04/04/2006

'Lost' em Prison Break?

Não, nenhum ator do elenco de Lost apareceu na série da Fox, e muito menos Michael Scofield (o sujeito em destaque na foto ao lado) descobriu os bad numbers gravados na parede de sua cela dentro da penitenciária de segurança máxima de Fox River, local onde se passa grande parte da trama de Prison Break, uma das séries mais bacaninhas da tv na atualidade ao lado de Lost obviamente. Ok, mas então o que dois dramas tão distintos tem em comum? Simples, o uso de flashbacks. Sim, aquele recurso tão peculiar à narrativa da nossa série favorita sobre os perdidos em uma ilha misteriosa.

Prison Break para quem não conhece ou simplesmente não assiste, é um drama que explora basicamente o plano de fuga arquitetado por Michael Scofield, um sujeito 'normal' que acredita que o irmão condenado à morte é inocente. Ao longo dos episódios vamos descobrindo que há uma grande conspiração por trás da condenação de Lincoln Burrows (irmão de Michael) que envolve até mesmo o alto escalão do governo americano. Ao mesmo tempo vemos Scofield executando as etapas de seu plano de fuga com a ajuda de alguns presos boa gente (e alguns nem tanto) e dando uma de MacGiver quando 'imprevistos' acontecem. A crítica define a série como uma mistura de 24 Horas com Oz (essa última aliás já contou com dois atores do atual elenco de Lost, Harold Perrineau que faz Michael e Adewale Akinnuoye Agbaje que faz o Eko).

A Fox brasileira já exibiu a 1ª metade da série (13 episódios) e a americana voltou com inéditos no dia 20 de março. Pois bem, eis que no episódio de ontem veio o elemento Lost que chamou minha atenção. Diferente de todos os outros 15 episódios anteriores que concentraram-se basicamente nas ações dentro da penitenciária, o 16º foi inteiramente dedicado a flashbacks que não só nos permitem conhecer mais cada um dos presos em destaque na série, mas sobretudo entender mais da trama central que é exatamente a condenação de Lincoln Burrows e o consequente plano de seu irmão para tirá-lo da prisão. Episódio altamente Lostiano, e devo dizer que os roteiristas souberam explorar cada nuance que caracteriza o recurso do flashback com extrema competência, assim como ocorre quase sempre em Lost.

Enfim, não irei estender comentários sobre outra série até porque esse não é o foco deste blog (por enquanto), mas achei interessante dividir com vocês que passam por aqui todos os dias, que fiquei entusiasmado por ver Lost exercendo uma influência tão evidente e sendo de certa forma homenageada pelos roteiristas de Prison Break. O elenco deles aliás parece acompanhar Lost. Wentworth Miller que faz o Michael Scofield já deu uma declaração no mínimo interessante dizendo que no final da 1ª temporada da série, eles conseguiriam achar a saída da penitenciária mas que quando dessem conta estariam dentro de uma misteriosa escotilha... precisa dizer mais alguma coisa?

2 comentários:

AnaBibi disse...

Eu realmente adoro Lost! Nunca uma série "prendeu" tanto a minha atençao!
Também assisto Prison break e outra séria maravilhosa. Às vezes chega a dar um nervoso, achando que os policiais da penitenciária vão descobrir o que eles estão tramando!
O blog de vocês está muito legal!
Continue assim, nos dando informações sobre a série!!
bjs

Dude! We are Lost! disse...

Olá Ana, são comentários como o seu que nos incentivam a continuar trazendo novidades pro blog ;)