03/05/2006

Comentários do ep. 2x09 - "What Kate Did"

Os episódios da 1ª temporada centrados na Kate nunca deixaram em mim algo além de um "sim foi legal, qual o próximo?", porém devo admitir que este “What Kate Did” merece um destaque maior. Não apenas por ter nos dado o melhor flashback dela, mas também por ter acrescentado uma nova linha dentro da trama com a outra parte do vídeo Orientation da Dharma.

E o crime da Kate afinal era o que muita gente já suspeitava. Ela matou seu pai biológico, com quem nunca se relacionara bem. E o que representou o cavalo negro nisso tudo? Para mim de certa forma o que o javali representou para o Sawyer: um instrumento que o faz lembrar de um erro terrível do passado mas que ao mesmo tempo pode significar um símbolo para a libertação. Aliás é interessante notar que o cavalo não fora uma mera metáfora dessa libertação da Kate, mas também representara uma ajuda física real a ela, uma vez que a tinha ajudado a escapar do agente federal como a cena do acidente na estrada mostrou. E aqui um breve comentário bobo, mas pertinente. Tal qual a lambida do Vincent tem sido classificada como "quase mortal", assim o é estar no mesmo carro que a Kate, pois se recordarmos, nos 3 episódios de flashbacks dela ocorreram acidentes.

E o que falar do beijo entre ela e Jack? Forçado talvez? Um pequeno recurso pra aliviar a tensão e agradar a imensa legião de ‘Jaters’ que estavam ansiosos por este beijo? Não sei, mas digo que não teve para mim o impacto que poderia ter ou merecia ter até porque o Jack mais uma vez não entendeu nada e ficou com cara de bobo.

Ao ver o episódio pela 1ª vez não percebi o Sayid na tv quando a Kate vai visitar seu pai de criação em um unidade do exército, mas ao ver algumas pessoas comentando fiquei intrigado e não é que ele realmente aparece lá?? O que casa inclusive com esta foto promocional vista anteriormente. Mais um brincadeira da produção pra estabelecer uma relação entre o passado dos personagens, embora neste caso não seja uma relação direta, como já acontecera antes no caso do Jack que "conhecera" o pai da Shannon por exemplo.

Sobre o Mr. Eko não há nada mais a se dizer aquém de que o personagem ganha mais e mais a minha simpatia a cada novo episódio, e fica cada vez mais evidente que ele é um religioso que conhece bastante a bíblia e alguém que já teve um encontro muito íntimo com a fé. O que há no passado dele? O episódio “The 23rd Psalm” ou simplesmente O Salmo 23 mostra, mas gostei muito do diálogo dele com o Locke falando sobre a história do Rei Josias de Judá, um rei da linhagem de Davi muito fiel a Deus e que encontra um livro com mandamentos sagrados esquecidos pelo povo. Mais uma metáfora aliás para o que se viu na outra parte do vídeo Orientation sobre fazer estritamente o que se mandava e nada além daquilo sob pena de provocar um novo "incidente". E que incidente seria esse? E a pergunta que não quer calar: Estaria o Walt do outro lado da tela realmente como vimos no final?

4 comentários:

sara disse...

hi,
I saw your blog and it was
interesting for me. I hope successful for you.
I would like to introduce an address that you will find very interesting and beautiful templates for blogs that offer you.
cool Templates Pack

vincenzio disse...

pow eu axo qui a kate matou na verdade o padrasto dela i nao o pai como vc disse...

afinal quem é o cara do exercito???
eu posso estar enganado jah qui esse capitulo é meio antigo...

davi garcia disse...

Oi Vincenzio, o cara do exército era o padrasto da Kate. A mãe dela havia se separado e casado com ele que na verdade foi quem criou a Kate, mas depois a mãe dela resolveu voltar pro ex-marido e pai biológico da Kate, que foi quem morreu na explosão da casa.

Anônimo disse...

Estou vendo a segunda temporada agora e estou lendo os comentários daqui. Não acho que o beijo foi mais forçado do que foi o dela com o Sawyer na outra temporada. Tá claro que ela ama o Jack, mas como ele é "o cara", ela tem medo de se prender...