14/08/2006

Comentários do episódio 2x22 - "3 Minutes"

Image Hosted by ImageShack.us

Engraçado, mas se pararmos para analisar, esse penúltimo episódio guarda uma semelhança com àquele que antecedeu o final da 1ª temporada, já que ele dá uma desacelerada no ritmo para tão somente nos jogar em um turbilhão de acontecimentos marcantes que vão encher nossa cabeça de novas dúvidas e teorias mil no final da temporada. Se na 1ª temporada foi assim, vou providenciar o balde de gelo pra esfriar a cabeça desde já, principalmente levando em conta os acontecimentos mostrados em "3 Minutes" que sem sobra de dúvida vão desencadear uma série de eventos recheados de ação e drama da melhor qualidade. Vém aí uma avalanche de respostas e claro mais perguntas, preparem-se...

Sou fã desse estilo da série em conduzir a trama como numa montanha russa às escuras repleta de altos e baixos onde nunca sabemos qual vai ser a próxima emoção. Essa coisa de constantemente nos apresentar situações e cenários novos acompanhados por eventos inesperados, para depois diminuir o ritmo retomando toda adrenalina de novo, é uma coisa prazerosa e para mim bastante instigante. Se faltou ação à 3 Minutes sobram situações que nos proporcionam uma aproximação maior ao entendimento da psique dos personagens. A começar por Michael, que sem qualquer sombra de dúvida cresceu bastante nessa reta final de temporada deixando de ser apenas o cara chato para assumir com razoável maestria o papel de pai desesperado capaz de tudo para ter o filho de volta. Quem poderia dizer que jamais faria algo parecido com o que ele fez em uma situação limite como essa? Assumir um sentimento de raiva pela traição dele aos Losties sim, mas negar que ele age por puro instinto não dá. Outro aspecto interessante do episódio, é notarmos que há personagens que guardam um belíssimo poder de observação, e nisso cito como exemplos o Eko conversando com Michael sobre a existência de inferno e arrependimento (em uma sutil, porém marcante idéia de que o Eko sabe o que aconteceu de fato) e depois o Sayid também com Michael jogando com ele ao perceber que a situação imposta (excluí-lo da busca por Walt) constituía uma provável armadilha para o grupo.

Então quer dizer que Jack, Kate, Sawyer e Hurley são importantes para os Outros? Saber o porquê é a pergunta mais óbvia, mas imagino que tenha muito a ver com o fato de enfraquecer a liderança exercida (em diferentes graus) por Jack, Kate e Sawyer, e de usar o Hurley em algum tipo de teste (como fizeram com Walt) dado sua grande 'intimidade' com os números...Viagem minha? Pode ser, mas está meio na cara que o Hurley vinha sendo observado a muito tempo, talvez até mesmo pela Libby que poderia ser ou não ligada à Dharma. Suposições à parte, o acampamento dos Outros me pareceu um grande teatro feito para impressionar. O que podemos concluir até o momento, é que o Mr. Friendly/Zeke, atua para seus 'companheiros' da mesma forma que atua para os Losties, uma vez que já sabemos que sua roupa e barba são falsas. A questão aí é entender o motivo dessa manipulação. Alguém sugere uma idéia? E além disso, que papel tem a tal Ms. Klugh (a mulher que interrogou Michael) nesse cenário?

Ademais, destaco minha surpresa ao ver Sawyer confessando ao Jack que o vê como a "coisa mais próxima de um amigo" que ele poderia ter na ilha, além da libertação definitiva do vício de Charlie (graças ao Vincent? hehehe) e claro de sua reaproximação com Claire, que não só ocorre de forma natural como também vém cumprir a promessa dos produtores. 3 Minutes é um episódio lento mas que nem por isso deixa de nos brindar com passagens bastante fortes em termos dramáticos preparando terreno para o final de temporada que tem tudo para ser bombástico.

Image Hosted by ImageShack.us
Hey! Que veleiro é esse??? Desmond resolveu velejar nas 'férias'?


32 comentários:

ulises disse...

nossa esse foi um episodio muito legal, depois dele minhas suspeita ficaram cada vez maiores que o quando vc nao aperta o botao, o magnetimos da ilha fica maior e foi este o motivo do aviao 815 ter caido na ilha , eu acho que o desmond nao apertou o botão para saber o que ia acontecer e foi ai que tudo na ilha começou,mais talvez eu so to viajando na maionese.

