultura geral. Nesse ponto Lost continua fazendo sua parte. O problema é que também devem ser avaliadas outras questões: qualidade dos roteiros, elenco afinado, excelência de produção e... regularidade. Esse é o ponto fraco de Lost atualmente. Bons episódios perdem força ao serem mesclados com episódios-tampão. Episódios-tampão não são poupados por conta dos bons episódios. Muito pelo contrário, sofrem com a comparação. Parece besteira, mas Lost começa o campeonato com o jogo ganho e, por relaxamento dos produtores, ou esgotamento de fórmula talvez, vai perdendo pontos pelo caminho. No Emmy, onde tudo é mais conservador, o castigo já apareceu. O Globo de Ouro mostra-se mais condescendente. Mas vale destacar que Família Soprano sempre foi reverenciada pelo prêmio. Só que bastou uma temporada mais fraca e a fila já andou. Ou seja, Lost está com crédito. É hora de parar de perdê-lo e voltar a acumular "milhagens".
As indicações de 24 Horas e Grey's Anatomy à melhor série dramática já eram mais do que esperadas. E muito justas, diga-se de passagem, por mais que alguns fãs do gênero ficção científica não suportem tais seriados. 24 Horas é uma série que soube se reinventar para não cair na rotina (embora proporcione algum deja vu em determinadas situações) e fez o que hoje é quase impossível, aumentar sua audiência com o passar dos anos. Quem acompanha os índices de Lost sabe que é algo bem complicado. Grey's Anatomy começou despretensiosamente e de repente (com a sempre válida ajuda do Super Bowl) estourou, passando a ser o carro-chefe da ABC. Não à toa foi colocada para concorrer com os então reis do Primetime, os legistas de CSI. Não só concorrer, como vencer, semana após semana. São as duas grandes favoritas.
Big Love, série polêmica sobre um homem que tem três esposas, pegou a vaguinha fixa da HBO, que costumava ser de Família Soprano. Uma estranha surpresa previsível, digamos assim. As duas outras vagas serviriam não só para agraciar outros dois programas, mas também para definir qual linha os votantes seguiriam. Poderiam ter apostado nos textos bem escritos e nos protagonistas hipnotizantes de House e Dexter. Mas o hype falou mais alto e a imprensa estrangeira de Hollywood optou por Lost e Heroes, que, mais que programas de TV, são ícones de cultura pop. Trarão mais visibilidade à cerimônia, gerarão mais repercussão. E se por um acaso a zebra falar mais alto e resolverem premiar uma série nesse estilo, Heroes está na crista da onda, e nem assim Lost terá força pra levar o troféu pra casa. Quem sabe em 2008...
Mas o maior dos presentes aos fãs de Lost (embora muitos irão mais desdenhar e zombar que comemorar) foi mesmo essa estranha indicação de melhor atriz para Evangeline Lilly. Quer dizer, estranha em termos, já que a Kate teve muito espaço nos 6 episódios da mini-temporada, com direito a gritos, lágrimas e beijos apaixonados. O que a imprensa especializada americana costumam chamar de "cenas de clipe do Oscar". Tudo bem, ela é linda, muito simpática (difícil ver alguma entrevista dela sem querer pegar no colo e levar pra casa... não que eu precise ver uma entrevista dela pra ter essas vontades, claro), mas qualquer pessoa com um mínimo de critério sabe que ela é uma atriz bem fraquinha. Nem é culpa dela, coitada, até dia desses ela fazia comercial de Disk-Amizade no Canadá. Que pelo menos sirva de incentivo para que Evie (sim, íntimo) se esforce ainda mais e estude para que um dia possa fazer valer a indicação. Chances de vitória? Em um mundo normal, não existiriam. Mas tirando Edie Falco (Família Soprano), nenhuma das demais indicadas é uma atriz de muitos atributos. Sempre pinta aquela vontade irresistível de fazer uma moça bonita subir no palco pra chorar abraçada à estatueta. Nesse caso, nenhuma delas fica tão bem em um vestidinho de festa quanto a nossa Kate.
Mais do que a série e Evangeline, dois atores mereciam uma indicação, mas não obtiveram sucesso. Michael Emerson (vulgo Henry Gale, Ben Linus para os íntimos) deu show na segunda metade da temporada passada e no comecinho dessa, conseguindo ser assustador até mesmo com um vestuário de tiozinho gerente de loja de auto-peças. E Matthew Fox, que vinha sendo indicado constantemente, continua impecável no papel de Jack, o maior (e mais complexo, no bom sentido da palavra) mala da TV Americana. Ambos têm o azar de concorrer em uma das categorias mais disputadas do Globo de Ouro (embora ao meu ver Patrick Dempsey, o McDreamy de Grey's Anatomy, esteja bem abaixo do nível dos dois). E de certamente não ficarem nada bem em um vestidinho de festa.

