30/05/2006

Comentários do epísódio 2x12 - "Fire + Water"

Ok, fiquei meio p*** com esse episódio. Não, não o achei ruim, mas devo admitir que fiquei decepcionado com as ações de alguns personagens. Já sabíamos que Charlie estava mentindo sobre as estátuas e era óbvio que todos ficassem com o pé atrás, mas o que fizeram Claire e Locke foi na minha concepção, ridículo. Vejamos a Claire por exemplo. Será que ela não lembra que foi o Charlie quem esteve ao lado dela desde os primeiros momentos na ilha e que quase morreu tentando protegê-la? E que tal lembrar que foi ele quem sempre a ajudou com o bebê? E então de repente porque o cara mentiu antes virou uma ameaça tão terrível assim para ela e o filho? Tá, eu sei que isso é só uma série, mas a situação reflete tão bem o que geralmente acontece no mundo real que conseguiu me chatear. Ou alguém não considera o egoísmo das pessoas que simplesmente esquecem o que uma outra já fez e representa(ou) em suas vidas e de repente decidem apagá-la e ou afastá-la de seu convívio algo ruim? E o Locke hein?! O que ele quer afinal? Logo ele que fala tanto de fé, de que nada acontece por acaso e etc, e de repente parece fazer tudo pra sabotar o Charlie. E por que não destruir as imagens de uma vez por todas ao invés de guardá-las no cofre da escotilha? Ele tá pensando em virar traficante? Enfim, como percebem, Claire e principalmente o Locke caíram no meu conceito depois desse episódio.

Prestaram atenção no prédio que aparece no flashback do Charlie como haviam sugerido os produtores Damon Lindelof e Carlton Cuse em um podcast da série? Se não, fique tranquilo 95% das pessoas que viram esse episódio não perceberam (eu fui um deles). O prédio pertence a uma empresa que ganhará vulto maior em breve... Do flashback deu para sacar mesmo o quanto Charlie se importa com o lance de ter uma família. Todo aquele apego à mãe e ao irmão (e posterior perda de ambos) se refletem na ilha e podem explicar até mesmo o porquê dele estar tão afetado e até mesmo vendo coisas depois de ser rejeitado pela Claire. Aliás por falar em ver coisas, o que foi aquela cena da gravação do comercial de fraudas hein?! Esse episódio se superou em termos de surrealismo ( e bizarrices porque não dizer).

Finalizando quero apenas fazer alguns comentários que considero pertinentes. 1º sobre o interesse do Hurley na Libby. O que explicaria? Será que é puramente aquele lance de "bateu o olho e gostou" ou tem mais coisa por trás como a pergunta dele durante a cena na escotilha sugeriu? "Conheço você de algum lugar?" Será que Libby realmente não é uma simples sobrevivente como especula-se, e já teria tido contato com o Johnny (aquele amigo do Hurley que trabalhou com ele e posteriormente ficara internado em um clínica) ou até mesmo Hurley, por ser psicóloga como já revelara no "Abandoned"? Talvez um próximo flash do Hurley ou da própria Libby nos ajude a responder a questão, mas o fato é que essa aproximação dos dois guarda um certo tom de mistério. O que não é mistério, é ver o Sawyer de volta colocando apelidos no pessoal. A vítima da vez foi o Hurley sendo chamdo de Jabba (aquele personagem gordão de Star Wars). Aliás, como é bom ver o Sawyer de volta à ativa com aquele jeitão que lhe é tão peculiar não? Sobre o quadrilátero formado por ele, Kate, Jack e Ana Lúcia ficam as suspeitas de que ele promete render...ou não. O que vai sair disso em termos de conflito não sei, mas desde já estou curioso pra ver. Bem, é isso aí e que o "The Long Con," que trará um novo flashback do Sawyer e um intruso no acampamento do Losties chegue logo.

Por Davi Garcia

3 comentários:

Anônimo disse...

Olha muito bem colocado sobre a Claire e o Locke! E digo mais e Kate e Hurley (seu melhor amigo na ilha) que lhe viraram as costas no final? Gosto dos dois personagens (Claire e Locke) mas veja outra coisa engraçada... no Episódio qd vão atrás do Michael, Locke vêm com o papo para o Jack de "quem eles são para dizer para alguém voltar, não poder fazer algo e etc..." A primeira coisa que fez foi condenar o Charlie com um discurso para lá de hipócrita com suas tão faladas atitudes...
Outra coisa mais interessante ainda: o único a não condenar o Charlie e dar-lhe algum conforto, mesmo sabendo da verdade do fogo, foi justamente o que sempre é acusado de ser chato e mandão e certinho: Jack (qd Charlie começa a se explicar dizendo que queria mas não tomara heroína ele diz textualmente " Não foi isto que te perguntei. Apenas quero saber se não vai fazer de novo"). O que sempre disse, Locke é foda etc...mas só, sozinho na ilha! Nunca pensa no grupo, suas atitudes sempre pensam na ilha e nunca em preservar o grupo (como disse o Jack "se deixarmos Michael nunca mais o veremos e a culpa cairá em vc e em mim"). Pelo Locke que se dane tudo em nome do destino e do mistério da ilha! Boone que o diga...
O líder ali têm de ser mesmo o Jack! Apenas é provado isto a cada dia! Mesmo sendo falho e chato por ser líder, é ele que mantém todos vivos e unidos numa situação destas!

Anônimo disse...

"Será que ela não lembra que foi o Charlie quem esteve ao lado dela desde os primeiros momentos na ilha e que quase morreu tentando protegê-la?"

Ela não perdeu a memória dos primeiros dias na ilha? Tá certo que tá tudo no diário dela, mas não é a mesma coisa. Ela não sente ainda a mesma coisa por Charlie de antes dela ser raptada.

Samira Jarrah disse...

Hora que vi o Locke batendo no Charlie fiquei com MUITA raiva!!!

A Claire também caiu no me conceito, ela foi injusta com o Charlie.

Aquele irmão dele também um super egoísta, hein?

Também achei meio inrolation este episódio, mas... até LOST tem destas coisas