Carlos Alexandre Monteiro disse...

...caso o Ulisses esteja certo, e se o barco foi atraído por Eko justamente pelo contador ter zerado durante o funeral e ele NÃO ter apertado o botão ?

E pra onde Locke terá ido após livrar-se da tala e das muletas ?

Abração!

Cacau - Manaus disse...

Dude, eu acho que o veleiro é do Desmond mesmo ó! Nossa, esse episódio foi muito bom!

Danielle Mistica disse...

Nossa, concordo com tudo que vc disse, inclusive a sua "viajada". Tb acho isso. Amei a cena do Eko e Michael, não sei se ele percebeu, de fato, mas sao aquelas pavaras cortantes, que vão no fundo da alma mesmo, pegou o Michael pra valer mesmo.

A cena do Sawyer e do Jack dei pala de rir, mais uma vez eles fizeram uma bela cena, na primeira temporada foi aquela q o sawyer conta p o Jack sobre seu pai. Alem eh claro da cena Jate/Skate com a tal metafora do "presos na rede" hehhehehe

Como o Walt cresceu, gente!!!! Como manter esse menino na série agora?

Natacha Kadhija disse...

O que realmente me chamou atenção nesse episódio foi uma só coisa: a farsa que esse Outros montaram. Sinceramente, já está claro que eles têm um arsenal e uma estrutura muito maior, nada daquelas barraquinhas ridículas. No Maternity Leave, o lance teatral ficou claro. O sopro que o Walt deu nesse tb. E o dono do tal barco deve ser o Desmond. Muito provável. Se o último episódio é dele, ele tem que chegar em grande estilo, não é mesmo? Enfim, episódio mais parado, mas sem dúvida importante para estruturar a história.

Alex disse...

Galera... O q será q o sayd vai fazer?? será q ele vai seguir a turminha?? nos promos aparecem só o Michael e os 4 da lista na "viagem" até Os outros... mas eu axo que pelo menos o Sayd vai segui-los, afinal, depois da conversinha com o Jack ele não ficaria sem fazer nada não é mesmo???

Putz, cada vez mais essa série me surpreende, vicia e intriga...

Falow Dudes...

Até o final da temporada...

Anônimo disse...

Muito bom o episódio, mas cada vez odeio mais o Michael. Tá certo que um pai faz qualquer coisa pelo filho, mas primeiro de tudo: ele nunca foi pai do moleque, passou 9 anos longe dele, nao suporta o garoto... E segundo: vc sacrificaria 6 vidas (ana, libby. kate, jack, sawyer, hurley) sem dó nem piedade como ele ta fazendo?
Acho que ele não vale nada! Quero MUITO que seja o próximo ELIMINADO da ilha.

Sayid e Eko = sacaram qualé a do Mike. Espero que façam algo.

No mais, nos resta aguardar...
Só pra me deixar mais feliz, queria ver a Kate dar um beijão no Jack no episódio final, mas sei que isso não ocorre, né?! Uma pena...

Vivi disse...

O comentário acima foi meu!
Errei na hora de escrevr o nome, desculpe!

Fernanda disse...

Acabei de ver o episódio, achei muito bom. As pessoas se reaproximando, e o Sayid usando suas habilidades militares, rs.

Mas como a Vivi disse aí em cima, dá ainda mais raiva do Michael. A que ponto uma pessoa pode chegar pra ter o que quer? Eu sei que não estamos falando de uma bola que você de Natal, mas do seu filho. Mas mesmo assim, será que vale mesmo a pena sacrificar a vida de uma pessoa (uma fatalidade serem duas pessoas, o que aliás, foi realmente uma enorme "coincidencia" do autor colocar a Libby pra morrer e não qualquer outra pessoa, logo a namorada de um daqueles que os outros querem que vá até eles) pela de outra? Ninguém disse ao Michael que ele deveria matar Ana Lucia ou qualquer outro, apenas disseram que ele deveria trazer os quatro. O sensato seria chegar e contar toda a verdade. Eu tenho CERTEZA que os quatro iriam mesmo assim, com o Saiyd e mais alguém na cola pra ter certeza de que tudo ocorreria bem. Falar a verdade daria certo, ninguém morreria, e eles ainda poderiam usar as habilidades da Ana Lucia como policial e tals.
O Michael poderia levar em consideração o Walt dizendo que eles estão fingindo ser outras pessoas... E a partir daí refletir.