14/12/2006

Lost Mid- Season Promo #5 - Spoiler (Legendado)


Lost no 64th Golden Globe Awards


A Hollywood Foreign Press Association acaba de anunciar a lista dos indicados para o 64th Golden Globe Awards (Globo de Ouro). E para nossa surpresa, Lost concorre mais uma vez na categoria melhor série drama. E as surpresas não param por aí. Evangeline Lilly (Kate) concorre na categoria melhor atriz em série drama. Aguardem por mais informações e comentários sobre as indicações aqui no Dude!

Bai Ling revela detalhes de sua participação em Lost

ATENÇÃO! Este post revela detalhes do que vém pela frente na 3ª temporada de Lost, portanto pare de ler agora se não quer saber antes.

.
.
.

Matéria originalmente postada no “Watch with Kristin” do E! Online

O retorno de Lost no dia 7 de fevereiro ainda está um pouco distante, mas um pouco de spoilers dados pela atriz Bai Ling pode aliviar um pouco as coisas né? A chinesa vai participar de 3 episódios da série, e fala sobre o flashback que trará o relacionamento complicado com Jack, e mais precisamente sobre como foi a experiência de dividir o lençol com Fox.

Vamos falar de Lost!
O trabalho foi um prazer. Todos na produção foram generosos e gentis. Me senti muito bem recebida por eles. Trabalhei mais com Matthew Fox. Os três episódios dos quais participo são bem profundos. Minha personagem diz, “Eu posso ver quem as pessoas são.”

O que você pode nos dizer sobre o seu relacionamento com Jack? O que exatamente você irá fazer?
Nunca se sabe, eu posso voltar. Eles dizem que na série eles costumam trazer gente de volta mesmo quando elas estão mortas. Sou uma personagem muito importante na vida dele; tipo, suas tatuagens tem algo a ver comigo.

Eu sei que você disse que ele beija muito bem.
Foi engraçado, quando gravávamos a cena, não nos conhecíamos. Ele é muito bonito e gentil, muito cavalheiro. Fiquei um pouco nervosa fazendo aquelas cenas de amor, mas foi bem divertido mesmo eu tendo ficado um pouco envergonhada. Nós dois tivemosum entendimento mútuo de que deveríamos fazer. Algumas vezes estou por cima dele, outras ele em cima de mim. Perguntei para ele, “Posso fazer o que eu quiser?”e ele disse, “Claro, faça o que quiser.” Eu não quis onfedê-lo, mas depois do que ele disse eu fiz o que eu sentia.

Você pode nos dar o nome da personagem?
Achara. É um nome o qual nunca ouvi; Foi difícil para mim pronunciá-lo. Mas o que é divertido sobre o meu papel.. é que ela o seduz, e toma a iniciativa, e se comporta da maneira que deseja, o que é realmente bonito. É bem saudável, honesto e poderoso.

Então, qual é a história?
Somos amantes, mas eu sou um mistério para ele. Ele realmente não me conhece. Eu não o permito que me visite, eu não o permito saber oque realmente faço – ficamos juntos, dormimos juntos, saímos juntos, somos realmente apaixonados. E há um mistério, que é o dele nunca saber o que eu faço. Há também um virada psicológica e uma traição.

Você tem contrato para fazer mais algum episódio além desses três?
Não agora, mas isso é uma possibilidade. Com esperança eu voltarei. Eu quero porque Lost é realmente um projeto divertido. Eu considero a série bem melhor que muitos filmes que já fiz. A roteirização é bonita, e você realmente pode conhecer os personagens, não apenas na superfície, algo que eu de fato aprecio.

13/12/2006

Premiere Mundial do Filme "We are Marshall"

Algumas fotos da premiere do filme "We are Marshall" realizada em 12 de dezembro, que tem em seu elenco Matthew McConaughey e Matthew Fox (Jack de Lost).


