16/05/2006

Produtor de Lost promete grandes respostas no final da temporada

ATENÇÃO! PEQUENOS SPOILERS ABAIXO

Na edição dessa semana da revista Newsweek, o produtor de Lost Carlton Cuse prometeu que o final da segunda temporada vai responder algumas grandes questões. Que questões? 1) Por que o avião caiu? (Essa é grande!); 2) O que acontece se o botão não é pressionado; e 3) "Vamos dar uma resolução à história de Michael e Walt."

Eu acho que já sabemos o que acontece quando o botão não é pressionado: NADA. Na última 4ª feira, descobrimos que o lance do botão aparentemente é apenas um experimento. Isso sem mencionar que nós nunca vimos nada além dos hieróglifos...

Com essas grandes questões respondidas, no que vocês acham que a 3ª temporada vai se concentrar?

Ah, e que tal essa declaração de Damon Lindelof? "Nós nunca prometemos que haveria uma teoria única para explicar Lost. Vocês terão várias pequenas respostas ao longo do caminho, e no final entenderão o que é a ilha, mas todas essas respostas não serão necessariamente reduzidas a uma única explicação."

Por essas e por outras meu único conselho a todos os teóricos é que curtam a viagem...

4 comentários:

navarro disse...

É, Dude... Something big this way comes!

Em todo caso, acredito que algo, sim, acontece quando o botão não é pressionado.

Aprendi com Lost que nem sempre o óbvio é a verdade. E se fosse, qual a motivação do Mr. Eko de querer continuar apertando o botão? Será que ele é um "man of faith", como o Locke? Seria por isso que o Lostzilla marcou encontro com os dois? Será que os others só gostam de gente que acreditam piamente em uma idéia, mesmo que ela seja insustentável?

Pensando nisso, me veio algo à cabeça: será que tudo isso não faz parte do projeto de "socialismo utópico" onde as pessoas são condicionadas a obedecer inquestionavelmente as autoridades? E será que a experiência genética não seria selecionar os genes dessas pessoas "ideais" para cloná-las, construindo assim uma população perfeita??

Pode ser viagem, mas parece que tudo clareou de repente....

£u¢|ªnº disse...

É... final da série promete... espero que não seja como os políticos brasileiros... e cumpra!!

Mas realmente, a idéia de que não existe uma teoria única vai desagradar muita gente. Eu, particularmente, gosto do recurso de várias pequenas respostas, desde que eles sejam convergentes.]





|SPOILER|





E, assim como o Navarro, também não estou convencido de que NADA acontece se não pressionarem o botão. Em nenhum momento foi dito isso no tape... A idéia de aproveitar um experimento pra fazer outro é ótima... reduz custos da pesquisa. Atrelado ao experimento eletromagnético da Cisne, coloca-se o experimento psicológico da Pérola...
|SPOILER/END|

De qualquer maneira, essas duas semanas que nos restam da série demorão para passar!

deb disse...

Adorei a declaração do Damon Lindelof, e o teu conselho. Ficaria pra lá de contente se mesmo depois de terminada a série não tivesse uma grande e completa explicação. Fazer teorias é um barato. Assistir cada episódio é maravilhoso. Imagino que boa parte do público ficaria frustrado com um final menos explicativo. Por isso sei que é pura ilusão minha pensar que poderia ser assim. Mesmo assim, adoraria. Lembraria de Lost pra sempre. Porque as vezes o que vale é o trajeto, e o prazer que a gente tem nele. Dá pra imaginar alguém lendo Kafka em busca de um final com respostas? Quem o faz não passa da décima página. Mas quem curte o trajeto vai até o fim e fica triste porque acabou a diversão. E não porque não teve respostas! E viva LOST cheio de teorias e sem respostas.

deb disse...

Por sinal, queimaria todas as minhas caixinhas das temporadas - claro que comprar todas que aparecerem, mesmo depois de já ter visto por meio menos lícitos - se dessem um final cheio de explicações. Já pensaram que pesadelo terminar tipo aquele filminho "Os outros" (oh la la... outros outros!): primeira explicação, segunda explicação, terceira explicação. ainda não entenderam? ok, quarta explicação, público idiota. Que triste seria.