Como eu nunca fui colocada numa posição como esta pode ser que eu esteja errada e fizesse a mesma coisa, mas acho muito difícil...

Mas ainda pior era o Michael tentando convercer o Hurley a ir com ele falando em Walt, Walt, Walt... Burro demais!

Vamos ver no que dá então...

Anônimo disse...

Nossa... a frieza do Michael chega a espantar.
Agora depara perceber que a morte da Libby e da Ana Lucia foi para retirar as duas da série, pq os Outros nem pediram para ele matar as duas.

Eveline disse...

Nossa...cada vez que venho aqui me surpreendo com o que vc escreve...adoro...
Acho que a lista que "os outros" fizeram ta bem interessante... hurley por causa dos números, Acho que Jack pelo poder de lideranca mesmo... mas já a Kate nao sei...e sawyer talvez pela forca talvez? hummm, fico sem saber o que pensar...acho que faltou alguém bem interessante nesta lista...quem??? Lock...pq ele é um dos pensantes do grupo.
Adorei o episódio... mesmo...
:)
Sempre passarei por aqui.
beijos

Eveline disse...

sim...e qnt ao anonimo q postou falando da frieza do Michael...temos que nos perguntar: "Até que ponto isso é frieza ou amor?"

Ricardo disse...

Muito bom episódio. Acertei, o Michael fez mesmo um acordo com os Outros hehe :D. Aquela injeção que ele toma no começo, acho que é pra evitar a tal doença que a Russeau fala. Pra mim o Michael está agindo daquele jeito porque além de querer recuperar o filho está com muito medo de nunca mais vê-lo e está muito assustado com tudo, com a ilha, com os Outros e com certeza não está pensando pra agir, está agindo por impulso. Matou a Ana Lucia porque ela estava no lugar errado na hora errada, a Liby a mesma coisa. Com a Libby mesmo tá na cara que foi meio que no susto, qualquer um que chegasse naquela hora no lugar dela teria morrido.

Pra mim a estratégia dos outros é fazer um teatro causando medo, como se eles fossem uma coisa de outro mundo, não fossem normais, fantasmas. Porque dá pra perceber que essa é a estratégia dos outros, causar medo. A Alex mesmo fala pro Michael naquela hora que ele está preso com a Kate: "ele vai passar uma mensagem pros seus amigos e pra isso ele tem que assustá-los".

Está na cara que os outros montaram um "teatrinho" pra assustar os "losties", o estranho é eles também manterem o teatro entre eles próprios. Parece haver uma divisão, alguns sabem a verdade, como o Zeke, Nathan, Henry Gale e mais alguns, mais muitos outros acho que não. Dá pra perceber muito bem que as instalações deles são muito mais do que aquelas barraquinhas. Aquela escotilha que dois dos Outros ficam vigiando, acredito que poucos tem permissão pra entrar lá, só entra quem sabe de toda a verdade. Mas com certeza eles tem todo um tipo de instalação média e científica.

Agora a Srta.Klugh (acho que é esse o nome) deve ser algum tipo de cientista que estuda parapsicologia e está estudando os poderes que o Walt tem. Porque ele tem um tipo de "dom" como foi mostrado no episódio 14 (Special) da primeira temporada. Acredito que quando ela pergunta se o Walt já estava em um lugar e apareceu em outro, está relacionado com as aparições dele na ilha pros losties. Nos tais testes que eles estão fazendo com o Walt, os Outros devem ter conseguido expandir o poder dele por um momento e ele conseguiu projetar sua imagem pela ilha, mas não conseguiu muito bem trasmitir som, por isso quando ele aparecia, o som saia distorcido ou ao contrário. Talvez eu esteja viajando muito na maionese, mas penso que seja mais ou menos isso.

Agora quanto ao veleiro, acho que seja mesmo o Desmond, vindo de algum lugar pra avisar alguma coisa ao pessoal da ilha, acho que não tem a ver com o computador. Vamos ver o que acontece, estou doido pra ver esses últimos episódios, principalmente pra saber como/porque o avião caiu e realmente o que acontece se não apertar o botão.

Danielle Mistica disse...

Eh uma boa pergunta essa...até onde vai o amor?

Achei q ele se excedeu...caminho sem volta

Juliana Ramanzini disse...