Mais fotos

12/12/2006

Vida longa ao Charlie! (SPOILERS)

Você já sabe! As informações abaixo contém spoilers, portanto pare de ler agora se não quiser estragar a sua surpresa!
.
.
.
Segundo uma entrevista com Dominic Monaghan para uma revista canadense, na qual ele fala sobre a próxima etapa da terceira temporada, o relacionamento de Charlie e Claire pode ser o argumento que vai preservar o personagem da morte, pelo menos até o final dessa etapa da série. Segundo Dominic, Charlie e Claire terão “momentos maravilhosos” e “momentos terríveis”, e adiantou que não poderia contar mais detalhes (o que já demontra que ele tem conhecimento sobre os acontecimentos futuros em Lost). Segundo a tradução dos fãs postada num fórum, Dominic se referia sempre, quando falava em Charlie, nos termos “Charlie e Claire”, o que deixa claro que as histórias dos dois personagens estarão cada vez mais interligadas. Será que vai mesmo rolar aquele triângulo amoroso Charlie – Claire – Desmond que tanto se especula? Ou seja, para a galera que não gosta de Charlie só resta lamentar e para quem gosta comemorar. Parece mesmo o personagem ainda tem muita história para contar!

Fonte: 4815162342.com

07/12/2006

Podcast Oficial de 06 de dezembro

ATENÇÃO! As informações abaixo contém spoilers, portanto pare de ler agora se não quiser saber antes.
.
.
.

No mais recente podcast oficial da série disponibilizado ontem, os principais destaques do que foi dito pelos produtores Damon Lindelof e Carlton Cuse foram:

- Kate de fato escolheu Sawyer e para eles a escolha não poderia ter sido mais clara. A dupla ainda defende o ponto de que o sexo é sim uma coisa importante nesta situação, pois ela ajuda a definir a ‘escolha’.

- Jin e Sun voltaram para o acampamento da praia.

- Ben não more na mesa de cirurgia. (Alguém tinha dúvidas?)

- A mensagem no cajado que pertencia a Eko (“Levante seus olhos e olhe para o Norte”) vai levar Locke a uma missão.

- A história referente à outra ilha em que o trio Jack, Kate e Sawyer está, fará sentido mais para frente, mas em breve o foco voltará para o acampamento da praia.

- Descobriremos se Ben mentiu quando disse que a ilha em que ele está é como Alcatraz e os produtores confirmam que a ilha dos losties é realmente muito grande, o que poderia explicar o fato de ninguém ter notado uma ilha menor nas proximidades.

- Voltaremos a ver Rosseau em breve.

- Descobriremos se a Dharma Initiative e os Outros são a mesma coisa.

- Carlton Cuse lembrou que Jacob (ou Jacó) na bíblia era o pai das 12 tribos de Israel e que Ben era o nome de seu filho mais novo.

- Uma promessa para os que consideraram o arco inicial de 6 episódios ruim. A temporada melhora muito quando retornar.

- O 6º episódio “I Do” tem um impacto decisivo para o restante da temporada.

- Os fãs podem comemorar. A 4ª temporada de Lost já está garantida.

E uma promessa de um novo mistério na floresta surgiu na mais recente edição da revista oficial de Lost. E quem deu a dica foi o próprio Damon Lindelof, ao responder a pergunta de uma leitora que queria saber se voltaríamos a ouvir os sussurros na floresta. Segundo ele, a trama voltará a explorar os aspectos mais assustadores da ilha, e se pensamos que estes são o Monstro de Fumaça ou os Outros, vamos nos surpreender com o que mais

Lost Mid- Season Promo #4 - Spoiler


06/12/2006

Lost em novo horário (nos EUA) e novidades sobre os eps. 3x11 e 3x12

A rede de tv ABC, confirmou ontem que Lost vai ter seu horário de exibição modificado quando retornar no dia 7 de fevereiro, passando das 21 para as 22h, em um claro sinal de que os executivos do canal querem a todo custo fugir da concorrência de American Idol – simplesmente o programa de maior audiência da tv americana - que estréia sua nova temporada em janeiro e tem exibição nas 4ª feira exatamente às 21h.

Para quem faz download dos episódios, essa mudança significa uma horinha a mais de “vigília” nas noites de 4ª feira, já que com o horário de verão brasileiro em vigor até o final de fevereiro, a diferença de horário é de 3 horas.

