01/04/2006

Ai que Saudades da Amélia

Nunca vi fazer tanta exigência
Nem fazer o que você me faz
Você não sabe o que é consciência
Não vê que eu som um pobre rapaz
Você só pensa em luxo e riqueza
Tudo o que você vê, você quer
Ai meu Deus que saudade da Amélia
Aquilo sim que era mulher
As vezes passava fome ao seu lado
E achava bonito não ter o que comer
E quando me via contrariado dizia
Meu filho o que se há de fazer
Amélia não tinha a menor vaidade
Amélia que era a mulher de verdade.

(Ataulfo Alves / Mário Lago, 1941)

3 comentários:

Marco disse...

Oh véio como seis arranjam essas fotos?
caramba! Vcs são paparazzis de verdade? amigo deles? hhauhauauauuauah!
ta foda o blog! to passando todo dia por aqui show de bola

Dude! We are Lost! disse...

Oi Marco!!! Estamos nos esforçando para deixar o blog cada vez melhor!! Todo dia com novidades!
Valeu pela força!
\o/

Anônimo disse...

Ela podia ir lá em casa lavar minha cuecas, eu não ligaria :p