Confesso que considerei o epi meio fraco! Talvez pq eu estivesse esperando demais dele! Nem mesmo o acampamento do Outros me animou muito... juro que não verei mais promos! Mas, achei intrigante a lista com os 4 e acho tb que isso tem algum significado... já discordei do Davi, que acha que eles estariam na lista pq são líderes... eu não acho que a Kate lidere alguma coisa... e Locke? Não divide essa função com o Jack? Acho que vai além disso... e... apesar de dar nota 8,0 pro epi... ele me fez ficar curiosa e ansiosa pelo final da temporada! Lost é assu]im, mesmo quando a gente não gosta... ama!

Thatys disse...

Ai só pude ver hoje, mas eu gostei do episódio. Não achei nada morno e concordo que ele sirva de preparação para o final que deve ser sensacional!

Adorei o Charlie e a Claire. O melhor casal da série sem dúvida. E também achei engraçado como o Walt tá grande. Justificar isso é que vai ser complicado pros escritores. Ah e essa Ms Klugh é chefe do Zeke né?

Anônimo disse...

Uma coisa nesse episódio chamou minha atenção. Por que o Walt só apareceu para a Shannon? Mesmo que o Saidy o tenha visto, viu junto com a Shannon. Isso me levou a pensar uma coisa: o Walt consegue "assumir" o lugar onde o Vincent está por alguns instantes. Por isso sempre apareceu pra Shannon.

Ronald disse...

Isso que o anônimo disse até pode fazer sentido realmente. Um pouco absurdo mas se pararmos para lembrar, o Walt sempre teve uma ligação forte com o Vincent.

Pisci disse...

Perdão pela "inguinorânssia", mas por que o episódio se chama "3 minutes"? Não saquei... e não achei ele fraco, não - a cena do reencontro de pai e filho é muito tensa e bacana. Achei MUUUUITA semelhança no Michael acatando as ordens da dona fulana na tenda e o Anakin Skywalker acatando as ordens do Imperador no Ep. 3 de Star Wars, não acharam? Mas adorei mesmo quando apareceu o barco no fim, quando tudo apontava para mais um finalzinho "mela-cueca"... muito boa a teoria do barco ter se aproximado pelo magnetismo, mas gostaria de sugerir algo a todos que forem comentar coisas como essa: que tal adotarmos a tática do "[SPOILER]" antes de teorias assim? Porque acho que muita gente lê tudo o que existe na internet, muitas delas possivelmente "quentíssimas" e os desavisados que só queriam ver a opinião dos outros sobre o episódio acabam recebendo essa informação. Por exemplo, fiquei bem chateado quando li [***SPOILER ADIANTE***] que o Lostzilla seria uma formação de nano-robôs... putz, de onde o cara conseguiu essa informação? Se é viagem do cara, tudo bem, mas é tão preciso que tem tudo pra ser isso mesmo.

Enfim, rumo ao Season Finale... haja coração!!!! Parabéns mais uma vez ao Dude e ao Lost Downloads pelo serviço prestado aos fãs deste sensacional seriado! Abraços a todos!!!

Brina disse...

Ricardo,

o Michael não toma injeção, aquele Outro tira um pouco de sangue dele, talvez pra fazer algum exame...

Pisci,
o nome do episódio é "3 minutes" pq foi o tempo que a Srta. Klugh deu pro Michael e o Walt se falarem.

Parabéns, + uma vez, pro pessoal q faz o blog e pra quem tá sempre comentando e colaborando construtivamente aqui!!

Sérgio disse...

Gente, vocês repararam que o Walt foi dublado? Aquela não é a voz dele. Eles colocaram um garoto com a voz mais fina para dublá-lo porque provavelmente a voz dele engrossou nesse tempo que ele esteve fora da série. 1 ano faz muita diferença nessa fase.

Taís Romano disse...

Dublado? Nossa nem reparei mas você deve ter razão Sérgio, o ator deve ter uns 13 ou 14 anos e o to mde voz muda muito mesmo nessa faixa etária. Acho que os caras não pensaram nisso quando resolveram colocar um garoo novo na série.

Ricardo disse...

brina é verdade mesmo, ele tira é sangue do Michael pra fazer algum teste. Na hora de comentar essa parte lembrei do promo do episódio ao invés de lembrar do episódio. Coisa de maluco hehe

Luana Bartira disse...

É meio louco tudo isso que o Michael ta fazendo pelo Walt, mas ele nunca fez nada pelo garoto agora ele acha que tem que fazer o impossível pelo filho.

Esse lance do magnetismo ter causado o quedo do avião é sinistro, mas acho que o avião foi escolhido.