E uma outra nota relacionada à Lost, Michael Ausiello da TV Guide, confirmou que o episódio 3x11 será centrado em Sayid e o 3x12 será de Claire, como sugeria uma notícia que postamos ontem aqui.

05/12/2006

Estrela de Lost escreveu seu próprio roteiro para a fama

Por Michael Tsai para o Honolulu Advertiser
Traduzido e adaptado por Davi Garcia e Juliana Ramanzini

O destino sempre foi claro. Yunjin Kim (Sun) seria atriz de sucesso, mas o caminho que a levou até lá era algo que ela não poderia prever.

Do set de Lost para o curso de golfe, a rotina da atriz em Honolulu é agora proeminente. Na próxima 6ª feira ela vai dar autógrafos no Centro de Convenções da Honolulu Marathon Expo. E semana passada, Kim conversou com o Honolulu Advertiser sobre o caminho incomum traçado por ela rumo ao estrelato, suas responsabilidades como uma atriz de origem asiática, seu jogo de golfe, e sim, a série de tv que ela faz.

Nascida em Seul, Coréia do Sul, Kim emigrou com sua família para Staten Island, N.Y., quando tinha 8 anos. Seu desejo em se tornar atriz a levou à Escola de Música & Arte e Artes Performáticas de Fiorello H. LaGuardia, e mais tarde à Universidade de Boston, onde ela se formou em artes cênicas.

E fugindo do padrão tradicional que lhe renderia alguns anos em espetáculos Off-Broadway, filmes independentes e diversos testes para filmes e séries de tv, Yunjin Kim alterou o roteiro e voltou para a Coréia, onde se tornou instantaneamente uma sensação em dramas da Tv e grandes filmes locais.

Os anos passaram e, mais tarde, representada pela poderosa agência de atores William Morris, Kim assinou 1 ano de contrato com a ABC e prontamente fez testes para Lost.

Kim não era exatamente o que os produtores tinham em mente para a personagem Kate, papel que acabou indo para Evangeline Lilly. Contudo, Kim deixou uma impressão tão boa que o criador J.J. Abrams e sua equipe resolveram criar uma nova personagem – Sun – especificamente para Yiunjin Kim. O resto já é história.

Aqui vão nossas perguntas e as respostas da atriz:

Qual é o propósito com o Honolulu Marathon Expo? Já não está bastante ocupada?

Estou realmente empolgada com isso. Como atores, nós somos lançados para eventos de tapete vermelho como a premiere da temporada na praia, mas nunca dá para dedicar atenção de qualidade aos fãs. Dessa forma, durante esse evento da 6ª feira, poderei conversar um pouco mais enquanto dou autógrafo e posso perguntrar-lhes seus nomes antes de passar para a próxima pessoa.

Chegou a pensar em fazer uma maratona?

Eu costuma correr todos os dias, mas desde que cheguei aqui, tenho me dedicado mais à natação. Se eu experimentasse correr, iria querer treinar apropriadamente, portanto não penso muito nisso.

Ficamos sabendo que você é uma golfista empolgada também...

Comecei a jogar golfe quando estive fora daqui. Foi uma boa oportunidade porque há muitos cursos bons. Eu não sou realmente boa nisso, embora... Eu ame ficar ao ar livre com amigos, e amo o espírito do jogo.

Até mesmo jogando com Michelle Wie (golfista profissional) ?

Não no curso, mas eu a vi alguns anos atrás quando estava voltando da Coréia. Nós apenas nos vimos. Eu não tinha certeza se era ela até que vi seu pai. Ela é tão alta e tem um físico maravilhoso.

Já vimos um grande personagem de Lost saindo da série nessa temporada (Adewale Akinnouye-Agbaje). Como parte do elenco, ainda é chocante para você quando alguém morre na série?

Nós sabíamos disso a algum tempo, portanto estávamos preparados psicologicamente. Com Cynthia Watros (Libby) e Michelle Rodrigues (Ana Lucia), na última temporada foi mais chocante. Eu estava no set quando Cynthia descobriu. Foi ainda mais dramático quando perdemos nosso primeiro personagem (Boone) e depois a Shannon. Não ter Harold Perrineau e Malcom David Kelley por perto também têm sido difícil, já que eles estavam conosco desde o início. Não é uma sensação agradável, mas o que vamos fazer? É a natureza da série.