Danielle Mistica disse...

Sergio, reparei sim q tava dublado!!! Mas achei q era coisa da minha cabeça....
ahahah, não sou tão delirante assim! Pelo menos não sozinha!

breno lost disse...

o episodio foi bom mais nem se compara ao anterior.agora teve uma coisa que eu achei ridicula que foi o acampamento dos outros parecia star wars episodio 2 quando anakin vai ao acampamento dos homems de areia.fora que aquele acampamento não tenhe nada a ver com o estilo da ilha.fiquei preocupado com a craire e com o aarion tomar aquelas vacinas da dharma.o cherlie disse que ja usou mais aposto que foi na epoca que ele se drogava e injetou com aquele aparelho.e tomara que michael e walt morram logo por que o povo chato que so traz problema.tambem desconfio que os outros são cientistas da dharma disfarçados.

Silvia disse...

E ninguém fala nada sobre a maleta de "vacinas" que o Charlie deu p/ a Claire?? Seriam simples "vacinas" mesmo?????

Felipe Lecina disse...

quero falar sobre o comentário do breno Lost sobre star wars...

ja não é a primeira vez q o sincronismo das cenas+som fazem relembrar seriados dos anos 80...
mas porque eles gostariamd e passar essa imagem?
quando encontraram a outra escotllha(a da sala de filmagem) tive a mesma sensação de estar dentro de um seriado dos anos 80...

realmente a mistura de elementos em um só seriado é grande..
e a influência sobre Star Wars está crescendo.. acredito q vale a pen dar uma estudada no roteiro de Star Wars pra saber possiveis ligações futuras com a série

Paulo de Tarso Duarte disse...

Olha parabéns ao Dude ea todos os comentários! Claro que não temos respostas, reparem que os comentários quase todos são em perguntas!!!
São os comentários mais razoáveis de todos os blogs de Lost que frequento! Gostaria de dizer adultos, mas não é o caso! São de observadores que refletem antes de postarem!
Qt ao Michael só uma coisa, que é da vida:
Qd vc entra numa espiral decadente, mental e fisicamente (e está claro que agora ele age por obstinação e desespero) não têm volta espontaneamente. Reparem que ele têm pequenos repentes de arrependimento, mas logo depois afrieza louca chega e ele segue em frente. A descida vai cada vez mais fundo. é típico na própria vida e na mitologia de heróis e vilões!
Que venha ,o último e a terceira temporada!

CaoL disse...

Jesus amado, nem consigo comentar.

Jack sempre um imbecil ingênuo.

Sayid, queria pra mim, ô homem esperto :P

Passada como ninguém repassa informações pra ninguém naquela droga de ilha. Kate sabe que eles são um pouco mais evoluídos do que Michael disse no "?" e que tudo é disfarce, não teve UMA ponta de desconfiança da história dele... mesmo que Michael tenha visto SÓ o disfarce e nada mais... só o Walt dando a entender que aquilo é teatrinho, mas enfim... Precisou o Sayid sacar...

Claramente é o Brodaaa chegando de veleiro... Mas como, pra quê...

E...

ee...

é verdade que Rodrigo Santoro vai entrar em Lost na 3ª temporada?


[fina ironia]

amo-vos, lixos.
=*

Paulo de Tarso Duarte disse...

Paulo | 15/08/06 12:27:41
3. Michael foi esperto, com a situação caótica, pressionou o tempo inteiro para uma solução, e seus argumento foi simples e tb com muita razão. QQ comando de ataque trabalha com poucos membros em uma infiltração em território inimigo, Rangers, SAS, Delta. Simplesmente vc não arrasta um tropa. Michael foi é um excelente aproveitador da situação: 3 dos 4 da lista estavam no turbilhão dentro da escotilha, e ele pressionou usando este argumento e tb que era a vida de Walt em perigo, não a arriscaria se algo desse errado. Com Hurley simplesmente usou uma argumento que nem vc percebeu: vingança! Perdeu a garota que gostava, mexeu com seus brios, e aí pouco importa sua condição física. Outra tática perfeita, para instigar.