O que podemos supor é que não vamos descobrir a identidade do pai do bebê de Sun até o fim da temporada não é?

Os fãs hard core parecem saber mais do que nós mesmos. Eu realmente não sei e estou muito curiosa para descobrir. Adoraria saber de verdade.

Nos conte como a jovem imigrante coreana de Stanten Island decidiu se tornar uma grande atriz de Hollywood.

Eu amava tanto atuar que não me importava o que eu teria que fazer. Quando entrei para a Escola LaGuardia, acordava às 5 da manhã para pegar o ônibus das 6, depois pegar o trem para a cidade e então pegar o metrô. Eu viajava 4 horas por dia, mas nem me importava. Aos 12, 13 anos você quer tanto o que deseja fazer que você simplesmente faz.

Sua grande chance veio quando foi escalada na mini série coreana “Beautiful Vacation”. Como foi voltar para a Coréia e trabalhar como atriz depois de tanto tempo longe?

Foi um choque cultural maior chegar lá do que vir para Nova York. Eu não conhecia a Coréia de verdade. Foi realmente desafiador e fiquei assustada à primeira vista. Na Coréia, bem como em outros países asiáticos, o processo de filmagem é mais acelerado. Eu cheguei a trabalhar 24 horas sem parar algumas vezes. Foi uma experiência incrível e creio ter trabalhado melhor quando estava exausta.

O plano original era ficar apenas algumas semanas para graver a mini-série, mas não foi o que ocorreu, certo?

Tive sorte de trabalhar mais. Da noite para o dia eu me tornei um rosto conhecido. Peguei o papel principal em alguns filmes grandes e tive que aprender a encarar a fama repentina. Depois de “Swiri” (“Shiri” nos EUA), os roteiros começaram a vir de todos os lados. Quando eu estava em Nova York nunca sonhei que poderia trabalhar na Coréia, mas acabei ficando por lá durante 6 anos. Foi o período mais incrível de toda minha vida.

Como foi voltar para os EUA depois de alcançar tanto sucesso na Coréia?

Foi difícil. Significava ter que encarar testes novamente. As pessoas não conheciam meu trabalho. Mas eu queria perseguir esse objetivo. Eu queria voltar e ver se poderia me dar bem.

A ABC foi muito generosa em assinar um acordo comigo. Eu sabia que não me encaixava no papel da Kate porque eles tinham uma imagem específica dela, mas eles queriam ver atores interessantes, então criaram a Sun e o Jin. Foi a mesma coisa com o Jorge Garcia. Eles queriam alguém por volta dos 50 anos, mas acabaram se apaixonando pelo trabalho do Jorge.

Essa é a melhor coisa dos nossos produtores executivos – eles querem atores interessantes e tem o senso de construir personagens etnicamente diferentes. Ter dois atores asiáticos em uma série e fazê-los falar em outra língua em boa parte da série, é algo que nunca foi feito antes.

Eu sinto que estamos inovando na televisão. Lost está abrindo portas para muitas opções diferentes. Agora temos essa série “Heroes” com um ator japonês que fala em japonês. Não são apenas atores caucasianos de 20 e poucos anos.

Como atriz americana e corena, você sente alguma pressão extra para representar essas duas culturas?

Ser americana e coreana é parte de quem sou. Eu me sinto muito responsável pela personagem que faço porque não vemos muito disso. Você tem que ter uma sensibilidade boa porque é uma mídia de massa e há poucas representações desse tipo.

Quando eu estava crescendo, não tinha muitos papéis asiáticos como modelo. Uma razão pela qual quis ser atriz era porque não via ninguém que se parecesse comigo além talvez de Jackie Chan. Eu tinha orgulho dele e amava vê-lo como uma estrela. Eu saí do cinema com a cabeça erguida. Mas não via muitas mulheres como eu.

Como seus fãs na Coréia responderam ao seu sucesso nos EUA?

Eles continuam comigo seguindo cada passo meu. Eu significo muito para eles já que fui capaz de fazer sucesso lá e aqui, especialmente porque fui a primeira. E pelo fato de ter trabalhado lá, eles torcem mais por mim.

Eu não vou mentir. A pressão está aqui. Tudo o que eu diga e faça, eles acompanham e lêem. Mas é por isso que faço o que faço, para dar esperança às pessoas.

Novos Spoilers e Michael Emerson concorrendo a prêmio

Já se vão alguns dias sem spoilers novos não é mesmo? Pois aqui vão os mais recentes. Lembrando claro, que se você não quer saber antes, pule para o último parágrafo deste post.

.
.
.

Indagada por um leitor que lembrou a afirmação efusiva de Michael Ausiello da TV Guide de que Jack não iria morrer, Kristin Veich do E! Online finalmente cedeu e ‘resolveu’ concordar com seu colega, mas ainda assim não deixou de afirmar: “Ainda assim, alguém vai morrer!”

Outro spoiler dado por ela… A produção está à procura de 2 atores para os papéis de um médico e um policial, ambos australianos e que vão aparecer no episódio 3x12 e que trará um flashback na Austrália. Paplpites? Claire, Sawyer... ou Vincent?

Agora em um post do fórum 4815162342.com, o membro kakaako808 residente no Havaí, disse que viu Jorge Garcia (Hurley) filmando o que ele presume ser um flashback do episódio 3x10 em que veremos a lanchonete Mr. Cluck’s Chicken Shack. Pois é, aquela mesma lanchonete em que o gordinho trabalhava. O que a nota dele sugere, é que dessa vez Hurley não deve aparecer atrás do balcão, mas sim como dono do lugar, já que no set havia um grande banner com os dizeres “GRANDE RE-ABERTURA”.

E para finalizar o post, a boa notícia de que o ator Michael Emerson, o ex-Henry Gale de Lost, foi indicado para o Satellite Awards na categoria de MELHOR ATOR COADJUVANTE em série, mini-série ou filme feito para tv. Na categoria concorrem também: Jeremy Piven por "Entourage"; Philip Baker Hall por “The Loop” ; Robert Knepper por “Prison Break” ; Forest Whitaker por “The Shield” e Tony Plana por “Ugly Betty”.
O Satallite Awards é um prêmio dado pela Academia Internacional de Imprensa e ocorre no dia 17 de dezembro.

04/12/2006

03/12/2006

Matthew Fox no Saturday Night Live

Saturday Night Live é um dos programas mais antigos e bacanas da tv americana, famoso por já ter lançado diversos humoristas ao estrelato, e também por suas sketchs com atores de filmes ou séries badaladas. Ontem quem fez uma participação especialíssima, foi o Matthew Fox, o Dr. Jack de Lost. Para conferir o resultado desta divertida aparição, basta clicar no vídeo abaixo. Mas fica o aviso de há um pequeno SPOILER na brincadeira para quem ainda não está assistindo a 3ª temporada.

Agradecimentos à Clio 3000 pela dica
UPDATE (06/12/2006): Em função de solicitação da rede NBC que alega ter os direitos autorais sobre o vídeo, comunicamos que o mesmo foi retirado do youtube.

Curiosa cena deletada da 1ª temporada

A curta sequência do vídeo abaixo, que acabou sendo excluída do episódio piloto ou do episódio 1x10 "Raised by Another", traz um curioso diálogo entre Claire e o piloto do vôo 815 (o ator Greg Grumberg). Na cena, como vocês podem conferir clicando no vídeo, Claire explica que está indo para Los Angeles entregar seu filho ainda por nascer para adoção depois de ter se consultado com um vidente. Até aí nada de novo. O mais interessante da cena é que o piloto diz que sua mãe namorara um sujeito chamado Bernard... As indicações contudo, não apontam para o mesmo Bernard que conhecemos na ilha, mas vai saber não é mesmo?!

Agradecimentos à Clio 3000 pela dica.

01/12/2006

Lost ‘perdido’ no mar de imitadores

A fórmula de Lost usada com resultados distintos
Por Daryl Grove para o Style Weekly
Tradução e adaptação por Davi Garcia

Lost da rede ABC, é a série que as outras emissoras gostariam de ter. A história do belo elenco de fascinantes personagens perdidos em uma ilha misteriosa, está com a 3ª temporada em férias até fevereiro de 2007 enquanto seu exército de fãs espera impaciente.