Uma coisa têm me espantado qd vejo alguns comentários, principalmente no tal Séries e Etc... (sessão Legendado e seu espeecial Lost, no mural) e são uma festa de pouca observação: como só Sayd e Eko sacaram sobre Michael. Simples: estresse da situação. Nem Sayd nem Eko e tb Locke, ficaram na escotilha horas e no turbilhão, ouvindo Michael e tentando salvar Libby. Faz muita, e creia, muita diferença, te dá um olhar de fora que quem está dentro não alcança.
Sou arquiteto e um dos truques qd vc está desenhando um projeto (antiagamente em prancheta e agora em cad) e em grupo, é vc depois de ficar muito tempo debruçado numa mesma parte do desenho, trocar de lugar com um parceiro. Pq? Para pegar possíveis erros pela vista e atenção cansada. Um companhiero com uma nova planta e vista descansada pegará seus erros e defeitos de projeto. Vale para qq situação da vida!
Michael foi esperto, com a situação caótica pressionou o tempo inteiro para uma solução, e seus argumentos foram simples e tb com muita razão. QQ comando de ataque trabalha com poucos membros em uma infiltração em território inimigo, Rangers, SAS, Delta. Simplesmente vc não arrasta um tropa. Michael foi é um excelente aproveitador da situação: 3 dos 4 da lista estavam no turbilhão dentro da escotilha, e ele pressionou usando este argumento e tb que era a vida de Walt em perigo, não a arriscaria se algo desse errado por causa de vários indo na missão. Com Hurley simplesmente usou uma argumento que custo acrer que algumas pessoas não enxergam: vingança! Perdeu a garota que gostava, Michael enquanto cavava, mexeu com seus brios, e aí pouco importa sua condição física do Hurley. Outra tática perfeita, para instigar.
Esqueceram o que Klugh disse?
"Estarão com raiva, farão qq coisa que vc disser!"
qd entregou a lista com os 4 nomes!
Raiva, cansaço e desespero, nublam a razão e a percepção, vide o próprio Michael, e disto este se aproveitou muito bem.
E o fato de não se passarem informações é simplesmente pq a liderança e o próprio conceito de unidade deles é tênue, mesmo com Jack, Locke, Sayd, Kate, Sawyer e Eko. Muitas vezes seus interesses são colocados em primeiro plano de acordo com a situação.

Paulo de Tarso Duarte disse...

Desculpem isto é que é o comentário:

Uma coisa têm me espantado qd vejo alguns comentários, principalmente no tal Séries e Etc... (sessão Legendado e seu espeecial Lost, no mural) e são uma festa de pouca observação: como só Sayd e Eko sacaram sobre Michael. Simples: estresse da situação. Nem Sayd nem Eko e tb Locke, ficaram na escotilha horas e no turbilhão, ouvindo Michael e tentando salvar Libby. Faz muita, e creia, muita diferença, te dá um olhar de fora que quem está dentro não alcança.
Sou arquiteto e um dos truques qd vc está desenhando um projeto (antiagamente em prancheta e agora em cad) e em grupo, é vc depois de ficar muito tempo debruçado numa mesma parte do desenho, trocar de lugar com um parceiro. Pq? Para pegar possíveis erros pela vista e atenção cansada. Um companhiero com uma nova planta e vista descansada pegará seus erros e defeitos de projeto. Vale para qq situação da vida!
Michael foi esperto, com a situação caótica pressionou o tempo inteiro para uma solução, e seus argumentos foram simples e tb com muita razão. QQ comando de ataque trabalha com poucos membros em uma infiltração em território inimigo, Rangers, SAS, Delta. Simplesmente vc não arrasta um tropa. Michael foi é um excelente aproveitador da situação: 3 dos 4 da lista estavam no turbilhão dentro da escotilha, e ele pressionou usando este argumento e tb que era a vida de Walt em perigo, não a arriscaria se algo desse errado por causa de vários indo na missão. Com Hurley simplesmente usou uma argumento que custo acrer que algumas pessoas não enxergam: vingança! Perdeu a garota que gostava, Michael enquanto cavava, mexeu com seus brios, e aí pouco importa sua condição física do Hurley. Outra tática perfeita, para instigar.
Esqueceram o que Klugh disse?
"Estarão com raiva, farão qq coisa que vc disser!"
qd entregou a lista com os 4 nomes!
Raiva, cansaço e desespero, nublam a razão e a percepção, vide o próprio Michael, e disto este se aproveitou muito bem.
E o fato de não se passarem informações é simplesmente pq a liderança e o próprio conceito de unidade deles é tênue, mesmo com Jack, Locke, Sayd, Kate, Sawyer e Eko. Muitas vezes seus interesses são colocados em primeiro plano de acordo com a situação.