Já que a ABC nunca deixaria sua queridinha sucesso comercial e de crítica ser exibida em outro canal, as redes rivais têm tentado achar seu próprio Lost nessa temporada, com resultados distintos. Jericho da rede CBS resolveu clonar Lost de uma forma bastante transparente. A ilha de Lost foi recriada na pequena cidade de Jericho no estado do Kansas, possivelmente o único lugar que sobrou nos EUA depois de um ataque nuclear. Heroes da rede NBC, por sua vez, pega emprestado o estilo de Lost com um elenco numeroso e contínuos mistérios, com vários personagens desenvolvendo poderes superhumanos e lentamente descobrindo como eles podem salvar o mundo.

A grande diferença, é que enquanto Heroes conseguiu com sucesso fazer o truque de Lost de uma forma original, a imitadora Jericho exala desespero – como a garota impopular da escola que subitamente aparece na 2ª feira de manhã (neste caso 4ª feira à noite) vestida exatamente igual àquela garota popular.

Jericho vai ao ar nos EUA exatamente 1 hora antes de Lost, apostando que a audiência gostaria de ver algo parecido em outra emissora em vez de ver as performances do programa “Dancing with the Stars” enquanto esperam o início de Lost na ABC. E para reforçar ainda mais sua dependência em relação à série da ABC, Jericho, assim como Lost, também acabou de entrar em recesso, retornando apenas em fevereiro de 2007.

O mistério central de Jericho – como e porquê um aparente holocausto aconteceu – vai sendo lentamente sugerido e revelado, exatamente como os mistérios da ilha de Lost. O que poderia ser bom, mas os personagens de Jericho não são interessantes o bastante para atrair nossa atenção nesse meio tempo. Lost tem alguns personagens verdadeiramente interessantes e o belo mecanismo dos flashbacks para nos tirar da ilha tempo o bastante para entrarmos nas mentes daqueles personagens. Mas mesmo Jericho não é tão cara de pau para roubar isso, dedicando ocasionalmente pequenas sequências de ação para passar o tempo entre as revelações relacionadas ao holocausto.

Mas nem tudo é derivado na série. A inclusão de mensagens em código Morse em cada pequena sequência é inovadora, e talvez quando a série esteja estabelecida (a audiência é boa, e a CBS não perdeu tempo confirmando uma temporada inteira), Jericho pode seguir o exemplo de The Office da NBC. A adaptação da popular sitcom britância desenvolveu personagens baseados, mas diferentes daqueles do original. Com esperança Jericho pode parar de imitar a garota popular para desenvolver sua própria personalidade.

Heroes já tem personalidade própria. Em vez de tentar ser a garota popular, a série da NBC sabe que tem seu próprio estilo nerd. Sem vergonha de lembrar Star Trek, fazer referências à gibis, e usar um um clima que lembra muito uma HQ, Heroes não está alcançando a mesma audiência de Lost, mas absorveu boa parte da técnica daquela série. Assim como Lost mostrou que personagens falhos são mais interessantes porque tem mais questões a explorar ao longo da trama, os personagens de Heores não estão simplesmente desenvolvendo seu poderes, mas sim enfrentando seus demônios internos.

Mas a diferença mais importante entre Jericho e Heroes não está na tela da tv; está na internet. Lost tanto explorou quanto expandiu sua mitologia com conteúdo online inovador, começando com o falso comercial da Hanso Corporation que levou os fãs ao um site da rede. Jericho, querendo a mesma presença online que Lost tem, lançou os websódios “Beyond Jericho” (Além de Jericho), que foram propagandeados logo após sua primeira exibição na tv. Infelizmente, “Beyond Jericho” durou apenas uma semana. Ele foi pensado mas não tinha conteúdo, e claramente ninguém na CBS havia pensado na fase do “precisamos de um produto online”. Heroes contudo, lança semanalmente HQ’s que se linkam a cada episódio, bem como um blog do personagem mais querido da série, Hiro Nakamura (feito pelo ator Masi Oka). Ambos são extensões lógicas e companhias perfeitas para a série, expandindo a experiência para fãs ávidos por adicionais extras.

Exatamente como a garota impopular usando as roupas da garota legal, Jericho é um exemplo de como não se deve copiar o estilo se não pode equiparar o conteúdo, enquanto Heroes prova que é o que está no interior que importa, especialmente se você é um fã de histórias em quadrinhos de super heróis.

Heroes vai ao ar nos EUA 2ª feira às 21 h na NBC (Estréia no Brasil prevista para janeiro no Universal)
Lost e Jericho estão de férias até fevereiro.